Lei do Preço Fixo ou Comum, se chamará Lei José Xavier Cortez

Por conta das divergências no nome da Lei Lang  – desde o início das discussões no país – ao invés de Lei do Preço Fixo ou Comum, ela se chamará Lei José Xavier Cortez, em homenagem ao fundador da Editora Cortez e que faleceu no último mês, aos 84 anos. “Acho que é uma belíssima homenagem, até porque ele mesmo era um grande defensor da lei”, declarou Prates, explicando ainda que o novo nome é muito mais “palatável e vendável, no bom sentido”. publishnews

Em sua fala, Jean Paul Prates, o presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Livro, Leitura e Biblioteca detalhou o PL 49/2015 e resumiu os principais objetivos da Lei: assegurar ao público uma maior disponibilidade de livros e títulos – a chamada bibliodiversidade; respeitar a diversidade do público; garantir a sobrevivência das livrarias e editoras independentes e de médio porte; evitar a concentração do mercado livreiro nas grandes cidades; diminuir o preço do livro; fomentar a leitura no país e aumentar a existência das livrarias de bairro.

Sobre as regras do projeto, detalhou: todo livro sob edição nacional vai receber uma precificação única. Esse preço de capa de cada obra vai constar de lista publica eletrônica de emissão das editoras, devendo servir de referência para livreiros e revendedores para todo território nacional. Será também de obrigação do editor, a divulgação dos preços ao público de todo o seu catálogo editorial disponível. O preço de venda do livro ao consumidor final, não poderá ser estabelecido abaixo de 90% do preço de capa decidido pelo editor, durante o período de 12 meses contado da data de lançamento. “É apenas isso. Mas é uma grande coisa para o negocio do livro, para o pequeno livreiro”, resumiu.

Sobre as exceções, o senador explicou também que a Lei não se aplica às vendas efetuadas diretamente ao poder público, aos livros didáticos, obras raras antigas esgotadas, obras fora de catálogo, obras destinadas aos colecionadores, e às obras destinadas a entidades que recebam subsidio público.

Os defensores desse retrocesso garantem que ele deixa o mercado de livros mais saudável e equilibrado no Brasil. Segundo eles, o fato de as grandes livrarias comprarem um grande volume de livros de uma só vez as permite oferecer grandes descontos ao consumidor final no momento de lançamento de um livro, criando assim uma concorrência desleal com livreiros menores e independentes. João Luiz Mauad – Instituto Liberal

Quais as vantagens da Lei do Preço Fixo?

1. Assegurar uma maior disponibilidade de livros e títulos ao consumidor;

2. Respeitar a diversidade do público;

3. Assegurar a capacidade de conhecimento, do saber e da difusão da cultura do país;

4. Garantir a limitações de livrarias e editoras independentes e de médio porte;

5. Evitar a concorrência predatória por parte dos sites de venda de livros, grandes varejistas e supermercados;

6. Evitar a concentração do mercado livreiro;

7. Possibilitar aos autores e editores um controle mais real da distribuição dos livros e dos direitos autorais. ANL in: SlideToDoc

Dados estatísticos mostram que temos cerca de 2. 600 livrarias, 70% são de pequeno e médio porte. Com a Lei espera-se aumentar este número que deveria ser cerca de 4. 900 livrarias.

→ 92% das livrarias apoiam a Lei.

→ 74% das editoras apoiam a Lei.

→ 87% das entidades ligadas ao livro já apoiam a Lei.

Leze-se: , Garis montam biblioteca com livros que iriam para o lixo, A primeira biblioteca de livros censurados, O empilhador de livros, 2 mil livros sobre permacultura e bioconstrução, A árvore que dava dinheiro – AUDIOBOOK (AUDIOLIVRO), Domínio Público

Sabre de luz capaz de cortar aço

O engenheiro James Hobson, do canal The Hacksmith, mostrou um sabre de luz real, do tipo usado pelos Jedis no filme Star Wars, poderoso o suficiente para cortar uma porta de aço. Incrível, não é mesmo? Ademilson RamosEngenharia é

Sobre o equipamento, o líder da equipe de engenheiros afirma que se trata do “primeiro sabre de luz retrátil baseado em plasma do mundo”. Seu punho, construído no estilo steampunk, é capaz de enviar um fluxo laminar de gás propano líquido comprimido e também de oxigênio, que queima a uma temperatura, pasmem, de 2,2 mil graus Celsius.

