Can You Ever Forgive Me? 

Você pode me perdoar? – Filme completo dublado 2019. Tamiris Silveira

Perdoar? Passando por problemas financeiros, a jornalista Lee Israel decide forjar e vender cartas de personalidades já falecidas, um negócio criminoso que dá muito certo. Quando as primeiras suspeitas começam, para não parar de lucrar, ela modifica o esquema e passa a roubar os textos originais de arquivos e bibliotecas. Baseado em uma história real.

We can sometimes find redemption in the strangest of places. Lee Israel, a once-successful biographer, fell into the world of literary forgery as a way to save herself from destitution – and to pay her cat’s vet bill. Independent – Clarisse Loughrey 01 February 2019

Selling off letters she claimed to be penned by titans of culture – from Dorothy Parker to Noël Coward – but that were, in fact, her own creations, Israel maintained the ruse for just under three years. When the FBI caught up with her in 1992, it seemed like it was all over. 

However, a memoir she wrote about the period, published in 2008 to mixed reviews, has now gained more life, adapted into a film of the same title: Can You Forgive Me? The film, directed by Marielle Heller, had both stars nominated for an Oscar: Melissa McCarthy was nominated for best actress for Israel’s Heral, while Richard E Grant was nominated for best supporting actor for playing Israel’s partner in crime, Jack Hock. Nicole Holofcener and Jeff Whitty were also nominated for best adapted screenplay.

Here’s more: Maratona 4h20: filmes doidões para chapar assistindo NetflixTodo mundo odeia Chris fala sobre “Respeito”O EPISÓDIO DE RICK AND MORTY QUE ME FEZ ENTENDER A SOCIEDADEEu, Christiane F., 13 anos, drogada, prostituída

Feminismo by Rockfeller

Uno de los debates más difíciles en la teoría feminista se desarrolla cuando el contenido de determinadas identidades comienza a ser interrogado. ¿A quién nos referimos realmente cuando hablamos de la Mujer? ¿Qué mujeres son las que dan forma a ese genérico? ¿Qué exclusiones han sido naturalizadas en su interior? ¿Cuál es el contenido asumido de lo femenino? Con estas preguntas no se pretende borrar a las mujeres, pero sí defender el carácter político, no biológico, de la Mujer. Silvia L. Gil – ctxt.  04/11/2020

Linkedin

Las voces favorables a esta delimitación defienden una serie de ideas en las que resuenan con fuerza las del llamado feminismo ilustrado. (Uno de los eventos más notorios al respecto fue la XVI Escuela Feminista Rosario Acuña de 2019, celebrada en la ciudad de Gijón con un carácter marcadamente transfóbico. En esa escuela participaron: Amelia Valcárcel, Alicia Miyares y Rosa María Magda, entre otras). Nos jugamos mucho en este debate: un feminismo diverso, con posibilidad de afrontar la profunda crisis que vivimos, o uno edificado en nuevas exclusiones, incapaz de acoger las diferencias. Vayamos por partes.  

La creencia en que la diversidad es producto del neoliberalismo, en tanto que reconstruye la fantasía individualista del sujeto liberal y consumista –hoy elijo ser esto, mañana aquello– se funda en una comprensión sorprendentemente superficial del ser humano. Con esta afirmación, se borran las reflexiones que desde Nietzsche, y durante todo el siglo XX, cuestionaron la idea de que el Yo es autónomo en sus decisiones y domina su psique.

El descubrimiento del inconsciente han dejado claro que el Yo en ningún caso se corresponde con el sujeto, y que cualquier pretensión de hacer de la Razón la única dimensión que lo define es contraria a las investigaciones que muestran que el deseo, la memoria o el afecto construyen profundamente aquello que somos. Esto es algo que el propio Spinoza sabía cuando rechazaba la primacía de la conciencia, de modo que el cuerpo siempre excedería el conocimiento que pudiera tener el sujeto de sí mismo. En otras palabras: nuestras identidades no son nunca solo producto de decisiones voluntarias y conscientes. En ellas, existen aspectos que no comprendemos y que resguardan memorias pasadas, detalles de contexto, experiencias, deseos o repudios inconscientes, entre los que se producen combinaciones indescifrables.

Capaz de escuchar otras realidades y reconocer la agencia de todas las mujeres, también de las trabajadoras sexuales que pelean por mejorar sus condiciones concretas en el día a día. 

No resulta posible cambiar de identidad como quien cambia de ropa, como quien consume cada día un producto distinto –Judith Butler nunca afirmó algo semejante–. Otra cosa es que el neoliberalismo pretenda apropiarse de la fuerza de distintas formas de vivir para devolverlas como objetos de consumo. Necesitamos análisis complejos para entender el capitalismo: cada modelo económico implica en sí mismo una producción cultural.

Las aspiraciones democráticas se ven comprometidas cuando se defienden políticas apoyadas en la exclusión en lugar de la búsqueda de una mejora de vida de todas las personas.

Palavras perdidas: Funcionários do La Guapa, de Paola Carosella estão vivendo sob ameaças, 8 de março – As mulheres e a Revolução Russa, Sou Moderno, Sou Índio, AGUYJEVETE, Feminista versus World

A Demonização Científica 1.2

A ciência nunca foi boazinha e nunca será. A sua única promessa é a de encontrar relações evidentemente verdadeiras entre as ideias e a realidade. Não é um processo divino, mágico ou obscuro. É humano e documentado. Marcos SantosDespenhadeiro. 04 out 2020

Muitas crenças vêem o sofrimento como uma necessidade que será recompensada em outro mundo, um plano eterno e soberano. Para a ciência, este outro mundo é irrelevante, simplesmente porque ele é imensurável. A tentativa de comprovar a inexistência de Deus utilizando a ciência é a mesma coisa que tentar trocar o pneu de um carro utilizando uma jabuticaba. O método científico é uma ferramenta com funcionalidade em um mundo específico: o natural.

Existem ramos da ciência, ou melhor, desta ferramenta para a compreensão da realidade, que são úteis para a diminuição dos sofrimentos. A psicologia é um exemplo e graças a sua documentação, qualquer pessoa pode percorrer um dos caminhos para se chegar nas explicações sobre os tratamentos mais complexos, pois tudo o que há é um encadeamento de observações básicas e conclusões simples sobre o que se é universalmente observável na Natureza.

A demonização do método científico é um reflexo religioso causado pelo terror da desmitificação dos fenômenos naturais. Quando livros escritos por homens interpretando a palavra de Deus tentam explicar a realidade, eles erram, porque a conservação dogmática de uma explicação sobre o mundo não é equivalente para a constante competição entre as explicações dentro da ciência.

A quebra de qualquer teoria fundamentalmente equivocada será celebrada. A completa destruição de falsos axiomas será ovacionada no meio científico, para além de um pequeno grupo acadêmico.

A ciência por si só não é capaz de responder todas as perguntas, afinal de contas existem outros mundos. Além da explicação de fenômenos observáveis, temos a necessidade de definir a felicidade, a moral e os propósitos: para isso servirá a religião.

A resolução do conflito entre o dogmático e o científico está na interpretação de que aquilo que a ciência chama de realidade já é por si uma obra daquilo que as crenças chamam de Deus. Logo, a evolução por exemplo, pode ser compreendida como mais uma dessas obras. O mecanismo capaz de dar aos homens a consciência, a capacidade de enxergar beleza, de se apaixonar, também é responsável por dar aos pássaros a capacidade de voar e não há demérito nisso.

Palavras perdidas: Descontaminação em 15 dias, A Demonização Científica, INVEJA E ADMIRAÇÃO, Veja o que a AI do GOOGLE falou!, Revista Manchete e Curandeiros Potiguares, BÍBLIA: A ESCRITURA SAGRADA????????!?

Pesquisadoras da FSP-USP brindam o Dia do Nutricionista com lançamento de e-book sobre educação alimentar e nutricional

Ana Paula de Queiroz Mello, pesquisadora da Faculdade de Saúde Pública da USP (FSP-USP), e Nágila Raquel Teixeira Damasceno, professora da FSP-USP,  são as organizadoras do e-book gratuito “Educação Alimentar e Nutricional como Estratégia para a Prevenção da Obesidade e seus Agravos – Práticas pedagógicas aplicadas à escola”, que traz instruções e dicas para profissionais da educação trabalharem a temática com as crianças. Faculdade de Saúde Pública – 31/08/2022

De acordo com a Sinopse do e-book:“O leitor desta obra se depara com cinquenta e uma atividades educativas entre ações, programas e disciplinas, apresentando Atividades Práticas, sempre acompanhadas claramente dos objetivos educativos centrados no estudante. nutricao.t4h – 19 ago 2022

O material reúne 51 propostas de atividades para serem realizadas com os alunos, contendo objetivo específico para cada proposta, além de materiais necessários e a forma de realizar a prática.

A obra faz parte do Programa Educação Alimentar – Integrando Ciência, Escola e Saúde (Peduca), lançado em 2020 com o intuito de elaborar estratégias para prevenir doenças crônicas, principalmente a obesidade, no ambiente escolar. O Peduca se tornou um projeto pioneiro no Brasil ao promover uma formação gratuita sobre a temática da Alimentação e Nutricão para todos os educadores do Estado de São Paulo.

Saiba mais sobre a trajetória do PEDUCA e o lançamento do E-book.

E confira a matéria completa que foi publicada sobre o tema no dia 29 de agosto pelo Jornal da USP.

Palavras Perdidas: A história por trás da foto “o abutre e a menina”, Ghost Writer ou Escritor Fantasma!!!, Os maiores guardiões de sementes do Brasil: Isac Miola e Vilma Zotti e Outros!!!, Não Podíamos Ter Figos Sem Vespas.

Americanas disponibilizará 70 mil bolsas de treinamento para suprir demanda em TI

Primeira fase do Polo Tech oferece 20 mil bolsas para treinamento online e 200 para cursos completos de data science, back-end ou front-end. Giovanni Santa Rosatecnoblog. 02/09/2022

O mercado não encontra profissionais de TI qualificados, e as empresas do setor sofrem com a escassez de mão de obra. Para tentar resolver o problema, elas vêm tentando formar os funcionários que precisam. A mais nova nessa lista é a Americanas.

O programa chamado Polo Tech, e as 70 mil bolsas serão oferecidas ao longo dos próximos cinco anos. A primeira fase começou nesta quinta (1º), com 20 mil bolsas para o treinamento online e 200 para o curso completo.

As inscrições estão abertas no site do projeto, e treinamento online é parte do processo seletivo, que também inclui testes de lógica, matemática e programação, vídeo de apresentação, dinâmica de grupo e coding tank. O curso tem início marcado para novembro.

As bolsas são para cursos desenvolvidos pela escola de programação Let’s Code, que forma para empresas como Itaú, Santander, Amazon e Stone.

Os cursos do projeto com a Americanas são online e têm duração de cinco meses. A duração é curta porque a empresa deseja formar profissionais o mais rápido possível.

Em um primeiro momento, a companhia espera atrair estudantes de ciência, tecnologia, matemática e estatística, mas futuramente as bolsas serão oferecidas para qualquer área. Os cursos formarão cientistas de dados e desenvolvedores de back-end e de front-end.

A empresa não planeja contratar os contemplados pelas bolsas, mas admite que alguns alunos podem trabalhar na varejista.

Uma das iniciativas mais ambiciosas é da XP. A empresa de investimentos criou sua própria faculdade, que oferece cursos tecnólogos e bacharelados online gratuitos. As primeiras turmas totalizam 400 alunos.

Além dos cursos gratuitos, a Faculdade XP oferece modalidades pagas, como MBAs e bootcamps.

