The actor-musician is Johnny Depp a Guitarist?

For those unfamiliar, when Johnny Depp isn’t acting or looking haggard in court, he glows like a blues rock guitarist with a scarf dangling from his head in the vein of Aerosmith’s Joe Perry. In fact, Depp formed the supergroup Hollywood Vampires with Perry and Alice Cooper. Essentially a glorified cover band, the trio checks all the hard rock clichés and brings an inherently limited amount of creativity to the table. Considering Perry and Cooper’s legacies, it was Depp’s chance to meet up with his rock god friends – and show off his skills at the axe. Jon HadusekConsequence. 9 de junho de 2022

Perhaps the best example of Johnny Depp’s essence as a guitar player is the obnoxious Dior fragrance commercial that tortured television audiences for the past year.

His journey as a “professional musician” began with a brief stint with the Rock City Angels, an 80s glam metal band in the style of Guns N’ Roses. Likely due to his burgeoning acting career, Depp would hang up the ax until he formed the semi-joke band P with Gibby Haynes of the Butthole Surfers. The group released a self-titled album in 1995, somehow securing support from Capitol’s major record labels. The single “Michael Stipe” received little attention via novelty, but the project didn’t go beyond the debut LP.

The Hollywood Vampires cover songs and, more recently, their collaborative work with guitar legend Jeff Beck, give us an ideal side-by-side comparison, they just announced a new album together titled 18 and shared a cinematic original by Depp “This Is a Song for Miss Hedy Lamarr”.

The Hollywood Vampires stuff does you less favors since it’s so routine. Rock pastiche after rock pastiche: it puts Johnny Depp, the guitarist, in a bar band context, which is how he is generally perceived. But to be fair, he’s not a bad guitarist, even if he sounds like a Joe Perry impersonator.

Jeff Beck and Johnny Depp – This is a Song for Miss Hedy Lamarr [Official Music Video]

Jeff Beck

Palavras Perdidas: La Science des rêves, 15 Riffs de Guitarra com até Duas Notas ou Acordes, 30 Riffs in guitar, 33 Músicas que não são cantadas pelo vocalista principal, Curso de música

Benefícios Da Música Na Aprendizagem Das Crianças

Sem contraindicações, a música é uma excelente aliada no processo de aprendizagem das crianças. Seja no batuque de um pandeiro, em uma brincadeira com um berimbau ou até nos toques rápidos em uma bateria. A música atrai a atenção e pode ser uma aula com grandes resultados logo nos primeiros anos de vida. Jenifer Macedo – TudoCrianças. 30 de janeiro de 2020

Acelera a expressão corporal

Ao bater palma, acompanhando as notas de uma música, certamente o seu filho vai movimentar o corpo. A música pode ser utilizada em brincadeiras, desenvolvendo a elasticidade, o raciocínio, ou seja, acontece uma evolução na parte motora e músculos, auxilia na expressão corporal e ainda faz com que os pequeninos fiquem mais criativos. Outro ponto positivo é na comunicação, principalmente antes dos oito anos de idade.

Deixa a linguagem mais rica

Ao cantar, ouvir sons e se interessar pelo universo da música, as crianças terão mais facilidade para pronunciar as primeiras palavras. Isso porque terão qualidade no ouvir, tendo impacto direto no vocabulário que se forma de acordo com as influências do meio.

Dessa forma, o entendimento das palavras ficará mais natural tão quanto a fala graças à influência da música nos processos cognitivos dos pequeninos.

Ajuda na socialização

Aprender música é um processo que faz com que a criança fique mais sensível, geralmente as aulas são em grupo, com isso, a socialização torna-se mais um aspecto positivo, principalmente em uma realidade em que os jogos eletrônicos dominam o tempo dos pequeninos, um bom estímulo que combate o individualismo, sendo um excelente meio para auxiliar na formação do ser humano.

Melhora a memória

Seja ouvindo ou tocando um instrumento, a música também age no córtex cerebral, ou seja, é um método comprovadamente benéfico no processo de aprendizado, a memória estará sendo beneficiada e a música contribui para a criança ter mais controle das emoções.

Ao cantar, elas guardam as letras e até as danças, trabalhando a memória de uma maneira bem natural, matricular o seu filho em uma escola de música ou em algum projeto que tenha a musicalidade infantil como objetivo é uma ótima opção.

Outra dica é estimular as crianças no próprio ambiente familiar com boas músicas ou instrumentos, abrindo um caminho de possibilidades para osbfuturos adultos.

8489216126516Aurines Lurdes

Às vezes tudo o que a gente precisa é de um momento de diversão, para esquecer os problemas e lembrar que a vida tem lá as suas alegrias, não é mesmo? O vídeo acima é uma prova perfeita disso: quer mais alegria do que crianças dançando com um cachorro? MEGACURIOSO

Ficou com alguma dúvida? Então deixe aqui o seu comentário!

Palavras Perdidas: Ron Bugado, BRANCA ALVES DE LIMA, 7 FORMAS DE PRATICAR A AUTOTERAPIA E DIMINUIR A ANSIEDADE, Nossa Senhora Aparecida, mãe das crianças!, Brincadeiras ao ar livre, 9 dicas de como fazer festa junina em casa

Queen Amidala – Star Wars

Although RESA have never seen a Star Wars movie, Resa did recognize this fence mural as from the franchise. Graffiti Lux Art & MoreMAY 27, 2022

So, I sent a pic to my main pal from this universe – Tyeth – For Tyeth Saber Site

Tyeth – “Oh wow! That is unreal! I think the artist has used the colour palette used on the Phantom Menace cover art for the Blu-Ray edition boxes (which is a blueish-purple). It gives this mural a real powerful feel to it, especially having Darth Vader on the left and Master Yoda opposite him.”

Tyeth – “That is Queen Amidala in the centre, during the time when she was presiding on the throne. This is her wearing one of her ceremonial outfits (based on real life Mongolian fashion) and headgear.”

Tyeth – “Her makeup is very symbolic and the mark on her lower lip (which when viewed in normal colours is red) represents the blood and people of Naboo that were lost in the planet’s first war many centuries before.”

Tyeth – “Queen Amidala was the youngest ever queen to be crowned at only 15 years of age – it was a Naboo tradition to coronate young rulers as they tended to be less jaded and cynical”.

Tyeth – “In the movie (Phantom Menace) Queen Amidala also known as Padme was played by two actresses: Natalie Portman and by Keira Knightley, who acted as a decoy in some scenes. In real life the two actresses looked so alike their own mothers mistook them for each other!”

https://graffitiglam.files.wordpress.com/2022/05/sw9.jpg?w=415&h=393

Pics taken by Resa – May 5, 2022. Toronto, Canada

Obviously, this post is dedicated to Tyeth

Also giving a shout out to Ford – The Vintage Toy Advertiser  He is the 2nd most Star Wars fan Resa know.

Ghost Writer ou Escritor Fantasma!!!

Seja para escrever livros, artigos, colunas ou até mesmo textos para marketing de conteúdo, há muitas opções disponíveis no mercado para quem quer ser um ghost writer.

Ghost writer é o profissional que não recebe créditos de autoria pelo texto que escreveu. Isso faz parte de um contrato ou acordo de cessão de direitos autorais. O ghost writer escreve livros, textos, apostilas e outros materiais, vende a uma pessoa (física ou jurídica) os direitos autorais sobre essa obra e recebe por isso. Luiza Drubscky – Comunidade Rock Content

Ghostwriter é definido como um “escritor fantasma”, um escritor profissional que é contratado para escrever obras pelas quais não receberá crédito oficial, permanecendo anônimo, prática comum desde tempos imemoriais, onde secretários e escribas escreviam discursos e cartas aos governantes, ou os discípulos de um mestre completavam seu trabalho sob a sua direção e, por vezes, a título póstumo. Até hoje, é costume os presidentes lerem discursos públicos que outra pessoa os tenha escrito, ou que “escritores fantasmas” respondam a cartas de cidadãos em nome do presidente, ou que sejam contratados para escrever suas “autobiografias”. UM CANCERIANO SEM LAR.

O “escritor fantasma” nas revistas médicas gera problemas éticos e legais. A preocupação se deve ao fato de que é frequente que as empresas farmacêuticas e as indústrias de produtos de tecnologia médica possam distorcer as evidencias produzidas por ensaios clínicos e não sejam imparciais. SciELO

Posteriormente, não há nenhuma violação ou irregularidade se o texto for divulgado como sendo de autoria de outra pessoa. Aliás, é justamente isso que se pretende fazer por meio da contratação de um escritor-fantasma. Então, se não há autoria e direitos sobre a obra, por que essa é uma ocupação que tem crescido tanto no mercado de trabalho?

