Cataki, o “Tinder da reciclagem”

Os catadores recolhem cerca de 90% de tudo o que é reciclado no Brasil. Os trabalhadores autônomos são a base da pirâmide de um setor não regulamentado e não reconhecido. Cataki

No Brasil, são 800 mil catadores. Em Cataki, apenas 1.400 estão cadastrados. Ainda temos muito trabalho a fazer.

Um aplicativo chamado Cataki, disponível para Android e iOS, foi reconhecido com o prêmio de inovação do fórum Netexplo, que é concedido anualmente para projetos de tecnologia com maior impacto social e nos negócios.

Como a ferramenta é destinada a uma população vulnerável, ela não requer que os catadores tenham um smartphone sempre consigo. O usuário procura uma pessoa nas proximidades para fazer o descarte de determinado material e, quando encontra alguém, acessa os contatos do catador para fazer uma ligação. tecmundo

E você pode ajudar a ampliar esta rede. Catador, catadora, se cadastrem.

Voluntário, voluntário, inscreva-se no catador de sua rua. Aquela mulher da cooperativa, aquele homem que puxa carroça … fala com eles!

Nesse contato inicial, data e hora do serviço são agendados, e os catadores combinam com seus clientes o preço adequado para a realização do transporte do material.

Os idealizadores do app arrecadaram R$ 160 mil para desenvolver a ferramenta e inscreveram seu projeto no prêmio de inovações tecnológicas do Netexplo, um observatório independente de estudos sobre o impacto de tecnologias na sociedade e nos negócios, parceiro da Unesco. Segundo a Deutsche Welle, mais de dois mil projetos de várias partes do mundo foram avaliados pela comissão do Netexplo, e o Cataki foi o vencedor.

Cataki é um processo aberto, sem fins lucrativos e colaborativo.  Nós precisamos da sua ajuda. Você pode:

  • Registre colecionadores
  • Escritório
  • Arrecadar fundos
  • Desenvolver (nodeJS, React, HTML, CSS)
  • Design e comunicação
  • Outro trabalho voluntário

Catakize-se: Contrapropaganda sobre a Cannabis, Sexo seguro!, 69 com moral da história., CATAKI, Coleta Seletiva e Reciclagem em condomínios, Reciclagem, flores e pneus, Como a Suécia consegue reciclar 99% do lixo que produz?

Vídeo simula ação de robô-soldado

Em função disso, a ‘Corridor Digital’, estúdio de produção de Los Angeles especializado em efeitos visuais, fez uma montagem impressionante simulando a ação de um robô-soldado, desenvolvido com inteligência artificial do Pentágono, em um cenário de batalha fictício com soldados humanos. Apesar de se tratar de uma brincadeira cheia de efeitos especiais, nos dá a entender que, em breve, a intervenção humana em conflitos de guerra se tornará completamente desnecessária. Matheus Luque

Só no ano de 2019, diversos projetos envolvendo diferentes robôs entraram em ação, como o robô pizzaiolo, o robô cozinheiro e o robô carregador.

Runzer-se: Robôs do Face criam língua própria – mas calma, não é a revolução das máquinas, Como Fazer um Robô, A evolução dos robôs., Robô em busca de liberdade, Nikola Tesla

GURGEL MOTORES: O LEGADO

GURGEL MOTORES: O LEGADO – Canal Flashback, com Carlos Bighetti

Em setembro de 2019, a Gurgel Motores completaria 50 anos de fundação! Uma história construída com estudo, trabalho duro, talento e persistência, além de muito dinheiro e teimosia, por João do Amaral Gurgel, um brasileiro de valor.

Ele tinha espírito empreendedor e era um visionário: antecipou em décadas os conceitos de carro elétrico, hoje festejado pelos seguidores da Tesla, de Elon Musk; do carro ultra compacto Smart e até de algo mais cosmético, como o estilo “cross” ou “adventure”, de veículos para uso na cidade e fora da estrada. Da prancheta do Gurgel, saíram dezenas e mais dezenas de projetos de tudo quanto é tipo de carro. São tantos que não consegui colocar todos nessa reportagem especial de 52 minutos: acabou virando um documentário.

O Canal Flashback apresenta uma bela seleção, com representantes de todas as famílias e estilos de veículos produzidos por ele, graças aos novos amigos colecionadores do Gurgel Clube de São Paulo e do grupo X-15 & Cia., do Facebook e do WhatsApp, ainda tem imagens raríssimas dos arquivos da fábrica de Rio Claro, resgatadas por arqueólogos urbanos como Leandro Basso e Felipe Olivani, que foram essenciais para a realização deste trabalho.

Moplast, kart, minicarros, Macan, Gurgel, 1200, Ipanema, Enseada, Augusta, Xavante, X-10, X-12, Itaipu, Transa, X-15, Jipão, X-20, G-15, E-400, E-500, GTA: Gran Turismo Articulado, XEF, Carajás, Cena, BR-800, Furgão, Tocantins, Motomachine, Supermini, Delta.

Gurzel-se: Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Conversão de veículos elétricos, Usina Solar no Brazil. Aluga-se!, Índio? No Brazil? Nunca existiu?!?, Copaíba do Brazil!?!, eTruck

eTruck

O E-Delivery é o primeiro caminhão 100% elétrico desenvolvido no Brasil. O exemplar mostrado aqui ainda é uma versão experimental derivada da linha Delivery, que a VW lançou em 2018. Paulo Campo Grande

A expectativa é de que ele chegue ao mercado no final de 2020. A VW ainda não fala quanto ele custará, mas será mais caro que a versão diesel, com preço sugerido de R$ 150.700.

O protótipo roda entre 50 e 100 km por dia. Ele sai da central de distribuição da Ambev, que fica no bairro da Mooca, na zona leste, carregado de bebida e eletricidade e volta com baú e baterias vazios.

A recarga das baterias é feita à noite, quando o consumo de eletricidade diminui e as tarifas são menores. E o carregamento das bebidas ocorre de madrugada.

O primeiro caminhão 100% elétrico da Scania está disponível com baterias de 165 ou 300 kilowatt hora(kWh). O veículo também conta com motor elétrico de 230 kilowatt (kW) que entrega 310 cavalos e torque de 2.200 Nm. tecmundo

Segundo a empresa, o modelo com 165 kWh utiliza cinco baterias, enquanto a versão de 300 kWh traz nove unidades de alimentação. O modelo mais potente da nova linha traz autonomia de até 250 km com apenas uma carga.

Os veículos serão vendidos com cabines das séries L e P, e podem ser adaptados não apenas para carga de produtos, mas também transporte com temperatura controlada e até para obras.

Algumas marcas, como a japonesa Toyota, acreditam mais no caminho dos elétricos a pilha/célula de combustível, que usam o hidrogênio como um meio de armazenamento –  para depois gerar a eletricidade a partir de sua eletrólise, emitindo só vapor d’água.

Além de usarem baterias muito menores, ainda evitam a recarga, que é substituída por um rápido abastecimento.

Outras, como a norte-americana Tesla, acreditam totalmente no caminho atual, dos elétricos a bateria. Mas essas baterias dependem muito de elementos químicos encontrados em regiões limitadas da superfície terrestre. Elon Musk chegou a sugerir uma invasão da Bolívia, rica deste elemento, e o dono da Tesla, inclusive, ridiculariza a rival Nicola, que aposta nas células de combustível (não só ela; indústrias do segmento têm se valorizado muito recentemente).

A ofensiva elétrica da JAC do Brasil anunciada pelo seu presidente, Sérgio Habib, à imprensa brasileira em Xangai já começou.

Além do iEV40, que segue em pré-venda por R$ 153.990, a marca começou a oferecer em seus concessionários o caminhão elétrico iET 1200, por R$ 259.900. O utilitário tem PBT de 5,8 toneladas e exige CNH de categoria C.

Segundo a JAC, o alcance do iET 1200 é de 200 km, suficiente apenas para entregas urbanas. No entanto, a marca não revelou uma informação crucial para o segmento: a capacidade de carga.

Uma versão de menor potência (82 cv) do caminhão na China consegue levar modestas 2,6 toneladas. Como referência, o mesmo Delivery 6.160 usado como referência anteriormente leva quase 3,5 toneladas.

Como já sabemos, a corrida pelos carro mais limpo tem vários trajetos possíveis, diferentes e simultâneos. Além dos modos de estocar a energia dos carros elétricos (pilha de combustível, baterias, etc.), – precisamos ter cuidado com como gerar a eletricidade (energia hidrelétrica, eólica, solar, etc.). Este é apenas mais um caminho, em meio a tantas possibilidades. O resultado, e qual vale mais a pena, saberemos daqui a alguns anos. Motorshow

e-truze-se: Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Conversão de veículos elétricos, Carro elétrico, 900 km com uma carga, Carro elétrico e a drogar da bateria, Reinventando a roda, Como Tirar Ferrugem com Pilhas, Coca-cola, Maizena, Papel Higiênico e Vinagre!!!

Reinventando a roda

A Ree, uma empresa sediada em Tel Aviv, Israel, afirma ter revolucionado a forma de se fabricar os veículos, em especial os movidos a eletricidade.

A grande alteração feita pela empresa está nas rodas. Elas estão conectadas a uma base plana junto com todos os demais componentes do veículo, como motor, transmissão, suspensão e freios.

A novidade permitiu criar uma base que pode ser usada para qualquer veículo, desde carrinhos de golf a uma caminhonete off-road.

O CEO e co-fundador da REE Daniel Barel passou por várias fases de inicialização, principalmente trazendo a SoftWheel para o mercado internacional. Loz Blain

A manutenção desses veículos será uma tarefa árdua. Levante-os, retire as rodas, retire todo o módulo da roda e repare ou substitua as peças necessárias.

Roda-ze: Carro elétrico, 900 km com uma carga, Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Carro da Tesla completa órbita ao redor do Sol, Como Tirar Ferrugem com Pilhas, Coca-cola, Maizena, Papel Higiênico e Vinagre!!!

Bolo da retenção

Ângela decidiu se mudar de Sorocaba para Marília, interior de São Paulo, depois de sofrer ameaças do ex-marido. Ela viveu um relacionamento abusivo por 10 anos. DANIEL FROES – Razões para Acreditar

post facebook confeiteira humilha cliente reclamou taxa entrega bolo

“Depois de um ano separada dele, comecei a sofrer ameaças de morte. Ele me perseguia e dizia que tiraria meus filhos de mim.”

selfie confeiteira e filhos

“Eu nunca tinha feito bolo antes, mas me vi no desespero de ter aluguel para pagar e as contas chegando. Pedi R$ 100 emprestados para minha mãe e comecei primeiro com recheios que eu sabia fazer como brigadeiro e prestígio.”

