Beterraba

A beterraba é uma hortaliça tuberosa, originária da Europa, da família Quenopodiácea, assim como a acelga e o espinafre verdadeiro. Apesar de comumente qualificada de raiz, ela é resultante do engrossamento de uma porção do caule. Existem três tipos de beterraba: a beterraba açucareira, usada para produção de açúcar, a beterraba forrageira, usada para alimentação animal e a beterraba cujas raízes são consumidas como hortaliça, que é a mais conhecida no Brasil. Milza Moreira Lana – Embrapa Hortaliças

A beterraba é rica em açúcares. Destaca-se entre as hortaliças pelo teor de fibras alimentares, manganês, potássio e zinco. Também fornece vitamina B9 (ácido fólico) e vitamina C.

Essa raiz possui diversos benefícios para a saúde, pois é rica em antioxidantes e está associada com a prevenção de alterações e degenerações celulares, ajudando a prevenir o câncer e o surgimento de algumas doenças doenças crônicas. Tatiana ZaninTua Saúde

Esse vegetal é rico em vitamina C, carotenoides, compostos fenólicos e flavonoides. Além disso, contém um composto de pigmentação conhecido como betalaína, o que garante a cor escura característica, e é uma substância rica em antioxidantes e possui propriedades anti-inflamatórias.

O consumo das folhas e do talo desse vegetal tão saboroso também é benéfico para a saúde. Seja cru ou batido para um belo suco, esse alimento roxo ajuda a controlar a pressão arterial e pode aumentar a irrigação sanguínea na hora do sexoHypeness

11 benefícios da beterraba para a saúde

Favorece a relação sexual

A beterraba ajuda a aumentar a irrigação sanguínea inclusive para os órgãos sexuais. O fluxo sanguíneo mais abundante tem tudo para favorecer a relação. Além disso, o alimento é rico em boro, que ajuda na produção de testosterona.

Boa para a prática de exercícios

A beterraba é rica em um tipo de nitrato que ajuda a aumentar o oxigênio nos músculos. Assim, o corpo pode responder de forma mais intensa aos estímulos do exercício. 

Intestino como um reloginho

Se você tem problemas gastrointestinais, o consumo frequente de beterraba pode te ajudar a regular seu corpo. Isso porque o alimento é rico em fibras e ajuda a combater a prisão de ventre. No estômago, a ação de compostos da beterraba pode prevenir a gastrite.

Rica em potássio

A beterraba é um alimento rico em potássio. Essa raiz roxa possui quase a mesma quantidade do composto químico por grama do que a banana, fruta que é bastante conhecida por isso. A substância ajuda o coração a trabalhar melhor e bombear sangue para o resto do corpo com menos esforço.

Sistema imunológico brilhando

O zinco presente na beterraba ajuda o sistema imunológico a se fortalecer para combater organismos invasores que ameaçam o organismo. 

Pode prevenir doenças como a de Alzheimer

A raiz roxa é um alimento rico em antioxidantes que ajudam a evitar problemas degenerativos. A presença de vitamina C também ajuda a fortalecer o corpo e evitar que os neurônios morram. A doença de Alzheimer, causadora de 60% a 70% entre os casos de demência, é uma das que pode ser prevenida.

11 benefícios da beterraba para a saúde

Os principais benefícios que a beterraba poderia trazer para a saúde são:

  1. Diminui a pressão arterial, pois contém nitratos que ajudam relaxar os vasos sanguíneos e melhorar a circulação sanguínea;
  2. Melhora o rendimento do treino, já que ajuda a relaxar os vasos sanguíneos, permitindo que mais nutrientes cheguem aos músculos;
  3. Fortalece o sistema imune, pois contém vitamina C e A e zinco, composto que aumentam a produção das células de defesa do organismo;
  4. Previne e combate anemia, por conter ferro e vitaminas do complexo B e vitamina C;
  5. Mantém a saúde dos músculos, pois contém potássio e cálcio, que são importantes para a manutenção de fibras musculares saudáveis;
  6. Protege o sistema nervoso, por ser rica em vitamina B1 e B2;
  7. Previne o envelhecimento precoce, já que contém elevados níveis de vitamina C, A e betalaínas, que funcionam como potentes antioxidantes e ajudam a proteger as células do dano oxidativo causado pelos radicais livres;
  8. Controla o colesterol e protege o coração, porque contém antioxidantes e e fibras, principalmente celulose, que ajudam a reduzir da absorção de colesterol no intestino;
  9. Previne o câncer, porque contém não só vitamina C e A,mas também outros antioxidantes, como betalaína, que evitam os danos causados pelos radicais livres às células, além de possuir propriedades anti-inflamatórias. Além disso, também proporcionam um efeito antiproliferativo, prevenindo o câncer de mama, fígado, cólon e bexiga;
  10. Mantém a saúde dos olhos e previne cataratas, pois contém vitamina A que é importante na manutenção da saúde ocular;
  11. Previne problemas no fígado e nos pulmões, já que evitam o dano oxidativo das células hepáticas, podendo ter benefício em caso de hepatite, câncer de fígado e para evitar o acúmulo de gordura no fígado.

Além disso, a beterraba poderia também ajudar a manter a saúde do cérebro, já que melhora o fluxo de sangue no cérebro e diminui o risco de alteração cognitiva.

Beterraze-se: COMO FAZER UMA DIETA DETOX, 3 RECEITAS DE CONSERVAS DE FERMENTAÇÃO SELVAGEM, Gastronomia Funcional, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Sucos caseiros cheios de saúde.

Pizza no Pão

O que fazer com aquele pão amanhecido? Nathaly Dias nos ensina a preparar uma receita com todas aquelas “sobras” que acumulam na nossa geladeira. A velha união do útil ao agradável que todos nós adoramos. Conta pra gente como ficou essa versão de baixa renda da pizza. Assista aqui: Tastemade

INGREDIENTES

  • 2 pães franceses
  • 1/2 xícara de molho de tomate
  • 200g de mussarela ralada
  • 200g de calabresa
  • 1 xícara de peito de frango cozido e desfiado
  • 1 cebola
  • Azeite de oliva
  • Orégano

INSTRUÇÕES

  1. Cortar o pão ao meio.
  2. Cobrir de molho de tomate, temperar com pimenta do reino.
  3. Colocar a mussarela, a calabresa e a cebola em fatias.
  4. Levar a uma forma, colocar azeite de oliva por cima e o óregano
  5. Levar ao forno até o queijo derreter.

Pizze-se: Pizza, pizza and more pizza, a nice day., 80 atividades para crianças: simples, divertidas, de baixo custo e todas dentro de casa, Gastronomia Funcional, Tratamento caseiro para Baixar o Colesterol, Bolo de pão de centeio, PÃO DE QUEIJO DE FRIGIDEIRA

Bolo de queijadinha

Nathaly Dias vai fazer um bolo de queijadinha super fácil. É perfeito para aquele lanche da tarde ou para vender para os amigos da faculdade/os colegas de trabalho na hora de levantar aquela grana extra, principalmente depois da quarentena. Faça hoje mesmo!

INGREDIENTES

  • 2 xícaras de açúcar
  • 500ml de leite
  • 395g de leite condensado
  • 4 ovos
  • ⅓ xícara de farinha
  • ¼ xícara de açúcar
  • 2 xícaras de coco ralado
  • 1 xícara de queijo parmesão ralado de pacotinho

INSTRUÇÕES

  1. Em uma panela, derreter o açúcar e caramelar uma forma de pudim. Reservar.
  2. No liquidificador, adicionar o leite, o leite condensado, os ovos, a farinha, o açúcar, o coco, o queijo e bater bem.
  3. Dispor a mistura na forma e levar ao forno preaquecido a 200 graus por, aproximadamente 30 minutos ou até que o palito saia limpo.
  4. Deixar esfriar, aquecer a forma para derreter o caramelo e desenformar.

Roda Viva – Ailton Krenak – 19/04/2021

Roda Viva | Ailton Krenak | 19/04/2021

No Roda Viva, a jornalista Vera Magalhães recebe o ambientalista e escritor Ailton Krenak. Considerado uma das maiores lideranças indígenas do Brasil,

Ailton Krenak é filósofo, escritor, poeta e jornalista. Se dedica à defesa dos direitos indígenas desde a década de 80. Fundou a ONG Núcleo de Cultura Indígena, organizou a Aliança dos Povos da Floresta e é doutor honoris causa pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em Minas Gerais.

Krenak nasceu na região do Vale do Rio Doce, uma área profundamente afetada pela atividade de mineração, uma das maiores ameaças aos povos indígenas, que também sofrem com as invasões das terras demarcadas e com a exploração da madeira. #RodaViva

Krenakze-se: Ailton Krenak: próxima missão do capitalismo é se livrar de metade da população do planeta, 20 ideias para girar o mundo – Ailton Krenak, Ailton Krenak, CONSTELAÇÕES INDÍGENAS, Society 5.0, Martírio

Dia Internacional da Maconha – Weed`s Day

Hoje, dia 20 de abril, grafado como 4/20 em inglês, é comemorado internacionalmente o Weed`s Day. Traduzindo, é o Dia Internacional da Maconha. Ou Pot Day, como é conhecido em outros países. A data sempre foi marcada pela realização de mobilizações, marchas e manifestações, cujas lutas se centram na descriminalização e na regulamentação da maconha a nível global. Sociedade Brasileira de Estudos da Cannabis (SBEC)

14249

Originária da região do norte do Afeganistão, a planta Cannabis Sativa, a maconha, é utilizada há aproximadamente 6.000 anos. O primeiro escritor a mencionar o uso do cânhamo em cordas e tecidos é Heródoto, um historiador grego que é considerado o pai da história. A fibra do cânhamo, presente no caule da maconha, foi muito utilizada nas cordas e velas dos navios gregos e romanos, e era usada também para fabricar tecidos, papel, palitos e óleo. ENTRETENIMENTOS

Há registros do uso medicinal de maconha desde a era de Assurbanípal, o último grande rei da Assíria, que morreu em 626 a.C., de acordo com relato histórico no livro Cannabinoids as therapeutic agents (Canabinoides como agentes terapêuticos), publicado em 1986 pelo bioquímico israelense Raphael Mechoulam. Também há registros no Egito antigo, na Grécia e na Roma antigas. O naturalista Plínio, o Velho (23-79 d.C.), da Roma Antiga, descreveu em detalhe o uso médico.

Da Idade Média ao século XIX os registros continuaram na Europa, na Índia e na Pérsia (atual Irã), na medicina tradicional chinesa. Com o uso generalizado, tanto do ponto de vista geográfico como em tipos de tratamentos, o surpreendente é que a partir do século XX tenha se tornado uma substância tão proibida nos países de cultura ocidental. Aconteceu por motivos principalmente políticos, com liderança norte-americana.

flor coracao vermelho São Paulo pode criar hoje o “Dia Municipal da Maconha Terapêutica”

Mas como surgiu o código 4:20? O que, dentro da cultura canábica, é um número usado para se referir ao ritual do uso da maconha, tem a origem em um mito da Califórnia. Por coincidência, um dos primeiros estados americanos a autorizar o uso medicinal (1996) e recreativo (2016) da maconha.

Segundo o jornalista Steven Hager, de uma das mais conhecidas revistas especializadas em cannabis, a High Times, o termo surgiu em 1971 na Califórnia com um grupo de adolescentes da San Rafael High School, uma espécie de confraria chamada “Os Waldos”. Eles se encontravam sempre às 4:20 pm (16:20) para fumar maconha perto de um muro, na parte externa da escola.

Em certa ocasião, os jovens, que já curtiam a erva, receberam um mapa de um trabalhador da guarda costeira que levaria a uma plantação de maconha em Point Reyes, próximo à São Francisco. Outra referência era que 4:20 era um código usado para se referir ao momento que eles deveriam se encontrar para sair em busca do tesouro nunca encontrado.

Uma outra crença comum é que 420 era a polícia da Califórnia ou o código penal para a maconha. Mas não há muitas evidências sobre essa teoria. Cannabis & Saúde

20 de abril ou 4/20: O Dia Mundial da Erva

Há também a versão de que existem 420 compostos químicos ativos na maconha, daí uma conexão óbvia entre a droga e o número. Mas esse número é, na verdade, superior a 500 – sendo mais de 100 canabinoides.

Segundo Steve Bloom, editor High Times, uma das primeiras publicações sobre a maconha nos Estados Unidos. o termo virou uma um código semiprivado, que os usuários de maconha vão encontrar por todos os lados. O número aparece até no filme Pulp Fiction, de Quentin Tarantino, no relógio de um dos personagens. BBC

Bom, seja como for, 4:20 se tornou universal símbolo da cultura canábica em todo o mundo. Em países onde o consumo adulto da Cannabis já está legalizado, festas e festivais são amplamente promovidos para celebrar o Dia da Maconha.

A promessa de contribuir para todos esses tratamentos tem gerado interesse na esfera acadêmica sobre a farmacopeia produzida pela planta Cannabis sativa. Uma busca na base de dados Pubmed revela um número quintuplicado de artigos científicos entre 2000 e 2019 sobre essa classe de substância. Na mídia, as menções também se tornaram mais e mais frequentes em anos recentes, assumindo ares de novidade apesar do histórico de uso que remonta a cerca de 2 mil anos. É por isso que a empresária Viviane Sedola, fundadora da empresa Dr. Cannabis e eleita pela High Times – revista norte-americana que defende a legalização da erva – como uma das 50 mulheres que se destacaram nessa área no mundo, qualifica a planta e seus derivados como uma novidade milenar. Em alguns países, como parte dos Estados Unidos, Uruguai e Canadá, a medida adotada foi liberar o uso medicinal da maconha – por vezes a própria erva a ser fumada –, uma decisão controversa. Nos Estados Unidos também está disponível uma profusão de preparados vendidos como suplementos alimentares, cremes para a pele, biscoitos que prometem acalmar bichos de estimação estressados ou com dor, entre outros. Maria GuimarãesRevista Pesquisa FAPESP

4:20-se: CANNABIS LIVRE DA ONU, A OMS removeu a maconha da categoria de drogas?, História da Maconha, Contrapropaganda sobre a Cannabis, Milton Friedman, Fibra de “maconha” na produção têxtil, Como enriquecer e educar licitamente falando!?!, Tabaco e álcool sim, Maconha não. Por que?!?, Luto, maconha mata!!!, Canadá Legalize

Quintais produtivos

Quintais produtivos é a nova tendência da horticultura

O quintal Produtivo Agroecológico é uma tecnologia de fácil replicação e possibilidade de ampliação conforme disponibilidade de espaço e recursos (modular), utilizamos espaçamento de 30mx30m, com grande diversidade de culturas agrícolas (utilizando mudas de Acerola, Pinha, Pitanga, Caju, Goiaba, Graviola, Banana, Abacaxi e Mamão; Manivas de Aipim; milho, variedade com mais de 10 tipos de hortaliças, abóbora, pimenta em sementes e ainda mudas de essências florestais e sementes de plantas medicinais), foi fornecido adubo orgânico (esterco) e orientado a produção de compostagem, defensivos e fertilizantes naturais. Associação de Apoio ao Desenvolvimento Social Sustentável – Mandacaru

Os Quintais Produtivos fazem parte da composição da paisagem de uma pequena
propriedade baseada na produção familiar. No quintal próximo a casa a família planta e
cultiva plantas alimentícias, frutíferas, ornamentais, leguminosas e medicinais.
Para a família agricultora é no quintal que está grande parte dos alimentos para o
consumo do dia-a-dia é nesse espaço que os membros da família desempenham suas
atividades destacando a importante presença e participação da mulher como a principal
colaboradora na composição da diversidade de plantas e espécies que compõem essa
paisagem.

Outro aspecto importante é a geração de trabalho para os integrantes da família, pois é
um espaço onde todos participam desde as mulheres, crianças e idosos existe uma correlação de responsabilidade e troca de saberes de forma constante. Os idosos compartilham sua sabedoria popular, as crianças e os adultos aprendem aplicar a sabedoria popular e os conhecimentos na prática do trabalho diário. A IMPORTÂNCIA DOS QUINTAIS PRODUTIVOS NA ECONOMIA FAMILIAR – Rosangela Aparecida Pedrosa

Dessa forma pode-se afirmar que os quintais produtivos geram qualidade de vida por
meio de uma produção de alimentos saudáveis que respeitam princípios agroecológicos em sua produção. É local de reprodução do conhecimento tradicional onde é feito a seleção e multiplicação de sementes de variedades crioulas que passam por gerações.


Em suma o quintal produtivo possibilita colheitas de várias espécies durante todos os
meses do ano devido à diversidade existente. Os alimentos colhidos tem certificado de
origem, pois quem planta e colhe sabe melhor que ninguém a procedência do alimento.

Quintais Produtivos

Quintaze-se: Waldschule für kränkliche Kinder, Plantas Alimentícias Não Convencionais, alternativaS?!?, 80 atividades para crianças: simples, divertidas, de baixo custo e todas dentro de casa, As MELHORES PLANTAS pra HORTA, São Paulo ganha escola de hortas para pessoas em situação de rua, Projeto oferece coleta de lixo orgânico por assinatura e devolve adubo ou hortaliças, Sua horta

Brownie cetogênico

Brownie cetogênico. Criada pela Chef Saschi 

Ingredientes

75 gramas de Farinha de Amêndoas;
25g de Farinha de Linhaça;
25g de chá de cacau 100%;
4 ovos;
1 xicara (chá) de Adoçã (110g);
1 colher (café) bem rasa de sal rosa;
1/2 col (chá) de extrato natural de baunilha;
Canela á gosto.

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno por 15 minutos com a temperatura de 180°C. Misture o Adoçã e o cacau e peneire para evitar grumos. Acrescente os outros ingredientes secos e por último os ovos. Coloque em uma assadeira com papel dover ou untada e leve ao forno de 15 a 20 min ou até o palito de dentes sair sequinho quando você furar a massa.

Boloze-se: Vegano Periférico e Veganos Pobres do Brasil, BANANA PUDDING OU PAVÊ DE BANANA CARAMELIZADA, Alimento em até 60 dias, Bolinhos de Chuva, Arroz Basmati com Gengibre, Lentilhas e Cebola Caramelizada

Oito dicas dicas importantes para que seu organismo melhore a imunidade

Segundo a nutricionista Deise Cristina Caramico, professora do Centro Universitário São Camilo, em São Paulo, em entrevista à SAÚDE “Se o indivíduo se alimentar corretamente, o sistema imunológico estará competente, independentemente do tipo de infecção”, a nutricionista também afirma que investir em fontes de todos os nutrientes dá uma força especial. “Eles favorecem os glóbulos brancos, que são as nossas células de defesa”.

Oito dicas dicas importantes para que seu organismo melhore a imunidade

Para esclarecer as dúvidas, a nutricionista Lulia Dib preparou oito dicas nutricionais que vão te ajuda:

1- Tenha o sono regular e cuide das suas emoções. O descanso do corpo e da mente estão diretamente ligados à produção hormonal que influencia a sua imunidade. O medo, o pânico e a ansiedade contribuem para a produção de substâncias imuno-depressoras, como o cortisol. Acalme-se e descanse;

2- Hidrate-se durante todo o dia. É indicado o consumo mínimo diário de 35 ml de água pura por quilo de peso. A ingestão de sucos, leites vegetais e chás não entram neste cálculo;

3- Esqueça neste momento as dietas restritivas e hipocalóricas. O baixo consumo de calorias (em relação às suas necessidades) reduzem a imunidade. Neste momento, foque em fortalecer a saúde, deixe a perda de peso para outro momento;

4- Aumente o consumo de alimentos antioxidantes, ricos em vitaminas e minerais. Capriche em sucos, bowls e saladas coloridas, com frutas, legumes e verduras variadas, e de preferência, in natura, para conservar a energia vital do alimento e o maior aporte micro-nutricional;

5- Insira na rua rotina, e sem exagero, o consumo de alimentos que possuem o poder anti-inflamatório natural e atividade anti-microbiana como alho, cúrcuma, gengibre e limão.

6- Reduza (e se possível, suspenda) o consumo de álcool, tabaco e drogas. Todos estes reduzem a resposta imunológica;

7- Inclua na sua rotina o consumo de chás antioxidantes, como chá verde, hibisco, gengibre, romã, cúrcuma e maçã com canela. Eles possuem componentes que auxiliam na melhora do perfil metabólico, favorecendo o funcionamento do organismo, como um todo;

8- Mantenha a rotina de tomar 15 minutos de sol por dia, antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde. A vitamina D é aliada no fortalecimento do sistema imune, e necessita dos raios ultravioletas do tipo B (UVB) para ativar a síntese desta substância.

Aproveite este momento para se recolher, incluir bons hábitos alimentares e de estilo de vida, meditar, fazer exercícios físicos, cuidar da sua mente e descansar. Guia da Culinária – Nutrição e Prazer

Imunize-se: Sucos caseiros cheios de saúde., Garfield e fast food., Imunidade de rebanho, 5 jeitos naturais de aumentar a imunidade e combater resfriados, Os benefícios da cannabis no tratamento da Covid, Alimentos e saúde mental, Vacinas. A opinião de Machado de Assis, Limões e a sua saúde!

Bolo de Chocolate Sem Farinha

PREPARAÇÃO: prep time 40Min

COZIMENTO: cooking time 1H10Min

PORÇÕES: serving time 8

INGREDIENTES

  • 6 gemas
  • ½ xícara de açúcar
  • 100g de manteiga
  • ½ xícara de cacau em pó
  • 120g de coco seco ralado
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de sopa de fermento químico em pó
  • 6 claras em neve
  • 2 xícaras de calda de chocolate.

INSTRUÇÕES

  1. Em um recipiente, bater as gemas com o açúcar até obter uma mistura clara e fofa.
  2. Adicionar a manteiga e misturar bem.
  3. Acrescentar o cacau em pó, o coco ralado, uma pitada de sal e misturar bem.
  4. Misturar o fermento químico e as claras em neve delicadamente.
  5. Dispor em uma forma untada e polvilhada com cacau, e levar ao forno pré-aquecido à 180 graus por 40 minutos.
  6. Finalizar com a calda de chocolate. Tastemade

Delicieze-se: Bolo do chocolate e coco low carb de frigideira, Bolo de chocolate sem glúten e sem lactose., Vegan Peanut Butter & Chocolate Soft Cookies (bolinhos de manteiga de amendoim e chocolate), Pavê de Chocolate com Calda de Frutas Vermelhas, Leite de Mamaconha, Tratamento caseiro para Baixar o Colesterol

Abacaxi (Ananas comosus)

O abacaxi (Ananas comosus) possui diversos nutrientes que contribuem para evitar doenças e manter a saúde em dia. A fruta possui vitaminas A, C, B1, B2, B3, B5, B6, B9, manganês, magnésio e potássio, além de apresentar um composto ativo muito importante chamado bromelina. Samantha Cerquetani – UOL VivaBem

7 incríveis benefícios do abacaxi para a saúde

Seu alto valor nutritivo pela presença de sais minerais e vitaminas é um dos destaques da fruta. Por conter um alto valor nutritivo, o Abacaxi é capaz de proporcionar diversos benefícios para a saúde:

  • Ajuda no emagrecimento: por conter bastante água, o abacaxi é um excelente diurético e, consequentemente, um bom aliado para o corpo, ajudando a diminuir a retenção de líquido. O consumo do abacaxi diminui a vontade de comer doces, por isso é muito indicado para quem deseja perder peso. “Se você procura emagrecer, recomenda-se consumir 2 fatias de abacaxi com canela em pó pela manhã”, recomenda o nutrólogo Fernando Cerqueira. Heloisa FreitasMinha Vida
  • Previne gripes, tosses e resfriados: Além das vitaminas A e C que aumentam a imunidade, a presença da bromelina é responsável por facilitar a expectoração. “A enzima tem ação mucolítica, que dissolve o muco ou catarro dos pulmões, favorecendo uma limpeza geral e facilitando a expectoração”, afirma a nutricionista Rucielli Frohlich. De acordo com a nutricionista, ele também é indicado para pacientes que têm sinusite ou tosses crônicas.
  • Auxilia na recuperação do corpo após a prática de exercícios: o potássio possui papel fundamental no equilíbrio de eletrólitos do organismo, na contração muscular e cardíaca, melhorando o desempenho e evitando a fadiga de esportistas. De acordo com o nutricionista Breno Lozi, em apenas 100 gramas da fruta (equivalente a uma fatia), 5% das quantidades diárias recomendadas são supridas. Já a bromelina, possui efeitos anti-inflamatórios que reduzem inchaços e dores musculares recorrentes após os treinos, otimizando o tempo de recuperação muscular.
  • Aliado das unhas, pele e cabelos: A bromelina suaviza a pele e tem sido usada para combater inflamações como a acne. O abacaxi é um poderoso antioxidante que combate os danos dos radicais livres melhorando assim cabelos, pele e unhas. “É um excelente remédio caseiro para pele com lesões e para reduzir manchas de idade já que contém enzimas que compõem a elasticidade da pele”, afirma o nutricionista Breno Lozi. Ele recomenda comer uma fatia (100 g) de três a quatro vezes por semana (sucos, porção da fruta, assado, gelatinas, bolos, compotas e iogurtes).
  • Ajuda a preservar a memória: “As substâncias presentes na fruta atuam diretamente nos nossos neurotransmissores, promovendo a melhora da renovação celular, preservando a memória e prevenindo doenças neuro-degenerativas como o ?Alzheimer”, explica o nutrólogo Fernando Cerqueira.
  • Pode ser consumido durante a gravidez: De acordo com Cerqueira, abacaxi também pode ser consumido por mulheres grávidas e oferece inúmeras vantagens para ela. Entretanto, é preciso consumi-lo com atenção para não agravar os quadros de acidez estomacal. A função adstringente da fruta é responsável por amenizar os inchaços, as dores, enjoos e a prisão de ventre.
  • Auxilia no controle do colesterol e triglicérides: A fruta é um ótimo remédio natural para diminuir os níveis de colesterol, pois ajuda a normalizar esta dislipidemia no sangue por ser rico em fibras solúveis que melhoram o trânsito intestinal e diminuem a captação do colesterol proveniente da alimentação. “Além disso, por possuir fibras solúveis que ajudam a diminuir a concentração de gordura na corrente sanguínea, contribui para baixar os valores de triglicerídeos no sangue”, explica o nutricionista Thiago Salla.
  • Melhora o sistema imunológico: Segundo Lozi, uma fatia 100 gramas de abacaxi fornece 80% das necessidades diárias de vitamina C. Essa vitamina é fundamental para o bom funcionamento do sistema imunológico, prevenindo contra gripes, resfriados, doenças cardíacas e auxiliando no funcionamento das células brancas do sangue, que são as principais células de defesa do nosso organismo. Além disso, a vitamina C é um potente antioxidante, que combate os radicais livres internos e externos ao organismo, doenças como aterosclerose e câncer.
  • Controla a coagulação sanguínea: O nutricionista Breno Lozi afirma que alguns estudos científicos demonstram que a bromelina possui efeitos na coagulação do sangue, auxiliando na sua redução. A bromelina possui alto peso molecular capaz de ser absorvida pelo trato gastrointestinal produzindo ações anti-inflamatórias e antiexsudativa, podendo apresentar efeitos anticoagulantes e inibição da agregação plaquetária. Alivia os sintomas de angina e, por isso, inibe a coagulação do sangue e construção e remove placas nas artérias, o que é útil para a trombose, tromboflebite, varizes e aterosclerose.
  • Previne o envelhecimento celular: Lozi explica que com boa quantidade de vitamina A, o abacaxi consegue auxiliar a combater os efeitos do envelhecimento devido sua ação antioxidante que combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento da pele e das células.

Já as vitaminas do complexo B são capazes de auxiliar nos movimentos funcionais para aqueles que possuem dificuldade em se locomover. ?Além disso, a vitamina C fortalece o sistema imunológico, auxilia na cicatrização dos tecidos e também na absorção de ferro e possuem ácido ferúlico, potente antioxidante que atua na prevenção do envelhecimento celular precoce?, complementa Breno.

  • Protege a visão: Devido aos altos índices de betacaroteno e vitamina A, o abacaxi é um ótimo amigo da saúde ocular. “Além disso, alguns estudos apontam que seu consumo impede a degeneração macular e reduz o risco de perda da visão na velhice”, afirma a nutricionista Rucielli.
  • Tem substâncias capazes de prevenir a asma: A nutricionista Rucielli explica que presença do betacaroteno, um dos compostos oxidantes presentes na fruta, é essencial para a prevenção da asma. “O consumo regular do abacaxi pode ajudar a retardar o desenvolvimento da doença”, complementa ela.
  • Melhora as condições do trato digestivo: Segundo Rucielli, a bromelina age no estômago desdobrando as proteínas alimentares, facilitando o melhor aproveitamento dos nutrientes, favorecendo e acelerando a digestão pesada. Devido ao alto teor de fibras, ajuda a prevenir a constipação e promove a regularidade intestinal.
  • Ótimo aliado da saúde bucal: Rucielli também explica que o abacaxi não é um clareador natural dos dentes como dizem por aí. Mas por outro lado, seu consumo previne as placas bacterianas, reduz o risco de doenças periodontais e também de gengivite. ?Isso porque, a vitamina C presente na fruta é essencial para a boa saúde dos dentes, gengivas e ossos?, complementa.
  • Contém iodo, que reduz câimbras e regula a tireóide: Ainda de acordo com Rucielli, um dos fatores agravantes da câimbra é a deficiência de iodo no organismo. ?Por conter bons níveis de iodo em sua composição, o consumo regular do abacaxi é recomendado para reduzir as câimbras?, ela afirma. Além disso, o iodo em conjunto com a bromelina, são indispensáveis para o equilíbrio da glândula tireóide.

