Dinâmicos

Pacatos, engraçados e contadores de “casos da região”, os músicos da banda “Mestre Vieira e Seu Conjunto” tocam num ritmo original e contagiante, alegrando as pequenas vilas ribeirinhas da Amazônia onde vivem.

Mestre Vieira, Idalgino Cabral, Lauro Honório, Dejacir Magno, Luis Poça e Batera são mais que bons instrumentistas, eles são super-heróis da Amazônia. Ao receberem os pedidos de socorro e denúncias de crianças sobre atos contra a natureza, eles se transformam em “Os Dinâmicos”. Em cada história, nossos heróis revelam, por meio do mágico universo da animação, as características do povo da região, sua linguagem, revelando costumes e lendas da Amazônia.

Comédia e aventura musical, “Os Dinâmicos” homenageia também as animações que permearam a imaginação de crianças e jovens dos anos 1970 e 1980, que traziam séries animadas de aventura, envolvendo personagens, heróis e suas bandas musicais. O programa é inspirado na obra musical de Joaquim de Lima Vieira, o criador da guitarrada paraense. Tv Brasil – EBC

Região: PA – Norte

Direção: Luciana Medeiros e Afonso Gallindo

Empresa produtora: Central de Produção

A obra musical de Mestre Vieira foi transportada para o universo da animação, na série “Os Dinâmicos”, que estreiou em 26/nov/2018 na tela da TV Cultura do Pará.

“O Mestre Vieira não é o principal, ele é o criador desse ritmo, desse estilo de tocar guitarra, reconhecidamente. Ele recebeu duas condecorações nacionais, reconhecendo a obra dele. Uma das mãos de Gilberto Gil, que foi a medalha de honra ao mérito, do Ministério da Cultura, e mais recentemente uma ‘in memoriam’, ele recebeu uma placa da Funarte e da Universidade Fluminense”, conta a idealizadora e produtora executiva do projeto, Luciana Medeiros. Wal Sarges – Diário do Pará

Wal Sarges – Diário do Pará

Convivir

Sabe aquele sonho que você tinha quando criança, de morar junto com todos os seus amigos? Pois vários idosos de Cuenca, na Espanha, tornaram isso realidade.

Victor Gómez e Cruz Roldán, que se conheceram durante uma excursão há 46 anos, resolveram inovar, e fundaram uma espécie de república da terceira idade, e foi assim que, há quinze anos, surgiu a Convivir, gerida pelos próprios idosos, hoje são 87 idosos morando por lá.

O local funciona num espaço de mais de 7 mil m², e conta com jardim, pomar, bar, ginásio, biblioteca e diversas oficinas para distrair os moradores. Gabriela Alberti – Hypeness

², e conta com jardim, pomar, bar, ginásio, biblioteca e diversas oficinas para distrair os moradores. Gabriela Alberti – Hypeness

A velhice chega mais tarde hoje, mas pensa-se nela desde cedo. Os mais velhos atualmente –especialmente europeus e japoneses – vivem mais e não querem passar a última fase da vida entre desconhecidos ou “ser uma carga para os filhos”. É o que demonstra um estudo de 2015, realizado pelo ministério da Saúde espanhol.

No estudo, mais da metade dos pesquisados acha pouco provável viver em um asilo, enquanto quatro em cada dez veem como alternativa o cohousing, moradias criadas e administradas pelos próprios idosos, que decidem entre amigos como e onde querem viver sua aposentadoria. Os apartamentos pertencem a uma cooperativa, mas podem ser deixados de herança para os filhos. Na Espanha, há oito projetos construídos e vários em gestação. Portal Terceira Idade

Portal Terceira Idade

Una cooperativa integral, constituida en principio por ese grupo de personas del que hablábamos en el primer punto, pero abierta a otras nuevas que puedan integrarse en la Cooperativa y/o venir a vivir con nosotros.

Que ya ha construido el Centro Convivir en Horcajo de Santiago -un gran edificio, con jardín y huerto, 66 apartamentos, comedor, cafetería, gimnasio, biblioteca, talleres de actividades, salas comunes… . Convivir

Mapa dos ecossistemas intactos da Terra

Bilhões de anos se passaram, incontáveis espécies surgiram e desapareceram, mas bastou apenas uma para colocar em risco toda a história evolutiva da Terra ao espalhar a destruição e degradação do meio ambiente.

Apesar dos esforços de conservação e proteção ambiental nas últimas décadas, menos de um terço das áreas terrestres do Planeta permanecem selvagens, sem impacto de atividades humanas, e esses remanescentes da natureza estão sob risco crescente. Vanessa Barbosa5 nov 2018, 14h19Exame

O primeiro mapa dos ecossistemas intactos da Terra, resultado de uma pesquisa da Universidade de Queensland e da Wildlife Conservation Society (WCS), mostrou que apenas cinco países detêm 70% das áreas inexploradas do mundo.

