pain and promise

Jeff Flesch  – DEVELOP. INSPIRE. TRANSFORM. Yesterday at 10:00 am

I stir the pain and promise
of another day

living amongst the calmest tides, and
between thin wispy clouds

I await

the love within this shroud
knowing the pain delivered is filled with gold
hues

and ambiguity among truths
birthed

within the mountains cold

and dark, living inside me a mark
filled with the void of time

sung from my fingertips, to the
mountain tops

I slip

into a reverie and cannot exist
a moment longer

than is needed

I withdraw
and await the heeded, love

I hope

to carry me into the gates of my beloved
where love’s already been seeded

Leonard Cohen — Graffiti Lux Art & More

House of Heart

Thank you to Jean Marc Robert – Art et Technique for sending me pics of this wonderful Leonard Cohen mural found in Montreal! I have wanted this in my collection since the moment I laid eyes on a photo of it. JMR also took pics of other art, which will be posted anon(ish). JMR – […]

Leonard Cohen — Graffiti Lux Art & More

Ver o post original

Água Preta e as ruas da Pompéia

Na Praça da Nascente (antiga Homero Silva), na Rua André Casado, 329, um grupo de ativistas construiu uma pequena lagoa artificial em 2013. Hoje ela simboliza um dos pontos em que o córrego Água Preta, que serpenteia o bairro da Pompeia até o rio Tietê. El País

Encontre o rio canalizado: ache esses bueiros onde está escrito “águas pluviais” e ouça o que se passa lá embaixo. Se a água correr em ritmo constante, tem um rio que passa ali.

O Rio Água Preta, hoje canalizado, corre pelos cursos de concreto onde a cidade os confinou, passa rápido, pois ele não passa mais sobre a terra, onde a água voltaria parcialmente para o solo, filtraria um pouco da sujeira e se manteria viva com plantas e animais, também faz com que as enchentes sejam mais frequentes, nenhuma surpresa para São Paulo, cidade que inunda em épocas de chuva. EU SOU Á TOA

“No fundo da residência da família Bombarda passava o córrego da Água Preta (c. 1942)” – Vania Tramontino, O Espaço Livre na Vida Cotidiana, FAU/USP, 2011. Rios e Ruas

Palavras perdidasOs Guarani convocam povo de SP para proteger Terra Indígena Jaraguá, Existe água em SP, Boizinhos do #ÉTãoTrágico!, Sou Moderno, Sou Índio

Aproveite para contribuir e fortalecer a arte e cultura Guarani e dos povos originários do nosso planeta.

INCRÍVEL COLEÇÃO VW DE HERMANN WALTER e SEU DESMANCHE

Localizada no vilarejo de Kaunitz (4.230 habitantes em 2019), pertencente à comarca de Verl, na Alemanha, distribuída em cinco galpões encontra-se a coleção e a oficina/loja de peças que pertencia a Hermann Walter, ou o que ainda sobrou de uma coleção realmente única. Alexander GromowAutoentusiastas23/05/2022

A meta desta coleção era colecionar ao menos um VW Käfer de cada ano de produção, mas aí foram se somando outros veículos Volkswagen arrefecidos a ar, também vieram os arrefecidos a água. Nem todos couberam em salas de exposição organizadas, o caos se estabeleceu nos demais ambientes, onde carros e peças de carros desmanchados disputavam cada centímetro disponível.

Em uma parede Hermann fez um display de peças muito raras, e, portanto, caras hoje em dia, como várias gerações de volantes e calotas de VW Käfer. Outras peças valiosas decoravam demais paredes.

Foto recente de Hermann Walter, falecido no dia 7 de setembro de 2021. Detalhe para a sua indefectível fivela VW de bronze polido que sempre brilhava como ouro. Jessica Bochinski

O mais importante, porém, é que esta coleção foi o trabalho da vida de um entusiasta de VW que durante mais de 50 anos recebeu VW Käfers e seus derivados como presente, ou os procurou, comprou e salvou, falecido no dia 7 de setembro de 2021. AcimaFoto recente de Hermann Walter , falecido no dia 7 de setembro de 2021.

Tudo começou de forma bastante inofensiva: a sua primeira esposa trouxe um VW Käfer, ano 1956, com teto solar, para o casamento. E este, bem, simplesmente andou, andou e andou. Percorreu mais de 300.000 quilómetros como automóvel de uso diário circulando entre a cidade de moradia e a cidade do trabalho, e posteriormente comprou tudo o que os proprietários de VW Käfer já não queriam mais.

Esta coleção teve exemplares muito antigos como um VW Käfer 1948 que tem uma história incrível, o VW Käfer Tipo 11, que tinha apenas algumas semanas na época, foi roubado do reitor da catedral de Paderborn por soldados da ocupação britânica e foi emparedado em um grande prédio com muitos outros veículos igualmente roubados para depois ser levado para a Inglaterra e acabou sendo esquecido lá. Quando o tal prédio foi demolido, décadas depois, a maioria dos tesouros que estavam guardados lá foi destruída pela escavadeira de demolição. Quando Hermann Walter apareceu no local, a grande pá da escavadeira estava batendo na traseira do “carro do reitor da catedral de Paderborn” e estava amassando-o gravemente. Apenas o mergulho corajoso de Hermann no veículo conseguiu salvá-lo para que fosse integrado à coleção.

O VW Käfer preto é carro que foi roubado e depois emparedado pelos ingleses da força de ocupação. Jonathan Schule

Em vários locais de sua coleção o Hermann montava dioramas em escala 1:1 com os carros, manequins vestidos a caráter e inúmeros objetos de época. Desta maneira ele representou para os visitantes aspectos de como eram as coisas nos diferentes anos retratados pelos dioramas.

Hermann tinha raridades incríveis como este KdF Tipo 82E, com chassi de Kübelwagen. Detalhe para a cuidadosa decoração que incluía fotos e explicações sobre a história do VW Käfer. Jonathan Schule

Ainda falando de VW Käfer veteranos, a coleção tinha um carro muito especial: um dos primeiros VW Käfer de depois do término da II Guerra Mundial, um de 1945, com motor de 24,5 cv em seu estado como foi encontrado e não restaurado. O detalhe neste carro é o teto composto por três partes. Na época a chapa no tamanho para poder estampar o teto estava em falta e o Major Ivan Hirst, que comandava a fábrica sob o comando das forças de ocupação britânicas, mandou soldar três chapas até atingir o tamanho necessário para ver se esta chapa soldada iria aguentar o processo de prensagem. E “deu certo” e este carro é um exemplo deste procedimento, e realmente a sua raridade consiste também neste fato, daí que ele não foi restaurado como muitos outros o foram.

O Fusca 1945 com o teto composto por três chapas soldadas em estado como foi encontrado, como a estante de vidro com raros folhetos originais da época do KdF e ao fundo um Fórmula V vermelho, também colecionava motos, bicicletas e aparelhos diversos de época, era seu lado de acumulador. Jonathan Schule

Estes eram carros de uso antes de chegarem à coleção e os modelos mais antigos eles só tinham as setas direcionais (“bananinhas”) que eram aceitas na época, mas depois a exigência foi de se ter os pisca-piscas nos cantos do carro, para não alterar a estética dos carros, nos dois carros da foto foram instaladas lâmpadas de cor laranja no interior dos faróis em sua parte de baixo — pronto, problema resolvido na parte da frente destes carros. Uma combinação de relês permitia usar os pisca-piscas, ou as bananinhas, conforme a ocasião. A foto abaixo ainda revela mais coisas, como as placas de metal na parede de concessionárias Volkswagen antigas; Á direita na foto, em verde ferramentas de concessionários, como a de trabalhar com pneus, colocada perto da parede. Ele tinha uma quantidade grande destas ferramentas. À esquerda na foto, atrás da manequim um reboque para VW Käfer na cor verde.

Lado a lado um VW Käfer 53 e outro 51, ambos com teto solar, que já era uma versão especial: “Cabrio Limousine”. Jonathan Schule

Além dos carros que foram colocados nas áreas de exposição para o público havia muitos ainda aguardando uma restauração que ficavam em outros galpões dividindo o espaço com peças novas ou resgatadas de carros desmanchados.

Em uma parede Hermann fez um display de peças muito raras, e caras hoje em dia, como várias gerações de volantes e calotas de VW Käfer.

Além dos carros que foram colocados nas áreas de exposição para o público havia muitos ainda aguardando uma restauração que ficavam em outros galpões dividindo o espaço com peças novas ou resgatadas de carros desmanchados.

Um dos “galpões de miscelânea” no qual se destaca a VW Kombi “Barndoor” ao fundo, que está em boas condições para ser restaurada

Outra raridade, das muitas, um VW Käfer 1951 tornado conversível para uso da polícia com “quatro portas”. Naquela época a moda de carro de polícia era conversível, e havia versões com portinholas de lona e esta é com portinholas de aço, conversão feita pela Firma Papler & Sohn GmbH, de Colônia e possivelmente foi usado pela polícia de Hamburgo como carro de patrulhamento. Adaptações semelhantes eram feitas pela Karmann e Hebmüller.

C carro de patrulhamento para a polícia da Papler com quatro portas pensadas para agilizar a entrada e saída dos policiais. Jonathan Schule

O prédio principal da coleção tem dois andares, e ao entrar no térreo está uma das raridades da coleção, pois, conforme Hermann afirmava, o VW Käfer 1302, turquesa metálico, que pertenceu ao grupo musical ABBA estava na coleção e uma grande quantidade de carros alinhados lado a lado.

VW Käfer 1302 que pertenceu ao ABBA. Andreas Kernke

No andar de cima estão muitas outras raridades, entre elas um Herbie original do filme “The Love Bug” (Se meu Fusca Falasse), um dos aproximadamente 30 VW Käfer que foram usados no filme e que foi adquirido em um leilão. Era um dos orgulhos do Hermann:

Um Herbie original não podia faltar nesta coleção e este era do primeiro filme da série o “Se meu Fusca Falasse”. Jonathan Schule

Outra raridade, em especial pelo excelente estado de conservação deste exemplar, é um VW Käfer 1303 S GSR¹ com sua característica pintura amarela com faixas pretas.

Dois dos 3.000 Vochos “Última Edición”, que marcaram o fim definitivo da produção mundial do Fusca em Puebla no México em 2003, pois bem, Hermann tinha as duas cores do “Última Edición” em seu acervo.

Em primeiro plano, os dois Vochos “Última Edición” da coleção de Hermann Walter. Jonathan Schule

Com o tempo a coleção crescer ainda mais, modelos com motores arrefecidos a ar, como a Kombi T1 ambulância que pertenceu à fábrica de dinamite Dynamit Nobel que ainda possui, como ocorre com vários outros exemplares da coleção, todo o seu equipamento completo.

Uma linda ambulância VW Kombi em ótimas condições de conservação 
Em seu interior o equipamento original desta ambulância com a maca e as acomodações para o pessoal de socorro

Vários Karmann Ghia fizeram parte do acervo, desde os primeiros modelos até os Tipo 34 como este exemplar m estado de novo com câmbio automático epicíclico.

Em primeiro plano belos exemplares de VW Tipo 4 no acervo da coleção. Jonathan Schule

Carros Volkswagen arrefecidos a água também foram se juntando aos arrefecidos a ar aumentando o acervo mais ainda.

Uma parte dos arrefecidos a água do acervo. Jonathan Schule

Mais um exemplo de diorama 1:1 mostrando uma cena de praia com um scooter Gogo-Roller, um trailer da marca Eriba-Puck e alguns manequins a caráter que levavam os visitantes a uma viagem no tempo.

Há muitos detalhes como o rádio de pilhas da época sobre a cadeira de praia, sem falar da parafernália no lado direito da foto com muitas bicicletas. Jonathan Schule

Em um galpão específico localizado a alguns passos da casa de Hermann ficava a “loja de peças” dele, com milhares de itens: alguns novos, e a maioria usados retirados dos carros que ele desmanchava, com dor no coração, exatamente para resgatar as peças (ele desmanchava entre 3 a 4 carros por mês).

Se fosse para descrever os itens desta coleção certamente seriam necessários vários volumes com as respectivas listagens com as correspondentes descrições. Alexander Gromow buscou nesta matéria dar uma ideia da grandeza, da diversidade e da importância desta que foi a obra da vida de Hermann Walter.

Muitos grupos e pessoas independentes visitaram esta coleção pelos anos de sua existência e certamente elas manterão tudo isto em suas lembranças, mas para manter tudo isto como estava só tendo um outro Hermann Walter para gerir esta “desordem organizada”.

Nesta foto um dos carros restaurados por Bojidar, com placa búlgara. À esquerda um amigo búlgaro de Bojidar e à, direita Hermann.

A sugestão para a matéria veio de uma mensagem do amigo Bojidar Shebov, da Bulgária, ambos grandes colecionadores, mantinham contato estreito. Bojidar reforma VW Käfers tanto para seu acervo particular como para venda. Hermann vendia carros, peças e serviços, volta e meia Hermann vendia carros que o Bojidar e sua equipe tinham restaurado, como o exemplar acima.

Hermann. Bojidar

Palavras perdidas: Antártica 1, Bumblebee era um Fusca???, Rolê De Natal Volks Club Mooca, Abandoned Rare 1955 Vw Beetle Found Buried in Junkyard sitting 51 years Rescued – 4 Full Restoration, Restoration VW Monster Beetle Classic – Off Road Bug

Como coletar água

A água é uma das necessidades mais importantes, vive-se até uma semana sem alimento, porém, sem água, esse tempo diminui consideravelmente. Wings Escola de Aviação

O corpo precisa de dois litros de água por dia para manter sua eficiência, sobrevive-se até com ½ (500ml) de água por dia (mínimo necessário).

Mas antes de saber como obtê-la, alguns indicadores podem mostrar que existe água por perto. Alguns indicadores são:

  • Enxames de insetos: Abelha e Formigas;
  • Animais ruminantes: Eles necessitam de água ao amanhecer e ao anoitecer, então se vir algum, saiba que tem água perto;
  • Abundância de vegetação variada: indica água superficial;
  • Vales: as vertentes inclinadas dos vales podem albergar lençóis de água;
  • Rastos de animais: podem guiar até zonas de água. Ale César – Sobrevivencialismo. 09/06/2011

Agora que você sabe onde pode achar água, vamos às formas para obtê-la:

  • Rios, riachos, lagos, mananciais, brejos e nascentes: Verifique o estado e o cheiro dessa água, veja se tem animais mortos ou fezes. Caso alguma dessas ocorrências existam, procure outra fonte e somente em último caso você pode consumir depois de efetuar a filtragem e fervura.

A água deverá ser recolhida do fundo, evitando desmoronar as margens ou remover os leitos. Se necessário, demarcar locais para banho, cozinhar e colheita da água potável.

  • Chuva: A fonte mais confiável de água. Para captá-la improvise uma espécie da bacia com lona ou até mesmo com sua camisa. Um método simples e eficaz é você cavar um buraco com 15 cm de profundidade no solo. Coloque um plástico por cima do buraco e prenda-o nas bordas com pedras, terra ou areia. E é só esperar que a chuva encha o pequeno reservatório.

Pinterest: Como coletar água. #infografico (destilador solar)

Quando houver troncos pelos quais a água escorra, basta interromper o fluxo com cipó, folhagens, canalizando-o para qualquer pote/vasilha, e na falta de outro material, as próprias roupas poderão ser expostas à chuva e após “extração” de água, ela deverá ser purificada pela fervura.

NOTA: a água da chuva, quando recolhida diretamente em vasilhas limpas ou de plantas, normalmente poderão ser ingeridas sem purificação.

  • Orvalho matinal: Acorde bem cedo e veja as folhas das árvores, as matas rasteiras. Se o clima estiver úmido você pode colher essa água. Para isto basta pegar uma camiseta seca e passar sobre a mata até essa ficar encharcada. Depois é só torcer a camiseta e você terá água.
  • Urina: Sua urina é composto de até 95% de água. Em caso de emergência você pode bebê-la. Nada de nojo, sua vida depende de água. Lembre-se que você só pode bebê-la no máximo 3 vezes consecutivas, após isso as toxinas tornam-se concentradas e podem lhe causar danos.

OBS.: urina e água do mar não servem pra beber, o teor de sal é muito alto e comprometerá a sobrevivência.

  • Plantas e frutos: Poderá obter água de algumas plantas e frutos, através de nenhum tratamento.
Cipó d´ água extração da água
  1. Cocos – contém água refrescante e hidratante; os melhores e com maior quantidade de água são os meio verdes;
  2. Buriti – palmácea que existe só onde há água; basta cavar junto ao mesmo para obter água. A madeira do caule dá uma fécula nutritiva e o óleo é contra os vermes intestinais;
  3. Cipó d´água – parasita de uns 10 cm de diâmetro de cor marrom arroxeada e casca lenhosa; fica dependurado entre os galhos e o solo em grandes árvores. Corte um pedaço do cipó de 10 a 20 cm de comprimento. O primeiro corte deverá ser feito na parte mais alta, em cima. Leve a ponta debaixo à boca ou coloque-a dentro de uma vasilha. A água é fresca e pura. Nunca beba um cipó que produza líquidos leitosos ou amargo. O melhor é o de casca grossa;
  4. Cactos – há alguns tipos de cactos, como os bojudo, como o de cabeça grande, produz água quando cortado. A água só pode ser bebida se não apresentar gosto amargo e/ou sumo leitoso;
  5. Vegetação viçosa – nos lugares onde as vegetações apresentam-se viçosas, cave próximo à raiz;
  6. Bambus – algumas vezes, as hastes contem água nas juntas ocas. Sacuda as hastes dos bambus velhos e amarelados. Ouvindo o barulho de água, faça um furo bem junto à base de cada segmento entre os nós e recolha a água;
  7. Gravatás e parentes do abacaxi – a água da chuva poderá ficar retida nas folhas de algumas plantas; as folhas são bem juntas, resistentes e sobrepõe-se uma nas outras. Antes de beber, deve-se coar. O gravatá tem um fruto digestivo e indicado para dores de estômago. O chá das folhas é bom para tosse e garganta. O suco é vermífugo e abortivo;
  8. Plantas escamosas – algumas plantas de folhas resistentes que se sobrepõe como escamas, podem armazenar boa quantidade de água das chuvas. Basta recolhê-la e purificá-la.
  9. Algumas frutas retêm grande quantidade de água e podem ser ingeridas à vontade – melão, melancia, maracujá, abacaxi, laranja.

A obtenção de água das plantas usando garrafa pet, realmente funciona, porem é um processo muito lento e você consegue pouca água:

  • Primeiro você coloca folhas verdes dentro de uma garrafa. Quanto mais verde melhor. Não use folhas que tem seiva (aquele leite);
  • Fixe um copo no chão de maneira que não ele caia e em um lugar com bastante sol;
  • Coloque a garrafa com o saída dentro do copo e espere. Vá virando a garrafa quando as folhas forem secando.

Você também pode fazer uso de um processo muito simples para obter água:

  • Coloque um saco de plástico sobre um ramo de uma árvore ou arbusto;
  • Feche a abertura do saco sobre o próprio ramo;
  • Coloque um peso no fundo do saco para deixar o ramo inclinado, fazendo com que a água se concentre no fundo;
  • É conveniente mudar de ramo todos os dias e recolher a água no fim de cada utilização.

Métodos de purificação da água

  1. Fervura no água no Bambu– pelo menos 1 minuto;
  2. Purificador existente no conjunto de sobrevivência – colocar um comprimido em um litro de água, agitar para que dissolva e deixar descansar por 30 minutos e/ou em gotas;
  3. Tintura de iodo – colocar 8 gotas em um litro de água, misturar e aguardar 30 minutos para beber.

Não ingerir álcool, gasolina, urina, quando não houver água, isso prejudica muito o organismo e poderá levar à morte, quando não houver a quantidade de água suficiente, deve-se evitar alimentação, expor-se ao sol e até mesmo locomover-se. O ideal é tentar descansar.

