BeloriSUStina!?!

“Parabéns aos servidores da saúde pública de Belo Horizonte e Minas Gerais que conseguiram estabelecer o nexo causal entre a “misteriosa doença” que atingiu inicialmente um bairro de classe média alta de BH e a contaminação de um lote da cerveja “Parabéns aos servidores da saúde pública de Belo Horizonte e Minas Gerais que conseguiram estabelecer o nexo causal entre a “misteriosa doença” que atingiu inicialmente um bairro de classe média alta de BH e a contaminação de um lote da cerveja Belorizontina. A mais vendida do selo que a produz.Estes servidores praticaram a investigação epidemiológica desenvolvido a partir dos princípios testados pelo médico John Snow (Londres, 1858), o pai da epidemiologia moderna.A partir da ação de Vigilância em Saúde conseguiram barrar a progressão da tal doença e cobrar as medidas necessárias à reparação social.Sabe quem são eles? Servidores Públicos do SUS, com a devida estabilidade de emprego e que agiram para a proteção de toda a sociedade.
Você que defende o fim do SUS ou o fim da estabilidade do servidor ou pior, a substituição de toda mão de obra laboral pública estatal pela privada, pense e responda para si mesmo:1- você mora num bairro classe média alta? Acha que não usa o SUS, porque ele é só para os pobres? Toma cerveja? Então poderia ser você um dos contaminados que ficaram doentes, certo?2- sem o SUS, a iniciativa privada iria fazer uma investigação dessas? Onde está o interesse econômico? Nas pessoas saudáveis ou doentes chegando aos hospitais e consultórios ?3- supondo que uma equipe de trabalhadores da iniciativa privada, não estáveis, pagos para fazerem a Vigilância Epidemiológica e Sanitária o fizessem e descobrissem que a cerveja mais vendida é a culpada da nova doença. Diante dos interesses econômicos e políticos que estrutura nossa sociedade, o que aconteceria com a investigação? O que aconteceria com esses trabalhadores sem estabilidade?Agora…
4- Entendeu a importância do SUS?
5- Entendeu a importância da autonomia e estabilidade de emprego do servidor público?
5- Entendeu o quanto você ficará vulnerável se isso acabar?DEFENDA O SUS!
Ele é uma das maiores conquistas da sociedade Brasileira.”
=> Não sei quem é o autor. Se souber, inclua no corpo do texto, para os devidos créditos.. A mais vendida do selo que a produz.Estes servidores praticaram a investigação epidemiológica desenvolvido a partir dos princípios testados pelo médico John Snow (Londres, 1858), o pai da epidemiologia moderna.A partir da ação de Vigilância em Saúde conseguiram barrar a progressão da tal doença e cobrar as medidas necessárias à reparação social.Sabe quem são eles? Servidores Públicos do SUS, com a devida estabilidade de emprego e que agiram para a proteção de toda a sociedade.
Você que defende o fim do SUS ou o fim da estabilidade do servidor ou pior, a substituição de toda mão de obra laboral pública estatal pela privada, pense e responda para si mesmo:1- você mora num bairro classe média alta? Acha que não usa o SUS, porque ele é só para os pobres? Toma cerveja? Então poderia ser você um dos contaminados que ficaram doentes, certo?2- sem o SUS, a iniciativa privada iria fazer uma investigação dessas? Onde está o interesse econômico? Nas pessoas saudáveis ou doentes chegando aos hospitais e consultórios ?3- supondo que uma equipe de trabalhadores da iniciativa privada, não estáveis, pagos para fazerem a Vigilância Epidemiológica e Sanitária o fizessem e descobrissem que a cerveja mais vendida é a culpada da nova doença. Diante dos interesses econômicos e políticos que estrutura nossa sociedade, o que aconteceria com a investigação? O que aconteceria com esses trabalhadores sem estabilidade?Agora…
4- Entendeu a importância do SUS?
5- Entendeu a importância da autonomia e estabilidade de emprego do servidor público?
5- Entendeu o quanto você ficará vulnerável se isso acabar?DEFENDA O SUS!
Ele é uma das maiores conquistas da sociedade Brasileira.”
=> Não sei quem é o autor. Se souber, inclua no corpo do texto, para os devidos créditos.
Uma cerveja criada especialmente para homenagear os 120 anos da capital mineira. Brilhante e de coloração amarelo claro leva Dry Hopping de lúpulos franceses que conferem sutil aroma floral e cítrico. Leve e refrescante possui baixo amargor e excelente drinkability.


A Backer mantém o foco nos pacientes e em seus familiares. A empresa prestará o suporte necessário, mesmo antes de qualquer conclusão sobre o episódio. Desde já se coloca à disposição para o que eles precisarem.
“O que preciso agora é que não bebam a Belorizontina, qualquer que sejam os lotes, por favor. Quero que meu cliente seja protegido. Não beba Belorizontina. Não sei o que está acontecendo”, orientou a diretora de marketing da Backer Ana Paula Lebbos. Estado de Minas
A fábrica utiliza o monotilenoglicol para a refrigeração dos 70 tanques para produção de cerveja. Segundo ela, a Polícia Civil lacrou o tanque 10 e analisa também o reservatório de monoetilenoglicol. “O monoetilenoglicol é um líquido congelante usado para refrigerar e ajudar no processo de maturação da cerveja”, disse. Ela reafirmou que a Backer nunca comprou o dietilenoglicol. No entanto reconheceu que o tanque 10 está contaminado com o DEG.
Nas cervejas da marca Belorizontina, que é da cervejaria Backer, foram encontradas dietilenoglicol – substância anticongelante, de uso muito comum na indústria e altamente tóxica para ser humano. 11 pessoas que consumiram a bebida tiveram os sintomas de uma doença que ainda é desconhecida. Dessas, uma morreu e as outras estão internadas. GABRIEL MORAES – O Tempo
Segundo a Polícia Civil do Estado de Minas Gerais foi identificada a substância “dietilenoglicol” em amostras de cerveja pilsen, marca Belorizontina, lotes L1 1348 e L2 1348.

A Backer informa que continua colaborando com as autoridades, que tem todo interesse em esclarecer os fatos e reitera que a substância dietilenoglicol não faz parte de nenhuma etapa do processo de fabricação de seus produtos. Para o bem-estar e conforto de seus clientes, comunica que irá recolher, caso seja de interesse do consumidor, outros lotes da cerveja Belorizontina, mesmo que não sejam os lotes L1-1348 e L2-1348, a partir de segunda-feira, 13 de janeiro. Neste caso, o cliente, de porte do cupom fiscal da compra, deve procurar o estabelecimento comercial onde adquiriu o produto e fazer a devolução. O cliente será ressarcido no momento da devolução.

SUSze-se: BEBER MENOS, A. A. ou Bêbado Conhecido?!!?, Sorvete de cachaça, A vingança do boquete, Tabaco e álcool sim, Maconha não. Por que?!?, TRATAMENTOS PSICOLÓGICOS também INDICADOS PARA O ALCOOLISMO, Mais pessoas estão usando maconha como um substituto ao álcool e remédios, diz estudo, Refrigerante, cerveja e a glicose, 70 anos atras

Macaé: cura tudo!?!

As propriedades do Macaé já eram conhecidas pelos índios há décadas pelos efeitos eupéptico, anti-reumático, febrífugo e estomáquico. Rico em nutrientes, é usado no tratamento de problemas que afetam o estômago, intestino, pulmões, útero, ossos e músculos. Tem fama de “cura tudo” vem da sua capacidade de ser um agente potente para várias doenças. Portal do Holanda


O chá produzido com as flores da planta diminui os vômitos, ameniza efeitos da má digestão e elimina toxinas. É eficiente também contra diarréias, especialmente em crianças.
Popularmente ameniza problemas como a halitose, conhecida popularmente como mau hálito.
Todos os benefícios citados podem ser adquiridos com a ingestão do chá produzido com a flores de Macaé. Coloca-se duas colheres de sopa de flores ou folhas da erva, para um litro de água, após, misture e leve ao fogo e quando a água alcançar fervura, desligue.

Matéria de Capa: Empregos no futuro

Matéria de Capa

O 1 digital vem transformando a maneira como trabalhamos e também criando novas profissões. Você confiaria em um robô para tratar de seus dentes? Faria uma cirurgia delicada sem a presença de um profissional humano e qualificado? A revolução digital traz muitas surpresas. Nos Estados Unidos, por exemplo, um estudante criou um sistema para conversar com o computador utilizando apenas o pensamento. Matéria de Capa – Empregos no Futuro – 06/10/2019 – msn

Enquanto isso em Portugal, surto!?!

Folha de S. Paulo – 19/12/2019

Luís Fernando Tófoli, pesquisador sobr políticas de drogas, in: Folha de S. Paulo

Especialistas há muito procuram entender a relação entre doença mental e violência, e estes resultados sugerem que a percepção generalizada do público –de que os transtornos psiquiátricos deixam as pessoas mais suscetíveis à criminalidade violenta– é equivocada.

“Houve um tipo de reinstitucionalização dos pacientes com doença mental sob o pretexto de que eles são perigosos”, disse Fazel.

“Provavelmente é mais perigoso passar na frente de um bar à noite do que caminhar pelas proximidades um hospital onde os pacientes de saúde mental são liberados”, de acordo com Seena Fazel do departamento de psiquiatria da Universidade de Oxford, que conduziu o estudo. DA REUTERS – 07/09/2010, in: Folha de S. Paulo

Todos os dias, João vai com seu carrinho para a faculdade. O carro já está um tanto fragilizado, mas realiza o percurso com sucesso. Um dia, João decide subir a Serra com seu carrinho, porém a tarefa exige muito mais do automóvel do que ele estava acostumado, e por isso ele quebra. UFRGS

Imagine agora que o carrinho do João não é mais um automóvel, mas a mente dele. A faculdade é a rotina de João. E a subida da Serra é uma situação nova, que exige muito mais da mente de João do que ele estava habituado. Assim como o carro quebrou, a mente de João pode entrar em colapso ao passar por circunstâncias que desestabilizem sua psique já comprometida. Este colapso seria o que comumente se conhece por surto psicótico.

Esta é a história de João, mas poderia ser a de qualquer pessoa. O surto psicótico não discrimina; atinge a todas idades, gêneros, etnias e grupos sociais. Embora a palavra ‘surto’ já tenha se tornado uma expressão de uso corriqueiro, poucas pessoas compreendem o que ela significa de fato. “O surto psicótico ocorre, basicamente, quando uma psique já fragilizada entra em colapso, ou seja, em completo desequilíbrio”, explica o psicólogo Edílson Pastore da Clínica Pinel.

Para os psicólogos, o surto não é algo isolado; um conjunto certo de critérios caracteriza uma crise psicótica. Delírios, alucinações, comportamento desorganizado e discurso desorganizado são sintomas obrigatórios.

“Delírios são alterações do pensamento que se caracterizam por idéias que não condizem com a realidade objetiva”, enquanto que “alucinações envolvem sempre algum órgão senso-perceptivo, como a audição, a visão, o tato, o olfato e a sinestesia (sensações internas). Elas não são invenções – a pessoa realmente está vendo, ouvindo ou sentindo aquilo”. Ou seja, o primeiro ocorre na mente e o segundo atinge os sentidos.

Do ponto de vista psiquiátrico, o surto psicóticos está relacionado a uma distorção dos neurotransmissores, ou seja, das substâncias químicas produzidas pelos neurônios e que são responsáveis pelo envio de informações a outras células. “O pensamento tem um curso e um conteúdo, quando o conteúdo do pensamento está desagregado, ele perde conexão com a realidade ou então ele distorce a realidade, ele passa a ser um sintoma de surto psicótico”, explica a psiquiatra Clarissa Severino Gama do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A dopamina é considerada um neurotransmissor chave da teoria neuroquímica da esquizofrenia e das psicoses em geral. Além dela, há uma série de outros neurotransmissores envolvidos, porém os mecanismos destes ainda não são profundamente conhecidos, estando em fase de estudos, como o glutomato e a serotonina.

Marina Ferreira & Danielle Sibonis
Reportagem realizada em Junho de 2007

Cogumelo depre

Pesquisas na área de saúde buscam cada vez mais métodos alternativos para tratamentos de diversas doenças. Após anos de estudos sobre a maconha, hoje seus efeitos são reconhecidamente benéficos para várias doenças. E agora, é hora de olhar pra outras substâncias e entender a possibilidade de utilizá-las como recursos terapêuticos seguros para a população.

Um estudo conduzido pela King’s College, uma universidade de Londres, utilizou a psilocibina, o princípio ativo dos cogumelos alucinógenos, para observar seus efeitos em pessoas com depressão. A pesquisa, que variou doses de 10mg, 25mg e um placebo, observou resultados positivos em um grupo de 89 pacientes. Vivimetaliun

Denver é a primeira cidade dos EUA a descriminalizar uso cogumelos alucinógenos

“Os resultados desse estudo reafirmam clinicamente e dão segurança para o desenvolvimento da psilocibina como um tratamento para pacientes com problemas de saúde mental que não foram melhorados ou amenizados com terapias convencionais, como antidepressivos, entre outros”, afirmou James Rucker, um dos chefes da pesquisa no King’s College, em um comunicado oficial de imprensa.

Segundo o estudo publicado, a psilocibina ‘relaxa‘ áreas do cérebro onde as estruturas psíquicas graves que causam depressão e a ansiedade, fazendo com que o sujeito se desvincule dos típicos pensamentos e bloqueios relacionados aos comportamentos depressivos. Além da depressão, Parkinson e Mal de Alzheimer são outras doenças em que alguns cientistas enxergam potencial para o tratamento através dos cogumelos alucinógenos. Yuri Ferreira

Alucinize-se: Óleo de Marijuana, Mapa do envenenamento de alimentos no Brasil,

Drauzio Dichava #1

Drauzio Dichava #1
O médico Drauzio Varella lançou Drauzio Dichava, uma série de vídeos em formato de documentário falando sobre o “uso recreativo e adulto da maconha” em seu canal no YouTube na última segunda-feira, 22. Isto é

“Olha, eu não fumo maconha, mas tenho uma vivência longa com a droga por causa desse trabalho que faço em cadeias. São 30 anos frequentando cadeias toda semana”.

“É uma convivência enorme com maconha, com cocaína, especialmente, já tive uma enorme vivência com o crack.”

Drauze-se: Milton Friedman, Eduardo Vilas-Bôas!!!, Canabidiol, o CBD, Hemp Church, Luto, maconha mata!!!, Cursos de saúde da UFPB: Uso medicinal da maconha, A maconha como porta de entrada, A VERDADE por trás da proibição da MACONHA, K2, Spice ou Maconha Sintética?, Coisa do cão!?!

Extra, mais roubado!!! Black Friday

Vídeo: Whatsapp

Ao realizar a compra de carne moída no Extra da Ilha do Governador – RJ, selecionei a carne inteira na prateleira, conforme orientação, e solicitei no açougue que ela fosse moída. Inteira, ela pesava aprox. 1.300 kg e custava em torno de R$17. O açougueiro pesou ela inteira e imprimiu um adesivo. Após uma rápida limpeza na carne, quando foram retirados gordura e sebo (normais em carnes inteiras), ela foi moída e o açougueiro não realizou nova pesagem e colou o mesmo adesivo nela. No entanto, ao passar pelo caixa, percebi que meu produto, após ser moído passou a pesar aprox 1kg, o que custaria em torno de R$13. Informei ao caixa a discrepância, que solicitou a um atendente de apoio que verificasse com o setor de açougue. Nesse momento, fui informada que eu sabia que o valor era R$ 17 quando peguei a carne na prateleira e que nada poderia ser feito. Fiz minha reclamação no SAC e o gerente também foi esclarecer a versão com o açougueiro. A resposta que obtive é que essa diferença correspondia a embalagem. Indaguei que era impossível um plástico filme pesar 300 gramas. O gerente ficou sem resposta e anotou meu telefone para retorno. Em nenhum momento me foi oferecida a correção do valor. Como posso pagar por 1.300 kg de um produto e levar apenas 1 kg? Reclame Aqui

Um cliente encontrou diferença de 300 gramas no peso de dois pacotes de linguiça. O caso aconteceu na unidade de Pilares, zona norte do Rio de Janeiro. A balança mostra que o pacote com pouco mais de 1 quilo tem, na verdade, 708 gramas de carne. Ao testar a segunda peça, de 1,2 quilo, o visor acusa 872 gramas. A denúncia já teve mais de 16 mil compartilhamentos no Facebook. Em comunicado oficial ao Buzzfeed Brasil, o Extra afirmou que as imagens mostradas pelo cliente “não condizem com o padrão exigido pela rede”. Veja São Paulo
Confira no nosso cardápio do consumidor!

A prática muita gente já conhece: o preço sobe e o tamanho desce. Desde terça-feira, o EXTRA mostra casos de empresas que diminuem os conteúdos de embalagens, cobrando o mesmo preço ou até aumentando o valor. No portal Reclame Aqui, queixas desse tipo subiram quase 30% no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

No Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), as críticas sobre o assunto viraram rotina. Nos dois casos, artigos de limpeza, higiene pessoal e alimentos são as categorias recordistas de denúncias.

Professor da Fundação Getulio Vargas (FGV), Roberto Kanter acredita que a opinião dos consumidores depende muito da transparência adotada pela empresa.

— Se o fabricante cria uma embalagem nova e informa o peso atual não deixa de ser uma maneira de oferecer um preço competitivo. Mas, diminuir e avisar em letras pequenas é uma má prática. MARCELA SOROSINI

O Fábio Dias resolveu fazer o teste em um hipermercado em Palmas e gravou um vídeo mostrando o resultado e encontrou uma diferença de quase 30 gramas entre a quantidade impressa nas etiquetas e o peso real. O peso está 722 gramas, mas na balança: 696 gramas, outra bandeja pesada por ele apresentou o mesmo erro. A etiqueta cobrava por 736 gramas, mas na hora de pesar havia apenas 708 gramas, uma diferença de 28 gramas. G1 Tocantins

O InfoMoney procurou a rede para comentar sobre o caso, que informou que “segue irrestritamente o que determina o Código de Defesa do Consumidor e que os pontos abordados no vídeo não condizem com o padrão exigido pela rede. Tão logo soube do ocorrido, a loja iniciou uma apuração interna e está revisitando as etiquetas em outra balança. Além disso, acionou a empresa responsável pela manutenção das balanças para vistoria e providências imediatas, caso necessário. A loja lamenta o ocorrido e permanece à disposição do cliente para qualquer esclarecimento.”

Fraudenize-se: Semana do Consumidor, A água oculta, O de Otário, Baleia ou sereia., Fake News Journal, The Wizard of Lies, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, Nada se cria, tudo se copia!, Candidato Caô Caô

Dia Internacional dos Direitos Humanos

No dia 10 de dezembro de 1948, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a Declaração Universal dos Direitos Humanos no Palais de Chaillot, em Paris, França, é considerado o documento mais traduzido da história moderna, a Declaração foi criada para servir como uma base para os direitos humanos em todo o mundo, como “o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações”. Julia Di Spagna – Guia do Estudante

Durante a Segunda Guerra Mundial, milhões de pessoas foram mortas, enfrentaram situações precárias, fome e tiveram diversos direitos violados. Para evitar tragédias dessa magnitude, líderes de mais de 50 países se reuniram para criar uma organização que tivesse como premissa garantir a paz mundial.A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em Paris, por meio da Resolução 217 A (III), estabelecendo a proteção universal dos direitos humanos.
A Secretaria Nacional de Proteção Global (SNPG), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – (MMFDH), defende valores que são as raízes para o bem comum, a paz e a inclusão, reafirmando o compromisso de proteger os direitos de todas as pessoas, buscando sua universalização, em linha com a DUDH de 1948.

Em Portugal, a Assembleia da República reconheceu a grande importância da Declaração Universal dos Direitos do Homem ao aprovar, em 1998, a Resolução que vigora até hoje, na qual deixou instituído que o dia 10 de dezembro deveria ser considerado o Dia Nacional dos Direitos Humanos. Calendarr
O dia 10 de dezembro é também marcado pelo entrega do Prémio Nobel da Paz.
A Declaração Universal dos Direitos Humanos é considerada o documento mais traduzido da história moderna. Está disponível em mais de 360 línguas, e novas traduções ainda estão em fase de elaboração. Amarolina Ribeiro – Brasil Escola

Mensagem oficial da alta-comissária para os direitos humanos das Nações Unidas:

Este foi um ano de grande ativismo – particularmente por parte dos jovens. É especialmente apropriado que, neste ano, nós destaquemos o Dia Internacional dos Direitos Humanos durante a Conferência da ONU em Madri para defender a justiça climática. Estamos em dívida de gratidão com os milhões de crianças, adolescentes e jovens adultos que estiveram se levantando e se manifestando cada vez mais alto em relação à crise enfrentada pelo nosso planeta.