De acordo com o relatório, os países com mais territórios intocados são Austrália, Estados Unidos, Brasil, Rússia e Canadá e o objetivo é que estas nações trabalhem em conjunto para que isso continue assim. Apesar de esta parecer ser uma boa notícia, ela é também é preocupante pois mostra que mais de 77% das terras – excluindo a Antártica – e 87% dos oceanos já foram muito modificados pela intervenção humana. Vivimetaliun

Há um século, apenas 15% da superfície da Terra era usada para cultivar e criar gado, ressalta o estudo publicado na revista científica Nature, atualmente, apenas 23% da massa terrestre do mundo ainda pode ser considerada selvagem.

Os pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, e da Wildlife Conservation Society (Sociedade de Conservação da Vida Selvagem) criaram um mapa global utilizando indicadores como terras de cultivo, pastagens e densidade populacional e descobriram que apenas 20 países são os responsáveis por 94% da região selvagem no mundo. Época Negócios Online

A preservação da Amazônia sempre foi motivo de preocupação, no entanto, os números do último ano assustam. Em 365 dias, o desmatamento no pulmão verde da Terra cresceu quase 60%.

Os dados são do sistema DETER, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que também mostrou perda de 762,3 km² de mata nativa. Trocando em miúdos, o Brasil atingiu o pior registro desde 2016. Nunca se desmatou tanto, entre janeiro e junho de 2018, 735,8 km² de floresta destruída. hypeness

Os especialistas em conservação ambiental defendem que ecossistemas remanescentes em regiões degradadas têm uma preservação prioritária pois oferecem benefícios mais diretos para a saúde humana e para o desenvolvimento turístico.

As áreas intactas abrigam espécies em uma abundância próxima ao natural – resguardando informações genéticas e processos ecológicos que sustentam a biodiversidade em uma escala de tempo evolutiva.

Por exemplo, no mar, são as áreas virgens que ainda têm populações viáveis de grandes predadores como o atum, o marlim e os tubarões, lembram os autores do artigo na Nature.

Ecossistemas intactos também amortecem desastres naturais e eventos climáticos extremos, do nível local ao global.

“Simulações de tsunamis, por exemplo, indicam que os recifes de corais saudáveis oferecem ao menos duas vezes mais proteção do que os altamente degradados”, escrevem os pesquisadores.

Estas áreas são importantes ainda diante das mudanças climáticas – por exemplo, por estocarem carbono em larga escala.

As mais belas estações

Estações de metrô mundo afora costumam ser uma atração à parte, visto que muitas delas são obras arquitetônicas incríveis, cheias de design, arte, cores, chegadas e partidas, e por muitas vezes, você está pisando em um espaço todo decorado e projetado pelos mais renomados profissionais, entre designers, artistas e estilistas.
Na Rússia, por exemplo, as estações de metrô são um importante registro de arte e arquitetura típica, nos transportando para uma época distante em cada curva clássica que as cerca.

Veja lista de 20 estações by Vivi Metalium que vão tornar sua viagem surreal:

1. Nápoles, Itália

Grandes estilistas e artistas como Anish Kappor e Karim Rashid decoraram as chamadas “estações de arte”, projeto implantado na cidade.

e16
2. Moscou, Rússia

A arte tradicional russa impressiona os turistas que passam, por exemplo, pela neoclássica Estação Komsomolskaya no Distrito Krasnoselsky, projetada por Dmitry Chechulin.

e18
3. Estocolmo, Suécia

O design moderno prevalece em Estocolmo, mas a Estação Kungstradgarden impressiona por sua estrutura diferente, inspirada no Palácio Makalos.

e15
4. Dubai, Emirados Árabes

Cheia de luxo, as estações de metrô de Dubai não poderiam ser diferentes. A estação Waleed Khalid Bin Al ostenta interiores esplêndidos, com grandes candelabros que chamam a atenção de qualquer passageiro.

e14
5. Santiago, Chile

Na estação de metrô Universidad de Chile, o mural Memoria Visual de una Nación de Mario Toral narra a política, religião, triunfos e tragédias chilenas.
UniversidadChile

6. Nova York, Estados Unidos

Segundo moradores, a estação mais bonita é a Astor Place, com uma entrada bem bonita e painéis de porcelanas geométricas projetadas por ninguém mais, ninguém menos que o artista gráfico Milton Glaser, o mesmo criador do icônico logotipo “I Heart [Coração] NY”.

e17
7. Xangai, China

Um dos maiores atrativos da cidade é o túnel iluminado que corre sob o rio Huangpu, transportando moradores e turistas de Bund para Pudong sob luzes coloridas.

e11
8. Kaohsiung, Taiwan

Criado pelo renomado artista Narcissus Quagliata, a “Dome of Light” na estação de Kaohsiung é a maior instalação de arte pública do mundo feita a partir de peças individuais de vidro colorido. Fascinante!

e19
9. Munique, Alemanha

A estação Westfriedhof ganhou nova vida graças ao designer Ingo Mauer, com suas chamativas luminárias de alumínio côncavas e luzes coloridas dão forma e profundidade à estação.

e10
10. Lisboa, Portugal

Projetado pelo arquiteto Tomás Taveira, a chamativa estação das Olaias, em Lisboa, é conhecida na Europa como uma das melhores do continente.

e13
11. São Petersburgo, Rússia

Assim como em Dubai, as estações de metrô da Rússia não deixam de ser luxuosas. A estação Avtovo é divina, com suas colunas, lustres belíssimos e arte da era soviética.

e1
12. Bruxelas, Bélgica

Com muita arte e design, entre as estações de metrô da Bélgica se destaca a instalação de arte de Paul Van Hoeydonck, com figuras suspensas acima dos trilhos da estação Comte de Flandre.
ComtedeFlandre

13. Paris, França

Em Paris, a entrada se destaca mais do que a parte subterrânea, ostentando a famosa Art Nouveau. A estação Auber tem um charme à parte.

e9
14. Bilbao, Espanha

Quem deu o ar moderno às estações de metrô de Bilbao foi o designer Norman Foster, que investiu em espaços simples e bem iluminados.

e4
15. Coréia do Norte

O metrô em Pyongyang foi construído para ligar instalações militares subterrâneas secretas. Mas agora é melhor do que isso, rico em arquitetura linda, arcos e murais patrióticos.

e8
16. Berlim, Alemanha

A Estação Platz Heidelberger, projetada pelo arquiteto alemão Wilhelm Leitgebel, é uma das estações mais decoradas da rede de metrô.
e2

17. Londres, Inglaterra

Na velha Inglaterra se destaca a Estação de Westminster, desenhada por Michael Hopkins. Moderna, é composta por tubos de aço, tetos bem altos e vigas de concreto, trazendo um ar industrial interessante.

e3
18. Chicago, Illinois

Se você quer voltar no tempo, precisa pegar a estação Monroe, um ótimo exemplo da arquitetura dos anos 1940. A fachada, a cabine de bilhete e alguns outros espaços permanecem originais desde aquela época.

e7
19. Frankfurt, Alemanha

Outro exemplo onde a entrada acaba sendo mais legal do que a estação. O acesso à estação Warte Bockenheimer faz alusão a um trem saindo do chão, inspirada no artista surrealista René Magritte, projetada pelo arquiteto Zbigniew Peter Pininski.

e5
20. Barcelona, Espanha

A Estação Drassanes foi decorada pelos estilistas Eduardo Gutierrez Munne e Jordi Fernandez Rio. Mesmo simples, a estrutura ao redor da plataforma antiga tem paredes de concreto reforçadas de vidro e pisos brancos à prova de vibração.

e6
Fotos: Vivienne Gucwa, kylamandel, obstanovka, J-O Eriksson, sudarte, dubaimetro, layylaovertherooftopsoftheworld, urbanfragment, , , abandonedkansai, schuminweb, on-a, mimoa, 04varvara,

Lionel Messi abriu as portas para o frio.

Uma propriedade que pertence a família de La Pulga promove uma linda iniciativa pensando nos moradores de rua de Rosario, cidade onde Messi nasceu e cresceu a pouco menos de 300 km de Buenos Aires. Alberto BarbosaFutebolatino

“Comida quente e abrigo! Se sabes de alguém em situação de rua, convide-o a passar pelo Vip das 19 às 21 h, lhe daremos algo quente para comer e agasalhos!”

O craque argentino Lionel Messi abriu as portas do seu restaurante em Rosário, na Argentina, para pessoas que vivem nas ruas se alimentarem durante 15 dias. O restaurante “Bar Vip Rosário” também informou, por meio de redes sociais, que está recolhendo agasalhos para doação.

Conforme a publicação, feita na sexta-feira (5), o restaurante irá oferecer alimento para as pessoas que forem até o local entre 19h e 21h. Já as roupas de frio serão doadas as pessoas que pedirem. É inverno na Argentina, e a temperatura de Rosário, de acordo com o Climatempo, na madrugada desta terça-feira foi de 4°c. Super.FC

Lixatas do Caribes

Latas, potes, talheres de plástico, roupas velhas, seringas e até animais mortos, uma cena típica de qualquer lixeira, mas trata-se de uma ilha de lixo que flutua no Mar do Caribe, entre as costas de Honduras e Guatemala, um camada de objetos descartados que periodicamente chega às praias e que, ultimamente, tornou-se uma fonte de tensão nas relações bilaterais entre os dois países. Lioman Lima – BBC Mundo


De um lado, Honduras acusa seu vizinho de causar a poluição que atinge as praias de Omoa, Puerto Cortés e as Ilhas da Baía. Do outro, a Guatemala diz que é o país vizinho que derrama o lixo que o afeta.
Veja também: Comida de tubarão, Comida de gente, Cadeia plástica, Vegeta,Compartilhe, A casa dos outros, Na estrada havia uma pedra, Pet é tudo de bom,Inseticida Natural contra lesmas e lagartas, Garrafas plásticas, Plástico temperado, China e 11 milhões de plásticos, Cadeias plasticas, Plástico Pena

Ciclolix e a bike lixo!