A XP, o iFood e mais 18 empresas, lideraram, em julho, a criação do Movimento Tech, a iniciativa pretende investir R$ 100 milhões até 2025 para formar profissionais de TI. Mariana Souzabitmag. 6 de setembro de 2022

Outro manifesto veio da Federação das Associações das Empresas de Tecnologia da Informação (Federação Assespro), que representa mais de 2.500 companhias do setor. A entidade pede a criação de uma agência nacional para ajudar a solucionar o problema da falta de mão de obra.

O Brasil forma 53 mil pessoas por ano que podem trabalhar na área, em cursos de ensino superior. A demanda, porém, é de 159 mil profissionais por ano, segundo a Associação das Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). Até 2025, seria um déficit de 530 mil funcionários. NeoFeed.

Palavras Perdidas: Metaverso: não há vagas!?! 80% off, 12 competências profissionais mais requisitadas pelas empresas, Google vai distribuir 500 mil bolsas para formação de jovens, Peer to Peer – P2P, ou a economia compartilhada!?!

10 coisas bizarras que eram consideradas normais no passado

O mundo vive em constante transformação, e olhar para a forma como vivíamos há 20 anos percebermos como as coisas mudaram. O avanço da Internet, a era da comunicação, as redes sociais, e etc. Mas olhando ainda mais para o passado, as surpresas são ainda maiores, já que muitas práticas antigas são simplesmente inconcebíveis e inacreditáveis no século 21, no qual vivemos. Vivimetaliun

Shutterstock

1. Fumar em aviões.

Antigamente (e para algumas pessoas isso ainda continua fazendo sentido) fumar era uma questão de status, estilo, e era um hábito de pessoas “descoladas”. Isso fazia com que ninguém sequer se importasse em acender um cigarro dentro de um restaurante, uma loja, na casa de alguém ou até mesmo dentro de um avião. Como ainda não eram amplamente divulgados todos os malefícios do tabaco, os fumantes sequer sabiam do mal que faziam para si e para os demais. Hoje em dia esta prática é completamente proibida em todas as companhias aéreas.

Shutterstock

2. Violação de sepulturas em nome da ciência.

Quando a ciência ainda precisava evoluir no que diz respeito ao conhecimento sobre o corpo humano, normalmente os pesquisadores precisavam recorrer à métodos nada éticos para conseguir material de estudo. Em se tratando de cadáveres, por exemplo, para que estudassem anatomia, era comum que os cientistas invadissem cemitérios e violassem sepulturas para utilizar os cadáveres em suas aulas e estudos. Hoje em dia, por exemplo, os cientistas contam com os doadores voluntários, que dispõe de seu próprio corpo em nome da ciência depois da morte. É normalmente desta forma que os cursos de medicina conseguem oferecer a prática que precisam ao seus alunos.

3. Falta de higiene.

Mesmo em 2019, algumas pessoas insistem em não cuidar da própria higiene, mas as coisas eram muito piores antigamente. Durante a Idade Média, a maioria das pessoas tinha o hábito de se lavar, mas isso acabou mudando durante a Renascença, quando por motivos até hoje não muito compreendidos, os “médicos” da época passaram a acreditar que banhar-se com muita frequência poderia ser prejudicial para a saúde. Por isso, durante este período as pessoas costumavam lavar apenas as mãos e o rosto com frequência, mas muitas vezes nem mesmo trocavam suas roupas – que eram sempre embebidas em fragrâncias e perfumes.

4. Tratamentos envolvendo o uso de cocaína.

Antes de se tornar uma droga amplamente utilizada para fins recreativos, a cocaína era vista por grande parte da comunidade médica e científica como útil no tratamento de tosses e dores de dente. Por este motivo, era comum que ela fosse vista à venda em farmácias, sendo receitada inclusive como sedativo para crianças. Havia, inclusive, uma grande quantidade de anúncios e propagandas envolvendo a cocaína e seus supostos benefícios para a saúde. KiloByte/Wikipedia Commons

Uniformed Letter Carrier with Child in Mailbag

5. Envio de crianças pelo correio.

Era bastante comum que pais e responsáveis por crianças, principalmente nos EUA do século 20, enviassem suas crianças para outras cidades por meio de um serviço oferecido pelos Correios. Nesta modalidade, as companhias ofereciam um funcionário para acompanhar a criança até o destino, mediante um pagamento que costumava ser mais barato que uma passagem convencional. De acordo com a lei da época, era totalmente lícito que as crianças fossem transportadas desta forma.

6. Brinquedos radioativos.

Em meados dos anos 1950, os elementos radioativos ainda não eram totalmente compreendidos nem mesmo pelos próprios cientistas, muito menos pelas “pessoas comuns”. Nesta época, apareceram uma série de “brinquedos” infantis que faziam uso de substâncias químicas radioativas que, conforme sabemos hoje em dia, eram extremamente nocivas à saúde de quem entrava em contato com elas. Entre as substâncias, por exemplo, estava o urânio e o polônio. Webmc/Wikipedia Commons

7. “Zoológicos” humanos.

Em uma das tantas passagens tristes e lamentáveis da história da humanidade, muitos países europeus exibiam pessoas nativas da África e da Ásia como se fossem “animais”, em uma espécie de zoológico para humanos. Na foto, você pode ver uma criança africana exposta em um desses zoológicos, na Bélgica. Uma cena, sem dúvidas, extremamente revoltante.

8. Punições violentas e humilhantes.

Ao longo da história da humanidade, não foram poucas as formas que já encontramos de punir, humilhar, torturar e ridicularizar aqueles que, de alguma forma, atentavam contra os interesses de quem estava no poder. Decapitações, esquartejamentos, incineração, empalamento e guilhotina foram apenas algumas das técnicas utilizadas durante a história para tirar a vida de criminosos, presos políticos, pessoas que se revoltavam contra regimes autoritários e indivíduos que não aceitavam a imposição de certas religiões.