Com razão, esses jovens estão apontando que o que está em jogo é o futuro deles e daqueles que ainda não nasceram. São eles que terão que enfrentar todas as consequências das ações ou a falta delas por parte de gerações mais velhas, que hoje administram governos e empresas e que são responsáveis por tomar decisões de seus países, regiões e do mundo como um todo.

Não se pode, obviamente, deixar que os jovens sozinhos enfrentem a emergência climática, ou até mesmo as tantas outras crises de direitos humanos que têm causado hoje turbulência simultânea em diversos países ao redor do mundo. Todos devemos permanecer juntos, em solidariedade, e agir com princípio e urgência.

Nós podemos e devemos defender cuidadosamente os princípios universais de direitos humanos que promovem a paz, justiça e o desenvolvimento sustentável. Um mundo com menos direitos humanos é um mundo que caminha para trás em direção a um passado sombrio, quando os poderosos podiam atacar os oprimidos com pouca ou nenhuma restrição moral ou legal.

Contudo, entre os muitos desafios de direitos humanos que surgiram ao longo das duas primeiras décadas do século XXI, a emergência climática global representa, talvez, a maior ameaça mundial aos direitos humanos que enfrentamos desde que testemunhamos a Segunda Guerra Mundial. Do direito à vida, à saúde, à comida, à água e ao abrigo, aos nossos direitos de sermos livres de discriminação, ao desenvolvimento e à autodeterminação, os impactos dessa crise já podem ser sentidos.

Nós temos o dever de garantir que a voz dos jovens seja ouvida. A Declaração Internacional de Direitos Humanos adotada pela Assembleia Geral da ONU em 10 de dezembro de 1948 foi um acordo assinado pelos Estados-membros para proteger os direitos humanos de todos – e isso inclui tornar possível que as gerações futuras defendam a dignidade, a igualdade e os direitos humanos.

Todos os seres humanos têm o direito de participar de decisões que têm impacto nas suas vidas. Para garantir que tomadas de decisão sejam mais efetivas, construindo maior confiança e harmonia em suas nações, os líderes de todas as sociedades devem ouvir seus povos – e agir de acordo com as suas necessidades e demandas.

Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet. Foto: ONU/Jean Marc Ferré.

Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet. Foto: ONU/Jean Marc Ferré.

Nada resume esses objetivos – que são o fio condutor do sistema internacional dos direitos humanos – de maneira mais clara e sucinta do que o Artigo 1 da Declaração Universal, que afirma de maneira corajosa e correta que “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Eles são dotados de razão e consciência, e devem agir em conjunto em espírito de irmandade”.

Nenhum país, nenhuma comunidade será poupada pelas mudanças climáticas, à medida que elas se intensificam. Já é possível ver comunidades mais vulneráveis sofrendo terríveis danos. Pessoas estão perdendo suas casas, meios de subsistência – e vidas. A desigualdade está se aprofundando, e mais pessoas estão sendo forçadas a se deslocar. Devemos agir com rapidez e com princípio, para garantir que menos danos afetem os seres humanos e nosso mundo.

Danos climáticos não serão travados por fronteiras – e reações baseadas em um nacionalismo hostil, ou considerações financeiras de curto prazo, não irão apenas falhar: elas vão destruir o nosso mundo. As lutas por justiça climática e direitos humanos não são uma disputa política. Não se trata de uma discussão de direita ou esquerda: trata-se de direitos – e erros.

Não é apenas a preocupação em relação à alta velocidade da crise climática que está levando milhões de pessoas a se levantarem e exigirem ações. Em todas as regiões, pessoas estão encontrando suas próprias vozes para falar sobre desigualdade e instituições repressivas. Me sinto inspirada pela coragem, clareza e princípios de todas essas pessoas, algumas muito jovens, que estão se levantando pela paz, com o objetivo de corrigir os erros de nossa era e criar maior liberdade e justiça. Eles são a expressão viva dos direitos humanos.

Políticos de todos os lugares devem ouvir esses chamados. E, como resposta, precisam desenvolver políticas mais efetivas e com princípios.

Nós temos o direito de vivermos livres sem qualquer tipo de discriminação. Nós temos o direito de ter acesso à educação, saúde, oportunidades econômicas e um padrão de vida decente. Nós – todos nós – temos o direito de participar de decisões que afetam nossas vidas. Isso é sobre nosso futuro, nossos meios de subsistência, nossas liberdades, nossa segurança e nosso ambiente. E não é somente nosso futuro, mas também o futuro das nossas crianças, nossos netos e bisnetos.

Precisamos nos mobilizar ao redor do mundo – de maneira pacífica e poderosa – para avançar em um mundo com direitos, dignidade e escolhas para todos.

Aqueles que tomam decisões entenderam essa visão com clareza em 1948. Será que entendem isso agora? Eu peço aos líderes mundiais que demonstrem uma verdadeira liderança e visão de longo prazo, deixando de lado os interesses políticos nacionais estreitos, para o bem de todos, inclusive deles mesmos e de todos seus descendentes.

Humanize-se: O que é ser defensor dos direitos humanos, afinal?, Dia Internacional dos Direitos Humanos, Principais aspectos dos Direitos Humanos, Direitos Humanos?!? Vai lá!!!, Ouvidoria Municipal de Direitos Humanos, DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DAS ÁRVORES, A gente sempre soube., Barulho D’água, Jeguatá: Caderno de Viagem

quem sou eu com #60+

Após #60anos, a ansia por renovação, ativar nossas forças vitais e enxergar o mundo com novos olhos, na intenção de renovar a vitalidade. Algumas medidas podem dar uma sensação de novidade e #rejuvenescimento, mas os seus efeitos são temporários, se constata que na verdade, nada mudou (ainda assim continua os sentimentos de estagnação e ausência de inspiração), não modificam nada em nós mesmas, só mudam as nossas circunstâncias externas.

Segue algumas maneiras para ir mais fundo e transformar a sua vida, precisamos mudar primeiro a nossa mente, para começar a nossa transformação interior. O Terceiro Ato

1- Examine o que você sente

Seus sentimentos são uma expressão dos seus pensamentos e crenças mais profundas, eles são um reflexo do que se passa na sua mente. Se você nutre sentimentos de raiva, inveja, culpa ou vergonha, saiba que é preciso encontrar uma maneira de externalizá-los para que você possa reconhecê-los e elaborá-los.

Cultivar esses tipos de sentimentos impede a produção de novos pensamentos e, consequentemente, bloqueia a busca por outras formas de agir.

2- Dê um basta e siga adiante

Tornar-se consciente dos seus sentimentos é o caminho para levá-la a alguns elementos da sua vida pessoal que podem estar minando a sua energia, como por exemplo: talvez você esteja se agarrando a coisas que não fazem mais sentido para você ou, quem sabe, você se sente impotente para buscar novas formas de ação…

Chegou a hora de examinar seus relacionamentos, seu trabalho, seu ambiente, sua amizades e conscientemente deixar para trás tudo aquilo que suga sua energia desnecessariamente e que puxa seu espírito para baixo.

Dê-se um tempo para alcançar este objetivo; faça uma lista das prioridades e enfrente um problema por semana. Com o tempo você vai se surpreender com as mudanças e também vai constatar o surgimento de novas e boas energias somente pelo fato de ter se reencontrado.

3- Mude seus hábitos mentais

Saiba que toda #mudança efetuada em sua vida, desde seus sentimentos, seus relacionamentos e suas suas circunstâncias, começam a se transformar primeiro em seus pensamentos. Todos sabemos que quando começamos a ter pensamentos positivos a negatividade tende a se esvair, assim, pratique o exercício de formular bons pensamentos para atrair boas vibrações para sua vida.

Entretanto, esse é um trabalho árduo. Pessoas ao seu redor podem fofocar, falar mal da vida alheia, você pode assistir ou ler sobre eventos terríveis nos jornais e nos noticiários ou, claro, você pode ter conflitos em sua vida. Essas e tantas outras situações podem desencadear padrões de pensamentos que fazem com que sua mente comece a andar em círculos trazendo paralisia, angústia e pessimismo para sua existência.

Ao conseguir remover pelo menos uma destas influências negativas, você vai perceber uma enorme mudança de energia. Por exemplo, comece com a resolução de nunca ouvir, ou fazer fofocas, em seguida, procure enxergar um problema sob vários ângulos, isso vai lhe dar maior possibilidade de compreendê-lo e de solucioná-lo… E assim por diante. Um belo dia você vai perceber com grande surpresa que você mudou completamente suas atividades mentais e se verá não sendo mais arrastada por pensamentos negativos.

4- Mudar a sua vibração por meio da gratidão

Existe um ditado que diz “quem não é capaz de gratidão não é capaz de nenhum outro bom sentimento”. Para avaliar o seu estado de #gratidão, escreva uma lista de 7 coisas às quais você é grata.

Se você encontrar dificuldade em elaborar essa lista, comece a pensar, por exemplo, na sua saúde, na natureza que a cerca, nos seus amigos, nos seus familiares, nas pessoas que lhe ajudaram em momentos difíceis, naquelas pessoas que compartilharam com você os bons momentos etc.

Ao meditar sobre isso você vai perceber como é grande a abundância em sua vida e vai sentir necessidade de expressar seus agradecimentos a todas elas. Expressar a gratidão só vai atrair vibrações positivas que impactam diretamente seus pensamentos e seus sentimentos.

5- Limpar o seu espaço e mudar seus hábitos

Nosso ambiente nos envia mensagens poderosas. Se você vive em meio a confusão e a desordem, saiba que sua mente vai assumir esses estados. Livre-se das coisas que são inúteis, ultrapassadas, quebradas… Organize sua casa, limpe seu espaço para criar uma sensação de pura amplitude dentro de você, um espaço interno pronto para fluir em novas energias e ideias.

Aplique essas mesmas medidas aos seus hábitos. Hábitos ruins sugam energia. Se você fuma, come demais, é sedentária, se isola do convívio social etc., saiba que você está presa em um círculo vicioso destrutivo. Você pode parar com esses comportamentos, enfrentar e seguir por uma direção diferente. Se você não consegue fazer isso sozinha, procure ajuda médica. O importante é conseguir mudar seus maus hábitos para desfrutar de uma existência mais vital.

6- Sua nova identidade

Saiba que na medida em que você executar as mudanças acima sugeridas, algumas de suas velhas crenças serão modificadas fazendo com que você descubra alguns traços da sua personalidade que, por vários motivos, ficaram submersos anos a fio. Agora você vai conseguir explorar valores diferentes, assim como vai se sentir mais disponível para conhecer novas pessoas e novas experiências. A sua força vital será ativada ao mudarem suas crenças e valores, a sua vida se tornará mais rica e inspiradora, pois as alterações feitas excedem em muito àquelas alcançadas apenas por fazer uma viagem ou mudar de emprego. Desta vez, você fez mudanças reais, ou seja, de dentro para fora.

*Baseado no texto de Diane Dahli para o site Sixty + Me

http://www.viva50.com.br/5-maneiras-de-se-renovar-apos-os-60-anos/

Vive-se: Jesusnesse Global, YES ou Sistema de Melhoramento da Juventude, VIDA SIMPLES, VIA LÁCTEA PELO NAVEGADOR, instantly ageless™ , MEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINE, THE JOLLY BOYS, vidacell®, BALEIA OU SEREIA., reserve™, A HISTÓRIA DO JARDINEIRO DE OXALÁ, Jeunesse, Verdade Ou Mentira?

Cavalo louco

Cavalo Louco (ou Doido, Crazy Horse ou Tashunkewitko no idioma original Lakota) viveu em uma época dramática para os índios norte-americanos. A Guerra Mexicano-Americana (1846–1848), as sucessivas descobertas de ouro e a necessidade de ocupar as terras do oeste norte-americano, acarretaram enxurradas de militares, colonos, aventureiros e mineradores às — “protegidas” por decreto, o Tratado do Forte Laramie (1868), — terras indígenas.


Estima-se que existiam entre 20 e 30 milhões de índios na América do Norte quando os primeiros colonos europeus desembarcaram, mas, ao final do século XIX, esse número teria sido reduzido a apenas 2 milhões.
Embora tenha ocorrido um morticínio indígena durante séculos, no séc. XIX os índios sofreram sucessivas “intervenções controladas” por parte do governo estadunidense que resultaram na extinção de diversas culturas pré-colombianas.


Cavalo Louco decidiu viver livre e morreu jovem, aos 35 anos. Incrível História
Devido ao seu excelente desempenho nas batalhas e suas muitas vitórias contra tribos inimigas, Crazy Horse foi considerado um herói indígena. Foi-se observado também que ele, mesmo tendo a chance, muitas vezes se absteve de matar e apenas golpeou o inimigo. Guerreiros Sioux
Ao lado de Touro Sentado, Cavalo Louco conduziu seus guerreiros durante a batalha de Little Bighorn, onde morreu o célebre General Custer. Cavalo Louco foi um respeitado ameríndio Sioux, líder militar da tribo dos Oglala Lakota. Seu povo além de lutar contra a Cavalaria americana também vencera várias tribos rivais. A história do povo Sioux é contada no belo filme “Enterrem meu Coração na Curva do Rio” lançado em 2007. Obvious
Mas há porém que se lançar sobre os povos indígenas, um olhar que passe ao largo do estigmas de apenas vítimas ou então selvagens antropófagos. Os índios já foram sacralizados e demonizados conforme a época e o interesse político das américas colonizadas. Mas os indígenas foram antes de tudo seres humanos que viviam em grupos sociais que também poderiam se chamar, antes dos povos do velho continente aqui chegarem; de nação, com suas crenças e seus costumes. E, como humanos que eram também gostavam das disputas entre si, eram povos guerreiros. Quando o homem branco chegou, se encantaram com as facilidades e também com os vícios do mundo civilizado mas ao que tudo indica, fizemos mais mal à eles do que eles à nós.

Cavalo Louco possui uma extensa biografia sobre suas atuações militares. Ficou conhecido por rechaçar toda uma força do exército americano, fazendo parte assim da grande vitória indígena na Batalha de Little BigHorn, durante a Guerra Sioux, ao lado de Touro Sentado. Cavalo Louco acabou se rendendo ao exército. 4 meses depois, foi morto por um guarda em sua cela.
A expansão territorial dos Estados Unidos custou a vida e a terra dos índios. Nuvem Vermelha disse uma vez: Radio Yandê
”Fizeram-nos muitas promessas, mais do que eu posso lembrar. Mas eles nunca as cumpriram, menos uma: prometeram tomar nossa terra e a tomaram”

A fala “Today is a good day to die”, ou “hoje é um bom dia para morrer” muito usada pelos Klingons de Star Trek, foi primeiramente dita em Pequeno Grande Homem pelo Old Lodge Skins, interpretado por Chief Dan George. Adoro Cinema

Humanize-se: The Lone Ranger, A, Os índios nos gibis., Era da Pilhagem, Erva Mate, Bandeirantes Modernos, Humans, A Odisseia dos Tontos, Manual dos remédios tradicionais Yanomami

República dos bananas

O acampamento produzia anualmente mais de 7,2 mil toneladas de alimentos, gerando trabalho e renda para mais de 5 mil pessoas, segundo o MST. Juliana Almirante – Metro1

A ação de reintegração de posse foi deflagrada pela Polícia Federal em favor da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), para desocupação de uma área de aproximadamente 1727 hectares.

Banalize-se: Embalos de bananas, Banana power verde, 1ª Feira de Economia Solidária e Agricultura Familiar, Conheça 13 maneiras de reaproveitar sobras e cascas de frutas e vegetais, Banana, tumblr, Banana Republic, Gastronomia Funcional

Filtro de barro brasileiro é considerado o melhor do mundo

Os filtros de barro estão presentes em muitas casas brasileiras, e de acordo com pesquisas realizadas por cientistas norte-americanos, e publicadas no livro “The Drinking Water Book”, de Colin Ingram, nossos filtros têm, provavelmente, o melhor sistema de purificação de água do mundo.

Um dos fatores que contribuem para essa eficiência dos filtros de barro é a sua câmara de filtragem de cerâmica, feita de velas de cerâmica, que são muito eficazes no trabalho de retenção de cloro, pesticidas, ferro e alumínio.

Nos filtros de barro, a filtragem é realizada através da gravidade, com a água passando pelas velas e gotejando lentamente para o reservatório inferior.

Fabricados de maneira quase artesanal a partir de barro ou argila, os filtros eram antigamente feitos por pequenos fabricantes, mas hoje em dia existem muitas fábricas especializadas nesse tipo de produção. A história do filtro de argila é, na verdade, bem antiga: foi em 1827 que o inglês Henry Doulton inventou o sistema de tratamento de água através das velas de cerâmica; então, após 8 anos, a Rainha da Inglaterra Victoria pediu que ele passasse a produzir tais filtros para a corte britânica.

O funcionamento desse filtro é simples, porém muito eficiente. De maneira lenta, pela ação da gravidade, a água passa pelos poros do filtro de cerâmica, sendo filtrada, e então fica armazenada na parte inferior, alguns filtros de cerâmica podem ainda serem tratados com uma camada de prata, que previne que microrganismos e algas comecem a crescer no interior dos recipientes. Ciencia Informativa

Os filtros de barro já foram testados por cientistas de várias universidades e sua eficácia foi comprovada por esses testes. É claro que a qualidade da cerâmica e dos outros materiais interferem nessa eficácia. Além da eficiência em filtrar a água, todos que têm um filtro desse em casa sabem que ela fica bem fresquinha, até 5ºC mais gelada que a temperatura externa. O filtro de cerâmica, no entanto, não é eficiente para remover partículas virais, pois essas são menores que o tamanho que os poros conseguem filtrar.
A eficácia do filtro de barro é tanta que, inclusive, ele é o mais recomendado em países que têm grandes problemas com doenças transmitidas pela água contaminada, principalmente diarreia em crianças, que frequentemente pode levar à morte. Nesses casos, além de ser um método fácil de ser usado, ele é muito mais barato e precisa de pouca manutenção. Nathália de Moraes – nathalia.esalq.bio@gmail.com

Ague-se: Pés no chão, Piscina biológica sem cloro, Água forever, Água aromatizada, Dia Mundial da Água, Carmina Burana: Introduction (O Fortuna)

Bolinhos de Chuva

Ingredientes:
1 xíxara de farinha de trigo
1 Xícara de amido de milho
2 Ovos
4 Colheres de açúcar
1 Colher de sopa de fermento em pó
Modo de Preparo:
– Bata o açúcar com os ovos, depois junte os demais ingredientes, em uma panela esquente o oléo e frite em fogo baixo, depois de frito passe os bolinhos no açúcar e canela.
Obs.: a massa fica meio liquida, mais da certo. Porque não, é gostoso

Grude na Tela Rural


Grude de Extremoz…
Ingredientes:
1 kg de goma de mandioca ( aquela de fazer tapioca);
3 cocos secos (ralados);
1 leite de um coco (sem acrescentar água) quanto baste;
Sal a gosto.
Modo de preparo:
Junta a goma os cocos ralados e o sal e mistura ate dar liga.
Dispõem a massa em uma assadeira e molha com o leite de coco, logo a pois, por no forno pré-aquecido.
Ficar no forno até dourar e a faca sair limpa.
Obs1.: o sal a gosto, você tem que por e sentir o sal, pois o coco é adocicado.
Obs2.: você pode por folhas de bananeira para cobrir a assadeira e dispor a massa.
Obs3: você pode fazer em fogo a lenha também, fica muito saboroso.
Obs.: Também pode ser feito na própria quenga do coco, fica muito bonito e da um charme na apresentação. Por que não, é gostoso

Florest Poult

O tratamento que a vasta maioria das fazendas de produção de ovos e galinhas oferecem aos animais é próximo à barbárie, com as aves vivendo amontoadas uma sobre as outras, e sendo submetidas a técnicas e condições análogas à tortura. A justificativa é a necessidade extrema das empresas de darem conta da demanda incessante por carne e ovos.