Os catadores de lixo realizam um trabalho fundamental para impulsionar a coleta seletiva de materiais recicláveis, especialmente em cidades cujas prefeituras não dispõem de caminhões e lixeiros para cumprir a tarefa, capaz de evitar que várias toneladas de lixo reaproveitável parem em lixões.As chamadas Ciclolix fazem parte do projeto Relix, uma iniciativa do Sesi que propõe de ações de educação e arte para conscientizar sobre a importância da sustentabilidade.. Vivimetaliun

O projeto Pró-Catador, tem como objetivo ampliar a geração de renda nas cooperativas e grupos econômicos solidários de catadores de materiais recicláveis no estado.
Um dos fundadores da cooperativa, Valdemilson Santos, 58 anos, mostra com orgulho, o trabalho desenvolvido pelo empreendimento e fala sobre as perspectivas de desenvolvimento a partir dos conhecimentos e equipamentos ofertados pelo projeto Pró-Catador. “Com as capacitações aprendemos mais sobre a tecnologia da reciclagem. Com a chegada dos equipamentos, vai facilitar ainda mais a nossa vida, porque vamos prensar, organizar o material e poder vender por um preço melhor; isso vai gerar mais renda para nós da cooperativa”. Blog Mivan Gedeon

Um grupo que passa despercebido pela sociedade e que está envolvido diretamente com o processo de reciclagem de resíduos é o dos catadores. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) apontam que os catadores são responsáveis por quase 90% do lixo reciclado no Brasil.

De acordo com o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, há 800 mil profissionais do tipo em atividade no país e aproximadamente 85 mil associados ao Movimento Nacional.

A maioria desses trabalhadores encontrou na profissão uma alternativa ao desemprego. No trimestre de julho a setembro deste ano, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) contabilizou 12,4 milhões de pessoas desempregadas em todo o país. Blog do Pedlowski

Presente, SIM Professor!!!

Em algumas ocasiões, a estudante de Design, Thami Maitra dos Reis, 27 anos, de Uberlândia (MG), precisa levar para a faculdade sua filha Bruna, 8 anos. Ela já ouviu dos professores comentários do tipo “se ela ficar quietinha, ela pode ficar”, mas a atitude de um professor chamou atenção. Além de recepcionar superbem a pequena, ele faz questão da sua participação na aula!

O professor da publicação chama Lu de Laurentiz e ele é da Universidade Federal de Uberlândia. As fotos são de final de maio, da aula de Geleia Geral – que fala sobre o movimento tropicalista e a estética pós-moderna. Razões para acreditar

Kamikatsu, como separar o lixo?!?

Você acha que separar lixo por papel e plástico é uma tarefa árdua? Então pense nos moradores de Kamikatsu, uma pequena cidade nas montanhas da ilha de Shikoku, no sudoeste do Japão, que precisam separar o lixo em 45 categorias diferentes.

No centro de coleta de lixo, há caixas separadas para diferentes tipos de produtos: jornais, revistas, caixas, tampas de metal, garrafas de plástico, latas de alumínio, latas de aço, latas de spray, lâmpadas fluorescentes e assim por diante. Você pode pensar que isso é um exagero, mas os moradores de Kamikatsu têm uma meta para alcançar – o desperdício zero, e eles já já alcançaram 80% desta meta. Vivimetaliun

O Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), que reúne, entre outros dados, detalhes sobre o gerenciamento de resíduos no país, estima que, por ano, cada habitante produz cerca de 347 kg de lixo. Mas, ainda de acordo com esses estudos, apenas 13,7 kg (ou 4%) do lixo gerado anualmente por cada brasileiro vai para a reciclagem.
As lixeiras de reciclagem são divididas basicamente em quatro cores, uma para cada tipo de material: azul (papel), vermelho (plástico), verde (vidro) e amarelo (metal). O lixo orgânico é representado pela cor marrom.
Se o seu município tem serviço de coleta seletiva, você só precisa separar o lixo em duas categorias: recicláveis e não recicláveis (orgânicos). Tudo o que pode ser descartado nos lixos de cor vermelha, azul, verde e amarela entra na parte dos recicláveis, enquanto o lixo orgânico (marrom) vai para a lixeira de não recicláveis.
Você pode entregar o lixo reciclável para catadores ou diretamente em cooperativas de reciclagem na sua cidade. O Cempre (Compromisso Empresarial para Reciclagem) disponibiliza online o Mapa da Reciclagem, onde você pode encontrar os pontos de coleta de materiais recicláveis mais próximos da sua residência. O mapa também mostra locais de coleta de lixos tóxicos, isto é, que não podem ser descartados no lixo comum, itens como pilhas, baterias, óleo de cozinha, medicamentos vencidos, pneus, produtos eletrônicos e lâmpadas fluorescentes não podem ser descartados no lixo reciclável e nem no orgânico! Consulte o mapa aqui. Vivimetaliun

