Cia dos Clownáticos

Cantinho Mágico no GRAAC – Instagram

“Nós, da Cia dos ClownAticos, podemos nos considerar inspiradores; mas a companhia só é o que é, hoje, devido aos seus voluntários. Sem eles, nada disso seria possível. Somos uma família de farda Azul e Laranja com um único objetivo: deixar o nosso legado. E o legado dos ClownAticos será propagado pela eternidade – não temos dúvidas disso – pois, fazemos um trabalho muito sério e com muito empenho, pautado em um de nossos maiores valores: a ética, o amor e respeito ao próximo, sem vaidade e sem hipocrisia. Não queremos saber a bandeira que você defende, mas sim, o que você tem para doar aí dentro do seu coração. Se for amor, carinho e respeito ao próximo, estaremos juntos, e está apto a se tornar um ClownAtico.”

Alexandre Cardoso, Diretor – Presidente e idealizador da Companhia dos ClownAticos – Arte/Humanização/Solidariedade. Facebook

Maiores informações:
ciadosclownaticos@gmail.com
Cia dos ClownAticos – ASSOCIAÇÃO COMPANHIA DOS CLOWNATICOS – é uma Associação sem fins lucrativos que atua e desenvolve suas ações, trabalhamos, fortemente, com duas vertentes: a Artística e a do Desenvolvimento Humano. O objetivo é o desenvolvimento, o aprendizado e o aperfeiçoamento artístico, solidário e humanitário de seus voluntários e, principalmente, de seus assistidos. A Cia dos ClownAticos foi idealizada e fundada, em setembro de 2014, por Alexandre Cardoso, advogado, ator e criador do palhaço LiminhA Limex. Linkedin

Clownatize-se: Dia Internacional do Palhaço, De ambulante nas ruas do Rio a palestrante em Harvard: Rick Chester, TritoneKings, Norte Nordeste Me Veste, Pandora, Robin Hulk, John Titor , o VIAJANTE-ZERO, Processo licitatório?, Folhas ao ar, Rick and Morty, Estantes num instante

Frans Krajcberg

O artista polonês Frans Krajcberg amou o Brasil como poucos. Brasileiros, inclusive. Foi um dos europeus – como Pierre Vergé e Margaret Mee – que adotaram nosso país como pátria. Amou e defendeu a naturezae os indígenas, seus povos originais, com sua arte. Amou a Amazônia e, em 1978, fez uma viagem pelo Rio Negro com amigos – o artista Sepp Baendereck e o critico de arte Pierre Restany, que resultou na criação do Manifesto do Rio Negro ou Manifesto do Naturalismo Natural. Conexão Planeta

A trajetória do artista brasileiro Frans Krajcberg, que completou 94 anos em 2015, aborda três questões essenciais, do ponto de vista do autor:

1. A doação do Sítio Natura e de seus bens, como seu mais importante Manifesto;

2. A experiência do último conjunto de expedições à Amazônia, de 1984 a 1988, que o autor denomina de Ciclo Juruena, e seu impacto na vida e obra do artista; e,

3. O desafio de Como criar a Expressão Brasileira, em que o autor sugere quatro medidas: 1. Elaborar o catálogo raisonée do artista; 2. Ampliar o debate sobre a vida e obra do artista; 3. Criar a escola de arte para jovens, tal qual proposto por José Zanine Caldas e Frans Krajcberg na década de 1970; e, 4. Divulgar a vida e obra do artista para a população da Amazônia, onde é bastante desconhecido, apesar de defende-la veementemente, e por ser a região de onde se origina sua matéria prima e inspiração. envolverde
O grito de Frans Krajcberg (1921 – 2017) foi semelhante a essa linguagem primitiva, na medida em que denunciou a violência do homem contra a natureza e expunha a dor das florestas devastadas. eCycle

Editado via celular

Malucos de Estrada: a reconfiguração do movimento hippie no Brasil

Sonhos, arte, poesia, cooperação, liberdade, revolução, desapego, igualdade, lutas… Sentimentos e ações que muitas vezes reprimimos em razão dos padrões sociais pré-estabelecidos, mas que são vividos intensamente por homens e mulheres que botaram uma mochila nas costas e o pé na estrada. Bernardo Sommer – Despertar Coletivo

Os ‘malucos de estrada’ são os protagonistas/atores sociais de uma expressão cultural brasileira que apresenta características singulares, comportando uma cosmovisão, práticas, estilos de vida, fazeres e saberes que conferem suas matizes características. hypeness

Rafael Lage, fotógrafo e artesão, é o diretor do longa metragem Malucos de Estrada – Cultura de BR

Vídeo: Malucos de Estrada – A reconfiguração do movimento “hippie” no Brasil. Coletivo Beleza da Margem – Vimeo

O filme dialoga com os problemas enfrentados por quem busca essa forma de vida, com o tempo, percebemos que não bastava denunciar a violência do Estado, pois ela, em sua raiz, era fruto do preconceito e do enorme desconhecimento da sociedade sobre quem são estas pessoas.

a-20_1024x683

Polícia 24 horas

Polícia 24h é um reality show que mostra a vida e os bastidores das ações políciais realizadas pela Polícia Militar do Estado de São Paulo. (Wikipédia)

policia24h

A comunidade, a Polícia de São Paulo e as histórias que nem sempre acabam bem, são 12 câmeras registrando ações que vão desde a mediação de problemas até situações de confronto desses homens que lutam pela segurança pública. (Grupo Bandeirantes)
policeartviolencia

Veja também: Quem é o povo?, Sua segurança?, Viabilidade???, Guarda Civil, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Cantar, Arena, Problemas sociais, Bandeirantes Modernos, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Justiça em trânsito, Empoderamento dos recursos, PARE ou DIMINUA?, Pare e pense, FHC = THC, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., Wikipédia

Terceira Onda


A Onda (Die Welle) é um filme alemão de 2008 dirigido por Dennis Gansel, estrelado por Jürgen Vogel, Frederick Lau, Jennifer Ulrich e Max Riemelt, e produzido por Christian Becker. É inspirado no livro homônimo de 1981 do autor americano Todd Strasser e no experimento social da Terceira Onda. (Wikipédia)

Em 1967, o professor norte-americano William Ron Jones resolveu fazer um experimento diferente em sala de aula. Para mostrar como agiam os regimes totalitários, o educador reproduziu na prática as estratégias usadas por ditadores, aplicando-as em seus alunos. O objetivo era simples: demonstrar como o Adolf Hitler dominou as massas e chegou ao poder na Alemanha. (Cineplayers)


A Onda (The Wave 1981)

Veja também: A onda, Voto Nulo, Trator, Cospe logo!, Universidades do mundo, BBB por Antonio Barreto, Jesus era Peripatético., Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Batman – O Livro dos mortos

Text Me Something Dirty

For adults only! If you’re under 18, you’re not welcome and should get away from here right now.

I post pictures of my dirty ideas written in red on dark background signed “textmesomethingdirty”.

You can find them here, ENJOY:

Text Me Something Dirty

PHOTOS: All photos were taken from the Internet and are assumed to be in the public domain.
All models are supposed to be 18 or older.
I do not post, nor endorse nor support child abuse.

Veja também: A chegada de Lampião no Inferno, Vida Simples, Pedala Mundo!, Senta e dorme, Vinho, Adoro essa parte da anatomia femimina., A vida como ela é, O Estado Laico, Sobre quem?, No gás