13 Reasons Why: trilha sonora da série

13 Reasons Why, série adaptada do livro de Jay Asher de mesmo nome (aqui no Brasil, o título virou “Os 13 Porquês”). O que chama a atenção para os amantes de música é a trilha sonora da série, com bastante apelo pop.

Selena Gomez é uma das produtoras da série e criou duas músicas para a trilha sonora: a sua versão inédita de “Only You” (cover do Yazoo) e uma versão lentinha e acústica para o hit “Kill ‘Em With Kindness”. Damy Coelhocifraclubnews

Selena Gomez – Only You

The Cure – Fascination Street

Joy Division – Love Will Tell Us Apart

Chromatics – Into The Black

Billie Elish – Bored

Selena Gomez – Kill Them With Kindness

Todas as músicas dão a impressão que foram escolhidas a dedo, pois as letras fazem muito sentido em conjunto com o roteiro. Bastidores

  • “THE NIGHT WE MET”, LORD HURON

  • “A 1000 TIMES”, HAMILTON LEITHAUSER + ROSTAM

  • “HIGH”, SIR SLY

  • “COOL BLUE”, THE JAPANESE HOUSE

  • “THE KILLING MOON”, ECHO & THE BUNNYMEN

as músicas da segunda temporada de 13 Reasons Why. todateen

Tapetes do fundo do mar e reflexão sobre preservação dos oceanos

Nós adoramos toda e qualquer forma de arte, porém quando ela possui um caráter crítico e nos instiga a pensar sobre determinado ponto, melhor ainda. A artista portuguesa Vanessa Barragão, vem criando tapetes incríveis, que além de nos propor uma reflexão sobre a importância da preservação dos oceanos, recupera técnicas ancestrais de tapeçaria manual. Recriando paisagens do fundo do mar, suas obras são produzidas inteiramente de maneira artesanal e são 100% sustentáveis.

Sediada na cidade de Porto, a artista é natural de Albufeira, litoral do país, portanto o mar sempre foi sua realidade. Após estudar Design de Moda e estar em contato direto com a indústria têxtil, a preocupação com o meio ambiente tornou-se real, já que a indústria da moda é uma das que mais poluem o meio ambiente. Vanessa Barragão

Retratando algas, corais e aspectos da vida marinha que encontram-se em constante ameaça, sua obra não poderia ser mais atual e direta. A complexidade de seu trabalho caminha lado a lado com sua criatividade, trabalhada a partir de técnicas tradicionais, como feltragem, tricô, macramê, crochê e tecelagem, muitas destas que vêm sido engolidas pela industrialização. Vivimetaliun

Palavras Perdidas: A ILHA DE LIXO, CUCO, O MAR DE ARAL VIROU AREIA., BE MY EYES APP, PEIXE-BOI MARINHO, Plástico Pena, XEQUE MONTE, Kamikatsu, como separar o lixo?!?, CARTA DA TERRA, ÁGUAS DE MARÇO, A culpa das velhas plásticas, PLANETARIO, Embalos de bananas

Greta Thunberg e El Coporativismo Verde

Greta Thunberg se ha convertido, en menos de un año, en un icono mundial contra el cambio climático. Pero su apabullante éxito ha sido impulsado y promovido, según las investigaciones de The Sunday Times, por grandes lobbies y empresas energéticas verdes que utilizarían a la joven de 16 años como punta de lanza para “facilitar la transición al corporativismo verde”. El Espanol

Uma semana após os protestos que reuniram mais de 4 milhões de pessoas em mais de 150 países nas ruas para exigir ações contra as mudanças climáticas e depois de se tornar alvo de uma onda de informações falsas que circula nas redes sociais, a ativista Greta Thunberg, de 16 anos, está comemorando nas redes sociais a segunda rodada da Greve Global pelo Clima, que ocorreu nesta sexta-feira 27.
“As pessoas estão sofrendo. Pessoas estão morrendo. E tudo o que vocês falam é sobre dinheiro e contos de fadas do eterno crescimento econômico. Como vocês ousam?”, questionou a jovem.
No Brasil, o filho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, publicou em seu Twitter uma imagem falsa da ativista, afirmando também que ela é financiada pelo bilionário húngaro-americano George Soros. Outros boatos dizem que ela seria inclusive neta dele. Época

New Zealand leading the way into Friday nr 2 in

Early reports speak of 170’000 people on in NZ. Or 3,5% of the population…
Good luck everyone striking around the world. Change is coming!! https://twitter.com/garethbfoster/status/1177390753485426688

Abrolhos sem Petróleo


A Conexão-Abrolhos, um grupo formado por organizações socioambientais que atuam na conservação marinha no país, começou nesta quinta (19) uma campanha para sensibilizar a sociedade e as empresas sobre os possíveis riscos da exploração de petróleo e gás na bacia sedimentar de Camamu-Almada, no litoral da Bahia. No próximo dia 10 de outubro, o governo colocará em leilão quatro áreas para atividades petrolíferas na região que fica próxima aos bancos de corais de Royal-Charlotte e Abrolhos. Jaime Gesisky – WWF

Para saber mais sobre a iniciativa, acesse: www.conexaoabrolhos.com.br
Um total de 17 gigantes petrolíferas, incluindo a Petrobrás e as estrangeiras BP, Exxon e Shell, já estão inscritas para a 16ª Rodada de Licitações da Agência Nacional de Petróleo, que vai leiloar, entre outros, quatro blocos de exploração de petróleo e gás na bacia sedimentar de Camamu-Almada, localizada a 300 km do Parque Nacional Marinho de Abrolhos.


São membros fundadores da Conexão Abrolhos: Conservação Internacional (CI-Brasil), Oceana no Brasil, Rare-Brasil, SOS Mata Atlântica e WWF-Brasil. A liga das Mulheres pelos Oceanos apoia a iniciativa.
Para estas organizações, o leilão de áreas para exploração petrolífera renova a ameaça sobre a região dos Abrolhos, sempre cobiçada pela indústria de petróleo e gás. O lugar abriga a maior biodiversidade marinha do sul do Oceano Atlântico e a principal área de reprodução de baleias-jubarte, declarada em 2002 pelo Ministério do Meio Ambiente de “Extrema Importância Biológica”, e considerada prioritária para a conservação da biodiversidade marinha.O coral-cérebro (Mussismilia braziliensis) avistado por Darwin é uma espécie endêmica dessa região e forma estruturas muito características dos recifes dos Abrolhos; com forma de cogumelo, eles podem chegar a 50 metros de diâmetro e 25 metros de altura. O Complexo de Abrolhos é reconhecidamente a área mais extensa e biologicamente mais rica de recifes de corais no Oceano Atlântico Sul. Os recifes são distribuídos em dois arcos, um costeiro, localizado entre 10 e 20 quilômetros da costa, e outro externo, a cerca de 70 quilômetros, ao lado leste das ilhas de Abrolhos.

