A maior mentira contada contra a humanidade

MANIFESTO
CARTA ABERTA DE EXPOSIÇÃO DA OMS (ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE)

Você já parou para pensar no absurdo que é a proibição da maconha ao redor do mundo? Já parou para se perguntar por que tanta criminalização e perseguição a uma “simples planta”? Doctor Banz

É justamente isso. A maconha pode ser tudo, menos, uma “simples planta”. E todo mundo já sabe disso.

Hoje em dia, milhares de pessoas já se beneficiam da maconha com tratamentos medicinais. Além disso, ela gera energia, tecido, fibra, alimento e estima-se que é possível diversificá-la em mais de 20 mil produtos. Todos biodegradáveis e autossustentáveis. Perfeitos para os dias em que vivemos e nossas reais necessidades.

Com tantos benefícios e diversidade, ela só poderia se tornar um perigo eminente para as grandes corporações que logo, mostraram-se como a grande mola propulsora e uma das principais causadoras de sua proibição em boa parte do mundo.

Mas a algo bem pior por trás disso tudo e todo o esforço do lobby corporativo proibicionista perdem sua importância quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) assume toda a responsabilidade, atestando para o mundo inteiro que a maconha é uma droga letal, como fez na Convenção única de 1961, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A partir daí, a maconha passa a ser proibida no mundo inteiro, praticamente. A partir dessa mentira! Uma mentira consciente que gera um prejuízo incalculável para a humanidade e a biodiversidade de todo o planeta, até os dias atuais.

Aliás, eles sempre souberam que a maconha é muito mais do que uma droga. Uma das plantas mais versáteis de toda a flora, que poderia mudar o estilo de vida de todo o planeta.

Diante disso, tentar calcular o prejuízo à vida humana, gerado por essa mentira, seria o mesmo que somar todas as pragas, conflitos, guerras, racismo, xenofobia e mortes ao redor do mundo desde o início de nossa sociedade até a atual guerra as drogas, e não chegaríamos perto desse número. É estarrecedor.

Esse cálculo torna-se inimaginável e incalculável, quando se acrescenta mais de 60 anos de paralização de pesquisa científica. O resultado é um absurdo tão gigantesco que poderíamos dizer que essa é uma das mentiras que mais prejuízo gerou ao planeta e a todos nós. Desafiamos a você tentar fazer esse cálculo!

Não se acaba com uma doença, tomando remédio para a dor. E sim, atacando a causa. Estamos enxugando gelo.

Quando rebobinamos a fita, percebemos que todo problema em relação à maconha, tem origem nessa covarde e cruel mentira. Assinada e abalizada pela ONU e principalmente por quem quer gerir nossa saúde, a OMS.

É cruel demais. Covarde demais.
Eles têm que ser expostos.
Eles têm que assumir essa culpa!
A OMS tem que pagar por esse crime hediondo!

(Antonio Zanon)

https://www.instagram.com/zanonart/
https://www.behance.net/zanonart
zanonartcontato@gmail.com

Manifesteze-se: CDB e Olímpiadas, as Cannalimpíadas!, SOBRE MACONHA, Milton Friedman, MACONHA E A VANGUARDA BRASILEIRA, Uma breve história da maconha, Maconha, o prozac dos pobres?!?, O pai da maconha medicinal moderna, Fibra de “maconha” na produção têxtil, Tabaco e álcool sim, Maconha não. Por que?!?, Vaginóides!

Toda bike importa

Aqui na redação repudiamos esse tipo de postura. Milhares de ciclistas já morreram em acidentes assim. Acreditamos que, além de mal gosto, essas colocações de Murilo Couto podem estimular atitudes criminosas contra ciclistas. Bike aos pedaços

Não nos cabe dizer quais são os limites do humor, mas sim alertar que, quando se trata da vida e da sobrevivência de pessoas, o efeito imediato das falas do Sr. Murilo Couto é a banalização das mortes. Sim, uma piada pode promover mais mortes, classificando a atitude do humorista como incitação ao crime (art. 286 do Código Penal) e discurso de ódio, travestidos de “humor”.

Como disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, enfrentar o discurso de ódio não significa limitar ou proibir a liberdade de expressão. Significa evitar que este discurso se transforme em algo mais perigoso, particularmente que incite discriminação, hostilidade e violência, o que é proibido pela legislação internacional.

Portanto, repudiamos com veemência as falas do Sr. Murilo Couto. As risadas de um punhado de pessoas em uma sala de teatro não podem justificar a morte de milhares de ciclistas e o luto de seus familiares e amigos. Basta de mortes no trânsito e de discursos de ódio. Aliança Bike – Associação Brasileira do Setor de Bicicletas

 (crédito: WILLFOTOGRAFO)

Em sua apresentação o humorista fala com alguém da plateia e o questiona sobre qual esporte pratica, quando a resposta é ciclismo, Murilo começa a fazer comentários sobre a modalidade. O motivo da protocolação é a fala sobre o atropelamento de ciclistas “No caso dos ciclistas, eu dou razão para o motorista de ônibus que atropela” diz, Murilo. Correio Braziliense

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os ciclistas devem utilizar ciclofaixas, ciclovias ou acostamentos. No caso de não haver estes espaços, devem usar a borda direita da pista, no mesmo sentido dos demais veículos.

