SHOWLIVRE 20 ANOS – PITTY

O Showlivre está completando 20 anos de existência e para comemorar essa marca histórica estamos resgatando algumas das apresentações que marcaram essas duas décadas de muita música. Pra começar e celebrar a semana do rock, escolhemos a apresentação da Pitty no Estúdio Showlivre em 2014. Uma das principais figuras do rock nacional das últimas décadas, a roqueira baiana apresentou o álbum ‘Setevidas’ ao vivo em nosso estúdio

The Simpsons Composer Alf Clausen

Lior Phillips stops by Moe’s Tavern to talk to the man behind the music. Consequence – April 8, 2017

Thirty-five years ago this month, America’s favorite animated family made its debut as part of The Tracey Ullman Show. Lior Phillips speaks to longtime songwriter Alf Clausen, who is arguably the oldest member of the Simpson family, having been there from the start.

Clausen was born in MinneapolisMinnesota, and raised in Jamestown, North Dakota. Clausen was interested in music from a young age. He counts composer Henry Mancini as one of his heroes; his book Sounds and Scores inspired him. He began playing the French horn in the seventh grade and also learned piano; and he sang in his high school choir. He continued playing and learned to play the bass guitar, stopping singing because the choir met at the same time as the band. Wikipedia, the free encyclopedia

He studied mechanical engineering at North Dakota State University although, after being inspired by his pianist cousin, switched his major to musical theory. Whilst there, Clausen took a correspondence course at Boston‘s Berklee College of Music in jazz and big band writing.

You may not know the name, but he’s been one of the most influential and talented musicians you’ve heard for most of his life. For more than two and a half decades, Alf Clausen has been in his living room, the roots of his music entwining the joy receptors in his brain for half an hour at a time, which seemingly covered every genre from Latin jazz to jazz music. Broadway and wrote songs you know by heart, songs that can bring a smile to your face year after year.

He was also featured on The Simpsons albums and worked with Jackson Browne, David Byrne, The B-52s and U2. I’ve got two Emmys. One for “I’m Checkin’ In” and the other one where Homer wants the house of ill repute torn down, and Bart is working there and wants to keep it….

Alf Clausen has composed the music for every episode of The Simpsons over the past 27 years. He’s the man behind endlessly entertaining hooks like “We Put the Spring in Springfield” and “You’re Checkin’ In” (both of which won him Emmys). He is the never-before-seen but always-felt main character, alongside the intrepid Simpson family, the mastermind behind the nearly 30 musical cues in each episode.

Alf Clausen participa do 2016 ASCAP Screen Music Awards no The Beverly Hilton Hotel em 24 de março de 2016 em Beverly Hills, Califórnia.Paul Archuleta/FilmMagic

Alf Clausen is an American film and television composer. He is best known for his work scoring many episodes of The Simpsons, for which he was the sole composer between 1990 and 2017. Clausen has scored or orchestrated music for more than 30 films and television shows, including MoonlightingThe Naked GunALF and Ferris Bueller’s Day Off. Clausen received an Honorary Doctorate of Music from Berklee College of Music in 1996. Darryl HintonWikitrusted. 17 de julho de 2021

The longtime Simpsons composer sued his dismissal from the long-running series, saying he was discriminated against because of his age and a perceived disability. Associated PressBillboard. 08/6/2019

The lawsuit filed by Alf Clausen in Los Angeles Superior Court on Monday (August 5) for age discrimination, wrongful termination and retaliation comes nearly two years after Clausen says he was fired from writing and conducting all of The Simpsons.

Palavras Perdidas: AS PREVISÕES DE NOSTRADAMUS PARA 2021 e DOS SIMPSONS PARA 2022!, Simpsons Turn Down For What, The Pink Sedan (Simpson’s Family Sedan), Puta fã!?!

Death Proof -À Prova de Morte- (Tarantino) dublado pt

Death Proof -À Prova de Morte- (Tarantino) dublado pt. canal rebelde

À Prova de Morte (Death Proof, 2007) é a segunda parte de Grindhouse, projeto criado, escrito e dirigido por Quentin Tarantino e Robert Rodriguez. A empreitada era uma homenagem dos dois aos filmes de terror dos anos 70 que eram exibidos nos drive-in. Produções de custo barato que abusavam da estética exploitation: exploração do sexo, violência, drogas, monstros, nudez, kung fu, etc. Esses filmes se calcavam muito mais na publicidade desses temas do que nas qualidades da obra.

A maneira encontrada para reverenciar o gênero foi abusar do tom humorístico. Um claro exemplo é a criação de trailers falsos dirigidos por colegas cineastas como Eli Roth (O Albergue), Rob Zombie (A Casa dos 1000 Corpos) e Edgar Wright (Todo Mundo Quase Morto) e que foram exibidos entre um e outro. Para completar, os filmes receberam um “envelhecimento artificial”, como se rolos estivessem com defeitos e partes faltando. Afinal, era dessa forma que as tais sessões duplas aconteciam na época, justamente pela falta de preocupação dos exibidores.

Infelizmente, o filme não foi bem recebido nas bilheterias estadunidenses. Especialistas alegaram que a geração de hoje em dia pouco conhecia a estética grindhouse. O jeito foi desmembrar o projeto em dois filmes: Planeta Terror, de Rodriguez e este À Prova de Morte, de Tarantino.

Para a felicidade dos fãs do diretor de Cães de Aluguel, essa divisão, deixou o cineasta mais à vontade para tornar o filme um legitimo produto de sua autoria. Em relação ao que foi visto em Grindhouse são 20 minutos a mais de cenas. Assim, mais uma vez o tema serviria como um trampolim para que Tarantino pudesse destilar suas filosofias e brincar com a sua obsessão com a cultura pop. Foi assim em Pulp Fiction (novela policial), Jackie Brown (black exploitation) e KillBill (kung fu).

À Prova de Morte tem todos os elementos que consagraram o cineasta e o tornaram um dos mais imitados ao redor do planeta. Estão lá diálogos ácidos, violência graficamente estilizada, exploração do erotismo feminino com personagens marcantes e palavreado chulo, entre outros maneirismos do cineasta. Tudo isso com uma trilha sonora recheada de clássicos de todos os gêneros pontuando as cenas. As tomadas são construídas com diferentes ângulos. E tome close-ups de pés descalços, rostos e personagens dando longas tragadas em seus cigarros. Percebe-se também elementos cênicos que conectam com seus filmes anteriores, seja com personagens, locais, músicas ou marcas de produtos que não existem.

Ao mesmo tempo, À Prova de Morte não abandonou a estética grindhouse. Tarantino, mais uma vez, homenageia um gênero sem deixar de ser original, provando que seus longas não são uma simples cópia de produções do passado, mas sim um flerte com a cultura pop que dialoga com o passado, presente e futuro. Com esse recurso, ele rompe barreiras de tempo e espaço e transporta os espectadores para um outro universo. Aqui, ele flerta com o desejo latente entre carros potentes e vigorosos em equilíbrio com a anatomia feminina. Mais anos 70 impossível.

A trama envolve um dublê misógino que utiliza seu automóvel para matar suas vítimas. O personagem chama-se Stuntman Mike e é interpretado na medida pelo veterano Kurt Russell. Até mesmo o jargão de que um carro potente substitui um pênis pequeno ou inoperante não escapa. O elenco se completa com um desfile de beldades que têm seus dotes explorados ao máximo pela câmera excitante de Tarantino. Com destaque para Rosario Dawson (Abernathy) e Vanessa Ferlito (Arlene), que realiza uma dança de colo enlouquecedora. Mas vale lembrar que apesar de toda a exploração erótica, o cineasta arranca ótimas interpretações de todas elas. Os personagens femininos não são meros artifícios cênicos que estão lá para proporcionar prazer para os homens. Fica evidente na primeira parte da história que Stuntman Mike dita as regras, mas conforme ele vai escolhendo seu caminho as coisas podem mudar. Nunca se sabe o que o destino nos reserva nas curvas adiante.

As cenas finais envolvendo dois potentes muscle cars são eletrizantes. Na tradução, os carros musculosos são típicos automóveis que surgiram nos anos 60 que tinham uma aparência robusta e equipados com potentes motores V8. Um sinônimo de velocidade, individualidade e atitude. Eles aqui se encontram exemplificados no combate entre o Chevy Nova negro contra um Dodge Challenger branco. Até as escolhas das cores dos carros demonstram as intenções do cineasta: é o bem lutando contra o mal. É Tarantino reescrevendo a história mais uma vez.

Quenze-se: Pizza, pizza and more pizza, a nice day., Tura Satana, Contagion, Uma Mente Brilhante, In Time, José Mojica Marins, Á Beira da Loucura ou Clube dos Suicidas, Antes que eu vá

pain and promise

Jeff Flesch  – DEVELOP. INSPIRE. TRANSFORM. Yesterday at 10:00 am

I stir the pain and promise
of another day

living amongst the calmest tides, and
between thin wispy clouds

I await

the love within this shroud
knowing the pain delivered is filled with gold
hues

and ambiguity among truths
birthed

within the mountains cold

and dark, living inside me a mark
filled with the void of time

sung from my fingertips, to the
mountain tops

I slip

into a reverie and cannot exist
a moment longer

than is needed

I withdraw
and await the heeded, love

I hope

to carry me into the gates of my beloved
where love’s already been seeded

Leonard Cohen — Graffiti Lux Art & More

House of Heart

Thank you to Jean Marc Robert – Art et Technique for sending me pics of this wonderful Leonard Cohen mural found in Montreal! I have wanted this in my collection since the moment I laid eyes on a photo of it. JMR also took pics of other art, which will be posted anon(ish). JMR – […]

Leonard Cohen — Graffiti Lux Art & More

Ver o post original

Leonard Cohen

Thank you to Jean Marc Robert – Art et Technique for sending me pics of this wonderful Leonard Cohen mural found in Montreal! I have wanted this in my collection since the moment I laid eyes on a photo of it. JMR also took pics of other art, which will be posted anon(ish). JMR – […] Leonard Cohen

Palavras perdidasLeonard Coen, Idiocracy, A inteligência emocional em 15 frases, Aleluia, TUTORIAL – Como Tocar Aleluia no Violino + Partitura (Hallelujah)

Ron Bugado

Ron Bugado (1h 47min) é um filme da 20th Century Studios e sua data de lançamento 21 de outubro de 2021, dos criador(es): Sarah SmithJean-Philippe Vine. A história acompanha um mundo tecnológico em que todas as crianças possuem um “B-bot”, um robô inteligente que os conecta com pessoas em todo o mundo, estudam e conhecem suas personalidades com base em dados e podem ser personalizados com diferentes visuais. Nathalia Jesus – Adoro Cinema

No centro desta história está Barney, a única criança da cidade que ainda não tem um B-bot, porque sua família não é chegada a tecnologias. Quando finalmente consegue ter o super robô, que se chama Ron, percebe que é diferente de todos os outros, pois funciona sem nenhuma inteligência artificial e precisa aprender tudo do zero, sem equipamentos especiais. Assim, Ron causa muitas confusões e decepções para Barney, mas acaba se tornando um grande amigo do garoto.

“[A inspiração surgiu] quando assisti ao filme “Her” de Spike Jonze e pensei “Preciso fazer um filme assim para minha filha”, porque minha filha está o tempo todo enterrada no iPad, vendo anúncios e dizendo “Mamãe, precisamos comprar esse condicionador de tecido porque faz cheirar muito bem”. E ela agia como se tudo o que ela visse no iPad fosse completamente verdade”, explica a cineasta.