Consumo da casca do abacaxi

A casca também pode, e deve, ser consumida. Além da polpa da fruta, a casca do abacaxi também pode ser consumida e possui muitos benefícios. O nutrólogo, Fernando Cerqueira, sugere que ela seja ingerida em forma de chá e afirma que possui grandes fontes de vitaminas importantes. Uma das principais é a vitamina C, já conhecida por prevenir a gripe, mas também por ajudar a manter os níveis de colesterol sob controle.

Contraindicações

O nutricionista Thiago Salla e o nutrólogo Fernando Cerqueira, apontam que há algumas contra indicações relacionadas ao consumo do abacaxi, que devemos ficar atentos. Os pacientes com Gota, artrite reumatóide e úlceras pépticas devem consultar o médico ou nutricionista antes de consumir a fruta para que sejam orientados em relação a quantidade que pode ser ingerida sem riscos à saúde. Além disso, pessoas que fazem uso de medicamentos anticoagulantes devem evitar o consumo em excesso e fazer acompanhamento médico.

Abacaze-se: DIETA DA FRUTA, 4 receitas de bebidas que ajudam você a perder peso, COMO FAZER UMA DIETA DETOX, OURO VERDE E PROTEÇÃO DO PLANETA, Suco pra Gripe (tosse), 19 ervas medicinais, O Mundo Vegetal e as constelações, Água aromatizada, Saúde no pé, Chás que Ajudam a Emagrecer

Os maiores guardiões de sementes do Brasil

Dentro da propriedade de Isac Miola e Vilma Zotti, na Linha Ibiaça, em Dois Vizinhos, está um dos maiores museus de sementes e ramas do Brasil. Eles conservam mais de 300 variedades de sementes de feijão, milho, arroz, amendoins e ervilhas além de ramas de batatas e mandiocas, entre outras. Alexandre Baggio – Jornal de Beltrão

O objetivo é deixar para as futuras gerações essas variedades e a história do casal com conservação de sementes começou em 2004. “A gente nem pensava nisso, mas fomos convidados a participar da 2ª Festa Regional das Sementes que estava acontecendo em Francisco Beltrão. Levamos um pouco de semente que tínhamos e trouxemos um monte para casa. Gostei disso e comecei a perseguir esses eventos, até me tornar um guardião de sementes”, explicou Miola.

Mesmo num terreno bastante acidentado, o produtor conseguiu organizar essa grande produção de sementes e hoje é referência nacional.

11 benefícios da semente de abóbora

As sementes de abóbora, cujo nome científico é Cucurbita maxima, possui diversos benefícios para a saúde, já que são ricas em ômega-3, fibras, gorduras boas, antioxidantes e minerais como o ferro e o magnésio. Tatiana Zanin

Cucurbita é um género botânico representativo da família das cucurbitáceas (Cucurbitaceae), a mesma família da melanciamelãomaxixechuchu e do pepino. É um género conhecido por espécies como, por exemplo: Cucurbita moschataCucurbita maximaCucurbita pepoCucurbita mixtaCucurbita argyrospermaCucurbita ficifolia, popularmente chamadas de abóboras, jerimuns, morangas, gilas e mogangos. Wikipédia, a enciclopédia livre.

1. Favorece o relaxamento e promove o bem-estar

Essas sementes possuem uma elevada quantidade de magnésio e triptofano, que são substâncias que atuam a nível cerebral, ajudando a combater o excesso de estresse, o cansaço e estimular a memória.

2. Perda de peso

As sementes de abóbora são ricas em fibras, promovendo uma maior sensação de saciedade e fazendo com que a pessoa diminua a quantidade de alimento consumida no dia a dia, ingerindo menos calorias e favorecendo a perda de peso.

3. Ajuda a aumentar a massa muscular

As sementes de abóbora são uma excelente fonte de proteínas, por isso pode ser interessante incluir na alimentação quando o objetivo é ganhar massa muscular, podendo ser incluída em saladas, em vitaminas, no iogurte, nos cereais e nos lanches.