Infelizmente, em alguns países, ainda existem penas duríssimas (e até mesmo de morte) para atitudes que sequer podem ser classificadas como crimes. Este é o caso, por exemplo, do Brunei, que neste ano fez manchetes internacionais ao afirmar oficialmente que começaria a punir com apedrejamento condutas de adultério e homossexualidade.

Outros países, sobretudo a Arábia Saudita e o Irã, ainda aprovam penas de chibatadas para pessoas com condutas consideradas impróprias. Na Arábia Saudita, por exemplo, as chibatadas constituem uma opção de pena tanto para o agressor como, pasme, para a vítima também.

Shutterstock

9. Fumar durante a gravidez.

Como já abordado anteriormente, os fumantes eram muito menos controlados e enfrentavam regras nada restritivas em relação ao tabagismo. Inclusive, por mais assustador e inacreditável que isso possa parecer hoje em dia, no passado as mulheres chegavam a ser incentivadas por médicos a fumar para evitar as dores naturais da gestação. Além disso, era bastante comum, sobretudo nos Estados Unidos, ver mulheres fumante nas maternidades logo após o parto.

10. Tratamentos médicos duvidosos.

Antes de alcançar o patamar moderno (que obviamente está em constante aprimoramento), a medicina era extremamente limitada e cometia erros que muitas vezes eram fatais para os pacientes. Os tratamentos antigos consistiam, por exemplo, no uso de sanguessugas para realizar a “sangria”, no corte da língua para “curar” a gagueira, entre outras técnicas bizarras. Isso sem citar a lobotomia, que retirava um pedaço do lobo frontal do cérebro de pacientes mentais, em uma técnica que provou-se totalmente duvidosa e sem certezas de eficiência. Medical Archives/Wikipedia Commons

Na foto, você pode ver Lewis Sayre com uma paciente, em um de seus tratamentos ortopédicos, de onde resultaram várias falhas fatais. via

Palavras Perdidas: 4 FATOS BIZARROS NA HISTÓRIA QUE PARECEM MENTIRA MAS SÃO VERDADE!, Museu dos grandes fracassos criativos, TERRA OCA, Rio Tâmisa

Dia mundial da alfabetização

Dia mundial da alfabetização. Linkedin: Ricardo Amorim

No dia 08 de setembro comemora-se o Dia Mundial da Alfabetização: data criada pela ONU – Organização das Nações Unidas, por meio da UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, instituída em 1966, mas que teve sua primeira celebração oficial em 1967. isaac

Você já imaginou como seria a sua vida se não fosse alfabetizado? Quantas oportunidades teria deixado para trás, quantos livros, mensagens ou notícias não teria lido, quantas vezes teria deixado de lutar pelos seus direitos como cidadão, quantos lugares não teria conhecido…

A alfabetização é um processo de aprendizado educacional onde desenvolve-se a gramática e suas variações, chamando de alfabetismo a capacidade de ler, compreender e escrever textos, e de calcular números.

Esse aprendizado não se resume apenas às habilidades mecânicas – codificação e decodificação – do ato de ler, mas também em interpretar, compreender, criticar, resignificar e tudo o que leva o indivíduo a colher e produzir conhecimento para si e para a sociedade no geral.

De acordo com o PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, é direito de todo ser humano ter acesso à alfabetização e educação de qualidade, garantindo amplas possibilidades de desenvolvimento que interferem na emancipação como indivíduo.

Segundo o artigo 26 da Declaração Universal dos Direitos Humanos: “A educação deve ser gratuita, pelo menos a correspondente ao ensino elementar fundamental. O ensino elementar é obrigatório. O ensino técnico e profissional dever ser generalizado; o acesso aos estudos superiores deve estar aberto a todos em plena igualdade, em função do seu mérito.”

De acordo com dados divulgados pela Unesco, em 2019, apesar dos progressos feitos ao longo dos anos, cerca de 773 milhões de adultos em todo o mundo ainda não dominam as competências básicas em escrita e leitura. Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente – 08/09/2021

No Brasil, as taxas de analfabetismo têm diminuído nos últimos anos, mas ainda estão longe de serem ideais. O país ainda tem 11 milhões de analfabetos, segundo dados de 2019 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Como incentivar este processo de forma natural?

O ideal para a professora e pesquisadora da pós-graduação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), Silvia Colello é termos políticas públicas de distribuição, não só de livros, gibis e materiais escritos, mas também no sentido de promoção do acesso aos bens culturais (cinema, teatro, exposição), estimulo às campanhas de orientação aos pais de incentivo à leitura infantil e disponibilização de bibliotecas acessíveis às crianças e suas famílias.

Palavras perdidas: Capitão Fantástico, 10 brincadeiras para a família fazer dentro de casa nos dias de chuva, TEORIA DO CAPITAL HUMANO – RESUMO, BRANCA ALVES DE LIMA, Paulo Freire plagiou professor americano e destruiu a educação brasileira, Vovô Tech e outras aulas grátis para idosos, Maria Montessori

Jesus Chorou

Jesus ChorouRacionais MC’s. letras.mus

O que é, o que é?

Clara e salgada
Cabe em um olho e pesa uma tonelada
Tem sabor de mar
Pode ser discreta
Inquilina da dor
Morada predileta
Na calada ela vem
Refém da vingança
Irmã do desespero
Rival da esperança
Pode ser causada por vermes e mundanas
E o espinho da flor

Cruel que você ama
Amante do drama
Vem pra minha cama
Por querer, sem me perguntar me fez sofrer
E eu que me julguei forte
E eu que me senti
Serei um fraco quando outras delas vir
Se o barato é louco e o processo é lento
No momento
Deixa eu caminhar contra o vento

Do que adianta eu ser durão e o coração ser vulnerável?
O vento não, ele é suave, mas é frio e implacável
(É quente) Borrou a letra triste do poeta
(Só) Correu no rosto pardo do profeta
Verme, sai da reta
A lágrima de um homem vai cair
Esse é o seu B.O. pra eternidade
Diz que homem não chora
Tá bom, falou
Não vai pra grupo irmão, aí
Jesus chorou!

Porra, vagabundo óh
Vou te falar, tô chapando
Eita mundo bom de acabar
O que fazer quando a fortaleza tremeu
E quase tudo ao seu redor
Melhor, se corrompeu
Epa, pera lá, muita calma, ladrão
Cadê o espírito imortal do Capão?
Lave o rosto nas águas sagradas da pia
Nada como um dia após o outro dia
Que, sou eu seu lado direito
Tá abalado, por que veio?

Nego, é desse jeito!
Durmo mal, sonho quase a noite inteira
Acordo tenso, tonto e com olheira
Na mente, sensação de mágoa e rancor
Uma fita me abalou na noite anterior
(Alô!)
(Aí, dorme em doidão, mil fita acontecendo e cê aí)
(Que horas são??)
(Meio dia e vinte ó)
A fita é o seguinte ó
Não é esqueirando não
Fita de mil grau

Ontem eu tava ali de CB, no pião
Com um truta firmezão
Cê tem que conhecer
Se pam cê liga ele vai saber de repente
Ele fazia até um rap num passado recente
Aham
Vai vendo a fita
Cê não acredita
Quando tem que se é Jão, (hã) pres’tenção
Vai vendo: Parei pra fumar um de remédio
Com uns muleque lá e pá, trafica nos prédios
Um que chegou depois, pediu pra dar uns 2

Qual, um patrício ó, novão e os carái
Fumaça vai, fumaça vem ele chapou o coco
Se abriu que nem uma flor, ficou louco
Tava eu, mais dois truta e uma mina
Num Tempra prata, show filmado, ouvindo Guina
Ih, o bico se atacou ó, falou uma pá do cê
Tipo o quê?
Esse Brown aí é cheio de querer ser
Deixa ele moscar e cantar na quebrada
Vamo ver se é isso tudo quando ver as quadrada
Periferia nada, só pensa nele mesmo
Montado no dinheiro e cês aí no veneno

E a cara dele, truta?
Cada um no seu corre
Tudo pelas verde, uns mata, outros morrem
Eu mesmo se eu catar, voa numa hora dessa
Vou me destacar do outro lado de pressa
Vou comprar uma house de boy, depois alugo
Vão me chamar de senhor, não por vulgo
Mas pra ele só a zona sul que é a pá
Diz que ele tira nós, nossa cara é cobrar
O que ele quiser nós quer, vem que tem
Porque eu não pago pau pra ninguém
E eu? Só registrei né, não era de lá

Os mano tudo só ouviu, ninguém falou um A
Quem tem boca fala o que quer pra ter nome
Pra ganhar atenção das muié e/ou dos homens
Amo minha raça, luto pela cor
O que quer que eu faça é por nós, por amor
Não entende o que eu sou, não entende o que eu faço
Não entende a dor e as lágrimas do palhaço
Mundo em decomposição por um triz
Transforma um irmão meu num verme infeliz
E a minha mãe diz

Paulo, acorda, pensa no futuro que isso é ilusão
Os próprio preto não tá nem aí com isso não
Olha o tanto que eu sofri, que eu sou, o que eu fui
A inveja mata um, tem muita gente ruim

Pô, mãe, não fala assim que eu nem durmo
Meu amor pela senhora já não cabe em Saturno
Dinheiro é bom, quero sim, se essa é a pergunta
Mas a dona Ana fez de mim um homem e não uma puta!
Ei, você, seja lá quem for, pra semente eu não vim

Então, sem terror
Inimigo invisível, Judas incolor
Perseguido eu já nasci, demorou
Apenas por 30 moedas o irmão corrompeu
Atire a primeira pedra quem tem rastro meu
Cadê meu sorriso? Onde tá? É, quem roubou?
Humanidade é má, e até Jesus Chorou
Lágrimas
Lágrimas
Lágrimas
Jesus Chorou

Vermelho e azul, hotel, pisca só no
Cinza escuro do céu
Chuva cai lá fora e aumenta o ritmo
Sozinho eu sou agora o meu inimigo íntimo
Lembranças más vem, pensamentos bons vai
Me ajude, sozinho penso merda pra caralho
Gente que acredito, gosto e admiro
Brigava por justiça e paz levou tiro
Malcom X, Ghandi, Lennon, Marvin Gaye
Che Guevara, 2Pac, Bob Marley
E o evangélico Martin Luther King
Lembrei de um truta meu falar assim
Não joga pérolas aos porcos irmão

Joga lavagem, eles prefere assim
Cê tem de usar piolhagem!
Cristo que morreu por milhões
Mas só andou com apenas 12 e um fraquejou
Periferia: Corpos vazios e sem ética
Lotam os pagode rumo à cadeira elétrica
Eu sei, você sabe o que é frustração
Máquina de fazer vilão
Eu penso mil fita, vou enlouquecer
E o piolho diz assim quando me vê
Famoso pra caraio, durão, ih, truta
Faz seu mundo não, Jão, hã, a vida é curta
Só modelo por aí dando boi

Põe elas pra chupar e manda andar depois
Rasgar as madrugadas só de mil e cem
Se sou eu truta, não tem pra ninguém
Zé Povinho é o Cão, tem esses defeitos
Quê? Cê tendo ou não cresce os zóio de qualquer jeito
Cruzar se arrebentar, de repentemente vai
De ponto quarenta, só querer tá no pente
Se só de pensar em matar já matou
Eu prefiro ouvir o pastor
Filho meu, não inveje o homem violento
E nem siga nenhum dos seus caminhos
Lágrimas molham a medalha de um vencedor
Chora agora ri depois, irmão, Jesus chorou

Jesus chorou
Jesus chorou
Jesus chorou
Humanidade é má e até Jesus Chorou

Composição: Mano Brown.