Massimo Rapella vive nos arredores montanhosos da cidade de Sondrio, no coração do Valtellina, um vale no nordeste italiano, que faz fronteira com a Suiça – e é num espaço de 2 hectares de floresta que vivem suas galinhas.

Inicialmente Massimo e sua esposa tinham somente 4 aves que alimentavam sua casa com ovos, mas hoje o produtor recolhe 1.300 ovos diários entre as árvores da floresta. Os ovos são colocados pelos animais em ninhos naturais, que as próprias galinhas fazem com matéria prima da floresta.

O produtor afirma que desde o início era visível a diferença que a liberdade e a alimentação natural – feita com folhas, nozes, minhocas e insetos – produziu nos animais desde o início. Penas mais brilhosas, animais mais vigorosos e ovos muito mais saborosos foram os efeitos que hoje tornam sua produção especial.

Vendendo diretamente para restaurantes e moradores locais, Massimo não procura maximizar sua produção, que varia de acordo com o temperamento das galinhas e a época do ano – e esse é o segredo da saúde dos animais e, consequentemente, de quem se alimenta dos ovos que suas galinhas produzem. Vivimetaliun

Poetize-se: Farm Hero Saga, real life, Fábula da galinha intrigueira, Plástico Pena, Muvuca, Neste Chão Tudo Dá, Medellín: agricultura urbana, Manual de agricultura urbana, Camarote.21 – Especial “Curiosidades Gastronômicas”

Desafio do Lixo

O Desafio do Lixo é uma brincadeira sustentável que tomou conta das redes sociais.

A ideia surgiu quando um usuário do reddit publicou fotos de uma área repleta de lixo, com uma pessoa mostrando o antes e depois do local. A mensagem ia mais longe e desafiava os outros a fazer o mesmo: “Aqui vai um novo desafio para vocês, adolescentes entediados. Tire uma foto de uma área que precisa de um pouco de limpeza ou manutenção, então tire uma foto depois que você tiver feito algo sobre isso e poste aqui“.

Após a publicação, os usuários da plataforma decidiram em conjunto utilizar a #trashtag para postar imagens de áreas que passaram por suas intervenções. Só no Instagram, mais de 24 mil pessoas já utilizaram a hashtag, mostrando o resultado do desafio. Vivimetaliun

No reddit, um fórum com mais de 1,5 mil inscritos foi criado para compartilhar os resultados e mostrar que, se cada um fizer a sua parte, podemos juntos caminhar rumo a um mundo mais limpo. Vem ver! Vivimetaliun

Água forever

Beber cerca de 2 litros de água por dia é importante para matar a sede, regular a temperatura corporal, fazer o transporte de sais minerais e vitaminas e até acabar com aquela sensação falsa de fome. “Os fitoquímicos e os compostos ativos desses ingredientes ficam na água e, assim, podemos consumi-los o dia todo”, conta a nutricionista Carol Morais, autora do livro Projeto Verão para a Vida Toda (editora Memória Visual). Energia extra, melhora na digestão, menos toxinas e combate às agressões dos radicais livres são alguns dos efeitos no organismo.

Numa jarra ou no pote, com a ajuda de um pilão, macere as sementes e parte das ervas para que liberem um pouco do aroma e dos óleos essenciais. Em seguida, junte as frutas e a água. Coloque em uma jarra ou um pote com tampa, bem lavados, e deixe descansar por três horas, no mínimo, na geladeira ou em temperatura ambiente. Na hora de servir, adicione gelo se quiser que a preparação fique ainda mais fresca. Eliane Contreras

Água de limão, erva-doce e hortelã (digestiva e detox)
• 1 limão-siciliano com a casca, cortado em rodelas
• 10 folhas de hortelã fresca
• 1 talo de erva-doce, cortado em tiras finas
• 1 litro de água filtrada

Água de morango e capim-cidreira (relaxante e alcalinizante)
2 folhas de capim-cidreira frescas
4 fatias finas de limão-siciliano
5 morangos em rodelas (ou 6 uvas cortadas em 4 partes)
1 litro de água filtrada

Água de laranja, limão e pepino (diurético e antioxidante)
1 limão-taiti com a casca, cortado em rodelas finas
1 laranja-lima com a casca, cortada em rodelas finas
1 laranja pera (ou bahia) com a casca, cortada em rodelas finas
1 pepino com a casca, cortado em rodelas finas
1 litro de água

Água de laranja, gengibre e canela (estimulante e termogênica)
10 folhas de hortelã frescas
3 canelas em pau
3 rodelas finas de gengibre fresco
4 rodelas de laranja (ou tangerina) com a casca
1 litro de água filtrada

Água de pêssego, mirtilo e limão (antioxidante e alcalinizante)
1 xíc. (chá) de mirtilo
2 pêssegos médios sem a casca, cortados em gomos
1 limão-taiti com a casca, cortado em rodelas finas
20 folhas de hortelã fresca
1 litro de água filtrada

Água de morango e manjericão (antioxidante e estimulante)
• 6 morangos cortados ao meio, na longitudinal (coe antes de beber e use a fruta em outras receitas)
• 10 folhas de manjericão fresco
• 1 litro de água filtrada

Água de limão e alecrim (digestiva e estimulante)
1/2 limão-siciliano com a casca, cortado em rodelas
1/2 limão-taiti com a casca, cortado em rodelas
1 galhinho de alecrim
1 litro de água filtrada

Água de laranja e flor de laranjeira (antioxidante)
• 2 laranjas com a casca, cortada em rodelas finas
• 6 gotas de água de flor de laranjeira (à venda em lojas de produtos árabes)
• 1 litro de água filtrada

Água de gojiberry e melancia (antioxidante e diurética)
• 1 col. (sopa) de gojiberry
• Raspas da casca de 1/2 laranja
• 1 litro de água filtrada
• 1 xíc. (chá) de melancia em cubos congelados (junte na hora de servir)

Água de abacaxi, hortelã e cardamomo (digestiva e estimulante)
• 5 folhas de hortelã
• 3 cardamomos inteiros
• 1/2 abacaxi pérola picado
• 1 litro de água filtrada

Água aromatizada para eliminar as toxinas
• 2 litros de água
• 1 pedaço (6 cm) de gengibre
• 5 ramos de alecrim
• 2 talos pequenos de salsão
• Suco de 1 limão-taiti
• 1 limão-siciliano cortado em rodelas
• Gelo a gosto (se quiser, use esse gelinho de gengibre)
• 1/2 xíc. (chá) de mirtilo (ou morango cortado em 4 partes)

Higienize os ingredientes. Ferva a água com o gengibre por 10 minutos. Desligue o fogo e adicione metade do alecrim. Espere amornar e leve à geladeira por 2 horas. Coe e junte o suco e as rodelas de limão, o alecrim o gelo e o mirtilo. Decore com o salsão e sirva.

Água antioxidante de framboesa para refrescar no verão

1 litro de água
• 1/2 xícara (chá) de framboesa fresca
• suco de 1/2 limão-taiti
• adoçante stevia a gosto

*Receitas sugeridas pelo proprietário do restaurante Expedito, no Paraná; Patricia Lorenzino, do cathering e bufê Grão de Luz (especializado em raw food), em São Paulo; nutricionistas Carol Morais, de Goiânia, e Glaucia Figueiredo, da Policlínica Granato, no Rio de Janeiro, chef e nutricionista André Luiz (@andrenutichef), de Florianópolis e Gabi Castejon, do perfil @farofafit.

Poetize-se: Suco de limão e Bicarbonato, Veteranas de guerra, Chás que Ajudam a Emagrecer, Funcional Obsoleto, Sucos caseiros cheios de saúde., Comida esperta, Nutrição verde, Banana, Water Crisis in Pakistan

Baobá R.I.P.

Árvore fundamental para a filosofia africana, a morte de baobás está gerando preocupação dos pesquisadores. De acordo com alerta publicado pela AFP nesta semana, registros apontam que este processo se arrasta há pelo menos 10 anos. Vivimetaliun

Entre as vítimas deste fenômeno preocupante está uma tríade de baobás de pelo menos 2 mil anos de idade locadas no Zimbábue e na África do Sul. Os baobás também são considerados os maiores do mundo com um tronco com mais de 10 metros de diâmetro. Em mais de um década 9 dos 12 principais baobás mais velhos estão sem vida.

O baobá é um dos alicerces da cultura africana. Além de testemunhas do passar do tempo, estas árvores são cercadas de fundamentos. Sua presença se dá na religiosidade, como no caso dos Iorubás, que associam sua existência como conexão entre o mundo material e imaterial. No Candomblé o baobá é considerada a ‘árvore da vida’ e fundamental para a realização do culto. Segundo a tradição ela nunca deve ser cortada ou arrancada. Pixabay/fonte:via

Conhecida como “árvore da vida”, o Baobá é um tipo de árvore existente na África, Península Arábica, na Austrália e em alguns outros lugares do mundo. Os baobás são considerados por estudiosos como as árvores mais antigas do planeta, chegando a alcançar impressionantes dois mil anos de existência. Esse cálculo é feito através do diâmetro das árvores, que revelam a idade aproximada do exemplar.

Moon viajou pelos Estados Unidos, Europa, Ásia, Oriente Médio e África registrando desde os dragoeiros – árvores da ilha de Socotra que produzem uma resina medicinal vermelha – até as árvores milenares que dominaram os antigos templos de Angkor, no Camboja, passando pela sumaumeira, conhecida e reverenciada pelos índios da Amazônia. Vivimetaliun

A fotógrafa Beth Moon dedicou 14 anos de seu trabalho para fotografar esses belos exemplares pelo mundo, o que deu origem ao livro “Árvores Antigas: Retratos do Tempo.” Vivimetaliun

Poetize-se: HUNGU, DIA DA ÁRVORE, VIDACELL®, PLANTE UMA ÁRVORE, DICAS DE UMA ÁRVORE, Baobá, A CEBOLA: O ELIXIR DESCONHECIDO, ‘Ibaré Lewá’: amizade bonita entre Orixá e natureza, TIMO, Enchente chega de SURPRESA …, ÁRVORES?, NESTE CHÃO TUDO DÁ, NA ESTRADA HAVIA UMA PEDRA, Rainha Njinga

Milk blood

Um homem de 39 anos na Alemanha foi até um hospital sentindo náuseas, vômitos, dores de cabeça e muita agonia. Logo os médicos perceberam que o problema era mais grave do que aparentava: o paciente tinha no lugar do sangue uma substância branca e espessa como o leite. Na verdade, o homem tinha muita gordura em seu sangue, uma condição que poderia tê-lo matado se os médicos não tivessem recorrido a um tratamento há muito tempo abandonado, iniciado e utilizado por curandeiros milhares de anos atrás.


🖤Crystxl Hearts🔮 Blood and Milk. Red White Blood Milk

Como não era possível realizar a plasmaférese, os médicos do Hospital Universitário de Colônia se voltaram para uma opção muito mais antiga e agora desacreditada, um tratamento praticamente esquecido que em grande parte não é praticado na medicina tradicional desde os séculos 18 e 19: a famosa sangria.

Essa antiga técnica, que intencionalmente retira o volume sanguíneo do corpo, pode ser rastreada até o antigo Egito há cerca de 3.000 anos, e já foi uma das formas mais comuns de operação “médica”. Naqueles tempos, entretanto, a medicina em si era um conceito completamente diferente do que é hoje, e atualmente a sangria é vista principalmente como uma forma anacrônica de pseudociência que causava muito mais mal do que bem aos pacientes.

A condição com a qual o paciente se apresentou ao hospital é conhecida como hipertrigliceridemia extrema: uma doença marcada por altos níveis de moléculas de triglicerídeos gordurosos no sangue.

Os pesquisadores pediu uma abordagem diferente para de alguma forma sugar o nível extremo e perigoso de gordura do sangue do homem – um nível normal de triglicerídeos no sangue de uma pessoa seria inferior a 150 miligramas por decilitro (mg / dl), enquanto uma leitura alta seria entre 200 a 499 mg / dl e 500 mg / dl seria considerado “muito alto”. Nesse caso, porém, o sangue do paciente estava completamente congestionado, com sua contagem de triglicerídeos chegando a 36 vezes mais alta do que a muito alta, a cerca de 18.000 mg / dL.

Os sintomas com os quais o paciente se apresentou no hospital são típicos de uma condição conhecida como síndrome de hiperviscosidade, que acontece quando o sangue anormalmente espesso pode, em casos graves, desencadear convulsões e coma.

O homem desenvolveu essa condição rara e bizarra provavelmente a vários fatores relacionados à obesidade, dieta, resistência à insulina e uma possível predisposição genética – sem mencionar o fato de que, enquanto estava sob medicação para diabetes, ele admitiu que nem sempre tomava.

Os médicos supõem que a “cascata de eventos” do paciente poderia ter sido inicialmente desencadeada pela cetoacidose, uma condição grave derivada da diabetes, quando o corpo começa a produzir perigosos ácidos sanguíneos.

Na unidade de terapia intensiva, os médicos acabaram retirando dois litros de sangue do homem, substituindo-o por um suprimento de concentrados de hemácias, plasma fresco congelado e uma solução fisiológica salina, a técnica funcionou, diminuindo com sucesso os níveis de triglicerídeos do paciente. No quinto dia após o início do tratamento, ele estava livre de sintomas neurológicos residuais. via [Live Science, Science Alert]
Poetize-se: Scientists Claims RH Negative Blood Type Peoples Not Belong From Earth, Repo man, Exame com uma gota de sangue, The X-Files, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Setembro Vermelho, Somos todos doadores, Cospe logo!, Ministério da Saúde, Coleira para crianças, absurdo?, Sangue dourado ou rh nulo, Dia Mundial do Doador de Sangue, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Tratamento caseiro para Baixar o Colesterol, Olhos Azuis, O colágeno, Juan dos Mortos