4. Protege as células do organismo

Devido ao seu elevado teor de antioxidantes como os carotenoides e a vitamina E, as sementes de abóbora ajudam a proteger as células do organismo do efeito dos radicais livres, ajudando a diminuir a inflamação, assim como ajuda a diminuir o risco de alguns tipos de câncer, como o de estômago, próstata, cólon e mama.

5. Diminui a inflamação

As sementes de abóbora são uma excelente fonte de ômega-3, no qual exerce uma ação anti-inflamatória contra os processos de estresse ou de doenças que possam estar causando um estado do inflamação do corpo, ajudando a proteger o organismo de doenças cardiovasculares e cerebrais e melhorando a memória e a disposição. Conheça todos os benefícios do ômega-3.

6. Melhora a saúde da próstata e da tireoide

As sementes de abóbora são ricas em zinco, um mineral que é importante para fortalecer o sistema imune e que ajuda a regular o funcionamento da tireoide. Alguns estudos demonstraram que o consumo diário dessas sementes ajuda a diminuir os sintomas de hiperplasia benigna da próstata e a melhorar a qualidade de vida.

7. Ajuda a combater os parasitas intestinais

Essas sementes têm sido utilizadas como remédio caseiro para combater os parasitas intestinais, já que possuem ação anti-parasitária e anti-helmíntica, podendo ser consumida tanto por crianças quanto por adultos.

8. Combate a anemia

As sementes de abóbora são uma excelente fonte vegetal de ferro e, por isso, ajudam a combater a anemia, podendo também ser consumida por pessoas veganas ou vegetarianas para aumentar a quantidade de ferro no organismo.

É importante que em conjunto com as sementes de abóbora seja consumida também algum alimento fonte de vitamina C, pois assim é possível favorecer a sua absorção intestinal. Alguns alimentos ricos em vitamina C são a laranja, a tangerina, o mamão, os morangos e o kiwi. Veja uma lista dos alimentos ricos em vitamina C.

9. Alivia a dor de barriga

As sementes de abóbora ajudam a aliviar a dor de barriga e as cólicas menstruais, já que contém magnésio, que é um mineral que atua diminuindo a contração muscular e o funcionamento dos nervos e, como consequência, a dor menstrual.

10. Cuida da saúde do coração

Essas sementes possuem fitoesterois, magnésio, zinco, ácidos graxos bons e ômega-3, que ajudam a manter a saúde do coração já que exercem um efeito cardioprotetor, uma vez que ajudam a controlar a pressão arterial, a reduzir o risco cardiovascular, diminuir os níveis de colesterol e a controlar os níveis de açúcar no sangue.

11. Regula os níveis de açúcar no sangue

Como tem grande quantidade de fibras e de magnésio, as sementes de abóbora ajudam a regular os níveis de açúcar no sangue, sendo muito importante para as pessoas diabéticas e para quem possui obesidade com resistência à insulina ou hiperinsulinismo.

11 benefícios da semente de abóbora e como consumir

Como preparar as sementes de abóbora

Para consumir as sementes de abóbora, deve se extrair diretamente da abóbora, lavá-las, colocar em um prato e deixar exposto ao sol. Assim que estiverem secas, já podem ser consumidas.

Outra forma de preparar as sementes de abóbora é colocando-as em uma bandeja com papel vegetal e colocar no forno a 75ºC e deixar até que fiquem douradas, o que leva mais ou menos 30 minutos. É importante mexer de vez em quando a bandeja para evitar que as sementes queimem. Também podem ser torradas em uma frigideira ou no microondas.

Caso deseje dar um sabor diferente à semente de abóbora, é possível colocar nas sementes um pouco de azeite de oliva ou uma pitada de canela, gengibre, noz moscada ou sal.

Como consumir as sementes de abóbora

1. Sementes secas

As sementes de abóbora devidamente secas podem ser usadas inteiras na salada ou na sopa, por exemplo, ou como forma de aperitivo, quando é polvilhado um pouquinho de sal e gengibre em pó, como é comum na Grécia.

No entanto, não se deve adicionar muito sal, especialmente se sofrer de hipertensão. Consumir cerca de 10 a 15 gramas de sementes todos os dias por 1 semana é bom para eliminar os vermes intestinais.

2. Semente triturada

Pode-se adicionar aos cereais, iogurte ou suco de frutas. Para triturar basta bater as sementes secas num mixer, liquidificador ou processador de alimentos. 

3. Óleo de semente de abóbora

Pode ser encontrado em certos supermercados, ou encomendado pela internet. Deve ser usado para temperar a salada ou adicionar à sopa depois de pronta, porque este óleo perde seus nutrientes ao ser aquecido, e por isso deve sempre ser usado frio.

No caso dos parasitas intestinais, é recomendado o consumo de 2 colheres de sopa do óleo de semente de abóbora por dia, durante 2 semanas.

Aboboraze-se: ABÓBORAS, Abóbora, Vegetais fast to mesa, Gastronomia Funcional, Crni Rizot, SANDUÍCHES SEM PÃO, Oil, which one to choose healthwise?, Do vinho ao vinho