Projeto Horta Educativa

Nas hortas educativas, os alunos cultivam alface, rabanete, rúcula, chicória, couve, salsa, abobrinha, abóbora, beterraba, cenoura e cebolinha. Além de fazer a colheita, realizam atividades com as turmas para o preparo de receitas com os alimentos. Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo

O Projeto Horta Educativa do Fundo de Apoio à Comunidade (FAC), em parceria com a Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro), vai realizar a primeira colheita de rabanetes na horta escola instalada na Incubadora Municipal Norman Edward Hanson. a crítica

Após alguns meses de estudo com a equipe técnica de ambas as secretarias, o projeto tem como foco atender os agricultores urbanos da cidade. Na incubadora será realizada a capacitação dos produtores, tanto na parte da gestão da horta quanto na parte técnica, fechando um ciclo da cadeia produtiva das hortaliças.

Serão ministradas aulas e ensinamentos técnicos em geral para que os agricultores possam colocar em prática, nas respectivas hortas, todo aprendizado recebido, desde o plantio até a comercialização do produto. Conforme destacou o Secretário da Sidagro, Rodrigo Terra, o projeto faz parte do Programa Hortas Urbanas, estabelecidas pela Lei da Agricultura Urbana de Campo Grande. “A Prefeitura estuda a implantação de outras três hortas, nas incubadoras dos bairros Mário Covas, Zé Pereira e Estrela Dalva. Todo o projeto acontece em parceria com o FAC, responsável por dar destino aos alimentos produzidos, entregando as famílias atendidas por entidades assistenciais”.

De acordo com a primeira dama de Campo Grande e gestora do FAC, Tatiana Trad, que também preside a Comissão Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, é mais um projeto que vem para incentivar o micro empreendedorismo.

O FAC, também em parceria com a Sidagro irá apresentar aos produtores a ideia do centro de triagem de apoio à agricultura urbana, que tem como objetivo incentivar a atividade a pessoas em situação de risco e que se encontram em vulnerabilidade social.

Agricultores da Região Lagoa de Campo Grande que tiverem interesse no projeto podem entrar em contato com o FAC pelo telefone 2020-1361 e com a Sidagro, no 4042-0497.

4 respostas para “Projeto Horta Educativa”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: