Contagem pública dos votos

Fonte: Whatsapp

Instagram

Conteze-se: Eu voto em você!?!, Voto Nulo, Voto Aberto, gente branca, Código de defesa do usuário do serviço público da Prefeitura de São Paulo, Aplicativos do TSE permitem acompanhar os resultados das Eleições 2020 na sua cidade., Ubuntu, Zulu!!!

Dia do Vira-lata!!!

De acordo com o Instituto QualiBest, esses pets estão presentes em cerca de 41% dos lares brasileiros. O carinho é tanto que em 31 de julho comemora-se o Dia do Vira-Lata, uma data que também reforça os cuidados necessários com esses cães, que são uma caixinha de surpresa e possuem muitos mitos a respeito da sua origem, saúde e personalidade. una

De acordo com o Instituto QualiBest, esses pets estão presentes em cerca de 41% dos lares brasileiros. O carinho é tanto que em 31 de julho comemora-se o Dia do Vira-Lata, uma data que também reforça os cuidados necessários com esses cães, que são uma caixinha de surpresa e possuem muitos mitos a respeito da sua origem, saúde e personalidade. Para desmistificar algumas informações sobre os cães sem raça definida, os SRDs, o professor do curso de veterinária do Centro Universitário Una Uberlândia, que faz parte do ecossistema Ânima Educação, Flávio Machado de Moraes, esclarece algumas questões sobre esses pets.

Os SRDs não possuem origem genética determinada e têm descendência do cruzamento entre raças diferentes. Os peludos não possuem o chamado pedigree, um documento que comprova a linhagem do cachorro, e sem ele não há como saber a linhagem familiar.

O especialista explica que apesar de já ter sido um forte costume dar restos de comida para animais, isso não é o adequado devido aos condimentos utilizados por humanos como tempero, sal e pimenta, que não são recomendados para cães.

De acordo com o professor, essa afirmação vale para todos os cães, não havendo distinção de olfato em relação aos de raça pura e aos peludos SRD.

Toluna Influencers

A Organização Mundial da Saúde estima que existam no Brasil mais de 30 milhões de animais abandonados, sendo 20 milhões de cães.

Se estiver pensando em ter um animal:

ADOTE !!

amigo não se compra

Vira-ze: A origem do vira-lata caramelo, Delegado cachorro., EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO!, Na Rússia, os cães atravessam as ruas na faixa de pedestres., Gatoterapia, Esse alguém é você!,  Remédio caseiro para controle de pulgas

Bianca e Leila, by SPTrans

Com o objetivo de homenagear as atletas paulistas Bianca e Leila, da Seleção Brasileira de Rugby e que estão representando o Brasil nas Olimpíadas de Tóquio, estão em circulação nas ruas de São Paulo quatro ônibus adesivados com arte temática ao esporte. Mobilidade Sampa

Os veículos da Auto Viação Transcap circulam com a homenagem até o dia 10 de agosto, nos bairros da Zona Sul como Paraisópolis, Campo Belo e Santo Amaro e também na região da Avenida Paulista, com as frases: “O Rugby de Paraisópolis representando o Brasil” e “Bianca e Leila estamos na torcida”.

As atletas, moradoras do bairro de Paraisópolis, são consideradas exemplo de muita dedicação e sucesso. A ação pretende reforçar que o esporte é um dos principais meios de inclusão e transformação social existentes e pretende incentivar jovens que estão no caminho do aprendizado. Assessoria de Imprensa da SPTrans

Vejam as quatro linhas a seguir:

  • 746K/10 Paraisópolis – Campo Belo
  • 746P/10 Paraisópolis – Santo Amaro (via Giovanni Gronchi)
  • 807P/10 Paraisópolis – Santo Amaro (via Panamby)
  • 6412/10 Paraisópolis – Paulista

“A arte permanecerá estampada até o final dos jogos em Tóquio como forma de apoio, homenagem e torcida às atletas e ao esporte que cresce a cada dia em nosso país”. – diz a companhia por meio de redes sociais. ADAMO BAZANI – Diário do Transporte

O  encerramento das Olimpíadas é previsto para 08 de agosto de 2021.

A maior mentira contada contra a humanidade

MANIFESTO
CARTA ABERTA DE EXPOSIÇÃO DA OMS (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE)

Você já parou para pensar no absurdo que é a proibição da maconha ao redor do mundo? Já parou para se perguntar por que tanta criminalização e perseguição a uma “simples planta”? Doctor Banz

É justamente isso. A maconha pode ser tudo, menos, uma “simples planta”. E todo mundo já sabe disso.

Hoje em dia, milhares de pessoas já se beneficiam da maconha com tratamentos medicinais. Além disso, ela gera energia, tecido, fibra, alimento e estima-se que é possível diversificá-la em mais de 20 mil produtos. Todos biodegradáveis e autossustentáveis. Perfeitos para os dias em que vivemos e nossas reais necessidades.

Com tantos benefícios e diversidade, ela só poderia se tornar um perigo eminente para as grandes corporações que logo, mostraram-se como a grande mola propulsora e uma das principais causadoras de sua proibição em boa parte do mundo.

Mas a algo bem pior por trás disso tudo e todo o esforço do lobby corporativo proibicionista perdem sua importância quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) assume toda a responsabilidade, atestando para o mundo inteiro que a maconha é uma droga letal, como fez na Convenção única de 1961, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A partir daí, a maconha passa a ser proibida no mundo inteiro, praticamente. A partir dessa mentira! Uma mentira consciente que gera um prejuízo incalculável para a humanidade e a biodiversidade de todo o planeta, até os dias atuais.

Aliás, eles sempre souberam que a maconha é muito mais do que uma droga. Uma das plantas mais versáteis de toda a flora, que poderia mudar o estilo de vida de todo o planeta.

Diante disso, tentar calcular o prejuízo à vida humana, gerado por essa mentira, seria o mesmo que somar todas as pragas, conflitos, guerras, racismo, xenofobia e mortes ao redor do mundo desde o início de nossa sociedade até a atual guerra as drogas, e não chegaríamos perto desse número. É estarrecedor.

Esse cálculo torna-se inimaginável e incalculável, quando se acrescenta mais de 60 anos de paralização de pesquisa científica. O resultado é um absurdo tão gigantesco que poderíamos dizer que essa é uma das mentiras que mais prejuízo gerou ao planeta e a todos nós. Desafiamos a você tentar fazer esse cálculo!

Não se acaba com uma doença, tomando remédio para a dor. E sim, atacando a causa. Estamos enxugando gelo.

Quando rebobinamos a fita, percebemos que todo problema em relação à maconha, tem origem nessa covarde e cruel mentira. Assinada e abalizada pela ONU e principalmente por quem quer gerir nossa saúde, a OMS.

É cruel demais. Covarde demais.
Eles têm que ser expostos.
Eles têm que assumir essa culpa!
A OMS tem que pagar por esse crime hediondo!

(Antonio Zanon)

https://www.instagram.com/zanonart/
https://www.behance.net/zanonart
zanonartcontato@gmail.com

Manifesteze-se: CDB e Olímpiadas, as Cannalimpíadas!, SOBRE MACONHA, Milton Friedman, MACONHA E A VANGUARDA BRASILEIRA, Uma breve história da maconha, Maconha, o prozac dos pobres?!?, O pai da maconha medicinal moderna, Fibra de “maconha” na produção têxtil, Tabaco e álcool sim, Maconha não. Por que?!?, Vaginóides!

Borba Gato, em chamas.

O monumento, inaugurado em 1963, exalta o bandeirante acusado de homicídios e estupro de indígenas. Yahoo Notícias

No dia em que são realizadas manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), um grupo de 15 pessoas ateou fogo em uma estátua em homenagem ao bandeirante Borba Gato na avenida Santo Amaro, zona sul de São Paulo. Jovem Pan

“Manuel de Borba Gato fez fama e fortuna na segunda metade do século 18 percorrendo os sertões brasileiros à caça de indígenas para escravizar. Era também um fugitivo da lei e contrabandista de ouro”, conta o historiador Laurentino Gomes.

“Era também fugitivo da Lei e contrabandista de ouro, acusado de matar dom Rodrigo de Castelo, fidalgo português administrador-geral das Minas”, diz o jornalista, autor da trilogias 1808, 1822 e 1889.

Borba Gato foi um dos mais importantes representantes das bandeiras expedições custeadas pela Coroa portuguesa para ocupar e explorar territórios no interior do Brasil.

“Em 28 de agosto de 1682, Borba Gato tinha se acobertado com seu bando na região do Rio das Velhas, em Minas Gerais. Em troca da localização das minas, o rei de Portugal não apenas anistiou o bandeirante como lhe cumulou cargos e honrarias. Num piscar de olhos, Borba Gato deixou de ser um criminoso fugido da lei e foi imediatamente promovido a fidalgo e guarda-mor das Minas de Caetés”, explicou o escritor em uma publicação feita no ano passado no Twitter.

O monumento aparenta não ter sofrido grande dano. Uma bandeira com os dizeres “Revolução Periférica” também foi estendida no local. Ontem (23),  o coletivo  divulgou um vídeo perguntando: “Você sabe quem foi Borba Gato?” em seu instagram.

Obra do escultor Júlio Guerra, que nasceu no bairro, a estátua faz homenagem ao bandeirante Borba Gato e foi inaugurada em 1963. São 10 metros de altura em concreto, com peso de 20 toneladas. Correio 24 horas

Assinada pelo artista plástico Júlio Guerra (1912-2001), a escultura com 13 metros de altura (incluindo o pedestal) levou seis anos para ficar pronta. 

Este não foi o primeiro ato contra o monumento. Em 2016, a estátua de Borba Gato foi atacada com um banho de tinta.

Grupo incendeia estátua de Borba Gato, na zona sul de São Paulo

Os bombeiros chegaram ao local por volta das 14h e deram início ao combate às chamas. “O fogo foi controlado em poucos minutos, mas a estátua ficou chamuscada e com algumas rachaduras na perna”, disse a fotojornalista Thais Haliski, que estava no local no momento do início das chamas. Brasil de Fato

Ze-se: Direito dos bandeirantes e para que servem as leis., Cãolho math, Ausonia Donato, entre outras., Um Caranguejo Elétrico, Bandeirantes Modernos, Cavalo louco, I AMazonia, Joaquim, O Brasil visto do Céu, O último Tanaru, Nenhuma gota a mais!!!

Feminista versus World

AS MULHERES SÃO MINORIAS? Cortes do Venus [OFICIAL]

O FEMINISMO MENTIU PARA VOCÊ! (VIOLÊNCIA DOMÉSTICA)

É bem comum associarmos a violência doméstica quase que exclusivamente aos homens agredindo as suas mulheres, mas será que esse imaginário popular de fato se reflete na realidade? Alguns dados e estudos sobre o tema podem acabar te surpreendendo!

A luta pela equidade de gênero | Joanna Burigo | TEDxLaçadorTEDx Talks

A FEMINISTA QUE FALIU POR CAUSA DO FEMINISMOCanal Tragicômico

Uma feminista chamada Samantha Brick decidiu abrir a própria empresa, porém com o diferencial de que ela contrataria apenas mulheres. Motivada pelo discurso sobre a irmandade feminina ela fez de tudo para que seu projeto fosse um sucesso, mas a realidade acabou sendo muito diferente do que ela esperava.

Ze-se: UMA MULHER EMPODERADA, Feminismo : Entrevista de Carolina Reis a Clarice Falcão, Kathrine Switzer e a Maratona de Boston de 1967, Dos crimes contra a honra, Sexo seguro!, Evolusex, GENTE HONESTA E ESFORÇADA, OS DESVIANTES E OS COM SÍNDROME DE MANADA, Tura Satana, Sensibilidade, Receita de Spa em casa

Primeira Carta Geotécnica do Brasil

A Carta Geotécnica é um documento cartográfico que traz informações sobre as características do meio físico e problemas existentes ou esperados. É uma ferramenta que pode ser utilizada para o planejamento urbano de determinada área, definindo se ela pode ser ocupada ou como deve ser ocupada.

Carta geotécnica dos Morros de Santos e São Vicentes (SP)

No Brasil, várias regiões são afetadas por ocupação indiscriminada de encostas, zonas alagadas ou sujeitas a inundações e deslizamentos. Nos anos 70, a Casa Militar do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Defesa Civil, convidou o IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas para indicar soluções de estabilização para os frequentes e trágicos deslizamentos dos morros de Santos e São Vicente. Essa região vinha sofrendo com esses problemas desde a década de 20, provocando dezenas de vítimas fatais nos acidentes ocorridos em 1929 e 1956.

O produto final desses estudos resultou na primeira Carta Geotécnica do País, editada como Publicação IPT “Morros de Santos e São Vicente” em 1980. A Carta Geotécnica teve como objetivo orientar a Prefeitura para minimizar os custos de urbanização, os riscos de ocupação, otimizar a utilização dos espaços, melhorar as condições de segurança e contribuir para qualidade de vida da população que habitava as áreas de risco.

Este foi um trabalho inédito no País, consolidando esse tipo de instrumento como referência para os trabalhos de planejamento territorial e urbano e implantando uma nova metodologia de trabalho na área: a cartografia geotécnica.

Geoze-se: Mapa de Áreas de risco: informação para prevenção, Substituto de agrotóxico: eucalipto, Veja tudo que o Google sabe sobre você !!, Society 5.0, “A MÃE DO BRASIL É INDÍGENA”, Abelha, o ser humano mais importante do planeta, Expedição pelas Nascentes do Rio Água Preta

Restaure Sua Fé na Humanidade Com Essas Pessoas Salvando O Planeta

Restaure Sua Fé na Humanidade Com Essas Pessoas Salvando O PlanetaFala Sério

Os humanos têm feito um péssimo trabalho em manter nosso planeta saudável mas algumas pessoas boas entre nós dão o exemplo de como devemos tratar o nosso planeta.

Salveze-se: Cataki, o “Tinder da reciclagem”, Coleta Seletiva e Reciclagem em condomínios, 5 DICAS PARA SER MAIS SUSTENTÁVEL NA IDA AO SUPERMERCADO, Lixo é dinheiro., Troque lixo por comida!?!, Nave Tierra, Lixo ou resíduos?

Forte chuva causa estragos inimagináveis na Alemanha e Bélgica

Forte chuva causa estragos inimagináveis na Alemanha e BélgicaVisão Libertária

Somente na Alemanha já foram confirmadas 106 mortes e 1,3 mil pessoas estão desaparecidas, milhares de casas cederam, carros e árvores foram levados – além das crateras enormes que estão surgindo. Há até uma imagem assombrosa que está estampada em qualquer notícia sobre o incidente que mostra uma cratera formada em Erftstadt que, se comparada a cidade ao lado, pode ser facilmente maior do que 4 quadras. Ainda, na Alemanha, 114 mil casas estão sem energia e, em decorrência dos danos causados pela chuva, o abastecimento de água potável está comprometido. Se você acha que a situação não tem como ficar pior, está errado. A rede de telefonia está desativada na Alemanha.

Imagem de referência a

As enchentes causadas por fortes chuvas que atingem a região oeste da Alemanha e a Bélgica deixaram dezenas de mortos e centenas de pessoas ainda não foram localizadas, disseram autoridades alemãs na noite desta quinta-feira (15). Também há registros de inundações na Holanda e em Luxemburgo. Notícias BH

Após um dia de intensos trabalhos de resgate e de operações para evacuar as cidades que começaram na noite anterior, as autoridades alemãs confirmaram a morte de 58 pessoas em dois estados e disseram que não puderam localizar 1.300 moradores da cidade de Bad Neuenahr-Ahrweiler, no estado da Renânia-Palatinado.

A administração regional de Bad Neuenahr-Ahrweiler afirmou que a rede de telefonia não está funcionando na região, e por isso as autoridades esperam que as pessoas que ainda não puderam ser contatadas estejam simplesmente passando por dificuldades de comunicação. Cerca de 3.500 pessoas da região estão em acomodações de emergência e mais de mil trabalhadores, entre bombeiros, policiais e outras forças, estão atuando no serviço de emergência.

Helicópteros de vários estados alemães estão ajudando no resgate de pessoas que estão presas no topo de casas e edifícios. As forças armadas da Alemanha enviaram soldados para as regiões afetadas, que estão usando veículos pesados, barcos e ambulâncias nas operações de emergência.

As chuvas em volumes recordes na região fizeram vários rios transbordar, inundando ruas e casas de várias cidades, arrastando carros e deixando pessoas presas em telhados.

Ze-se: Mapa de Áreas de risco: informação para prevenção, O Jardim do Éden e os Anunnaki, Nothing is happening, ILHAS PARA VISITAR ANTES QUE ELAS SUMAM DO MAPA, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Aldeia360, Fridays for Future global climate strike — live updates

Mapa de Áreas de risco: informação para prevenção

Áreas de risco: informação para prevençãoIPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas

Este vídeo traz informações relevantes para identificação de riscos e prevenção de acidentes em áreas de riscos. Ele é parte do trabalho realizado pelo IPT para a Prefeitura de Mauá no âmbito do Plano Municipal de Redução de Riscos (PMRR).

 “A ideia é que o vídeo seja difundido para todos, podendo ser usado em aulas ou qualquer outra situação pertinente. Ele é um instrumento de educação para alunos, técnicos que trabalham na área e principalmente para os moradores”, afirma o pesquisador Fabrício Araújo Mirandola, do Centro de Tecnologias Ambientais e Energéticas, o Cetae, unidade técnica do IPT que coordenou a produção do vídeo, feito em aproximadamente cinco meses.

Nosso objetivo é ensinar a autoproteção ao cidadão, levando o conhecimento para que ele faça o básico: identifique a situação de risco, deixe o local e comunique à Defesa Civil”, afirma Eduardo Soares de Macedo, pesquisador do Cetae.

A plataforma interativa reúne informações sobre áreas com alto e muito alto risco a deslizamentos de terra, inundações, enxurradas e queda de rochas, em mais de 1.600 municípios brasileiros. Elaborado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), o mapa on-line contém uma base repleta de dados, que pode ser utilizada por gestores nacionais, estaduais e municipais, como as defesas civis e centros de monitoramentos, além da comunidade acadêmica, empresas privadas e a sociedade. Pedro Henrique Santos

A partir do sistema de busca, é possível localizar informações sobre os municípios mapeados pelo Serviço Geológico do Brasil.

“Na própria plataforma ainda é possível extrair e fazer download de dados, além de adicionar shapefiles para cruzar informações desejadas”, destacou Sandra Silva, chefe da Divisão de Geologia Aplicada. Silva e Lana explicam que recentemente um cientista do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) utilizou o mapa on-line para interligar áreas de risco com uma região climatológica.

Outra possibilidade de uso é a opção de filtrar de forma ágil apenas uma determinada informação em nível estadual ou nacional. Exemplo: delimitar apenas as áreas em todo país com muito alto risco, reduzindo assim o tempo que seria necessário para baixar os dados e fazer a consistência das informações. Ou até mesmo saber se em locais onde possuem rodovias ou linhas de transmissão de energia elétrica apresentam baixa, média ou alta probabilidade de fenômenos danosos.

Desde 2011, a CPRM já mapeou 1601 municípios em 26 estados brasileiros quanto à risco alto e muito alto, realizando inclusive 142 revisitas. Já no que se refere à suscetibilidade dos fenômenos danosos foram elaboradas 492 cartas em 22 unidades da federação. Todas as publicações são enviadas para utilização das prefeituras e estão disponíveis no site (www.cprm.gov.br). Com base nestes mapeamentos elaborados pelo Serviço Geológico do Brasil, estima-se que mais de 4 milhões de pessoas vivem em áreas de risco.

Mapaze-se: Mapa 3D do cérebro humano, Mapa do envenenamento de alimentos no Brasil, Mapa dos ecossistemas intactos da Terra, Mapa Guarani Digital – Lançamento, Mapa da indecência, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Google Maps sem conexão de internet

BRASIL PROSTITUÍDO

BRASIL PROSTITUÍDO – EDUARDO BUENO. Buenas Ideias

Nada melhor do que usar a profissão mais antiga do mundo para dar um rasante e fazer uma panorâmica da história do Brasil. Afinal, embora desde bem antes de o país entrar no mapa, a prostituição já existisse, tão logo os ditos “descobridores” chegaram aos tristes trópicos, eles trataram de trazer prostitutas. Assim sendo, a prostituição acompanha o Brasil desde de pequenino! Não é a toa que a nação acabou virando essa espécie de cabaré. Desde 1550, passando pelo império escravista e desfilando pela Era Vargas até chegar os dias de hoje, venha conhecer a história da prostituição à moda brasileira.

Prostituze-se: We did just fine, FILHOS DA PROSTITUTA, Jesus, O estranho!, Qual é o problema do Brazil?!?, 365 NUS, EU ESCOLHI VOCÊ, 400 Nudes, Polêmica de homem nu, Os Atores do Controle Social da Sociedade, Código de defesa do usuário do serviço público da Prefeitura de São Paulo

O DÓLAR VAI ACABAR?

O DÓLAR VAI ACABAR? – Como se preparar para a maior crise financeira do século?Investidor Sardinha

Robert Kiyosaki, escreveu o livro Pai Rico, Pai Pobre um dos livros de finanças mais lidos do mundo, no livro ele conta as diferenças entre o seu pai e o pai de um dos seus melhores amigos, um funcionário público e outro empresário e como cada um deles criavam os seus filhos.

Robert é filho do Pai Pobre e aprendeu a empreender com o pai do seu amigo. O livro é recomendado por 9 de cada 10 educadores financeiros e é simplesmente genial. Para além disso, Kyosaki conseguiu prever uma das maiores bolhas da história, a crise do subprime em 2008, e mais recentemente, Robert começou a dizer que uma das maiores crises da história se aproxima e que pode ser o fim do dólar. Isso abalaria todas as estruturas do mundo ocidental. Por que essa crise está pode acontecer?

Um truque velho. Quando o governo quer estimular o consumo ele injeta dinheiro na economia, existem diversas formas de se fazer isso. Uma delas é cortando a taxa básica de juros, o governo reduz os juros dos seus títulos, no Brasil a gente chama isso de Taxa Selic. Quando o governo faz isso, ele estimula o crédito, então as empresas conseguem empréstimos a custos mais baratos, aumentam suas contratações e com isso o mercado fica aquecido. As pessoas voltam a consumir de maneira louca, o dinheiro no mercado cresce. Só que, o que aumentou nesse caso, foi a oferta de DINHEIRO na economia, mas a produção não aumentou, correto? As pessoas estão comprando MAIS E MAIS mas a quantidade de produtos é a mesma.

O FIM DO DÓLAR – Como preparar? – A maior crise financeira global está por vir – Robert Kiyosaki. UM POUCO MELHOR

“Que bom que as pessoas da nação não entendem nosso sistema bancário e monetário, pois se entendessem, acredito que haveria uma revolução antes do amanhecer.”

Henry Ford

Resumo do livro chamado SECOND CHANCE, escrito por Robert Kiyosaki, ainda sem tradução para o português. Durante períodos de crise, a riqueza não é destruída — ela simplesmente é transferida de um grupo para outro. Se você estudar história, poderá prever o futuro e se posicionar corretamente. Este livro é dividido em três partes: Passado, Presente e Futuro.

Parte 1 – PASSADO

Kiyosaki fala sobre dois termos importantes ao revisar o passado. O primeiro é a flexibilização quantitativa e o segundo é o PADRÃO-OURO e o Acordo de Bretton Woods.

Parte 2 – Presente

Quando a crise chega, as pessoas que mais sofrem são as que ficam do lado esquerdo do quadrante do fluxo de caixa — empregados e autônomos. Porque são estas as pessoas que trabalham por dinheiro e serão os primeiros a perder. A riqueza verdadeira está do lado direito do quadrante do fluxo de caixa. Pessoas que estão deste lado não trabalham por dinheiro. Eles trabalham por ativos, como terras, imóveis, e empresas.

Parte 3 – Futuro

Nesta parte final, sera compartilhado com vocês alguns dos conselhos que o livro traz sobre como fazer a transição do lado esquerdo para o lado direito do quadrante. O primeiro conselho do autor é se educar financeiramente, jogando o jogo Cashflow. A primeira melhor maneira de aprender algo é faze-lo, e a segunda melhor é através da simulação, e é aí que o Cashflow pode ajudar. Nós geralmente nos lembramos de 10% da informação que lemos ou ouvimos. Em comparação, costumamos aprender 90% daquilo que simulamos. Jogue o jogo várias e várias vezes para que possa apreender o máximo possível, e então comece a jogar na vida real.

O autor diz que há muitos clubes de Cashflow por todo o mundo e as pessoas estão educando umas às outras. No entanto, fique atento, pois alguns destes clubes estão usando os jogos para atrair pessoas para seus próprios negócios e provavelmente tentarão te vender algo no fim das contas. Então pesquise bem antes de ingressar em um clube.

O segundo conselho é se tornar um empreendedor. Empregado e empresário são pessoas completamente diferentes. Sua abordagem e mentalidade são muito diferentes. Sempre ouvimos o conselho “estude muito e consiga um bom emprego em uma empresa grande”, mas raramente ouvimos o conselho “estude muito e se torne um empreendedor”. É por isso que as pessoas não percebem que têm essa opção. Elas nem mesmo consideram a possibilidade. Somos bem treinados para pedir peixes, mas não o suficiente para pescar peixes. Em alguns governos, o próprio governo deve construir as casas e prover empregos à população, mas no capitalismo são os indivíduos que constroem a economia. Há muitas pessoas que vivem em uma sociedade capitalista mas com uma mentalidade diferente, esperando que o governo forneça tudo o que precisam.

Dolaze-se: Ailton Krenak: próxima missão do capitalismo é se livrar de metade da população do planeta, Jeunesse, Verdade Ou Mentira?, 9 criptomoedas para movimentar o mercado em maio, Pitaia e o blockchain, Primo rico?, Cerejas do Brasil e Grumixama!?!, Preconceitos, padrões, estigmas e outras anomalias, SUICÍDIO, por que ENTENDER?!?

UM PASSADO AINDA MUITO PRESENTE

Ressurge das cinzas de um passado queimado,
Livres pra matar, matadouros humanos criar.
Os monstros estão soltos nas ruas novamente,
Filhos bastardos da violência demente
.”

In: Monstros Nazistas – de Delinquentes

Você já tinha ouvido falar da história dos trigêmeos Robert, David e Eddy que, apenas aos 19 anos, tomaram conhecimento da existência uns dos outros?

Pois é. Isto aconteceu em 1980, quando Robert, ao participar de uma festa universitária numa cidade do estado de Nova York, percebeu que era sistematicamente chamado de Eddy. Naquela altura, diante da confusão, alguém lhe perguntou se ele havia nascido no dia 12 de julho de 1961 e se fora adotado. Ele, surpreso, respondeu que sim. O Sentido do SerHELOISA LIMA

A “charada” começava a ser desvendada.

Descobertos os gêmeos, a história foi parar nas capas de todos os jornais. Daí para David, o terceiro, se reconhecer naqueles rostos tão familiares, foi um passo.

E foi por absoluta obra do acaso que três gêmeos, criados por famílias diferentes, se conheceram.