Ser um ghost writer é uma forma de praticar suas habilidades de redação diariamente. Quanto maior o fluxo de trabalho, mais regularidade você terá para praticar sua escrita em frente ao computador.

Com o tempo, isso não apenas melhora sua capacidade de argumentação, organização de ideias e exposição de informações importantes, como também reduz a incidência de erros gramaticais e expande seu vocabulário. Ou seja, ainda que você queira escrever textos autorais no futuro, terá muita experiência com a qual contar para aprimorar suas habilidades.

Muitas vezes, o regime de contratação de ghost writers ocorre por meio de trabalhos freelancer. Isso significa que você é contratado por obra, livro ou texto que escreve. Assim, você ganha exatamente pelo trabalho que faz. Se quiser escrever mais textos e pegar mais trabalhos, vai receber mais por isso. Se precisar dar um tempo nas atividades e tirar férias, terá que se programar com um período sem essa renda.

Porém, em sua grande maioria, os contratos celebrados para serviços de escrita ghostwriting são pagos antecipadamente ou por pacotes fechados. Se um escritor convencional precisa aguardar os royalities e variáveis de sua produção, uma vez que o cliente esteja satisfeito com seu texto, o pagamento é realizado de acordo com o combinado.

Se você sabe o quanto vai receber e em que intervalo de tempo, pode planejar retiradas mensais que se assemelham aos salários convencionais do regime CLT.

Também é possível determinar valores mensais para a construção de um décimo terceiro, poupança emergencial e para investimentos com muito mais precisão.

Não há uma área específica em que o trabalho de um escritor-fantasma é mais requisitado. Existe a necessidade de escrever sobre os mais variados assuntos, desde livros sobre nutrição, fitness e saúde, até textos sobre finanças pessoais, administração e recursos humanos.

Se você é uma pessoa criativa, curiosa e interessada em aprender sobre temas distintos de sua área de formação, terá a oportunidade de escrever em várias temáticas. O que realmente importa é a qualidade de sua redação, correção ortográfica e gramatical, além de um trabalho preciso de pesquisa e verificação de informações.

Ghost writers não serão de forma alguma vinculados à autoria dos textos que escrevem. Por mais que isso possa ser um problema para alguns redatores, isso também representa uma boa oportunidade pessoal para se distanciar emocionalmente de seus textos e escrever com mais liberdade. Ao saber que sua autoria não será identificada, você pode se arriscar a escrever sobre temas até então inexplorados, sem medo da reação do público, amigos e familiares.

Na verdade, você inclusive poderá testar suas habilidades escrevendo sobre temas que sempre te interessaram, mas que você nunca teve a coragem de pesquisar e escrever. Nesse contexto, um engenheiro poderá escrever sobre psicologia e comportamento, assim como um advogado poderá explorar seus conhecimentos sobre arte e entretenimento.

O autor de um blog, colunista ou outro profissional de produção de texto intelectual, na maioria das vezes, precisa comercializar seu conteúdo.

Isso significa vender para um veículo de informação, compartilhar nas redes sociais, interagir com os leitores para gerar engajamento por e-mail marketing, fóruns especializados e comentários no post, são muitas responsabilidades, após a atividade produtiva, que demandam tempo e estratégia comercial.

Um ghostwriter não precisa se preocupar com a gestão comercial e relacionamento com leitores, e pode concentrar na produção de conteúdo. Isso é especialmente prazeroso para quem prefere criar a fazer marketing.

Uma paciente de câncer de mama de endstate de meia idade deitava-se na cama e conta sua história de vida para uma escritora fantasma escrever sua biografia e seu livro de memória depois de ela morrer.

Em geral, o ghost writer não é contratado diretamente pela pessoa ou empresa que assumirá a autoria dos textos. Esse tipo de distanciamento também é benéfico ao redator, que poderá escrever com mais liberdade e autonomia, tendo recebido suas instruções de escrita de forma objetiva e sintética.

Lidar com clientes é um problema para muitas pessoas, principalmente, aquelas mais introvertidas ou que têm pouca paciência para lidar com o público. Geralmente, o escritor-fantasma não tem que se preocupar com isso.

Cada vez mais, empresas, colunistas e outros interessados estão migrando sua atuação para plataformas online (sites, apps, blogs, redes sociais, etc.). Isso faz com que a importância do marketing de conteúdo, por exemplo, seja ainda maior.

Blogs institucionais são uma boa forma de atrair clientes, enriquecer os produtos e serviços oferecidos, além de fidelizar consumidores. Por essa razão, há uma demanda crescente por redatores nessa área. Além disso, os desenvolvimentos tecnológicos que facilitaram o acesso a e-books e outras obras digitais também expandiram as possibilidades de atuação como escritor.

Para se tornar profissional, não é preciso ter uma formação específica em letras, jornalismo ou áreas similares. Embora isso ajude bastante, não é um fator que elimine um candidato que goste de escrever e tenha bons conhecimentos gerais.

Escrever sobre pães sem glúten, pão-de-queijo sem glúten, água e até glúten sem glúten vai bombar! O conteúdo deve ser relevante para quem vai comprar, uma vez que ele atrairá o consumidor até dentro da padaria.

Quando ele chegar lá, o padeiro — ou o cheirinho do pão — se encarregará de fechar a venda.

Memes are funny not just because they are ridiculous, but because they point out something ridiculous about life. The fact is that most of us know very little about what other people do for a living. DAVID LEONHARDT – The Happy Guy Marketing

We have neighbours, and we have no clue what they do.

We meet people on the job, doing their job, and we still have no clue what they do.

We have brothers and sisters and aunts and, yes, spouses…and we have no clue what they do.

And many of us would be hard pressed to explain what we, ourselves, do. Yes, it sounds ridiculous. But it’s also true, and it’s reflected in the last two panels of most of these memes:

  • What I think I do.
  • What I really do.

É preciso escolher aquela que se adapta melhor ao seu estilo ou que lhe dará mais oportunidades de ganho e aprendizagem.

Textos escritos com estratégias de otimização do conteúdo. Ou seja, além de informarem o leitor, também contribuem para que os mecanismos de buscas priorizem o texto nos resultados.

Nesse caso, os conhecimentos de marketing de conteúdo se fazem necessários. Nos blog posts, a persona, o tipo de linguagem, o SEO e suas outras diversas estratégias farão companhia aos demais conhecimentos do escritor fantasma.

São conteúdos maiores, que exigem entrevistas e pesquisas mais intensas e estão atreladas a profissionais e pessoas que têm uma história para contar, mas não sabem como fazê-la interessante por meio das palavras.

Existem autobiografias, biografias de presidentes, de famosos, empresários, atletas, modelos, artistas e mais uma infinidade de temas que podem ser explorados pelo ghostwriter.

Além de contribuir para a concepção do conteúdo, nessa modalidade você também estará transmitindo seus conhecimentos. Ele pode ter, por exemplo, o domínio do conteúdo, mas não saiba como desenvolvê-lo.

É parecido com a relação do escritor fantasma na produção de uma biografia e com o foco mais direcionado para a área jornalística ou comercial de uma empresa.

Bom, você já viu que existem diversas oportunidades e iniciar na carreira não é propriamente difícil. Então, o que ainda é preciso considerar?

A rotina de um ghost writer não é livre de desvantagens. Inclusive, é preciso lidar com diversos problemas no dia a dia, que podem ser mais ou menos graves, a depender da personalidade e das características de cada redator.

Já que o texto não é seu, você precisa encontrar exatamente a voz de seus clientes. Muitas vezes, a linguagem deve ser jovem e informal, enquanto em outras precisa ser elaborada e técnica. Ou seja, cada texto apresenta necessidades próprias. Você precisa conseguir adaptar sua linguagem a elas!

Você está confortável com a ideia de ceder completamente seus direitos sobre um texto? Algumas pessoas não se sentem bem com essa ideia, preferindo escrever apenas para sites e editoras que garantam seus créditos de autoria.

Para suprir essa necessidade, você pode criar um blog para fazer suas publicações pessoais, com os temas que curte, e de quebra, ainda pode transformá-lo em seu currículo online e atrair clientes.

Ghost writers, normalmente, são contratados em regime de prestação autônoma de serviços (freelancer). Isso pode significar uma relativa incerteza profissional, já que há épocas com mais oferta de trabalho e outras com menos.

Para superar essa incerteza, é preciso muito planejamento e disciplina financeira, além de um bom histórico de compromisso e relacionamento com seus clientes para garantir maior regularidade de serviços no futuro.

Se você quiser se aventurar como uma profissional autônoma e abrir mão do conforto e abundância de tarefas das plataformas de redação, terá que negociar e colocar preço em sua produção. Ela poderá ser realizada de acordo com o tamanho do texto, volume de caracteres ou palavras, por exemplo.

É preciso preparar psicologicamente e financeiramente, pois, será freqüente ouvir contrapropostas indecentes, que desvalorizam seu trabalho e dedicação.

Existe Guarani em São Paulo
Conhecimento e cultura dos povos ancestrais.

Em alguns casos, será preciso aceitar ofertas de trabalho com valores abaixo de mercado e ainda ter que cobrar do cliente caso ele atrase seus pagamentos.

Outra situação que você como escritor-fantasma independente terá que lidar é com a concorrência. Fora de uma plataforma, será necessário disputar clientes com agências de conteúdo grandes e outros profissionais mais experientes ou dispostos a receberem bem menos que o projeto efetivamente vale.

Do you know what you really do? I mean, do you know what you do well enough to create a meme like this for yourself? The challenge is on!

Contact me: edsjesusii@gmail.com.br

Palavras perdidas: A INVASÃO DO BRASILPEIXE-BOI MARINHOA vida como ela é, Marvel, ThunderComics, Guia dos Quadrinhos, Flash na Biblioteca, Jornada ninja,Via Láctea pelo navegador, Criacionismo., Blue Dragon (Dragão azul), Neil Armstrong, Signo Geek, Cifras

Menina “loira” de 12 anos morre após ser estuprada por garimpeiros

Uma menina ianomâmi, de 12 anos, morreu após ser estuprada por garimpeiros na região do Palimiú, em Roraima. De acordo com o presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye’kwana (Condisi-YY), Júnior Hekurari Yanomami, os garimpeiros invadiram a comunidade e violentaram a adolescente. Thays Martins – Correio Braziliense Valentina tem 12 anos. Ela […]

Menina “loira” de 12 anos morre após ser estuprada por garimpeiros

– Há 2 anos, quem acertou? A grande diferença de respeito às pessoas do Restaurante Madero e das Lojas Cem!

Há 2 anos, tivemos no início da pandemia um comportamento de extremos de duas empresas significativas: Madero e Lojas Cem. Vale a pena relembrar a visão de ambas: Está repercutindo em todo o Brasil a fala arrogante, egoísta e equivocada do Chef Junior Durski, proprietário da rede gastronômica Madero, a respeito da pandemia e o […]

– Há 2 anos, quem acertou? A grande diferença de respeito às pessoas do Restaurante Madero e das Lojas Cem!

Taku Inoue é um grande fã de Tom e Jerry!?!

Como na maioria dos desenhos da época, os personagens são aparentemente indestrutíveis, podendo receber golpes de bigorna, cair de grandes altitudes ou até mesmo ser atropelados. E são essas cenas que inspiraram o trabalho. Leonardo Ambrosio – Misterios do Mundo

O artista japonês Taku Inoue é um grande fã de Tom e Jerry e decidiu levar sua paixão pelo desenho a um outro nível, passando a criar esculturas reais dos momentos mais “desafortunados” dos personagens na animação.

Tom & Jerry, lançado em 1940 por William Hanna e Joseph Barbera, atravessou muitas gerações e sofreu várias mudanças ao longo do tempo.

Apesar de ter sido um dos desenhos favoritos de muitas pessoas antigamente, hoje em dia muitos o consideram extremamente violento e inadequado para as crianças da atualidade. Isso porque em muitos momentos os personagens principais não poupam esforços para fazer parar um ao outro.

Tomze-se: Rick and Morty ganha teaser live-action com Christopher Lloyd, The Art of the Brick: DC Super Heroes, Touché Turtle, Ademar Vieira, amazonense e suas tirinhas!!!, Pica-pau extinto!?!, Icons Unmasked

Dia Nacional da Defesa Civil

O Dia Nacional da Defesa Civil foi instituído em 2009 após a aprovação em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara do projeto de lei 3567/08.  Bahia sem Fronteira

A data, 1º de fevereiro, foi escolhida em função do incêndio ocorrido em 1974 no edifício Joelma, em São Paulo, que deixou 187 mortos e mais de 300 de feridos. A cidade não contava com uma defesa civil estruturada, que poderia ter colaborado para prevenir ou minimizar a tragédia com ações preventivas e emergenciais.

O Sistema Nacional de Defesa Civil (Sindec), formado por órgãos públicos federais, estaduais e municipais, além de diversos organismos de apoio, públicos ou privados – como entidades de voluntários, clubes de serviços, organizações não governamentais, associações de classe ou comunitárias, entre outros.

É importante que a população não veja a defesa civil como um órgão governamental, este é apenas uma parte de algo muito maior, a defesa civil é um sistema, uma engrenagem em que a peça fundamental para que ela funcione, é cada um de nós, sem a participação da sociedade a engrenagem não gira. Denis C. Veneno – Portal Defesa Civil

Aproveito para parabenizar à todos os profissionais e a indivíduos que vêm realizando um papel considerável nas ações de proteção e defesa civil nestes últimos meses, não só aqui em nosso país, mas em todo o mundo.

A plataforma Defenz, permite o cadastro gratuito e pode ser acessada de qualquer dispositivo móvel ou de computadores e notebooks pelo endereço www.defenz.me.

APRENDA A SE COMUNICAR COM DEFICIENTES AUDITIVOS OU PESSOAS SURDAS

Primeiramente, é importante saber que deficiência auditiva e surdez não são sinônimos. Talita Cazassus Dall’AgnolDIÁRIO DA INCLUSÃO SOCIAL

A surdez é quando se nasce surdo, isto é, não se tem a capacidade de ouvir nenhum som, e que, por ter perda auditiva, compreende e interage com o mundo por meio de experiências visuais. Por consequência, surge uma série de dificuldades na aquisição da linguagem, bem como no desenvolvimento da comunicação, manifestando sua cultura principalmente pelo uso da Língua Brasileira de Sinais (Libras)”.

Já o termo “deficiente auditivo”, apesar de ser correto, é mais comum para se referir a indivíduos que tenham algum grau de perda auditiva, seja ela leve ou moderada, mas que ainda tenham algum resíduo auditivo, é um déficit  adquirido, ou seja, é quando se nasce com uma audição perfeita e que, devido a lesões ou doenças, a perde.

No Brasil, há 9,8 milhões de deficientes auditivos, segundo dados do IBGE. A melhor forma de mantermos a comunicação com surdos é por meio da Libras (Língua Brasileira de Sinais). Como nem sempre isso é possível, existem outras formas eficientes de se comunicar com os deficientes auditivos. Érica FerreiraMinha Vida

Agora vamos às  algumas dicas para facilitar a sua comunicação com deficientes auditivos ou surdos e compreender aspectos e características importantes da sua cultura.

1. Use expressões faciais correspondentes às ações

Uma pessoa com deficiência auditiva consegue compreender as emoções transmitidas nas mensagens, por meio de nossas expressões faciais e corporais.

De acordo com a psicóloga Ana Maria Amoroso, da Adavida, é essencial fazer gestosmímicasacenar e até tocar levemente a pessoa para chamar sua atenção.

expressoes-faciais

“Valem todos os esforços na hora de passar a mensagem.” A dica dela é falar devagar e gesticular bem a boca na hora de falar, mas é preciso cuidado para não separar muito as sílabas e confundir o entendimento dos surdos.

2. Use frases curtas e simples

Isso porque a Língua dos Surdos é bem menos complexa que a Língua Portuguesa e não faz uso de  conjunções. Por isso, quanto mais objetiva a mensagem, mas fácil fica o entendimento. Por exemplo:  Se formos comparar a frase “eu prefiro amarelo ao vermelho” na Língua dos Surdos se torna “amarelo sim, vermelho não”. Portanto, evite rebuscar e elaborar demais as frases.

comunicacao-com-deficiente-auditivo

3. Converse de frente

Permita que a iluminação incida sobre o seu rosto. A percepção visual dos surdos é mais aguçada e eles conseguem captar a mensagem, seja pela leitura labial ou mesmo pela expressão facial.

É bastante comum pessoas surdas utilizarem leitura labial para se comunicarem, dessa forma é muito importante falar de frente com a pessoa e moderadamente devagar. “Quando a pessoa fala de frente, ela traz a contribuição do olhar e de todo o corpo para a conversa”, explica a fonoaudióloga da clínica Cristiane Skoretzky, da Associação dos Deficientes Auditivos Visuais e Deficientes Auditivos (Adavida).

Businessman holds his hand near his ear and listening

4. Não altere o tom de voz

A fonoaudióloga Cristiane conta que um dos maiores erros é gritar com surdos. “Além de o esforço ser em vão, já que ele não vai ouvir, o surdo pode entender que a pessoa está brava”, destaca. Quem grita transmite à pessoa surda uma sensação de agressividade, o que gera ansiedade e nervosismo.

É bom sempre se lembrar que os deficientes auditivos captam com riqueza de detalhes toda a linguagem do corpo.

A dica é começar falando com o tom de voz habitual. Caso for preciso, a pessoa irá te avisar que você precisa falar um pouquinho mais alto ou mais baixo.

5. Tente a comunicação escrita

Quando a mensagem fica muito complicada para ser transmitida, usar da comunicação escrita pode ser uma boa solução. Os especialistas recomendam fazer desenhos ou até escrever para facilitar a comunicação.

“O estímulo visual é de fácil entendimento, os surdos entendem placas, símbolos e desenhos”. Outra alternativa é pegar um objeto para exemplificar a mensagem. Por exemplo, “se for chover, aponte para o guarda-chuva e para o céu, ele vai entender que se trata de uma chuva”, segundo a fonoaudióloga.

6. Demonstre interesse e tenha paciência

A psicóloga explica que os surdos se sentem valorizados quando outras pessoas se aproximam na tentativa de estabelecer comunicação: “Eles têm muita paciência para ensinar”. Por isso, tenha calma e insista na comunicação, afinal você tem todas as expressões corporais e faciais como aliadas deste diálogo.

7. Use linguagem de sinais

De acordo com o Manual de Orientação e Apoio para Atendimento às Pessoas com Deficiência, caso você saiba alguma linguagem de sinais, tente usá-la. Se a pessoa surda tiver dificuldade em entender, ela avisará. De modo geral, suas tentativas serão apreciadas e estimuladas.

8. Se for você quem não entende…

Se você não entender o que a pessoa surda está tentando dizer, não finja. “Procure demonstrar que não entendeu e nunca faça de conta que conseguiu captar a mensagem. Os surdos percebem na hora”, afirma a fonoaudióloga. Além disso, a pessoa surda pode evitar a comunicação quando não existe a reciprocidade do diálogo. Com certeza, os surdos vão tentar te explicar de outra forma e quantas vezes for preciso!

#HugoEnsina 41 – Sinais de LUGARES PÚBLICOS em Libras. Hand Talk

Os sinais que ensinamos no vídeo são:

Açougue; Aeroporto; Banco; Bar; Biblioteca; Cemitério; Cinema; Circo; Correios; Delegacia;

Escola; Estádio de futebol; Farmácia; Hospital; Hotel Igreja; Lanchonete; Loja; Lotérica; Museu;

Padaria; Pizzaria; Posto de combustível; Posto de saúde; Praça; Prefeitura; Restaurante;

Rodoviária; Shopping; Sorveteria; Supermercado; Teatro; Terminal de ônibus; Zoológico.

Gostaram das dicas?

Surdeze-se: Aprenda LIBRAS! UTILIDADE PÚBLICA! Olha que legal!!!, Sign-IO e Roy Allela, ALFALUVA e a Unipampa, Falando sobre YouTube – Libras, APRENDA A SE COMUNICAR COM DEFICIENTES AUDITIVOS OU PESSOAS SURDAS, Auti interação

ELAS QUEREM TE ESMAGAR! Aqui está Como VOCÊ pode Concorrer com Grandes Empresas.

ELAS QUEREM TE ESMAGAR! Aqui está Como VOCÊ pode Concorrer com Grandes Empresas. – Elementar

É muito comum pensarmos que não existe espaço no mercado pra empreender, que já existem grandes empresas e competir com elas é impossível. Mas esses caras conseguiram, e aqui estão as maneiras que você pode fazer o mesmo.

0:00 Já deu LIKE no Vídeo?

3:49 Os pequenos começos

7:59 Os novos Gigantes

12:04 Por que isso acontece?