Ron Bugado | Trailer Oficial Dublado20th Century Studios Brasil

Ronze-se: Desenho de criança, APRENDA A SE COMUNICAR COM DEFICIENTES AUDITIVOS OU PESSOAS SURDAS, Ademar Vieira, amazonense e suas tirinhas!!!, Rick and Morty ganha teaser live-action com Christopher Lloyd, 29 DETALHES que você PERDEU em CORALINE e o Mundo Secreto

Ghost Writer ou Escritor Fantasma!!!

Seja para escrever livros, artigos, colunas ou até mesmo textos para marketing de conteúdo, há muitas opções disponíveis no mercado para quem quer ser um ghost writer.

Ghost writer é o profissional que não recebe créditos de autoria pelo texto que escreveu. Isso faz parte de um contrato ou acordo de cessão de direitos autorais. O ghost writer escreve livros, textos, apostilas e outros materiais, vende a uma pessoa (física ou jurídica) os direitos autorais sobre essa obra e recebe por isso. Luiza Drubscky – Comunidade Rock Content

Ghostwriter é definido como um “escritor fantasma”, um escritor profissional que é contratado para escrever obras pelas quais não receberá crédito oficial, permanecendo anônimo, prática comum desde tempos imemoriais, onde secretários e escribas escreviam discursos e cartas aos governantes, ou os discípulos de um mestre completavam seu trabalho sob a sua direção e, por vezes, a título póstumo. Até hoje, é costume os presidentes lerem discursos públicos que outra pessoa os tenha escrito, ou que “escritores fantasmas” respondam a cartas de cidadãos em nome do presidente, ou que sejam contratados para escrever suas “autobiografias”. UM CANCERIANO SEM LAR.

O “escritor fantasma” nas revistas médicas gera problemas éticos e legais. A preocupação se deve ao fato de que é frequente que as empresas farmacêuticas e as indústrias de produtos de tecnologia médica possam distorcer as evidencias produzidas por ensaios clínicos e não sejam imparciais. SciELO

Posteriormente, não há nenhuma violação ou irregularidade se o texto for divulgado como sendo de autoria de outra pessoa. Aliás, é justamente isso que se pretende fazer por meio da contratação de um escritor-fantasma. Então, se não há autoria e direitos sobre a obra, por que essa é uma ocupação que tem crescido tanto no mercado de trabalho?

Ser um ghost writer é uma forma de praticar suas habilidades de redação diariamente. Quanto maior o fluxo de trabalho, mais regularidade você terá para praticar sua escrita em frente ao computador.

Com o tempo, isso não apenas melhora sua capacidade de argumentação, organização de ideias e exposição de informações importantes, como também reduz a incidência de erros gramaticais e expande seu vocabulário. Ou seja, ainda que você queira escrever textos autorais no futuro, terá muita experiência com a qual contar para aprimorar suas habilidades.

Muitas vezes, o regime de contratação de ghost writers ocorre por meio de trabalhos freelancer. Isso significa que você é contratado por obra, livro ou texto que escreve. Assim, você ganha exatamente pelo trabalho que faz. Se quiser escrever mais textos e pegar mais trabalhos, vai receber mais por isso. Se precisar dar um tempo nas atividades e tirar férias, terá que se programar com um período sem essa renda.

Porém, em sua grande maioria, os contratos celebrados para serviços de escrita ghostwriting são pagos antecipadamente ou por pacotes fechados. Se um escritor convencional precisa aguardar os royalities e variáveis de sua produção, uma vez que o cliente esteja satisfeito com seu texto, o pagamento é realizado de acordo com o combinado.

Se você sabe o quanto vai receber e em que intervalo de tempo, pode planejar retiradas mensais que se assemelham aos salários convencionais do regime CLT.

Também é possível determinar valores mensais para a construção de um décimo terceiro, poupança emergencial e para investimentos com muito mais precisão.

Não há uma área específica em que o trabalho de um escritor-fantasma é mais requisitado. Existe a necessidade de escrever sobre os mais variados assuntos, desde livros sobre nutrição, fitness e saúde, até textos sobre finanças pessoais, administração e recursos humanos.

Se você é uma pessoa criativa, curiosa e interessada em aprender sobre temas distintos de sua área de formação, terá a oportunidade de escrever em várias temáticas. O que realmente importa é a qualidade de sua redação, correção ortográfica e gramatical, além de um trabalho preciso de pesquisa e verificação de informações.

Ghost writers não serão de forma alguma vinculados à autoria dos textos que escrevem. Por mais que isso possa ser um problema para alguns redatores, isso também representa uma boa oportunidade pessoal para se distanciar emocionalmente de seus textos e escrever com mais liberdade. Ao saber que sua autoria não será identificada, você pode se arriscar a escrever sobre temas até então inexplorados, sem medo da reação do público, amigos e familiares.

Na verdade, você inclusive poderá testar suas habilidades escrevendo sobre temas que sempre te interessaram, mas que você nunca teve a coragem de pesquisar e escrever. Nesse contexto, um engenheiro poderá escrever sobre psicologia e comportamento, assim como um advogado poderá explorar seus conhecimentos sobre arte e entretenimento.

O autor de um blog, colunista ou outro profissional de produção de texto intelectual, na maioria das vezes, precisa comercializar seu conteúdo.

Isso significa vender para um veículo de informação, compartilhar nas redes sociais, interagir com os leitores para gerar engajamento por e-mail marketing, fóruns especializados e comentários no post, são muitas responsabilidades, após a atividade produtiva, que demandam tempo e estratégia comercial.

Um ghostwriter não precisa se preocupar com a gestão comercial e relacionamento com leitores, e pode concentrar na produção de conteúdo. Isso é especialmente prazeroso para quem prefere criar a fazer marketing.

Uma paciente de câncer de mama de endstate de meia idade deitava-se na cama e conta sua história de vida para uma escritora fantasma escrever sua biografia e seu livro de memória depois de ela morrer.

Em geral, o ghost writer não é contratado diretamente pela pessoa ou empresa que assumirá a autoria dos textos. Esse tipo de distanciamento também é benéfico ao redator, que poderá escrever com mais liberdade e autonomia, tendo recebido suas instruções de escrita de forma objetiva e sintética.

Lidar com clientes é um problema para muitas pessoas, principalmente, aquelas mais introvertidas ou que têm pouca paciência para lidar com o público. Geralmente, o escritor-fantasma não tem que se preocupar com isso.

Cada vez mais, empresas, colunistas e outros interessados estão migrando sua atuação para plataformas online (sites, apps, blogs, redes sociais, etc.). Isso faz com que a importância do marketing de conteúdo, por exemplo, seja ainda maior.

Blogs institucionais são uma boa forma de atrair clientes, enriquecer os produtos e serviços oferecidos, além de fidelizar consumidores. Por essa razão, há uma demanda crescente por redatores nessa área. Além disso, os desenvolvimentos tecnológicos que facilitaram o acesso a e-books e outras obras digitais também expandiram as possibilidades de atuação como escritor.

Para se tornar profissional, não é preciso ter uma formação específica em letras, jornalismo ou áreas similares. Embora isso ajude bastante, não é um fator que elimine um candidato que goste de escrever e tenha bons conhecimentos gerais.

Escrever sobre pães sem glúten, pão-de-queijo sem glúten, água e até glúten sem glúten vai bombar! O conteúdo deve ser relevante para quem vai comprar, uma vez que ele atrairá o consumidor até dentro da padaria.

Quando ele chegar lá, o padeiro — ou o cheirinho do pão — se encarregará de fechar a venda.

Memes are funny not just because they are ridiculous, but because they point out something ridiculous about life. The fact is that most of us know very little about what other people do for a living. DAVID LEONHARDT – The Happy Guy Marketing

We have neighbours, and we have no clue what they do.

We meet people on the job, doing their job, and we still have no clue what they do.

We have brothers and sisters and aunts and, yes, spouses…and we have no clue what they do.

And many of us would be hard pressed to explain what we, ourselves, do. Yes, it sounds ridiculous. But it’s also true, and it’s reflected in the last two panels of most of these memes:

  • What I think I do.
  • What I really do.

É preciso escolher aquela que se adapta melhor ao seu estilo ou que lhe dará mais oportunidades de ganho e aprendizagem.

Textos escritos com estratégias de otimização do conteúdo. Ou seja, além de informarem o leitor, também contribuem para que os mecanismos de buscas priorizem o texto nos resultados.

Nesse caso, os conhecimentos de marketing de conteúdo se fazem necessários. Nos blog posts, a persona, o tipo de linguagem, o SEO e suas outras diversas estratégias farão companhia aos demais conhecimentos do escritor fantasma.

São conteúdos maiores, que exigem entrevistas e pesquisas mais intensas e estão atreladas a profissionais e pessoas que têm uma história para contar, mas não sabem como fazê-la interessante por meio das palavras.

Existem autobiografias, biografias de presidentes, de famosos, empresários, atletas, modelos, artistas e mais uma infinidade de temas que podem ser explorados pelo ghostwriter.

Além de contribuir para a concepção do conteúdo, nessa modalidade você também estará transmitindo seus conhecimentos. Ele pode ter, por exemplo, o domínio do conteúdo, mas não saiba como desenvolvê-lo.

É parecido com a relação do escritor fantasma na produção de uma biografia e com o foco mais direcionado para a área jornalística ou comercial de uma empresa.

Bom, você já viu que existem diversas oportunidades e iniciar na carreira não é propriamente difícil. Então, o que ainda é preciso considerar?

A rotina de um ghost writer não é livre de desvantagens. Inclusive, é preciso lidar com diversos problemas no dia a dia, que podem ser mais ou menos graves, a depender da personalidade e das características de cada redator.

Já que o texto não é seu, você precisa encontrar exatamente a voz de seus clientes. Muitas vezes, a linguagem deve ser jovem e informal, enquanto em outras precisa ser elaborada e técnica. Ou seja, cada texto apresenta necessidades próprias. Você precisa conseguir adaptar sua linguagem a elas!

Você está confortável com a ideia de ceder completamente seus direitos sobre um texto? Algumas pessoas não se sentem bem com essa ideia, preferindo escrever apenas para sites e editoras que garantam seus créditos de autoria.

Para suprir essa necessidade, você pode criar um blog para fazer suas publicações pessoais, com os temas que curte, e de quebra, ainda pode transformá-lo em seu currículo online e atrair clientes.

Ghost writers, normalmente, são contratados em regime de prestação autônoma de serviços (freelancer). Isso pode significar uma relativa incerteza profissional, já que há épocas com mais oferta de trabalho e outras com menos.

Para superar essa incerteza, é preciso muito planejamento e disciplina financeira, além de um bom histórico de compromisso e relacionamento com seus clientes para garantir maior regularidade de serviços no futuro.

Se você quiser se aventurar como uma profissional autônoma e abrir mão do conforto e abundância de tarefas das plataformas de redação, terá que negociar e colocar preço em sua produção. Ela poderá ser realizada de acordo com o tamanho do texto, volume de caracteres ou palavras, por exemplo.

É preciso preparar psicologicamente e financeiramente, pois, será freqüente ouvir contrapropostas indecentes, que desvalorizam seu trabalho e dedicação.

Existe Guarani em São Paulo
Conhecimento e cultura dos povos ancestrais.

Em alguns casos, será preciso aceitar ofertas de trabalho com valores abaixo de mercado e ainda ter que cobrar do cliente caso ele atrase seus pagamentos.

Outra situação que você como escritor-fantasma independente terá que lidar é com a concorrência. Fora de uma plataforma, será necessário disputar clientes com agências de conteúdo grandes e outros profissionais mais experientes ou dispostos a receberem bem menos que o projeto efetivamente vale.

Do you know what you really do? I mean, do you know what you do well enough to create a meme like this for yourself? The challenge is on!

Contact me: edsjesusii@gmail.com.br

Palavras perdidas: A INVASÃO DO BRASILPEIXE-BOI MARINHOA vida como ela é, Marvel, ThunderComics, Guia dos Quadrinhos, Flash na Biblioteca, Jornada ninja,Via Láctea pelo navegador, Criacionismo., Blue Dragon (Dragão azul), Neil Armstrong, Signo Geek, Cifras

Divine Hammer

The Breeders – Divine Hammer (Official Video). 4AD

Divine Hammer – The Breeders. letras.mus

I’m just looking
Just looking for a way around
It disappears this near
You’re the rod I’m water
I’m just looking for the divine hammer

One divine hammer [2x]

I’m just looking for one divine hammer
I’d bang it all day
Oh the carpenter goes bang
Bang bang
I’m just looking for the divine hammer

One divine hammer [2x]

I’m just looking for a faith
Waiting to be followed
It disappears this near
You’re the rod I’m water
I’m just looking for one divine hammer

One divine hammer
Divine hammer

Breeders – “Divine Hammer” (1993) (co-directed with Spike Jones and Kim Gordon). RICHARD KERN

Divize-se: Wellcome Boxerville (Adulto), De Jobim a Hermeto, EU ESCOLHI VOCÊ, Insensatez, My Favourite Game

Dia Internacional da Maconha – Weed`s Day

O dia 20 de abril, grafado como 4/20 em inglês, é comemorado internacionalmente como Weed`s Day. Traduzindo, é o Dia Internacional da Maconha. Ou Pot Day, como é conhecido em outros países. Jesus Hemp

14249

A data sempre foi marcada pela realização de mobilizações, marchas e manifestações, cujas lutas se centram na descriminalização e na regulamentação da maconha a nível global. Sociedade Brasileira de Estudos da Cannabis (SBEC)

Originária da região do norte do Afeganistão, a planta Cannabis Sativa, a maconha, é utilizada há aproximadamente 6.000 anos. O primeiro escritor a mencionar o uso do cânhamo em cordas e tecidos é Heródoto, um historiador grego que é considerado o pai da história. A fibra do cânhamo, presente no caule da maconha, foi muito utilizada nas cordas e velas dos navios gregos e romanos, e era usada também para fabricar tecidos, papel, palitos e óleo. ENTRETENIMENTOS

flor coracao vermelho São Paulo pode criar hoje o “Dia Municipal da Maconha Terapêutica”

Há registros do uso medicinal de maconha desde a era de Assurbanípal, o último grande rei da Assíria, que morreu em 626 a.C., de acordo com relato histórico no livro Cannabinoids as therapeutic agents (Canabinoides como agentes terapêuticos), publicado em 1986 pelo bioquímico israelense Raphael Mechoulam. Também há registros no Egito antigo, na Grécia e na Roma antigas. O naturalista Plínio, o Velho (23-79 d.C.), da Roma Antiga, descreveu em detalhe o uso médico.

Da Idade Média ao século XIX os registros continuaram na Europa, na Índia e na Pérsia (atual Irã), na medicina tradicional chinesa. Com o uso generalizado, tanto do ponto de vista geográfico como em tipos de tratamentos, o surpreendente é que a partir do século XX tenha se tornado uma substância tão proibida nos países de cultura ocidental. Aconteceu por motivos principalmente políticos, com liderança norte-americana.

Mas como surgiu o código 4:20? O que, dentro da cultura canábica, é um número usado para se referir ao ritual do uso da maconha, tem a origem em um mito da Califórnia. Por coincidência, um dos primeiros estados americanos a autorizar o uso medicinal (1996) e recreativo (2016) da maconha.

20 de abril ou 4/20: O Dia Mundial da Erva

Segundo o jornalista Steven Hager, de uma das mais conhecidas revistas especializadas em cannabis, a High Times, o termo surgiu em 1971 na Califórnia com um grupo de adolescentes da San Rafael High School, uma espécie de confraria chamada “Os Waldos”. Eles se encontravam sempre às 4:20 pm (16:20) para fumar maconha perto de um muro, na parte externa da escola.

Em certa ocasião, os jovens, que já curtiam a erva, receberam um mapa de um trabalhador da guarda costeira que levaria a uma plantação de maconha em Point Reyes, próximo à São Francisco. Outra referência era que 4:20 era um código usado para se referir ao momento que eles deveriam se encontrar para sair em busca do tesouro nunca encontrado.

Uma outra crença comum é que 420 era a polícia da Califórnia ou o código penal para a maconha. Mas não há muitas evidências sobre essa teoria. Cannabis & Saúde

Há também a versão de que existem 420 compostos químicos ativos na maconha, daí uma conexão óbvia entre a droga e o número. Mas esse número é, na verdade, superior a 500 – sendo mais de 100 canabinoides.

Segundo Steve Bloom, editor High Times, uma das primeiras publicações sobre a maconha nos Estados Unidos. o termo virou uma um código semiprivado, que os usuários de maconha vão encontrar por todos os lados. O número aparece até no filme Pulp Fiction, de Quentin Tarantino, no relógio de um dos personagens. BBC

Bom, seja como for, 4:20 se tornou universal símbolo da cultura canábica em todo o mundo. Em países onde o consumo adulto da Cannabis já está legalizado, festas e festivais são amplamente promovidos para celebrar o Dia da Maconha.

A promessa de contribuir para todos esses tratamentos tem gerado interesse na esfera acadêmica sobre a farmacopeia produzida pela planta Cannabis sativa. Uma busca na base de dados Pubmed revela um número quintuplicado de artigos científicos entre 2000 e 2019 sobre essa classe de substância.

Na mídia, as menções também se tornaram mais e mais frequentes em anos recentes, assumindo ares de novidade apesar do histórico de uso que remonta a cerca de 2 mil anos. É por isso que a empresária Viviane Sedola, fundadora da empresa Dr. Cannabis e eleita pela High Times – revista norte-americana que defende a legalização da erva – como uma das 50 mulheres que se destacaram nessa área no mundo, qualifica a planta e seus derivados como uma novidade milenar. Em alguns países, como parte dos Estados Unidos, Uruguai e Canadá, a medida adotada foi liberar o uso medicinal da maconha – por vezes a própria erva a ser fumada –, uma decisão controversa. Nos Estados Unidos também está disponível uma profusão de preparados vendidos como suplementos alimentares, cremes para a pele, biscoitos que prometem acalmar bichos de estimação estressados ou com dor, entre outros. Maria Guimarães – Revista Pesquisa FAPESP

Here’s more: Horóscopo Canábico: confira o que os astros reservam para os canabistas em 2022.Sisters of the Valley, 1ª Live MMJ – Chá das Mães Jardineiras – Farmácia Viva e Direito de Cultivo Doméstico

De Dentro do Ap

BIA FERREIRADe Dentro do Ap (part. Thata Alves) [Clipe Oficial]

De dentro do apê
Com ar condicionado, macbook, você vai dizer
Que é de esquerda, feminista defende as muié
Posta lá que é vadia que pode chamar de puta
Sua fala não condiz com a sua conduta

Vai pro rolê com o carro que ganhou do pai
Pra você vê, não sabe o que é trabai
E quer ir lá dizer
Que entende sobre a luta de classe
Eu só sugiro que cê se abaixe

Porque meu tiro certo, vai chegar direto
Na sua hipocrisia
O papo é reto, eu vou te perguntar
Cê me responde se cê aguentar, guria
Quantas vezes você correu atrás de um busão
Pra não perder a entrevista
Chegou lá e ouviu um
Não insista
A vaga já foi preenchida viu
Você não se encaixa no nosso perfil
Quantas vezes você você saiu do seu apartamento
E chegou no térreo com um prato de alimento
Pra tia que tava trampando no sinal
Pra sustentar os quatro filhos que já tá passando mal de fome?
Quantas vezes cê parou pra perguntar o nome
E pra falar sobre seu ativismo?
Quando foi que cê pisou na minha quebrada, pra falar sobre o seu
Fe-mi-nis-mo?

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

E nós? As muié preta nós só serve pra vocês mamar na teta
Ama de leite dos brancos
Sua vó não hesitou, quando mandou a minha lá pro tronco

De dentro do apê
Com ar condicionado, macbook, você vai dizer
Que é de esquerda, feminista defende as muié
Posta lá que é vadia que pode chamar de putas
Sua fala não condiz com a sua conduta

Vai pro rolê com o carro que ganhou do pai
Pra você vê, não sabe o que é trabai
E quer ir lá dizer
Que entente sobre lutas de classes
Eu só sugiro que cê se abaixe

Porque meu tiro certo, vai chegar direto
Na sua hipocrisia
O papo é reto, eu vou te perguntar
Cê me responde se cê aguentar, guria
Quantas vezes você correu atrás de um busão
Pra não perder a entrevista
Chegou lá e ouviu um
Não insista
A vaga já foi preenchida viu
Você não se encaixa no nosso perfil
Quantas vezes você você saiu do seu apartamento
E chegou no térreo com um prato de alimento
Pra tia que tava trampando no sinal
Pra sustentar os quatro filhos que já tá passando mal de fome?
Quantas vezes cê parou pra perguntar o nome
E pra falar sobre seu ativismo?
Quando foi que cê pisou na minha quebrada, pra falar sobre o seu
Fe-mi-nis-mo?

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

Sempre deixando pra amanhã
Deixando pra amanhã
A miliano que cês tão queimando sutian

E nós? As muié preta, nós só serve pra vocês mamar na teta
Ama de leite dos brancos
Sua vó não exitou, quando mandou a minha lá pro tronco

De dentro do apê
De dentro do apê
De dentro do apê
De dentro do apê. Letras

Apze-se: A voz do milênio, Feminismo não, ser humano!?!, Xibom Bombom, Feminismo, vai estudar!?!, Feminista versus World, Rio 40 Graus, street art girl, Quebrada Queer, Yuka, Marcelo., Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira

🏹 Garanta já sua vaga para o Acampamento Terra Livre 2022 🏹

Le Congrès brésilien accélère un projet de loi génocidaire sur le “paquet de la mort”, PL191, afin d’ouvrir les terres autochtones à l’exploitation minière – une activité interdite par la Constitution.Selon les dirigeants autochtones, «Cela détruira notre forêt et contaminera les animaux et les poissons, ainsi que notre sol et nos eaux sacrés.» Les peuples autochtones ont manifesté devant le STF (Cour Suprême Fédérale) de Brasilia appelant les législateurs : «Ne légalisez pas le vol de nos terres et la mort de nos enfants !» Barbara Crane Navarro in: Tiny Life

🏹 Acampamento Terra Livre 2022 🏹

Esse ano o ATL retoma suas atividades presenciais em Brasília, entre os dias 4 e 14 de abril, com o tema: Retomando o Brasil: demarcar territórios e aldear a política. Existe Guarani em SP

Preenchendo o formulário abaixo você garante sua vaga no busão que sairá da Barra Funda, dia 10/04 de manhã e volta 15/04.

