Dia do Advogado

O Dia do Advogado é celebrado em 11 de agosto em homenagem a criação dos dois primeiros cursos de Direito no Brasil: a Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo; e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco. Ambos os cursos foram criados por D. Pedro I, em 1827, em algumas regiões do país, os profissionais também comemoram o dia 19 de maio, Dia de São Ivo, padroeiro dos advogados.

Os estudantes de direito festejam o chamado “Dia da Pendura”, quando saem pelos restaurantes próximos da universidade, consomem e não pagam. Calendarr

A graduação, além de elemento básico e obrigatório, é somente o primeiro degrau de um uma escada íngreme de especializações, reciclagens e preparações. Isso tudo sem contar os fatores tecnológicos que são um desafio novo com o qual todos os operadores do Direto terão de lidar.
O descompasso entre o número de cursos existentes e aqueles que efetivamente atendem aos requisitos de excelência que consideramos imprescindíveis evidencia o panorama: uma parcela significa não tem compromisso com a qualidade do ensino, são uma armadilha para quem sonha em construir uma carreira sólida num mercado tão dinâmico. Sem falar nas assustadoras taxas de reprovação no Exame de Ordem, que evidenciam o despreparo dos bacharéis despejados todos os anos no mercado. Claudio LamachiaConjur
O advogado é, de acordo com o que emana da Constituição, indispensável à administração da Justiça. Desse modo, é evidente que este exerce função essencial para o bom funcionamento do Judiciário, na medida em que é ele quem encampa os direitos de toda a população, assim como se opõe aos eventuais equívocos e abusos de poder circunstancialmente ocorrentes. Gamil Föppel El HirecheConjur

Veja também: A importância do cafezinho, UM “DEVOGADO” E… DUS BÃO!‏, O BARBEIRO, Brasileiro Reclama De Quê?, Deixa eu Falar, Justiça de mierda, Por que estamos nas ruas, Scoring drugs

Anúncios

África Liberdade

Em 1821, foi o grito por liberdade do soldado negro condenado à forca Francisco José das Chagas uma das possíveis razões do nome atual do bairro. CECÍLIA GARCIA
No período pós-abolição, que tem seu início em 1888, a população negra vivia em casas e cortiços no centro da cidade; era naquela região que homens e mulheres sem acesso a direitos básicos como moradia conseguiam trabalho. Segundo a historiadora Cláudia Rosalina Adão no livro A Luta Contra o Racismo do Brasil, tanto a vinda de operários imigrantes como também os chamados trabalhos de melhoramentos da cidade – políticas de Estado para embranquecer e europeizar o centro – empurraram a comunidade pobre e também a negra para as periferias da cidade. Cidades Educadoras
O nome correto da Igreja de Santa Cruz, também conhecida por Igreja das Almas e localizada no ponto central do bairro, é Igreja da Santa Cruz dos Enforcados, pois era exatamente naquele local onde senhores e seus capangas cometiam a punição mais severa contras os negros.
A missão da pesquisadora Patrícia Oliveira é encontrar a memória trágica dos negros até a virada do século XX na maior cidade do país. Encontrar porque esses locais não por acaso foram apagados, apontando assim as histórias negligenciadas, as pessoas indesejadas, e formando o caldo daquilo que pode ainda ser a base de reparações históricas. CAROL SCORCE, da Carta EducaçãoGeledes

A estação do metrô Liberdade mudou de nome , se chama Japão Liberdade . O bairro da liberdade era originalmente um bairro de negros , muito antes da chegada da comunidade nipônica, se chamava Largo da Forca, pois era palco de execução de escravos negros fugitivos e condenados à pena de morte. Foi, aliás, por causa de um negro que a praça e o bairro foram chamados de Liberdade. Em 1821, um soldado chamado Chaguinha, condenado à morte por liderar uma rebelião por pagamento de soldo, sobreviveu a duas tentativas de enforcamento, ao que o público atribuía a um milagre e passava a gritar “liberdade” – só foi morto após o carrasco usar um laço de vaqueiro. Chaguinha, então, se tornou um santo padroeiro do bairro e protetor da Capela dos Aflitos, onde esteve antes de ser levado à forca, e da Igreja Santa Cruz dos Enforcados, construída décadas mais tarde em frente à praça, que abrigava organizações de ex-escravos e seus descendentes . Neste bairro também foi instalado à Frente Negra Brasileira , o Paulistano da Glória, e o cemitério dos escravos . Os imigrantes japoneses chegaram no bairro em 1912. O nome Liberdade é foi uma resposta à opressão. Miriam S. Ramos (WhatsApp)

