Unesco disponibiliza mais de 80 filmes indígenas gratuitamente

e que aborde a diversidade cultural dos povos originários, o evento disponibiliza 82 filmes – entre longas-metragens e curtas – de diversos países, com maior foco em países da América Latina e Caribe. Lunetas

As obras estão disponíveis online em uma lista de reprodução no YouTube, e podem ser acessados gratuitamente por quem se interessar em aprofundar conhecimentos e olhares sobre os saberes indígenas. O festival é parte das ações da agência da ONU para comemorar o Ano Internacional das Línguas Indígenas (2019).

Ausonia Donato, entre outras.

Ausonia Favorido Donato – Escavador

A participação da Ausonia foi especialmente dirigida por Cacau Rhoden, pai de ex-aluno da escola. Acreditamos que esse material possa ser inspirador e motivador para muitos educadores que trabalham diariamente procurando formar pessoas justas e solidárias. Direção do Colégio Equipe

O pequeno burguês

Felicidade, passei no vestibular

Mas a faculdade é particular

Particular, ela é particular

Particular, ela é particular

Livros tão caros tantas taxas pra pagar

Meu dinheiro muito raro,

Alguém teve que emprestar

O meu dinheiro, alguém teve que emprestar

O meu dinheiro, alguém teve que emprestar

Morei no subúrbio, andei de trem atrasado

Do trabalho ia pra aula, sem

Jantar e bem cansado

Mas lá em casa à meia-noite tinha

Sempre a me esperar

Um punhado de problemas e criança pra criar

Para criar, só criança pra criar

Para criar, só criança pra criar

Mas felizmente eu consegui me formar

Mas da minha formatura, não cheguei a participar

Faltou dinheiro pra beca e também pro meu anel

Nem o diretor careca entregou o meu papel

O meu papel, meu canudo de papel

O meu papel, meu canudo de papel

E depois de tantos anos,

Só decepções, desenganos

Dizem que sou um burguês muito privilegiado

Mas burgueses são vocês

Eu não passo de um pobre-coitado

E quem quiser ser como eu,

Vai ter é que penar um bocado

Um bom bocado,

Vai penar um bom bocado. (Martinho da Vila, 1969)

A canção inicia com uma expressão que carrega em si um conjunto de sonhos e desejos, “felicidade!”, seguido daquilo que motivou esse sentimento: “passei no vestibular!”. Essa frase se transformou ao longo do tempo na expressão de uma conquista que estabelecia um limite muito claro entre dois grupos sociais, aqueles que teriam o reconhecimento expresso em aspectos simbólicos, traduzido pelo título de doutor, e aos que se negavam a possível continuidade dos estudos. Essa diferença, estruturante quando pensamos na constituição da sociedade brasileira, tem início em tempos em que ainda nem se cogitava compreender o Brasil como nação. O samba nos revela, em seus dois primeiros versos, um mecanismo que constitui um dos maiores impasses quando pensamos quais seriam as finalidades de um processo educacional. Afinal, a educação não deveria ser pensada como uma estratégia de emancipação de todos e de cada um? (Freire, 1987, p.30). Os preteridos e os preferidos: sinal dos tempos da educação. AUSONIA DONATO e MONIQUE BORBA CERQUEIRA. Instituto de Saúde, São Paulo, São Paulo, Brasil. In: Scielo


Assim, quando pequenos, vão com suas bicicletas de rodinhas e aos poucos vão aprendendo a se equilibrar, prescindindo delas e se tornando capazes de dar várias voltas na pista. É claro que alguns tombos e esfolados acontecem. Afinal, aprender nem sempre é fácil! Estadão
Veja também: O crime compensa, Deixa o menino brincar!, Todos querem ser felizes!, Sexo seguro!, FHC = THC, A onda, A Revolta dos Macacos, Não sou de postar coisas religiosas, mas as vezes, esse tipo de coisa é que me deixa com muita raiva da sociedade!, Criacionismo., Feliz dia do índio!!!, 3º opção, Paulo Freire, The Sustainability Treehouse, O dízimo da educação!

Dia dos Animais

O Dia dos Animais é celebrado anualmente em 4 de outubro no Brasil.

A existência de todas as espécies é essencial para o equilíbrio da cadeia alimentar de um ecossistema. Calendarr

A data foi inserida pela própria Igreja Católica, e é comemorada no dia 4 de outubro, pois é a data do nascimento de São Francisco de Assis, padroeiro da Ecologia, e conhecido por ser o protetor dos animais, se referia aos animais como irmãos e chamava-os de “irmão fera”, “irmã leoa” e etc.