No formulário de inscrição tem mais informações!

Formulário: http://soniaguajajara.com.br/atl-2022/

Nos vemos na luta! ✊🏼

Acampamento Terra Livre, ano de 2021, segunda edição virtual. Demarcando as telas e lutando por direitos.

Após o pior março das nossas vidas, traremos o abril de maior mobilização das nossas lutas! Vimos mais de 1000 dos nossos caírem para a pandemia da covid-19, e sentimos a dor da perda de nossos velhos. Mas nós, povos indígenas, também temos ao nosso lado a força dos ancestrais. Há dezessete anos realizamos o Acampamento Terra Livre, e no ano de 2021 realiamos a nossa segunda edição virtual. Demarcando as telas e lutando por direitos entre os dias 5 e 30 de abril.

O abril indígena é uma das principais referências de mobilização popular nos tempos democráticos. Somos a maior mobilização do movimento indígena, que tradicionalmente ocupa Brasília para reivindicar nossos direitos garantidos na Constituição de 1988. Em 2020, fomos o primeiro grande movimento a realizar uma programação inteira virtualmente no contexto da pandemia de covid-19. Continuaremos a ser a vanguarda dos movimentos sociais no combate à agenda de morte do atual governo.

J

Ao longo do penúltimo ano nos unimos a especialistas, pesquisadores e profissionais das mais diversas áreas, mas sobretudo, voltamos a nossas aldeias, a nossas terras, e falamos com os ancestrais, para discutir propostas, buscar soluções e cobrar ações. Em um mundo doente e enfrentando um projeto de morte, nossa luta ainda é pela vida.

Acompanhe nossas transmissões e a programação nas redes da Apib.

@lutaparquejaragua

Instagram: (www.instagram.com/lutaparquejaragua)

Outras lutas: Maior encontro dos povos indígenas do Brasil on-line!!URGENTE!! Votação do PL #CinturãoVerdeGuaraniOs Guarani convocam povo de SP para proteger Terra Indígena Jaraguá, Cartilhas de agroecologia, saberes técnicos e tradicionais

A voz do milênio

Elza Soares – O Samba e Elza Soares – 1961. JÓIAS DA MÚSICA
Elza Soares
nasceu no planeta fome.
Desceu o morro.
Subiu ao palco.
Cantou e encantou.
Rompeu barreiras.
Ousou.
Amou intensamente.
Sofreu duras perdas.
Teve coragem e resiliência.
Brilhou.
Partiu como estrela singular. RitaLopes.EscRita

Vinda do subúrbio do Rio de Janeiro, Elza Gomes da Conceição lutou desde o dia do nascimento pela existência. Foi mãe de nove filhos, se casou jovem, ainda na pré-adolescência, sofreu violência doméstica e ficou viúva logo depois da maioridade. Para comprar um remédio para o filho doente, ingressou como caloura no programa do Ary Barroso e, mesmo diante tanta discriminação, esses foram seus primeiros passos no mundo musical.

.
A cantora Elza Soares Christian Gaul/VEJA

“Tradução nenhuma é necessária para reconhecer a ira e a coragem de A Mulher do Fim do Mundo, da senhora Soares, uma cantora de samba de 79 anos que é celebrada há muito tempo no Brasil”, diz o jornalista Jon Pareles, do jornal americano New York Times. VEJA

“Ela faz uso de sua voz rouca, mas dominante, em músicas sobre abuso e abusadores, pobreza e história, luxúria e violência. A senhora Soares é influenciada por músicos de São Paulo que descrevem sua música como ‘samba sujo’; eles unem o samba tradicional com distorções de guitarra, tambores agressivos e som eletrônico indisciplinado que salientam quão indomável a senhora Soares continua a ser”, termina o crítico.

ELZA SOARES É FÃ DO ANIME ONE PIECE
ELZA SOARES É FÃ DO ANIME ONE PIECE. ALEXIA SILVA – Etlandia

Felizmente, o tempo veio a consagrar o nome da cantora na imortalidade, afinal, sua obra ultrapassa gerações. Aos 91 anos, ela venceu até a Covid e mais uma vez se mostrou cidadã ao dizer: Vacinem-se! A artista é adorada desde os mais idosos, que a conheceram lá na Era de Ouro do Rádio, até os mais jovens que em seus shows gritavam “rainha”! Luã DiógenesDiário do Nordeste

Perdemos a presença física de Elza Gomes da Conceição mas seu legado é eterno. Sua imagem ainda se perpetuará na memória de quem deseja igualdade e sabe que ainda moramos no “Planeta Fome”. Hoje agradecemos a vida longa de um dos nomes mais fiéis ao povo plural que nasce nesse país.

Elza Soares – Maria da Vila Matilde ( Oficial – Ao Vivo no Auditório do Ibirapuera)Elza Soares A Mulher do Fim do Mundo. Show realizado dia 03/10/15.

Maria da Vila Matilde (Porque se a da Penha é brava, imagine a da Vila Matilde!) www.amulherdofimdomundo.com

Elza SoaresO Tempo Não Para (Trilha da Novela)

Elze-se: Clarice Lispector do Samba, Clara Nunes., A INJUSTIÇADA carreira de Bezerra da Silva! Carburografia, Sambando no precipício, Rio 40 Graus, CORTA-JACA, O Tempo Não Para

Grand’ Hotel

Grand’ Hotel – Kid Abelha (versão original -1991)Markora Artist Painter

Grand’ Hotel – Kid Abelha

Se a gente não tivesse feito tanta coisa,
Se não tivesse dito tanta coisa,
Se não tivesse inventado tanto
Podia ter vivido um amor Grand’ Hotel.

Se a gente não fizesse tudo tão depressa,
Se não dissesse tudo tão depressa,
Se não tivesse exagerado a dose,
Podia ter vivido um grande amor.

Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em “Bom Dia”…

Qual o segredo da felicidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Qual o sentido da realidade?
Será preciso ficar só pra se viver?

Se a gente não dissesse tudo tão depressa,
Se não fizesse tudo tão depressa,
Se não tivesse exagerado a dose,
Podia ter vivido um grande amor.

Um dia um caminhão atropelou a paixão
Sem teus carinhos e tua atenção
O nosso amor se transformou em “Bom Dia”…

Qual o segredo da felicidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Qual o sentido da realidade?
Será preciso ficar só pra se viver?
Só pra se viver.

Ficar só
Só pra se viver…
Ficar só
Só pra se viver.

Composição: George Israel / Lui Farias / Paula Toller. letras.mus

Kidze-se: Perdidos na Noite 1986-1988, Dia Mundial do Rock (Só no Brazil), Seven Ages of Rock, Um Caranguejo Elétrico, Timeout

Planeta Água

Guilherme Arantes – Planeta Água (videoclipe colaborativo)

Videoclipe colaborativo da canção “Planeta Água”, de Guilherme Arantes, criado com fotos enviadas pelos fãs do artista em homenagem ao Dia Mundial da Água (22/03/2014).

Uma iniciativa de Guilherme Arantes, Coaxo do Sapo, Toy Comunicação Musical e Libertà Entretenimento.

Planeta ÁguaGuilherme Arantes

Guilherme Arantes
vagalume

Água que nasce na fonte serena do mundo


E que abre um profundo grotão


Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão


Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão


Águas que banham aldeias e matam a sede da população


Águas que caem das pedras no véu das cascatas, ronco de trovão


E depois dormem tranquilas no leito dos lagos, no leito dos lagos

Água dos igarapés, onde Iara, a mãe d’água é misteriosa canção


Água que o sol evapora, pro céu vai embora, virar nuvem de algodão


Gotas de água da chuva, alegre arco-íris sobre a plantação


Gotas de água da chuva, tão tristes, são lágrimas na inundação


Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão


E sempre voltam humildes pro fundo da terra, pro fundo da terra

Terra, planeta água, Terra, planeta água, Terra, planeta água

Água que nasce na fonte serena do mundo
E que abre um profundo grotão


Água que faz inocente riacho e deságua na corrente do ribeirão


Águas escuras dos rios que levam a fertilidade ao sertão


Águas que banham aldeias e matam a sede da população

Águas que movem moinhos são as mesmas águas que encharcam o chão


E sempre voltam humildes pro fundo da terra, pro fundo da terra


Terra, planeta água, Terra, planeta água, Terra, planeta água

Terra, planeta água, Terra, planeta água, Terra planeta água.

Aguaze-se: Dia mundial da Água, da vida e do planeta!!!, 10 livros que ensinam as criancas cuidar do planeta, No pincípio, era água!?!

Lá vem Papai Noel

Lá vem Papai NoelPalavra Cantada Oficial

Quem é que vem chegando bem no dia de Natal
E eu espero tanto essa data especial
Com sua barba branca e o seu roupão vermelho
Amigo das crianças, do Brasil, do mundo inteiro
Lá vem papai Noel, lá vem papai Noel
O meu papai Noel, Noel, Noel
Papai, Noel

Eu já te escrevi
Meu nome é Pauleco
Mandei minha cartinha
Meu nome é Sandreca

Lá vem papai Noel
Lá vem papai Noel

Um presente especial de Natal para todos os fãs da Palavra Cantada! Feliz Natal!

Borders

M.I.A.Borders. letras.mus

Freedom, ‘I’dom, ‘Me’dom
Where’s your ‘We’dom?
This world needs a brand new ‘Re’dom
We’dom – the key
We’dom the key’dom to life!
Let’s be ‘dem
We’dom smart phones
Don’t be dumb!

Borders (what’s up with that?)
Politics (what’s up with that?)
Police shots (what’s up with that?)
Identities (what’s up with that?)
Your privilege (what’s up with that?)
Broke people (what’s up with that?)
Boat people (what’s up with that?)
The realness (what’s up with that?)
The new world (what’s up with that?)
Am gonna keep up on all that

Guns blow doors to the system
Yeah fuck ‘em when we say we’re not with them
We’re solid and we don’t need to kick them
This is north, south, east and western

Queen (what’s up with that?)
Killing it (what’s up with that?)
Slaying it (what’s up with that?)
Your goals (what’s up with that?)
Being bae (what’s up with that?)
Making money (what’s up with that?)
Breaking internet (what’s up with that?)
Love wins (what’s up with that?)
Living it (what’s up with that?)
Being here (what’s up with that?)

Guns blow doors to the system
Yeah fuck ‘em when we say we’re not with them
We’re solid and we don’t need to kick them
This is north, south, east and western

We representing peeps, they don’t play us on the FM
We talkin’ in our sleep, they still listen on a system
We sittin’ on a stoop
Where we get a scoop
This is how we keep it cool
This is how we do

Egos (what’s up with that?)
Your values (what’s up with that?)
Your beliefs (what’s up with that?)
Your families (what’s up with that?)
Histories (what’s up with that?)
Your future (what’s up with that?)
My boys (what’s up with that?)
My girls (what’s up with that?)
Freedom (what’s up with that?)
Your power (what’s up with that?)

Guns blow doors to the system
Yeah fuck ‘em when we say we’re not with them
We’re solid and we don’t need to kick them
This is north, south, east and western

We representing peeps, they don’t play us on the FM
We talkin’ in our sleep, they still listen on a system
We sittin’ on a stoop
Where we get a scoop
This is how we keep it cool
This is how we do

Gonna keep up on all that
Gonna be doing it like that

Borderze-se: Paper Planes, Rape Me, Cântico para a Deusa Tríplice, UM PASSADO AINDA MUITO PRESENTE, Barulho D’água