Dinamarca, combate depressão com vitamina de cultura

Segundo a OMS, até 2020 a depressão será a doença mental mais incapacitante do mundo. Porém, alguns países estão buscando maneiras alternativas de lidar com ela, como aDinamarca. Através do programa Kulturvitaminer (Vitamina de Cultura), as pessoas estão sendo incentivadas a participar de atividades culturais. A iniciativa envolve reunir pacientes em pequenos grupos, com o intuito de evitar drogas e seus efeitos colaterais. Gabriela Glette – hypeness
Por enquanto o tratamento já foi implementado em 4 cidades: Aalborg, Silkeborg, Nyborg e Vordingborg. Na cidade de Aalborg, por exemplo, o programa possui um convênio com a orquestra sinfônica local, para que desta maneira os pacientes participem de ensaios e concertos. Já foi comprovado cientificamente que ouvir música reduz o estresse e a ansiedade, ambos diretamente associados à depressão.

No entanto, também faz parte do programa passeios na praia, sessões de leitura e passeios à galerias de arte e museus. Por enquanto em fase de testes, os participantes são convidados a participar de 2 ou 3 excursões culturais por semana durante 10 semanas. Já são 200 pessoas que participam em Aalborg. Além das atividades, o simples fato de compartilhar suas experiências com outras pessoas na mesma situação tem ajudado estas pessoas.
A abordagem dinamarquesa tem mostrado resultados promissores, segundo os pesquisadores. A depressão afeta 300 milhões de pessoas no mundo e, por ser a doença mais desabilitante que existe, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, tem impactos sobre indivíduos e também sobre a riqueza das nações: estima-se que ela custe à economia global US$ 1 trilhão por ano. Scandinavianway

Além de evitar o uso de remédios e seus efeitos colaterais, o”vitamina de cultura” não requer o envolvimento direto do pessoal clínico, mas pode ser administrado por leigos treinados. A abordagem envolve reunir pessoas em pequenos grupos para experimentar tudo, desde concertos a corais comunitários, segundo registra o blog do Fórum Econômico Mundial.

Poetize-se: CVV, Efeito Werther, A MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO, SAUDAÇÃO AO SOL, A arte de culpar, OS JOVENS, O SUICÍDIO E A AUTOMUTILAÇÃO, VANUSA SABBATH,EM BUSCA DA VERDADE, LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETA, MEDO?, ATARI 2600,VIDACELL®, I WILL SURVIVE,HO’OPONOPONO, BESOURINHA, OS CINCO PRINCÍPIOS DE BEM VIVER, Love vigilantes, Setembro Amarelo