A esperança de dias melhores está na venda de bolos de pote. “Faço bolos todos os dias e vendo de porta em porta ou quando tem pedido.”

O que você faria se todo mundo que você conhecesse esquecesse de seu aniversário?

Tudo começou quando um policial viu uma moto em alta velocidade e deu ordem de parada ao motociclista. Kanokpan Putthapong se deu conta de que ele era apenas adolescente triste que não tinha policial e estava sem capacete, ele se sensibilizou quando o adolescente disse que era seu aniversário, que ninguém havia se lembrado dele, e que sua família o odiava. GABRIELA GLETTERazões para acreditar

Policial compra bolo de aniversário para jovem que chorava por terem esquecido a data 1

Depois deste gesto inesperado, o garoto finalmente se acalmou e percebeu que as coisas não eram assim tão ruins assim e que, muitas vezes, podemos encontrar o amor em um gesto de um simples desconhecido.

Mas não podemos esquecer que o trabalho do policial consiste em organizar o trânsito e multar aqueles que não respeitam as leis, por isto ele deu uma bronca dizendo que é ridículo arriscar a vida por causa de um bolo ou de uma festa.

Retez-se: BOLO DE ARROZ CRÚ, BOLO DE LARANJA VEGANO COM LEITE DE ARROZ INTEGRAL, Vegano Periférico e Veganos Pobres do Brasil, 15 RECEITAS COM TAPIOCA: PRÁTICAS E DELICIOSAS, Policial da Flórida mostra como se trata reclamação de que garotos estão jogando basquete na rua, Dia do Guarda Civil, Engenharia do Consentimento

Corredores ecológicos urbanos & Brent’s Bee Corridor

A seven-mile long “bee corridor” is being planted in a bid to boost the number of pollinating insects. The wildflower meadows will be put in place in 22 of Brent Council’s parks in north London. BBC

O conselho municipal de Brent, distrito de Londres, na Inglaterra, está plantando flores silvestres em parques e espaços verdes. A ideia é construir um espaço propício para atrair polinizadores, especialmente as abelhas. SÃO PAULO SÃO

Um estudo recente mostrou uma queda enorme no número de insetos polinizadores em todo o Reino Unido desde os anos 80. Os pesquisadores acreditam que a perda de habitats tem desempenhado um papel importante nisso, com mais de 97% dos prados de flores silvestres tendo desaparecido desde a Segunda Guerra Mundial. Muitas borboletas, abelhas, libélulas e mariposas confiam nestas flores para prosperar.

Segundo a IPBES (Plataforma Intergovernamental sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos), desde a década de 80 houve 82% de declínio de animais mamíferos silvestres em todo mundo. Denise Maldonado – Mundo Certo

Além de beneficiar as abelhas, o projeto vai criar uma explosão de cores para a população. A meta é inaugurar o corredor para polinizadores até o verão, que na Europa tem início em 21 de junho. Aliás, a ideia de criar um verdadeiro “corredor de abelhas” já não é de hoje. Há pouco mais de um ano, a organização sem fins lucrativos National Park City lançou uma campanha (#WildflowersForLondoners) de financiamento coletivo para alastrar flores pela capital da Inglaterra, veja aqui: https://chuffed.org/project/grow-the-nationalparkcity. BBC News

A swarm of bee facts

  • There are about 250 species of bees;
  • Bees can fly as far as five miles (8km) for food, however the average distance is less than half a mile from the hive. They use the position of the sun to navigate;
  • They have a top speed of about 15-20mph (21-28 kmph) when flying to a food source;
  • The honey bee has five eyes, two large compound eyes and three smaller ocelli eyes in the centre of its head;
  • In the height of summer, there are an average of 35,000-40,000 bees in a hive, in the winter this drops to about 5,000;
  • Other than honey, bees also produce beeswax, bee bread and royal jelly. Source: British Beekeepers Association

Estes .

Se quer fazer parte deste movimento e criar o seu santuário de flores, habitats artificiais, pensados para ajudar as populações locais de abelhas, normalmente compostos por uma mistura de três tipos de espécies nativas de flores, cultivadas sem recurso a fertilizantes ou químicos, veja aqui a lista de flores prediletas das abelhas. No entanto, informe-se sempre sobre as espécies nativas da sua região. Be The Story

De acordo com o Journal of Insect Conservation, algumas das melhores flores silvestres para plantar no seu santuário para abelhas são:

Abelha a polinizar flor
  • Silene vulgaris, chamada Bermim, Erva-cucubalus, Erva-traqueira ou Orelha-de-Boi;
  • Geranium sp., conhecida como Gerânio;
  • Veronica chamaedrys, as Verónicas, de cor azul;
  • Ranunculus acris, ou Ranúnculo;
  • Viola arvensis, mais conhecida por Amor-Perfeito;
  • Crepis capillaris, com os nomes comuns Almeirão-branco, Almeiroa ou Barba-de-falcão;
  • Taraxacum adamii, o Dente-de-Leão (ou O-Teu-Pai-É-Careca, como é conhecido por vezes entre os mais novos);
  • Convolvulus arvensis, uma flor bastante comum e conhecida por nomes tão diversos como Corriola, Corriola-campestre, Corriola-mansa ou ainda Verdeselha ou Verdisela;
  • Centaurea sp., que abrange várias subespécies de flores conhecidas por Cardos.

Lembre-se que outras espécies de flores, silvestres ou não, bem como ervas aromáticas, são também amigas das abelhas! É o caso da lavanda, a sálvia, os coentros, o tomilho, a calêndula, a papoila ou o girassol.

A Associação Brasileira de Estudos das Abelhas (A.B.E.L.H.A.), com apoio do Instituto Biológico de São Paulo, lançou em 2017 o e-book “Biodiversidade em ação: conservando espécies nativas – Corredores ecológicos urbanos… seguindo a trilha da jataí em São Paulo”, das pesquisadoras Isabel Cruz Alves, Marilda Cortopassi-Laurino e Vera Lucia Imperatriz-Fonseca.

Aobra é um guia prático para orientar cidadãos de centros urbanos que queiram promover corredores de plantas destinados a conservar a biodiversidade local, denominados corredores ecológicos urbanos, compostos por vegetações de diferentes características (arbustos, árvores) que fazem a conexão entre áreas naturais ou seminaturais, auxiliando na sobrevivência de muitas espécies, isoladas umas das outras pelas construções urbanas.

“Essas áreas verdes possibilitam a sobrevivência dos animais que as polinizam e os que dispersam suas sementes, num ciclo de ajuda mútua bom para todos”, explica Isabel Cruz Alves, que concebeu e organizou a obra.

Um dos caminho é por meio da conservação da abelha jataí (Tetragonisca angustula), uma espécie sem ferrão inofensiva ao homem, por isso mesmo, ideal para áreas urbanas, e que são excelentes polinizadoras. O livro traz detalhes sobre as abelhas e ensina como identificar e proteger ninhos de jataís.

“Biodiversidade em ação: conservando espécies nativas” é a terceira publicação lançada pela A.B.E.L.H.A. neste ano. Ele foi precedido por “A história natural ilustrada de um polinizador: a abelha mamangava Xylocopa frontalis” e pela versão em português de “Soja e Abelhas”, publicado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Beezze-se: O Elo Perdido (2019), The Bee Is The Most Important Of The Planet, As abelhas-azuis, Protea, Abelha, o ser humano mais importante do planeta, Abelha Mãe, O Jardim do Éden e os Anunnaki, Abelhas nos telhados de Paris, Manual de Apicultura em Pequena Escala

Como Tirar Ferrugem com Pilhas, Coca-cola, Maizena, Papel Higiênico e Vinagre!!!

Como Tirar Ferrugem com Pilhas! – Eletrólise. Celso Cavallini

Lista de material:

– Pilhas; Fonte de NoteBook; Carregador de bateria; Bateria 6v ou 12v

– Fios de 2 cores

– Fita isolante

– Alicate

– Arame

– Garrinhas tipo jacaré

– Sal

– Vasilha com água

– Colher

– Metal de sacrifício

– Escova de metal ou Palha de aço – Bucha – Lixa

ferrugem- Qual a melhor maneira de tirar ferrugem faça você mesmo #138 – BR2 brasileiros um dia por vez

04 maneiras de retirar ferrugem, peças oxidadas: Eletrólise; Vinagre; Coca-Cola, Gel em pasta de amido de milho e vinagre

Removendo ferrugem com papel higiênico – Meantime

Um método de remover a ferrugem apenas utilizando papel higiênico e vinagre de álcool, fácil, sem lixar, e sem utilizar produtos caros.

Ferruzem-se: Ferro de passar, FERRO VELHO DE MINIATURAS, Piscina biológica sem cloro, Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Patinhos, versão combustível!, Sal e vinagre, Amaciante de que?!?, 10 utilidades do sal úteis no dia-a-dia

iDvogados

GREG NEWS | DELIVERY – HBO Brasil

O delivery conquistou de vez os consumidores, e ajuda a evitar aglomeração em mercados e lojas, até mesmo porque muitos estão proibidos de funcionar em seu espaço físico, exceto os serviços essenciais, os problemas desse tipo de serviço também foram potencializados. Jessica MouraAlmanaque SOS

A média de brasileiros que permaneceram dentro de suas residências já atingiu o pico de 69,6%, segundo informações da empresa de inteligência a partir de dados de localização, In Loco.

Os entregadores não têm vínculo empregatício com as empresas de onde recolhem os produtos ou com os representantes dos aplicativos. Para 3,8 milhões dos entregadores, essa é a principal fonte de renda. Com uma rotina de 12 horas de trabalho, eles têm de estar disponíveis e aceitar todos os pedidos para não perder as bonificações.

O ator e humorista Gregório Duvivier, a frente do programa Greg News, da HBO, juntamente com sua equipe do programa decidiram agir: comproram o domínio idvogados.com.br, e agora convoca programadores voluntários para tornar o que é apenas um link de uma página vazia em uma plataforma on-line para unir advogados trabalhistas e entregadores, garantindo os direitos desses trabalhadores.

Gregze_se: Pare e pense, Gloss Delivery, Extra, mais roubado!!! Black Friday, Jeremias 5, Os Cegos e o Elefante, Jeunesse, Verdade Ou Mentira?, Aplicativos para fazer chamada de vídeo, inspirAR, o respirador e outros brasileiros!!!, Substituto de agrotóxico: eucalipto, Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro

Poupatempo Digital

“No momento do distanciamento social e das dificuldades que as pessoas encontram por conta da orientação de ficar em casa, a utilização do serviço digital facilita e poupa tempo. Agora, mais de 60 serviços são feitos integralmente, de forma rápida e gratuita, pelo celular. Você não precisa e não deve sair da sua casa”, disse o governador de São Paulo, João Doria. Allan GavioliInfoMoney

O aplicativo será o primeiro projeto do estado a utilizar o LoginSP, um autenticador desenvolvido para que o cidadão paulista tenha um nome de usuário e senha único para acessar os serviços do Estado.  A plataforma foi desenvolvida pela Prodesp, empresa de tecnologia do Governo de São Paulo.

O app oferecerá todos os 40 serviços já disponíveis online no portal do Poupatempo, como Atestado de Antecedentes Criminais, serviços da CDHU, Sabesp e Educação, bem como a emissão de boletos e certidões municipais, e ainda inclui mais 25 opções. Estas serão exclusivas do app, e por enquanto apenas 17 estão liberadas, incluindo solicitação de segunda via e renovação da CNH, Licenciamento de Veículos, IPVA 2020, acordo da CDHU, acesso ao Seguro Desemprego, Carteira de Trabalho, entre outros. Felipe JunqueiraCanaltech

Para baixar o app, é só buscar por Poupatempo Digital, desenvolvido pela Prodesp, na App Store ou na Play Store. Ou, de preferência, é só clicar neste link, se o seu dispositivo for um Android. O app ainda não está disponível na loja da Apple. Se optar pela busca, certifique-se de verificar o desenvolvedor antes de baixar: PRODESP – Cia de Proc. de Dados do Estado de SP. Governo de SP

Serviços e órgãos disponíveis no app

Detran-SP: Segunda via da CNH, Renovação da CNH, CNH Definitiva, Certidão de Prontuário, Consulta de Pontos, Consulta de Multas, Pesquisa de Débitos de Veículos de Terceiros, Multas de veículos, Situação do Licenciamento, Licenciamento (CRLV), Indicação de Condutor, Consulta de Centro de Formação de Condutor (CFC), Consulta de Empresa Credenciada de Vistoria (ECV), Consulta de Peças Usadas, Autenticidade de Certidões e o acompanhamento da emissão de segunda via de CNH.

– IIRGD: Acompanhamento da emissão de RG.

Secretaria de Desenvolvimento Econômico: Seguro Desemprego, Carteira de Trabalho e Intermediação de Mão-de-Obra (IMO).

Secretaria da Fazenda e Planejamento: Consulta de IPVA.

– Secretaria de Habitação – CDHU: Acordo

– Cetesb: Qualidade do Ar.

– Metrô/CPTM: Situação das linhas do Metrô/CPTM.

SABESP.

Secretaria da Educação.

Secretaria da Saúde.

Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho.

Prefeituras: Jales e Lençóis Paulista, Salto e Aguaí.

Poupeze-se: GeoSampa, Brumadinho made Japan?!?, CADTEC e Lei de Zoneamento, Governo Aberto, Iniciativas Solidárias frente ao Surto do Coronavírus, Maior encontro dos povos indígenas do Brasil será on-line, Os heróis invisíveis da vida selvagem, Google Station

BATERIA ULTRA QUICK

Uma startup chamada Echion Technologies afirma que criou uma forma de carregar carros elétricos em apenas seis minutos. A empresa foi fundada pelo Dr. Jean De La Verpilliere enquanto ele estudava para seu doutorado em nanociência na Universidade de Cambridge. Apesar de todos os benefícios prometidos, a empresa não divulgou informações sobre a composição ou se há algum “efeito colateral” que possa comprometer as baterias no qual for implementado. Luiz Nogueira, editado por Liliane Nakagawa

“Os pós (grafite) são os componentes centrais de uma bateria de lítio. Este é um novo tipo, que permite recargas em até seis minutos, não em 45. Isso inclui até mesmo os carros, que serão quase tão fáceis de carregar quanto reabastecer convencionalmente”, contou La Verpilliere ao Cambridge Independent. Olhar Digital

Em teoria, substituir os ânodos de grafite presentes nas baterias de íon-lítio por versões feitas de silício, essa mudança faria com que veículos elétricos, por exemplo, tivessem maior autonomia com apenas uma carga. Luiz Nogueira, editado por Fabiana Rolfini

A empresa Enevate, de Irvine, na Califórnia, criou uma espécie de filme poroso feito principalmente de silício puro. O projeto, feito por Benjamin Park, além de ser barato, pode levar um veículo elétrico a ter 30% mais alcance do que se usasse uma bateria normal, prometendo que, com uma carga de apenas cinco minutos, o carro elétrico consiga trafegar por até 400 km. Olhar Digital

Uma nova tecnologia, desenvolvida por cientistas da Universidade Penn State, nos Estados Unidos, pode ter achado uma solução para o problema: uma bateria elétrica-voltz, conhecida como EV, capaz de recarregar 100% o carro em cerca de 10 minutos. A bateria, segundo os responsáveis por seu desenvolvimento, consegue aguentar até 2 mil e 500 recargas, o que, em quilômetros, equivalem a cerca de meio milhão de quilômetros andados. Os cientistas estão estudando se existe a possibilidade de desenvolver uma bateria EV capaz de carregar um carro em até 5 minutos. O relatório da pesquisa foi publicado na revista Joule. Maria Eduarda CuryExame

Carro Elétrico Carregando

Pesquisadores do Ulsan National Institute of Science and Technology, na Coreia do Norte, desenvolveram um novo tipo de bateria que é capaz de ser recarregada em poucos minutos. O processo criado pelos cientistas é capaz de reduzir o tempo de recarga da bateria de 1/30 a 1/112 em comparação às baterias recarregáveis existentes no mercado. Fernanda Morales – Canaltech

“A pesquisa é especialmente notável na medida em que superou as limitações existentes nas baterias de lítio”, afirmou ao Yonhap News o professor Cho Jae-phil. “Vamos continuar a trabalhando em uma bateria secundária capaz de ser totalmente recarregada em menos de um minuto”.