Os manguezais são outro ecossistema muito presente e de grande importância ao longo do litoral da região, especialmente na Bahia. São ecossistemas considerados berçários da vida marinha e possuem grande produtividade, sendo fundamentais para a produção pesqueira artesanal na região. Possuem também papel importantíssimo na absorção de carbono da atmosfera e na proteção da linha de costa contra tempestades e inundações, sendo cruciais para enfrentar a crise climática que vivemos.Os recifes de corais são parcialmente protegidos pelo Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, criado em 1983, e pela Reserva Extrativista (RESEX) Marinha de Corumbau, criada em 2000. Já os manguezais são protegidos principalmente pelas RESEX Canavieiras e Cassurubá. Todas com impacto positivo nas atividades de turismo e pesca sustentáveis na região.

“Nesse cenário, além do prejuízo do empreendedor de ver frustrados seus eventuais interesses para exploração dos blocos (bônus de assinatura, taxa de retenção e ocupação da área etc), ainda pode gerar o dever de indenizar perdas e danos por parte da ANP, causando prejuízo ao erário e, por conseguinte, ao bolso de todos os contribuintes”, defendem os procuradores.

Será?!?
Há precedente para a preocupação do Ministério Público. Em 2002 houve o leilão do Bloco BM-ES-20, na parte norte da Bacia do Espírito Santo. Localizado em área de alta sensibilidade ambiental e próxima de Abrolhos, o Ibama negou ao empreendedor todas as tentativas de licença para exploração. Na ocasião, a ANP acabou pagando cerca de R$ 3,21 milhões a mais do que o desembolsado pela petroleira que havia comprado o bloco, pela devolução do mesmo, seguindo os termos do contrato. Sabrina Rodrigues – O Eco


O Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é berçário das baleias jubarte (Foto: ICMBio)
A maior indignação de organizações ambientais, ativistas e apoiadores da campanha em defesa de Abrolhos é notar que mais uma vez o interesse econômico possa estar sendo colocado acima da sustentabilidade e da preservação da biodiversidade e dos povos que habitam a região localizada no sul do litoral da Bahia, conforme explica a defensora do meio ambiente Tamires Felipe Alcântara, de 32 anos, autora do abaixo-assinado aberto na Change.org. CartaCapital
Veja também: De que lado você esta?, Peixinho!!!, É Natal!, Desenho de criança, Cama, mesa e banho!, Garfield e fast food., O que te importa?, Baleia ou sereia., Morena Coral, Fukushima Daiichi, Dia Mundial da Água

iEV20

A chinesa JAC Motors está preparada para uma mudança radical de atuação no Brasil. Conhecida pelos automóveis com bom custo-benefício, agora a marca vai oferecer um portfólio de cinco modelos 100% elétricos, incluindo o que deve ser o carro mais econômico do país. A mudança de estratégia promete ser a reestruturação da montadora localmente.


O iEV20 possui autonomia de 400 quilômetros e custo estimado de abastecimento de 23 reais (JAC Motors/Divulgação)
A montadora vai trazer, a partir de dezembro, três SUVs, uma picape e um caminhão pequeno, todos com motores 100% elétricos. O primeiro a chegar será o utilitário esportivo iEV20. O modelo é a grande promessa da marca no quesito economia de combustível.
O iEV20 possui 400 quilômetros de autonomia, ou seja, pode rodar toda essa quilometragem sem precisar de uma nova carga. Em uma cidade como São Paulo, por exemplo, o custo por quilômetro rodado é de cerca de 5 centavos de real. Para “encher o tanque”, a montadora informa que seriam necessários aproximadamente 23 reais em energia elétrica. Segundo a JAC, esse valor é sete vezes mais barato do que o carro mais econômico do mercado brasileiro.

A linha de elétricos da JAC possui um aplicativo para smartphone que permite a verificação da carga da bateria, da autonomia, situação de recarga durante o carregamento e conta com um sistema de rastreamento e telemetria com diagnóstico à distância – se autorizado pelo proprietário, o controle elétrico dos vidros, abertura das portas e acionamento do ar-condicionado de forma remota.

A soma de todas as revisões do modelo, dos 10 mil aos 60 mil quilômetros, é de 600 reais. Esse valor costuma corresponder a apenas uma das revisões obrigatórias da concorrência. Um dos fatores que contribuem para esse custo é a baixa complexidade do carro elétrico – chega a ter 10 vezes menos peças do que um modelo a combustão.
“Dos 90 milhões de barris de petróleo consumidos por dia no mundo, 25 milhões são destinados aos veículos leves e caminhões. No médio e longo prazo, o elétrico é efetivamente a melhor solução para combater as emissões de CO2”, diz Sérgio Habib, presidente da JAC no país.

Atualmente, nenhuma empresa está autorizada a vender energia elétrica, além das próprias distribuidoras. Neste sentido, um posto de gasolina não poderia abastecer, por exemplo, os carros elétricos. Nos grandes centros, onde os condomínios residenciais são muito comuns, também não é permitido usar energia das áreas comuns. Juliana EstigarribiaExame

A JAC quer mudar sua imagem no Brasil investindo forte na linha de elétricos. Uma das principais marcas na China nessa categoria, tanto que virou parceria da Volkswagen na criação da marca SOL, a JAC terá cinco carros totalmente elétricos distribuídos em categorias diferentes. Os preços vão de R$ 119.990 a R$ 259.900. icarros

Poetize-se: NIKOLA TESLA, QUEM MATOU O CARRO ELÉTRICO?, Telhas fotovoltaicas, 900.000 km de elétrico, MOVIDA A ÁGUA, Lamborghini faz parceria com MIT para supercarro elétrico, TURBINA EÓLICA CASEIRA, FUSCA HÍBRIDO, VIABILIDADE???, Tesla surf, FUSCA ELÉTRICO – RESGATE DE CARROS CLÁSSICOS, Os desafios da transição energética

Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro

O Itaipu E-400 foi o primeiro carro elétrico brasileiro lançado pela Gurgel nos anos 1980. Na década de 1970 o Brasil fabricava o seu primeiro modelo, o Itaipu, da Gurgel Motores.

O minicarro com capacidade para 2 passageiros foi o primeiro carro elétrico desenvolvido na América Latina, porém os tempos eram outros e ele acabou não sendo fabricado em série. Vivimetaliun

Apresentado pela primeira vez ao público no Salão do Automóvel de São Paulo – em 1974, o modelo acabou servindo de base para o E-400, um utilitário produzido entre os anos de 1981 e 1982, considerado o primeiro carro elétrico produzido em série no Brasil.

