Silêncio, aulas?

Veja também: Planeta dos Macacos, Universidades do mundo, Meio o quê?, Arveres somos nozes, Canal do Ensino, Flash na Biblioteca, Biblioteca Web, A importância do Doutorado, Museu Virtual, Neil Armstrong, Catraca Livre, Vida respeitável, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Lixo! Eu?, Empoderamento dos recursos,Orçamento doméstico, Bike or die!, A Melhor plástica de todas!!!, Mídia Ninja,Olimpíadas, A casa dos outros, Meu nome é Jonas, I Have a Dream, Lixo ou resíduos?Edited by cell

Salário necessário

O salário mínimo teria que ter sido de R$ 3.804,06 em junho, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), valor suficiente “para suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência”. Exame

Pesquisa nacional da Cesta Básica de Alimentos:

Salário mínimo nominal e necessário. Aqui

Dieese

Mude conceitos, você pode e deve: Mídia Ninja, Mapa da indecência, Não Foi Acidente, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Mídia estão de luto, Atrás de mim!, Justiça de mierda, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, O de Otário, Catador de ministros, Carnaval é Perfeição!, Arena, Caso Para-Sar, o Atentado ao Gasômetro

Ignorância e sucesso?

stevewoziak georgesaunders arianahuffington 1oanosptignorante

icebergesconde

Veja também: Universidades do mundo, UM “DEVOGADO” E… DUS BÃO!‏, Os sentidos da política – problemas e perspectivas, Vergonha alheia!!!, De onde você vem?, Akai Kōdan Zillion, A culpa é de quem!, Saramago, Impostômetro, , PÁTRIA MADRASTA VIL, Ministério da Saúde, Remédio que cura qualquer doença, O Coxinha – uma análise sociológica, Cadê os Amarildos?, Ceguetas, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, Problemas sociais, Incêndio, apenas 4° andar é salvo.

3º opção

3º opção – Trilha Sonora Do Gueto

celular óctoc
na mão,
do zé polvim é uma arma poderosa nisso eu acredito sim
embocamo num assalto de pistola e matraca
e eu grudei logo o gerente
com a quadrada engatilhada
o meu parceiro com a matraca
dominava o salão
zé povim era mato
tudo deitado no chão
nóis achava que é o seguinte
que o baguio tava aguentado
mó engano sangue bom ,
tava memo era cercado
tinha rota
tava o goe a pm mais o gate
tava tipo aquela fita que cê viu na reportagem e eu grudado cum refém , comecei raciocinar
os motivos que fizeram eu no crime ingressar
residente do capão ,
ser humano pique jão
que não teve uma cultura
uma boa educação
morador de uma favela
que aprendeu morre por ela
nego ,né comédia não ,
sofredor que num dá guela
voltando para a real ,
eu me vi logo enquadrado
me lembrei ni um minuto
que eu tava ni um assalto
escutava gritaria
vamo pega ele já
vagabundo num tem vaga nesse mundo que deus dá
veja bem como é as coisa ninguém tinha coração
só eu e deus sabia da minha situação
eu peguei minha quadrada fui pa guerra com o sistema
só que pá é o seguinte sempre existe um dilema
a vida traiçoeira me pregou uma lição
eu só tinha 2 minutos pra vive 3 opção
se eu saisse pelo fundo eu morria assassinado
se eu vazasse pela frente pelos bico era linchado
e a 3º opção
era eu engatilhar a quadrada na cabeça
e eu mesmo me matar
só que deus tava presente
acredite eu
não me engano
em fração de 2 segundo
eu bolei aquele plano
“ai chara é o seguinte
eu só vo me entrega
quando aquele sem futuro
do datena me filma
to ligado que pu seis
eu nun valo um real
só que seis invadi
o refém vai passa mal
ele tá todo borrado ta mijado ta com medo
ta pagando até com juros
o racismo e o preconceito
derrepente” pá pá
caraio que tiroteio
fiquei com a cabeça a mil
me bateu um desespero
mais se eu sai daqui eu vo muda (2x)
parece que é hoje
quando eu da cena lembro
minha roupa cheia de sangue
eu algemado mo veneno
linchado pelos bico
com ajuda dos gambé
desacerto no crime
eu to ligado qual que é
um dia é da caça
outro do caçador
ditado que meu pai
já herdara do meu vô
quando eu era pivete
me lembro ele dizia
um homem sem moral
sempre entra numa fria
mas só que eu cresci
desandei virei ladrão
eu só tinha 18
quando eu fui pra detenção
ai choque a rua tá daquele jeito hó
mo par de mano armado nun
encherga um palmo na frente do nariz
pensa que é super ladrão
super heroi
só que ai jão
são paulo nun é hollywood
os cara ta iludido o diabo dá o pé
pra suaga até a alma
sorte que eu tenho os parceiros
lado a lado comigo
pra debater minhas loucuras
seis deve ta achando que isso é ibope
ibope é trabalha
eu encano era lok
os manos na ventana
gritava “vai morre
triagem na cadeia
se não tive proceder”
foi lá que eu conheci
a tal dá rua 10
também foi lá que eu li a história de moises
o tempo foi passando
eu fui me adaptando
e quando eu fui nota
já passara 7 ano
bem que o meu pai dizia
“filho o tempo é rei
tentei te dar o melhor me desculpe se eu falhei”
aquilo na minha mente batia tipo tyson
viver na detenção tem que ser homem de aço
o homem só é grande quando ele se ajoelha diante do senhor pra tomar puxão de orelha
naquela madrugada
não consigui dormi
fazendo um castelo
liberdade vem ni mim
o tempo foi passano
meu corpo foi cansano
o dia clariano
na seqüência eu fui deitano
mais se eu sai daqui eu vo muda
dá meu revolver enquanto cristo não vem
mais se eu sai daqui eu vo muda
mais de 15 caras lá fora diversos calibres
mais se eu sai daqui eu vo muda
quero sair do inferno e não volta mais
mais se eu sai daqui eu vo muda
vida loka o os bandido beneficente, maluco consciente
mais se eu sai daqui eu vo muda
este é um testemunho de um homem

Veja também: Oitavo Anjo, Brô Mc´s, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Brasil de bandidos, Portal da Transparência, Respeito É Pra Quem Tem, Medo?, Touché Turtle, Eu sou Guarani Kaiowá, UM “DEVOGADO” E… DUS BÃO!‏, Carta da Terra, Biblioteca Web, Somos todos doadores, Carlos Marighella, V de Vingança, Aquela Paz, Cheirando Cola, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS

Para saber quem controla sua vida, simplesmente descubra quem você não tem permissão para criticar” (Voltaire)

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS

Artigo I
Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.
Artigo II
Toda pessoa tem capacidade para gozar os direitos e as liberdades estabelecidos nesta Declaração, sem distinção de qualquer espécie, seja de raça, cor, sexo, língua, religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, riqueza, nascimento, ou qualquer outra condição.
Artigo III
Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.

Che-JeanWyllyscanaldootario
Che Guevara e Direitos Humanos são duas palavras que não se combinam.

O parlamentar brasileiro é o SEGUNDO mais caro do mundo, ficando atrás apenas do custo do congressista dos E.U.A.. Vale lembrar que os E.U.A. possuem um P.I.B. de US$ 15 trilhões, enquanto o do Brasil vale US$ 2,3 trilhões.
Saber separar o privado do público é essencial, moralidade na vida pública é inegociável. Desconfie daqueles que relativizam a ética, sempre. LEONARDO

Veja também: Puta Que Pariu!!!, Índice de Desenvolvimento Humano, Consulta CPF, Impostômetro, Portal da Transparência, Urna fraudetrônica, O que, de quem?, Só Pra Variar, Cadê os Amarildos?, Um Monte de mentiras, Dia Internacional do Direito a Saber, Velozes e Incompetentes, Semana do Consumidor

Índice de Desenvolvimento Humano

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de “desenvolvimento humano” e para ajudar a classificar os países como desenvolvidos, em desenvolvimento e subdesenvolvidos. A estatística é composta a partir de dados de expectativa de vida ao nascer, educação e PIB (PPC) per capita (como um indicador do padrão de vida) recolhidos a nível nacional.
O IDH surge no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e no Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH), criados e lançados pelo economista paquistanês Mahbub ul Haq em 1990 com a colaboração de Paul Streeten, Frances Stewart, Gustav Ranis, Keith Griffin, Sudhir Anand, Meghnad Desai e Amartya Sen, teve como objetivo explícito:
“Desviar o foco do desenvolvimento da economia e da contabilidade de renda nacional para políticas centradas em pessoas.” Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida resumida do progresso a longo prazo em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde, apesar de ampliar a perspectiva sobre o desenvolvimento humano, não abrange nem esgota todos os aspectos de desenvolvimento, não é uma representação da “felicidade” das pessoas, nem indica “o melhor lugar no mundo para se viver”. Democracia, participação, equidade, sustentabilidade são outros dos muitos aspectos do desenvolvimento humano que não são contemplados no IDH. PNUD
idh_lute

Veja também: Fundação Instituto de Direitos Humanos, Super Trunfo, Instituto Alana, Santa Buceta, A tua mente, Inicie um abaixo-assinado, Saramago, Ficha Limpa!!!, PÁTRIA MADRASTA VIL, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ

Paulo Freire

Obra completa de Paulo Freire grátis para download.

O Centro de Referência Paulo Freire, dedicado a preservar e divulgar a memória e o legado do educador, disponibiliza vídeos das aulas, conferências, palestras e entrevistas que ele deu em vida, sua obra e legado . O Centro de Referência também disponibiliza artigos e livros que podem ser baixados gratuitamente.
paulo-freire-obra1

Educação como liberdade

Internacionalmente respeitado, os livros do educador foram traduzidos em mais de 20 línguas. No Brasil, tornou-se um clássico, obrigatório para qualquer estudante de pedagogia ou pesquisador em educação. Detentor de pelo menos 40 títulos honoris causa (concedidos por universidades a pessoas consideradas notáveis), Freire recebeu prêmios como Educação para a Paz (Nações Unidas, 1986) e Educador dos Continentes (Organização dos Estados Americanos, 1992).

Veja também: Makota Valdina, FHC = THC, Feliz dia do índio!!!, Carta de um policial nos protestos de São Paulo, Batman – O Livro dos mortos, Universidades do mundo, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Olimpíadas, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, Mosquitos vinho na foto

PÁTRIA MADRASTA VIL

‘PÁTRIA MADRASTA VIL’

Onde já se viu tanto excesso de falta? Abundância de inexistência… Exagero de escassez… Contraditórios?? Então aí está! O novo nome do nosso país! Não pode haver sinônimo melhor para BRASIL.

Porque o Brasil nada mais é do que o excesso de falta de caráter, a abundância de inexistência de solidariedade, o exagero de escassez de responsabilidade.

O Brasil nada mais é do que uma combinação mal engendrada – e friamente sistematizada – de contradições.

Há quem diga que ‘dos filhos deste solo és mãe gentil.’, mas eu digo que não é gentil e, muito menos, mãe. Pela definição que eu conheço de MÃE, o Brasil; está mais para madrasta vil.

A minha mãe não ‘tapa o sol com a peneira’. Não me daria, por exemplo, um lugar na universidade sem ter-me dado uma bela formação básica.
E mesmo há 200 anos atrás não me aboliria da escravidão se soubesse que me restaria a liberdade apenas para morrer de fome. Porque a minha mãe não iria querer me enganar, iludir. Ela me daria um verdadeiro Pacote que fosse efetivo na resolução do problema, e que contivesse educação + liberdade + igualdade. Ela sabe que de nada me adianta ter educação pela metade, ou tê-la aprisionada pela falta de oportunidade, pela falta de escolha, acorrentada pela minha voz-nada-ativa. A minha mãe sabe que eu só vou crescer se a minha educação gerar liberdade e esta, por fim, igualdade. Uma segue a outra… Sem nenhuma contradição!

É disso que o Brasil precisa: mudanças estruturais, revolucionárias, que quebrem esse sistema-esquema social montado; mudanças que não sejam hipócritas, mudanças que transformem!

A mudança que nada muda é só mais uma contradição. Os governantes (às vezes) dão uns peixinhos, mas não ensinam a pescar. E a educação libertadora entra aí. O povo está tão paralisado pela ignorância que não sabe a que tem direito. Não aprendeu o que é ser cidadão.

Porém, ainda nos falta um fator fundamental para o alcance da igualdade: nossa participação efetiva; as mudanças dentro do corpo burocrático do Estado não modificam a estrutura. As classes média e alta – tão confortavelmente situadas na pirâmide social – terão que fazer mais do que reclamar (o que só serve mesmo para aliviar nossa culpa)… Mas estão elas preparadas para isso?

Eu acredito profundamente que só uma revolução estrutural, feita de dentro pra fora e que não exclua nada nem ninguém de seus efeitos, possa acabar com a pobreza e desigualdade no Brasil.

Afinal, de que serve um governo que não administra? De que serve uma mãe que não afaga? E, finalmente, de que serve um Homem que não se posiciona?
Talvez o sentido de nossa própria existência esteja ligado, justamente, a um posicionamento perante o mundo como um todo. Sem egoísmo. Cada um por todos…
Algumas perguntas, quando auto-indagadas, se tornam elucidativas. Pergunte-se: quero ser pobre no Brasil? Filho de uma mãe gentil ou de uma madrasta vil? Ser tratado como cidadão ou excluído? Como gente… Ou como bicho?

Clarice Zeitel Vianna Silva, 26, estudante da Faculdade de Direito da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro – Rio de Janeiro – RJ), concorreu com outros 50 mil estudantes universitários, foi a Paris receber um prêmio da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) por uma redação sobre ‘Como vencer a pobreza e a desigualdade.’ A redação intitulada ‘Pátria Madrasta Vil’, foi incluída num livro, com outros cem textos selecionados no concurso. A publicação está disponível no site da Biblioteca Virtual da UNESCO.

Veja também: Cabeças de bagre, Brasileiro Reclama De Quê?, A onda, Inside Job, Carta da Terra, UNESCO BR, Mundo Vestibular, Os cães, 1984!, Opção de escolha?, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Convite à Filosofia, Saramago, Estrito cumprimento do dever, Impostômetro, Problemas sociais, O analfabeto político, Carlos Marighella, Ficha Limpa!!!, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Incêndio, apenas 4° andar é salvo., O mundo dos espertos, Carta à Sra. “Presidenta” da República, Bandeirantes Modernos

Troca de saberes entre agricultores fortalece projeto orgânico na Zona Sul

logo-5elementos

Educação Ambiental para incentivar a Agricultura Orgânica nas APAs Bororé-Colônia e Capivari-Monos.

bancosementes

“Nas diferenças, grandes semelhanças”, com essa frase, a educadora popular baiana, Luciana Sarno.

genildo

Veja também: Experimento científico?, Parabéns Nestlé 2, Vamos acabar com o domínio da Monsanto, Neste Chão Tudo Dá, X-Maus, Dedo Verde na Escola: terrários aproximam biodiversidade das crianças, Agrotóxicos da mesa nossa de cada dia., Instituto Pindorama, voluntariado., José Mujica maconheiro?

BBB por Antonio Barreto

Antonio Barreto
Cordel que deixou Rede Globo e Pedro Bial indignados
Antonio Barreto nasceu nas caatingas do sertão baiano, Santa Bárbara/Bahia-Brasil.Amante da cultura popular, dos livros, da natureza, da poesia e das pessoas que vieram ao Planeta Azul para evoluir espiritualmente.
Professor, poeta e cordelista. Graduado em Letras Vernáculas e pós graduado em Psicopedagogia e Literatura Brasileira, também compõe músicas na temática regional: toadas, xotes e baiões.

Seu terceiro livro de poemas, Flores de Umburana, foi publicado em dezembro de 2006 pelo Selo Letras da Bahia.
Vários trabalhos em jornais, revistas e antologias, tendo publicado aproximadamente 100 folhetos de cordel abordando temas ligados à Educação, problemas sociais, futebol, humor e pesquisa, além de vários títulos ainda inéditos.

BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL.

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Da muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social

Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados

Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal.
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal.

FIM

Veja também: Rotina, Quarto poder, Jesus era Peripatético., A onda, O povo da caixa, PÁTRIA MADRASTA VIL, Somos todos doadores, Impostômetro, Atrás de mim!, Xeque Monte, Parabéns Néstle, Mídia estão de luto, FORDISMO??

A importância do Doutorado

QUANDO SE TEM DOUTORADO

O dissacarídeo de fórmula C12H22O11, obtido através da fervura e da evaporação de H2O do líquido resultante da prensagem do caule da gramínea Saccharus officinarum, (Linneu, 1758) isento de qualquer outro tipo de processamento suplementar que elimine suas impurezas, quando apresentado sob a forma geométrica de sólidos de reduzidas dimensões e restasretilíneas, configurando pirâmides truncadas de base oblonga e pequena altura, uma vez submetido a um toque no órgão do paladar de quem se disponha a um teste organoléptico, impressiona favoravelmente as papilas gustativas, sugerindo impressão sensorial equivalente provocada pelo mesmo dissacarídeo em estado bruto, que ocorre no líquido nutritivo da alta viscosidade, produzindo nos órgãos especiais existentes na Apis mellifera.(Linneu, 1758) No entanto, é possível comprovar experimentalmente que esse dissacarídeo, no estado físico-químico descrito e apresentado sob aquela forma geométrica, apresenta considerável resistência a modificar apreciavelmente suas dimensões quando submetido a tensões mecânicas de compressão ao longo do seu eixo em conseqüência da pequena capacidade de deformação que lhe é peculiar.

QUANDO SE TEM MESTRADO

A sacarose extraída da cana de açúcar, que ainda não tenha passado pelo processo de purificação e refino, apresentando-se sob a forma de pequenos sólidos tronco-piramidais de base retangular, impressiona agradavelmente o paladar, lembrando a sensação provocada pela mesma sacarose produzida pelas abelhas em um peculiar líquido espesso e nutritivo. Entretanto, não altera suas dimensões lineares ou suas proporções quando submetida a uma tensão axial em conseqüência da aplicação de compressões equivalentes e opostas.

QUANDO SE TEM GRADUAÇÃO

O açúcar, quando ainda não submetido à refinação e, apresentando-se em blocos sólidos de pequenas dimensões e forma tronco-piramidal, tem sabor deleitável da secreção alimentar das abelhas; todavia não muda suas proporções quando sujeito à compressão.

QUANDO SE TEM ENSINO MÉDIO

Açúcar não refinado, sob a forma de pequenos blocos, tem o sabor agradável do mel, porém não muda de forma quando pressionado.

QUANDO SE TEM ENSINO FUNDAMENTAL

Açúcar mascavo em tijolinhos tem o sabor adocicado, mas não é macio ou flexível.

QUANDO NÃO SE TEM ESTUDO

Rapadura é doce, mas não é mole, não!

Veja também: BBB por Antonio Barreto, Café com Dengue., Miniusina de energia, Flash na Biblioteca, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Saudação ao Sol, Consumo colaborativo

Brasileiro Reclama De Quê?

Tá Reclamando do Lula? Do Serra? Da Dilma? Do Arrruda? Do Sarney? Do Collor? Do Renan? Do Palocci? Do Delubio? Da Roseanne Sarney? Dos políticos distritais de Brasilia? Do Jucá? Do Kassab? Dos mais 300 picaretas do Congresso?

O Brasileiro é assim:

1. Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, e até dentadura.

5. Fala no celular enquanto dirige.

6. Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. Pára em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. Viola a lei do silêncio.

9. Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.

11. Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho.

13. Faz “gato” de luz, de água e de tv a cabo.

14. Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. Compra recibo para abater na declaração do imposto de renda para pagar menos imposto.

16. Muda a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.

17. Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota fiscal de 20.

18. Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.

21. Compra produtos pirata com a plena consciência de que são pirata.

22. Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis, … como se isso não fosse roubo.

27. Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que recebe das empresas onde trabalha.

28. Falsifica tudo, tudo mesmo … só não falsifica aquilo que ainda não foi inventado.

29. Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve.

E quer que os políticos sejam honestos …
Escandaliza- se com a farra das passagens aéreas …

Os políticos que aí estão foram eleitos por esse mesmo povo ou não?
Brasileiro reclama de quê, afinal?

“Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores (educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso planeta, através dos nossos exemplos …”

A mudança deve começar dentro de nós, nas nossas casas, nos nossos valores, nas nossas atitudes!

Email recebido.

Veja também: Michael Moore, Consulta CPF, Andanças, Omissão., Lixo ou resíduos?, Carta da Terra, Somos todos doadores, Quem paga o Carnaval!, Ficha Limpa!!!, Polícia 24 horas, Que País É Esse?, O de Otário, Impostômetro, Pedal sinalizado, A culpa é de quem!

Os cães, 1984!

Deviam parar com a demagogia sobre as massas. As massas são rudes, sem preparação, ignorantes, perniciosas em suas reivindicações e influências. Não precisam de lisonjas mas de instrução.
Ralph Emerson

Sugestão de leitura: 1984 (Nineteen Eighty-Four) – George Orwell (Eric Arthur Blair)

1984capabook

Veja também: Relatório Figueiredo, Memória dos Campos, A culpa é de quem!, Empoderamento dos recursos, Inside Job, Terceira Onda, Carlos Marighella, Saramago, Voto Nulo, Brô Mc´s, Pai (de quem) trocinio!, Instituto Pindorama, voluntariado., Cabo Jardim