O responsável pela denuncia é o defensor público, Alessandro Tertuliano, que apresentou queixa como cidadão e praticante da modalidade. A iniciativa veio através da revolta da classe pela “piada” sobre algo delicado para quem é praticante. “Sou ciclista amador e pedalo de 5 a 6 vezes, toda semana e sinto na pele o perigo que corremos diariamente com motoristas que não gostam de Ciclistas, como o Murilo Couto” afirma Alessandro.

“Ficamos alarmados que uma pessoa pública estimule que um motorista possa vir a ferir ou matar um ciclista. Acreditamos na liberdade de expressão como princípio fundamental da democracia, mas é inadmissível a expressão de discursos que incentivem o ódio e a violência contra quem quer que seja”, disse a União Brasileira dos Ciclistas (UBC) em nota. Diario do Nordeste

Bikeze-se: Bike or die!, Não Foi Acidente, NÃO É CARRO X BICICLETA., Uma Noite de 12 Anos, Muda Mooca, Eu vou de bike, e você?, Trânsito, amigo!, Bicimáquinas, Uma viagem de bicicleta, Por que os jovens já não querem comprar carro nem casa própria?

CANNABIS LIVRE DA ONU

Uma votação realizada pela Organização das Nações Unidas (ONU)  aprovou nesta quarta-feira, 2, a reclassificação da maconha e dos derivados da cannabis. Até então, a substância era considerada “particularmente suscetível a abusos e à produção de efeitos danosos” e “sem capacidade de produzir vantagens terapêuticas”, o que a colocava no mesmo patamar que a heroína. Agora, a Comissão de Drogas Narcóticas da ONU considera que a cannabis é uma substância com menor potencial danoso, apesar do seu controle ainda ser recomendado pela entidade, assim como a morfina. A decisão foi apoiada por 27 países, incluindo os Estados Unidos e grande parte da Europa. Enquanto isso, outras 25 nações votaram contra, incluindo o Brasil, a China, o Egito, a Rússia e a Turquia. Uma última representação se absteve do voto. Jovem Pan News

A Comissão das Nações Unidas sobre Entorpecentes (CND) da Organização das Nações Unidas (ONU) aceitou ontem (2) uma recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para remover a cannabis e a resina de cannabis do Anexo IV da Convenção Única de 1961 sobre Entorpecentes, que é a recomendação mais restritiva em relação a drogas. Sechat

A votação histórica que ocorreu em Viena/Áustria pode ter implicações de longo alcance para a indústria global de cannabis medicinal, variando da supervisão regulatória à pesquisa científica sobre a planta e seu uso como medicamento.

A aprovação da Recomendação 5.1 carrega um amplo significado simbólico para a cannabis medicinal, pois poderia ajudar a impulsionar os esforços de legalização da cannabis medicinal em todo o mundo, agora que o CND reconhece tacitamente a utilidade médica da droga.

“Embora a mudança não libere totalmente a planta do controle do tratado, é um passo gigantesco em direção à normalização da cannabis na medicina acima de tudo, mas também em nossas sociedades em geral”, disse ao MJBizDaily o pesquisador independente Kenzi Riboulet-Zemouli do CND Monitor.

Livreze-se: Medical Hemp, Hemp Car, VERDINHA, Vaginóides!, Direito ao cultivo individual ou aceita um hamburger?, O pai da maconha medicinal moderna, As discípulas de Jesus, Contrapropaganda sobre a Cannabis, História da Maconha

Onde estão os humanos?!?

O Cacique Raoni Metuktire foi até a cidade de Sinop, no norte do estado do Mato Grosso, no sábado, 26/9, para fazer exames (acompanhamento devido à Covid-19) e se manifestou a respeito do discurso de Bolsonaro na Assembleia Geral da ONU, em 22/9. Mônica Nunes – conexão planeta

“Isso eu não aceito!”, declarou Raoni. “Ele diz no jornal que tá botando fogo no mato, na floresta. Isso é pura mentira. Por que? Quem está botando fogo são os próprios fazendeiros. Alguns fazendeiros estão prejudicando o mato. Garimpeiro tá prejudicando o mato, a natureza. Madeireiro tá prejudicando a natureza. Eles é que estão botando fogo na floresta”.

S.O.Z.e-se: Grafite na rua, Capivaras na faixa!?!, De que lado você esta?, Ta foda ser brazileiro!!!, Justiça de mierda

Abelha, o ser humano mais importante do planeta

Sempre Questione

Estudos recentes mostram um declínio dramático no número de abelhas: quase 90% da população desapareceu nos últimos anos. Certamente também existem causas naturais, como predadores e vírus cíclicos que infelizmente (ou felizmente) fazem parte do grande “jogo da natureza”. greeMe

Outros fatores como o uso descontrolado de pesticidaso desmatamento e a falta de flores, todas as causas humanas. Portanto, estamos nos autodestruindo e não parece haver uma inversão de direção.

As plantas não podem se reproduzir sozinhas: elas precisam de um “sistema de transporte”, que a natureza delegou às abelhas (junto com os zangões e com a contribuição, embora menos importante, de outros insetos como as vespas). E sem a reprodução das plantas, a fauna logo morrerá e, portanto, nós também. Não é uma sentença apocalíptica: é a realidade.