Pra quem duvidou

[Intro]
Quebrada Queer!
Apuke no beat!
[Verso 1: Murillo]
Puxei um pra abrir a mente, me faço presente
Mais respeito pra falar das bixa, conserve seus dente
Nóis chega com as rima no pente pra ficar ciente
Réu inocentado da condenação dos crente
Tô de rolê na quebrada
Com as bixa bolada
Vários olho torto
Mas nem pega nada
Nóis já tá blindada
E até armada
Porque respeito tá sendo conversa fiada
[Verso 2: Guigo]
Segura a emoção, que hoje cês vão rodar
Pediram pra eu pegar mais leve, pra não incomodar
Verdades sejam ditas, e hoje eu vim pra questionar
Mas não atravessa a pista que eu não hesito em pisar
Dona da empresa “close” e agora eu me firmei
Chamam de bíblia os versos da primeira cypher gay
Guigo virou papisa e hoje eu me canonizei
Diva do rap? Irônico que agora eu virei rei
[Verso 3: Murillo]
Disseram que eu sou brabo nas rima
E é claro, cês pira
Mas no dia a dia me oprime
E é mó covardia
Dizendo que é opinião quando é homofobia (Não fode)
Ameaçam de morte os meus
Quando foi que tudo se perdeu?
Percebe como é contraditório aqueles que matam em nome de Deus?
[Verso 4: Guigo]
Me chamaram de louco e me imploraram pra parar
Me queimam na estaca e mesmo sem saber rezar
E ainda com a crítica, trouxeram caviar
Escrevo com sangue seus nomes, pra amanhã cobrar!
[Verso 5: Tchelo]
Tchelo, Tchelo, Tchelo, Tchelo
Tchelo vem pesado, pronto pra tumultuar (yeal)
Cheio de deboche, quero mais é incomodar (vrau)
Com a mente amolada
E a língua afiada
Aqui são seis facadas perfurando sua escrotidão (aiiii)
Me achou ofensivo, então eu só lamento
Vem sentir na minha pele o que diariamente é o meu tormento
Aqui não apavora, não!
Nas mana não encosta, não!
Olha essa situação pra gente agora cê perde cifrão
Favela sinistra, na madrugada
Filha da puta assassino de trava
Se nóis te ver nem tenta correr
Que seja no inferno, nóis acha você, cuzão!
Ficou passada? Então
Aprende a fazer carão
Pois só lhes restarão ver nossa dominação! Vrau
[Verso 6: Lucas Boombeat]
E eles reduzem as notas
Eu canto e eles chora
No meu fone, a Flora
Lembro da volta pra escola
Gay, o que passo eu sei
Hoje ele implora
Play play play no meu som
Eu sei que ele toca
Pode me trazer flores na porta
Guarda esse amendoim que faz mal pra mim
Eu sou light, vegana, não encosta!
Good good, money is very good
Foda-se skr
Quero ver meu progresso
Pro meu pai um teto
E um green on the beach to the moon
Ah, cês são tudo igual, tô cansado igual
Macho coça pau se achando uau
Pensa que é o tal, cérebro sem sal
Quer biscoito? Toma!
Rar rar rar
[Verso 7: Harlley]
Cês falam muito e não dão nada pra mim
Falam demais e não dão nada pra mim
Esperam meu fim
Mas não é assim
Eu não vou rodar
Nossa união fez força
Quero ver quebrar
Se emocionou com o meu pai, mas é tua irmã que sofre
Não contestou a atitude escrota do teu parça
Riu da minha cara, mas olha onde eu tô
Onde tu sempre sonhou, mas tu desacreditou
[Verso 8: Lucas Boombeat]
Cada verso eu canto além do palco, descalço, no asfalto
Aprende o que é ser rua numa que não seja a sua
Mirando no peito do seu preconceito
Aprende o que é rap, depois bate no peito
Se não soma, some; que se foda seu vulgo ou nome
Não pago pau pra nenhum homem, vai vendo
Pode pá que não tô perdendo
Quem fecha, quem força e quem quer meu dinheiro
[Harlley]
Cês falam muito e não dão nada pra mim
Falam demais e não dão nada pra mim
Esperam meu fim
Mas não é assim
Eu não vou rodar
Nossa união fez força
Quero ver quebrar
[Refrão: todos]
Minas gritando hey
Monas gritam ho
Pra quem duvidou
Quebrada chega pra te incomodar
Bicha no jeito de ser
Bicha no jeito de andar
Se isso incomoda você
Vim pra incomodar
Que-que-quebrada
Minas gritando hey
Monas gritam ho
Pra quem duvidou
Quebrada chega pra te incomodar
Bicha no jeito de ser
Bicha no jeito de andar
Se isso incomoda você
Vim pra incomodar
Que-que-quebrada

Quebrada Queer

Se o debate em cima da democracia racial é pilar fundamental do rap, o machismo e, principalmente, a homofobia, são defeitos da cena ainda em discussão extremamente embrionária.

O Quebrada Queer nasceu por acaso. O que era para ser apenas uma música acabou virando o nome do grupo composto por seis jovens da periferia, Murillo Zyess, Guigo, Harlley, Lucas Boombeat, Tchelo Gomez e Apuke estão na faixa dos 20 e poucos anos e vieram das mais diversas regiões de São Paulo: Parelheiros, Guarulhos, Jandira e Jardim Martins Silva.

O homossexual na cena rap não é novidade, mas ainda assusta muita gente, um grupo de rap só com gays não existe no Brasil e pelo o que pesquisamos em lugar nenhum. E nós provamos que conseguimos fazer um som e que isso não depende da nossa sexualidade.
Representamos muita gente: o negro, quem é da periferia, as mulheres. Não dá para agradar todo mundo. Para alguns gays, somos muito “heteros” [por não serem afeminados]. Para alguns heteros, somos muito gays. Queremos apenas mostrar o nosso som, exatamente do jeito que somos. Não queremos tentar pertencer ou agradar algum grupo. Edu Garcia/R7
o segundo clipe do grupo que foi feito em um dia e com orçamento baixíssimo, quase que inteiro de favor com os profissionais envolvidos. Pra quem duvidou foi feito no Castelinho da rua Apa, casarão famoso no centro de São Paulo e com fama de mal assombrado por causa de um crime que aconteceu em 1937. Hoje, funciona a ONG Clube de Mães do Brasil, com quem o Quebrada pretende fazer alguns trabalhos em conjunto.
Primeiro Cypher Gay do Brasil e América Latina!!

Quebrada Queer – Guigo | Murillo Zyess | Harlley | Lucas Boombeat | Tchelo Gomez. Rap Box
Veja também: Eju Orendive, Portal Rap Nacional, Xeque Monte, Catastrofe natural?, Território, A Terra a Gastar, O povo da caixa, Tribo de Jah – Mata Atlântica, A verdade pode estar no ovo, MC SOFFIA, Rap na esteira, Brô Mc´s

Paul McCartney fumou Fela Kuti

Mr. Catra teve três mulheres e pregava, em várias entrevistas (como nos papos que teve com Silvio Essinger para o livro Batidão) a liberação da maconha. Agora corta para Fela Kuti. O rei do afrobeat casou-se com 27 mulheres de uma só vez e, quem privava de sua intimidade, dizia que ele passava os dias fumando baseados do tamanho de emissários submarinos. E assustava amigos com a alta potência da maconha egípcia que fumava. POP fantasma

“Cara, eu viajei. Era muito forte. Mais forte do que qualquer coisa que eu já tinha fumado. Não sei se tinha alguma coisa na maconha”, ele disse. “Mas, ao fim, foi uma boa noite”. Vivimetaliun

Corria o ano de 1973 quando Paul McCartney decidiu que não gravaria o próximo disco do Wings, então sua banda – o histórico “Band On The Run” – em um estúdio habitual, nem em sua casa, nem em Londres. Paul decidiu que aproveitaria que sua gravadora, a EMI, tinha estúdio espalhados pelo mundo, e escolheu a mais exótica e excitante opção: as gravações aconteceriam em um estúdio em Lagos, na Nigéria.

Mude conceitos, você pode e deve: MANUAL PLANTAS AMAZÔNICAS, Funcional Obsoleto, Produtos para Consumo de Maconha, Hemp Car, Álcool, drogas e Sacklers, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, A onda, BEBER MENOS, A VERDADE por trás da proibição da MACONHA, Hemp Church

Te desejo Vida

Te desejo VidaFlavia Wenceslau

Eu te desejo vida, longa vida

Te desejo a sorte de tudo que é bom
De toda alegria, ter a companhia
Colorindo a estrada em seu mais belo tom

Eu te desejo a chuva na varanda
Molhando a roseira pra desabrochar
E dias de sol pra fazer os teus planos
Nas coisas mais simples que se imaginar
E dias de sol pra fazer os teus planos
Nas coisas mais simples que se imaginar

Eu te desejo a paz de uma andorinha
No vôo perfeito contemplando o mar
E que a fé movedora de qualquer montanha
Te renove sempre e te faça sonhar

Mas se vier as horas de melancolia
Que a lua tão meiga venha te afagar
E que a mais doce estrela seja tua guia
Como mãe singela a te orientar

Eu te desejo mais que mil amigos
A poesia que todo poeta esperou
Coração de menino cheio de esperança
Voz de pai amigo e olhar de avô

Eu te desejo muito mais que mil amigos
A poesia que todo poeta esperou
Coração de menino cheio de esperança
Voz de pai amigo e olhar de avô

Fonte: vagalume

Mude conceitos, você pode e deve: Dinâmicos, Um Caranguejo Elétrico, Neil Armstrong, Um bom lugar, MORADOR DE RUA CUIDA DE 11 CÃES, Yuka, Marcelo., CRASSEFICADOS‏, Dia do músico, Na contramão?,Viabilidade???, FRECUENCIA DE LA FELICIDAD, Batman – O Livro dos mortos

Um dia, um ladrão

Um Dia, Um Ladrão. Pato FuTelevisão de Cachorro

Um dia não vai dar pra voltar atrás
Se tenho a vida em minhas mãos
Não quero pensar que devo deixar pra lá
O que eu não quero deixar

Um dia esse tempo vai ficar pra trás
E o que vai ser desse rapaz?
Um carro corre pra chegar logo a um lugar
É lá que eu quero estar

Você não vai, não vou também
Se vai ficar, estou aqui
Não vou deixar escapar
Não vou deixar você me escapar

Se o acaso decidir, não vai ficar assim
E o que vai ser dessa vez?
Por mim, motivos pra roubar,
Matar, mentir, trair a astuta lei
Temos no bolso e coração
Você vai não…
Estou aqui…
Não vou deixar escapar
Não vou deixar você me escapar
Um dia só me bastaria pra fugir
Pra anos-luz daqui
Mas tenho o sangue vulgar
Volto a ficar
Perto demais p’ra enxergar
Você não vai, não vou também
Se vai ficar, estou aqui
Não vou deixar escapar
Não vou deixar você me escapar