Observe mais: MULTIVERSO MARVEL, LUMINESCE™, OUTROS VIAJANTES DO TEMPO, SAUDAÇÃO AO SOL, RESERVE™, CANCERIANO SEM LAR, AUSTRALIA DAY, NAARA BEAUTY DRINK!!!, EM BUSCA DA VERDADE, LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETA, INSTANTLY AGELESS ™, 11 INGREDIENTES QUE AJUDAM PERDER PESO, MARIANA OU PARIS? A DOR É A MESMA…, VIDACELL®, NAVE TIERRA, HO’OPONOPONO, EMV, ROBÔ EM BUSCA DE LIBERDADE, A INVASÃO DO BRASIL

20 ideias para girar o mundo – Ailton Krenak

20 ideias para girar o mundo – Ailton Krenak. YouTube

Um dos maiores militantes indígena,s além de ambientalista, coordenador da rede povos da floresta e ex-deputado federal, Ailton Krenak teve seu primeiro contato com o homem “civilizado” aos 9 anos de idade, quando se viu obrigado a sair de sua terra para um lugar distante e desconhecido, criou nele a determinação de manter as raízes de seu povo vivas. Povos Indigenas do Brasil
O projeto 20 Ideias para Girar o Mundo é uma contribuição da UNESCO no Brasil para o debate sobre a sustentabilidade e o futuro do planeta. Eduardo Viveiros de Castro – A Casa de Vidro

Mude conceitos, você pode e deve: AILTON KRENAK, PICO DO GUARANI, CURSOS NA USP, COMO A SUÉCIA RECICLA 99% DO LIXO QUE PRODUZ?, ENCICLOPÉDIA DO SURF, BOITATÁ, PESTICIDAS CASEIROS ECOLÓGICOS PARA PLANTAS, ERNST GÖTSCH – O GURU DA AGROFLORESTA

Ascese, de Nikos Kazantzákis

“Vimos o círculo superior das forças turbilhonantes. A esse círculo denominamos Deus. Podíamos dar qualquer outro nome que quiséssemos: Abismo, Mistério, Escuridão Absoluta, Luz Absoluta, Matéria, Espírito, Última Esperança, Última Desesperança, Silêncio.

Mas o denominamos Deus, porque apenas esse nome, por razões imemoriais, abala profundamente o nosso âmago. E esse abalo é indispensável para tocarmos corpo a corpo, além da razão, a terrível essência.” Plano Crítico

Mude conceitos, você pode e deve: Cospe logo!, Estrito cumprimento do dever, Não Foi Acidente, Comida de gente, Michael Moore, Eu sou o meu Deus., Não Foi Acidente, Ser ou não ser., Jesus Negão, Somos todos doadores, Santa Buceta, A verdade pode estar no ovo, A tua mente, Amor do pai

Bom pedra do dia

“Eu gosto de delicadeza. Seja nos gestos, nas palavras, nas ações, no jeito de olhar, no dia-a-dia e até no que não é dito com palavras, mas fica no ar. A delicadeza amolece até a pessoa mais bruta do mundo e disso eu tenho certeza. Quero a delícia de poder sentir as coisas mais simples.”

Manuel Bandeira

Mude conceitos, você pode e deve: Mídia Ninja, DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS, LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUM, INSTANTLY AGELESS ™, LEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, Plano Municipal de Educação em Direitos Humanos, HUMANIZA REDES PLÁGIO?, PCD LEGAL: ACESSÍVEL PARA TODOS, ALIMENTO PARA OS INCONFORMADOS

Editado via celular

Segunda temporada de ’13 reasons why’ (trilha sonora)

Veja uma seleção especial com as principais faixas dos novos episódios de ’13 reasons why’. Correio Braziliense

New Order – Love vigilantes

Years & Years – Sanctify

YUNGBLUD – Tin pan boy

The Alarm – Strength

Billie Eilish & Khalid – Lovely

Selena Gomez – Back to you
OneRepublic feat. Logic – Start again
Lord Huron feat. Phoebe Bridgers – The night we met
Parade of Lights – Tangled up
Colouring – Time
Leon Else – My kind of love
HAERTS – Your love
Echo & The Bunnymen – The killing moon
Human Touch – Promise not to fall
Orchestra Manoeuvres In The Dark – Souvenir
Tears For Fears – Watch me bleed
Siouxsie And The Banshees – Cities in dust
Gus Dapperton – Of lacking spectacle
Telekinesis – Falling (In dreams)