Beeze-ze: Abelha poliverde, How to Build a Bee Habitat, BuzzzZERO, Comida de gente, Manual de Apicultura em Pequena Escala, Abelha Mãe, Abelhas nos telhados de Paris, The Bee Is The Most Important Of The Planet

Dia Internacional dos Direitos Humanos

No dia 10 de dezembro de 1948, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu a Declaração Universal dos Direitos Humanos no Palais de Chaillot, em Paris, França, é considerado o documento mais traduzido da história moderna, a Declaração foi criada para servir como uma base para os direitos humanos em todo o mundo, como “o ideal comum a ser atingido por todos os povos e todas as nações”. Julia Di Spagna – Guia do Estudante

Durante a Segunda Guerra Mundial, milhões de pessoas foram mortas, enfrentaram situações precárias, fome e tiveram diversos direitos violados. Para evitar tragédias dessa magnitude, líderes de mais de 50 países se reuniram para criar uma organização que tivesse como premissa garantir a paz mundial.A Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH) foi proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em Paris, por meio da Resolução 217 A (III), estabelecendo a proteção universal dos direitos humanos.
A Secretaria Nacional de Proteção Global (SNPG), do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – (MMFDH), defende valores que são as raízes para o bem comum, a paz e a inclusão, reafirmando o compromisso de proteger os direitos de todas as pessoas, buscando sua universalização, em linha com a DUDH de 1948.

Em Portugal, a Assembleia da República reconheceu a grande importância da Declaração Universal dos Direitos do Homem ao aprovar, em 1998, a Resolução que vigora até hoje, na qual deixou instituído que o dia 10 de dezembro deveria ser considerado o Dia Nacional dos Direitos Humanos. Calendarr
O dia 10 de dezembro é também marcado pelo entrega do Prémio Nobel da Paz.
A Declaração Universal dos Direitos Humanos é considerada o documento mais traduzido da história moderna. Está disponível em mais de 360 línguas, e novas traduções ainda estão em fase de elaboração. Amarolina Ribeiro – Brasil Escola

Mensagem oficial da alta-comissária para os direitos humanos das Nações Unidas:

Este foi um ano de grande ativismo – particularmente por parte dos jovens. É especialmente apropriado que, neste ano, nós destaquemos o Dia Internacional dos Direitos Humanos durante a Conferência da ONU em Madri para defender a justiça climática. Estamos em dívida de gratidão com os milhões de crianças, adolescentes e jovens adultos que estiveram se levantando e se manifestando cada vez mais alto em relação à crise enfrentada pelo nosso planeta.

Com razão, esses jovens estão apontando que o que está em jogo é o futuro deles e daqueles que ainda não nasceram. São eles que terão que enfrentar todas as consequências das ações ou a falta delas por parte de gerações mais velhas, que hoje administram governos e empresas e que são responsáveis por tomar decisões de seus países, regiões e do mundo como um todo.

Não se pode, obviamente, deixar que os jovens sozinhos enfrentem a emergência climática, ou até mesmo as tantas outras crises de direitos humanos que têm causado hoje turbulência simultânea em diversos países ao redor do mundo. Todos devemos permanecer juntos, em solidariedade, e agir com princípio e urgência.

Nós podemos e devemos defender cuidadosamente os princípios universais de direitos humanos que promovem a paz, justiça e o desenvolvimento sustentável. Um mundo com menos direitos humanos é um mundo que caminha para trás em direção a um passado sombrio, quando os poderosos podiam atacar os oprimidos com pouca ou nenhuma restrição moral ou legal.

Contudo, entre os muitos desafios de direitos humanos que surgiram ao longo das duas primeiras décadas do século XXI, a emergência climática global representa, talvez, a maior ameaça mundial aos direitos humanos que enfrentamos desde que testemunhamos a Segunda Guerra Mundial. Do direito à vida, à saúde, à comida, à água e ao abrigo, aos nossos direitos de sermos livres de discriminação, ao desenvolvimento e à autodeterminação, os impactos dessa crise já podem ser sentidos.

Nós temos o dever de garantir que a voz dos jovens seja ouvida. A Declaração Internacional de Direitos Humanos adotada pela Assembleia Geral da ONU em 10 de dezembro de 1948 foi um acordo assinado pelos Estados-membros para proteger os direitos humanos de todos – e isso inclui tornar possível que as gerações futuras defendam a dignidade, a igualdade e os direitos humanos.

Todos os seres humanos têm o direito de participar de decisões que têm impacto nas suas vidas. Para garantir que tomadas de decisão sejam mais efetivas, construindo maior confiança e harmonia em suas nações, os líderes de todas as sociedades devem ouvir seus povos – e agir de acordo com as suas necessidades e demandas.

Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet. Foto: ONU/Jean Marc Ferré.

Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet. Foto: ONU/Jean Marc Ferré.

Nada resume esses objetivos – que são o fio condutor do sistema internacional dos direitos humanos – de maneira mais clara e sucinta do que o Artigo 1 da Declaração Universal, que afirma de maneira corajosa e correta que “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Eles são dotados de razão e consciência, e devem agir em conjunto em espírito de irmandade”.

Nenhum país, nenhuma comunidade será poupada pelas mudanças climáticas, à medida que elas se intensificam. Já é possível ver comunidades mais vulneráveis sofrendo terríveis danos. Pessoas estão perdendo suas casas, meios de subsistência – e vidas. A desigualdade está se aprofundando, e mais pessoas estão sendo forçadas a se deslocar. Devemos agir com rapidez e com princípio, para garantir que menos danos afetem os seres humanos e nosso mundo.

Danos climáticos não serão travados por fronteiras – e reações baseadas em um nacionalismo hostil, ou considerações financeiras de curto prazo, não irão apenas falhar: elas vão destruir o nosso mundo. As lutas por justiça climática e direitos humanos não são uma disputa política. Não se trata de uma discussão de direita ou esquerda: trata-se de direitos – e erros.