Palavras perdidas: Javyju, PORQUE ARMAZENAR SAL – PROTOCOLO 550, A torre de bambu que pode extrair até 75 litros de água por dia “do nada”, No princípio, era água!?!

Contribua e fortaleça com a Arte e Cultura Guarani e de todos os povos originários do nosso planeta.

Say “No” To Blog Abandonment

Yes my friend, giving up is easy to do. Therefore, any fool can scream, “I give up!”

Renard provides bloggers with some easy techniques to prevent blog abandonment. Renard MoreauRenard’s World

People abandon their blogs for various reasons; such as:

  • Loss of inspiration.
  • Not having enough time.
  • Receiving little or no views.
  • Lack of ideas.
  • An unpleasant encounter with trolls.

It takes a lot of perseverance to keep blogging until you see the results you want, blogging itself takes a lot of hard work and usually pays off in the end, so never make the mistake of giving up on your blog. Renard Moreau – Renard’s World

Many of you probably walked in without knowing anything about it, at least decided to get started (This is a thousand times better than wanting to start a blog), plus any blogger can learn the basics of blogging over time.

You must ask yourself, “What kind of content do I like?”

You need to have a plan, if you like a specific topic, your blog can be based on it (professional bloggers need to stick to a niche because it helps search engines identify the specialty of these bloggers).

If you are interested in multiple topics, your blog can be based on that (personal bloggers post multiple topics).

Creating content for your blog is not that hard to do, many bloggers around the world abandoned their blogs because they didn’t know how to consistently develop content for them.

Interacting with like-minded bloggers is fun; also encourages bloggers to keep blogging. You can locate like-minded bloggers through WordPress Reader, of course!

Some people struggle to create and publish a blog post daily when in reality they are only able to create a few blog posts a week, there are bloggers who are able to create and publish content daily.

If you are new to blogging, it would be unwise to expect an average of six hundred views to be received on your blog daily, all bloggers have to gradually work from scratch.

It takes a while for a blogger to build a readership, a popular blogger once stated that it took two years to acquire a large readership, so it is virtually “impossible” to achieve overnight success in the blogosphere.

People who are new to blogging should not focus their attention too much on the views they get, the number of views they get will be a little low, their views will gradually increase if they continue to post high quality content.

Facing trolls can be a little scary for some bloggers, these unscrupulous online characters, trolls should never be allowed to make them abandon the blog they’ve worked so hard on.

The next time the thought of leaving your blog creeps into your mind, think of those beloved readers of yours, who are eagerly awaiting your new posts (these readers are fans of your work).

Keep in mind that we all have something special to offer; either:

  • Passing our knowledge to the reader;
  • Amusing the reader;
  • Sharing our unique passion for a specific hobby;
  • In fact, readers love this sort of thing.

Where there is a will, there is a way. So anyone who is serious about blogging can do their share.

To make sure your blog doesn’t sit still, I advise you to get involved in the following things:

Learn how to create a blog post on a smartphone (this would come in handy the day your computer dies);
Invest your money in a good second-hand computer (A second-hand computer costs much less than a new one and will also come in handy the day your main computer dies);
Make an agreement with a friend or family member to borrow your computer on a specific day (while your computer is being repaired);
The idea here is to find a way for your blog to be updated with new content the day you run into a technological hiccup.

The only things that should stop you from updating your blog would be health or death related issues, there’s really no reason for you to neglect your blog, or worse yet, abandon it.

Palavras perdidas: Blog Grátis ou Blog Pago? Qual a Melhor Opção?, Ghost Writer ou Escritor Fantasma!!!, The Bee Is The Most Important Of The Planet

My blogs: A.I. Carr, Jesus Hemp: Vamos falar de ganja?, Existe Guarani em São Paulo: Conhecimento e cultura dos povos ancestrais.

Conheça nossa MBAE´MO PARA.

Aproveite para contribuir e fortaleçer a Arte e a Cultura Guarani.

Why I Might Give Up Commenting On WordPress

As someone who champions commenting as a means of growing your blog, I figured I should also point out the negative side of things. So what better way to do that than by breaking my regular habit of commenting on blogs? After all, I’d just published this post about being consistent in my blogging duties, […]

Why I Might Give Up Commenting On WordPress

Palavras perdidasGhost Writer ou Escritor Fantasma!!!, Bem-vindo (ou bem vindo?) ao mundo kafkiano do hífen, UM PASSADO AINDA MUITO PRESENTE, CASO MONARK

Leonard Cohen

Thank you to Jean Marc Robert – Art et Technique for sending me pics of this wonderful Leonard Cohen mural found in Montreal! I have wanted this in my collection since the moment I laid eyes on a photo of it. JMR also took pics of other art, which will be posted anon(ish). JMR – […] Leonard Cohen

Palavras perdidasLeonard Coen, Idiocracy, A inteligência emocional em 15 frases, Aleluia, TUTORIAL – Como Tocar Aleluia no Violino + Partitura (Hallelujah)

Ron Bugado

Ron Bugado (1h 47min) é um filme da 20th Century Studios e sua data de lançamento 21 de outubro de 2021, dos criador(es): Sarah SmithJean-Philippe Vine. A história acompanha um mundo tecnológico em que todas as crianças possuem um “B-bot”, um robô inteligente que os conecta com pessoas em todo o mundo, estudam e conhecem suas personalidades com base em dados e podem ser personalizados com diferentes visuais. Nathalia Jesus – Adoro Cinema

No centro desta história está Barney, a única criança da cidade que ainda não tem um B-bot, porque sua família não é chegada a tecnologias. Quando finalmente consegue ter o super robô, que se chama Ron, percebe que é diferente de todos os outros, pois funciona sem nenhuma inteligência artificial e precisa aprender tudo do zero, sem equipamentos especiais. Assim, Ron causa muitas confusões e decepções para Barney, mas acaba se tornando um grande amigo do garoto.

“[A inspiração surgiu] quando assisti ao filme “Her” de Spike Jonze e pensei “Preciso fazer um filme assim para minha filha”, porque minha filha está o tempo todo enterrada no iPad, vendo anúncios e dizendo “Mamãe, precisamos comprar esse condicionador de tecido porque faz cheirar muito bem”. E ela agia como se tudo o que ela visse no iPad fosse completamente verdade”, explica a cineasta.

Ron Bugado | Trailer Oficial Dublado20th Century Studios Brasil

Ronze-se: Desenho de criança, APRENDA A SE COMUNICAR COM DEFICIENTES AUDITIVOS OU PESSOAS SURDAS, Ademar Vieira, amazonense e suas tirinhas!!!, Rick and Morty ganha teaser live-action com Christopher Lloyd, 29 DETALHES que você PERDEU em CORALINE e o Mundo Secreto

A Guerra Contra os COACHES

A Guerra contra os COACHESEpifania Experiência

Larry Levine diz que é um misto de psicólogo, conselheiro matrimonial, treinador de vida e padre, um dos ‘coaches’ que ricos contratam para lidar com a vida na cadeia. Alguns dos consultores que a BBC entrevistou expressaram uma desconfiança em relação aos advogados que, segundo eles, muitas vezes deixam faltar alguma coisa – por exemplo, não explicam as opções dos clientes sem usar jargões. BBC News Brasil

Coaze-se: 7 FORMAS DE PRATICAR A AUTOTERAPIA E DIMINUIR A ANSIEDADE, Nós existimos para ajudar aqueles que precisam, O Espião Inglês, Her, Geração Uber

SER SENSÍVEL!

Bom pra refletir by Ana Jácomo

“Ser sensível nesse mundo requer muita coragem. Todo dia. Esse jeito de ouvir além dos olhos, de ver além dos ouvidos, de sentir a textura do sentimento alheio tão clara no próprio coração e tantas vezes até doer ou sorrir junto com toda sinceridade. Essa intensidade toda em tempo de ternura minguada. Esse amor tão vívido em terra em que a maioria parece se assustar mais com o afeto do que com a indelicadeza. Esse cuidado espontâneo com os outros. Essa vontade tão pura de que ninguém sofra por nada. Essa saudade, que às vezes faz a alma marejar, de um lugar que não se sabe onde é, mas que existe, é claro que existe. Essa vontade de espalhar buquês de sorrisos por aí, porque os sensíveis, por mais que chorem de vez em quando, não deixam adormecer a idéia de um mundo que possa acordar sorrindo. Pra toda gente. Pra todo ser. Pra toda vida. Eu até já tentei ser diferente, por medo de doer, mas não tem jeito: só consigo ser igual à mim.” BIA PEREZO terceiro ato

Sensize-se: A VIDA… E SUAS PEDRAS!, Musée National d’Art Moderne, A ÚLTIMA SACANAGEM DO CRIADOR CONTRA NÓS, LEIS DA GRATIDÃO, O que é colágeno?!?

Zodiac Cancer Tattoo

Ao escolher um esboço e elementos adicionais, seu significado. Também é importante determinar com antecedência o local de aplicação e o esquema de cores, que também afetam a carga semântica da tatuagem. Zodiac Cancer é apreciado por seu mistério e originalidade. Fashion decorexpro.com

Um desenho esquemático, no qual uma ênfase importante é colocada em belas transições de luz e sombra, será capaz de transmitir bem o estilo dotwork.

Pessoas nascidas sob este signo do zodíaco também têm uma espécie de “concha” que as protege psicologicamente. É muito difícil para um estranho entrar no mundo interior do lagostim. Via de regra, a racionalidade, o pragmatismo, o discernimento e a racionalidade são inerentes a este signo.

Tatuagem do signo do zodíaco “Câncer” pode carregar vários valores ao mesmo tempo. Na maioria das vezes, a imagem simboliza ambição, iniciativa, resistência, respeito próprio, o desejo de aderir à estratégia e táticas. E também uma tatuagem com câncer significa apego a eventos que estão no passado e, às vezes, a busca pelo amor verdadeiro.

Para os jovens, roupas íntimas com câncer estão associadas a sabedoria, inteligência elevada e uma abordagem prática. Freqüentemente, essa tatuagem contribui para um humor calmo e um desejo de desenvolvimento espiritual. Uma imagem brilhante e visível permite que você seja o centro das atenções. Além disso, suas personalidades são consideradas excelentes contadores de histórias e a alma da empresa.

Uma tatuagem com o signo do zodíaco Câncer simboliza a combinação de uma mente filosófica com uma atitude simples e até cômica em relação aos problemas da vida. Às vezes, pode significar uma conexão inextricável com uma série de provações na vida.

Por muito tempo, o signo do zodíaco, Câncer, foi atribuído ao valor curativo. Atualmente, essa tatuagem é feita por aqueles que precisam superar doenças complexas.

Os representantes do sexo masculino devem levar em conta que o câncer é repleto de energia feminina e às vezes é capaz de transmitir essas características ao portador. A padroeira do lagostim é a Lua, que conferiu ao signo um significado sagrado.

  • Povos orientais personagem como um número69 foram correlacionados com o sinal de Yin e Yang, bem como com o infinito;
  • Os sumérios havia uma crença de que sob a constelação de Câncer nasceu o filho de Nanar, o filho do deus Enli. Ele ensinou artes e espiritualidade às pessoas, o que levou ao desenvolvimento e à prosperidade;
  • No antigo egito o sinal estava associado a um escaravelho e significava renascimento – tanto corporal quanto espiritual;
  • Entre cristão havia uma crença de que as pessoas nascidas sob o signo de Câncer são donas de um conhecimento único;
  • Os homens modernos costumam escolher para fortalecer o núcleo interno, a autoconfiança e a fertilidade, também acredita-se que ajuda a não cometer erros e se livrar das fraquezas.

Os homens preferem colocar essa marca no peito, pois isso ajuda a tornar-se mais autoconfiante, fortalece o espírito e a vontade, também fica mais forte física e mentalmente.

Para os homens, o câncer revelará seus efeitos positivos e poderosos se for feito na perna. Uma tatuagem neste lugar o forçará a seguir em frente em direção aos seus objetivos.

As mulheres usam designs com o signo do zodíaco de Câncer para se mostrarem atenciosas, prudentes, sensuais e emocionais. Muitas vezes, essas tatuagens são apreciadas por naturezas independentes, que estão prontas para lidar com qualquer dificuldade. O símbolo zodiacal do câncer, aplicado na pele, permite focar em si mesma e superar o sentimento de culpa. As mulheres costumam complementar o desenho com vários detalhes, incluindo flores, fauna marinha, elementos geométricos, ornamentos. Alguns dizem que a tatuagem da constelação de Câncer as ajudou a se tornarem mães felizes.

No ombro, a tatuagem com artrópode é feita com mais frequência pelo sexo feminino, já que o desenho neste local se enche de energia feminina e contribui para a concepção dos filhos.

O signo de Câncer tem uma forte conexão com o elemento água, portanto a imagem dos artrópodes é frequentemente complementada por elementos da fauna marinha ou estilo náutico. Algas, pedras originais, o mar, ondas, caranguejos, estrelas do mar e areia podem se tornar uma parte efetiva da composição, combinado com sua companheira Lua.

Para tatuagens com o signo do zodíaco Câncer, o minimalismo é o mais usado. Este estilo é ótimo para uma constelação intrincada ou símbolo de letras.

Desenhar um signo do zodíaco no antebraço ajuda a melhorar o relacionamento entre os entes queridos e a criar uma família. O local do pulso direito deve ser selecionado se você deseja harmonia em várias áreas da vida, o esquerdo é adequado para indivíduos duvidosos e inseguros que estão infelizes com suas vidas.

A escolha da mão direita, em particular a palma, a mão e os dedos, encherá sua vida de coisas positivas. As tatuagens nas mangas ficam impressionantes no braço, para o sucesso profissional e com o propósito de autodesenvolvimento, recomenda-se a estampa no pescoço.

Tattooze-se: Kerby Rosanes, Pinturas corporais, Chen Jie, Pin-up, As ferramentas de tatuagem mais antigas conhecidas, Caixa Preta, Kay Pike and Lianne Moseley

Cão espera 4 anos no mesmo lugar e consegue finalmente reencontrar tutores

Um filhote perdido esperou no mesmo local por quatro anos antes de finalmente se reunir com seus donos. Gabriela SaçaTribuna de Jundiai

Fotos do cachorro foram compartilhadas nas redes sociais depois que um morador tailandês, Anuchit Uncharoen, o viu parado na beira da estrada no distrito de Mueang, em um cruzamento na cidade tailandesa de Khon Kaen, parecendo ter sido abandonado.

Anuchit viu uma mulher vir dar comida ao cachorro e depois de perguntar, soube que o animal de estimação, que os habitantes locais chamam de Leo, foi visto esperando no mesmo local durante quatro anos.

Ele parecia sofrer de um problema de pele e era muito magro como resultado de viver nas ruas, então a mulher que o alimentou, Saowalak Pinnuchawet, tentou levar Leo para casa.

No entanto, alguns dias depois, ele escapou de sua casa e voltou para o lado da estrada em que foi visto pela primeira vez. Em vez de forçar o cachorro a ficar com ela, Pinnuchawet decidiu entregar a comida para ele todos os dias naquele lugar.

A história foi compartilhada nas redes sociais e, incrivelmente, uma família entrou em contato para dizer que Leo se parecia com o cachorro que havia perdido quatro anos antes.

Nang Noi Sittisarn, uma mulher de 64 anos da província de Roi Et, na Tailândia, quase teve um ataque cardíaco quando sua filha lhe mostrou uma foto de um cão que se parecia muito com BonBon, seu amado companheiro que ela havia perdido durante uma viagem de carro.

Em 16 de fevereiro de 2015, ela e o marido pegaram BonBon e dirigiram para ver sua filha em Khon Kaen, no distrito de Mueang, na Tailândia, mas no caminho de volta, eles de alguma forma perderam o animal.

BonBon (ou Leo) estava na parte de trás do carro com a janela aberta e Dona Nang Noi suspeita que ele deve ter visto alguma coisa e pulou para fora do carro, enquanto esperavam no semáforo.

Noi, a dona do cachorro perdido, disse que eles trouxeram o animal em uma viagem para visitar parentes, mas depois de parar em um posto de gasolina, perceberam que ele não estava mais no carro. A família preocupada presumiu que o cachorro deveria ter saltado e começado a viver nas ruas, mas seus esforços para encontrá-los não tiveram sucesso.

Eles ficaram maravilhados ao saber que seu amado animal de estimação estava esperando por eles por tanto tempo. Então, partiram o mais rápido possivel para se reunir com BonBon.

A perseverança do adorável cão valeu a pena quando a família chegou e foi ao seu seu encontro, o filhote abanou o rabo de entusiasmo e de muita felicidade. Sua longa espera havia chegado ao fim, mas, surpreendentemente, ele não estava disposto a ir com Noi. Parece que durante todo esse tempo em que passou na estrada, ele se apegou à área.

Noi e Pinnuchawet falaram sobre o que poderia ser melhor para BonBon e chegaram à conclusão de que Pinnuchawet continuaria a cuidar dele, enquanto a Noi aparecia de vez em quando para ajudar.

O final, contudo, não poderia ser mais surpreendente: quando chegaram, ele decidiu que não queria ir embora, e escolheu ficar com Saowalak, que havia cuidado dele nos últimos anos.

BonBon foi levado ao veterinário para um check-up antes de começar a vida com sua nova tutora. Unilad

Desde então, Nang Noi e a filha visitam Leo regularmente e levam o que ele precisa.

Espeze-se: Pet Perdidos, O Elo Perdido (2019), Pica-pau extinto!?!, Animais e nossa personalidade!, Um cachorro ‘assassino’, Delegado cachorro., EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO!, Clínicas gratuita para seus pets

Her

Em Ela (Her), Theodore (Joaquin Phoenix) é um escritor solitário, que acaba de comprar um novo sistema operacional para seu computador. Para a sua surpresa, ele acaba se apaixonando pela voz deste programa informático, dando início a uma relação amorosa entre ambos. Esta história de amor incomum explora a relação entre o homem contemporâneo e a tecnologia. Adoro Cinema

Este mote foi amplamente discutido, defendido por alguns e ridicularizado por outros, desde que o diretor e roteirista Spike Jonze anunciou o projeto à imprensa. Felizmente, o filme não se esgota nesta ideia criativa. Ele retrata as novas configurações do amor de maneira geral, e consegue transformar o relacionamento entre o escritor Theodore (Joaquin Phoenix) e o sistema operacional Samantha (Scarlett Johansson) em um dos mais belos romances que o cinema construiu no século XXI. Amores reais em tempos virtuais por Bruno Carmelo

O roteiro magnífico explora o ciúme, a possessão, o sexo, a distância e a noção de pertencimento nos amores contemporâneos, sem jamais parecer um filme-tese. Pelo contrário, com seu clima fluido, imagens de baixo contraste e trilha sonora agridoce, a narrativa constrói uma viagem linear, agradável e hilária em diversos momentos, sem a necessidade de reviravoltas abruptas para despertar o interesse do espectador.

Esse futuro do pretérito é um mundo anônimo, despersonalizado, fruto da globalização que deixa todas as pessoas e lugares com uma aparência semelhante.

O futuro imaginado por Jonze é triste, individualista, melancólico, onde a tecnologia fornece apenas meios de encontrar o amor pela Internet, fazer sexo virtual, pagar para terceiros escreverem cartas pessoais, divertir-se sozinho com videogames realistas. O diretor não aposta no tradicional conflito entre humanos e máquinas (nada de Robocop, portanto), e sim numa fusão tão completa entre os dois que não se consegue mais imaginar uma interação humana sem a intermediação de um sistema virtual. Para os personagens, o virtual é visto como um ideal a alcançar, um modelo de perfeição para o real.

“O amor é uma forma de insanidade socialmente aceitável”, diz a amiga e profeta Amy. “A vida é curta, e todos merecemos um pouco de felicidade”, ela completa.

Já Samantha, o sistema operacional, é vivida com intensidade por Scarlett Johansson, lembrando que a voz é uma parte indispensável da atuação (uma versão dublada de Ela destruiria o filme), e que um personagem complexo e interessante pode ser criado sem nenhuma corporeidade além da tela de um smartphone. Johansson permite que Samantha evolua aos poucos, torne-se cada vez mais humana, mais concreta e palpável, mas sem o sonho fantástico de um dia se tornar real.

Não, este filme não é uma ingênua celebração da tecnologia, e sim uma reflexão profunda sobre todos os aspectos que ligam os homens à máquina, e à projeção que fazemos dos nossos amores na invisibilidade do meio virtual.

Herze-se: Efeito Mandela, “The Nu Project” – Nudez de mulheres comuns pelo mundo, Wuthering Heights, INIMIGO MEU: Uma História sobre Guerra e Tolerância, O Doador de Memórias – Filme Completo Dublado, Póstumo, Antes que eu vá

O DIA EM QUE A ARTE URBANA ENCONTROU O CORDEL!

Pega essa dica: O DIA EM QUE A ARTE URBANA ENCONTROU O CORDEL!

Uma exposição interativa, envolvente e nada óbvia! “Xilograffiti”, exposição em cartaz no Sesc Consolação, é o encontro histórico entre a xilogravura e o graffiti

Coleção de cordéis, lambe-lambes, murais, xilogravuras, zines, oficinas e muito mais

🔹EXPOSIÇÃO XILOGRAFFITI🔹

📍 Sesc Consolação
🗓 Visitas de terça a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos e feriados, das 10h às 18h.
🎟 Entrada GRATUITA

📲 Programação completa das oficinas no site sescsp.org.br/unidades/consolacao/

👉🏽 Mais infos em: @xilograffiti e @sescconsolacao

Ghost Writer ou Escritor Fantasma!!!

Seja para escrever livros, artigos, colunas ou até mesmo textos para marketing de conteúdo, há muitas opções disponíveis no mercado para quem quer ser um ghost writer.

Ghost writer é o profissional que não recebe créditos de autoria pelo texto que escreveu. Isso faz parte de um contrato ou acordo de cessão de direitos autorais. O ghost writer escreve livros, textos, apostilas e outros materiais, vende a uma pessoa (física ou jurídica) os direitos autorais sobre essa obra e recebe por isso. Luiza Drubscky – Comunidade Rock Content

Ghostwriter é definido como um “escritor fantasma”, um escritor profissional que é contratado para escrever obras pelas quais não receberá crédito oficial, permanecendo anônimo, prática comum desde tempos imemoriais, onde secretários e escribas escreviam discursos e cartas aos governantes, ou os discípulos de um mestre completavam seu trabalho sob a sua direção e, por vezes, a título póstumo. Até hoje, é costume os presidentes lerem discursos públicos que outra pessoa os tenha escrito, ou que “escritores fantasmas” respondam a cartas de cidadãos em nome do presidente, ou que sejam contratados para escrever suas “autobiografias”. UM CANCERIANO SEM LAR.

O “escritor fantasma” nas revistas médicas gera problemas éticos e legais. A preocupação se deve ao fato de que é frequente que as empresas farmacêuticas e as indústrias de produtos de tecnologia médica possam distorcer as evidencias produzidas por ensaios clínicos e não sejam imparciais. SciELO

Posteriormente, não há nenhuma violação ou irregularidade se o texto for divulgado como sendo de autoria de outra pessoa. Aliás, é justamente isso que se pretende fazer por meio da contratação de um escritor-fantasma. Então, se não há autoria e direitos sobre a obra, por que essa é uma ocupação que tem crescido tanto no mercado de trabalho?

Ser um ghost writer é uma forma de praticar suas habilidades de redação diariamente. Quanto maior o fluxo de trabalho, mais regularidade você terá para praticar sua escrita em frente ao computador.

Com o tempo, isso não apenas melhora sua capacidade de argumentação, organização de ideias e exposição de informações importantes, como também reduz a incidência de erros gramaticais e expande seu vocabulário. Ou seja, ainda que você queira escrever textos autorais no futuro, terá muita experiência com a qual contar para aprimorar suas habilidades.

Muitas vezes, o regime de contratação de ghost writers ocorre por meio de trabalhos freelancer. Isso significa que você é contratado por obra, livro ou texto que escreve. Assim, você ganha exatamente pelo trabalho que faz. Se quiser escrever mais textos e pegar mais trabalhos, vai receber mais por isso. Se precisar dar um tempo nas atividades e tirar férias, terá que se programar com um período sem essa renda.

Porém, em sua grande maioria, os contratos celebrados para serviços de escrita ghostwriting são pagos antecipadamente ou por pacotes fechados. Se um escritor convencional precisa aguardar os royalities e variáveis de sua produção, uma vez que o cliente esteja satisfeito com seu texto, o pagamento é realizado de acordo com o combinado.

Se você sabe o quanto vai receber e em que intervalo de tempo, pode planejar retiradas mensais que se assemelham aos salários convencionais do regime CLT.

Também é possível determinar valores mensais para a construção de um décimo terceiro, poupança emergencial e para investimentos com muito mais precisão.

Não há uma área específica em que o trabalho de um escritor-fantasma é mais requisitado. Existe a necessidade de escrever sobre os mais variados assuntos, desde livros sobre nutrição, fitness e saúde, até textos sobre finanças pessoais, administração e recursos humanos.

Se você é uma pessoa criativa, curiosa e interessada em aprender sobre temas distintos de sua área de formação, terá a oportunidade de escrever em várias temáticas. O que realmente importa é a qualidade de sua redação, correção ortográfica e gramatical, além de um trabalho preciso de pesquisa e verificação de informações.

Ghost writers não serão de forma alguma vinculados à autoria dos textos que escrevem. Por mais que isso possa ser um problema para alguns redatores, isso também representa uma boa oportunidade pessoal para se distanciar emocionalmente de seus textos e escrever com mais liberdade. Ao saber que sua autoria não será identificada, você pode se arriscar a escrever sobre temas até então inexplorados, sem medo da reação do público, amigos e familiares.

Na verdade, você inclusive poderá testar suas habilidades escrevendo sobre temas que sempre te interessaram, mas que você nunca teve a coragem de pesquisar e escrever. Nesse contexto, um engenheiro poderá escrever sobre psicologia e comportamento, assim como um advogado poderá explorar seus conhecimentos sobre arte e entretenimento.

O autor de um blog, colunista ou outro profissional de produção de texto intelectual, na maioria das vezes, precisa comercializar seu conteúdo.

Isso significa vender para um veículo de informação, compartilhar nas redes sociais, interagir com os leitores para gerar engajamento por e-mail marketing, fóruns especializados e comentários no post, são muitas responsabilidades, após a atividade produtiva, que demandam tempo e estratégia comercial.

Um ghostwriter não precisa se preocupar com a gestão comercial e relacionamento com leitores, e pode concentrar na produção de conteúdo. Isso é especialmente prazeroso para quem prefere criar a fazer marketing.

Uma paciente de câncer de mama de endstate de meia idade deitava-se na cama e conta sua história de vida para uma escritora fantasma escrever sua biografia e seu livro de memória depois de ela morrer.

Em geral, o ghost writer não é contratado diretamente pela pessoa ou empresa que assumirá a autoria dos textos. Esse tipo de distanciamento também é benéfico ao redator, que poderá escrever com mais liberdade e autonomia, tendo recebido suas instruções de escrita de forma objetiva e sintética.

Lidar com clientes é um problema para muitas pessoas, principalmente, aquelas mais introvertidas ou que têm pouca paciência para lidar com o público. Geralmente, o escritor-fantasma não tem que se preocupar com isso.

Cada vez mais, empresas, colunistas e outros interessados estão migrando sua atuação para plataformas online (sites, apps, blogs, redes sociais, etc.). Isso faz com que a importância do marketing de conteúdo, por exemplo, seja ainda maior.

Blogs institucionais são uma boa forma de atrair clientes, enriquecer os produtos e serviços oferecidos, além de fidelizar consumidores. Por essa razão, há uma demanda crescente por redatores nessa área. Além disso, os desenvolvimentos tecnológicos que facilitaram o acesso a e-books e outras obras digitais também expandiram as possibilidades de atuação como escritor.

Para se tornar profissional, não é preciso ter uma formação específica em letras, jornalismo ou áreas similares. Embora isso ajude bastante, não é um fator que elimine um candidato que goste de escrever e tenha bons conhecimentos gerais.

Escrever sobre pães sem glúten, pão-de-queijo sem glúten, água e até glúten sem glúten vai bombar! O conteúdo deve ser relevante para quem vai comprar, uma vez que ele atrairá o consumidor até dentro da padaria.

Quando ele chegar lá, o padeiro — ou o cheirinho do pão — se encarregará de fechar a venda.

Memes are funny not just because they are ridiculous, but because they point out something ridiculous about life. The fact is that most of us know very little about what other people do for a living. DAVID LEONHARDT – The Happy Guy Marketing

We have neighbours, and we have no clue what they do.

We meet people on the job, doing their job, and we still have no clue what they do.

We have brothers and sisters and aunts and, yes, spouses…and we have no clue what they do.

And many of us would be hard pressed to explain what we, ourselves, do. Yes, it sounds ridiculous. But it’s also true, and it’s reflected in the last two panels of most of these memes:

  • What I think I do.
  • What I really do.

É preciso escolher aquela que se adapta melhor ao seu estilo ou que lhe dará mais oportunidades de ganho e aprendizagem.

Textos escritos com estratégias de otimização do conteúdo. Ou seja, além de informarem o leitor, também contribuem para que os mecanismos de buscas priorizem o texto nos resultados.

Nesse caso, os conhecimentos de marketing de conteúdo se fazem necessários. Nos blog posts, a persona, o tipo de linguagem, o SEO e suas outras diversas estratégias farão companhia aos demais conhecimentos do escritor fantasma.

São conteúdos maiores, que exigem entrevistas e pesquisas mais intensas e estão atreladas a profissionais e pessoas que têm uma história para contar, mas não sabem como fazê-la interessante por meio das palavras.

Existem autobiografias, biografias de presidentes, de famosos, empresários, atletas, modelos, artistas e mais uma infinidade de temas que podem ser explorados pelo ghostwriter.

Além de contribuir para a concepção do conteúdo, nessa modalidade você também estará transmitindo seus conhecimentos. Ele pode ter, por exemplo, o domínio do conteúdo, mas não saiba como desenvolvê-lo.

É parecido com a relação do escritor fantasma na produção de uma biografia e com o foco mais direcionado para a área jornalística ou comercial de uma empresa.

Bom, você já viu que existem diversas oportunidades e iniciar na carreira não é propriamente difícil. Então, o que ainda é preciso considerar?

A rotina de um ghost writer não é livre de desvantagens. Inclusive, é preciso lidar com diversos problemas no dia a dia, que podem ser mais ou menos graves, a depender da personalidade e das características de cada redator.

Já que o texto não é seu, você precisa encontrar exatamente a voz de seus clientes. Muitas vezes, a linguagem deve ser jovem e informal, enquanto em outras precisa ser elaborada e técnica. Ou seja, cada texto apresenta necessidades próprias. Você precisa conseguir adaptar sua linguagem a elas!

Você está confortável com a ideia de ceder completamente seus direitos sobre um texto? Algumas pessoas não se sentem bem com essa ideia, preferindo escrever apenas para sites e editoras que garantam seus créditos de autoria.

Para suprir essa necessidade, você pode criar um blog para fazer suas publicações pessoais, com os temas que curte, e de quebra, ainda pode transformá-lo em seu currículo online e atrair clientes.

Ghost writers, normalmente, são contratados em regime de prestação autônoma de serviços (freelancer). Isso pode significar uma relativa incerteza profissional, já que há épocas com mais oferta de trabalho e outras com menos.

Para superar essa incerteza, é preciso muito planejamento e disciplina financeira, além de um bom histórico de compromisso e relacionamento com seus clientes para garantir maior regularidade de serviços no futuro.

Se você quiser se aventurar como uma profissional autônoma e abrir mão do conforto e abundância de tarefas das plataformas de redação, terá que negociar e colocar preço em sua produção. Ela poderá ser realizada de acordo com o tamanho do texto, volume de caracteres ou palavras, por exemplo.

É preciso preparar psicologicamente e financeiramente, pois, será freqüente ouvir contrapropostas indecentes, que desvalorizam seu trabalho e dedicação.

Existe Guarani em São Paulo
Conhecimento e cultura dos povos ancestrais.

Em alguns casos, será preciso aceitar ofertas de trabalho com valores abaixo de mercado e ainda ter que cobrar do cliente caso ele atrase seus pagamentos.

Outra situação que você como escritor-fantasma independente terá que lidar é com a concorrência. Fora de uma plataforma, será necessário disputar clientes com agências de conteúdo grandes e outros profissionais mais experientes ou dispostos a receberem bem menos que o projeto efetivamente vale.

Do you know what you really do? I mean, do you know what you do well enough to create a meme like this for yourself? The challenge is on!

Contact me: edsjesusii@gmail.com.br

Palavras perdidas: A INVASÃO DO BRASILPEIXE-BOI MARINHOA vida como ela é, Marvel, ThunderComics, Guia dos Quadrinhos, Flash na Biblioteca, Jornada ninja,Via Láctea pelo navegador, Criacionismo., Blue Dragon (Dragão azul), Neil Armstrong, Signo Geek, Cifras