Quase todo mundo sabe da importância da reciclagem de lixo, mas, na prática, pouca gente adere ao hábito de separar os resíduos secos (sem falar nas áreas onde não há coleta seletiva): um estudo de 2017 aponta que apenas 13% do lixo que poderia ser reciclado no Brasil realmente tem esse destino.

Por isso é necessário destacar iniciativas que contribuem para mudar esse quadro. É o caso do Club do Condomínio, criado em Santos, no litoral de São Paulo, para incentivar síndicos de prédios a convencer os moradores a separar os resíduos.

Para isso foi criada uma espécie de moeda virtual, chamada bio-coin. A cada quilo de material recolhido por recicladores parceiros da iniciativa o prédio recebe 1 bio-coin, que equivale a 20 centavos. A cada 5000 bio-coins acumulados, o condomínio pode fazer o resgate de mil reais para ser usado nos serviços que o síndico considerar necessários. Vivimetaliun

A empresa belga Ecover foi fundada em 1980 para criar produtos de limpeza sem fosfato, um componente que poluía as águas. Por bastante tempo eles se dedicaram às fórmulas, mas recentemente perceberam que também era preciso prestar atenção nas embalagens.

Foi assim que surgiu o Rubbish Cafe (algo como “Café do Lixo”), uma ação promovida pela subsidiária da Ecover em Londres. Por dois dias, moradores da capital inglesa e turistas puderam ir ao local e trocar embalagens plásticas usadas por refeições. Vivimetaliun

Patinhos, versão combustível!

A Caça dos Patinhos navegantes expôs as preocupações sobre o acúmulo de lixo nos oceanos. Em janeiro de 1992, um carregamento com 28 mil bichinhos de brinquedo acabou derramado no meio do Oceano Pacífico.

Por serem projetados para flutuar, eles foram guiados pela correnteza e se esparramaram em áreas diversas dos mares. Alguns deles chegaram a percorrer um trajeto de mais de 3 mil quilômetros, chegando por exemplo na costa do Alasca. Outros patinhos foram encontrados na Austrália e Escócia. Vivimetaliun

Desde 2000, a empresa canadense Enerkem se dedica a estudar e implementar maneiras de transformar lixo orgânico em biocombustível, o projeto da companhia consiste em uma parceria com a The Ocean Legacy Foundation, que faz limpeza na costa do país, para aplicar a mesma tecnologia usada em detritos urbanos ao lixo que a organização retirar dos mares canadenses. Vivimetaliun

Com apenas 18 anos, o estudante holandês Boyan Slat impressionou o mundo ao criar um sistema de limpeza dos oceanos, a ferramenta funciona como um filtro que recolhe o lixo flutuante e o leva até um sistema em terra, onde pode ser reciclado. Durante o transporte, o lixo permanece em contato com a água, o que evitaria a morte de animais que fossem arrastados por engano pelo equipamento.

Para transformar a ideia em realidade, Boyan criou a empresa The Ocean Cleanup, segundo as estimativas do jovem, as correntes dos oceanos poderiam ser usadas para acelerar a limpeza das águas e retirar metade de todo o plástico da Ilha de Lixo do Pacífico em apenas cinco anos. Vivimetaliun

Illusdreamer

Um grupo de estudantes intitulado Illusdreamer, da escola Senegal High School, em Hong Kong, vem demonstrando um incrível talento para o desenho em giz. Usando as próprias lousas da escola como base, o grupo cria imensos e espetacularmente detalhados desenhos, quase sempre usando seus personagens favoritos de desenhos animados e quadrinhos. Vivimetaliun

Illusdreamer was founded by a few young Hong Kong artists as a local art group in 2016.
OUR MISSION
‘Conceive, Believe, Achieve’. Facebook

Club Noir, sem fantasmas.

O teatro Club Noir, que esta(va) situado na Rua Augusta em São Paulo, desde 2008, vem sofrendo ataques diretos após o proprietário e artista Roberto Alvim, manifestar publicamente apoio ao candidato a presidente do Brazil nas eleições de 2018. Os ataques envolvem xingamentos e falsas acusações, palavras conhecidas para quem já foi perseguido pela esquerda que grita por democracia.

Em 12 anos do Club Noir encenou obras clássicas de autores como Ésquilo, Harold Pinter, Kafka, Jean Genet, Ibsen, Nelson Rodrigues, Samuel Beckett, Lorca, Shakespeare, além de autores contemporâneos como Richard Maxwell, Herta Muller, Gregory Motton e de novos dramaturgos brasileiros. A ópera A Voz Humana, com libreto de Jean Cocteau, já foi encenada lá.

O Club Noir foi inaugurado com a peça O Quarto – do prêmio Nobel Harold Pinter – essa peça os levou ao Prêmio Bravo! de melhor espetáculo do ano. Um grupo de críticos da Folha de São Paulo, elegeu o Club como Melhor Espetáculo de Teatro em 2010: Triptico Richard Maxwell, e em 2012: Peep Classic Ésquilo, ambas sob direção de Roberto. O diretor cita que Peep Classic venceu o Prêmio APCA e o Prêmio Governador do Estado.

No ano de 2014, o teatro foi considerado Patrimônio Cultural da Cidade de São Paulo. Sediou dezenas de oficinas de dramaturgia, atuação, história da arte e história do teatro. Formaram centenas de artistas nessas oficinas, que resultaram montagens que entravam em cartaz no projeto Paralela Noir.

Por diversos anos o foyer do espaço recebeu bandas de jazz, rock e MPB, exposições de artes plásticas e fotografias, lançamentos de livros e uma coleção de dramaturgia brasileira contemporânea que produziram junto a editora 7 Letras. Terça Livre

“A crítica precisa entender que há diferença entre produto cultural e obra de arte. O primeiro usa um sistema formal reconhecível, e aí você diz se isso foi executado com habilidade. Já a arte é sempre em cima de outros procedimentos técnicos (…) e o problema é usar os mesmos critérios para avaliar um espetáculo artístico. Quando falam que falta humanidade a uma peça minha, eu me pergunto: que humanidade? A da Patricia Pillar na novela das oito?”. R. Alvim, por: Michel Laub – piauí

Roberto agradece a quem esteve envolvido com o Club Noir e conta que tentou buscar ajuda buscando patrocinadores, pediu que custeassem apenas as despesas básicas (aluguel e contas) para apenas manter o espaço aberto e que em troca ele ofereceria à população gratuitamente todas as atividades do Club, incluindo espetáculos e oficinas; mas não houve interesse.

William Shakespeare citou: “A arte é o espelho e a crônica da sua época.” – Acrescento: Se não houver uma arte imparcial e justa, qual será a crônica da nossa época? Cláudio R Garcia

“”(…). Não há a criação de um personagem, de uma gestualidade, de uma voz específica. Quando, na verdade, a obra de arte é a elaboração poética, é a transfiguração do real por meio justamente da criação de narrativas, de símbolos, de signos, de arquétipos em cena. (…)” Tiago Cordeiro – Gazeta do Povo

Mais: O VENTO QUE VARRE A CASA

Livre de Guerre

Já dizia Nelson Mandela: “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. Talvez esta frase tenha inspirado o artista argentino Raul Lemesoff, o responsável pela criação de uma arma que pode mudar a vida de muitas pessoas: ele transformou um antigo carro Ford Falcon, de 1979, em um tanque de guerra. Mas, ao invés de disparar balas, o veículo dispara livros, o projeto em que trabalhou nos últimos anos dá um novo significado a um dos principais símbolos de guerra, que foi batizado de “Arma de Instrução em Massa”.


Com a munição de livros pronta, o artista percorre as ruas de Buenos Aires, na Argentina, disparando livros por todos os lados e para todas as pessoas que cruzam o seu caminho. Não é necessário pagar nada pelos exemplares, apenas se comprometer com a leitura. Vicente CarvalhoRazões para acreditar

PLEASE WATCH: VIDEOSArma de Instruccion Masiva

In celebration of world book day on 5th march, 7UP has teamed up with buenos aires-based artist raul lemesoff in the creation of ‘weapons of mass instruction’, a traveling library that tours argentina in the shape of a tank. designboom

Joaquim

Ao longo de 97 minutos, o espectador vê a cabeça decapitada de Tiradentes em frente a uma capela barroca, enquanto escuta a voz do falecido anunciar a sua morte, a sua história e o seu futuro reconhecimento como herói nacional nos livros escolares.
Com uma belíssima fotografia em primeiro plano, uma pesquisa histórica aprimoradíssima, uma direção de arte encantadora e as magníficas interpretações de Júlio Machado, de Isabél Zuaa e Welket Bungué, bastante aplaudidos pela plateia. Carlos Albuquerque – DW

Durante o século XVIII, a colônia dos Brasis, parte do Império Português, enfrenta um declínio na produção de ouro. Uma minoria portuguesa governa de forma autoritária e corrupta uma sociedade composta, em sua maioria, por escravos africanos, indígenas e mestiços. Papo de Cinema