Os proprietários de veículos elétricos poderão entrar em um posto de combustível, ligar o carro, entrar na loja de conveniência e, em 10 minutos, sair com a bateria do automóvel completamente carregada. A facilidade é prometida por um grupo de pesquisadores do Centro de Motores Eletroquímicos de Penn State, nos Estados Unidos. Correio Braziliense


“Demonstramos que podemos carregar um veículo elétrico em 10 minutos e fazer isso mantendo 2.500 ciclos de carregamento, ou o equivalente a meio milhão de quilômetros de viagem”, diz Chao-Yang Wang, professor de engenharia química, ciência e engenharia de materiais e diretor da instituição norte-americana e líder do estudo, apresentado na revista Joule.

Baterize-se: Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Van movida a energia solar ou com banheiro?!?, Concentrador Solar Luminescente, Carro elétrico e a drogar da bateria, Volkswagen transforma Fusca em elétrico, 900.000 km de elétrico, Free The Sun

Grandes marcas ressignificam a palavra luxo

As primeiras grandes marca a anunciarem que alterariam suas plantas fabris para produzir uniformes médicos e máscara na Itália foram Gucci, Armani, Valentino, Prada, Salvatore Ferragamo, Fendi e Miroglio. Para isso, as marcas precisaram de certificações que foram concedidas em menos de 10 dias. A maioria entrega os tecidos às costureiras que trabalham em casa. Mas a Prada, por exemplo, manteve sua fábrica aberta em Peruggia, exclusivamente para essa nova produção. Os trabalhos adaptados, que começaram dia 18 de março, tinham como meta entregar até a semana anterior à Páscoa 110 mil máscaras de proteção e 80 mil jalecos médicos. A Gucci deve produzir um milhão de máscaras e o grupo Armani também alterou toda a sua linha de produção para confeccionar macacão de proteção para uso único, e, no dia 23 de fevereiro de 2019, decidiu fazer o desfile sem público para evitar aglomerações na Fashion Week de Milão. Marcia Carinicasa.com.br

A produção dos perfumes mais caros do mundo foram interrompidas para dar espaço a tonéis de álcool gel. A LVMH, que é um grupo francês responsável pelos perfumes de grandes grifes – Dior, Givenchy e Gerlain – deve entregar cerca de 12 toneladas de álcool gel – atualmente, artigo de primeira necessidade.

No mundo, o principal fabricante de respiradores artificiais – máquina fundamental no tratamento de pessoas acometidas com a forma grave da doença – é o grupo suíço Hamilton Medical. Eles têm capacidade de produzir 220 aparelhos por semana e se organizaram para dobrar esse número. Empresas como a Airbus, a Ford, A Rolls Royce, a Siemens e a Mercedes Benz estão mudando suas fábricas e ampliando as junções com fornecedores de peças para produzir esses equipamentos. A McLaren e a Universidade de Southampton criaram o protótipo de um capuz com capacidade de proteger profissionais de saúde. O novo equipamento entrega ar limpo, 99,6% livre de bactérias, a quem o usa. As iniciativas dessas grandes marcas começaram no Reino Unido, foram adotadas por outros parques industriais na Europa, e se ampliaram para os Estados Unidos.

No Brasil, a fábrica da Mercedes Benz foi a primeira a se estruturar para a produção de respiradores de baixo custo. Mas o Senai fez uma parceria com onze grandes empresas para consertar respiradores que estão parados por falta de manutenção. Arcelor Mittal, Fiat, Ford, GM, Honda, Jaguar, Land Rover, Renault, Scania, Toyota e Vale estão juntos no recolhimento e organização desse material. Segundo a Associação Catarinense de Medicina e a Lifeshub Analytics, estima-se que chegue a 3600 o número de respiradores encostado por falta de manutenção. Além disso, com o aumento da pandemia, muitos aparelhos deverão ser revisados devido ao uso intenso. A ideia é que tanto as linhas industriais estejam preparadas para isso (higienizadas e com as ferramentas adequadas) quanto os técnicos estejam treinados para a realização dos consertos ou, quem sabe em breve, a montagem de novas máquinas.

Luxe-se: Tecnologia em Sistemas de Computação, Brasileiros criam antena que faz celular funcionar mesmo sem sinal, Cursos online e conteúdos gratuitos, Dolly vai a luta, O filtro de barro, Memória Quântica made in Rusnet, Córnea feita de células-tronco “reprogramadas”

Carro elétrico, R$ 100 por mês!?!

Citroën está lançando na Europa o Ami, um veículo elétrico urbano compacto e de baixo custo, que pode ser dirigido por qualquer um acima de 14 anos (na França) mesmo sem carteira de motorista, de 2 lugares, com apenas 2,4 metros de comprimento, equipado com uma bateria de 5,5 kWh. A autonomia é de até 70 km com uma carga, viajando a até 45 km/h. Olhar Digital

A recarga completa da bateria pode ser feita em três horas em qualquer tomada de 220 volts, sem necessidade de um carregador especial. A aparência pode ser customizada com pacotes de acessórios para mudar a cor do carro.

Loading video

Na França será possível adquirir um por apenas 19,99 Euros mensais (cerca de R$ 98), mediante o pagamento de uma entrada de 2.644 Euros (cerca de R$ 13 mil). O governo francês oferece uma dedução de 900 Euros (cerca de R$ 4.400) pelo fato de ser elétrico, o que leva o total a 1.744 Euros ou R$ 8.600 . O veículo também estará disponível para locação, com preço de 0,26 Euro (cerca de R$ 1,30) o minuto, através da locadora Free2Move.

O Citroën Ami poderá ser comprado 100% online, como entrega na casa do comprador, e também estará disponível em lojas como a Fnac e Darty. A montadora começará a aceitar pedidos em 30 de março, com previsão de entrega das primeiras unidades na França em junho. Citroën

Cintrozen-se: Movida a água, Aposentadoria da Água, Carro elétrico, 900 km com uma carga, O carro flutuante, Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Lamborghini faz parceria com MIT para supercarro elétrico, FUSCA ELÉTRICO – RESGATE DE CARROS CLÁSSICOS, ILHAS PARA VISITAR ANTES QUE ELAS SUMAM DO MAPA

Nissan Leaf

O Nissan Leaf é um carro principalmente urbano, mas chega à máxima de 144 km/h e também encara eventualmente uma estrada. Pode ter centro de gravidade baixo por causa das baterias sob o assoalho, mas é macio (confortável na cidade) e tem tração dianteira, então não abuse nas curvas. O chassi não parece bem dimensionado para tanto torque e o modo como é entregue. Na estrada a 100 km/h, não fez muito mais que 6,5 km/kWh. Motorshow

Em tomada comum são 20 a 40 horas, com o carregador de parede (wall box, 32A), 6 a 8 horas, autonomia de até 240 km/dia.

O Nissan Leaf é ágil, mesmo sendo um elétrico com “só” 149 cv – mas torque de 32,6 kgfm entregue imediatamente, como em todo elétrico. Suficiente para 0-100 km/h em 7s9, e retomadas e acelerações empolgantes. Há força de sobra: mesmo a 50 km/h, se você pisar fundo ele destraciona as rodas dianteiras.


“O proprietário de um Nissan Leaf nunca mais vai pisar em um posto de gasolina na vida”, comentou Humberto Gómez, diretor de marketing da Nissan Brasil. “O que estamos fazendo não é apenas o lançamento de um carro, mas sim de um movimento social, com vista em beneficiar o meio ambiente e a vida das pessoas”, complementou. Canaltech

Além do anúncio, a empresa destacou todas as funções que o carro trará, como o sistema de proteção Nissan Inteligent Safety Shield, que impede colisões e atropelamentos, o ePedal, que faz com que o condutor utilize apenas um pedal para acelerar e frear o carro e muitas outras funcionalidades, como sistema de infotenimento completo e a assistência 24 horas exclusiva para os clientes do Leaf.

Como era de se esperar em um carro desse nível (e preço), o Leaf agrega o que há de mais moderno em sistema multimídia. Com sua central A-IVI, de 8 polegadas, o equipamento permite o uso de aplicativos como Waze, Spotify, Deezer, Google Maps, WhatsApp, Car Play e Android Auto, além de muitos outros. Já o sistema Over The Air permite a atualização do software da central utilizando apenas uma rede de Wi-Fi, sem necessidade de ir ao concessionário para a troca do cartão SD.

O veículo também é o único do seu segmento com a tecnologia Vehicle-to-Grid (V2G), que permite carregamento bidirecional. Na prática, ela transforma o carro em uma bateria sobre rodas, pois permite que o carro seja carregado e devolva energia à rede ou a uma casa, se necessário.

2020 eletrizante!

Os consumidores já mostraram que têm interesse neste tipo de combustível. Filipe Alves – 4gnews

Ainda que os carros elétricos estejam longe da perfeição, principalmente com o tempo de carregamento, acredita-se que o futuro seja promissor na área. Já são muitos os fabricantes a pensar lançar o seu modelo elétrico e como sempre, quanto mais concorrência melhor e mais barato o produto final será.

Os carros elétricos para 2020 para todos os gostos e feitios.

E E; Fiat 500e – ZEEV; Mini Cooper SE; Porsche Taycan; Citroen DS 3 Crossback E-TENSE; Peugeot e-2008; Peugeot e-208; Tesla Model Y; Volvo XC40 Recharge; Renault Zoe 2020; Seat Mii Elétric; Polestar 2; Audi e-Tron Sportback; Mazda MX-30; Lexus UX300e; Opel Corsa-e; Kia e-Soul 2020

Principais vantagens de um carro elétrico

  • O ambiente agradece com menos emissões de carbono
  • Condução mais silenciosa
  • Bom poder de arranque na maior parte dos casos
  • … .

Potenciais desvantagens de um carro elétrico

  • Poucos locais de carregamento
  • Demora no carregamento
  • Pouca autonomia (na maior parte dos casos)
  • Condução silenciosa pode ser uma desvantagem
  • Troca de bateria (pode ser necessário entre 3 a 10 anos)
  • Preço geralmente mais alto

Eletrize-ze: Conversão de veículos elétricos, Carro elétrico, 900 km com uma carga, Carro elétrico e a drogar da bateria, Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro

A última despedida do Fusca!?!

