Uma breve história da maconha

Maconha, a droga mais polêmica do mundo possuí seu primeiro registro em 27.000 a.C. A planta tem origem no Afeganistão e era também utilizada na Índia em rituais religiosos ou como medicamento. Na mitologia, a Cannabis era a comida preferida do deus Shiva, portanto, tomar bhang, uma bebida que contém maconha, seria uma forma de se aproximar da divindade. Na tradição Mahayana do budismo, fala-se que antes de Buda alcançar a iluminação, ficou seis dias comendo apenas uma semente de maconha por dia e nada mais. Como medicamento a planta era usada para curar prisão de ventre, cólicas menstruais, malária, reumatismos e até dores de ouvido. Psicodelia.org

A história da maconha, a droga mais polêmica do mundo

Publicado em 26/05/2012 – Por Psicodelia.org

Escrevendo sobre a pesquisa que diz que quem ouve música alta tem mais chances de fumar maconha, acabei lendo coisas sobre a história da Cannabis sativa, e acabei me inspirando para escrever este conteúdo. Esta pesquisa não tem intenção de fazer apologia ao uso de drogas, mas de uma análise historiográfica em torno da origem da maconha no Brasil e no mundo.

A História

Maconha, a droga mais polêmica do mundo possuí seu primeiro registro em 27.000 a.C. A planta tem origem no Afeganistão e era também utilizada na Índia em rituais religiosos ou como medicamento. Na mitologia, a Cannabis era a comida preferida do deus Shiva, portanto, tomar bhang, uma bebida que contém maconha, seria uma forma de se aproximar da divindade. Na tradição Mahayana do budismo, fala-se que antes de Buda alcançar a iluminação, ficou seis dias comendo apenas uma semente de maconha por dia e nada mais. Como medicamento a planta era usada para curar prisão de ventre, cólicas menstruais, malária, reumatismos e até dores de ouvido. 


Há quem negue a história do Buda, mas há quem afirme.

Romanos e gregos usavam-na para a fabricação de tecidos, papéis, cordas, palitos e óleo. Heródoto, o pai da História, menciona a utilização do cânhamo (presente no caule da maconha), para fazer cordas e velas de navios. Inclusive, é bom mencionar o quão presente esta planta esteve na formação do Brasil, pois as velas e cordas das caravelas portuguesas que aqui chegaram também eram feitas de cânhamo, assim como muitas vestimentas dos portugueses. 

O cultivo da maconha se expandiu da Índia para a Mesopotâmia, depois Oriente Médio, Ásia, Europa e África. Na renascença a maconha tornou-se um dos principais produtos agrícolas europeus, sendo pouco usada como entorpecenteJohannes Gutemberg, inventor e gráfico alemão, teve sua maior e mais famosa obra A Bíblia de Gutemberg, a primeira Bília impressa, feita com papel de cânhamo. Ironico, né?! Com a “Santa Inquisição”, os católicos passaram a condenar o uso medicinal da maconha feito por “bruxas”, estas por sua vez foram queimadas por usarem a planta no feitio de remédios. 

Nutrição a favor da imunidade

Uma boa nutrição, além de um bom controle glicêmico, pode ser usada a favor da imunidade, auxiliando na proteção de diversas doenças, em tempos de pandemia. Saiba quais os alimentos que podem dar um ‘up’ no seu sistema imunológico. Nutriçâo e Prazer

Através da alimentação e outros cuidados associados ao estilo de vida, é possível fortalecer o sistema imunológico e assim, evitar doenças de menor e/ou maior magnitude.

Vitaminas e minerais

– Vitamina A: A vitamina auxilia na regulação do sistema imunológico, pois modula a resposta de células fagocitárias, estimulando a fagocitose – processo que auxilia no combate ao vírus, bactérias e invasores em geral. As principais fontes são os alimentos alaranjados como cenoura, mamão, abóbora, além de ovos, manga, couve, espinafre, pimentão vermelho, leite e derivados.

Saiba mais: Vitamina A, sua importância e sua toxicidade

– Vitaminas do complexo B: Cereais integrais como aveia, arroz integral, quinoa e amaranto, entre outros, são ricos em vitamina B6, cuja deficiência está ligada a problemas de defesa do sistema imune. A deficiência de B6 pode comprometer a produção de anticorpos e a atividade das células de defesa do organismo. Além disso, a vitamina B12, encontrada em ovos, carnes em geral, leite e derivados, trabalha em conjunto com o folato na síntese de DNA e das células vermelhas do sangue.

Saiba mais: Complexo B e seus benefícios

– Vitamina C: Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é uma vitamina hidrossolúvel essencial para o organismo, com alto poder antioxidante e impacto positivo sobre o sistema imunológico. Além disso, protege o organismo contra infecções, estimulando a formação de anticorpos. Fontes: frutas cítricas (limão, laranja, abacaxi, acerola, etc.), goiaba, vegetais crus, pimentão, entre outros.

Saiba mais: Vitamina C vital para o organismo

– Ferro: Diversos estudos apontam que a deficiência de ferro interfere negativamente na imunidade, promovendo a redução da proliferação, diferenciação e do número de ‘células T’, bem como redução da produção de citocinas por essas células. Além disso, gera defeitos na chamada resposta inata, como a redução da capacidade fagocitária dos neutrófilos, com falhas na atividade das células ‘natural killer’, também conhecidas como células exterminadoras naturais. Sendo assim, alimentos fontes de ferro devem compor a rotina alimentar, tais como vegetais verdes escuros, leguminosas como feijão e carnes em geral, principalmente as vermelhas e vísceras (fígado, rim e coração).

Dica: para melhorar a absorção de Ferro, especialmente encontrado em alimentos de origem vegetal como feijão e vegetais verde escuros, consuma alguma fonte de vitamina C na mesma refeição (ex. espremer limão na salada ou consumir uma laranja de sobremesa)

Saiba mais: Ferro de suma importância para atletas

– Zinco: O zinco é essencial para diversos processos biológicos, especialmente para o bom funcionamento do sistema imune. Há relação direta entre o mineral e as células do sistema imunológico, incluindo atividade de ‘células T’ auxiliadoras, desenvolvimento de linfócitos T citotóxicos, hipersensibilidade retardada, proliferação de linfócitos T, entre outros. Fontes: cereais integrais, feijões, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc.), carnes em geral, aves e frutos do mar.

Saiba mais: Zinco indispensável à síntese de proteínas ao sistema imune

– Selênio: O selênio, encontrado em oleaginosas, especialmente na castanha do Brasil (conhecida popularmente como castanha do Pará), possui ação antioxidante e auxilia diretamente na proteção e fortalecimento da imunidade. Duas unidades de castanha do Brasil por dia é o suficiente para atingir a dosagem diária desse mineral.

Saiba mais: Selênio essencial para o corpo em pequenas quantidades

Probióticos e prebióticos

Os probióticos contribuem para a saúde intestinal, com efeito imunoestimulante, além de favorecem a absorção dos nutrientes. Estão presentes em iogurtes, bebidas lácteas fermentadas, kefir e kombucha. Em alguns casos, suplementos a base de probióticos, prebióticos ou simbióticos (em cápsula ou em pó) podem ser indicados por um profissional especializado, que deve supervisionar a indicação e uso.

A relação direta entre intestino e sistema imunológico há anos é confirmada pela ciência, sendo fundamental garantirmos a integridade da microbiota e prevenir ou tratar quadros de disbiose – quando há desequilíbrio entre as boas e más bactérias. Fique atento ao excesso de gases, irregularidade intestinal (constipação/diarreia) e presença de muco nas fezes. Uma microbiota intestinal saudável é necessária para alcançar a função imune. Desta forma, os prebióticos, como o amido resistente presente na biomassa de banana verde, a inulina do chuchu e outras fibras encontradas na chicória, alho, cebola, beneficiam a saúde intestinal, modulando várias propriedades do sistema imunológico.

Saiba mais: Probióticos o que são e seus benefícios

Suplementação alimentar com polivitamínicos

A suplementação de vitaminas e minerais deve ser orientada e supervisionada por um profissional médico ou nutricionista. Isso porque, uma análise prévia é necessária, considerando que tanto a falta como o excesso de nutrientes pode ser prejudicial à saúde. O importante é manter uma alimentação balanceada, com garantia de uma boa absorção de nutrientes via sistema gastrointestinal, evitando oscilações na eficiência do sistema imunológico.

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 1

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 2

Nutrize-se: 10 sinais de que seu corpo está com falta de vitamina D + Bônus, Direito ao cultivo individual ou aceita um hamburger?, O Mundo Vegetal e as constelações, Depressão e nutrição, veja estes 3 nutrientes contra a depressão, vidacell®, Nutrição verde

Baterias de cânhamo

O cânhamo é uma planta incrivelmente versátil que pode ser usada para uma enorme variedade de propósitos. Revista Saber é Saúde

Utilizada na fabricação sustentável de roupas, alimentos e papel, além de ter grandes fins industriais, novas pesquisas sugerem agora que as baterias de cânhamo são ainda mais poderosas que o lítio e o grafeno.

Em seu popular canal no YouTube, Robert Murray Smith discutiu a experiência.

Smith começou observando uma curva de Volts por Amps das baterias de cânhamo e lítio. Para sua surpresa inicial, o poder sob a célula de cânhamo era de 31, enquanto o da célula de lítio tinha apenas 4.

Em 2014, pesquisadores nos EUA descobriram que as fibras residuais (também conhecidas como ‘shiv’) da planta de cânhamo podem ser transformadas em super capacitores “ultra-rápidos” que são “melhores que o grafeno”.

Obviamente, existe muita tecnologia cara que entra na produção de grafeno, sendo o custo a principal desvantagem. Felizmente, o cânhamo custa um milésimo do preço na fabricação.

No experimento de 2014, a equipe, liderada pelo Dr. David Mitlin, da Universidade Clarkson, em Nova York, ‘cozinhou’ as sobras das fibras da casca da planta (elas normalmente acabam em aterros ou lixões) em nanoparâmetros de carbono. O processo total é conhecido como síntese hidrotérmica.

Mitlin afirma:

“… você pode fazer coisas realmente interessantes com o lixo biológico. Com cascas de banana, por exemplo, você pode transformá-las em um bloco denso de carbono – chamamos de pseudo-grafite – e isso é ótimo para baterias de íons de sódio. Mas se você observar as fibras de cânhamo, sua estrutura é o oposto – produz folhas com alta área superficial – e isso é muito propício aos super capacitores. ”

A empresa de motocicletas elétricas Alternet, com sede no Texas, anunciou em 2018 que se uniria à Mitlin para alimentar motocicletas para sua subsidiária ReVolt Electric Motorbikes.

Adaptado do site This blows my mind

Pode Falar

O Pode Falar é um canal de ajuda em saúde mental para você que tem de 13 a 24 anos.

Espaço de acolhimento individual oferecido por diversas organizações ponta firme na área de saúde mental.

Conteúdo confiável sobre como se ajudar e ajudar outras pessoas.

Segunda sem carne: sete receitas para apostar na semana

Colaboradora: Renata Gama Que tal aderir o movimento Segunda sem carne com estes pratos irresistíveis? A segunda-feira é popularmente conhecida como o dia das mudanças, e nada melhor do que utilizá-la para começar algo novo, seja a prática de esportes, um curso ou pequenas transformações na alimentação e na rotina. Que tal aderir ao movimento Segunda […]

Segunda sem carne: sete receitas para apostar na semana

As 4 leis do desapego para a liberação emocional

Praticar o desapego não significa abrir mão de tudo o que é importante para nós, rompendo vínculos afetivos ou relacionamentos pessoais com aqueles que fazem parte do nosso cotidiano. A mente é maravilhosa

          “Desapego significa saber amar, apreciar e se envolver nos relacionamentos com uma visão mais equilibrada e saudável, libertando-se dos excessos que o prendem”.

1 – Lei do desapego: você é responsável por si mesmo

Ninguém pode viver por você. Ninguém pode respirar por você, se oferecer como voluntário para carregar suas tristezas ou sentir suas dores. Você é o arquiteto da sua própria vida e de cada passo que dá em seu caminhar.

desapego é tomar consciência de que você é totalmente responsável por si mesmo

Portanto, a primeira lei que deve ter em mente para praticar o desapego é tomar consciência de que você é totalmente responsável por si mesmo.

Não responsabilize os outros pela sua felicidade. Não imagine que para ser feliz é necessário encontrar o parceiro ideal ou ter o reconhecimento de toda sua família.

Se a opinião dos outros é a sua medida de satisfação e felicidade, você não vai conseguir nada além de sofrimento. Raramente os outros suprirão as nossas necessidades.

Cultive sua própria felicidade, seja responsável, maduro, conscientize-se das suas escolhas e consequências e nunca deixe que seu bem-estar dependa da opinião alheia.

2 – Lei do desapego: Viva no presente, aceite e assuma a sua realidade

Muitas vezes, não conseguimos aceitar que nesta vida nada é eterno, nada permanece sempre igual; tudo flui e retoma seu caminho. Muitas pessoas estão sempre focadas no que aconteceu no passado, e isso se torna um fardo pesado que carregamos no presente.

Mesmo que seja doloroso, aceite, assuma o passado e aprenda a perdoar. Isso o fará se sentir mais livre e o ajudará a se concentrar no que realmente importa: “o aqui e agora”. Liberte-se!

Lei do desapego viva no presente

3 – Lei do desapego: Liberte-se e permita que os outros também sejam livres

  “Assuma que a liberdade é a forma mais plena, íntegra e saudável de aproveitar e compreender a vida em toda a sua imensidão”

Ser livre não nos impede de criar vínculos com os outros. Criar vínculos, amar e ser amado, fazem parte do nosso crescimento pessoal.

O desapego significa que você nunca deve assumir a responsabilidade pela vida dos outros, que eles não podem lhe impor seus princípios e nem tentar prendê-lo. É assim que surgem os problemas de relacionamento e o sofrimento.

Lei do desapego liberte-se

Os apegos exagerados nunca são saudáveis. Temos como exemplo aqueles pais obcecados por proteger os filhos, que os impedem de crescer e avançar com confiança para explorar o mundo.

A necessidade de desapegar-se é fundamental nesses casos; cada um um deve sair dos seus limites de segurança para enfrentar o imprevisto e o desconhecido.

4 – Lei do desapego: As perdas irão acontecer mais cedo ou mais tarde

Devemos aceitar que, nesta vida, nada dura para sempre. A vida, os relacionamentos e até os bens materiais acabam desaparecendo como fumaça, escapando por uma janela aberta ou deslizando através dos nossos dedos.

Lei do desapego as perdas irão acontecer

As pessoas vão embora, as crianças crescem, alguns amigos somem e perdemos alguns amores… Tudo isso faz parte do desapego. Temos que aprender que isso é normal e enfrentar essa situação com tranquilidade e coragem.

O que nunca pode mudar é a sua capacidade de amar. Comece sempre por você mesmo.