Joaquim – Filme. Facebook

“Joaquim”, coprodução luso-brasileira, apresenta a história de Joaquim José da Silva Xavier, um dentista de Minas Gerais que se transformou em um dos principais heróis nacionais: Tiradentes. O filme busca preencher a lacuna existente na história e construir uma narrativa para explicar o que levou Joaquim a se transformar no líder do levante popular, conhecido como a Inconfidência Mineira, contra a coroa portuguesa. Danielle de Noronha – abcine
Entenda mais: CASAS DE MEDIAÇÃO, RENILDO PAULINO SILVA DOS SANTOS, DIA DA ÁRVORE, POLÍCIA 24 HORAS, UM GOLPE EDUCADO!, DE QUE LADO VOCÊ ESTA?, QUEM É O POVO?, BANDEIRANTES MODERNOS, PARE OU DIMINUA?, 30 Matrix indígenas

DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DAS ÁRVORES

“A árvore é um ser vivo fixo que, em proporções comparáveis, ocupa dois ambientes distintos, a atmosfera e o solo. Raízes se desenvolvem no solo, que captam água e minerais. A coroa cresce na atmosfera, que captura dióxido de carbono e energia solar. Por este motivo, a árvore desempenha um papel fundamental no equilíbrio ecológico do planeta”.
Este é o primeiro artigo da Declaração dos Direitos das Árvores, que representa um marco em defesa destes monumentos milenares, lendários e majestosos, preciosos para as nossas vidas, e contra o desaparecimento das florestas em todos os cantos do globo.

Hamilton Coelho


Morador desde 1994 de um prédio misto de casa, ateliê e museu a poucas quadras da fronteiras com o Uruguai, Hamilton Coelho com material recolhido do mar, como toras, cordas, restos de embarcações e ossos de baleias, o escultor vem produzindo uma obra que se pretende de denúncia ambiental. Criou em sua casa um instituto de preservação marinha e recebe turmas de crianças e adolescentes. GauchaZH


Hamilton Coelho Escultor – Barra do Chuí. Facebook

Enxergue mais: REMÉDIO CASEIRO PARA CONTROLE DE PULGAS, LICITAÇÃO SUSTENTÁVEL, 12 gatos, 12 artistas, TIRINHA DO DIA: E QUAL É O MELHOR AMIGO DO HOMEM?, 7 APPLICATIVOS PARA CICLISTAS, INSTANTLY AGELESS ™, EMOCIONARIO, EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO!, RECEITA PARA CONSTRUIR SUA CASA COM SUAS PRÓPRIAS MÃOS, VIDACELL®, CAPA DE DISCO COM GATOS., Brasileiro Reclama De Quê?, GOVERNO ABERTO, O artista português ‘lixo’, PLANKTON INVASION

Trabalho e desigualdade social na contemporaneidade: reflexões sobre os agentes de limpeza pública

Em 2013, trabalhando como gari concursado em Pirpirituba, município localizado no Brejo da Paraíba, Ednilson Silva decidiu entrar no ensino superior. Foi aprovado no curso de história da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) e seguiu trabalhando e estudando durante cinco anos. Neste mês de junho, utilizando a farda que veste diariamente na função, defendeu o trabalho de conclusão de curso (TCC). O tema foi a “invisibilidade” dos agentes públicos de limpeza. G1


Ednilson concilia a profissão com o curso desde 2014, quando foi aprovado no vestibular. A rotina também envolvia cuidar da família formada pela esposa Thaís e a filha Laís, de apenas dois anos. Agora, Ednilson pensa em seguir a carreira acadêmica. LeiaJá

Gabriel Pitta, um jovem baiano que desde a infância ajudou a mãe em Salvador a vender doces e salgadinhos para festas, e que agora estreou nas passarelas da São Paulo Fashion Week como modelo.

A carreira nas passarelas começou há pouco tempo, em 2016,quando tinha somente 15 anos, já participou de editoriais em revistas como Vogue, GQ e Marie Claire. Em seu início, há dois anos, Gabriel ganhou o concurso Beleza Black, na capital baiana, e ao longo de dois anos conciliou seu trabalho como modelo com a ajuda que oferecia para a mãe nos quitutes. Vivimetaliun

O psicólogo Fernando Braga da Costa como parte da pesquisa do seu doutorado trabalhou junto com os garis da Universidade de São Paulo, não conseguiu ser reconhecido por seus professores e amigos de curso. Não foi rejeitado, era como não existisse. Na convivência com os trabalhadores, compartilhou o sofrimento vivido por eles nas situações de humilhação pelas quais passavam cotidianamente.

A invisibilidade social é um fenômeno da neurose de classe para discriminar certas pessoas que ficam invisíveis através de preconceitos estéticos, culturais, sociais e econômicos. Essa arrogância opera nos planos mentais do consciente e do inconsciente, o resultado disso é que pessoas com atividades consideradas inferiores permanecem como seres imperceptíveis. Jackson César BuonocorePsicologias do Brasil

Primeiros brasileiros mortos

Entender como as populações ancestrais lidavam com a morte é também uma maneira de entender a cultura e a própria vida dos primeiros brasileiros, que habitavam nossa região num período entre 8.000 e 10.500 anos atrás. Numa caverna em Matozinhos, cidade de Minas Gerais, num local conhecido como Lapa do Santo, o arqueólogo André Strauss lidera uma série de expedições que descobriram verdadeiros enigmas em restos mortais.