Compositor: John. vagalume

Palavras Perdidas: Na Medida do Impossível ao Vivo no Inhotim, Perto do Fogo, Clarice Lispector do Samba, Clara Nunes., Falando sobre Pato Fu, Brinquedos e brigadeiros, Brô Mc´s, Os tampinhas, De Quem é a Culpa?, Faça uma Evolução, Sobre O Tempo, Feliz Natal (A Guerra Acabou)

Um sonho

Territórios Culturais

Ao longo de 35 episódios, com 15 minutos de duração cada, a série descobre e revela esses territórios, a atração é uma parceria entre a TV Cultura e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo.
Apresentada por Tuti Müller e Felipe Gaia, a série percorre diferentes espaços culturais da cidade e do estado de São Paulo, como teatros, museus e patrimônios culturais, além de Fábricas de Cultura, descobrindo manifestações culturais populares e novos talentos da metrópole, de cidades do interior e do litoral deste imenso estado. A direção é de Julio Piconi. Territórios Culturais
A série Territórios Culturais percorre e descobre diversas personalidades e ações inclusivas, que são apresentados ao telespectador de forma descontraída, bem humorada e informativa.Siga as redes da TV Cultura!
Facebook: https://www.facebook.com/tvcultura Twitter:
https://twitter.com/tvcultura
G+: https://plus.google.com/+TVCultura Site: http://tvcultura.com.br

Observação de aves: torres abrigos e mobiliário de apoio

Observação de aves: torres abrigos e mobiliário de apoio

Erika Hingst-Zaher & Guto Carvalho

O objetivo desse livro é oferecer ideias e informações para a melhoria da estrutura de observação em áreas protegidas, a partir de uma perspectiva inclusiva (parques para todos) e assim contribuir com o crescimento da observação de aves no Brasil.

Enxergue mais: Comida para pássaros, INSTANTLY AGELESS ™, BE MY EYES APP, Cuco, O MAR DE ARAL VIROU AREIA., ANA PRIMAVESI, ENGENHEIRA AGRÔNOMA., PRIVATIZAÇÃO DE PARQUES, DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE, RECEITA PARA CONSTRUIR SUA CASA COM SUAS PRÓPRIAS MÃOS, AGRICULTURA FAMILIAR, Envy Birds, WikiAves, Comida para pássaros

Turma da Mônica live-action

Depois de muitos anos, Turma da Mônica chegou aos cinemas no formato de live-action, dirigido por Daniel Rezende, também diretor de Bingo: O Rei das Manhãs e roteirizado por Thiago Dottori e Luiz Bolognesi. O filme, é uma adaptação da história em quadrinhos, ilustrada pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, publicado em 2013 pela Panini.
Os personagens principais demoraram para ser encontrados, foram mais de 8 meses de testes pelo Brasil, com mais de 7.500 crianças inscritas, 2.000 testes realizados e quatro crianças foram escolhidas para viver a turminha em carne e osso. Os atores Giulia Benite (Mônica), Kevin Vechiatto (Cebolinha), Laura Rauseo (Magali) e Gabriel Moreira (Cascão), são a Turma da Mônica.

Os cenários da filmagem foram realizados no Sul de Minas, onde teve a maior parte das filmagens. Além de Poços de Caldas, a equipe fez gravações em Holambra, Mairiporã, Cubatão e Paulínia, no estado de São Paulo.

“A gente procurava o traço do Maurício no mundo real”. Quando a gente viu fotos de Poços de Caldas, as ruas, as cores, a arquitetura, tudo batia com o bairro do limoeiro real. Quando a gente mostrou a foto da praça de Poços pro Maurício de Souza, ele disse: ‘‘se eu desenhasse uma praça, eu desenharia exatamente assim”, lembra Daniel.

As filmagens foram feitas durante o inverno, nos meses de junho e julho de 2018. cravoecanela

Em apenas duas semanas em cartaz, Turma da Mônica – Laços conquistou uma expressiva marca de espectadores no cinema. Segundo um tweet da Paris Filmes, distribuidora do filme no Brasil, um milhão de pessoas já foram assistir à aventura da turminha. O longa, dirigido por Daniel Rezende, é uma adaptação da HQ ‘Laços’, escrita e desenhada pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, que traz releituras dos personagens criados por Mauricio de Sousa.
Os números são ainda mais impressionantes se levado em consideração que Laços compete pela atenção do público infantil com outros nomes de peso, como Toy Story 4, Pets – A Vida Secreta dos Bichos 2 e o live-action de Aladdin, que também estão em cartaz neste mês de férias escolares. Adorocinema