Desapeze-se: Cataki, o “Tinder da reciclagem”, Outros cursos, Um café e um amor!, Será que é amor?!?, Tipos de amor by Greece, Simplesmente amor!?!, Plantando amor!!!, Amor Líquido, COM AMOR, VAN GOGH

O que é colágeno?!?

Você sabia que existe uma cola que mantém seu corpo unido. Esse é colágeno.

Sem colágeno, sua pele seria seca e fina, suas unhas seriam frágeis, seus músculos não poderiam crescer e seus ossos seriam extremamente frágeis. Acordo Coletivo

O colágeno é a proteína mais abundante em seu corpo e ajuda a dar forma, força e integridade a muitos tecidos, incluindo sua pele, músculos, ossos, tendões, cérebro e coração.

O colágeno vem da palavra grega “kólla“, que significa “cola” e da palavra francesa, que significa “algo que produz”. Em outras palavras, o colágeno é uma proteína “produtora de cola”.

É necessário formar e curar praticamente todos os tecidos do seu corpo. É por isso que é a proteína mais abundante que você tem – 30% da proteína total do seu corpo é colágeno.

Você não pode obter colágeno diretamente dos alimentos (apenas de suplementos), então seu corpo precisa produzi-lo.

Pesquisas já mostraram que níveis adequados de colágeno são necessários para o bom funcionamento de:

  • Pele;
  • Unhas;
  • Cabelo;
  • Músculos;
  • Tendões, articulações e ligamentos;
  • Ossos;
  • Coração;
  • Cérebro.

BENEFÍCIOS DO COLÁGENO

1. Saúde da pele

Os benefícios reais e duradouros do colágeno em sua pele vêm de dentro para fora. A pesquisa mostra que tomar suplementos de colágeno (como peptídeos de colágeno):

  • Melhora a elasticidade da pele;
  • Aumenta a hidratação da pele;
  • Reduz as rugas;
  • Evita danos por UV;
  • Previne sinais precoces de envelhecimento;
  • Diminui a aspereza da pele facial;
  • Aumenta a quantidade de colágeno presente na pele.

Em resumo, a suplementação de colágeno pode prevenir os primeiros sinais de envelhecimento, mantendo a pele firme e hidratada.

2. Unhas fortalecidas

O colágeno pode prevenir unhas frágeis e quebradas, além de apoiar o crescimento delas. Um estudo descobriu que sua ingestão regular resulta em média:

  • Aumento da taxa de crescimento das unhas em 12%.
  • Diminuiu a frequência de unhas quebradas em 42%.
  • 64% dos participantes tiveram uma melhora significativa nas unhas quebradiças.
  • 88% dos participantes experimentaram uma melhoria após 4 semanas.

A gelatina – uma forma cozida de colágeno – também pode melhorar a qualidade das unhas.

3. Fortalece o cabelo

A função exata do colágeno nas células-tronco do cabelo e seu papel no ciclo do cabelo ainda não está completamente claro, mas novas pesquisas de 2016 e 2017 descobriram que o colágeno pode impedir:

  • Perda de cabelo precoce;
  • Queda de cabelo;
  • Cabelo grisalho.

4. Recuperação e crescimento muscular

Como proteína, o colágeno é vital para o crescimento e a recuperação dos músculos. Ele tem a função de:

  • Aumentar a força muscular;
  • Tornar o treinamento de resistência mais eficaz;
  • Ajudar na regeneração muscular;
  • Evitar distúrbios musculares.

5. Constrói tendões e ligamentos

O colágeno constitui a grande maioria do tecido nas articulações, tendões e ligamentos. De fato, os tendões são 80% de colágeno. Portanto, quaisquer deficiências podem afetar a flexibilidade, amplitude de movimento e causar doenças articulares como artrite. Usar peptídeos de colágeno pode:

  • Manter a integridade dos tendões e ligamentos;
  • Prevenir e tratar artrite;
  • Diminuir dor nas articulações e inchaço;
  • Suporte no reparo de tendão.

6. Fortalece ossos

O cálcio não é o único nutriente com o qual você deve se preocupar quando se trata de saúde óssea. A força dos seus ossos depende de duas coisas:

  1. A quantidade de tecido ósseo.
  2. A organização do quadro de colágeno em seus ossos.

À medida que envelhecemos, essa rede de colágeno debilita, tornando seus ossos menos resistentes. Felizmente, seu corpo é capaz de absorver rapidamente e usar o colágeno oral para compensar a perda natural de colágeno. Tomar suplementos de colágeno pode:

  • Estimular as células formadoras de osso;
  • Melhore a absorção de cálcio;
  • Proporcionar benefícios anti-inflamatórios e antioxidantes;
  • Evite a osteoporose;
  • Aumentar a capacidade de resistir a fraturas.

Estudos descobriram que a suplementação com uma mistura de calcitonina (um derivado de cálcio) e colágeno de grau farmacêutico teve melhores resultados na prevenção da degradação do colágeno ósseo do que a calcitonina sozinha.

Em suma, o colágeno trabalha lado a lado com o cálcio para melhorar o metabolismo ósseo, por isso, certifique-se de obter cálcio suficiente junto com a ingestão de colágeno.

7. Garante a saúde do coração

Colágeno mantém seu coração batendo, literalmente. O colágeno – a proteína mais abundante no coração – está concentrado em uma das três paredes do seu coração: o miocárdio, encarregado de fazer as contrações para bombear o sangue. Aqui, o colágeno faz duas coisas:

  • Fornece uma estrutura estrutural para as células musculares cardíacas.
  • Fornece rigidez às paredes do seu coração e ajuda na transmissão da força para que possa bombear o sangue.

Sem colágeno suficiente, seu coração não pode bater. Infelizmente, à medida que envelhecemos, a rede de colágeno no coração muda naturalmente. Essa mudança nos níveis de colágeno enfraquece e dilui a parede do coração, altera a função cardíaca e altera a pressão nas artérias quando o coração bombeia sangue.

Ataques cardíacos e doenças cardíacas também podem afetar a rede de colágeno. É por isso que a suplementação de colágeno pode ajudar a manter todo esse funcionamento saudável.

8. Saúde do cérebro

O colágeno também está presente nos neurônios, onde ajuda a combater a oxidação e a neurodegeneração. Pesquisas descobrem que a deficiência de colágeno no cérebro pode causar:

  • Morte celular espontânea (apoptose).
  • Maior vulnerabilidade ao estresse oxidativo.
  • Autofagia prejudicada (destruição de células no corpo).
  • Aumento da neurotoxicidade.

Em outras palavras, o colágeno ajuda o cérebro a funcionar adequadamente e previne doenças neurodegenerativas como a doença de Alzheimer.

TIPOS DE COLÁGENO

Existem 28 tipos conhecidos de colágeno. No entanto, cerca de 90% do colágeno do seu corpo é do tipo I. Esses são os 5 tipos mais comuns:

  • Colágeno I: Por ser o mais abundante, o tipo I está presente em quase todos os tecidos do corpo: tendões, pele, ossos, cartilagem, tecido conjuntivo e dentes. As fibras de colágeno tipo I são incrivelmente fortes. Eles podem resistir a muita pressão sem quebrar.
  • Colágeno II: Encontrado principalmente na cartilagem.
  • Colágeno III: O tipo III pode ser encontrado ao lado do tipo I e nos músculos, órgãos, artérias e um tipo de tecido conjuntivo especial chamado fibra reticular, que forma o fígado, o tecido adiposo, a medula óssea, o baço e muito mais.
  • Colágeno IV: Forma a lâmina basal, uma camada da matriz extracelular – a rede que sustenta as células – que fica sob o epitélio. Basicamente, a lâmina basal dá suporte externo às células da sua pele.
  • Colágeno V: O colágeno V pode ser encontrado na matriz óssea, na córnea e no tecido conjuntivo que existe entre as células dos músculos, fígado, pulmões e placenta (também conhecida como matriz intersticial).

Muitos alimentos encontrados na natureza contêm os nutrientes necessários para formar o colágeno, tornando sua dieta a melhor arma contra linhas finas, rugas e outros sinais de envelhecimento.

Aqui estão os melhores alimentos para aumentar o colágeno naturalmente.

Salmão

O salmão  contém zinco, um mineral que demonstrou ativar as proteínas necessárias para a síntese de colágeno

O salmão também é uma excelente fonte de ômega 3 ácidos graxos essenciais, que são necessários para reduzir a inflamação e construir células saudáveis da pele. Gorduras saudáveis, como o ômega 3, também são necessárias para manter a pele hidratada de dentro para fora, o que naturalmente promove uma aparência mais jovem.

Folhas verdes

Sabemos que os vegetais verdes são alguns dos alimentos mais densos em nutrientes do planeta para a prevenção de doenças, mas também podem ser uma maneira poderosa de prevenir o colapso do colágeno.

Todos os alimentos vegetais verdes (como algas verdes, rúcula, couve, alface, feijão verde e brócolis) contêm clorofila, que é o pigmento que dá às plantas sua cor verde vibrante. Estudos mostraram que o consumo de clorofila aumenta o precursor do colágeno (procolágeno) na pele.

Frutas cítricas

A vitamina C ajuda a “unir” os aminoácidos que são necessários para formar o colágeno, como a prolina, o que o torna um nutriente essencial na fase de pré-produção de colágeno.

Como antioxidante, a vitamina C também protege contra as toxinas encontradas em nosso suprimento de ar, alimentos e água, que contribuem para quebrar o colágeno e danificar a camada interna da pele. A vitamina C também pode ajudar no reparo e regeneração de células da pele, e é por isso que ela é comumente recomendada para prevenção de rugas e adicionada a produções de cuidados com a pele.

Ovos

Ovos de galinha são um dos alimentos raros que realmente contém colágeno na gema e membranas casca de ovo. Na verdade, suplementos de membrana de casca de ovo se tornaram um remédio natural popular para melhorar a saúde das articulações devido ao seu conteúdo de colágeno. Os ovos também são ricos em enxofre, um mineral necessário para a produção de colágeno.

Frutas vermelhas

Bagas contêm um nutriente chamado ácido elágico, que serve para impedir a colapso do colágeno de dano UV . Além de proteger contra os sinais de envelhecimento, as frutas vermelhas também podem ajudar a produzir colágeno. Como as frutas cítricas, as frutas são ricas em vitamina C, que, como você já sabe, ajuda a vincular aminoácidos específicos para a formação de colágeno.

Colabore e nos apoie:

Naära oferece uma abordagem de dentro para fora em cinco deliciosos sabores: Naära Tangerina, Naära Maçã Verde, Naära Chocolate, Naära Doce de Leite and Naära Hair and Nails Supplement. Nº 1 no Brasil, experimente toda a linha e descubra que A Beleza Começa de Dentro.

Naaraze-se: Naara Beauty Drink!!!, O colágeno, Joilson Santos e Hélio Haus, Dia da baderna, A Ditadura da Beleza. PhotoChallenge 2019, Ecovila para idosos, Gratidao, simples., Little Free Libraries

Wikipédia

Wikipédia é um projeto de enciclopédiamultilíngue de licença livre,[5][6]baseado na web e escrito de maneira colaborativa.[6] O projeto encontra-se sob administração da Fundação Wikimedia,[7] uma organização sem fins lucrativos cuja missão é “empoderar e engajar pessoas pelo mundo para coletar e desenvolver conteúdo educacional sob uma licença livre ou no domínio público, e para disseminá-lo efetivamente e globalmente”.[8]

Wikize-se: Domínio Público, Ergonomia no home office: 6 dicas para sua saúde, A língua falada por 27 vezes mais gente do que o país que a inventou, Biblioteca de objetos Leila Berlin

Dia do gato

Em nível internacional, é comemorado em 8 de agosto, graças às iniciativas tomadas por uma organização animal sem fins lucrativos (IFAW) que posicionou a importância e o papel desse animal de estimação em todo o mundo.

Ao longo da história, os felinos eram considerados animais de proteção e que tornavam os ambientes mais seguros. Suas habilidades em caçar roedores e outros insetos capazes de transmitir doenças, geraram confiança naqueles que os preferiam como animais de estimação. Labyes

Atualmente, o gato conseguiu “conquistar” os ambientes familiares graças à sua autonomia, independência e beleza, dignas de admiração.

Zzze-se: 12 gatos, 12 artistas, Orbit Cats, Capa de disco com gatos., Comedouro para cães e gatos com garrafas PET, Moradora de ilha grega paradisíaca dá casa e salário para quem cuidar de seus gatos, São Francisco Gatos de Assis

Ver

[De repente solteira]

Conjunção de Saturno e Júpiter. Início da era de Aquário. Solstício de verão. E eu aqui implorando por um sinal do Universo que ri na minha cara e fala: “deu para entender ou quer que eu desenhe? Eu: “desenha, por favor, não estou conseguindo ver na entrelinhas”.

Ver o post original

Paneer, o queijo indiano

Paneer ou panir é um queijo indiano tipo cottage de sabor suave, muito utilizado na culinária vegetariana. 

Sua consistência pode mudar de acordo com o que você deseja, na índia tiram todo seu soro e fritam, então ele fica sequinho e fácil de cortar. 

Ele é muito simples de fazer mas precisa de um leite mais integral, com esses pseudos leites de caixinha não funciona.

Paneer – O Queijo Indiano (do livro 40 Receitas Vegetarianas de Madhava Lila)

Rendimento: 1 queijo de 180g

Tempo de preparo: 50 minutos

Ingredientes:

– 1 litro de leite integral;

– 2 limões;

– ghee (manteiga clarificada) para fritura.

Leve o leite ao fogo baixo, assim que levantar fervura adicione lentamente o suco dos limões, mexendo com delicadeza até talhar o leite. Quando o paneer e o soro estiverem distintos, pare de acrescentar o limão, desligue o fogo e escorra o soro por uma peneira de trama bem fechada. Deixe descansar por 15 minutos. Reserve o soro. Comprima levemente o paneer para retirar o soro restante. Retire-o da peneira, acomode delicadamente sobre um prato e corte em cubos. Aqueça o ghee em fogo brando, coloque os cubos de paneer e frite-os até que estejam levemente dourados e depois escorra. Prepare uma solução de 1 xícara de soro com 1 pitada de sal e deixe os cubos de paneer fritos imersos nela por 15 minutos. Escorra e use o paneer em preparações que desejar.

Paneer da Fazenda Lila

Siga o mesmo processo até começar a talhar, quando o paneer e o soro ficarem distintos retire o paneer com uma escumadeira, e refogue em uma frigideira com masala e tomatinhos cereja picados. Sirva quente.

Limões e a sua saúde!

BENEFÍCIOS DO LIMÃO

  • Auxilia na digestão: A nutricionista Thayana Kirchhoff explica que o suco de limão tem estrutura similar aos ácidos do estômago, o tornando capaz de estimular o organismo na produção de enzimas digestivas, além de estimular a produção de bile, fluido produzido pelo fígado responsável pela digestão de gorduras.
  • Melhora a aparência da pele: A nutricionista Thayana explica que devido a grande quantidade de antioxidantes, o limão ajuda na produção de colágeno, além de combater os radicais livres. Ela recomenda a ingestão diária de um copo de água com limão para uma pele mais viçosa.
  • Reduz riscos de câncer esofágico: “Quem sofre de refluxo gastroesofágico aumenta o risco de câncer esofágico devido à irritação crônica da mucosa. Neste sentido, ao controlarmos a alimentação, mantendo sempre uma boa digestão diminui as chances de a doença progredir para um câncer. Como o limão ajuda na digestão, podemos dizer que seu uso na prevenção de problemas de esôfago é importante”, explica Thayana.
  • Melhora o humor: De acordo com a nutricionista, o intestino em equilíbrio favorece a produção de vários neurotransmissores que melhoram o humor. Então, é importante consumir alimentos que contribuem para bom funcionamento de todo o trato gastrointestinal. O limão ajuda a eliminar toxinas do organismo, melhora o funcionamento do fígado e estimula a boa digestão, fazendo com que todo o trato gastrointestinal trabalhe em harmonia. Havendo esse equilíbrio, é possível produzir serotonina adequadamente que junto a outros alimentos fontes de triptofano são capazes de melhorar o humor. O limão é uma peça chave para a saúde intestinal.
  • Ameniza a ansiedade: Com o intestino em equilíbrio, a serotonina é produzida em boa quantidade, o que consequentemente ajuda a diminuir a ansiedade. “Também precisamos de alguns nutrientes chaves que acalmam o sistema nervoso como por exemplo o magnésio. O limão, além de auxiliar no equilíbrio intestinal e produção de serotonina, também possui os minerais como magnésio, potássio, cálcio e fósforo. Portanto, esta combinação é perfeita para acalmar os nervos”, complementa a Thayana.
  • Diminui sintomas de doenças respiratórias: A nutróloga Paula Flecher afirma que indivíduos que consomem vitamina C, têm 70% menos chance de contrair doenças respiratórias crônicas, como asma e bronquite, do que aqueles que não o fazem. Além disso, em um estudo publicado na Revista The Lancet, baixas doses de vitamina C, em torno de 60 mg/dia, podem ser eficazes para a melhoria dos sintomas de infecções virais agudas do trato respiratório.
  • É um anti inflamatório natural: “Os principais nutrientes do limão são vitamina C, ácido cítrico, diversos bioflavonoides, vitaminas do complexo B, folato, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio e fibras. Tanto a vitamina C quanto a vitamina B5 encontradas no limão tem importantes propriedades anti-inflamatórias” exemplifica Paula.
  • Previne o mau hálito: A nutróloga afirma que algumas gotas de limão são capazes de estimular as glândulas salivares a produzirem mais saliva, mantendo a mucosa bucal lubrificada e reduzindo a halitose.
  • Acelera o processo de cicatrização do corpo: “O limão é rico em vitamina C, nutriente extremamente importante na cicatrização dos tecidos, especialmente na regeneração do colágeno da pele. Além disso, a vitamina C é o mais importante antioxidante do corpo e seu consumo evita o estresse oxidativo, prevenindo o envelhecimento precoce?, informa Paula.
  • Efeito anticancerígeno: “O limão contém 22 compostos diferentes com ação anticancerígena, incluindo o limoneno, um óleo que retarda ou paralisa o crescimento de tumores em animais, e glicosídeos de flavonol que param a divisão celular em células cancerosas”, afirma nutróloga Tamara Mazaracki.
  • Alivia dores de dente e na gengiva: “Já que a inflamação aumenta a dor no organismo, todo alimento anti inflamatório tem a capacidade de amenizar a dor. O limão possui propriedades que combatem as bactérias e que agem como antissépticas, o que permite aliviar a inflamação e, assim, diminuir as dores no dente e na gengiva em pouco tempo”, esclarece Thayana.
  • Previne o envelhecimento precoce: A nutricionista afirma que o consumo do limão além de estimular o colágeno, possui substâncias antioxidantes que melhoram a imunidade e prolongam a vida da célula. “Sabemos que o excesso de radicais livre gera doenças e morte celular, portanto, podemos afirmar que o consumo regular de limão auxilia na longevidade celular e previne o envelhecimento precoce se o indivíduo também adotar bons hábitos alimentares no geral. Mas não adianta por exemplo, tomar limão regularmente, ser sedentário e se entupir de açúcar. Um alimento sozinho não é capaz de fazer milagres no organismo”, ressalta.
  • Melhora absorção do ferro: Thayana explica que o consumo do limão também é eficaz para auxiliar na absorção do ferro, isso acontece devido ao alto teor de vitamina C presente no limão.
  • Auxilia na prevenção de cálculos: Tamara explica que o ácido cítrico presente no suco de limão ajuda a dissolver os cálculos biliares, os depósitos de cálcio nos vasos sanguíneos e as pedras nos rins. Além disso, é eficaz para diluir e eliminar o ácido úrico, o cristal causador da gota. Pode auxiliar no controle da pressão arterial: De acordo com o nutricionista Carlos Cristovão, o limão contém potássio que ajuda a melhorar a contração e isso melhora a circulação sanguínea. Mas Carlos alerta ?Temos que tomar alguns cuidados, não podemos generalizar o uso desse alimento porque ele pode acabar sendo prejudicial à saúde por causa do excesso. Se a pessoa tem problema nos rins ou refluxo, por exemplo, isso já é descartado, não é interessante. Então tem que ter bom senso.