Os pesquisadores sugerem se tratar de hábitos simbólicos e complexos, sobre possíveis rituais realizados por tais populações com seus mortos. Foi na mesma região, de Lagoa Santa, em Minas Gerais, que o crânio de Luzia, a mais antiga brasileira que se tem notícia, foi encontrado. Vivimetaliun

Entre 2001 e 2009, foram exumados 26 sepultamentos em Lapa do Santo, distribuídos em sete padrões distintos: enterros simples e articulados; manipulação perimortem e o subsequente enterro dos ossos desarticulados de múltiplos indivíduos; esqueletos desarticulados de um único indivíduo, cujos ossos longos comumente apresentam fraturas perimortem, depositados em covas circulares; esqueletos cujos membros foram removidos; enterro de esqueleto completo desarticulado na forma de feixe; cremação; e enterro em cova circular, recoberto por blocos de arenito. Vivimetaliun2
Enxergue mais: THE X-FILES, L7, A TERRA A GASTAR, EDUFIN, PLANKTON INVASION, LICITAÇÕES, BE MY EYES APP, INSTANTLY AGELESS ™, MORADOR DE RUA CUIDA DE 11 CÃES, ECONOMIA DE MERCADO, POR QUE CONSTRUIR UMA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CULTURA DE PAZ PARA A CIDADE DE SÃO PAULO?, VIDACELL®, JUIZ, MAS NÃO DEUS!, VLIBRAS, OITAVO ANJO, RESERVE™, O BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENAS, TI-AMAT

Nossos alunos!?!

Por 4 anos, alunos da Profile School, em Bethlehem, nos Estados Unidos, arrecadaram dinheiro para sua viagem de final do ano, que seria quatro noites no Rydin ‘Hi Ranch, um resort em Nova York, porém, a turma logo descobriu que a diretora da escola, Courtney Vashaw, havia sido diagnosticada com câncer raro, e uma votação que terminou de maneira unânime, e emocionou muita gente, que todo o dinheiro que haviam arrecadado para realizar uma viagem, um montante de quase 8 mil dólares (cerca de R$ 25 mil), seria doado para ajudar nas despesas com o tratamento da professora. Vicente Carvalho – Razões para Acreditar

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui. Facebook

Veja também: Obrigado Senhor, pela Montanha, Lixo! Eu?, É Natal!, Plástico temperado, Portas, Cifras, Lixo ou arte?, Vergonha na lama, Manguetown, Agrotóxicos da mesa nossa de cada dia, Comida colorida

Arte mecaniza vida?

Pintando com precisão quase fotográfica, o artista sueco Simon Stalenhag desenvolve suas pinturas digitais, e imagina como seria o mundo dominado por robôs, no qual os humanos estariam escravizados e lobotomizados. Vivimetaliun

A inteligência artificial pode causar um certo desconforto e receio nas pessoas por ter grande capacidade em realizar diversos processos de forma automatizada. Entretanto, é importante se atentar à sintonia que existe entre os seres humanos e as inteligências tecnológicas. Ambos possuem limitações, mas também carregam consigo diversas particularidades fortes e indispensáveis. Isso abre uma oportunidade para que as empresas possam aproveitar o máximo do que as duas forças oferecem e minimizar as limitações de cada uma. É preciso buscar o equilíbrio desta parceria, para que um seja o complemento do outro e isso resulte em produtividade. Diamond Brasil

Enquanto a mecanização nas indústrias é necessária para aumentar a eficiência e reduzir os custos, os robôs no Japão estão caminhando para a hotelaria. O Henn-na perto de Nagasaki, por exemplo, é conhecido como o primeiro hotel a ter apenas funcionários robôs no mundo. Na recepção ficam três robôs – uma mulher humanoide, um dinossauro robótico de aparência ameaçadora com cabelo e boné e um pequeno androide. Os robôs multilíngues explicam aos hóspedes como fazer o check-in e o check-out. Um porteiro robô manipula a bagagem e leva-as diretamente para os quartos, enquanto no depósito, um braço robótico armazena a bagagem para os hóspedes. Vivimetaliun


Mude conceitos, você pode e deve: ALZHEIMER, Robôs do Face criam língua própria – mas calma, não é a revolução das máquinas, A evolução dos robôs., DIA DO VOLUNTARIADO, SUA CARA, CASAS DE MEDIAÇÃO, VIRTUDE, Philip K. Dick, ‘Black Mirror’, da Moda?!?, PROJETO VIBRAR PARKINSON, A MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO