Os heróis invisíveis da vida selvagem

Guardas-florestais: os heróis invisíveis da conservação da vida selvagem

Andando ‘de elefante’, guardas-florestais fazem patrulha em parque da Indonésia. Muitos deles eram madeireiros ilegais, mas resolveram se dedicar à conservação após receberem treinamento e entenderem como a preservação da vida silvestre traz benefícios econômicos, sociais e ecológicos. Foto: DFID/Abbie Trayler-Smith/Panos Pictures

Você sabia que o número de gorilas das montanhas dobrou nos últimos 30 anos graças à proteção efetiva dos seus habitats por guardas-florestais?

“Os gorilhas das montanhas são um exemplo fantástico: nenhum gorila sequer foi morto nos últimos dez anos.”

Polícia Florestal ou Guarda Florestal é o nome do serviço de vigilância e fiscalização das florestas e das actividades nelas realizadas, como a caça e, complementarmente, a pesca nos rios e outras águas interiores. Os guardas-florestais são funcionários públicos que trabalham na divisão das florestas e dos parques estaduais, fiscalizando essas áreas. Web Bobeira

“Contudo, não devemos esquecer o importante trabalho dos guardas-florestais em ‘parques (em situação) de conflito’ na República Democrática do Congo — Garama, Virunga, Maiko e Kahuzi-Biega”, aponta Johannes Refisch, coordenador da Parceria pela Sobrevivência dos Grandes Primatas, do Programa da ONU para o Meio Ambiente.O Dia Mundial dos Guardas-Florestais, uma iniciativa da Federação Internacional dos Guardas-Florestais, é 31 de julho para celebrar o trabalho que esses profissionais empreendem para proteger os tesouros naturais do planeta. A data lembra os guardiões do meio ambiente que foram mortos em serviço. Nações Unidas

“As evidências são claras: quando as comunidades e os guardas-florestais trabalham juntos, com o apoio dos governos e das organizações internacionais, podemos proteger a vida selvagem e garantir que os que suportam os custos de viver com a vida selvagem sejam capazes de colher os maiores benefícios.” Chefe da ONU Meio Ambiente para Vida Selvagem, Doreen Robinson.

O coordenador da Parceria de Sobrevivência dos Grandes Símios, do Pnuma, Johannes Refisch, disse que “há muitas formas de olhar para o importante trabalho dos guardas florestais e guardas ecológicos.” Para ele, “os gorilas das montanhas são um exemplo fantástico” porque “nem um único gorila da montanha foi morto nos últimos 10 anos.” ONU News

A foto foi tirada por Mathieu Shamavu, em um orfanato de gorilas no Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo. Neste local, os animais são criados e cuidados depois que caçadores ilegais mataram seus pais. Go Outside

Poetize-se: PARE ou DIMINUA?, Efeito Borboleta, Anestesia mental., Fome, Morreu Koko, Reciclável e/ou não!, Pac man,Dia Mundial do Meio Ambiente., Evolução,Meio o quê?, Arveres somos nozes, A história das coisas, A Terra a Gastar, I AMazonia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s