Nas categorias furgão e picape, apesar de inovador apresentava alguns problemas, como baixa autonomia e demora na recarga das 8 baterias, que durava entre 6 e 8 horas.

De acordo com a BYD, o veículo tem autonomia de 250 km a 300 km, dependendo das condições de operação. São números bons: em média, cada ônibus urbano de São Paulo roda 200 quilômetros por dia.

Em complemento às baterias, o veículo conta com motores elétricos embutidos nas rodas, além de sistemas auxiliares hidráulicos e pneumáticos. Desse modo, o sistema de tração do veículo consegue transformar energia cinética em elétrica para armazená-la nas baterias.


A primeira unidade foi entregue à Ambiental Transportes, que opera na zona leste da capital paulista. Atualmente, a empresa é a única que possui linhas atendidas por trólebus.

Mais veículos com a nova proposta deverão entrar em operação. A prefeitura já fala em trocar 60 ônibus a diesel por unidades elétricas. É um número bem baixo se considerarmos que, hoje, a cidade de São Paulo conta com cerca de 14,5 mil ônibus urbanos. A expectativa, porém, é a de que essa quantidade aumente quando a licitação para o sistema de transporte coletivo da cidade for concluída.

Só não será tarefa fácil: a licitação deveria ter sido executada em 2013, mas vários problemas — em especial, divergências com o Tribunal de Contas do Município — fizeram o processo ser adiado. Atualmente, as empresas de ônibus da cidade atuam com contratos emergenciais. tecnoblog

O Itaipu E-400, o carro elétrico produzido pela Gurgel, é tão fácil de dirigir quanto um veículo convencional. Seu desempenho é modesto, mas compatível com o uso no transito urbano. REPORTAGEM DE CLáUDIO CARSUGHI – FOTOS DE CLáUDIO LARANJEIRA

Até chegar ao design final do Itaipú a Gurgel gastou 8 anos em projetos.
O modelo que Quatro Rodas experimentou foi o primeiro a ser produzido e entregue para uso normal, e hoje está a serviço da empresa concessionária de energia elétrica de Brasília. Quatro Rodas n° 251 de junho de 1981 – Gurgel Itaipú E-400 elétrico (páginas: de 64 a 66), in: Gurgel 800

Palavras Perdidas: Eu vou de bike, e você?, Empoderamento dos recursos, Hemp Car, Quem matou o carro elétrico?, Filmografia dos carros do cinema, As mais belas estações, Roda tecnobikelógica, Telha elétrica, Velozes e Incompetentes,

Neurocientistas explicam que o esquecimento constante é um sinal de inteligência extraordinária

De acordo com Paul Frankland e Blake Richards, pesquisadores da Universidade de Toronto, esses pequenos erros cerebrais são totalmente normais. O que acontece é que memórias antigas são “sobrescritas” no cérebro por novas memórias. Eles também indicam que uma pessoa que tenha uma memória muito boa não será necessariamente mais esperta do que alguém com uma memória ruim; mas o oposto parece ser um fato.

‘Fatos’ não são o que o cérebro percebe como fatos. O cérebro se concentra em criar um quadro geral de eventos ou uma versão simplificada de certas informações, o que poderia servir como um meio de tomar melhores decisões mais tarde ”.

“É importante que o cérebro esqueça detalhes irrelevantes e se concentre nas coisas que o ajudarão a tomar decisões no mundo real.”

“Acontece que esses dois processos interagem entre si, permitindo que decisões inteligentes sejam tomadas em ambientes dinâmicos e ruidosos. O autor do estudo de revisão, Professor Blake Richards, explica que o verdadeiro propósito da memória é a otimização da tomada de decisão. O cérebro consegue isso filtrando detalhes irrelevantes e se agarrando a coisas que contribuirão para decisões inteligentes no mundo real. seuamigoguru

*Com informações de Conscientia Colectiva. Livremente traduzido e adaptado: REDAÇÃO SEU AMIGO GURU.
Poetize-se: Blue Dragon (Dragão azul), Via Láctea pelo navegador, Doenças degenerativas, Lucy, Localize Noite Estrelada, Pessoas com autismo se surpreendem menos com eventos inesperados, As horas, Ministério da Saúde, O teste de Turing, Auti interação, Timeout

Jesus, O estranho!

Quando criança, Jesus matou um colega com o poder de sua voz, andou sobre um raio de sol e salvou a vida de seu irmão moribundo. Desobedeceu aos pais e destratou os professores. Também foi educado na Índia, com passagem pela Pérsia e até mesmo pela Grécia. E ainda teria ido à Inglaterra, levado por José de Arimateia (o homem que depois, segundo a Bíblia, cuidou de seu enterro). Aventuras na História

Nesse meio tempo, encontrou-se com vários personagens que se revelariam importantes em sua vida adulta. Na juventude, foi um seguidor fiel de João Batista, um essênio, a seita dos judeus ascetas.

A Bíblia é omissa em 26 dos 33 anos de Cristo. O que teria feito durante sua infância, adolescência e boa parte da vida adulta? Muitas fontes antigas pintam um retrato diferente do filho do Deus dos cristãos.

Uma lenda, ainda hoje muito popular naquele país, supõe que Jesus seria egípcio, filho da rainha Cleópatra e do general romano Marco Antônio. Para preservar o fruto de um relacionamento tão perigoso politicamente, ele teria sido doado para ser criado por José e Maria, e seria um bizarro caso de poderosos que doam o filho para ser criado por gente pobre.

Marco Antônio e Cleopatra, por Lawrence Alma-Tadema, 1883; mostra o momento em que Antônio encontra Cleopatra em 41 a.C. / Crédito: Wikimedia Commons

Outras lendas sobre Jesus no Egito se mostrariam decisivas para Ortodoxa Copta, denominação cristã no país e no mundo árabe, hoje com 15 milhões de seguidores.

O nascimento de Jesus está presente nos textos sagrados de outra religião, o Islã. Segundo o Alcorão, tal como na Bíblia, ele nasceu de uma virgem. Mas ali é comparado a Adão, pois ambos vieram ao mundo diretamente pela vontade de Alá.

Os muçulmanos, porém, não o chamam de filho de Alá. Para eles, Jesus é um profeta. E dos grandes, o que antecedeu a Maomé, o maior de todos.

Maria, para os islâmicos, não deu à luz numa manjedoura, mas no deserto – e era solteira. Ao sentir as dores do parto, Jesus falou com ela de seu útero, dizendo para que chacoalhasse a tamareira sob a qual estava abrigada.