O primeiro efeito notável de um sabre de luz é a sua a cor. Ela é obtida por meio da adição de alguns produtos químicos à mistura. Exemplo: colocando cloreto de sódio – sal de cozinha, o feixe do sabre se torna amarelo, como o da Rey (Daisy Ridley) no Episódio IX: A Ascensão de Skywalker.

Ácido bórico torna o feixe verde, o cloreto de estrôncio deixa-o vermelho e o de cálcio traz uma cor âmbar.

O segundo item do sabre de luz, importante por sinal, é a energia, seria necessário uma usina nuclear para ser como a que vemos nos filmes, de acordo com Hobson. Na falta de uma usina disponível, o canal The Hacksmith adaptou uma mochila personalizada para servir de fonte, com um circuito que controla o fluxo de gás.

4000° PLASMA PROTO-LIGHTSABER BUILD (RETRACTABLE BLADE!)Hacksmith Industries

“Índio” usa celular? E você, come pipoca?

Katumirim – Instagram

A história da pipoca pelo mundo, começa com indícios comprovam que o milho foi domesticado no México, pela primeira vez, a 9.000 anos atrás. Em 1948 e 1950, pesquisadores descobriram resquícios arqueológicos de pipoca na Bat Cave, centro-oeste do Novo México, e seu tamanho variava de 5 cm até menos de 1 cm. Provavelmente consumidos 3600 anos antes de Cristo, comprovando a teoria de que os mexicanos conheciam a pipoca há milhares de anos. Emílio do Clube da Pipoca

Os antigos indígenas norte-americanos cultivavam o milho, que era chamado mahiz — e que depois passou a se chamar maize (Maíz) —, e o introduziram aos ingleses quando eles chegaram à América nos séculos XVI e XVII. Acredita-se que esses nativos teriam descoberto que os grãos de milho estouravam quando atirados no fogo ou na areia quente. Na época da história da pipoca, ela não era apenas um alimento importante, mas usada também pelos indígenas norte-americanos e astecas para fazer guirlandas com as quais as mulheres se enfeitavam para as danças rituais.

Uma dos primeiros carrinhos de pipoqueiro da história, foi criado por Charles Cretors, em Chicago, no anos de 1880. Após o nascimento das primeiras pipoqueiras, a pipoca se popularizou rapidamente.

A pipoca passou a ser vendida em feiras e circos, bem como em mercados e quitandas. Quando surgiram as “imagens falantes”, os cinemas, não era permitida a venda de pipoca nesses locais porque fazia muita sujeira, mas o público acabava trazendo sua própria pipoca, comprada de vendedores ambulantes. Então, os cinemas logo perceberam que era um bom negócio e passaram a oferecê-la nas suas salas. O primeiro a fazer isso foi Glen W. Dickson, que espertamente instalou uma máquina de pipoca no hall de entrada de uma de seus cinemas.

Em algumas culturas americanas, o milho era uma fonte de alimento tão importante que acreditavam que esse alimento teria uma forte vinculação às divindades que organizavam o seu mundo. De acordo com antigas tradições, o grão de milho armazenava um espírito dentro de si. Com isso, assim que o grão era aquecido no fogo, esse espírito se irritava até estourar. Essa seria uma explicação mítica para o processo de transformação do milho em pipoca. Rainer Gonçalves Sousa – História do Mundo

Na verdade, todo grão de milho armazena dentro de si uma ínfima quantidade de água. Assim, quando aquecida, essa água se transforma em vapor e exerce uma pressão que provoca o estouro do milho. Do ponto de vista nutricional, a pipoca, quando não leva muito sal e manteiga, pode ser uma fonte de alimentação com baixas calorias rica em proteínasferro e fibras.

Pipoze-se: Rick and Morty, C1.21, 9 dicas de como fazer festa junina em casa, Brazil, o filme, Andanças, Bolo de milho, Arroz Basmati com Milho (vegana)

As ferramentas de tatuagem mais antigas conhecidas

Os registros das primeiras tatuagens são antigos. Já foram encontrados registros no antigo Egito. Da mesma forma que indícios de  desenhos sobre a pele também já foram encontrados em diferentes povos de culturas milenares.   – Fatos Desconhecidos

Ferramentas de tatuagem antigas são difíceis de encontrar ou sequer reconhecer como instrumentos para criar desenhos de pele. Mas novos estudos microscópicos de dois ossos de pernas de peru com pontas afiadas indicam que os nativos da América do Norte usaram esses itens para fazer tatuagens entre cerca de 5.520 e 3.620 anos atrás. Vivimetalium

Esses ossos manchados de pigmento são as ferramentas de tatuagem mais antigas conhecidas do mundo, diz o arqueólogo Aaron Deter-Wolf, da Divisão de Arqueologia do Tennessee, em Nashville (EUA), e seus colegas.