Franciscus van Assisi nasceu em Assis, velha cidade da Itália, situada na região da Úmbria em 26 de Setembro de 1182, morreu a 4 de Outubro de 1226.

No ano de 1929, no Congresso de Proteção Animal em Viena, Áustria, foi declarado o dia da morte de São Francisco de Assis como o Dia Mundial do Animal, e em Outubro de 1930, foi comemorado pela primeira vez o Dia Mundial do Animal.

A 15 de Outubro de 1978 foram registados os direitos dos animais através da aprovação da Declaração Universal dos Direitos do Animal pela UNESCO. O Dr. Georges Heuse, secretário-geral do Centro Internacional de Experimentação de Biologia Humana e cientista ilustre, foi quem propôs esta declaração. Defensores dos Animais

Mude conceitos, você pode e deve:  REMÉDIO CASEIRO PARA CONTROLE DE PULGAS, PANICAT, LICITAÇÃO SUSTENTÁVEL, VOTO ABERTO, EMV, TIRINHA DO DIA: E QUAL É O MELHOR AMIGO DO HOMEM?, 7 APPLICATIVOS PARA CICLISTAS, INSTANTLY AGELESS ™, EMOCIONARIO, EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO!, RECEITA PARA CONSTRUIR SUA CASA COM SUAS PRÓPRIAS MÃOS, VIDACELL®, CAPA DE DISCO COM GATOS.TUDO ISSO, GOVERNO ABERTO, Não Foi Acidente, NATAL COM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA!, RESERVE™, VEGANO NA MARRA, PLANKTON INVASION

DIA INTERNACIONAL DO YOGA

É um Dia pelo completo Desenvolvimento Humano 1 – em prol da prática global do Yoga, pelo aumento da Consciência e exponenciação da relação Corpo (e mão) / Energia / Emoções Positivas / Mente Concreta, Abstracta e Artística / e Além da Mente – “Overmind”; promovendo a saúde integral e profiláctica, a longevidade funcional, a auto-exigência e a auto-responsabilidade, e a Suprema Consciência que Transmuta e Ilumina. INTERNATIONAL DAY OF YOGA – IDY / DIA INTERNACIONAL DO YOGA

A Assembleia Geral da ONU aprovou no dia 11 de dezembro de 2014 uma resolução apresentada pelo governo indiano, que declara 21 de junho “Dia Internacional do Yoga”. yoga em casa

Acreditamos que yoga é mais sobre tocar o seu coração do que tocar os dedos dos pés. Faça parte de um propósito maior e ajude a espalhar mais amor e mais positividade no mundo! Arte de Viver

Enxergue mais: A MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO,  INSTANTLY AGELESS ™NAARA BEAUTY DRINK!!!MEDITAÇÃO EM 1 MINUTOSAUDAÇÃO AO SOLO BRINQUEDO MAIS INÚTIL DO MUNDOHO’OPONOPONORELIGIÃO MENTALPOSITIVIDADE

Rockefeller

A Comunicação Empresarial surgiu nos Estados Unidos, em 1906. Naquele ano, em Nova Iorque, Ivy Lee decidiu deixar o jornalismo de lado para montar o primeiro escritório de Relações Públicas do mundo, mudou de atividade com o objetivo de recuperar a credibilidade perdida pelo poderoso empresário John D. Rockfeller. Cláudio Amaral

rockefellers_thumb[8]

“Crises são criadas pelos governos para manter as pessoas em um perpétuo estado de desequilíbrio físico, mental e emocional. Confundirão e desmoralizarão à população para evitar que decidam seu próprio destino.”

rockffeler kruschev

Rockefeller, além de um grande filantropo, foi o inventor das Assessorias de Imprensa, tudo isso tinha um grande objetivo, além de “fazer o bem para o próximo”: melhorar sua imagem, corroída por políticas monopolistas detratórias, junto à sociedade. Um Pouco de Prosa

historychannelrockefeller

No dia 20 de abril, na cidade mineira de Ludlow, Colorado, um grupo de pessoas inocentes foram cruelmente assassinadas por seguranças armados que faziam a proteção das minas de carvão. Ao todo, duas mulheres, doze crianças e seis mineiros. Revoltados, mineiros armados destruíram as instalações das minas e o que encontravam pela frente. Mais pessoas viriam a morrer. O levante se prolongou por uma dezena de dias e inflamou a indignação americana. A causa única era que as empresas mineradoras operavam como universos autônomos, com suas próprias leis e polícia. Tudo o que estivesse associado à palavra sindicato era considerado maldito por se constituir numa ameaça à propriedade privada. Francisco Viana

ludlow29

Veja também: Parabéns Nestlé, A onda, Sheherazade e a Secom, Repo man, Pai (de quem) trocinio!, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, O pai da propaganda, The Who – My Generation, Nada se cria, tudo se copia!, Patrocinadores da Copa, Pegadinhas do Marco Civil da Internet

A água oculta

Alimento /produto industrial – Água consumida na produção (litros)

01 kg de carne bovina              15.500
01 par de sapatos                       8.000
01 kg de arroz*                           2.500
01 Hamburger bovino               2.400
01 camiseta de algodão             2.000
01 kg de cereal**                       2.000
01 xícara de café                           140
01 taça de vinho                            120

Fontes: FAO/UNESCO; Water fotoprint Network; 2010. (in: Doutor Gourmet)
* Pegada hídrica; Lydia Cintra
** CONSCIÊNCIA SANITÁRIA; Gleiceani Nogueira

Do total de água do planeta 97,5% encontram-se nos oceanos e mares, apenas 2,5% estão disponíveis para o abastecimento humano

gallery-poster-halftop

A agricultura irrigada é a maior consumidora desses recursos hídricos, mundialmente estima-se que esse uso responda por 70% da água doce disponível. No Brasil, esse índice é de 61%, sendo o restante usado na indústria (18%) e no consumo doméstico (21%).

“A conclusão lógica que chegamos é a de que se come mais água do que se bebe água”, disse o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, durante depoimento na III Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, que aconteceu em julho de 2007, em Fortaleza (CE), referindo-se a quantidade de água utilizada na produção de alimentos. Articulação no Semi-Árido Brasileiro, in: CONSCIÊNCIA SANITÁRIA

Na média anual, os norte-americanos possuem uma pegada hídrica de 2.482 m3, a média global é de 1.243 m3 e a do Brasil é de 1.381 m3. Aqui, 5% vêm do consumo doméstico, em atividades cotidianas. A maior parte (95%) corresponde ao consumo de produtos industriais e agrícolas. Lydia Cintra

pegadahidrica

Enxergue mais: Aposentadoria da Água, Veteranas de guerra, Ho’oponopono, Carta da Terra, Biblioteca Web, Arveres somos nozes, De onde você vem?, Tatu bola, Águas de março, Clima louco?

Halloween Saci!

flocorediasaci
chaveshulkO saci-pererê retratado por Monteiro Lobato em 1917 era chifrudo e tinha dentes pontudos para sugar o sangue de cavalos. O Dia do Saci nasceu na década passada como uma resposta à crescente popularização do Halloween, que é uma mistureba com elementos dos antigos celtas, de romanos, de irlandeses e ingleses da Idade Média e dos primeiros séculos de tradição cristã.  –  Super Interessante

santaceiatartarugajpg

saci

Enxergue mais: Curupira, Instituto Pindorama, voluntariado.CONTRA TODOS OS MALESNAARA BEAUTY DRINK!!!BOAS IDÉIAS QUE TODOS OS PAÍSES DEVERIAM ADOTARTouché Turtle, Robin Hulk, Árvores?,  EMV, Biblioteca Web, DIA DA ÁRVORE, Neil ArmstrongCOMENDO RECIFEINSTANTLY AGELESS ™, Hein? hã?, Ferramentas de destruição em massa.MANJERICÃOBRINCANDO DE LÓGICAVIDACELL®RORSCHACHENSAIO SOBRE A CEGUEIRA HÍDRICAPLANETA DOS MACACOSUM MAR DE INFORMAÇÕES!!!RESERVE™Não Foi Acidente, Princípio do ou não, Museu Virtual

PÁTRIA MADRASTA VIL

‘PÁTRIA MADRASTA VIL’

Onde já se viu tanto excesso de falta? Abundância de inexistência… Exagero de escassez… Contraditórios?? Então aí está! O novo nome do nosso país! Não pode haver sinônimo melhor para BRASIL.

Porque o Brasil nada mais é do que o excesso de falta de caráter, a abundância de inexistência de solidariedade, o exagero de escassez de responsabilidade.

O Brasil nada mais é do que uma combinação mal engendrada – e friamente sistematizada – de contradições.

Há quem diga que ‘dos filhos deste solo és mãe gentil.’, mas eu digo que não é gentil e, muito menos, mãe. Pela definição que eu conheço de MÃE, o Brasil; está mais para madrasta vil.

A minha mãe não ‘tapa o sol com a peneira’. Não me daria, por exemplo, um lugar na universidade sem ter-me dado uma bela formação básica.
E mesmo há 200 anos atrás não me aboliria da escravidão se soubesse que me restaria a liberdade apenas para morrer de fome. Porque a minha mãe não iria querer me enganar, iludir. Ela me daria um verdadeiro Pacote que fosse efetivo na resolução do problema, e que contivesse educação + liberdade + igualdade. Ela sabe que de nada me adianta ter educação pela metade, ou tê-la aprisionada pela falta de oportunidade, pela falta de escolha, acorrentada pela minha voz-nada-ativa. A minha mãe sabe que eu só vou crescer se a minha educação gerar liberdade e esta, por fim, igualdade. Uma segue a outra… Sem nenhuma contradição!

É disso que o Brasil precisa: mudanças estruturais, revolucionárias, que quebrem esse sistema-esquema social montado; mudanças que não sejam hipócritas, mudanças que transformem!

A mudança que nada muda é só mais uma contradição. Os governantes (às vezes) dão uns peixinhos, mas não ensinam a pescar. E a educação libertadora entra aí. O povo está tão paralisado pela ignorância que não sabe a que tem direito. Não aprendeu o que é ser cidadão.

Porém, ainda nos falta um fator fundamental para o alcance da igualdade: nossa participação efetiva; as mudanças dentro do corpo burocrático do Estado não modificam a estrutura. As classes média e alta – tão confortavelmente situadas na pirâmide social – terão que fazer mais do que reclamar (o que só serve mesmo para aliviar nossa culpa)… Mas estão elas preparadas para isso?

Eu acredito profundamente que só uma revolução estrutural, feita de dentro pra fora e que não exclua nada nem ninguém de seus efeitos, possa acabar com a pobreza e desigualdade no Brasil.

Afinal, de que serve um governo que não administra? De que serve uma mãe que não afaga? E, finalmente, de que serve um Homem que não se posiciona?
Talvez o sentido de nossa própria existência esteja ligado, justamente, a um posicionamento perante o mundo como um todo. Sem egoísmo. Cada um por todos…
Algumas perguntas, quando auto-indagadas, se tornam elucidativas. Pergunte-se: quero ser pobre no Brasil? Filho de uma mãe gentil ou de uma madrasta vil? Ser tratado como cidadão ou excluído? Como gente… Ou como bicho?

Clarice Zeitel Vianna Silva, 26, estudante da Faculdade de Direito da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro – Rio de Janeiro – RJ), concorreu com outros 50 mil estudantes universitários, foi a Paris receber um prêmio da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) por uma redação sobre ‘Como vencer a pobreza e a desigualdade.’ A redação intitulada ‘Pátria Madrasta Vil’, foi incluída num livro, com outros cem textos selecionados no concurso. A publicação está disponível no site da Biblioteca Virtual da UNESCO.

Veja também: Cabeças de bagre, Brasileiro Reclama De Quê?, A onda, Inside Job, Carta da Terra, UNESCO BR, Mundo Vestibular, Os cães, 1984!, Opção de escolha?, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Convite à Filosofia, Saramago, Estrito cumprimento do dever, Impostômetro, Problemas sociais, O analfabeto político, Carlos Marighella, Ficha Limpa!!!, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Incêndio, apenas 4° andar é salvo., O mundo dos espertos, Carta à Sra. “Presidenta” da República, Bandeirantes Modernos

Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ

A UMAPAZ , Departamento de Educação Ambiental da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) da Prefeitura do Município de São Paulo, opera por meio de uma rede de parcerias. Foi concebida em 2005 e iniciou suas atividades em janeiro de 2006. Em 2009, como departamento, passou a coordenar também a Escola Municipal de Jardinagem, a Divisão de Astronomia e Astrofísica e o Programa A3P.


UMAPAZ is the Environmental Education Department of the Municipal Secretariat for Environment of Sao Paulo City Hall, and it functions through a network of partnerships. Created in 2005, it started operating in January, 2006. In 2009, it also became coordinator to the Municipal School of Gardening, the Astronomy and Astrophisics Division and the A3P Programme.

Veja também: Carta da Terra, Reciclável e/ou não!, Curupira, Eu sou Guarani Kaiowá, Dia Mundial da Água, Santo Padre José de Anchieta, Clima louco?, Só um minuto!, Brô Mc´s