Não é apenas a preocupação em relação à alta velocidade da crise climática que está levando milhões de pessoas a se levantarem e exigirem ações. Em todas as regiões, pessoas estão encontrando suas próprias vozes para falar sobre desigualdade e instituições repressivas. Me sinto inspirada pela coragem, clareza e princípios de todas essas pessoas, algumas muito jovens, que estão se levantando pela paz, com o objetivo de corrigir os erros de nossa era e criar maior liberdade e justiça. Eles são a expressão viva dos direitos humanos.

Políticos de todos os lugares devem ouvir esses chamados. E, como resposta, precisam desenvolver políticas mais efetivas e com princípios.

Nós temos o direito de vivermos livres sem qualquer tipo de discriminação. Nós temos o direito de ter acesso à educação, saúde, oportunidades econômicas e um padrão de vida decente. Nós – todos nós – temos o direito de participar de decisões que afetam nossas vidas. Isso é sobre nosso futuro, nossos meios de subsistência, nossas liberdades, nossa segurança e nosso ambiente. E não é somente nosso futuro, mas também o futuro das nossas crianças, nossos netos e bisnetos.

Precisamos nos mobilizar ao redor do mundo – de maneira pacífica e poderosa – para avançar em um mundo com direitos, dignidade e escolhas para todos.

Aqueles que tomam decisões entenderam essa visão com clareza em 1948. Será que entendem isso agora? Eu peço aos líderes mundiais que demonstrem uma verdadeira liderança e visão de longo prazo, deixando de lado os interesses políticos nacionais estreitos, para o bem de todos, inclusive deles mesmos e de todos seus descendentes.

Humanize-se: O que é ser defensor dos direitos humanos, afinal?, Dia Internacional dos Direitos Humanos, Principais aspectos dos Direitos Humanos, Direitos Humanos?!? Vai lá!!!, Ouvidoria Municipal de Direitos Humanos, DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DAS ÁRVORES, A gente sempre soube., Barulho D’água, Jeguatá: Caderno de Viagem

Dia Internacional do Voluntário

O Dia Internacional do Voluntário (ou Dia Internacional do Voluntariado) é celebrado anualmente em 5 de dezembro e foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) desde 1985. Os voluntários são aquelas pessoas que têm espírito cívico e interesse por ajudar a construir uma sociedade melhor, dedicando para isso parte do seu tempo em trabalhos sociais, sem receber qualquer tipo de remuneração por isso.

No Brasil, o Dia do Voluntário também é celebrado em 28 de agosto, data esta conhecida como Dia Nacional do Voluntariado, e instituída através da Lei nº 7.352, de 28 de agosto de 1985. Calendarr

Imagens: Natalia KelbertVoluntariado Empresarial
Veja também: Voluntário, Coincidence or not, Casas de Mediação, Dia Mundial do Meio Ambiente., Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Pessoas criativas são mais propensas à depressão e dependência química, Violentamente pacífico, Efeito Borboleta

Os heróis invisíveis da vida selvagem

Guardas-florestais: os heróis invisíveis da conservação da vida selvagem

Andando ‘de elefante’, guardas-florestais fazem patrulha em parque da Indonésia. Muitos deles eram madeireiros ilegais, mas resolveram se dedicar à conservação após receberem treinamento e entenderem como a preservação da vida silvestre traz benefícios econômicos, sociais e ecológicos. Foto: DFID/Abbie Trayler-Smith/Panos Pictures

Você sabia que o número de gorilas das montanhas dobrou nos últimos 30 anos graças à proteção efetiva dos seus habitats por guardas-florestais?

“Os gorilhas das montanhas são um exemplo fantástico: nenhum gorila sequer foi morto nos últimos dez anos.”

Polícia Florestal ou Guarda Florestal é o nome do serviço de vigilância e fiscalização das florestas e das actividades nelas realizadas, como a caça e, complementarmente, a pesca nos rios e outras águas interiores. Os guardas-florestais são funcionários públicos que trabalham na divisão das florestas e dos parques estaduais, fiscalizando essas áreas. Web Bobeira

“Contudo, não devemos esquecer o importante trabalho dos guardas-florestais em ‘parques (em situação) de conflito’ na República Democrática do Congo — Garama, Virunga, Maiko e Kahuzi-Biega”, aponta Johannes Refisch, coordenador da Parceria pela Sobrevivência dos Grandes Primatas, do Programa da ONU para o Meio Ambiente.O Dia Mundial dos Guardas-Florestais, uma iniciativa da Federação Internacional dos Guardas-Florestais, é 31 de julho para celebrar o trabalho que esses profissionais empreendem para proteger os tesouros naturais do planeta. A data lembra os guardiões do meio ambiente que foram mortos em serviço. Nações Unidas

“As evidências são claras: quando as comunidades e os guardas-florestais trabalham juntos, com o apoio dos governos e das organizações internacionais, podemos proteger a vida selvagem e garantir que os que suportam os custos de viver com a vida selvagem sejam capazes de colher os maiores benefícios.” Chefe da ONU Meio Ambiente para Vida Selvagem, Doreen Robinson.

O coordenador da Parceria de Sobrevivência dos Grandes Símios, do Pnuma, Johannes Refisch, disse que “há muitas formas de olhar para o importante trabalho dos guardas florestais e guardas ecológicos.” Para ele, “os gorilas das montanhas são um exemplo fantástico” porque “nem um único gorila da montanha foi morto nos últimos 10 anos.” ONU News

A foto foi tirada por Mathieu Shamavu, em um orfanato de gorilas no Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo. Neste local, os animais são criados e cuidados depois que caçadores ilegais mataram seus pais. Go Outside

Poetize-se: PARE ou DIMINUA?, Efeito Borboleta, Anestesia mental., Fome, Morreu Koko, Reciclável e/ou não!, Pac man,Dia Mundial do Meio Ambiente., Evolução,Meio o quê?, Arveres somos nozes, A história das coisas, A Terra a Gastar, I AMazonia

Morena Coral

Além das embalagens de plástico que duram uma eternidade na natureza, o protetor solar pode causar danos irreversíveis pro meio ambiente, principalmente pra vida marinha e também pra sua saúde. Basicamente, existem dois tipos de protetores solares, o tipo físico (ou mineral) e o tipo químico. Já dá pra adivinhar qual é o veneno, né?

Os best sellers das prateleiras das farmácias são do tipo químico, que possuem em sua fórmula uma combinação de alguns dos seguintes ingredientes: oxibenzona, homosalato, ensulizole, 4-metilbenzilideno-cânfora e octinoxato, já o protetor solar físico, não tão popular assim, é composto por óxido de zinco e/ou dióxido de titânio, entre outros ingredientes.

Pra explicar melhor, trouxemos essa tabelinhafeita pela querida Nyle Ferrari, que conta direitinho o perigo de cada ingrediente:

Oxibenzona (benzophenone-3): polui os oceanos, pode ser absorvida pela pele e está relacionada a distúrbios hormonais. Seu uso é proibido na Suíça.

Homosalato (homosalate): pode ser absorvida pela pele e desequilibrar hormônios como estrogênio e progesterona.

Ensulizole (phenylbenzimidazole sulfonic acid): de acordo com o EWG, está relacionada ao câncer, apesar de ser um ingrediente de médio risco.

4-metilbenzilideno-cânfora (4-methylbenzylidene camphor): de acordo com o EWG, também relacionado a distúrbios endócrinos.

Octinoxato (ethylhexyl methoxycinnamate): alergias e distúrbios hormonais, de acordo com o EWG.

Todos esses ingredientes estão associados com algum risco à saúde humana, porém um deles, a Oxibenzona, também está associado à poluição marinha, mais especificamente dos recifes de corais. A substância química faz o coral se enclausurar em seu próprio esqueleto, levando-o à morte. Menos Um Lixo


Nyle Ferrari também fez uma lista com dezenas de protetores solares, e suas avaliações, pra te ajudar a escolher o melhor pra você! É importante entender que não existe – ainda – uma alternativa perfeita, harmônica com a nossa saúde e com a dos oceanos, mas é fundamental pesquisar e entender as menos prejudiciais.
De acordo com a Consumer Healthcare Products Association, que representa empresas de medicamentos de venda liberada nos Estados Unidos, “não há provas científicas de que, em condições naturais, os ingredientes dos protetores solares, que têm sido utilizados com segurança em todo o mundo há décadas, contribuem para essa questão”. ONUBR
Veja também: De que lado você esta?, Peixinho!!!, É Natal!, Desenho de criança, Cama, mesa e banho!, Cora Coralina., O que te importa?, TERRA OCA, Fukushima Daiichi, Dia Mundial da Água

Felix Finkbeiner: Plant For The Planet

Felix Finkbeiner, desde os 9 anos faz parte de um verdadeiro exército de “embaixadores do clima” que plantam árvores e militam pela salvação do planeta e contra as mudanças climáticas provocadas pela ação humana, ajudou a fundar a Plant For The Planet, um movimento global jovem que recruta garotos e garotas pelo mundo para plantar e conscientizar. Vivimetaliun


Membro Júnior do Conselho Diretivo da ONU Meio Ambiente as suas palavras inspiraram jovens de mais de 90 países a juntarem-se ao movimento, o jovem desenvolveu uma campanha, a “Trillion Trees” que tem como parceiros a World Wildlife Fund e a Wildlife Conservation Society. CATARINA ABREU – The Panorama News

Mude conceitos, você pode e deve: CURSOS NA USP, A RAINHA DE MAIO, HINO NACIONAL EM DIALETO TICUNA, VIDACELL®, GOVERNO ABERTO, PERFEIÇÃO, NAARA BEAUTY DRINK!!!, RECEITA DE ANO NOVO, LIBERDADE DE EXPRESSÃO, Primaveras Revolucionárias, O ESPELHO ENEVOADO, LUMINESCE™

Grafeno x tudo

Flexível, impermeável e transparente, o grafeno consegue ser mais duro que o aço, mais fino que um fio de cabelo e melhor condutor de eletricidade que o cobre.

O grafeno é um material constituído por uma camada extremamente fina de grafite, o mesmo encontrado em qualquer lápis comum usado para escrever. A diferença é que, no grafeno, os átomos estão organizados numa estrutura hexagonal de duas dimensões. Espalha Factos

O grafeno foi descoberto no final de 2004, no centro de Nanotecnologia da Universidade de Manchester, e tem a espessura de apenas um átomo. Três físicos portugueses João Lopes dos Santos, Nuno Peres e Eduardo Castro publicaram trabalhos científicos com os investigadores de origem russa André Geim e Konstantin Novoselov. Cofina Media


O grafeno é um dos alótropos do carbono, ou seja uma forma cristalina alternativa, tal como o diamante e o grafite. Podemos ainda definir o grafeno como uma folha plana bidimensional de átomos de carbono densamente compactados e com a espessura de um único átomo. As principais características do grafeno são: extremamente resistente (mais do que o próprio diamante), flexível, com excelentes propriedades térmicas, transparente, impermeável e com condutividade elétrica 100 vezes mais rápida que o cobre.Jornal PETNews

Grafeno é apresentado em forma de arame, composto por uma estrutura hexagonal de átomos de carbono, com ligação sp2, sendo um material bidimensional. Em 1962 Hanns-Peter Boehm o nomeou pois, sua constituição grafite (carbono) com o sufixo eno, originou o nome grafeno. O grafeno quando enrolado origina os nanotubos de carbono, alvos de estudos na nanotecnolgia.