A Volkswagen encerrou a produção do Fusca no México em julho do ano passado, mas só se despediu oficialmente do modelo na última terça-feira (31/dez/19). A marca publicou em seu canal no YouTube uma animação que mostra um pouco da trajetória do carro nos Estados Unidos, onde uma série especial de despedida foi lançada em 2018.

A animação termina com a silhueta da dianteira do recém-lançado ID.3, hatch elétrico considerado o terceiro carro mais importante da história da Volks junto com o próprio Fusca e o Golf.

Vale lembrar que o Fusca foi produzido no México até 2003. A primeira “reencarnação”, mais conhecida como New Beetle, foi feita no país até 2011. O último Fusca chegou logo em seguida e ficou sete anos em produção.

No Brasil, o Fusca foi montado com peças importadas da Alemanha, entre 1951 e 1959. A produção nacional durou até 1986. A pedido do então presidente Itamar Franco, o modelo foi ressuscitado entre 1993 e 1996. Guilherme Silva – Carsale

O Fusca é facilmente um dos carros mais reconhecidos na história dos automóveis”, ressaltou Saad Chehab, vice-presidente de marketing da Volkswagen. “Honrá-lo adequadamente exigia um meio com tanta versatilidade e apelo universal quanto o próprio carro”. noticias automotivas

Fusque-se: Kombi solar 1973 – Energia Fotovoltaica, Devel Sixteen, Aiways U5, na Europa, Fisker Ocean 2020, Conversão de veículos elétricos, Volkswagen transforma Fusca em elétrico, iEV20, ID.3, quer ser o Fusca elétrico.

Matéria de Capa: Empregos no futuro

Matéria de Capa

O 1 digital vem transformando a maneira como trabalhamos e também criando novas profissões. Você confiaria em um robô para tratar de seus dentes? Faria uma cirurgia delicada sem a presença de um profissional humano e qualificado? A revolução digital traz muitas surpresas. Nos Estados Unidos, por exemplo, um estudante criou um sistema para conversar com o computador utilizando apenas o pensamento. Matéria de Capa – Empregos no Futuro – 06/10/2019 – msn

Fisker Ocean 2020

Um dos grande problemas dos veículos 100% elétricos é sem grandes dúvidas o carregamento lento das suas enormes baterias.
Para atingir este marco incrível, o futuro SUV vai ser capaz de receber pelo menos 350kW de energia através do carregador super-rápido fornecido pela Electrify America. Tenha em conta, que a maioria dos carregadores atuais (especialmente em Portugal) não conseguem fornecer este tipo de velocidades de carregamento. (Nem de perto nem de longe). Leak

O principal plano de negócios da empresa, que pretende que os seus clientes paguem uma mensalidade no valor de 379$ dólares, após um depósito inicial de 2999$. Dito isto, os entusiastas interessados podem desde já reservar este modelo com um único depósito de 250$ dólares, através da aplicação Fisker.

Curiosamente, a empresa Californiana revelou também que os seus primeiros modelos de produção são maioritariamente constituídos de materiais reciclados.

Fabricante informa que o SUV Ocean vai poder contar com as tão desejadas 5 estrelas de segurança!

A empresa garantiu que este carro irá conseguir alcançar a pontuação ‘máxima’ no que se trata de segurança, com a Fisker a destacar as barras de reforço laterais deste SUV. No entanto, ainda não existem informações sobre se o veículo já foi ou não testado pelas organizações de segurança responsáveis pela classificação.

Um fato curioso acerca deste carro, é que o teto deste veículo 100% elétrico é removível de forma a garantir a experiência de um descapotável desportivo, este SUV estará apenas disponível com tração às quatro rodas, com um motor elétrico em cada eixo. A nível de autonomia a empresa garante que o veículo vai alcançar uns interessantes 482Km com uma carga completa. Silvio José

Eletrilize-se: Aiways U5, na Europa, Van movida a energia solar ou com banheiro?!?, Conversão de veículos elétricos, Carro elétrico, 900 km com uma carga, Carro elétrico e a drogar da bateria, Aline Gonçalves Santos e o fusca elétrico

Ciclista desenha rena

O passatempo de Anthony Hoyte, que tem 51 anos, de Cheltenham (150 km de Londres), é criar desenhos usando um aplicativo chamado Strava, que monitora atividades físicas. Para isso, ele planeja complexas rotas ciclísticas e pedala por elas. Seu rastro fica registrado no aplicativo, formando, ao final, a imagem de um mapa, e é aí que começa a brincadeira.

A rota desenhada para criar uma rena teve 126 quilômetros, começando em Hammersmith, no oeste de Londres, passando pelo norte até Edgware, depois seguindo para o sul e para o leste por Hampstead Heath e Wood Green, retornou ao sul através de Kilburn e Maida Vale e terminou ao longo da Euston Road, no centro de Londres.
Outras rotas que Hoyte fez de bicicleta incluem: um Yorkshire terrier em Leeds, dois elefantes em Birmingham e um bando de pássaros em Bristol. Em 2017, ele produziu seu primeiro trabalho ao pedalar a imagem de um boneco de neve em Londres, seguido por um Papai Noel, no ano passado, em Birmingham. UOL
“Cometi alguns erros, mas eles são tão pequenos, que ninguém notará realmente. Estou feliz. Se parece com o que eu queria que parecesse.”… – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2019/12/10/ciclista-pedala-por-9-horas-em-londres-para-fazer-mapa-com-desenho-de-rena.htm?cmpid=copiaecola