O reencontro dos irmãos causou uma espécie de euforia nacional, com os rapazes transformados em celebridades mundialmente conhecidas, aparecendo nos maiores programas de televisão e abrindo um disputado restaurante, tempos depois.

Passada a sensação inicial, e alguns meses, vários observadores começaram a desconfiar que algo naquela história não cheirava bem. Os pais dos jovens estavam revoltados com a ocultação de fato tão importante para a vida dos filhos. E foram em busca de respostas na Louise Wise Adoption Agency – renomada agência de ‘serviços sociais’ fundada para conectar órfãos judeus a novas famílias – onde todos haviam sido adotados. O que ouviram foi que se acreditava que nenhum dos pais teria aceito criar as três crianças juntas. 

Oras, como poderiam supor isto se jamais fizeram tal pergunta a nenhum dos pais adotivos?

Foi então que as famílias, aos poucos, descobriram uma série de fatos inquietantes: as crianças nasceram de uma mãe solteira judia e foram colocadas em três lares diferentes (uma família de trabalhadores, uma família de classe média e uma família abastada); nenhuma delas foi informada da existência dos outros dois irmãos. 

A agência de adoção também deixou os meninos em residências que não ultrapassavam o raio de 160 quilômetros.

Pouco depois, desvelou-se a pérfida e odiosa razão desta proximidade.

As crianças foram involuntariamente envolvidas em um estudo secreto, coordenado pelo psiquiatra Peter Neubauer – emigrante austríaco que chegou aos Estados Unidos no final da Segunda Guerra – que visava “estudar” gêmeos e trigêmeos separados na primeira infância.

Importante ressaltar que esta informação jamais teve qualquer ciência ou consentimento das famílias implicadas.

No entanto, muito diferente da felicidade do reencontro inicial, a terrível verdade foi se desvelando como parte do espectro das crueldades nazistas.

Olhando para a sua posição no estudo, o trigêmeo Robert Shafran denunciou exatamente o que o público passou a enxergar.

Tratava-se de uma pura e abominável experiência nazista. E o fato de entender que eram judeus repetindo esse trauma em outros judeus foi o que mais impressionou a todos.

Contudo, a Louise Wise Services se tornara uma entidade tão poderosa que os parentes dos trigêmeos não encontraram nenhum escritório de advocacia que aceitasse representá-los em qualquer ação judicial.

O único pesquisador que concordou em depor foi um dos que, mensalmente, se dirigiam às casas dos gêmeos para aplicar testes, questionários, fazer filmagens, etc, sob a alegação de tratar-se de um acompanhamento normal para casos de adoção.

A ‘pesquisa’ durou anos e foi financiada com dinheiro público e privado.

Este senhor declarou que ficava impressionado com as semelhanças entre todos os gêmeos que analisou, da mesma forma que os demais assistentes do médico-monstro, Peter Neubauer.

Os ‘pesquisadores’ foram regularmente enviados aos lares das crianças adotadas para testá-las e, em seguida, passarem os dados ao médico e seus métodos nazistas. Nunca revelaram aos pais o verdadeiro propósito de suas visitas ou que o irmão idêntico de seu filho, muitas vezes, morava a poucos quilômetros de distância.

Foi quando se descobriu que a experiência chocante envolvia dezenas, talvez centenas, de outras crianças gêmeas.

O fato de todos os enredados nesta verdadeira história de terror – a agência de ‘serviço social’, seus ricos e influentes financiadores, cientistas, professores, universidades americanas, pais, bebês, e até mesmo o editor do jornal que divulgou a história – serem judeus, torna a coisa toda ainda mais aterradora.

Impossível não estabelecer um paralelo entre este pretenso ‘estudo’ e o caso a seguir.

O carrasco nazista Josef Mengele, conhecido como ‘Anjo da Morte”, responsável pela morte de mais de 400 mil seres humanos, se promovia como um médico que ‘estudava’ gêmeos no Instituto de Biologia da Hereditariedade e Higiene Racial em Frankfurt, comecando a trabalhar no campo de concentração de Auschwitz, em maio de 1943.

Dentre seus horripilantes ‘experimentos’ foram catalogados: gêmeos presos dentro de gaiolas; remoção de órgãos sem anestesia; morte de crianças com injeção no coração; dissecação de corpos; retirada de olhos dos gêmeos para ‘estudar’ suas reações; aplicações de substâncias para ‘tentar’ mudar suas cores (Mengele colecionou milhares de olhos nas pareces de seu laboratório); injeções de bactérias com a finalidade de provocar gangrenas, além de toda sorte de torturas e abusos que não cabe aqui continuar descrevendo.

Importante lembrar que este sádico monstro, transformado num dos criminosos de guerra mais procurados do mundo, morreu em 1979 no Brasil, São Paulo, depois de passar pela Argentina e Paraguai, vivendo de maneira tranquila e abonada, sob o nome falso de Wolfgang Gerhard, tendo contado sempre com a ajuda do Vaticano e dos milhares de nazistas que encontram-se, ainda hoje, espalhados por aí.

Em poucos anos, este outro pesadelo foi descoberto e muitas das crianças separadas nas macabras experiências norte-americanas, guiadas por carrascos, lidaram com questões de saúde mental na adolescência e na idade adulta. 

Das que foram separadas após o nascimento, por Louise Wise e Neubauer, ao menos três cometeram suicídio. Eddy Galland, um dos trigêmeos, se matou em 1995. Nem todas puderam ser identificadas, é claro.

Ninguém conseguiu, até hoje, acessar a totalidade dos registros desta horrenda experiência, que se encontra escondida e armazenada na famosa Universidade de Yale

Como ‘bom’ nazista, Neubauer (falecido em 2008) ordenou que tais dados só sejam abertos ao público em 2066.

São histórias trágicas que falam não só da arrogância de cientistas judeus que não hesitaram – pouco depois do Holocausto – em usar seres humanos como ratos de laboratório, mas, principalmente, de psicopatas que conseguiram prosperar em solo norte-americano.

A obtusa experimentação humana cresceu, primeiramente, durante a Segunda Guerra Mundial. Porém, o fato é que estes experimentos continuaram após a guerra, colocando órfãos, prisioneiros, minorias e outras populações vulneráveis, ​​em risco, sob a desculpa da decantada “descoberta científica” que jamais justificará tamanhas atrocidades.

Ainda que em 1947, um tribunal do pós-guerra tenha emitido o Código de Nuremberg, projetado exatamente para proibir futuras pesquisas antiéticas, declarando que “o consentimento voluntário do sujeito humano é absolutamente essencial”, como princípio básico, ainda assim, os pesquisadores considerados ‘de alto nível’, de ‘prestigiosas escolas médicas americanas’, seguiram em frente, na contramão da ética e do respeito pela dignidade humana.

Como foi, por exemplo, o Estudo Tuskegee, que durou 1932 até 1972, no qual o Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos deliberadamente deixou homens sul-africanos pobres com sífilis, sem tratamento – e, portanto, com alto risco de morrer de uma doença potencialmente tratável. 

Centenas desses homens morreram para que os investigadores pudessem aprender mais sobre a “história natural” da sífilis.

Ou o que ocorreu em Willowbrook, uma instituição para crianças com distúrbios emocionais em Nova York, nas quais pesquisadores injetaram deliberadamente o vírus da hepatite, de 1955 até 1970, a fim de ‘aprender’ mais sobre a doença e desenvolver uma vacina. 

Ou como em 1953, o mais impressionante dentre todos os que ‘vazaram’, projetado pelo diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), Allen Dulles, que autorizou o projeto MK-ULTRA. Este programa secreto tinha como objetivo transformar humanos desavisados ​​em cobaias para suas pesquisas sobre drogas que alteram a mente, apoiando o psicólogo Timothy Leary que defendia os benefícios do LSD e exortava todos a “ligar, sintonizar, desistir“.

MK se propôs a estudar os efeitos do controle mental desta droga e de outros psicodélicos, criados pelos próprios americanos, usando cidadãos americanos e canadenses que não sabiam que seriam ratos de laboratório.

Psicopatas estes “cientistas”? Muito provavelmente. A serviço de quem? Bora raciocinar! Continuam fazendo pesquisas maquiavélicas e sigilosas mundo afora? Sem a menor sombra de dúvidas.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

A história dos trigêmeos encontra-se no NETFLIXhttps://www.netflix.com/br/title/80240088

Caso Tuskegeehttps://www.youtube.com/watch?v=5H24-PHs3Us

Sobre Willowbrookhttps://www.youtube.com/watch?v=HNLyKW8fCNg&t=1376s

Projeto MK-ULTRAhttps://www.netflix.com/br/title/80059446

Acompanhe os novos textos através do: http://www.facebook.com/aheloisalima

E, se desejar, envie seus comentários para psicologaheloisalima@gmail.com

Presenteze-se: Conemo, Fortalecer a imunidade é importante: saiba o que comer e o que evitar, Corona, Broncopneumonia e o Sistema Financeiro, quem leva a melhor?!?, Save Ralph, A indústria farmacêutica está fora de controle?, Farmácia de manipulação, Guernica, Thomas Malthus ou Thanos

Observar e Absorver

Observar e Absorver – Eduardo Marinho (Documentário Completo)JmarquescarvalhoJrJmarquescarvalhoJr

“Eu sou extremamente ambicioso. Eu sou ambicioso de uma forma que ninguém pode conceber. Porque dinheiro, conforto, estabilidade, luxo, pra mim é pouco, eu quero mais. Eu quero tudo que eu puder levar dessa vida.” Eduardo Marinho

Ninguém Filmes apresenta:

Gênero: Documentário

Direção: José Marques de Carvalho Jr

Duração: 71 minutos

Ano de Lançamento: 2016

Ze-se: GREG NEWS – MST e Mineração, Eduardo Vilas-Bôas!!!, Eduardo Góes Neves, MACONHA E A VANGUARDA BRASILEIRA, Cinismo e Arte, Dolly vai a luta, Território Político – A Força da Ação Coletiva, Kobra, personalidade do ano em Nova York, Pare e pense

A SURPREENDENTE HISTÓRIA DA DOLLY

A SURPREENDENTE HISTÓRIA DA DOLLYPasso a Passo Empreendedor

Laerte Codonho, dono da empresa fabricante do refrigerante Dolly, foi condenado a 6 anos e 7 meses de prisão e ao pagamento de multa por sonegação de benefícios previdenciários. A sentença contra o empresário e outros quatro funcionários da marca foi dada pela 3ª Vara Federal de São Bernardo do Campo (SP). Metropóles

Dollyze-se: Dolly vai a luta, Grandes marcas ressignificam a palavra luxo, Refrigerante, cerveja e a glicose, Refrigerante, Contrapropaganda sobre a Cannabis, BeloriSUStina!?!, Extintor Cola, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?