Ana

Info Escola

Mude conceitos, você pode e deve: Brasileiros criam antena que faz celular funcionar mesmo sem sinal, Hora do Código, Universidades do mundo, John Titor , o VIAJANTE-ZERO, Funcional Obsoleto, Fusca híbrido, Computer History Museum, Museu Virtual, Por que Pinga?, O teste de Turing, Advogados, Akai Kōdan Zillion

DIA INTERNACIONAL DOS POVOS INDÍGENAS

Hoje é dia dos povos indígenas. Data para refletir sobre a beleza, grandeza e importância dessas populações. Principalmente no Brasil, onde a herança e contribuição histórica dos povos indígenas é imensa. Fonte de inspiração para a Yacamim, a cultura indígena merece e muito ser vivida e valorizada.

O dia internacional do índio foi instituído pela ONU (Organização das Nações Unidas) no ano de 1995, através de decreto que indicou o dia 09 de agosto para a referida data.  – Educar Encantando

Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas.

Cansados de ter sua cultura dominada pela cultura do homem branco, o Gerente do Memorial dos Povos Indígenas e membro da Comissão Brasileira de Justiça e Paz da Cátedra Indígena Internacional, Marcos Terena, deixa seu recado sobre o assunto: “situações de dominação devem despertar nossa revolta e nossa indignação e mais do que nunca nós, como parte do movimento indígena, devemos relembrar as conquistas indígenas e, a cada 09 de Agosto, jamais permitir que o homem branco continue falando por nós, tomando nossas ideias e mantendo uma postura de “grande pai”. Esse tempo já acabou, mas compete a nós indígenas, fomentar, divulgar e fiscalizar essas ações racistas e preconceituosas.”

 Não importa a região em que se encontram, o país, o estado ou a cidade, nem tampouco as tribos às quais pertencem. Os índios merecem respeito e dignidade. Reflexões sobre a educação, ação social e as Culturas Indígenas e Afro brasileira. – Educar Encantando

Artigo 1º da Declaração é garantido às diversas etnias indígenas “o pleno desfrute de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais reconhecidos pela Carta das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos e o direito internacional dos direitos humanos.”  Tales dos Santos Pinto – Mundo Educação

De acordo com a FUNAI (2014), a subjugação dos povos tradicionais indígenas no Brasil – e, em especial na Amazônia – é histórica e alarmante, por ferir o chamado “Direito Originário”, direito que antecede o direito comum da população nacional (civil), por ele existir desde o surgimento deste povo nesta terra, dando a eles o poder sobre a terra em que vivem independentemente de titulação de posse, e deve ser garantido para o uso presente e futuro destes povos. Bruna Ferreira Pinheiro – Internacional Amazônia

NO DIA 07 DE SETEMBRO DE 2007, A ONU TAMBÉM APROVOU A DECLARAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE OS DIREITOS DOS POVOS INDÍGENAS, QUE VISA GARANTIR E REAFIRMAR OS DIREITOS BÁSICOS DESSA POPULAÇÃO EM TODO O MUNDO, SERVINDO DE INSTRUMENTO PARA A IMPOSIÇÃO DE SANÇÕES SOBRE AQUELES PAÍSES E GOVERNOS QUE NÃO VISAREM À MANUTENÇÃO DE TAIS DIREITOS. ESCOLA MUNICIPAL NORMA DEMENECK BELOTTO

Segundo o Censo Demográfico realizado pelo IBGE em 2010, o Brasil possui 305 diferentes etnias, totalizando 274 línguas indígenas. A atual população indígena brasileira, ainda segundo o Censo, é de 817.963 indígenas, dos quais 502.783 (61%) vivem na zona rural e 315.180 (39%) habitam as zonas urbanas brasileiras. Portal Brasil

Sabe-se que assim como outras etnias, devem ser considerados em seus valores, em seus costumes, em seus saberes e cultura. No caso do Brasil, valorizar os índios e lutar continuamente por seus direitos torna-se ainda mais importante, considerando que os índios são a nossa origem e os primeiros cuidadores da terra. Pousada das Missões

O período dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) se encerrou no final de 2015 e será sucedido por uma agenda de desenvolvimento pós-2015 que avançará na inclusão e na prosperidade partilhada. “Esta agenda popular é um plano concreto de ação para acabar com a pobreza em todas as suas dimensões, de forma irreversível, em todos os lugares, não deixando ninguém para trás”, disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. Combate Racismo Ambiental

Mude conceitos, você pode e deveO BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENASDECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOSEMVA INVASÃO DO BRASIL, Território, ÍndiasRELATÓRIO FIGUEIREDOLUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMQue País É Esse?, Brô Mc´s, Todo Dia Era Dia de ÍndioA RAINHA DE MAIO, ALZHEIMER, INSTANTLY AGELESS ™NAARA BEAUTY DRINK!!!DIA DO VOLUNTARIADOSUA CARACASAS DE MEDIAÇÃOVIRTUDESAÚDE NOSSA DE CADA DIA!ADORO ESSA PARTE DA ANATOMIA FEMIMINA.PROJETO VIBRAR PARKINSONA MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO

Editado via celular comprado com nota fiscal + taxas de importação (30%) + taxas do correio e o mais importante:

E não esqueça de comentar e visitar sua loja:

Jesusnesse World

DIA INTERNACIONAL DO YOGA

É um Dia pelo completo Desenvolvimento Humano 1 – em prol da prática global do Yoga, pelo aumento da Consciência e exponenciação da relação Corpo (e mão) / Energia / Emoções Positivas / Mente Concreta, Abstracta e Artística / e Além da Mente – “Overmind”; promovendo a saúde integral e profiláctica, a longevidade funcional, a auto-exigência e a auto-responsabilidade, e a Suprema Consciência que Transmuta e Ilumina. INTERNATIONAL DAY OF YOGA – IDY / DIA INTERNACIONAL DO YOGA

A Assembleia Geral da ONU aprovou no dia 11 de dezembro de 2014 uma resolução apresentada pelo governo indiano, que declara 21 de junho “Dia Internacional do Yoga”. yoga em casa

Acreditamos que yoga é mais sobre tocar o seu coração do que tocar os dedos dos pés. Faça parte de um propósito maior e ajude a espalhar mais amor e mais positividade no mundo! Arte de Viver

Enxergue mais: A MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO,  INSTANTLY AGELESS ™NAARA BEAUTY DRINK!!!MEDITAÇÃO EM 1 MINUTOSAUDAÇÃO AO SOLO BRINQUEDO MAIS INÚTIL DO MUNDOHO’OPONOPONORELIGIÃO MENTALPOSITIVIDADE

Rockefeller

A Comunicação Empresarial surgiu nos Estados Unidos, em 1906. Naquele ano, em Nova Iorque, Ivy Lee decidiu deixar o jornalismo de lado para montar o primeiro escritório de Relações Públicas do mundo, mudou de atividade com o objetivo de recuperar a credibilidade perdida pelo poderoso empresário John D. Rockfeller. Cláudio Amaral

rockefellers_thumb[8]

“Crises são criadas pelos governos para manter as pessoas em um perpétuo estado de desequilíbrio físico, mental e emocional. Confundirão e desmoralizarão à população para evitar que decidam seu próprio destino.”

rockffeler kruschev

Rockefeller, além de um grande filantropo, foi o inventor das Assessorias de Imprensa, tudo isso tinha um grande objetivo, além de “fazer o bem para o próximo”: melhorar sua imagem, corroída por políticas monopolistas detratórias, junto à sociedade. Um Pouco de Prosa

historychannelrockefeller

No dia 20 de abril, na cidade mineira de Ludlow, Colorado, um grupo de pessoas inocentes foram cruelmente assassinadas por seguranças armados que faziam a proteção das minas de carvão. Ao todo, duas mulheres, doze crianças e seis mineiros. Revoltados, mineiros armados destruíram as instalações das minas e o que encontravam pela frente. Mais pessoas viriam a morrer. O levante se prolongou por uma dezena de dias e inflamou a indignação americana. A causa única era que as empresas mineradoras operavam como universos autônomos, com suas próprias leis e polícia. Tudo o que estivesse associado à palavra sindicato era considerado maldito por se constituir numa ameaça à propriedade privada. Francisco Viana

ludlow29

Veja também: Parabéns Nestlé, A onda, Sheherazade e a Secom, Repo man, Pai (de quem) trocinio!, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, O pai da propaganda, The Who – My Generation, Nada se cria, tudo se copia!, Patrocinadores da Copa, Pegadinhas do Marco Civil da Internet

Por que falta água?

Nos serviços de construção civil, a água não é vista e nem tratada como material de construção e com consumo é bastante elevado, por exemplo, para a confecção de um metro cúbico de concreto, gasta-se em média de 160 a 200 litros e, na compactação de um metro cúbico de aterro, podem ser consumidos até 300 litros de água. Enciclopedia y Biblioteca Virtual de las Ciencias Sociales, Económicas y Jurídicas

anabconstrucaocivil

As poucas ações existentes estão relacionadas com o edifício em operação e pouco se fala no edifício em construção, embora o custo com o consumo de água no edifício em construção represente 0,7% do custo total da obra, de acordo com as pesquisas realizadas nas construtoras entrevistadas. Consumo de água nos canteiros, 24 mar. 2008.

O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/voceecod/guia-da-construcao-verde-economia-de-agua#ixzz2zqxzufrk
Condições de uso do conteúdo
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cada pessoa precisa de 40 litros de água diariamente para atender as suas necessidades de consumo e higiene. No entanto, nos grandes centros urbanos do país e em cidades com mais de 120 mil habitantes, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros por dia. EcoDesenvolvimento.org

O US Green Building Council informa que a construção civil consome 21% de toda a água tratada do planeta e que 13,6% é de
responsabilidade das edificações. Segundo a SABESP, a região metropolitana de São Paulo tem seu sistema de abastecimento integrado por 8 complexos e é responsável em atender 39 municípios com a produção de 67 mil litros de água por segundo. AECweb

A construção civil é uma das atividades humanas que mais causam danos ao meio ambiente no mundo. Segundo dados da ANAB (Associação Nacional de Arquitetura Bioecológica) cerca de 50% dos recursos extraídos da natureza são destinados ao setor e, no caso do Brasil, ele é responsável pelo consumo de 40% dos recursos naturais e da energia produzida, 34% da água, 55% de madeira não certificada, além de responder pela produção de 67% da massa total de resíduos sólidos urbanos.