Um bom lugar


[Intro: Sabotage]
Ha, ha, ha-ha, ha, ha, ha!
Sou Sabotage
[Refrão: Sabotage]
Um bom lugar se constrói com humildade
É bom lembrar, aqui é o mano Sabotage
Vou seguir sem pilantragem, vou honrar, provar
No Brooklin, tô sempre ali
Pois vou seguir com Deus, enfim

[Verso 1: Sabotage]
Não sei qual que é, se me veem, dão ré
Trinta caras a pé, do Piolho vêm descendo
Lá na Conde, ferve
Pisque-clack, enlouquece, breck só de arma pesada
Inferno em massa
Vem violentando a minha quebrada, basta
Eu registrei e vim cobrar, sangue bom
Boa ideia: quem tem, não vai tirar a ninguém
Meditei, mandando um som com os irmãos da Fundão
Volto ao Canão
Se os homens virem, disfarço o grandão
Rap é o som
Embora, lá no morro, só louco
A união não tem fim, vai moscar?
Se envolve, jão
Já viu seu pivete dizer que rap quer curtir?
O beat fortalece, nunca esquece
Quem conclui é o mestre, basta
Quem longe for, vem com pudor
Lutou pra conseguir, forte dor
Tem que depôr e não voltar, sujou
Bem-vindo ao inferno
Aqui é raro, eu falo sério
Pecados do anticristo, imortal
Patifaria, aí, meu!
Vai batalhar, tenta a sorte, seja forte
Só o destino, aqui, resolve
Pauleca, Bulinho, só saudades
Fez da vida, por aqui, de mente erguida
Sem mentira, com malícia
Me passou lição de vida
[Refrão: Sabotage]
Um bom lugar se constrói com humildade
É bom lembrar, aqui é o mano Sabotage
Vou seguir sem pilantragem, vou honrar, provar
No Brooklin, tô sempre ali
Pois vou seguir com Deus, enfim
[Verso 2: Sabotage]
Dois caras simples, gostavam mais de ouvir e aprender
Até que fatalidades, com certeza, e é o seguinte
Sempre assim, maquiavélico
E maldade se percebe, aqui, cuidado
É falsidade, estopim
Dois mil graus (boom!) é ser sobrevivente
E nunca ser fã de canalha

A luta nunca vale a experiência
Santo Amaro a Pirituba, o pobre sofre, mas vive
A chave é ter sempre resposta
Àquele que infringe a lei
Na blitz, pobre tratado como cafajeste

Nem sempre polícia, aqui, respeita alguém
Em casa, invade a soco
Ou fala baixo, ou você sabe: maldade

Uma mentira deles, dez verdades
Momentos oculares, respeito, estilo um cofre
Só levam os fortes
Filhos do vento, um super-homem
Lá, cada vez tem um largado atrás do poste
Quando inflama
É capaz de entregar o irmão pros homens
Fuja, se jogue, o vaps não se envolve, anda só
Na sul, respeito é lei, também, melhor
Tipo madeira, estilingue, exige uma forquilha
Rap é milidia
Um integrante da família, com uma ideia fixa
Que atinge a maioria que ainda acredita
Plano B, periferia
Hoje, quem pratica
Tá ligado que é o que liga
Porque vira, vira, vira

[Verso 3: Black Alien]
Do ano 2000 pra frente
Homens do passado, pisando no futuro, vivendo no presente
Há três tipos de gente:
Os que imaginam o que acontece (ha, ha, ha!)
Os que não sabem o que acontece
E nós, que faz acontecer

Do bolo, o glacê
Unido, a gente fica em pé, dividido, a gente cai
Quem falha, cai; bum, biri, bye-bye-bye!
A colaboração do som é a carta na mesa
Aqui rima: Black Alien, Sandrão, Helião, Sabotage
À vontade, na balada, desde ontem à tarde
Habilidade é o álibi
No beat, Ganjaman e Zé Gonzales
Quem tá no erro, sabe
Cocaína no avião da FAB
Ninguém vai deter o poder, o crème de la crème
De Niterói à SP
PhD em THC, no país de FHC
Dream Team da rima, essa união me dá autoestima
Mestres das armas, do microfone à esgrima
Vê se me entende: o estudante aprende, o professor ensina
O verbo que fortalece, como vitamina

