O carro flutuante

Em 1999, estes dois amigos italianos – Marco Amoretti e Marcolino De Candia, cruzaram o Atlântico a bordo de um carro flutuante.

A ideia veio do pai de Marco – Giorgio, que um ano antes de ser diagnosticado com câncer terminal, criou um “automóvel marítimo”. No entanto, ele estava muito doente para concluir a viagem, então seu filho partiu para realizar seu sonho.


Em 4 de maio de 1999, os quatro jovens partiram das Ilhas Canárias para alcançar o outro lado do Oceano Atlântico. Eles usaram um Volkswagen Passat destruído e um Ford Taunus cheio de poliuretano flutuante para completar a viagem.


Depois de 4 longos meses, os dois viajantes chegaram ao seu destino – o Caribe. No entanto, esta história representa muito mais do que o percurso das primeiras – e, talvez as últimas pessoas a atravessar o oceano Atlântico em um carro flutuante. Ela fala sobre superação, realização de sonhos, e sobretudo, ela fala sobre amor. “Agora estou orgulhoso porque mostrei ao mundo que o sonho de meu pai não era impossível”, completa o italiano. Gabriela Glettehypeness

Rr

Free Energy

florestapulmaocalor-ciclovivo

nautilus_wind_turbine_rooftop

bartfish3eye

Veja também: Turbinados, Air Purifier Bike, The Matrix Norris, Empoderamento dos recursos, Viabilidade???, Cadeia plástica, Quase imortal!!!, Miniusina de energia, Casa sustentável, Instituto Pindorama, voluntariado., Qual o volume ocupado por 1 trilhão de reais?, Águas de março, Michael Moore, Todo Dia Era Dia de Índio, Portal da Transparência, Tirinha do Dia: E qual é o melhor amigo do homem?, O papel da lareira, Funcional Obsoleto