Ötzi, o Homem de Gelo, que viveu cerca de 5.250 anos na Europa, exibe as tatuagens mais antigas conhecidas, mas os pesquisadores não encontraram nenhuma das ferramentas usadas para fazer as tatuagens do Homem de Gelo.

Escavações em 1985 revelaram esses ossos de peru e outros elementos de um provável kit de tatuagem no túmulo de um homem no local de Fernvale, no Tennessee, relatam os pesquisadores no June Journal of Archaeological Science: Reports. Os danos nas pontas dos dois ossos de pernas de peru se assemelham ao desgaste característico observado anteriormente em ferramentas experimentais de tatuagem feitas a partir de ossos de cervos, diz a equipe do Deter-Wolf.

Dois ossos de asa de peru encontrados na mesma sepultura de Fernvale exibem desgaste microscópico e resíduos de pigmento que provavelmente resultaram da aplicação de pigmento durante a tatuagem, dizem os cientistas. Conchas manchadas de pigmento na sepultura podem ter mantido soluções nas quais tatuadores mergulharam essas ferramentas.

Inteligência artificial conclui a “Décima” de Beethoven

Depois que computadores concluíram composições incompletas de Gustav Mahler e Franz Schubert, chegou a vez da sinfonia “inacabada” de Ludwig van Beethoven (1770-1827). Ao morrer, ele deixou esboços, em parte apenas breves fragmentos, não elaborados, de sua Sinfonia nº 10. Uma tentativa do musicólogo e compositor inglês Barry Cooper de concluir o primeiro movimento teve recepção pouco entusiástica ao ser estreada em 1988. Deutsche Welle

Em meados de 2019, a companhia de telecomunicações Telekom, sediada em Bonn, cidade natal do compositor, encarregou uma equipe de musicólogos, compositores e informáticos de analisar e assimilar o estilo beethoveniano, de modo a estar apta a terminar a “Inacabada” com apoio da inteligência artificial.

No decorrer do projeto, dispositivos de inteligência artificial foram alimentados com esboços e anotações do músico no limiar do classicismo para o romantismo, assim como com partituras de seus contemporâneos.

De modo análogo à rede neuronal do cérebro, o computador é capaz de criar novas conexões independentemente. Alimentado com sinfonias, sonatas para piano e quartetos de cordas de Beethoven, o sistema de IA foi progressivamente treinado para “pensar” como ele. Os resultados musicais que combinavam melhor entre si foram reintroduzidos no sistema, gerando mais música, e a composição foi crescendo.

Por ocasião dos 250 anos do nascimento do gênio musical alemão – devido à pandemia de covid-19, um pouco atrasado –, a obra híbrida foi estreada no sábado (09/10), dentro da programação do Beethovenfest de Bonn.

A prova dos nove foi a estreia da nova Décima de Beethoven pela Orquestra Beethoven de Bonn, regida pelo diretor musical geral da cidade, Dirk Kaftan, no sábado, no Telekom Forum, sob o título Beethoven X – The AI Project.

Beethoven X: The AI Project: Full Audio (Played By The Beethoven Orchestra Of Bonn)Sam

Para a pesquisa, tais cooperações são muito estimulantes, fornecendo dados sobre como as máquinas podem assistir os seres humanos – ou mesmo imitá-los em atividades criativas.

“Queríamos entender melhor qual é o estado da tecnologia na geração de música”, relata Ahmed Elgammal, diretor do laboratório Art & AI da Universidade Rutgers University de Nova York e programador do sistema de inteligência artificial Beethoven-KI. E, usando módulos de processamento da linguagem natural, “procuramos testar os limites”.

Só após a morte de Beethoven, em 1827, a posteridade ficou sabendo que a criação musical não era para ele uma tarefa simples. Relatos de contemporâneos que o vivenciaram no ato de compor influenciaram a imagem do maestro enredado na luta implacável e incondicional pela obra perfeita. Como neste quadro de Carl Schlösser, feito por volta de 1890.

Olhar sério, expressão ligeiramente severa, juba de leão: poucos compositores ostentam uma imagem tão popular como a do alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827). No entanto, foram sobretudo os retratos do fim de vida que fixaram essa imagem de artista revolucionário, combativo e difícil.

Beethoven: Symphony No. 9 | Daniel Barenboim & the West-Eastern Divan Orchestra (complete symphony)DW Classical Music

The West-Eastern Divan Orchestra conducted by Daniel Barenboim performs Beethoven’s Ninth Symphony at the Berlin Philharmonic. It’s supported by singers Angela Denoke, Waltraud Meier, Burkhard Fritz and René Pape. The West-Eastern Divan Orchestra is a very special ensemble: It is made up of young Israeli and Arab musicians and is campaigning for a peaceful solution to the Middle East conflict. The West-Eastern Divan Orchestra, which was founded in 1999, gives concerts all over the world. Proceeds from the concert in Berlin went to the Barenboim-Said Academy, which supports musical education programs.

The 9th Symphony in D minor op. 125 is the last finished symphony by the composer Ludwig van Beethoven. The work was premiered in Vienna on May 7, 1824 in the presence of Beethoven, who was already completely deaf and was a complete success. The fourth movement is also known as “Ode to Joy” and is one of the most popular songs in the world. Since 1985, the main theme of the last movement has been the official European anthem.

Beethozen-se: 11 músicas que falam de saudade, Capitão Fantástico, Bidu Sayão, De Jobim a Hermeto, O Dia Em Que a Terra Parou

Garis montam biblioteca com livros que iriam para o lixo

Em Ancara, na capital da Turquia, os profissionais de limpeza urbana tiveram uma iniciativa incrível. Ao perceberem que muitos livros estavam sendo descartados pela população, decidiram se unir para uma operação de coleta e armazenamento e abrir uma biblioteca comunitária. CicloVivo

A história começou com Serhat, de 32 anos, que sempre sonhou em ter uma biblioteca e decidiu juntar os livros que encontrava no lixo. Aos poucos, seus colegas se uniram a ele e em 7 meses conseguiram uma quantidade de livros suficiente para que os colegas do serviço de limpeza tivessem uma boa biblioteca.

Mas, os garis continuaram a recolher livros descartados pela população e a biblioteca foi crescendo cada vez mais. Com isso, surgiu a ideia de abrir uma biblioteca comunitária, para que mais pessoas tivessem acesso ao acervo. A princípio a biblioteca seria apenas para os profissionais de limpeza, amigos e família, mas o grupo de colegas decidiu procurar a prefeitura e levar os livros para um local acessível para toda a comunidade.

A prefeitura apoiou a iniciativa e e adaptou uma antiga olaria que estava fechada há mais de vinte anos. Com a divulgação do trabalho dos garis, dezenas de pessoas passaram a doar mais livros e outras publicações, como catálogos e revistas.

A biblioteca foi inaugurada no bairro de Çsankaya, com um incível acervo de mais de 6 mil títulos, catalogados com seções infantis, livros de pesquisa científica e até publicações em muitos em outros idiomas como inglês e francês. Para completar, a biblioteca ganhou um espaço de leitura, espaço zona infantil, espaços para jogos de tabuleiro e uma cafetaria.

Garize-se: Vida do Gari, Giorggio Abrantes, Biblioteca de objetos Leila Berlin, Biblioteca Web, Flash na Biblioteca, Kamikatsu, como separar o lixo?!?, Cataki, o “Tinder da reciclagem”

Round 6 apavora partido comunista chinês com sucesso estrondoso na China, apesar do firewall

Round 6 apavora partido comunista chinês com sucesso estrondoso na China, apesar do firewallVisão Libertária

A série sul coreana Round 6 está fazendo um enorme sucesso aqui no Brasil. Embora o roteiro não seja algo absolutamente original, o conceito de filmes em que jogadores humanos jogam um jogo de vida ou morte para ganhar prêmios, já foi bem explorado por vários outros filmes, como Battle Royalle, de 2000, e a série de filmes Hunger Games, de 2012 a 2015, a forma como a série é montada é bastante interessante.

Focada em brincadeiras infantis coreanas que, de forma não surpreendente, são similares em outros países da região e não são totalmente diferentes daqui do Brasil.

O fato é que a série é o maior sucesso mundial da netflix de todos os tempos. De longe. Inclusive vamos fazer um vídeo aqui no canal mostrando os paralelos entre a série e o estado, aguarde nos próximos dias. Mas aqui quero falar sobre um outro aspecto surpreendente dessa série que deve deixar a elite política socialista brasileira apavorada: como essa série está fazendo um sucesso absoluto na China.

Sim, com grande firewall proibindo Netflix e tudo mais. Não vou falar detalhes sobre a série, para não dar espoilers e porque, como expliquei, vamos falar sobre ela em um outro vídeo, que já está quase pronto e deve sair nos próximos dias. Mas basta, para o interesse desse vídeo, saber que, na série uma das principais protagonistas é uma norte coreana, fugitiva do regime comunista da coréia do norte.

Mas se você observar as tentativas brasileiras de “controle da internet” ou “campanhas contra fake news” ou ainda “contra discursos de ódio”, no final das contas, o objetivo parece ser o mesmo. Peter TurgunievThis is Libertarian View, your source of decentralized and distributed information

Não é só a elite socialista brasileira que está desesperada para implantar o modelo chinês de controle da internet aqui. Nos estados unidos, os democratas querem algo bem próximo disso também. A mais recente delatora do facebook, que fizemos um vídeo recentemente, “A informante que derrubou o facebook”, quando questionada sobre como ela achava que o problema seria resolvido, disse que achava que o governo deveria criar uma agência de regulamentação de mídias sociais. O fato é que todos os governos do mundo, todos inerentemente socialistas, estão preocupados com as pessoas tendo opiniões próprias derivadas da internet, sem nenhum controle de nenhuma agência do governo. Todos os governos do mundo, nesse momento adorariam ter um controle sobre a internet tão grande quanto o governo chinês tem.

Roundze-se: Turn around, Herbicida RoundUp, cancerígeno?!?!, Mapa 3D do cérebro humano, Trilha sonora de Akira, Músic of Cold Case, Coreia do Norte, a paranoia, AI WEIWEI: NEVER SORRY

Artur Nabeth & Kriança India – Tiradentes [Clipe Oficial]

Artur Nabeth & Kriança India – Tiradentes [Clipe Oficial]Artur Nabeth

Assista agora a “Tiradentes”, quinto vídeo de “Mitos”, álbum de estreia do cantor e compositor Artur Nabeth.

Tiradentes (Artur Nabeth e Manfredo Jr.)

Arrasta a mão do meu sono

Eu quero dormir

Beber mentiras num copo

Até cair E me esgueirar pelas ruas que já não existem mais

Bêbado, trôpego, cego à luz da manhã

Pra afugentar essa sombra que insiste em acompanhar

Cada passo que dou

Não vê que esse é seu dom

Querer ser imortal

A mesma mão que te afaga

Te faz cair

Trama em segredo em tuas costas

Quer te trair

Mas na tua frente, sorrisos solares pra disfarçar

Pra conquistar teu afeto e vender-te ilusão

E em meio as meias e malas e madres, te apunhalar

Pra provar que você

Também padece em dor

E não é imortal

Tiradenteze-se: Joaquim, Os índios nos gibis., Zanshin, Dinâmicos, Eles eram muitos cavalos, Privatização de parques, O choro dos imóveis!

Dia do Nordestino

Dia do Nordestino é comemorado anualmente em 8 de outubro, no Brasil. Calendarr

Esta data homenageia a cultura nordestina e a diversidade folclórica típica da região Nordeste do Brasil. O povo nordestino é um grande tesouro da cultura nacional, um dos maiores traços da identidade do Brasil.

O Nordeste brasileiro é conhecido pelas belíssimas paisagens naturais, culinária, artesanatos, musicalidade e danças que atraem turistas do mundo todo.

A criação desta data é uma homenagem ao centenário do poeta popular, compositor e cantor cearense Antônio Gonçalves da Silva, conhecido como Patativa do Assaré (1909 – 2002).

O Dia do Nordestino foi oficializado com a lei nº 14.952, de 13 de julho de 2009, na cidade de São Paulo, região com a maior concentração de nordestino em todo o país (com exceção do próprio Nordeste, obviamente).

A imagem que tem sido designada ao Nordeste é a de região problema, atrasada e subdesenvolvida. “Essa imagem historicamente atribuída ao nordestino tem relação direta com o papel histórico que essa região desempenha na divisão regional do trabalho dentro do desenvolvimento capitalista”. A professora do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Evelyne Medeiros, sobre o assunto.