16:38 Pequenos começos grandes futuros

Você recebeu uma indicação para conhecer o Nubank. Experimente uma vida financeira sem burocracias usando a conta digital e o cartão de crédito Nubank.

O Mistério da Batata-Doce

O Mistério da Batata-DoceAtila Iamarino

A batata doce é um alimento bastante presente na mesa dos brasileiros e sulamericanos. Mas você sabia que ela também é cultivada há muito tempo nas ilhas da Polinésia, antes mesmo das grandes navegações dos europeus? No vídeo de hoje Atila Iamarino nos conta sobre a história da batata doce e como os estudos com DNA e coleções de museus nos revelam uma relação secular entre os povos da América e os povos do Pacífico.

Batatas-doces roxa e avermelhada possuem antioxidantes

Avermelhada, branca, amarela ou roxa. Seja qual for o tipo de batata-doce, ela é um alimento típico da culinária regional brasileira. Sua história tem os pés fincados na América Latina. Ela surgiu na região da Cordilheira dos Andes e era plantada nas roças dos índios muito antes da chegada dos portugueses. Mayara Paixão – Brasil de Fato

A batata-doce, (Ipomoea batatas L. (Lam.)) é originária das Américas Central e do Sul, sendo encontrada desde a Península de Yucatam, no México, até a Colômbia. Relatos de seu uso remontam de mais de dez mil anos, com base em análise de batatas secas encontradas em cavernas localizadas no vale de Chilca Canyon, no Peru e em evidências contidas em escritos arqueológicos encontrados na região ocupada pelos Maias, na América Central. Embrapa

sdsdsd

É uma espécie dicotiledônea pertencente à família botânica Convolvulacae, que agrupa aproximadamente 50 gêneros e mais de 1000 espécies, sendo que dentre elas, somente a batata-doce tem cultivo de expressão econômica. A espécie Ipomoea aquatica também é cultivada como alimento, principalmente na Malásia e na China, sendo as folhas e brotos consumidos como hortaliça.

Além da polpa, também é possível aproveitar as folhas ou brotos de batata-doce, que podem ser consumidos refogados, empanados ou em sopas.

Doze-se: Bolo de batata-doce com coco, Ótimas para a SAÚDE: Batatas doce… hummm… rsrs, DOCE DE LEITE DE CORTE COM 3 INGREDIENTES, Torta geométrica, A primeira palavra, Tayuya

OS ETERNOS DA MARVEL ESTÃO NA BÍBLIA

OS ETERNOS DA MARVEL ESTÃO NA BÍBLIAMundo Cópia

Seres celestiais vistos e adorados como deuses vêm ao mundo dos humanos, há milhares de anos, trazendo consigo conhecimento, tecnologia e até desenvolvendo uma “raça superior”.

Marvel? Não, tô falando de Bíblia e literatura judaica.

A trama mistura referências ao livro de Gênesis, da Bíblia, e à obra “ERAM OS DEUSES ASTRONAUTAS?”, de Erich von Däniken, para contar a história dos Eternos, seres quase invencíveis criados pelos Celestiais, divindades por trás de toda a criação do universo, para caçarem os Deviantes, criaturas que se espalharam pela terra ainda na aurora do homem. A Hora

Dirigido por Chloé Zhao, vencedora do Oscar por “Nomadland”, o filme conta com elenco de peso – a equipe de dez eternos é liderada por nomes como Angelina Jolie (Thena), Salma Hayek (Ajak) e Richard Madden (Ikaris), de “Game of Thrones” – e aproveita o fato de que, ainda que importantes para as histórias em quadrinhos, os personagens são poucos conhecidos pelo grande público para realizar mudanças que contribuem com a história.

Na comparação com o material original, há diversas mudanças de gênero e de etnia que colaboram muito para o resultado final e o objetivo apresentado desde o início: construir uma jornada de desconstrução religiosa.

Por estarem na terra há mais de sete mil anos, estas divindades estão diretamente relacionadas com os eventos da história. Além, é claro, que a própria dinâmica entre Eternos e Deviantes ser uma clara referência ao duelo entre anjos e demônios proposto pela tradição judaico-cristã.

Eterneze-se: Multiverso MARVEL, Marvel, Aquaman é Indígena, 20 comics para quem entende a loucura do mundo de hoje, Thomas Malthus ou Thanos