Eleições running virtual

Será que no futuro as academias serão mais interativas e utilizarão técnicas de gamification pra engajar ainda mais seus clientes? LinkedinGustavo Caetano

Palavras PerdidasProfissões que pode acabar no Brasil, Corredores ecológicos urbanos & Brent’s Bee Corridor, Corrida mais fria do mundo a -52ºC!, A corrida de Motos mais insana que você já viu, O poço (El hoyo), O barato do Runner’s High

Vagas em Marca de iogurte: R$ 200 mil e aceitar trabalhar na Islândia

A Siggi’s, empresa de laticínios que produz iogurte no estilo islandês, abriu uma vaga de emprego que para muitos pode ser considerada uma verdadeira realização: um cargo de executivo, jornada de quatro dias por semana e o selecionado ainda receberá US$ 50 mil (ou R$ 262 mil) para se mudar para a Islândia. Redação Finançasyahoo!financas. 23 de setembro de 2022

  • Empresa de laticínios oferecerá 262 mil para o selecionado se mudar para a Islândia;
  • Trabalho inclui criação de conteúdo para as mídias sociais da empresa e sugestões de novos sabores de iogurte;
  • Interessados precisam ter um passaporte válido e boas habilidades de escrita e fotografia.

No comunicado da vaga, a empresa escreveu que “os últimos anos encorajaram as pessoas a redefinir o que elas mais valorizam” e que “essa mudança de cultura está enraizada na ideia de liberdade e flexibilidade. Como resultado, muitos estão buscando um modo de vida mais simples, incluindo sair das grandes cidades ou priorizar o trabalho remoto”.

Executivo também terá que documentar seu tempo explorando a aurora boreal, cachoeiras, geleiras e outras maravilhas naturais da Islândia (Getty Creative)
(Getty Creative)

Segundo o portal Insider, o selecionado, que exercerá o cargo com o nome de “Chief Simplicity Offi-skyr”, “criará conteúdo para as mídias sociais da empresa, sugerirá novos sabores de iogurte inspirados na cozinha tradicional islandesa e documentará seu tempo explorando a aurora boreal, cachoeiras, geleiras e outras maravilhas naturais da Islândia”.

Para se candidatar ao posto, os interessados devem ter um passaporte válido, boas habilidades de escrita e fotografia e “desejo de viver uma vida simples”.

A Deel, empresa de contratações de funcionários internacionais, está buscando um trabalhador para a vaga de “social media nômade”. O funcionário terá de viajar em uma van mobiliada para habitar pela Austrália e Nova Zelândia por seis meses, criando conteúdo turístico sobre os destinos que irá visitar e compartilhando seu dia a dia como um nômade digital.

Para melhorar, além de ganhar a van totalmente equipada para seu uso e ter seu custos de viagem, refeições, combustível, estacionamento, vistos e transferências pagos, o viajante profissional irá receber um salário mensal de US$ 3.400 (aproximadamente R$ 17 mil).

Contudo, não é todo mundo que poderá se inscrever. A oportunidade é destinada para profissionais com mais de três anos de experiência como criadores de conteúdo para redes sociais ou embaixadores de marcas, e é preciso saber escrever e falar em inglês. Como o profissional irá viver em uma van, é necessário também ter uma carteira de motorista com validade até outubro de 2023 e um passaporte válido.

Palavras Perdidas: Profissões que pode acabar no Brasil, Brasileira conta como é trabalhar com cannabis no Canadá, A inteligência artificial e o fim do trabalho, 12 competências profissionais mais requisitadas pelas empresas, Google vai distribuir 500 mil bolsas para formação de jovens

Feminismo by Rockfeller

Uno de los debates más difíciles en la teoría feminista se desarrolla cuando el contenido de determinadas identidades comienza a ser interrogado. ¿A quién nos referimos realmente cuando hablamos de la Mujer? ¿Qué mujeres son las que dan forma a ese genérico? ¿Qué exclusiones han sido naturalizadas en su interior? ¿Cuál es el contenido asumido de lo femenino? Con estas preguntas no se pretende borrar a las mujeres, pero sí defender el carácter político, no biológico, de la Mujer. Silvia L. Gil – ctxt.  04/11/2020

Linkedin

Las voces favorables a esta delimitación defienden una serie de ideas en las que resuenan con fuerza las del llamado feminismo ilustrado. (Uno de los eventos más notorios al respecto fue la XVI Escuela Feminista Rosario Acuña de 2019, celebrada en la ciudad de Gijón con un carácter marcadamente transfóbico. En esa escuela participaron: Amelia Valcárcel, Alicia Miyares y Rosa María Magda, entre otras). Nos jugamos mucho en este debate: un feminismo diverso, con posibilidad de afrontar la profunda crisis que vivimos, o uno edificado en nuevas exclusiones, incapaz de acoger las diferencias. Vayamos por partes.  

La creencia en que la diversidad es producto del neoliberalismo, en tanto que reconstruye la fantasía individualista del sujeto liberal y consumista –hoy elijo ser esto, mañana aquello– se funda en una comprensión sorprendentemente superficial del ser humano. Con esta afirmación, se borran las reflexiones que desde Nietzsche, y durante todo el siglo XX, cuestionaron la idea de que el Yo es autónomo en sus decisiones y domina su psique.

El descubrimiento del inconsciente han dejado claro que el Yo en ningún caso se corresponde con el sujeto, y que cualquier pretensión de hacer de la Razón la única dimensión que lo define es contraria a las investigaciones que muestran que el deseo, la memoria o el afecto construyen profundamente aquello que somos. Esto es algo que el propio Spinoza sabía cuando rechazaba la primacía de la conciencia, de modo que el cuerpo siempre excedería el conocimiento que pudiera tener el sujeto de sí mismo. En otras palabras: nuestras identidades no son nunca solo producto de decisiones voluntarias y conscientes. En ellas, existen aspectos que no comprendemos y que resguardan memorias pasadas, detalles de contexto, experiencias, deseos o repudios inconscientes, entre los que se producen combinaciones indescifrables.

Capaz de escuchar otras realidades y reconocer la agencia de todas las mujeres, también de las trabajadoras sexuales que pelean por mejorar sus condiciones concretas en el día a día. 

No resulta posible cambiar de identidad como quien cambia de ropa, como quien consume cada día un producto distinto –Judith Butler nunca afirmó algo semejante–. Otra cosa es que el neoliberalismo pretenda apropiarse de la fuerza de distintas formas de vivir para devolverlas como objetos de consumo. Necesitamos análisis complejos para entender el capitalismo: cada modelo económico implica en sí mismo una producción cultural.

Las aspiraciones democráticas se ven comprometidas cuando se defienden políticas apoyadas en la exclusión en lugar de la búsqueda de una mejora de vida de todas las personas.

Palavras perdidas: Funcionários do La Guapa, de Paola Carosella estão vivendo sob ameaças, 8 de março – As mulheres e a Revolução Russa, Sou Moderno, Sou Índio, AGUYJEVETE, Feminista versus World

Telhados verdes: benefícios para o consumo de energia

Jardins de cobertura usam um dos melhores isolantes: solo e vegetação. Das florestas tropicais da América do Sul às florestas de coníferas da Europa, a vegetação sempre forneceu um refúgio natural do calor. Cobertura de árvores e vegetação rasteira protegem do sol, permitindo que a parte inferior fique fria. Trajano XavierTerritorio Secreto.

Em cidades de todo o mundo, os telhados verdes podem mudar a maneira como conservamos energia. Esses espaços vastos e subutilizados podem reduzir o consumo de energia e produzir alimentos. Eles também podem fornecer um lar para a vida selvagem mais vulnerável e tudo o que é preciso é um jardim no telhado simples.

Os gigantes de concreto que dominaram o horizonte das cidades geralmente ignorando o espaço extra de terra que está fora de nossa linha de visão. Com a quantidade de terra disponível ao nível do solo diminuindo nas áreas urbanas, é mais importante do que nunca pensar em como podemos aproveitar as vantagens de terrenos mais elevados.

Os telhados ou telhados verdes são uma maneira fácil e econômica de reduzir o consumo de energia de um edifício, além de outros benefícios, como ajudar a combater esta crise urbana. Apresentamos dois tipos principais de jardins no telhado: intensivos e extensos.

LP2 Studio – Shutterstock
  1. Telhado verde intensivo.

Esse sistema usa uma espessa camada de solo, geralmente com vários centímetros de profundidade, que corre ao longo de um telhado plano. Às vezes, um canteiro elevado pode ser usado para cultivar uma variedade mais ampla de plantas. A grande quantidade de solo nutritivo que as pessoas usam ali permite que plantas e árvores maiores floresçam.

Os telhados verdes intensivos geralmente são encontrados em prédios comerciais. A estrutura deve ser forte o suficiente para suportar o peso e exigem mais manutenção do que outros tipos de jardins no telhado, no entanto, eles têm o benefício adicional de produzir alimentos no coração da cidade. Feito corretamente, uma área não utilizada pode se tornar um espaço útil, saudável e lucrativo.

  1. Telhado verde extenso .

O extenso sistema de telhado verde usa uma carga mais leve em comparação com o sistema intensivo. Uma fina camada de solo que percorre toda a extensão do telhado, povoada por espécies como suculentas e gramíneas, são plantas de baixa manutenção que crescem rapidamente e podem absorver calor, resfriam todo o edifício no processo. As plantas resistentes à seca podem sobreviver até mesmo nas piores condições climáticas.

Como têm apenas alguns centímetros de espessura, esses mini-jardins são adequados para uma variedade de telhados diferentes. Extensos telhados verdes podem ser esteticamente impressionantes e cobrem o concreto feio com designs de planta exclusivos. Também são uma ótima opção para edifícios residenciais menores que buscam reduzir sua conta de energia.

YuRi Photolife – Shutterstock

Dias quentes e ensolarados podem fazer com que os topos dos edifícios fiquem muito quentes, esse calor passará naturalmente pelo edifício, pois o concreto exterior atua como um condutor, pois não possui uma camada isolante. Os telhados jardins são sistemas de isolamento incrivelmente eficazes e podem ajudar a reduzir o custo de resfriamento de um edifício. Embora o solo funcione naturalmente como um isolante, as plantas no topo também podem baixar a temperatura por meio da fotossíntese e da transpiração.

Os sistemas de ar condicionado devem ser usados ​​para regular a temperatura, causando um desperdício desnecessário de dinheiro, energia e recursos. Em climas quentes, não é incomum que os residentes gastem 70% de sua conta de eletricidade com custos de refrigeração.

Quando a água é adicionada à equação, o efeito de resfriamento é duplo. O solo úmido esfria naturalmente conforme a água evapora, resfriando a superfície abaixo.

Embora esse processo seja especialmente benéfico no verão, os jardins no telhado também podem evitar que o edifício perca calor no inverno. Uma camada de isolamento nos telhados é útil na maioria das condições climáticas, mantendo as temperaturas estáveis ​​em edifícios e protegendo-os de condições climáticas extremas e adversas.

O dinheiro que economizamos deve-se em grande parte ao consumo de eletricidade. Em climas mais temperados, a economia não será tanto quanto aqueles que vivem em temperaturas mais extremas, já que bombas de calor e condicionadores de ar são grandes consumidores de energia.

No entanto, independentemente do clima, os jardins no telhado podem ajudar a reduzir os custos gerais de energia. Alguns outros benefícios importantes dos telhados verdes são:

  1. Reduz as emissões de CO2. Uma cidade cheia de telhados verdes faria maravilhas para reduzir a quantidade total de CO2 emitida, pois podem absorver CO2 do ar e liberar oxigênio, criando um ambiente urbano mais saudável.
  2. Fornece um habitat para a vida selvagem. A destruição de grandes áreas de habitats naturais para o desenvolvimento urbano deslocou muitos animais. Jardins de cobertura fornecem áreas de nidificação e lares para insetos, atraindo uma grande variedade de pássaros. As plantas floridas nos telhados fornecem os alimentos e habitats necessários para as abelhas.
  3. Permite uma melhor gestão da água da chuva. Os jardins nos telhados retêm água, ajudando as cidades a administrar as enormes quantidades de água durante as tempestades severas.
  4. Você pode produzir alimentos localmente. Os jardins de cobertura têm a capacidade de produzir alimentos exatamente onde a demanda é maior: em cidades densamente povoadas. Cultivar alimentos no centro de uma cidade reduz os custos de transporte.
  5. Eles podem melhorar nosso humor. Os espaços verdes nas cidades podem reduzir significativamente o estresse geral das pessoas. EcoInventos

Palavras Perdidas: Troca de Saberes, Whiplash – Filme Completo e Dublado, Descontaminação em 15 dias, Cânhamo: e a descontaminação de solos, Pesquisadoras da FSP-USP brindam o Dia do Nutricionista com lançamento de e-book sobre educação alimentar e nutricional, ISA lança manual sobre plantas indígenas com download gratuito, Corredores ecológicos urbanos & Brent’s Bee Corridor, OFICINA TETO VERDE e ESTRUTURAS DE BAMBU

Prótese grátis!?!

Seu Maurício foi atropel4do enquanto trabalhava e teve que amput4r parte da sua perna esquerda. Linkedin

Com uma força de vontade imensa e a demora do SUS em conseguir a prótese, construiu uma por conta própria com canos de PVC, para tentar voltar a andar, e está reaprendendo a andar sozinho de novo!

Como está sem renda e vivendo de doações, tudo que ele mais quer é conseguir voltar a andar para trabalhar novamente e sustentar sua casa! Ele até tenta vender alguns produtos de limpeza em casa mesmo, mas é bem pouco o que consegue.

Uma vaquinha para poder dar a chance a Seu Maurício de comprar uma prótese, pagar contas em atraso e comprar um novo meio de locomoção para que volte a trabalhar. voaa – Razões para Acreditar

Segue o link: https://lnkd.in/dYYYPm8R

Esse idoso, sempre foi muito trabalhador, em janeiro deste ano, enquanto estava indo fazer uma entrega na moto que usava, um carro entrou na contramão em alta velocidade, e um horrível acidente aconteceu!

Ele e sua esposa, Sandra, ambos com 64 anos,  moram em Francisco Morato (SP). Antes do acidente, ele vendia produtos de limpeza no bairro mesmo ou em lojas e em fábricas da região. Muitos produtos ele mesmo fabricava em casa, outros pegava para revender. Essa era a única forma de sustento da casa, já que nem ele e nem dona Sandra são aposentados. Ele ganhava com as vendas, em média, R$1.000 por mês.

Os restos que sobraram da moto após o acidente, seu Maurício vendeu, para tentar pagar algumas contas de casa, mas o dinheiro não deu para muita coisa.

Estava tentando se aposentar, para ter uma renda a mais, mas descobriu que só poderá tentar ao completar 65 anos. A pessoa que o atropelou ajudou algum tempo com alimentos e remédios, hoje não ajuda em mais nada. A família tem recebido ajuda de parentes e amigos com a alimentação. 

Sei que juntos conseguiremos!! 🙏❤️️

Palavras perdidas: Gilberto Orivaldo Chierice, Todo maconheiro é vagabundo, Brinquedos transplantados, Concurso de Moda Inclusiva, Demãos dadas, Impressora braile feita em LEGO, Santa manopla, Thanos

Americanas disponibilizará 70 mil bolsas de treinamento para suprir demanda em TI

Primeira fase do Polo Tech oferece 20 mil bolsas para treinamento online e 200 para cursos completos de data science, back-end ou front-end. Giovanni Santa Rosatecnoblog. 02/09/2022

O mercado não encontra profissionais de TI qualificados, e as empresas do setor sofrem com a escassez de mão de obra. Para tentar resolver o problema, elas vêm tentando formar os funcionários que precisam. A mais nova nessa lista é a Americanas.

O programa chamado Polo Tech, e as 70 mil bolsas serão oferecidas ao longo dos próximos cinco anos. A primeira fase começou nesta quinta (1º), com 20 mil bolsas para o treinamento online e 200 para o curso completo.

As inscrições estão abertas no site do projeto, e treinamento online é parte do processo seletivo, que também inclui testes de lógica, matemática e programação, vídeo de apresentação, dinâmica de grupo e coding tank. O curso tem início marcado para novembro.

As bolsas são para cursos desenvolvidos pela escola de programação Let’s Code, que forma para empresas como Itaú, Santander, Amazon e Stone.

Os cursos do projeto com a Americanas são online e têm duração de cinco meses. A duração é curta porque a empresa deseja formar profissionais o mais rápido possível.

Em um primeiro momento, a companhia espera atrair estudantes de ciência, tecnologia, matemática e estatística, mas futuramente as bolsas serão oferecidas para qualquer área. Os cursos formarão cientistas de dados e desenvolvedores de back-end e de front-end.

A empresa não planeja contratar os contemplados pelas bolsas, mas admite que alguns alunos podem trabalhar na varejista.

Uma das iniciativas mais ambiciosas é da XP. A empresa de investimentos criou sua própria faculdade, que oferece cursos tecnólogos e bacharelados online gratuitos. As primeiras turmas totalizam 400 alunos.

Além dos cursos gratuitos, a Faculdade XP oferece modalidades pagas, como MBAs e bootcamps.

A XP, o iFood e mais 18 empresas, lideraram, em julho, a criação do Movimento Tech, a iniciativa pretende investir R$ 100 milhões até 2025 para formar profissionais de TI. Mariana Souzabitmag. 6 de setembro de 2022

Outro manifesto veio da Federação das Associações das Empresas de Tecnologia da Informação (Federação Assespro), que representa mais de 2.500 companhias do setor. A entidade pede a criação de uma agência nacional para ajudar a solucionar o problema da falta de mão de obra.

O Brasil forma 53 mil pessoas por ano que podem trabalhar na área, em cursos de ensino superior. A demanda, porém, é de 159 mil profissionais por ano, segundo a Associação das Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). Até 2025, seria um déficit de 530 mil funcionários. NeoFeed.

Palavras Perdidas: Metaverso: não há vagas!?! 80% off, 12 competências profissionais mais requisitadas pelas empresas, Google vai distribuir 500 mil bolsas para formação de jovens, Peer to Peer – P2P, ou a economia compartilhada!?!

Dia mundial da alfabetização

Dia mundial da alfabetização. Linkedin: Ricardo Amorim

No dia 08 de setembro comemora-se o Dia Mundial da Alfabetização: data criada pela ONU – Organização das Nações Unidas, por meio da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, instituída em 1966, mas que teve sua primeira celebração oficial em 1967. isaac

Você já imaginou como seria a sua vida se não fosse alfabetizado? Quantas oportunidades teria deixado para trás, quantos livros, mensagens ou notícias não teria lido, quantas vezes teria deixado de lutar pelos seus direitos como cidadão, quantos lugares não teria conhecido…

A alfabetização é um processo de aprendizado educacional onde desenvolve-se a gramática e suas variações, chamando de alfabetismo a capacidade de ler, compreender e escrever textos, e de calcular números.

Esse aprendizado não se resume apenas às habilidades mecânicas – codificação e decodificação – do ato de ler, mas também em interpretar, compreender, criticar, resignificar e tudo o que leva o indivíduo a colher e produzir conhecimento para si e para a sociedade no geral.

De acordo com o PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, é direito de todo ser humano ter acesso à alfabetização e educação de qualidade, garantindo amplas possibilidades de desenvolvimento que interferem na emancipação como indivíduo.

Segundo o artigo 26 da Declaração Universal dos Direitos Humanos: “A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. O ensino técnico e profissional dever ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar aberto a todos em plena igualdade, em função do seu mérito.”

De acordo com dados divulgados pela Unesco, em 2019, apesar dos progressos feitos ao longo dos anos, cerca de 773 milhões de adultos em todo o mundo ainda não dominam as competências básicas em escrita e leitura. Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente – 08/09/2021

No Brasil, as taxas de analfabetismo têm diminuído nos últimos anos, mas ainda estão longe de serem ideais. O país ainda tem 11 milhões de analfabetos, segundo dados de 2019 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como incentivar este processo de forma natural?

O ideal para a professora e pesquisadora da pós-graduação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), Silvia Colello é termos políticas públicas de distribuição, não só de livros, gibis e materiais escritos, mas também no sentido de promoção do acesso aos bens culturais (cinema, teatro, exposição), estimulo às campanhas de orientação aos pais de incentivo à leitura infantil e disponibilização de bibliotecas acessíveis às crianças e suas famílias.

Palavras perdidas: Capitão Fantástico, 10 brincadeiras para a família fazer dentro de casa nos dias de chuva, TEORIA DO CAPITAL HUMANO – RESUMO, BRANCA ALVES DE LIMA, Paulo Freire plagiou professor americano e destruiu a educação brasileira, Vovô Tech e outras aulas grátis para idosos, Maria Montessori

Dia do perdão

O projeto de lei foi aprovado em abril de 2015 na Câmara dos Deputados e no dia 28 nos Senado Federal. cnbb – 30/08/2017

A deputada Keiko Ota (PSB-SP), autora do texto, escolheu a data em alusão ao dia da morte de seu filho, Ives Ota, sequestrado e assassinato aos 8 anos. Jesus Hemp

O mundo tem vivido momentos conturbados, com falta de amor, compaixão, altruísmo e empatia ao próximo. Pessoas estão se amargurando e brigando umas com as outras por motivos banais. Espalham discursos de ódio nas redes sociais por se sentirem protegidos por trás de uma tela. Mas há pessoas que anseiam o bem, mesmo àqueles que lhe ferem o coração. Comunhao – 30 de agosto de 2018

A deputada federal Keiko Ota, de São Paulo, teve uma triste história com o seu filho Ives Ota, que foi sequestrado e morto, aos oito anos de idade, no dia 30 de agosto de 1997. Após conhecer os assassinos do menino, a deputada e o seu marido, Masataka Ota, decidiram perdoá-los.

No judaísmo a data é celebrada desde os tempos do novo testamento e é o dia mais sagrado do calendário judaico. O Yom Kipur (dia do perdão em hebraico) não tem uma data fixa, mas é comemorado no equivalente aos meses de setembro a novembro do calendário cristão.

Daniel Braga

Juntamente com o jejum, o Yom Kipur é uma data de intensa oração e contato com Deus. É comum fazer durante o feriado, as orações Vidui, uma confissão, e Al Chet, uma lista de transgressões entre o homem e Deus e o homem e seu semelhante. Durante essa oração, é possível incluir qualquer pecado que se queira na lista apropriada.

A celebração é encerrada após a repetição da oração “O Senhor é nosso Deus” por sete vezes. O Shofar é tocado e a congregação proclama: “No ano novo em jerusalém”.

Palavras PerdidasProjeto Horta EducativaLashon haráFranck Caprio, Perdão, Tornar-se adulto…, Rir até cair os dentes, Insensatez, Perdão é o mais absoluto esquecimento, Agora é com vocês!!!

18 usos surpreendentes de sabonete em barra 

Você vai se impressionar com o que dá para fazer com este produto. Casa – 2 mar 2022.

18 usos surpreendentes de sabonete em barra

  1. CONSERTE GAVETAS ADESIVAS E PORTAS DESLIZANTES: esfregue a barra de sabão nas bordas das gavetas ou nos trilhos das portas para que tudo deslize facilmente.
  2. REFRESQUE GAVETAS, ARMÁRIOS, MALAS E CARROS: antes de usar sabonetes em barra, guarde os bem perfumados em gavetas de cômodas, armários, malas e interiores de carros para adicionar frescor, removendo qualquer embalagem externa e enrolando as barras em um pouco de tecido – uma toalha velha funciona muito bem. Faça isso em sapatos e botas fedorentas também.
  3. FACILITE A MONTAGEM DE MÓVEIS: colocar parafusos na madeira pode ser difícil, facilite revestindo os parafusos e/ou as roscas do parafuso com um pouco de sabão em barra, use também para fazer uma marca fácil de remover como guia de corte e ,em seguida, para revestir os dentes de um serrote para que ele deslize pela madeira.
  4. ESCONDER UM ERRO: para pequenos furos visíveis nas paredes, selecione uma barra de sabão que corresponda à cor da superfície, esfregue-o sobre o buraco para preencher, espalhar e repintar.
  5. EVITAR RESPINGOS DE TINTA: para pintar a guarnição ao lado de vidros ou espelhos, esfregue uma barra de sabão no vidro ao lado, o sabão facilitará a remoção. Este método é muito mais rápido do que colocar fita adesiva.
  6. SOLTE UMA TRAVA RÍGIDA: se a fechadura da porta estiver dura, arraste a chave sobre uma barra de sabão seca para revestir a superfície, insira a chave revestida na fechadura para facilitar o processo.
  7. EVITE ESPELHOS E ÓCULOS EMBAÇADOS: com o espelho totalmente seco, esfregue a barra sobre o vidro. Não adicione água, apenas limpe as manchas com um pano seco. Isso funciona bem em óculos de grau e de sol.
  8. PARE OS CHIADOS: as dobradiças das portas e as tábuas do piso que rangem, basta esfregar uma barra seca de sabão nas bordas das áreas barulhentas. Teste o rangido e reaplique se necessário.
  9. IDENTIFIQUE UM VAZAMENTO: umedeça uma barra de sabão e esfregue-a nas áreas suspeitas. A película ensaboada criará uma bolha quando o ar escapar, as bolhas também funcionarão para identificar vazamentos perigosos na linha de gás.
  10. PROTEJA SEUS MÓVEIS DE ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO: os animais de estimação também se importam com o sabor! Se você tiver um filhote de cachorro, coelho ou furão, cubra as pernas e as bordas dos móveis de madeira com uma barra de sabão para evitar danos.
  11. TORNE AS MÃOS SUJAS MAIS FÁCEIS DE LIMPAR: antes de cavar o jardim ou fazer um conserto de carro, finque as unhas em uma barra de sabão, isso evitará que a sujeira ou a gordura entrem nas unhas.
  12. PROTEJA SUAS PLANTAS: pendure uma barra de sabão em arbustos ou rale um pouco no chão para ajudar a repelir os insetos. Use uma bolsa de malha ou uma meia-calça velha para facilitar a suspensão.
  13. TORNE A LIMPEZA DE PANELAS MAIS FÁCIL: antes de colocar aquela panela de ferro fundido ou alumínio sobre o fogo, cubra o fundo com uma barra úmida de sabão para facilitar a limpeza da fuligem.
  14. SOLTE UM ZÍPER: passe uma barra de sabão seco sobre os dentes do zíper para fazê-lo deslizar mais facilmente.
  15. COSTURE COM MAIS FACILIDADE: use uma barra de sabão para marcar bainhas e linhas de costura. Crie uma almofada de alfinetes cobrindo uma barra com um pouco de tecido bonito. Ao armazenar alfinetes e agulhas no sabonete, eles deslizam pelo tecido com facilidade.
  16. REMOVA MANCHAS DIFÍCEIS: quase qualquer sabonete em barra trata manchas oleosas e lamacentas. Escolha uma barra sem condicionadores adicionados e esfregue.
  17. FAÇA SEU PRÓPRIO SABONETE LÍQUIDO: Economize dinheiro fazendo seu próprio sabonete líquido. Use um ralador para raspar 113 g de sabão em barra e misture com quatro xícaras de água fervente. Mexa até que tudo se dissolva, deixe esfriar completamente e despeje em seus dispensadores. Armazene o sabão extra em um local fresco e agite bem o recipiente antes de usar.
  18. FAÇA DETERGENTE CASEIRO: o sabão é um ingrediente essencial no detergente caseiro. Basta adicionar um pouco de carbonato de sódio, bórax e bicarbonato de sódio para economizar dinheiro em cada carga. Detergente de roupa caseiro é até seguro para uso em lavadoras de alta eficiência. *Via The Spruce

Palavras perdidas: Amaciante de que?!?, O dia de Jerusa, Trabalho e desigualdade social na contemporaneidade: reflexões sobre os agentes de limpeza pública, Garis montam biblioteca com livros que iriam para o lixo

Faça você mesmo um gnomo para seu jardim!

– Existe coisa mais fofa do que um pequeno gnomo festivo? O elemento surpresa neste projeto é que o corpo do gnomo é feito com uma meia. Se você tem meias sem par ou que não usa mais, esta é uma ótima maneira de reaproveitá-las e transformá-las em uma decoração divertida!

– Equipamentos / Ferramentas: Tesoura de tecido, Pistola de cola quente, Lápis ou caneta, Materiais Conta de madeira, Tecido de pelos longos artificiais ou feltro, Enchimento de plástico ou arroz, Um par de meias, Enchimento de poli-fil, Tecido estampado ou feltro, Elástico de borracha Pompom (opcional).

Instruções – Atenção:

Certifique-se de que a meia seja grande e grossa o suficiente para segurar o enchimento sem esticar muito e que sua cor combine com o esquema de tons escolhido, pois ficará parcialmente exposto. Comece reunindo todos os suprimentos de que você precisa para ter tudo em mãos. Um dos componentes mais importantes é a meia que você usará como base do gnomo. Você vai precisar de um par que vá além do tornozelo. Para fazer o gnomo, primeiro crie uma base que constituirá seu corpo. Decida quão grande você quer que ele seja, então pegue uma meia e estique um pouco. Em seguida, pegue o enchimento de plástico e comece a encher a meia com eles. Agite-os um pouco para que preencham a meia por igual e você obtenha o formato redondo que está procurando. Quando a meia estiver bonita e redonda como você deseja, amarre a parte de cima com um elástico. Se parecer que a meia esticou um pouco demais e está mais fina do que você gostaria, tire a outra metade do par, estique-a e coloque-a sobre a meia preenchida para dobrar o material. Esta etapa é onde a diversão realmente começa quando sua pequena criação finalmente começa a se parecer com um gnomo! Para fazer a barba, você precisará de um pedaço de feltro sintético branco. Pegue-o e coloque-o no corpo do gnomo com a parte peluda contra o gnomo e a parte de baixo voltada para você. Pegue um lápis ou uma canetinha e desenhe o formato da barba, depois corte-a. Então, usando uma pistola de cola quente, prenda a barba, começando no topo – perto de onde você prendeu a meia com o elástico. Em seguida, pegue a conta de madeira que você usará para o nariz do gnomo, coloque uma pequena quantidade de cola quente nas costas dela e fixe-a no ponto central superior da barba branca. Pressione-o por alguns segundos para garantir que esteja preso no lugar. O último componente que você precisa fazer é o chapéu. Para fazer isso, pegue um pedaço de feltro ou tecido estampado e corte um semicírculo. O raio do semicírculo mostrará a altura do chapéu, então você pode ajustar suas medidas com base nisso.

– Comece a enrolar o pedaço de tecido semicírculo em forma de cone, verificando seu tamanho em relação ao tamanho do corpo. Assim que a circunferência se encaixar bem no topo do gnomo, cole cuidadosamente sua costura usando cola quente para fazer o chapéu. Encha o interior do chapéu com enchimento de poli-fil, certificando-se de que seja uniforme e que a peça fique em pé sozinho. Coloque o chapéu preenchido em cima do corpo do gnomo (esconda a costura nas costas) e prenda-o com mais cola. Comece pela frente contornando cuidadosamente o nariz. Se você quiser adicionar um toque festivo extra à sua pequena criação, finalize o chapéu com um pom-pom. Você pode comprar vários pompons coloridos em qualquer loja de artesanato ou online, e tudo o que você precisa fazer é fixá-los no topo do elemento com um pouco de cola. Apenas certifique-se de que o pompom não seja muito grande ou pesado para o chapéu, para que ele não dobre. Feito isso, seu projeto está pronto para enfeitar sua estante de livros, console ou lareira, ou para ser dado a alguém como um presente festivo feito à mão! *Via The Spruce

Faça você mesmo um gnomo para seu jardim!

Palavras perdidas: Truques simples e originais para o ajudar no jardim, Jardim em garrafa, sem água desde 1972, El bredo, ISA lança manual sobre plantas indígenas com download gratuito

Esta TikToker transforma saquinhos de bolsas em corsets. Uau!

Você já deve ter ouvido falar sobre os impactos da indústria da moda e que ela se encontra no ranking das maiores poluidoras do planeta, correto?

Sacolas de tecido de grifes viram roupas com uma impressionante técnica de upcycling.

Esta TikToker transforma saquinhos de bolsas em corsets. Uau!

O upcycling é um termo inglês para definir “reutilização”, porém, de modo geral, upcycling é uma técnica manual e ancestral de reaproveitar sobras de tecido e roupas descartadas para criar peças novas. Taya Nicaccio – Capricho. 25 fev 2022

Uma TikToker de Chicago está criando peças novas de um jeito inusitado, pensando em reaproveitar as embalagens de suas roupas das grifes Louis Vuitton, Chanel, Gucci e outras, a TikToker Shalese criou espartilhos e camisetas para seu uso pessoal através do upcycling. “Muitas das bolsas de tecido que usei são de peças que tenho há algum tempo e pensei em reaproveitá-las”, contou a jovem em entrevista ao PopSugar.

Para se manter ocupada durante a pandemia, Shalese retomou a costura como um hobby, técnica que aprendeu ainda no ensino fundamental em um clube pós-escola. Entusiasmada decidiu transformar um saquinho da bolsa Louis Vuitton – aquelas sacolinhas de algodão cru que geralmente vêm com bolsas, sapatos e acessórios da grife – em uma camisa de botão.

“Era uma sacola de algodão cru bem grande de uma mochila e eu realmente usei duas sacolas dessas para a camisa”, diz ela, completando que se inspirou em estilistas como Alexander Wang e Miaou, mantendo uma linhagem mais simples e limpa.

Para confeccionar as embalagens de tecido e transformá-las em corsets, Shalese usou uma modelagem encontrada no Youtube (gratuita e disponível para download aqui) e personalizou a peça com decote quadrado e outros elementos que remetesse ao seu estilo.

Para começar, você pode separar alguns centímetros de papel kraft ou qualquer outro modelo, desde que seja firme, e cortar os moldes.

Etapas:

1 e 2 – O recomendado é costurar toda a camada externa e o forro como ela sinaliza no vídeo.

3 – Depois, costure a camada externa e o forro juntos.

4 – O chamado hem serve para você traçar alguns pontos no seu futuro corset e incluir as barbatanas, item que dará estrutura para a sua peça.

5  Atenção para os acabamentos, pespontos e afins.

  Adicione o fechamento, o famoso ilhós.

7 – Costure as alças e coloque uma pontinha dentro da outra para ficar com um acabamento babadeiro.

8 – Por fim, passe um cordão, pode ser de cetim ou outro material, por todo o passante.

Inspirada para se jogar no upcycling e transformar alguma embalagem em roupa? Conta pra todos nós e compartilhe!!!

Palavras perdidas: Ilha de plástico, 5 DICAS PARA SER MAIS SUSTENTÁVEL NA IDA AO SUPERMERCADO, A culpa das velhas plásticas, Grandes marcas ressignificam a palavra luxo

Sabonetes artesanais – Dicas e Receitas de como fazer em casa

Produzir sabonetes em casa não é difícil, é barato e pode gerar lucro – tanto no aspecto financeiro quanto no da saúde! Afinal, a maior parte dos sabonetes industrializados disponíveis no mercado são fabricados utilizando uma série de produtos químicos que podem acabar provocando alergias e outros malefícios para a pele. “A principal vantagem é […]

Sabonetes artesanais – Dicas e Receitas de como fazer em casa

Palavras perdidas: Receita de Spa em casa, Aroeira-vermelha, spa day by home, UTILIDADES DA ASPIRINA PARA A SUA BELEZA., 10 tipos de vinagre para usar no dia a dia

CARURU | Como ACABAR COM A FOME no Brasil

(ESTE VÍDEO PRECISA CHEGAR A MAIOR QUANTIDADE DE PESSOAS O QUANTO ANTES) E aí Rezenhadores de plantão beleza? Em nosso país esta planta só não dá mais que a Tiririca ou que Pardal e Pomba, porém, o Caruru atualmente é muito menosprezado por todos nós, sendo que em dado momento na história ele foi muito […]

CARURU | Como ACABAR COM A FOME no Brasil

Palavras perdidas: Vamos plantar água?, COMO FAZER uma HORTA CASEIRA: passo a passo, Criar abelhas em casa pode ser “tiro no pé” para conservação da espécie, Boizinhos do #ÉTãoTrágico!

11 mini estufas DIY que você pode ter em casa jesushemp

Proteger plantas e mudas delicadas não precisa ser caro graças a essas mini estufas DIY que você mesmo pode fazer. Com apenas um pouco de tempo e upcycling, você pode criar alguns pequenos espaços de cultivo engenhosos que darão às suas preciosas plantas um abrigo nos dias de frio… 11 mini estufas DIY que você […]

11 mini estufas DIY que você pode ter em casa

Palavras perdidas: Casa-estufa permite cultivar alimentos o ano todo, COMO FAZER uma HORTA CASEIRA: passo a passo, 130 mil itens são descartados por semana em depósito da Escócia, ISA lança manual sobre plantas indígenas com download gratuito

12 Regras que rapidamente lhe darão mais TEMPO e ENERGIA

A.I. Carr

TODAS AS EXTINÇÕES EM MASSA DA TERRA – JÁ ESTAMOS VIVENDO A SEXTA !!Você Sabia?

00:00 – TODAS AS EXTINÇÕES EM MASSA DA TERRA

01:10 – Patrocinador: Blaze

02:28 – A sexta extinção em massa já começou!

04:18 – EXTINÇÃO DO ORDOVICIANO-SILURIANO

05:18 – EXTINÇÃO DO DEVONIANO

06:31 – EXTINÇÃO DO PERMIANO-TRIÁSSICO

07:36 – EXTINÇÃO DO TRIÁSSICO-JURÁSSICO

08:27 – EXTINÇÃO DO CRETÁCEO-PALEOGENO

10:24 – SEXTO EVENTO DE EXTINÇÃO EM MASSA

Others clean: James Cameron afirma que a Skynet destruiria a humanidade apenas comdeepfakes, A evolução dos jogos brasileiros nosconsoles, A evolução dosrobôs., The concept ofcrypto, Pica-pau extinto!?!

MBAE´MO PARA

Retribua, contribua e fortaleça a arte e cultura dos povos originários do nosso planeta.

Ver o post original

SENAI-SP oferece formação profissional a estudantes do Ensino Médio através do Novotec Expresso

O SENAI-SP é um dos parceiros do Novotec Expresso, programa que expande a oferta de ensino profissionalizante a estudantes do Ensino Médio e recém-concluintes. 19/07/2022 – atualizado às 10:04 em 20/07/2022

A partir de setembro, esses alunos terão acesso a cursos gratuitos do SENAI-SP nas áreas Automotiva, Mecatrônica e de Tecnologia da Informação. A atuação será em 48 municípios do estado, em 60 unidades SENAI.

O programa de capacitação profissional envolve 13 cursos da rede, todos com 120 horas de duração. Para participar do programa, é necessário ter entre 14 e 24 anos e ser estudante ou concluinte do Ensino Médio.

As turmas do 2º semestre de 2022 têm previsão de início em setembro deste ano e as inscrições ocorrem de 19 de julho a 15 de agosto. Os interessados podem obter informações dos cursos disponíveis em seu município e inscrever-se através do site www.novotec.sp.gov.br

Palavras perdidas: SENAI: 20 cursos online sem processo seletivo, Indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial, Cursos acadêmicos online

O Clube do Bangue-Bangue (Repórteres de Guerra)

Clube do Bangue-Bangue (nome original, traduzido como Repórteres de Guerra) é um filme baseado no trabalho de fotógrafos para capturar os últimos dias do apartheid na África do Sul, um dos períodos mais violentos da História. iphotochannel

Publicado em 2001, com fotos de Greg Marinovich, João Silva, Kevin Carter e Ken Oosterbroek, o livro retrata os violentos conflitos entre diversos grupos políticos no período entre a libertação de Nelson Mandela, em 1990, e as primeiras eleições livres da história do país, em 1994. Rafael Pirrho, Johanesburgo (África do Sul) – BBC Brasil. 14 maio 2009

Quatro fotojornalistas arriscam suas vidas para mostrar ao mundo o que acontecia em lugares que ninguém mais tinha coragem de ir. O filme é baseado em fatos reais e é fundamental para todos apaixonados por fotografia (veja trailer abaixo e assista o filme completo no final do post. O filme é legendado e tem 105 minutos de duração).

Um dos 4 fotógrafos interpretados no filme é Kevin Carter, que foi um premiado fotojornalista sul-africano e membro do Clube do Bangue-Bangue. Em 1994, Carter ganhou um Prêmio Pulitzer por uma fotografia de sua autoria que retrata a fome no Sudão em 1993. Ele cometeu suicídio aos 33 anos de idade e sua história é retratada no filme.

A irmã de Oosterbroek, Athele, também participou da produção. Para ela, foi uma forma de homenagear o irmão assassinado.

“No início das filmagens tudo foi muito real e doloroso. Mas estou feliz em contar essa história que homenageia quatro amigos, incluindo meu irmão. O filme vai ajudar a curar feridas e creio que muita gente vai aprender com ele”, disse Athele.

Em 27 de julho de 1994, Kevin Carter dirigiu até um córrego, em Joanesburgo, uma área onde ele costumava brincar quando criança, e tirou a própria vida colocando uma das extremidades de uma mangueira no escapamento de sua caminhonete e a outra na janela do lado do passageiro. Ele morreu por intoxicação por monóxido de carbono, aos 33 anos de idade. Partes da nota de suicídio de Carter diziam:

“Eu sinto muito. A dor da vida ultrapassa a alegria ao ponto em que a alegria não existe…. deprimido … sem telefone … dinheiro para o aluguel … dinheiro para sustentar as crianças … dinheiro para dívidas … dinheiro! … Estou assombrado pelas vívidas memórias de mortes e cadáveres e raiva e dor … de crianças famintas ou feridas, de loucos com dedo no gatilho, muitas vezes policiais, carrascos assassinos … Fui juntar-me ao Ken (Ken Oosterbroek, seu colega fotógrafo que havia falecido há pouco tempo), se eu tiver tamanha sorte.”

Agora que você já sabe um pouco dos fotógrafos que fazem parte desse icônico filme, chegou a hora de assistir. Anteriormente o filme estava disponível na Amazon Prime, mas foi removido da plataforma recentemente. Mas o canal Extrema – Produção Criativa postou no Youtube a versão completa e legendada do filme. Assista abaixo:

Fontes: Adoro Cinema e Wikipedia

Banze-se: É ao morrerem que se tornam santos., Manguetown, Motivos para aprender sobre fotografia, O poço (El hoyo), “The Nu Project” – Nudez de mulheres comuns pelo mundo

Why are you so Silent?

Why are you so silent?

When your countrymen continue to scream in great pain, Behind the bars with broken bones.

Why are you so silent?

When the monasteries and nunneries are destroyed and demolished down to ashes.

Why are you so silent?

When the forests are fired and trees cut down to Timbers in great number.

Why are you so silent?

When the monks and nuns in great numbers are forcibly evicted from their institutions.

Why are you so silent?

When the singers and writers are imprisoned for speaking out the injustice imposed upon them.

Why are you so silent?

When they mined minerals out of the mountains and made a whole lot of holes in the Himalayas.

Why are you so silent?

When they installed eyes on every street pole and watched you pee and peep in deep silence.

Why are you so silent?

When the rivers and rivulet are controlled by building dams after dams.

By Sonsnow. Sonam Tsering. 24, 2021

Palavras Perdidas: Poesia mística em Kabir, Rumi e Tagore 2018, Chiquinha revisitando a Vila do Chaves, Vim trazer verdades aleatórias e genéricas

16 MINUTOS QUE VALERÃO POR UMA VIDA INTEIRA! – EDUARDO MARINHO (EMPATIA E CONEXÃO)

16 MINUTOS QUE VALERÃO POR UMA VIDA INTEIRA! – EDUARDO MARINHO (EMPATIA E CONEXÃO)Saúde da Mente

Nesse vídeo Eduardo Marinho encara o desafio de falar sobre empatia e conexão entre pessoas, como tentou se encaixar. Fez concurso para o Banco do Brasil, para o Exército e depois entrou no curso de Direito. Mas não deu, era inconformado demais.

E desde que foi levado pela mãe, aos 6 anos, para distribuir pães numa comunidade pobre, como pagamento de uma promessa, nunca mais saiu do estado de choque diante da miséria. Para experimentar o sentimento de igualdade, fez das ruas a sua nova casa.

Hoje é é um artista plástico, escritor, ativista social e filósofo brasileiro e continua fora do padrão. ” Eu não estou aqui pra vencer na vida, eu estou aqui pra viver ” Eduardo Marinho

No canal Saúde da Mente você encontra vídeos motivacionais e reflexivos para colocar foco no desenvolvimento pessoal e profissional sempre visando fornecer conteúdo que agregue valor as pessoas.

Obrigado Senhor por fazer nossos vídeos chegarem ao maior número de pessoas!

Palavras perdidasObservar e Absorver, GREG NEWS – MST e Mineração, Jardim da Empatia, O poço (El hoyo), POR QUE ODIAMOS TANTO?