Ela deveria comer os frutos que caíssem no chão e beber a água de um riacho próximo — eram presentes de Alá para que se sentisse melhor. Jesus nasceu logo depois.

Quando voltou a Belém, Maria foi ridicularizada. Na sinagoga, o recém-nascido, com apenas 40 dias de vida, falou para a comunidade, que duvidava do milagre e acusavam Maria de ser mãe solteira: “Sou, de fato, servo de Alá. Ele fez de mim um profeta”.

Para além das religiões estabelecidas, histórias da infância de Jesus extrapolam a própria geografia do Oriente Médio. Ele não só teria sido educado na Índia e em monastérios do Himalaia como teria escapado da crucificação, voltado para a Caxemira, passando por Grécia e Pérsia — e permanecido em território indiano até a morte, aos 120 anos.

Quem consolidou a lenda foi o jornalista russo Nicolai Notovitch, em The Unknown Life of Jesus Christ, após visita à Índia, em 1887.

Jesus não era apenas um aprendiz de marceneiro, ou pedreiro (a palavra tekton define melhor um mestre de obras, um faz-tudo, do que um carpinteiro). “Ele sabia ler e escrever e conhecia as Escrituras com bastante profundidade”, diz a historiadora Paula Fredriksen, da Universidade de Boston.

Jesus aprendendo com José, o Carpinteiro, por Georges de La Tour, déc. 1640 / Crédito: Wikimedia Commons
Séforis abriga um grande sítio arqueológico – ruas inteiras com casas judaicas foram desenterradas e preservadas. “Séforis é o lugar ideal para se imaginar a formação do jovem Jesus. Fornecia o ganha-pão para ele e sua família e a instrução que ele certamente recebeu”, afirma Robert Eisenman, professor de religião e arqueologia da California State University.

O autor, de origem gentia, reuniu relatos orais e epístolas. “O Evangelho de Pseudo-Tomé é o mais influente texto apócrifo sobre a infância de Jesus”, diz James Tabor, professor da Universidade da Carolina do Norte. TIAGO CORDEIRO

Uma das passagens do Evangelho de Pseudo-Tomé conta uma história que também está citada no Alcorão. Menino, Jesus fez 12 pássaros de barro durante o sábado. Seu pai, José, o repreendeu, por trabalhar em um dia considerado santo para os judeus.

Como resposta, ele soprou os pássaros, que imediatamente ganharam vida. Em outra passagem, dá vida a um peixinho morto. Certa vez, desafiou seus amigos a subir por um raio de sol que entrava pela janela. Ninguém topou, e então ele mesmo caminhou sobre o raio.

O mesmo evangelho mostra um lado pouco conhecido e sombrio de Jesus. O filho do escriba Anás destrói uma pequena represa que o menino havia construído. Furioso, ele lança uma maldição: “Ficarás agora seco como uma árvore”. E o garoto fica paralisado.

No texto, ele aparece como responsável pela morte de mais dois meninos. Outra criança é amaldiçoada depois de dar um soco em Jesus. Os pais da vítima procuram José e Maria para reclamar e Jesus faz com que fiquem cegos.

“Jesus teve irmãos, disso não resta a menor dúvida”, afirma Robert Eisenman. “Os textos sagrados fazem referência a eles e a cultura e a economia locais não possibilitavam a existência de uma família pouco numerosa.”

Os Evangelhos citam seis, duas mulheres, das quais se desconhecem os nomes, e quatro homens: Tiago, Judas, José e Simão. A interpretação de que “irmãos” é uma tradução aberta da expressão grega adelphos, que dá espaço para considerar que eles eram primos ou discípulos muito fiéis, não se sustenta — ainda que seja a oficial para a Igreja Católica.

Um de seus tutores, de acordo com o Evangelho de Pseudo-Tomé, tenta ensinar-lhe grego. “Diga alfa”, diz o professor. “Primeiro me diga o significado de beta”, rebate o menino. Irritado, o mestre tenta bater em Jesus. E na primeira palmada cai morto.

Um fragmento de um antigo papiro, fornece a primeira evidência concreta a respeito do casamento de Jesus. O texto, escrito em copta, uma língua egípcia baseada no grego, afirma: “E Jesus disse: minha mulher”. Em outro trecho, encontra-se a frase: “ela poderá ser minha discípula”.

A maior candidata a esposa é Maria Madalena, a seguidora que, de acordo com os Evangelhos canônicos, descobriu que o túmulo do mestre estava vazio três dias depois de sua morte e anunciou a novidade aos discípulos (e, com isso, tornou-se a primeira apóstola em sentido literal, a primeira pessoa a divulgar a boa-nova).

Madalena Penitente, por Domenico Tintoretto, 1598 / Crédito: Wikimedia Combina

A professora Karen King, da Universidade Harvard, afirma que esse papiro pode fazer parte de um Evangelho da Esposa de Jesus, um texto apócrifo mais longo com informações sobre a vida conjugal do messias.

O chamado Evangelho da Esposa de Jesus tem semelhanças com o Evangelho de Maria, um texto descoberto em 1896 e publicado em 1955. Nele, Madalena é uma discípula importante, cujos conhecimentos dos ensinamentos de Jesus superam até os de Pedro, o primeiro bispo.

No Evangelho de Maria, Pedro diz a Madalena: “Irmã, sabemos que o Salvador te amava mais do que qualquer outra mulher. Conta-nos as palavras do Salvador, as de que te lembras, aquelas que só tu sabes e nós nem ouvimos.”

Se Jesus foi casado, será que teve filhos?

Os autores Michael Baigent, Richard Leigh e Henry Lincoln defendem que o filho de Jesus e Maria Madalena deu origem à dinastia merovíngia. Donovan Joyce argumenta que Cristo teve vários filhos, que viveram na Cashemira.

A romancista americana Kathleen McGowan foi mais longe: afirma ser ela mesma descendente direta do casal.

Enxergue mais: PRIMEIRAS FOTOS ERÓTICAS COLORIDAS DA HUMANIDADE, Não sou de postar coisas religiosas, mas as vezes, esse tipo de coisa é que me deixa com muita raiva da sociedade!, COMENDO RECIFE, SETEMBRO VERMELHO, Essênios, eventos externos, PLANKTON INVASION, EVOLUSEX, Livros Católicos online, BE MY EYES APP, Você viu my zumbie?, THE STREET STORE, ÍNDIO EDUCA, POR QUE CONSTRUIR UMA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CULTURA DE PAZ PARA A CIDADE DE SÃO PAULO?, A CARTA DE DEUS À POPULAÇÃO DO BRASIL!, RESERVE™, HO’OPONOPONO, RAPE ME, SANTA BUCETA, FILHOS DA PROSTITUTA, SIGNOS, ORIXÁS E PLANETAS, Jesus Negão

Sra. Primavera e Sr. Equinócio, sejam bem vindos.

O Início da Primavera 2019 acontece às 04h50 do dia 23 de setembro de 2019, é a estação que antecede o verão e sucede o inverno. No Hemisfério Sul, onde está localizado o Brasil, esta estação é caracterizada pelo desabrochar das flores, chuvas e pelo aquecimento da temperatura.

O equinócio da primavera marca o início da primavera no Brasil, é um fenômeno astronômico onde o Sol atinge com maior intensidade as regiões próximas à linha do Equador. Nessa altura do ano, o dia tem a mesma duração no hemisfério Norte e no hemisfério Sul.

O fim da primavera é marcado por outro evento astronômico: o solstício de Verão. Este é o período em que o hemisfério Sul está inclinado cerca de 23,5º na direção do Sol. Calendarr

A primavera, no Brasil, inicia-se entre os dias 22 e 23 de setembro e segue até o dia 21 ou 22 de dezembro, e em 2019, ela começa no dia 23 de setembro e termina no dia 22 de dezembro.

O equinócio marca o início das estações do outono e da primavera. No equinócio, o dia e a noite têm a mesma duração. Mundo Educação

O Departamento de Astronomia do Instituto de Física, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, preve que de 2020 a 2030, as estações terão seu início e fim nas datas disponíveis aqui: Mundo Educação

Mude conceitos, você pode e deve: CURSOS NA USP, A RAINHA DE MAIO, HINO NACIONAL EM DIALETO TICUNA, VIDACELL®, GOVERNO ABERTO, PERFEIÇÃO, NAARA BEAUTY DRINK!!!, RECEITA DE ANO NOVO, LIBERDADE DE EXPRESSÃO, Primaveras Revolucionárias, The last Generation, LUMINESCE™, Primo vere, prima Vera!!

Melissa Vincent. Gratidão pelas visitas!

Melissa Vincent deseja mostrar um ângulo diferente do Mississippi e conduzir você através de uma viagem visual pelos seus deslumbrantes ambientes.

Esta mãe que trabalha em casa é apaixonada por fotografia e conseguiu um grande número de seguidores no Instagram devido às suas impressionantes imagens.


My interest in mobile art and photography began in April 2011 when I joined Instagram. Interest turned into a full blown passion and now I have an audience of over 350k who follow along on my journey. Facebook

O mais surpreendente é que Melissa não é uma fotógrafa profissional: ela cria seu requintado trabalho usando um iPhone, com a ajuda de aplicativos de manipulação de imagens como Retouch e Snapsneed. Maryworks

Você pode apreciar mais de seu belo trabalho no: Instagram.https://www.tudoporemail.com.br/content.aspx?emailid=14673

Most all of her work is shot on the iPhone with the exception of some photos from her travels. Post-processing is always done on iPhone only.

SÍNDROME DE ASPERGER: CARACTERÍSTICAS

Tende a ter inteligência de acima da média a excepcional, frequentemente (mas não sempre) com divisões significativas entre as habilidades de raciocínio verbal e perceptual, velocidades mais baixas de memória de trabalho e/ou processamento, dificuldades de aprendizagem (por exemplo, discalculia, dislexia, dificuldade na compreensão de leitura). journey – Acordo Coletivo

  • Memória de longo prazo mais forte.
  • Memória de curto prazo mais fraca.
  • Pode se perder facilmente no campus, perder objetos, chegar atrasada para classes ou provas.
  • Preferência por interações sociais um-a-um, tendo uma única amizade próxima.
  • Precisa de mais tempo afastada de pessoas do que seus pares (solidão).
  • Pode ficar confusa em situações de grupos sociais.
  • Prefere conversar sobre seus interesses especiais.
  • Realmente não gosta de ‘papo fiado’ ou conversas que não possuem uma função ou propósito.
  • Histórico de sofrer bullying, ser provocada, deixada de lado e/ou não se adequando a colegas de mesma idade, a menos que ela tenha amigos Aspies.
  • Forte antipatia por conversa fiada, fofocas, coisas sem sentido, mentidas.
  • Desgosto intenso por mentiras, apesar de poder mentir.
  • Tem habilidade em socializar, mas é incapaz de o fazer por longos períodos de tempo. Sofre de “exaustão social” ou de uma “ressaca social” quando socializa por muito tempo. A ressaca pode durar de algumas horas a alguns dias, o que pode ser debilitante.
  • Tem grandes dificuldades em conflitos, discussões, quando alguém grita com ela, brigas, guerra.
  • Tem muita dificuldade em se afirmar, pedir ajuda, estabelecer limites.
  • Pode precisar beber para ser sociável.
  • Pode ter atualmente ou no passado transtorno de estresse pós-traumático, por ser mal compreendida, mal diagnosticada, maltratada e/ou medicada erroneamente.
  • Diferentes habilidades sociais — é excepcionalmente boa em conversas um-a-um e apresentando para grupos, mas tem dificuldades trabalhando em situações de grupos.
  • Pode se achar em situações sociais ou relacionamentos em que ela se sente infeliz, mas não sabe como sair deles.
  • Histórico de outros tirarem vantagem dela, apesar de ela seguir apropriadamente os conselhos de negócios, legais ou sociais das outras pessoas.
  • Frequentemente entediada em situações sociais ou festas e/ou não sabe como agir em situações sociais.
  • Pode aceitar ir em eventos sociais, e mais tarde inventar uma desculpa do porquê ela não pode ir, frequentemente ficando em casa sozinha.
  • Frequentemente prefere se dedicar ao seu interesse especial, ao invés de socializar.
  • Outras pessoas a consideram diferente, estranha e excêntrica.

Sublime-se: FERNANDA SAZUKI, POSITIVIDADE, RELIGIÃO MENTAL, DEPRESSÃO MASCULINA, NICK CAVE, A ULTIMA CEIA, SURFISTA PRATEADO VS DR. MANHATTAN, MINHA CRENÇA MORTA, LEI ROUANET, ANESTESIA MENTAL., Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Sign-IO e Roy Allela, ALFALUVA e a Unipampa

O queniano Roy Allela, de 25 anos, criou a Sign-IO, uma luva inteligente que converte os movimentos da língua de sinais em áudio, em tempo real.

O engenheiro de software e programador teve essa ideia porque queria se comunicar com sua sobrinha, que tem deficiência auditiva. A menina tinha dificuldades para se comunicar com a própria família, já que ninguém conhecia a língua de sinais.

A luva reconhece letras e palavras e envia a informação para um aplicativo de Android, que vocaliza em tempo real o que está sendo dito. Os usuários também podem configurar a linguagem, o gênero e o tom da vocalização por meio do aplicativo. Os resultados chegam a 93% de precisão, segundo Roy.

O inventor agora está tentando disponibilizar dois pares de luvas em cada escola para crianças com deficiência no Quênia. Por conta da sua criação, Roy Allela é um dos 16 indicados a um prêmio de £ 25 mil — o equivalente a R$ 120 mil — da Royal Academy of Engineering Africa. O vencedor será anunciado em junho. Hypeness e Extra, in: Isabela Alves – Observatorio do Terceiro Setor

ALFALUVA é um dispositivo que auxilia na alfabetização de LIBRAS de crianças com ou sem deficiência auditiva, reconhecendo sinais em LIBRAS e transmitindo-os a um aplicativo Android via Bluetooth. Os padrões são identificados por meio de sensores de flexão, toque nos dedos e orientação e movimento da mão.

Uma luva capaz de captar o gestual de cada dedo e, com isso, a equipe da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) a conquisto o prêmio internacional na área de circuitos e sistemas. GAÚCHAZH

Entre os dias 27 e 30 de maio, os estudantes Felipe Antunes Quirino, 19 anos, e Marcelo Romanssini, 26 anos, representaram o Estado no International Symposium on Circuits and Systems 2018 (Iscas), em Florença, Itália.

Orientados pelo professor Alessandro Girardi, os universitários desenvolveram a luva com o objetivo de aumentar a interatividade entre ser humano e máquina, principalmente em indivíduos com alguma deficiência visual, auditiva ou de fala.

5 PONTOS IMPORTANTES SOBRE O ESTATUTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, LIBRAS no almoço, Falando sobre YouTube – Libras

Fridays for Future global climate strike — live updates

More than 5,000 protests are planned around the world, culminating in a New York City march led by Greta Thunberg. In Australia, young people challenged politicians to do “their jobs for once.” Read the latest here.

  • Hundreds of thousands of people were planning to participate in some 5,000 events in 156 countries on Friday
  • The rallies are timed to come ahead of a UN climate summit and inspired by the 16-year-old Swedish activist Greta Thunberg
  • The marches will culminate in New York, where Thunberg will lead a march to the UN headquarters

All updates in Universal Coordinate Time (UTC). DW – Deutsche Welle

09:10 – In Finland demonstrators in costume stopped outside the parliament building in Helsinki. One man dressed as Santa Claus held a sign declaring “my house is on fire.”

O Dia em que a Terra Parou

Tá rebocado meu compadre
Como os donos do mundo piraram
Eles já são carrascos e vítimas
Do próprio mecanismo que criaram

O monstro SIST é retado
E tá doido pra transar comigo
E sempre que você dorme de touca
Ele fatura em cima do inimigo

A arapuca está armada
E não adianta de fora protestar
Quando se quer entrar
Num buraco de rato
De rato você tem que transar

Buliram muito com o planeta
E o planeta como um cachorro eu vejo
Se ele já não aguenta mais as pulgas
Se livra delas num sacolejo

Hoje a gente já nem sabe
De que lado estão certos cabeludos
Tipo estereotipado
Se é da direita ou dá traseira
Não se sabe mais lá de que lado

Eu que sou vivo pra cachorro
No que eu estou longe eu tô perto
Se eu não estiver com Deus, meu filho
Eu estou sempre aqui com o olho aberto

A civilização se tornou complicada
Que ficou tão frágil como um computador
Que se uma criança descobrir
O calcanhar de Aquiles
Com um só palito pára o motor

Tem gente que passa a vida inteira
Travando a inútil luta com os galhos
Sem saber que é lá no tronco
Que está o coringa do baralho

Quando eu compus fiz Ouro de Tolo
Uns imbecis me chamaram de profeta do apocalipse
Mas eles só vão entender o que eu falei
No esperado dia do eclipse

Acredite que eu não tenho nada a ver
Com a linha evolutiva da Música Popular Brasileira
A única linha que eu conheça
É a linha de empinar uma bandeira

Eu já passei por todas as religiões
Filosofias, políticas e lutas
Aos 11 anos de idade eu já desconfiava
Da verdade absoluta

Raul Seixas e Raulzito
Sempre foram o mesmo homem
Mas pra aprender o jogo dos ratos
Transou com Deus e com o lobisomem

Os heróis anônimos que emprestaram seus corpos à luta pelos direitos civis nos EUA

A luta pelos direitos civis nos Estados Unidos partiu de pessoas comuns, como eu e você. Em 1961, indivíduos de todas as etnias decidiram protestar de forma silenciosa pelo direito dos negros a viajar de ônibus, sentados em qualquer lugar do veículo. Na época, as leis em vigor no sul do país definiam que determinados assentos em ônibus interestaduais só poderiam ser usados por pessoas brancas.

Com base na ideia de desobediência civil e protestos não violentos, surgiu o movimento que ficou conhecido como “freedom riders” ou “viajantes da liberdade”. Pessoas negras e brancas viajavam em grupos, com o objetivo de desrespeitar as leis segregacionistas e permitir que viajantes negros pudessem sentar em qualquer lugar do ônibus.

No conservador estado do Missouri, muitos destes ativistas terminaram presos. Alguns dos veículos em que os protestos ocorreram foram também alvos de ataques realizados pela Ku Klux Klan. Vivimetaliun

O site The Pop History Dig reuniu fotografias destes heróis anônimos ao serem fichados pela polícia e elas são o verdadeiro retrato da luta pelos direitos civis.

Fonte:via Fotos via The Pop History Dig

A grande Rosa Parks sendo presa no Alabama, em 1956, poucos meses após ter se recusado a ceder seu lugar em um ônibus para um passageiro branco – gesto que levou ao boicote dos ônibus pela população negra e tornou-se um marco na luta pelos direitos civis.

Para colocar em perspectiva o racismo no mundo, é importante olhar para trás e perceber há quão pouco tempo a segregação racial era legal, legitima e posta em prática em diversos países – como, por exemplo, nos Estados Unidos. Mesmo passados cem anos do fim da Guerra Civil americana, em 1865, e da abolição da escravidão, nos anos 1960 – ou seja, ontem – o país ainda separava negros de brancos em praticamente toda e qualquer instância social.

Integrantes do grupo racista Ku Klux Klan reúnem-se ao redor de uma cruz em chamas no estado da Geórgia, em 1962

Integrantes do grupo racista Ku Klux Klan reúnem-se ao redor de uma cruz em chamas no estado da Geórgia, em 1962

A própria Suprema Corte dos EUA determinou, no final do século XIX e até meados dos anos 1960, que se as raças permanecessem “separadas, mas iguais”, a segregação racial não seria considerada violação da constituição americana. Somente após muita luta – e muitas prisões, agressões e mortes – através do movimento pelos direitos civis que, em 1964 a Lei dos Direitos Civis e, no ano seguinte, a Lei dos Direitos de Voto garantiram a igualdade racial nos Estados Unidos – ao menos, na letra fria da lei. https://vivimetaliun.wordpress.com/2017/04/26/imagens-de-quando-a-segregacao-racial-era-legal-nos-eua-lembram-a-importancia-de-combater-o-racismo/

RE 1.017.365

Em abril, o STF reconheceu a repercussão geral do Recurso Extraordinário (RE) 1.017.365, caso que discute uma reintegração de posse movida contra o povo Xokleng, em Santa Catarina. Por isso, no prazo de um ano, a Suprema Corte poderá dar uma solução definitiva aos conflitos envolvendo terras indígenas no país, e garantir um respiro às comunidades que se encontram, atualmente, pressionadas por poderosos setores econômicos.

Por este motivo, no 15º Acampamento Terra Livre (ATL), os povos indígenas decidiram realizar uma vigília em frente ao STF, para chamar a atenção à luta por justiça histórica e em defesa de seus direitos originários.

Entenda do que se trata esse julgamento e o que está em jogo. Mobilização Nacional Indígena


No limite, o que está em jogo é o reconhecimento ou a negação do direito mais fundamental aos povos indígenas: o direito à terra. Há, em síntese, duas teses principais que se encontram atualmente em disputa: de um lado, a chamada “teoria do indigenato”, uma tradição legislativa que vem desde o período colonial e que reconhece o direito dos povos indígenas sobre suas terras como um direito originário – ou seja, anterior ao próprio Estado. A Constituição Federal de 1988 segue essa tradição e garante aos indígenas “os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam”. Do outro lado, há uma interpretação mais restritiva, que pretende restringir os direitos dos povos indígenas às suas terras ao reinterpretar a Constituição com base na tese do “marco temporal”.


A tese do marco temporal defende uma interpretação mais restritiva dos direitos constitucionais dos povos indígenas. Nessa interpretação, defendida por ruralistas e setores interessados na exploração dos territórios indígenas, os povos só teriam direito à demarcação das terras que estivessem sob sua posse no dia 5 de outubro de 1988, ou que estivessem sob disputa física ou judicial.Na avaliação de indigenistas, juristas, lideranças indígenas e do Ministério Público Federal (MPF), essa é uma tese perversa, pois legaliza e legitima as violências a que os povos foram submetidos até a promulgação da Constituição de 1988. Além disso, essa posição ignora o fato de que, até 1988, os povos indígenas eram tutelados pelo Estado e não tinham autonomia para lutar, judicialmente, por seus direitos.

Na origem, o juízo considerou que houve tumulto no exercício da posse da área da reserva pela presença da reserva biológica pela presença dos índios na região, e ressaltou, na sentença, que não há elementos que permitam inferir que as terras sejam tradicionalmente ocupadas pelos índios, ao observar que quem ocupa a área, para fins de preservação ambiental, é a parte autora (Fatma).

No RE, a Funai alega que a decisão, que foi mantida pelo TRF, ofende o artigo 5º (incisos XXXV, LIV e LV) e o artigo 231 – sobre o reconhecimento da posse e usufruto de terras tradicionalmente ocupadas pelos índios – da CF/88. A fundação sustenta que a área em questão já foi reconhecida como de tradicional ocupação indígena, tendo sido afastada a interpretação do artigo 231 da CF/88 pelo TRF da 4ª região, privilegiando o direito de posse daquele que consta como proprietário no registro de imóveis em detrimento do direito originário dos índios. Migalhas

O relator do caso, ministro Edson Fachin, defendeu a ampla participação de todos os setores interessados no tema, dada a importância da matéria. Tal participação pode se dar partir da figura do amicus curiae – termo em latim que significa “amigo da corte” e que permite que pessoas, entidades ou órgãos com interesse e conhecimento sobre o tema contribuam subsidiando o tribunal. Por esse caminho, comunidades e organizações indígenas deverão estar habilitadas a contribuir com o processo. CIMI – CONSELHO INDIGENISTA MISSIONÁRIO

Poetize-se: Radio Yandê, Parabéns Néstle, Adriana Plens e o Tanque Grande, Mão Santa, O papel da lareira, Trator, 30 Matrix indígenas, Território, O Brasil visto do Céu, Mapa da indecência, Conhecimento Ancestral, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Coletores de sementes, Mapa dos ecossistemas intactos da Terra, Biblioteca Web, Princípio do ou não, Árvores?

Fridays For Future


As greves estudantis contra o aquecimento global começaram em agosto de 2018, com Greta Thunberg, de 16 anos, e se espalharam pelo mundo, esta talvez tenha sido a maior manifestação pelo clima já realizada no planeta. Nem as Marchas pelo Clima reuniram tanta gente. E, em alguns casos, os jovens ainda tiveram o apoio dos pais, dos professores e das escolas. Mônica Nunesconexão planeta

Aqui estão algumas diretrizes gerais:

1. As sextas-feiras para o futuro querem que você ataque apenas de uma maneira com a qual se sinta seguro.
2. Muitos atacantes de sexta-feira a sexta-feira têm aprovação da polícia para a greve.
3. É comum que essas aprovações permitam apenas um protesto silencioso e sentado.
4. É improvável que as sextas-feiras do futuro sejam capazes de fornecer apoio jurídico se houver problemas; portanto, a FFF aconselha os grevistas a estabelecer uma ligação com as ONGs locais. Essas ONGs geralmente conhecem advogados locais, que são bem versados em situações de protesto.
5. Somos uma organização de greve pacífica e silenciosa, mas, infelizmente, já vimos exemplos em alguns países, onde alguns indivíduos ou organizações tentam entrar em uma greve com o objetivo de causar problemas. Tome cuidado e priorize sua própria segurança.

Informe-nos se pudermos ajudar com mais perguntas.

#FridaysforFuture é um movimento popular após a ligação de @GretaThunberg à greve escolar.

As crianças em idade escolar são obrigadas a frequentar a escola. Mas com o agravamento da Destruição Climática, esse objetivo de ir à escola começa a ser inútil.
– Por que estudar para um futuro, que pode não estar lá?
– Por que gastar muito esforço para ser educado, quando nossos governos não estão ouvindo os educados?
Greta Thunberg pede que as pessoas batam na frente de sua prefeitura mais próxima, toda sexta-feira. Com uma placa, tire uma foto e publique-a com as hashtags
#Fridaysforfuture
#Climatestrike

A emergência climática é uma questão urgente, já que agrava e amplia as desigualdades existentes. Os seus efeitos vão continuar a crescer e a piorar com o tempo, criando uma ruína para as gerações atuais e futuras. Para a Anistia Internacional, o fracasso dos governos em agir contra as alterações climáticas pode ser a maior violação intergeracional de direitos humanos da história.

“Direitos humanos e a crise climática andam de mãos dadas. Não podemos resolver um sem resolver o outro. As alterações climáticas significam que as pessoas não vão conseguir cultivar alimentos, que suas casas estarão sob ameaça e que sua saúde ficará comprometida. Os governos têm o dever de nos proteger, então por que razão não estão fazendo nada para impedir que as alterações climáticas destruam as nossas vidas?”, questiona Greta Thunberg. Anistia

O Prêmio de Embaixador de Consciência foi criado em 2002 para celebrar pessoas e grupos que promovem a causa dos direitos humanos ao agir em consciência, confrontando a injustiça e usando suas competências para inspirar outras pessoas. Entre os homenageados estão nomes como Nelson Mandela, Malala Yousafzai, Harry Belafonte, Ai Weiwei, os Grupos da Juventude da África Ocidental e Central, Angélique Kidjo, o movimento dos direitos indígenas no Canadá, Alicia Keys e Colin Kaepernick.
A ativista Greta Thunberg e o movimento estudantil Fridays for Future foram homenageados Embaixadores de Consciência da Anistia Internacional em 2019.
Veja também: Felix Finkbeiner: Plant For The Planet, Puta Que Pariu!!!, Índice de Desenvolvimento Humano, O que é ser defensor dos direitos humanos, afinal?, Impostômetro, Portal da Transparência, DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS, O que, de quem?, Só Pra Variar, Cadê os Amarildos?, Um Monte de mentiras, Dia Internacional do Direito a Saber, Velozes e Incompetentes, Semana do Consumidor, Flúor reduz o QI?

Torta geométrica

A norte americana Lauren Ko é escritora, artista e confeiteira autodidata, nasceu em San Diego – Califórnia, se mudou para o estado de Washington, onde abriu sua confeitaria, a Lolo Kitchen, em Seattle, sua especialidade são tortas nada convencionais, milimetricamente perfeitas, com sabores variados, cores e texturas que nunca imaginamos encontrar em tortas, seu trabalho é uma verdadeira arte, e já estampou diversas revistas, como Vogue e O Magazine. Vivimetalium

Torta de pera com cardamomo

Lauren nasceu em San Diego – Califórnia, porém recentemente se mudou para o estado de Washington, onde abriu sua confeitaria, a Lolo Kitchen. Sua conta no Instagram possui cada vez mais seguidores, ávidos por experimentar suas incríveis tortas.

Torta de cerejas com flores

Não é à toa que suas tortas estejam sendo super disputadas. Além de lindas, possuem sabores exóticos e são sempre pensadas levando em conta uma alimentação saudável e balanceada. Mas, e a coragem de comer uma obra de arte como essa?

Uma torta de maçã nada convencional

No perfil @LokoKitchen ela já possui quase 60 mil seguidores impressionados com suas criações artísticas dignas das paredes dos mais renomados museus do mundo. Alguns de seus trabalhos incluem uma bela torta de batata doce com tons dourados e alaranjados enfeitada com uma rosa de maçã com nozes ao molho de açúcar.

Uma outra foto mostra uma torta de mirtilo com uma crosta de treliça pouco cozida para o jantar de Ação de Graças. Também são comuns tortas inspiradas em obras de mestres como uma feita em homenagem a Vincent Van Gogh.

fonte:via Fotos: Lauren Ko
Poetize-se: Mousse de vinho, Leite de aveia, Sucos verdes, Chás que Ajudam a Emagrecer, Conheça 13 maneiras de reaproveitar sobras e cascas de frutas e vegetais, WASABI, Receitas rápidas de verão, Sua cara, Comidinhas de Maconha, Tortine di ceci e spinaci (gluten free e vegan), Comida colorida

Brasil termina Parapan em 1º lugar e faz a melhor campanha da história

Da série “Acontecimentos que merecem ser compartilhados”, o Brasil fez história no Parapan disputado no Peru e terminou a competição na liderança geral do quadro de medalhas. Ao todo, foram 124 ouros, 99 pratas e 85 bronzes, somando 308 medalhas no total.O antigo recorde pertencia ao México que, no Parapan de 1999, conquistou 307 medalhas, sendo 121 só de ouro.


Guiherme Costa – Mesatenista do AM / Ouro nos Jogos Parapan-Americanos – Créditos: A Critica
Um detalhe importante é que o Brasil terminou sua trajetória na competição com mais que o dobro de medalhas de ouro do que o segundo colocado, a fortíssima equipe dos Estados Unidos que teve 58 ouros, 62 pratas e 65 bronzes. O terceiro lugar ficou com o México que conseguiu 55 ouros, 58 pratas e 45 bronzes.

Os Jogos Parapan-Americanos tiveram sua origem em solo canadense, em 1967, em Winnipeg. Na ocasião, seis países se reuniram para a disputa apenas em modalidades para cadeirantes. Até 1995, nove edições similares para modalidades e classes específicas foram realizadas. Somente a partir de 1999, na Cidade do México, a competição ganhou o nome de Jogos Parapan-Americanos e reuniu atletas com diferentes tipos de deficiência em quatro modalidades, isso tudo sob a chancela do Comitê Paralímpico
Internacional (IPC). A cada edição, o número de atletas e modalidades em disputas aumenta.
Desde 1999, os atletas brasileiros já conquistaram 1.026 medalhas em Jogos Parapan-Americanos, sendo 445 de ouro, 310 de prata e 271 de bronze. Nas três últimas edições, Rio 2007, Guadalajara 2011 e Toronto 2015 o Brasil terminou os Jogos na primeira posição do quadro de medalhas. olimpíada todo dia
Neste sábado, 21, acontece o #FestivalParalímpico em 70 cidades!

Quer saber se a sua cidade será uma delas?! Confira na matéria

Os próximos jogos Parapan-Americanos acontecerão em Santiago, no Chile, em 2023.

Entenda mais: Lei Brasileira de Inclusão das Pessoas com Deficiência, Inclusão, MULTA MORAL, EMPREGO APOIADO, AMIGÃO VACILÃO, DEMÃOS DADAS, CARTA DA TERRA, AUDIOTECA SAL E LUZ, SOBRE RODAS, E VOCÊ?, INCLUSÃO