Palavras Perdidas: Jesus Negão, Mais da metade dos franceses não acredita mais em Deus!?!, MC SOFFIA, Brô Mc´s, Story Of My Life, Exu tranca-copa

Dia do perdão

O projeto de lei foi aprovado em abril de 2015 na Câmara dos Deputados e no dia 28 nos Senado Federal. cnbb – 30/08/2017

A deputada Keiko Ota (PSB-SP), autora do texto, escolheu a data em alusão ao dia da morte de seu filho, Ives Ota, sequestrado e assassinato aos 8 anos. Jesus Hemp

O mundo tem vivido momentos conturbados, com falta de amor, compaixão, altruísmo e empatia ao próximo. Pessoas estão se amargurando e brigando umas com as outras por motivos banais. Espalham discursos de ódio nas redes sociais por se sentirem protegidos por trás de uma tela. Mas há pessoas que anseiam o bem, mesmo àqueles que lhe ferem o coração. Comunhao – 30 de agosto de 2018

A deputada federal Keiko Ota, de São Paulo, teve uma triste história com o seu filho Ives Ota, que foi sequestrado e morto, aos oito anos de idade, no dia 30 de agosto de 1997. Após conhecer os assassinos do menino, a deputada e o seu marido, Masataka Ota, decidiram perdoá-los.

No judaísmo a data é celebrada desde os tempos do novo testamento e é o dia mais sagrado do calendário judaico. O Yom Kipur (dia do perdão em hebraico) não tem uma data fixa, mas é comemorado no equivalente aos meses de setembro a novembro do calendário cristão.

Daniel Braga

Juntamente com o jejum, o Yom Kipur é uma data de intensa oração e contato com Deus. É comum fazer durante o feriado, as orações Vidui, uma confissão, e Al Chet, uma lista de transgressões entre o homem e Deus e o homem e seu semelhante. Durante essa oração, é possível incluir qualquer pecado que se queira na lista apropriada.

A celebração é encerrada após a repetição da oração “O Senhor é nosso Deus” por sete vezes. O Shofar é tocado e a congregação proclama: “No ano novo em jerusalém”.

Palavras PerdidasProjeto Horta EducativaLashon haráFranck Caprio, Perdão, Tornar-se adulto…, Rir até cair os dentes, Insensatez, Perdão é o mais absoluto esquecimento, Agora é com vocês!!!

Dot Watch

https://www.linkedin.com/posts/jo%C3%A3o-bosco-capanema-bahia_techforgood-activity-6966118038366490624-BvNU/?utm_source=linkedin_share&utm_medium=android_app

O primeiro smartwatch em braile do mundo. João Bosco Capanema Bahia – LinkedIn

Com esta inovação 280 milhões de deficientes visuais no mundo agora podem usar seu relógio e ler:
– A data e a hora
– Mensagens de texto
– Nomes de pessoas ligando para o telefone

Crédito: Dot Inc. Via Pascal BORNET

A face do relógio traz quatro células de braille, que se alteram seus caracteres de acordo com a mensagem ou informação recebida. O relógio funciona como qualquer outro smartwatch, conectado a um smartphone por bluetooth, e recebe mensagens de qualquer aplicativo ou serviço, como Messenger, Whatsapp, ou direções do Google Maps. Da mesma forma, o usuário pode enviar mensagens utilizando os botões laterais do relógio. Hypeness – 16 • 03 • 2017

Mil unidades foram também vendidas em lojas na Inglaterra, por 320 dólares.

Estudado por muitos, vencido por poucos, o medo pode ter várias formas e dimensões. Mais do que um estado de alerta, ele se torna frequentemente incapacitante.

Palavras Perdidas: As horas, Como Controlar Sua Mente Em 5 Segundos, 16 MINUTOS QUE VALERÃO POR UMA VIDA INTEIRA! – EDUARDO MARINHO (EMPATIA E CONEXÃO), Os cegos do castelo, Os Cegos e o Elefante

Dia Internacional dos Povos Indígenas

O Dia Internacional dos Povos Indígenas é comemorado anualmente em 9 de agosto. O principal propósito desta data é conscientizar sobre a inclusão dos povos indígenas na sociedade, alertando sobre seus direitos, pois muitas vezes são marginalizados ou excluídos da cidadania. Outra finalidade é garantir a preservação da cultura tradicional de cada um dos povos indígenas, como fonte primordial de sua identidade. […]

Dia Internacional dos Povos Indígenas

Palavras perdidas: Todo Dia Era Dia de Índio, Todo Dia é Dia de Indígena, TecnoÍndia, Dia Internacional dos Povos Indígenas

CIENTISTAS ESTÃO TENTANDO FAZER O UPLOAD DA CONSCIENCIA HUMANA

CIENTISTAS ESTÃO TENTANDO FAZER O UPLOAD DA CONSCIENCIA HUMANAComo a Mente Funciona

Seria possível viver para sempre? Bom, biologicamente, nós sabemos que temos uma série de limitações, já que, quanto mais envelhecemos, as células que compõem nossos corpos perdem a capacidade de se reparar, o que nos deixa vulneráveis. Mas e se não precisássemos dos nossos corpos para vivermos para sempre? Seria possível baixar nossa mente e colocá-la dentro de um computador para nos livrarmos das limitações biológicas? Então assiste o vídeo até o final porque hoje vamos tentar responder a essas perguntas.

REFERÊNCIAS

Acesso à representação 3D do fragmento de 1mm³ do cérebro humano: https://h01-release-dot-neuroglancer-…

Harari, Y. N. (2014). Sapiens: A brief history of humankind. Random House.

Nicolelis, M. (2020). O verdadeiro criador de tudo. Planeta Estratégia.

https://www.nature.com/articles/natur…

https://revistagalileu.globo.com/Tecn…

https://ai.googleblog.com/2021/06/a-b…

https://www.bbc.com/news/magazine-357…

https://www.bbc.com/portuguese/notici…

https://www.theatlantic.com/science/a…

Palavras perdidas: O Clube do Bangue-Bangue (Repórteres de Guerra), Tape Face Auditions & Performances, Fotógrafos dos quadrinhos (+18), CIENTISTAS CONSEGUIRAM REGENERAR MEMBROS!

E se todos nós fossemos juntos?

“Essa semana estava voltando num ônibus do centro da cidade do Rio de Janeiro e um policial entrou no ônibus e foi direto a um jovem negro que estava sentado ao meu lado…. pediu os documentos e o rapaz prontamente entregou… revistou o rapaz e olhou a mochila que ele carregava…. até ai fiquei calada…. embora estivesse incomodada com o fato de só ter abordado esse rapaz… o ônibus não estava cheio… tinham muitos lugares vazios… Bom… por fim o policial dá a seguinte sentença ao rapaz…VOCÊ VAI TER QUE SALTAR E ME ACOMPANHAR ATÉ A DELEGACIA…. o olhar do rapaz era de confusão e medo… então como sou BOCUDA não consegui ficar calada… pensei em um filho meu… o rapaz tinha idade pra ser… ai falei… POR QUE O SENHOR VAI LEVA-LO??? ELE É SUSPEITO DE ALGO??? FOI DENUNCIADO??? O SENHOR ACHOU ALGO DE ESTRANHO COM ELE OU NAS COISAS DELE???
O policial com cara de poucos amigos pq eu estava questionando disse… não… não encontrei nada… e não há denúncia… é só pra averiguação…. ai o policial me perguntou….. VOCÊ É MÃE DELE??? eu disse não…. VOCÊ É ALGUMA COISA DELE??? eu disse não… ENTÃO POR QUE A SENHORA ESTÁ SE METENDO??? já com ar ameaçador disse… A SENHORA QUER OBSTRUIR A JUSTIÇA??? então eu disse….. NÃO MEU CARO… O SENHOR É POLICIAL… E QUE EU SAIBA A JUSTIÇA É FEITA POR JUÍZES…. PROMOTORES E ADVOGADOS… E ESTE NÃO ME PARECE O CASO…
o policial então pareceu muito irritado com o que eu disse e se virou pro restante dos passageiros como que querendo aprovação e disse… NÃO INTERESSA, ELE VAI COMIGO… ai eu não consegui me controlar e disse.. ENTÃO EU TAMBÉM VOU… isso se seguiu a um senhor também negro que estava sentado duas cadeiras atrás de mim…. esse senhor disse EU TAMBÉM VOU… ai foi um falatório… vários passageiros disseram EU TB VOU… ai então eu disse… VAMOS TODOS ENTÃO…. MOTORISTA DÁ PRA VOCÊ LEVAR A GENTE??? uma mulher que estava sentada lá na frente disse… DEIXA A POLICIA LEVAR ELE… ESSE CARA PODE QUERER NOS ASSALTAR… mas a maioria das pessoas começaram a gritar… o policial visivelmente contrariado disse…VOCÊS PODEM ESTAR PROTEGENDO UM MELIANTE… MAS VOCÊS É QUE SABEM… QUEREM ELE NO ÔNIBUS ENTÃO QUE FIQUEM COM ELE..
e saiu do ônibus esbravejando… a viagem seguiu e o rapaz estava visivelmente amedrontado… puxei conversa e fiquei sabendo que tinha se formado na CEFET ano passado e estava cursando engenharia robótica na UFRJ… detalhe vi as carteiras da CEFET e da UFRJ…. ele estava tão nervoso com a abordagem que nem pensou em mostrar esses documentos…. ele ligou pra mãe… contou o ocorrido e me pôs pra falar com ela… ela estava indignada e me agradeceu dizendo que ele tem 19 anos…. é muito estudioso e tímido.. tem dificuldade em se defender e fica sem ação quando confrontado… Pergunta que não quer calar…. PORQUE O POLICIAL QUERIA LEVAR AQUELE RAPAZ??? SERÁ QUE SE ELE FOSSE LOIRO DE OLHOS AZUIS ELE TERIA A MESMA VONTADE DE RETIRA-LO DO ÔNIBUS? ??
HOJE AO LER ESSA NOTÍCIA QUE ESTOU POSTANDO ACHEI QUE DEVERIA CONTAR ESSA HISTÓRIA PORQUE NÃO É UM CASO ISOLADO NÃO. .
UM PAÍS MISCIGENADO COMO O NOSSO NÃO PODE ACEITAR ESSAS POSTURAS…”
(Postado por Vera Dumas)

Agora sou eu: Se vc também ficou indignado copie e cole. E peça que outros façam. A atitude corajosa, solidária e cidadã de Vera Dumas tem de ser exaltada e, quando for o caso, copiada também.No meu caso poderia ser o meu sobrinho ou irmão.

SENAI-SP oferece formação profissional a estudantes do Ensino Médio através do Novotec Expresso

O SENAI-SP é um dos parceiros do Novotec Expresso, programa que expande a oferta de ensino profissionalizante a estudantes do Ensino Médio e recém-concluintes. 19/07/2022 – atualizado às 10:04 em 20/07/2022

A partir de setembro, esses alunos terão acesso a cursos gratuitos do SENAI-SP nas áreas Automotiva, Mecatrônica e de Tecnologia da Informação. A atuação será em 48 municípios do estado, em 60 unidades SENAI.

O programa de capacitação profissional envolve 13 cursos da rede, todos com 120 horas de duração. Para participar do programa, é necessário ter entre 14 e 24 anos e ser estudante ou concluinte do Ensino Médio.

As turmas do 2º semestre de 2022 têm previsão de início em setembro deste ano e as inscrições ocorrem de 19 de julho a 15 de agosto. Os interessados podem obter informações dos cursos disponíveis em seu município e inscrever-se através do site www.novotec.sp.gov.br

Palavras perdidas: SENAI: 20 cursos online sem processo seletivo, Indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial, Cursos acadêmicos online

O Clube do Bangue-Bangue (Repórteres de Guerra)

Clube do Bangue-Bangue (nome original, traduzido como Repórteres de Guerra) é um filme baseado no trabalho de fotógrafos para capturar os últimos dias do apartheid na África do Sul, um dos períodos mais violentos da História. iphotochannel

Publicado em 2001, com fotos de Greg Marinovich, João Silva, Kevin Carter e Ken Oosterbroek, o livro retrata os violentos conflitos entre diversos grupos políticos no período entre a libertação de Nelson Mandela, em 1990, e as primeiras eleições livres da história do país, em 1994. Rafael Pirrho, Johanesburgo (África do Sul) – BBC Brasil. 14 maio 2009

Quatro fotojornalistas arriscam suas vidas para mostrar ao mundo o que acontecia em lugares que ninguém mais tinha coragem de ir. O filme é baseado em fatos reais e é fundamental para todos apaixonados por fotografia (veja trailer abaixo e assista o filme completo no final do post. O filme é legendado e tem 105 minutos de duração).

Um dos 4 fotógrafos interpretados no filme é Kevin Carter, que foi um premiado fotojornalista sul-africano e membro do Clube do Bangue-Bangue. Em 1994, Carter ganhou um Prêmio Pulitzer por uma fotografia de sua autoria que retrata a fome no Sudão em 1993. Ele cometeu suicídio aos 33 anos de idade e sua história é retratada no filme.

A irmã de Oosterbroek, Athele, também participou da produção. Para ela, foi uma forma de homenagear o irmão assassinado.

“No início das filmagens tudo foi muito real e doloroso. Mas estou feliz em contar essa história que homenageia quatro amigos, incluindo meu irmão. O filme vai ajudar a curar feridas e creio que muita gente vai aprender com ele”, disse Athele.

Em 27 de julho de 1994, Kevin Carter dirigiu até um córrego, em Joanesburgo, uma área onde ele costumava brincar quando criança, e tirou a própria vida colocando uma das extremidades de uma mangueira no escapamento de sua caminhonete e a outra na janela do lado do passageiro. Ele morreu por intoxicação por monóxido de carbono, aos 33 anos de idade. Partes da nota de suicídio de Carter diziam:

“Eu sinto muito. A dor da vida ultrapassa a alegria ao ponto em que a alegria não existe…. deprimido … sem telefone … dinheiro para o aluguel … dinheiro para sustentar as crianças … dinheiro para dívidas … dinheiro! … Estou assombrado pelas vívidas memórias de mortes e cadáveres e raiva e dor … de crianças famintas ou feridas, de loucos com dedo no gatilho, muitas vezes policiais, carrascos assassinos … Fui juntar-me ao Ken (Ken Oosterbroek, seu colega fotógrafo que havia falecido há pouco tempo), se eu tiver tamanha sorte.”

Agora que você já sabe um pouco dos fotógrafos que fazem parte desse icônico filme, chegou a hora de assistir. Anteriormente o filme estava disponível na Amazon Prime, mas foi removido da plataforma recentemente. Mas o canal Extrema – Produção Criativa postou no Youtube a versão completa e legendada do filme. Assista abaixo:

Fontes: Adoro Cinema e Wikipedia

Banze-se: É ao morrerem que se tornam santos., Manguetown, Motivos para aprender sobre fotografia, O poço (El hoyo), “The Nu Project” – Nudez de mulheres comuns pelo mundo

Why are you so Silent?

Why are you so silent?

When your countrymen continue to scream in great pain, Behind the bars with broken bones.

Why are you so silent?

When the monasteries and nunneries are destroyed and demolished down to ashes.

Why are you so silent?

When the forests are fired and trees cut down to Timbers in great number.

Why are you so silent?

When the monks and nuns in great numbers are forcibly evicted from their institutions.

Why are you so silent?

When the singers and writers are imprisoned for speaking out the injustice imposed upon them.

Why are you so silent?

When they mined minerals out of the mountains and made a whole lot of holes in the Himalayas.

Why are you so silent?

When they installed eyes on every street pole and watched you pee and peep in deep silence.

Why are you so silent?

When the rivers and rivulet are controlled by building dams after dams.

By Sonsnow. Sonam Tsering. 24, 2021

Palavras Perdidas: Poesia mística em Kabir, Rumi e Tagore 2018, Chiquinha revisitando a Vila do Chaves, Vim trazer verdades aleatórias e genéricas

16 MINUTOS QUE VALERÃO POR UMA VIDA INTEIRA! – EDUARDO MARINHO (EMPATIA E CONEXÃO)

16 MINUTOS QUE VALERÃO POR UMA VIDA INTEIRA! – EDUARDO MARINHO (EMPATIA E CONEXÃO)Saúde da Mente

Nesse vídeo Eduardo Marinho encara o desafio de falar sobre empatia e conexão entre pessoas, como tentou se encaixar. Fez concurso para o Banco do Brasil, para o Exército e depois entrou no curso de Direito. Mas não deu, era inconformado demais.

E desde que foi levado pela mãe, aos 6 anos, para distribuir pães numa comunidade pobre, como pagamento de uma promessa, nunca mais saiu do estado de choque diante da miséria. Para experimentar o sentimento de igualdade, fez das ruas a sua nova casa.

Hoje é é um artista plástico, escritor, ativista social e filósofo brasileiro e continua fora do padrão. ” Eu não estou aqui pra vencer na vida, eu estou aqui pra viver ” Eduardo Marinho

No canal Saúde da Mente você encontra vídeos motivacionais e reflexivos para colocar foco no desenvolvimento pessoal e profissional sempre visando fornecer conteúdo que agregue valor as pessoas.

Obrigado Senhor por fazer nossos vídeos chegarem ao maior número de pessoas!

Palavras perdidasObservar e Absorver, GREG NEWS – MST e Mineração, Jardim da Empatia, O poço (El hoyo), POR QUE ODIAMOS TANTO?