Contamina, na nova, velha escola, como o vírus Ebola
Biatch! Rebola (ha, ha, ha, ha!)
[Refrão: Sabotage]
Um bom lugar se constrói com humildade
É bom lembrar, aqui é o mano Sabotage
Vou seguir sem pilantragem, vou honrar, provar
No Brooklin, tô sempre ali
Pois vou seguir com Deus, enfim
[Verso 4: Sabotage]
Sobreviver no inferno
A obsessão é alternativa
Eu quero o lado certo
Brooklin-Sul, paz eu quero
Prospero, eu vejo um fim pro abandono
Deixa rolando
Ninguém, aqui, nasceu com dono
Mas, por enquanto
Ainda tem muita mãe chorando
Alguns parando
Trampando ou se recuperando
Do eterno sono
Tipo o Rafinha e o Adriano
Milagre em dobro
O livramento vem pros manos
Tem que ter fé, aqui, sim, tem que insistir
Humilde! Só assim para progredir, enfim
Quero juntar, sim, com os manos
Que protestaram o preconceito, daquele jeito
Eu sei que vou traçar os planos
Cantar pras minas e os manos

Eu me emociono, eu não me escondo
Me levantando, como deve ser

Lá vem polícia, sai da pista
Hasta la vista, baby
Andar de monte, a chave, a cara é ter Deus em mente
Longe daquela e dois pentes
Há quem não precise, entende
Sonic e Cyclone, ágil, ouriço e resistente
Brooklin-Sul, Canão
O sobrevivente, a-gente, a-gente, a-gente
[Ponte: Sabotage]
Sou Sabotage, um bom lugar
Lugar, lugar, lugar, lugar
Um bom lugar, ha, ha, ha, ha, ha
Um bom lugar, lugar
Ha, ha, ha, ha, ha, ha
[Refrão: Sabotage]
Um bom lugar se constrói com humildade
É bom lembrar, aqui é o mano Sabotage
Vou seguir sem pilantragem, vou honrar, provar
No Brooklin, tô sempre ali
Pois vou seguir com Deus, enfim

Fonte: Genius

Apesar de não ter relação com minha equipe, o episódio de ontem, ocorrido na Espanha, é inaceitável. Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB. Não toleraremos tamanho desrespeito ao nosso país!

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) June 26, 2019. hypeness

Observe mais: CIDADES DEMOCRÁTICAS, POLICIAL DA FLÓRIDA MOSTRA COMO SE TRATA RECLAMAÇÃO DE QUE GAROTOS ESTÃO JOGANDO BASQUETE NA RUA, A RAINHA DE MAIO, EXAME COM UMA GOTA DE SANGUE, A ÚLTIMA SACANAGEM DO CRIADOR CONTRA NÓS,VIDA SIMPLES, AUTODOMÍNIO E O PAPEL DA CONSCIÊNCIA NA CRIAÇÃO DA REALIDADE, MEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINE, THE JOLLY BOYS, VIDACELL®, Respeito É Pra Quem Tem, RESERVE™, A HISTÓRIA DO JARDINEIRO DE OXALÁ,VIDA INTELIGENTE., LEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Dia do turista!!!

Turistas são as pessoas que viajam e realizam atividades como conhecer os pontos turísticos que um lugar tem a oferecer. De acordo com a Organização Mundial de Turismo, os turistas são pessoas que vivem em um local diferentes por um período de tempo inferior a um ano consecutivo.

O Brasil é um país que atrai milhares de turistas todos os anos, e oferece uma grande variedade de opções de lugares para eles conhecerem. Os destinos mais procurados são Rio de Janeiro, São Paulo e os estados da região Nordeste, principalmente Bahia e Pernambuco.

O turismo é a área do setor terciário que mais cresce no país e no mundo. Suas atividades movimentam mais de US$ 4 trilhões, criando 170 milhões de postos de trabalho.

O Dia do Turista é comemorado em 13 de junho no Brasil. Calendariobr

O turista deve ser responsável e deixar uma boa impressão no local que visitará. Por isso é sempre bom lembrar algumas dicas:

  1. Respeite as regras de vestimenta e horários locais;
  2. Arrisque-se: viaje para lugares menos óbvios e, se possível, fora da alta temporada;
  3. Prestigie o comércio e produção local comprando e comendo produtos da região;
  4. Tire fotos, mas não fique somente tirando fotos.
  5. Aprenda algumas frases de cortesia do idioma local. Curta o momento e boa viagem! Calendarr
O Ministério do Turismo do Brasil, visa desenvolver o turismo como uma atividade econômica sustentável, com papel relevante na geração de empregos e divisas, proporcionando a inclusão social. facebook

Dia 13 de junho dia do turista. Viaje. Bom dia!!!