Veja também: Águas de março, Clima louco?, Parabéns Néstle, Dia Mundial do Meio Ambiente., Gente inteligente, Tutubarão, Vida inteligente., Liberdade de expressão, Sheherazade e a Secom, Folhas ao ar, O que, de quem?, Instituto Pindorama, voluntariado., O que, de quem?, O de Otário

O Livro de Eli

O Livro de Eli (The Book of Eli) de 2010, dirigido por Albert Hughes e Allen Hughes, escrito por Gary Whitta e estrelado por Denzel Washington, Gary Oldman, Mila Kunis e Jennifer Beals.

bastet_gertrudes

o-livro-de-eli-18

“A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá.” (Apocalipse 17:8)

Veja também: Repo man, Juan dos Mortos, Inside Job, Medo?, O pai da propaganda,Livro suspenso, Diferença lógica entre Religião e Espiritualidade, John Titor , o VIAJANTE-ZERO, Doenças degenerativas, Processo licitatório?, A verdade pode estar no ovo, Conhecimento Ancestral, Eu, não, meu senhor, O Estado Laico

FORDISMO??

Revolução em Dagenham (Made in Dagenham). Nigel Cole, Inglaterra, 2010. Roteiro William Ivory.
Título na França: We Want Sex Equality
Elenco: Sally Hawkins, Daniel Mays, Bob Hoskins, Miranda Richardson, Rosamund Pike, Jaime Winstone, Geraldine James, Andrea Riseborough, Andrew Lincoln, Rupert Graves, Richard Schiff, Lorraine Stanley, Nicola Duffett, Matthew Aubrey, Roger Lloyd-Pack, Sian Scott, Robbie Kay, Marcus Hutton e Danny Huston

O filme mostra a vida da operária inglesa Rita O’Grady (Sally Hawkins), mãe de família, que de repente se vê envolvida na luta por direitos trabalhistas e femininos, deixando em segundo plano seu papel de esposa e mãe, relata uma história real, que aconteceu em 1968 e deve um impacto importantíssimo na história das relações trabalhistas e na vida das mulheres da Inglaterra, com influência sobre diversos outros países. 50 Anos de Filmes

“Não são privilégios: são direitos”. (Rita O’Grady)

A operária que assume a militância das 187 mulheres em busca de igualdade salarial com os homens na década de 60, fez a Ford Motor’s de Dagenham (Londres) fechar suas portas por tempo indeterminado. Cine Resenhas, Blog 2001 Vídeo

A ministra do Emprego era Barbara Castle (Miranda Richardson) em 1968, uma das grandes lideranças do Partido Trabalhista, quarta mulher a participar de um gabinete ministerial da Grã-Bretanha. 50 Anos de Filmes

Sandie Shaw interpreta a música título “Made In Dagenham”. A cantora trabalhou na fábrica da Ford em Dagenham muitos anos antes dos fatos acontecidos no filme. By Star Filmes

8marorigem

Revolução em Dagenham – Sara Holmes – Youtube

Observe mais: Makota Valdina, Os cães, 1984!NAARA BEAUTY DRINK!!!Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, Suco de limão e Bicarbonato, VIDACELL®Homem e o diabo, Sintomas Câncer de MamaEMVA história de sempre?, Jesus Negão, Robin Hulk, Candelária, A Copa do Pinheirinho,  INSTANTLY AGELESS ™Exame com uma gota de sangueRESERVE™BE MY EYES APPPIB???

FHC = THC

Droga é qualquer substância que introduzida em um organismo modifica suas funções, podendo ocasionar dependência química e/ou psíquica, é um termo que abrange uma grande quantidade de substâncias naturais ou sintéticas. Por exemplo o carvão, aspirina, fumo (nicotina), álcool (etanol) e o café (cafeína).

Fernando Henrique Cardoso, 80 anos, presidente da República entre 1995 a 2002.

“Em sociedades abertas e democráticas a opinião se forma neste entrechoque de idéias.”

No dia 2 de junho de 2011, entregou ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, uma proposta de revisão na política de combate às drogas. Um problema que afeta a todos e precisa ser enfrentado em seus múltiplos aspectos.


A sua peregrinação foi registrada no documentário QUEBRAMDO O TABU, dirigido por Fernando Grostein Andrade.

A importância do debate de questões que envolvem valores e comportamentos deve ser primeiramente discutida pela sociedade, antes que as decisões cheguem aos governos e parlamentos. A regulação de drogas como a maconha tem o objetivo de reduzir o poder do narcotráfico, preservar a saúde e a segurança das pessoas, oferecer tratamento e reabilitação (a redução do dano e a redução do consumo), investir na informação e prevenção para reduzir o consumo de drogas.

Fonte: Revista Época

“Breaking the Taboo”, versão internacional narrada por Morgan Freman, a versão em espanhol é narrada por Gael Garcia Bernal.

maconhacristovambuarque

Veja também: Scoring drugs, Por que Pinga?; Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, Brasileiro Reclama De Quê?, Carnaval é Perfeição!, Reign Over Me, Meu nome é Jonas, Minha Alma (A Paz Que Eu Nao Quero), Hemp Car, Hora do Planeta, BEBER MENOS, Eu sou o meu Deus.