Doutora em Serviço Social, a professora estudou a questão social no Nordeste brasileiro. aponta que o Brasil integra as regiões, mas integra de forma desigual. Segundo ela, é a forma que o capitalismo se desenvolve internamente no país, e faz uma analogia quanto a dependência do Brasil em relação a outros países, que internamente, se manifesta com a desigualdade entre as regiões. “A relação de dependência que acontece externamente se reproduz também internamente através dessa divisão regional do trabalho e dessa integração desintegradora das regiões.”  Júlia Vasconcelos – Brasil de Fato – Recife (PE)

Por aqui é assim… é assim, temos um jeito de falar bem diferente, típico da nossa região e nem a internet escapa disso.

Para ela, o papel desempenhado pela região é fundamental para a produção de riqueza, na transferência de matéria prima e recursos naturais, para o Brasil, sobretudo na exportação e reprodução de força de trabalho barata para outras regiões e para a manutenção das elites locais.

“Não fosse assim, não teríamos uma produção incessante de pobreza e desigualdades, ao mesmo tempo em que se alcança patamares nunca vistos de riqueza no país, mas riquezas essas que são cada vez mais acumuladas privadamente por poucas famílias bilionárias. A pandemia, inclusive, escancara isso”, aponta.

Em um dia para se pensar o que significa ser nordestino e o que representa uma data como o Dia do Nordestino, Evelyne diz que o sentimento é contraditório.

“A nossa história não é harmônica, é uma história atravessada por conflitos. Dentro dessa contradição do sentimento de ser nordestina nesse momento histórico, há uma sensação que é a necessidade de rememorar e de tornar vivo o processo de resistência do qual nós fomos e somos protagonistas. É saber que há esse potencial de luta e que isso, uma hora ou outra, deve romper esse limbo que a história está nos colocando”.

Evelyne finaliza dizendo que, embora massacrada e ameaçada, a memória da resistência anda viva.

Nordeze-se: Conheça o trabalho de 19 tatuadores do norte e nordeste que precisam ser divulgados, Energia eólica, 30% do Nordeste, Norte Nordeste Me Veste, Consciência Negra, FAKE X DISCERNIMENTO e CARTA 7 de Platão, 15 RECEITAS COM TAPIOCA: PRÁTICAS E DELICIOSAS

A torre de bambu que pode extrair até 75 litros de água por dia “do nada”

Uma nova invenção de baixa tecnologia poderia matar a sede de milhões de africanos sedentos absorvendo a água da atmosfera. Pensando pra Frente

Na África há muita luta para encontrar água potável para seu povo. Milhões de aldeões passam de 4 a 6 horas por dia procurando água, e na maioria das vezes ela nem está limpa.

Uma organização sem fins lucrativos criou uma estrutura de bambu barata e rápida de montar que ajudará a trazer água limpa “do nada” para os africanos.

O arquiteto Arturo Vittori desenvolveu o projeto Warka Water, uma estrutura de bambu projetada para coletar água potável do ar. Fernanda DrumondCASACOR

A invenção deles é o Warka Water Tower, que é projetada para coletar até 75 litros de água por dia da atmosfera. Esta estrutura passiva de fácil manutenção depende apenas da gravidade, condensação e evaporação.

A Warka Water Tower é uma torre de 30 pés de altura feita de materiais locais, naturais e biodegradáveis. Possui uma malha laranja resistente à água no interior que coleta a névoa da atmosfera.

Vapor de água atmosférico da chuva, neblina ou orvalho, condensa-se contra a superfície fria da malha, formando gotículas de água líquida. Um toldo de tecido sombreia a parte inferior da torre para evitar que a água coletada evapore. O desempenho é dependente do tempo, mas a torre tem a capacidade de fornecer 100 litros de água por dia.

A torre de água “Warka” tem o nome da árvore Warka. Esta figueira gigante é encontrada na Etiópia e é sagrada porque fornece sombra, comida e um local de reunião para os africanos.

A Warka Water foi projetada para ser de propriedade e operada pelos moradores, um fator chave, que facilita o sucesso do projeto. A torre não apenas fornece um recurso fundamental para a vida, mas também cria um lugar social para a comunidade, onde as pessoas podem se reunir à sombra de suas copas.

No total, o custo para montar uma torre fica entre US $ 500 e US $ 1.000 – menos de um quarto do custo do vaso sanitário desenvolvido por Bill Gates, que custa cerca de US $ 2.200 para instalar e mais para manter. Como seu design é basicamente paramétrico, a torre Warka pode ser facilmente adaptada e implementada em várias situações diferentes.

Com o baixo custo e materiais prontamente disponíveis para fazê-los, esperançosamente mais africanos terão acesso a água potável em um futuro muito próximo.

Warka Water foi apresentada ao mundo durante a Bienal de Veneza em 2012. A equipe por trás do projeto vem, desde então, desenvolvendo uma série de protótipos experimentais e  adicionais, instalando sua primeira torre piloto em uma vila rural no sul da Etiópia, em maio de 2015, que continua sendo monitorada. Lá, Arturo testemunhou aldeões vivendo no meio ambiente, muitas vezes sem água corrente, eletricidade, banheiro ou chuveiro. A população precisava caminhar longos percursos até a fonte de água, lagos desprotegidos frequentemente contaminados.

O projeto Warka Water busca ajudar diferentes comunidades isoladas em lugares como o Haiti, Madagascar, Colômbia, Brasil, Índia, Sumba e Camarões, entre outros. Essa expansão não apenas estimulou a experimentação com outros materiais locais [inclusive as folhas de palmeira], mas também levou a uma série de projetos adicionais, que buscam resolver outras questões importantes. A iniciativa desenvolveu um sistema modular chamado W-solar, que transforma qualquer torre Warka em uma fonte de eletricidade, adicionando painéis solares para fornecer iluminação e energia para recarregar dispositivos móveis. Enquanto isso, a W-garden propõe um sistema que usa a água coletada para a produção de alimentos e W-Wc para a melhoria do saneamento e higiene.

Árguaze-se: Water Crisis in Pakistan, Reuso de água na Semana do Químico, Ranking da poluição plástica nos oceanos, Patrick Kilonzo Mwalua

A Incrível História de Elon Musk!

A Incrível História de Elon Musk [De 0 a 200 BILHÕES]!Buyandhold Brasil

Em 2020, enquanto o mundo sofreu com a pandemia e milhões de pessoas ficaram sem empregos, Elon Musk ganhou mais de 150 bilhões de dólares, se tornando o homem mais rico do mundo. Ele ganhou, em média, 410 milhões de dólares por dia, durante todos os dias do ano. E quando isso foi divulgado, a sua resposta foi apenas “Que estranho! Bem, de volta ao trabalho.”

O que fez alguém ganhar mais de 150 bilhões em um ano em que a maioria está se tornou mais pobre? Essa a primeira parte de dois vídeos em que Buyandhold Brasil conta sobre como Elon Musk se tornou um dos empreendedores mais inovadores desse século. Mas antes de entender como, primeiro eu quero contar a sua história.

0:00:00 Introdução

0:01:16 Infância

0:03:54 Canadá

0:06:12 ZIP2

0:07:43 PayPal

0:09:59 SpaceX

0:12:08 Tesla e Solar City

0:15:14 The Boring Company, OpenAI, Neuralink e Hyperloop

0:16:14 Conclusão

0:19:13 Agradecimento

Muskze-se: O QUE ELON MUSK DISSE SOBRE NIKOLA TESLA É REVOLTANTE!, GURGEL MOTORES: O LEGADO, Carro da Tesla completa órbita ao redor do Sol, Starlink Musk Skynet, LIVE: STARMAN DRIVING IN SPACE

Olho negro

Gabriela Orsini – Metropolitana Fm

Se você olhar para o céu em uma noite estrelada e encontrar a Constelação de Telescópio, vizinha da Constelação de Sagitário, estará olhando para o buraco negro mais próximo da Terra já encontrado – até agora. Ele está situado a apenas 1.000 anos-luz de distância, e sua descoberta foi anunciada nesta quarta-feira (6) em um estudo publicado na revista Astronomy & Astrophysics. Daniele CavalcanteCanaltech

Análise do “Olho de Horus” como representação de um Buraco Negro.
Lente GravitacionalIchi.Pro

Negroze-se: Olhos Azuis, Outros olhos, CONSTELAÇÕES INDÍGENAS, A Teoria de Tudo, Jesus Negão, Infinito paralelo, Via Láctea pelo navegador