Motor elétrico para carros que pode ser instalado nas rodas dos veículos

A britânica Saietta Group criou um novo produto voltado para carros elétricos, que é focado no ganho de espaço e eficácia. A empresa inventou um novo motor, conhecido como AFT 140 (tração por fluxo axial). Valdemar MedeirosClick Petróleo e Gás

Após anos trabalhando no projeto para novos carros elétricos, a empresa está pronta para mostrar o AFT 140, um motor de imã permanente sem escova que é totalmente selado. O objetivo da nova tecnologia da Saietta é transformar os carros elétricos mais eficientes com uma única carga.

A inclusão do motor na roda dos carros elétricos também reduz a complexidade da unidade motriz, permitindo a redução no número de peças necessárias, ou seja, diminuindo o peso total do conjunto. Esta solução permite a maximização do espaço disponível para o chassis e tem a vantagem de se poder adaptar a todo o tipo de veículos.

A inclusão dos motores nas rodas também reduz a complexidade da unidade motriz e permite diminuir o número de peças necessárias algo que, consequentemente, diminui o peso total do conjunto. “Nós não pretendemos tornar-nos num fabricante de plataformas e apenas desenvolvemos um chassis para demonstrar o potencial do nosso inovador motor na roda. Nós queremos trabalhar com criadores de plataformas, complementando ao invés de competir com as suas inovações”, refere Wicher Kist, CEO da Saietta Group. SAPO

Para saber a eficácia do motor nas rodas dos veículos, a Saietta testou a tecnologia em um Renault Twizy. O teste foi feito em Amsterdã, colocando dois modelos Twizy para competir. Um possuía o motor AFT 140 e o outro não, fora isso nada foi alterado. Os veículos dirigiram indefinidamente através de uma gama diversificada de tráfego, temperatura, clima e até mesmo diversas superfícies de estradas, apenas para avaliar se o motor é eficiente ou não.

Para que os testes fossem feitos de forma limpa, cada um dos veículos foi equipado com um laptop que processava todos os dados de desempenho para a empresa New Eletric. O motivo de utilizar o Twizy nos testes é que ele é um veículo de transição perfeito com qual a Saietta pode medir o quanto de batida o seu novo motor elétrico pode aguentar.

Apesar de parecer uma grande novidade, sempre bom lembrar que há mais de 100 anos, entre 1900 e 1905, o Lohner-Porsche usava esse conceito, inicialmente nas rodas dianteiras e, depois, nas quatro rodas. Auto&Técnica

A ideia era tão boa que, quase 70 anos depois, a Boeing e a NASA aplicaram os princípios desse projeto no Lunar Roving Vehicle, o “jipe lunar” que fez parte do Projeto Apollo.

Trazida para os dias de hoje, esta ideia pode trazer diversos benefícios para os veículos sem emissões poluentes, pois os motores elétricos nas rodas do Protean Drive System anunciam ganhos consideráveis em nível do espaço e peso para estes automóveis.

Além disso, poderá transformar carros elétricos que já estejam nas ruas apenas com tração dianteira ou traseira, em automóveis com tração integral. Esta tecnologia apresentada pelos britânicos da Protean Eletric poderá ser a primeira utilização comercial desta tecnologia em veículos de passageiros (a Schaeffer e a Ford, por exemplo, criaram em 2013 protótipos do Fiesta com este sistema), embora já existam aplicações em viaturas pesadas.

Este é um “pacote completo”, que inclui o motor elétrico, o imã permanente e toda a eletrônica exigida para o seu funcionamento. No site da empresa consta que este sistema tem potência de 54 kW (72 cv), que pode ser elevada no máximo aos 75 kW (100cv), o que significa interessantes 200 cv de potência para um modelo com tração em duas rodas. Isto com dois motores elétricos nas rodas que tenham dimensões de 16,5 polegadas de diâmetro e 4,5’ polegadas de largura. Entre as vantagens estão desde a eliminação da transmissão e do eixo da transmissão, bem como a utilização mínima de fiação, o que ajuda a reduzir o peso. Segundo apuramos, um par destes motores elétricos nas rodas acusa apenas 72 kg na balança, marca inferior em 30 kg ao total de 102 kg, por exemplo, da motorização do BMW i3.

Entre os destaques do sistema estão também a eliminação das perdas friccionais de energia por meio da transmissão entre 6% e 8%, num modelo com duas rodas motrizes. Esta situação tem também o benefício de melhorar a capacidade de regeneração da energia nas acelerações e frenagens.

A empresa utilizou um protótipo do Volkswagen Golf para testes, com ajustes específicos para a suspensão, tendo constatado funcionamento com eficácia similar ao do e-Golf. A versão de produção deste componente será fabricada na China, inicialmente com volume baixo, situado entre 5 a 10 unidades por semana.

Na pista, os protótipos com duas e-wheels traseiras (total de 109 cv) mostraram uma aceleração brilhante e enorme estabilidade, combinadas com uma agilidade fora do comum: mérito do controle independente dos motores. A ativação do controle de estabilidade é instantânea, pois ele é ligado ao powertrain elétrico, e não aos freios: a e-wheel reage em 5 a 10 milésimos de segundo, em comparação com 60 a 80 milésimos de um freio hidráulico. Tambores ou discos desaparecem das rodas traseiras: há apenas um pequeno tambor que funciona como freio de estacionamento, já que a desaceleração é con ada aos motores elétricos. Emilio BrambillaMotor Show

Rodeze-se: Reinventando a roda, Itaipu E-400: o primeiro carro elétrico brasileiro, Roda tecnobikelógica, Sobre Rodas, Quem matou o carro elétrico?, eTruck, Giorggio Abrantes, Conversão de veículos elétricos, EmDrive – O motor impossível, BATERIA ULTRA QUICK, Nikola Tesla, Carro autônomo vai atropelar VOCÊ, 900.000 km de elétrico