Enxergue mais: Foto de Edson Novaes, NAARA BEAUTY DRINK!!!, ÓLEO DE COPAÍBA, QUINUA, SUCOS CASEIROS CHEIOS DE SAÚDE., GARFIELD E FAST FOOD., CONTRA TODOS OS MALES, FLORENCE NIGHTINGALE, Palavras Perdidas, Viagem no tempo, BEER, WHAT’S?, Jeguatá: Caderno de Viagem, 400 NUDES, Australia Day

Editado via celular

O Brasil visto do Céu

Com oito mil quilômetros de extensão, a costa brasileira é famosa por ser a maior do mundo. A diversidade das paisagens, do clima e da cultura, no entanto, impressiona mais do que sua imensidão.

Um olhar mais atento basta para se perceber que a terra é muito mais complexa, que não cabe em um só cartão postal.


Realizada com a brasileira Gullane e a francesa Gedeon Programmes, O Brasil visto do céu, série documental em cinco episódios mostra a beleza das paisagens e a diversidade de culturas durante expedições aéreas, terrestres e marítimas. Coprodução: TV Brasil

Veja também: Índias, Trator, O último Tanaru, Ferramentas de destruição em massa., Plante uma árvore, Dicas de uma árvore, Bandeirantes Modernos, A casa dos outros, O povo da caixa, 22 de todos os dias, Território, Catastrofe natural?,, Halloween Saci!, Não existem índios no Brasil, Brazil, o filme

Camarote.21 – Especial “Curiosidades Gastronômicas”

Desde sons da cozinha que se transformam em espetáculo musical a um museu que coleciona comidas nojentas.

Veja nesta edição do Camarote.21:

– Sons da cozinha se transformam em espetáculo musical: no espetáculo francês “A tentação da Lula” o elenco é formado por músicos, atores e um chef de cozinha.

– Quando gastronomia e artes plásticas se encontram: no projeto Gastronomia Experimental receitas da alta gastronomia não são servidas em pratos e talheres comuns, e sim em obras de arte.

– A comida do futuro cada vez mais verde e de aparência sintética: organização austro-germânica publica anualmente um estudo sobre tendências na gastronomia.

– Disgusting Food Museum, o “Museu de Comidas Nojentas”, exibe mais de 80 produtos de várias partes do mundo. Entre eles, sopa de morcego e suco de olho de cordeiro.

– Restaurante “einsunternull” se apresenta como parte de uma nova tendência na capital alemã: um movimento que preza pela criatividade e mente aberta. O lema do restaurante é resgatar produtos locais, trabalhar com a simplicidade e de forma artesanal.

– O Ano Novo fora de época dos franceses: anualmente, milhares de pessoas, todas vestidas de banco, se reúnem com suas cestas de piquenique para uma refeição coletiva a céu aberto no chamado “Dîner en Blanc”.

Poetize-se também: Manual de agricultura urbana, Carta da Terra, Anestesia mental.,Dia Mundial do Meio Ambiente., Opção de escolha?, Chora Darwin., Um saco de sal, Batata Frita, o Ladrão de Bicicleta, Garfield e fast food., Hora do Código, Mãe Gaia, Muguets para você!!!

Effortless Meditation ou Meditação Sem Esforço

Effortless Meditation (Meditação Sem Esforço), True Meditation (Meditação Verdadeira) e State of Allowing (Estado de Permissão), é um tipo de meditação que não exige uma posição corporal específica, tampouco o controle da nossa atenção ou dos nossos pensamentos.

Como praticar?

  • Sente-se confortavelmente em uma poltrona, com as costas apoiadas, ou deite-se na cama com a barriga para cima;
  • Feche os olhos e solte o corpo completamente, como se estivesse inconsciente;
  • Observe os pensamentos, emoções, sensações e imagens mentais que surgirem, sem tentar controlar nada e sem esforço algum para direcionar a sua atenção.

A chave desta prática é a observação passiva da mente. Se a sua atenção for para os pensamentos, deixe-a ir. Se ela for para uma emoção negativa ou desconforto, não a impeça e não reaja. Não faça esforço algum, apenas observe tudo o que acontece.

Pratique por 30 minutos todos os dias ou durante o tempo que preferir. Independente

Quais os benefícios?

  • Aumenta a sua capacidade de concentração e a sua capacidade de não reagir a emoções negativas, da mesma forma que a meditação tradicional;
  • Estimula o autoconhecimento – você passa a se conhecer melhor, pois fica familiarizado com as próprias emoções e pensamentos;
  • Estimula o relaxamento através da contemplação;
  • Cria um ambiente seguro para que pensamentos e emoções reprimidas possam ser reconhecidas, aceitas e processadas – esse é o maior benefício que a meditação sem esforço vai nos trazer.

Entenda mais: A MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO, WHERE IS MY MIND, O BRINQUEDO MAIS INÚTIL DO MUNDO, Meditação em 1 minuto, A Meditação e seu cerébro, DEPRESSÃO MASCULINA, PESSOAS CRIATIVAS SÃO MAIS PROPENSAS À DEPRESSÃO E DEPENDÊNCIA QUÍMICA, TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA (TEA), SURFISTA PRATEADO VS DR. MANHATTAN

Capital Cultural

A metáfora criada pelo sociólogo francês Pierre Bourdieu busca explicar como a escola, ao não levar em conta o capital cultural de alunos vindos de diferentes meios sociais, ajuda a manter essas diferenças e estratificar a sociedade. Educação e Sociedade – Capital Cultural – UNIVESP

Este vídeo faz parte da disciplina “Educação e Sociedade – https://goo.gl/xuJrLg do curso de Pedagogia Univesp / Unesp.
Programa produzido em 2008.

*Obs.: Os links de todas as disciplinas do Curso de Pedagogia Unesp / Univesp podem ser encontrados na Descrição desta Playlist – https://goo.gl/zughX1

Veja também: O crime compensa, Deixa o menino brincar!, Todos querem ser felizes!, Sexo seguro!, FHC = THC, A onda, A Revolta dos Macacos, Não sou de postar coisas religiosas, mas as vezes, esse tipo de coisa é que me deixa com muita raiva da sociedade!, Criacionismo., Feliz dia do índio!!!, 3º opção, Paulo Freire, The Sustainability Treehouse

Edited by cell

Radio Garden

O Radio Garden permite que os ouvintes explorem processos de transmissão e identidades auditivas em todo o mundo.

O Radio Garden é desenvolvido em conjunto com o Studio Puckey no contexto do projeto de pesquisa internacional Transnational Radio Encounters . Em 2017, a Moniker transferiu a Radio Garden para o Studio Puckey. Moniker
O Radio Garden é uma mapa interativo com estações de rádio de todo o planeta. Disponível para navegadores web, o serviço gratuito permite girar o globo com o mouse, no estilo Google Earth, para encontrar programações ao redor do mundo, seja para ouvir música ou escutar programas em outras línguas. Desenvolvido em parceira com o Instituto Holandês de Som e Imagem, o site tem também uma proposta educativa. CAIO BERSOTTechTudo

Você pode cadastrar a sua rádio na plataforma que se assemelha ao “Google Earth” porém para busca de rádios do mundo inteiro. Alameda Geek

Veja também: Eju Orendive, Portal Rap Nacional, Xeque Monte, Radio Yandê, Território, hotspot Wi-Fi, A Terra a Gastar, O povo da caixa, Tribo de Jah – Mata Atlântica, A verdade pode estar no ovo, Carrinho de controle remoto, simples e rápido

Editado via celular

Ayrton Senna da Silva

O dia 21 de março é especial para a história brasileira e do automobilismo mundial. Foi nesta data que nasceu, em 1960, na cidade de São Paulo, um dos maiores ídolos do esporte a motor: Ayrton Senna da Silva.Senna foi um dos percursores no preparo físico para a Fórmula 1, utilizando do ciclismo para isso. Com o tempo, acabou se apaixonando pela modalidade. Outro hobby muito próximo de sua grande paixão pelo automobilismo era brincar e regular o motor de jets ski.Em 1994, nasceu o Instituto Ayrton Senna, uma organização sem fins lucrativos que tem o objetivo de dar a crianças e jovens brasileiros oportunidades de desenvolver seus potenciais por meio da educação de qualidade.Acreditamos que a Educação é a chave para mudar o mundo. Assim como o ídolo Ayrton Senna, o Instituto Ayrton Senna não se conforma com os problemas do mundo e trabalha para mudar as coisas para melhor. Acredita que cada criança e jovem tem o poder de transformar realidades, mas precisa de oportunidades para desenvolver seus potenciais.Ao lado da paixão pela velocidade, Ayrton tinha paixão pelo Brasil. Ele almejava um país em que todos tivessem a oportunidade de serem vitoriosos no que sonhassem, mas sabia que essa possibilidade estava distante da maioria dos brasileiros.
Veja também: Eu vou de bike, e você?, Empoderamento dos recursos, Hemp Car, Planta autosuficiente, Filmografia dos carros do cinema, Ilha das Flores, Roda tecnobikelógica, Urna fraudetrônica, Velozes e Incompetentes, Quem matou o carro elétrico?

Editado via celular.