El Chavo del Ocho

“E agora, quem poderá nos defender?” Chapolin

Roberto Gómez Bolaños, mais conhecido como Chespirito (Cidade do México, 21 de fevereiro de 1929Cancún,28 de novembro de 2014), foi um aclamado, consagrado e premiado ator, cantor, comediante, compositor, desenhista,diretor, dramaturgo, engenheiro, escritor, filantropo, humorista, pintor, poeta, produtor de televisão, publicitárioroteirista mexicanoWikipédia, a enciclopédia livre.

240px-roberto_gomez_bolac3b1os

roberto-bolanos-o-chaves

Enxergue mais: Eu te disse, eu te disse., Rebeldia, Halloween Saci!, EMVJosé Mujica maconheiro?, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, VIDACELL®Ignorância e sucesso?, Trânsito, amigo!, Efeito Borboleta, INSTANTLY AGELESS ™Vida Simples, Ilha das Flores, Relatório FigueiredoNAARA BEAUTY DRINK!!!Suzy And Freedom, O pai da propaganda, No gásCALVIN WARS, JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?TURA SATANALUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMSINTOMAS CÂNCER DE MAMA

juiz, mas não Deus!

“Ao apregoar que o demandado era ‘juiz, mas não Deus’, a agente de trânsito zombou do cargo por ele ocupado, bem como do que a função representa na sociedade”. José Carlos Paes – UOL

Juiz-Joao-Carlos-de-Souza-Correa-que-dirigia-carro-sem-placa-prestando-depoimento-na-14DP-no-Leblon-Foto-Marcio-AlvesAgencia-O-Globo

A blitz da Lei Seca ocorreu na Rua Bartolomeu Mitre, no Leblon, em fevereiro de 2011. O juiz João Carlos conduzia um Land Rover sem placas e não portava carteira de habilitação. Luciana, na condição de agente de trânsito, informou que o veículo teria de ser apreendido e encaminhado a um pátio. Do G1 Rio

ols_rogerio_santana_3

Fiscal é condenada por ‘zombar’ de juiz. Destak

vaquinha

João Carlos de Souza Correa já havia se envolvido em uma confusão, com um policial rodoviário, em 2009, quando foi parado em Rio Bonito. Além do excesso de velocidade, chamou a atenção dos agentes um giroflex azul (luz de emergência giratória, usada por carros da polícia) no teto. Assim como no caso da agente da Lei Seca, ele também deu voz de prisão ao policial que fez a abordagem.

illusion

Segundo o policial rodoviário Anderson Caldeira, logo que desceu do veículo, o magistrado, aos berros, disse que era juiz de direito:

“Ele relutou muito em se identificar e em nenhum momento parou de gritar e me ameaçar, dizendo que me colocaria na rua, que a minha carreira no serviço publico estava acabada, etc”. Extra

operacao-lei-seca-luciana-silva-tamburini

Veja também: Ignorância e sucesso?, PARE ou DIMINUA?, UM “DEVOGADO” E… DUS BÃO!‏, Coincidence or not, 10 razões para legalizar as drogas, O país da piada pronta!, O crime compensa, Brincando de lógica, CONSCIÊNCIAS NOTÓRIAS: ALBERT EINSTEIN