LIMÃO EMAGRECE?

A nutricionista Thayana explica que o ácido cítrico do limão tem ação adstringente, agindo como se fosse um detergente dissolvendo toxinas e gorduras. Melhorando o metabolismo das gorduras e diminuindo a síntese de colesterol e de triglicérides, isso favorece o funcionamento do metabolismo e do organismo como um todo, facilitando a perda e a manutenção do peso.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Já a nutróloga Tamara afirma que a naringenina, um flavonoide encontrado em cítricos, apresentou grande potencial para prevenção da obesidade e da síndrome metabólica de acordo com um estudo realizado por pesquisadores canadenses e publicado na revista Diabetes, da American Diabetes Association.

O estudo feito com camundongos mostrou que os animais que tiveram a alimentação enriquecida com naringenina apresentaram melhora dos níveis de colesterol e triglicerídeos, assim como uma redução da resistência à insulina e o metabolismo da glicose normalizado, um dos fatores que influencia diretamente o emagrecimento. Não houve restrição calórica e nem de gordura administrada às cobaias. Dois grupos de camundongos foram alimentados da mesma maneira, mas somente um deles teve o flavonoide adicionado à alimentação e este grupo não desenvolveu obesidade e outras disfunções metabólicas.

TIPOS DE LIMÃO

A nutróloga Paula Flecher afirma que existem cerca de 100 espécies de limão ao redor do mundo, mas no Brasil, temos 4 que se destacam entre os mais consumidos.Conheça-os abaixo:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

LIMÃO TAITI

“É o menos ácido e o mais encontrado no país. Para identificá-lo no mercado é fácil: a casca é fina e é aquele que tem poucas sementes, com formato mais arredondado. Por ser bastante suculento, é ideal para limonadas e drinks como a caipirinha”, afirma Paula.https://9f8c98d15310860fe812ade804d45052.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

LIMÃO CRAVO

Também conhecido como limão caipira ou limão rosa, a nutróloga afirma que ele tem sabor e aroma bem característicos. A casca é alaranjada e tem nervuras. É boa opção para marinar carnes e temperar saladas.

LIMÃO GALEGO OU GALEGUINHO

“É aquele limão menor, com a casca mais fina e verde clara, de formato bem arredondado. Mas não se engane pelo tamanho: apesar de pequeno é bem suculento. A acidez não é muito forte, o que torna esse tipo indicado para uma variedade grande de receitas como sorvetes, molhos, temperos, drinques, doces e sucos. Foi muito usado na verdadeira caipirinha de cachaça, mas pela sua falta acabou sendo substituído pelo Taiti”, explica a nutróloga.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

LIMÃO SICILIANO

Pode ser conhecido como limão eureka ou limão lisboa. “É o tipo mais antigo do mundo, sua casca é amarelada e bem grossa e possui formato mais alongado. Ele não é muito suculento como os outros, e seu sabor é bem ácido, o que faz dele matéria-prima ideal para molhos e para ‘saborizar’ pratos cheios de personalidade como risotos”, diz Paula.

RECEITAS COM LIMÃO

4 receitas que utilizam limão como protagonista - Foto: Irina Meliukh / Shutterstock
4 receitas que utilizam limão como protagonista – Foto: Irina Meliukh / Shutterstock

O limão pode ser inserido na alimentação de diversas maneiras diferentes. Aqui você pode conferir 4 receitas, doces e salgadas, que têm o limão como protagonista, são super fáceis e contam com poucas calorias.

MITOS SOBRE O LIMÃO

Todo mundo tem aquela receitinha caseira, passada de geração em geração, que utiliza o limão para outros meios que não sejam a alimentação. Mas algumas delas não são de fato eficazes e ainda podem causar danos a quem as realiza.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

  • Passar limão nas axilas: A prática é realizada com o intuito de evitar que estas fiquem com mau cheiro. Este método é utilizado com o intuito de tornar o pH das axilas mais ácido e interferir na replicação de bactérias, responsáveis pelo mau cheiro. Porém, Paula Flecher afirma que o método não é eficaz e ainda pode causar manchas na pele.
  • Usar limão para diminuir manchas na pele: Esse é bastante comum, em especial quando se trata do rosto com manchas causadas por acne. De acordo com a nutricionista, a prática é muito perigosa podendo manchar ainda mais a pele se exposta ao sol e até desencadear problemas mais sérios como queimaduras.
  • Congelar o limão: Este processo é feito como meio de potencialização de seus efeitos no organismo. Até então a recomendação era congelar o limão, com casca e tudo, e após o seu congelamento passá-lo pelo ralador para facilitar seu consumo. O resultado prometido é o tratamento de tumores, diabetes e a redução de peso. Porém, Carlos Cristovão garante que a congelar o limão não funciona e pode até fazer com que seu potencial seja reduzido. O único benefício encontrado no limão até então é a sua durabilidade prolongada.