Fortalecer a imunidade é importante: saiba o que comer e o que evitar

O sistema imunológico é responsável pela defesa do nosso organismo contra invasores externos como bactérias, fungos e vírus. Portanto, estar com uma boa imunidade diminui as chances de contrair algum desses microorganismos e, consequentemente, algumas doenças. Uma das formas de aumentar a imunidade é através da alimentação e, por causa da pandemia da Covid-19, tem aumentando bastante a procura por alimentos que ajudem a aumentar a imunidade, embora nenhum alimento ou vitamina seja capaz de combater o novo coronavirus. Professor José Costa

Mas de acordo com a coaching nutricional Tamara Ferreira, especialista em nutrição clínica e esportiva, uma alimentação balanceada e rica em alimentos e compostos bioativos fortalece o sistema imunológico e com isso as chances de evitar as formas mais graves da Covid-19. “O sistema imunológico é o exército que nos protege de gripes, resfriados e infecções. E mesmo após a pandemia, eu considero importante que as pessoas continuem a se preocupar com a imunidade uma vez que ela nos protege contra diversos tipos de doenças e infecções”.

Ela indica os grupos de alimentos que favorecem a imunidade:

Vitamina C: laranja, limão, acerola, abacaxi, kiwi, pimentão, tomate, goiaba, caju e folhas verde escuras. Podem ser consumidos no café da manhã, lanches, sobremesa e na ceia (antes e dormir).

Ácido fólico: folhas verdes escuras como couve, agrião, espinafre, rúcula, brócolis, assim como lentilha, feijão, fígado e quiabo. Podem ser consumidos como salada ou na sopa. E também assados, cozidos, refogados ou grelhados. A couve, o espinafre e o agrião podem ser batidos com frutas para fazer sucos.

Zinco: amendoim, castanha de caju, amêndoa, fígado, ostra e carne vermelha. As oleaginosas podem ser consumidas no lanche ou junto com frutas, e em receitas como bolos.

Selênio: castanha do Pará, semente de abóbora, semente de girassol, carne, ovo, atum, feijão, queijo, aveia.

Vitamina D: Gema de ovo, atum, sardinha, fígado, cavala.

Ômega 3: semente de linhaça, semente de chia, atum, cavala, sardinha, castanha, nozes, amêndoas, azeite de oliva.

Temperos e especiarias: alho, cebola, açafrão, pimenta preta, gengibre, aipo, coentro.

Também é indicado:

Aumentar a ingestão de água e o consumo de fibras para o melhor funcionamento do intestino, que é um importante órgão do sistema imunológico. Sugestão de fibras: aveia, farelo de aveia, farinha de linhaça e farinha de chia.

Aumentar o consumo de beterraba, cenoura, abóbora, chuchu, folhas verde escuras, batata yacon, iogurte, de preferência natural, ameixa e banana.

Aumentar o consumo de frutas, com casca e bagaço, como maçã, uva e pera.

O que evitar (não favorece a imunidade):

Alimentos ricos em sal, como salgadinhos de pacote; alimentos ricos em açúcar como refrigerantes, doces, chocolates com muito açúcar, biscoitos recheados; embutidos como mortadela, salame, peito de peru, presunto; e excesso de bebida alcoólica

Suplementos e medicamentos manipulados

De acordo com a farmacêutica Anick Andrade Cunha, diretora técnica da A Fórmula, farmácia de manipulação com produtos para a saúde, beleza e bem-estar, o avanço da medicina preventiva tem feito as pessoas se preocuparem mais com a imunidade, o que fez crescer muito o consumo de produtos e medicamentos naturais e suplementos, mas após a pandemia a procura aumentou bastante, principalmente por vitamina C , vitamina D, e Zinco.

Ela explica que os medicamentos e suplementos são fundamentais para o perfeito funcionamento do nosso corpo e podem, e devem, ser usados por qualquer pessoa, mas desde que orientado por um profissional de saúde. “O tipo de suplemento, assim como a dose, pode variar de acordo com a necessidade de cada um, por isso precisa ser avaliado individualmente. Não podemos esquecer que nosso corpo é a nossa morada, então devemos zelar por ele”.

De acordo com ela, cada um de nós temos nossas próprias necessidades nutricionais ou deficiências metabólicas e por isso o medicamento manipulado faz toda a diferença, porque a dose vai ser preparada especialmente para isso. “Ou seja, é um medicamento manipulado para atender a necessidade de cada um”.

A nutricionista Tamara reforça, que além de ser fundamental  a prescrição de um profissional de saúde, é importante alertar que nenhum suplemento, sozinho, aumenta a imunidade. “Precisa estar associado a uma alimentação saudável e equilibrada. Por isso é importante individualizar a prescrição”.

De acordo com a nutricionista, os suplementos mais indicados são:  probiótico, ômega 3, glutamina, vitamina C, zinco, vitamina D, curcuma, quercitina, capsula de alho, whey protein e extrato de própolis.

Além da alimentação, a prática de outros cuidados favorece o sistema imunológico:

Atividade física

Sono regular

Reduzir o estresse

Evitar o tabagismo

Evitar o consumo de bebida alcoólica,

O queze-se: Oito dicas dicas importantes para que seu organismo melhore a imunidade, Nutrição a favor da imunidade, Imunidade de rebanho, QUANDO O BRASIL VICIOU O MUNDO, Limões e a sua saúde!, Copaíba do Brazil!?!, Saudação ao Sol

Beterraba

A beterraba é uma hortaliça tuberosa, originária da Europa, da família Quenopodiácea, assim como a acelga e o espinafre verdadeiro. Apesar de comumente qualificada de raiz, ela é resultante do engrossamento de uma porção do caule. Existem três tipos de beterraba: a beterraba açucareira, usada para produção de açúcar, a beterraba forrageira, usada para alimentação animal e a beterraba cujas raízes são consumidas como hortaliça, que é a mais conhecida no Brasil. Milza Moreira Lana – Embrapa Hortaliças

A beterraba é rica em açúcares. Destaca-se entre as hortaliças pelo teor de fibras alimentares, manganês, potássio e zinco. Também fornece vitamina B9 (ácido fólico) e vitamina C.

Essa raiz possui diversos benefícios para a saúde, pois é rica em antioxidantes e está associada com a prevenção de alterações e degenerações celulares, ajudando a prevenir o câncer e o surgimento de algumas doenças doenças crônicas. Tatiana ZaninTua Saúde

Esse vegetal é rico em vitamina C, carotenoides, compostos fenólicos e flavonoides. Além disso, contém um composto de pigmentação conhecido como betalaína, o que garante a cor escura característica, e é uma substância rica em antioxidantes e possui propriedades anti-inflamatórias.

O consumo das folhas e do talo desse vegetal tão saboroso também é benéfico para a saúde. Seja cru ou batido para um belo suco, esse alimento roxo ajuda a controlar a pressão arterial e pode aumentar a irrigação sanguínea na hora do sexoHypeness

11 benefícios da beterraba para a saúde

Favorece a relação sexual

A beterraba ajuda a aumentar a irrigação sanguínea inclusive para os órgãos sexuais. O fluxo sanguíneo mais abundante tem tudo para favorecer a relação. Além disso, o alimento é rico em boro, que ajuda na produção de testosterona.

Boa para a prática de exercícios

A beterraba é rica em um tipo de nitrato que ajuda a aumentar o oxigênio nos músculos. Assim, o corpo pode responder de forma mais intensa aos estímulos do exercício. 

Intestino como um reloginho

Se você tem problemas gastrointestinais, o consumo frequente de beterraba pode te ajudar a regular seu corpo. Isso porque o alimento é rico em fibras e ajuda a combater a prisão de ventre. No estômago, a ação de compostos da beterraba pode prevenir a gastrite.

Rica em potássio

A beterraba é um alimento rico em potássio. Essa raiz roxa possui quase a mesma quantidade do composto químico por grama do que a banana, fruta que é bastante conhecida por isso. A substância ajuda o coração a trabalhar melhor e bombear sangue para o resto do corpo com menos esforço.

Sistema imunológico brilhando

O zinco presente na beterraba ajuda o sistema imunológico a se fortalecer para combater organismos invasores que ameaçam o organismo. 

Pode prevenir doenças como a de Alzheimer

A raiz roxa é um alimento rico em antioxidantes que ajudam a evitar problemas degenerativos. A presença de vitamina C também ajuda a fortalecer o corpo e evitar que os neurônios morram. A doença de Alzheimer, causadora de 60% a 70% entre os casos de demência, é uma das que pode ser prevenida.

11 benefícios da beterraba para a saúde

Os principais benefícios que a beterraba poderia trazer para a saúde são:

  1. Diminui a pressão arterial, pois contém nitratos que ajudam relaxar os vasos sanguíneos e melhorar a circulação sanguínea;
  2. Melhora o rendimento do treino, já que ajuda a relaxar os vasos sanguíneos, permitindo que mais nutrientes cheguem aos músculos;
  3. Fortalece o sistema imune, pois contém vitamina C e A e zinco, composto que aumentam a produção das células de defesa do organismo;
  4. Previne e combate anemia, por conter ferro e vitaminas do complexo B e vitamina C;
  5. Mantém a saúde dos músculos, pois contém potássio e cálcio, que são importantes para a manutenção de fibras musculares saudáveis;
  6. Protege o sistema nervoso, por ser rica em vitamina B1 e B2;
  7. Previne o envelhecimento precoce, já que contém elevados níveis de vitamina C, A e betalaínas, que funcionam como potentes antioxidantes e ajudam a proteger as células do dano oxidativo causado pelos radicais livres;
  8. Controla o colesterol e protege o coração, porque contém antioxidantes e e fibras, principalmente celulose, que ajudam a reduzir da absorção de colesterol no intestino;
  9. Previne o câncer, porque contém não só vitamina C e A,mas também outros antioxidantes, como betalaína, que evitam os danos causados pelos radicais livres às células, além de possuir propriedades anti-inflamatórias. Além disso, também proporcionam um efeito antiproliferativo, prevenindo o câncer de mama, fígado, cólon e bexiga;
  10. Mantém a saúde dos olhos e previne cataratas, pois contém vitamina A que é importante na manutenção da saúde ocular;
  11. Previne problemas no fígado e nos pulmões, já que evitam o dano oxidativo das células hepáticas, podendo ter benefício em caso de hepatite, câncer de fígado e para evitar o acúmulo de gordura no fígado.

Além disso, a beterraba poderia também ajudar a manter a saúde do cérebro, já que melhora o fluxo de sangue no cérebro e diminui o risco de alteração cognitiva.

Beterraze-se: COMO FAZER UMA DIETA DETOX, 3 RECEITAS DE CONSERVAS DE FERMENTAÇÃO SELVAGEM, Gastronomia Funcional, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Sucos caseiros cheios de saúde.

Oito dicas dicas importantes para que seu organismo melhore a imunidade

Segundo a nutricionista Deise Cristina Caramico, professora do Centro Universitário São Camilo, em São Paulo, em entrevista à SAÚDE “Se o indivíduo se alimentar corretamente, o sistema imunológico estará competente, independentemente do tipo de infecção”, a nutricionista também afirma que investir em fontes de todos os nutrientes dá uma força especial. “Eles favorecem os glóbulos brancos, que são as nossas células de defesa”.

Oito dicas dicas importantes para que seu organismo melhore a imunidade

Para esclarecer as dúvidas, a nutricionista Lulia Dib preparou oito dicas nutricionais que vão te ajuda:

1- Tenha o sono regular e cuide das suas emoções. O descanso do corpo e da mente estão diretamente ligados à produção hormonal que influencia a sua imunidade. O medo, o pânico e a ansiedade contribuem para a produção de substâncias imuno-depressoras, como o cortisol. Acalme-se e descanse;

2- Hidrate-se durante todo o dia. É indicado o consumo mínimo diário de 35 ml de água pura por quilo de peso. A ingestão de sucos, leites vegetais e chás não entram neste cálculo;

3- Esqueça neste momento as dietas restritivas e hipocalóricas. O baixo consumo de calorias (em relação às suas necessidades) reduzem a imunidade. Neste momento, foque em fortalecer a saúde, deixe a perda de peso para outro momento;

4- Aumente o consumo de alimentos antioxidantes, ricos em vitaminas e minerais. Capriche em sucos, bowls e saladas coloridas, com frutas, legumes e verduras variadas, e de preferência, in natura, para conservar a energia vital do alimento e o maior aporte micro-nutricional;

5- Insira na rua rotina, e sem exagero, o consumo de alimentos que possuem o poder anti-inflamatório natural e atividade anti-microbiana como alho, cúrcuma, gengibre e limão.

6- Reduza (e se possível, suspenda) o consumo de álcool, tabaco e drogas. Todos estes reduzem a resposta imunológica;

7- Inclua na sua rotina o consumo de chás antioxidantes, como chá verde, hibisco, gengibre, romã, cúrcuma e maçã com canela. Eles possuem componentes que auxiliam na melhora do perfil metabólico, favorecendo o funcionamento do organismo, como um todo;

8- Mantenha a rotina de tomar 15 minutos de sol por dia, antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde. A vitamina D é aliada no fortalecimento do sistema imune, e necessita dos raios ultravioletas do tipo B (UVB) para ativar a síntese desta substância.

Aproveite este momento para se recolher, incluir bons hábitos alimentares e de estilo de vida, meditar, fazer exercícios físicos, cuidar da sua mente e descansar. Guia da Culinária – Nutrição e Prazer

Imunize-se: Sucos caseiros cheios de saúde., Garfield e fast food., Imunidade de rebanho, 5 jeitos naturais de aumentar a imunidade e combater resfriados, Os benefícios da cannabis no tratamento da Covid, Alimentos e saúde mental, Vacinas. A opinião de Machado de Assis, Limões e a sua saúde!

Nutrição a favor da imunidade

Uma boa nutrição, além de um bom controle glicêmico, pode ser usada a favor da imunidade, auxiliando na proteção de diversas doenças, em tempos de pandemia. Saiba quais os alimentos que podem dar um ‘up’ no seu sistema imunológico. Nutriçâo e Prazer

Através da alimentação e outros cuidados associados ao estilo de vida, é possível fortalecer o sistema imunológico e assim, evitar doenças de menor e/ou maior magnitude.

Vitaminas e minerais

– Vitamina A: A vitamina auxilia na regulação do sistema imunológico, pois modula a resposta de células fagocitárias, estimulando a fagocitose – processo que auxilia no combate ao vírus, bactérias e invasores em geral. As principais fontes são os alimentos alaranjados como cenoura, mamão, abóbora, além de ovos, manga, couve, espinafre, pimentão vermelho, leite e derivados.

Saiba mais: Vitamina A, sua importância e sua toxicidade

– Vitaminas do complexo B: Cereais integrais como aveia, arroz integral, quinoa e amaranto, entre outros, são ricos em vitamina B6, cuja deficiência está ligada a problemas de defesa do sistema imune. A deficiência de B6 pode comprometer a produção de anticorpos e a atividade das células de defesa do organismo. Além disso, a vitamina B12, encontrada em ovos, carnes em geral, leite e derivados, trabalha em conjunto com o folato na síntese de DNA e das células vermelhas do sangue.

Saiba mais: Complexo B e seus benefícios

– Vitamina C: Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é uma vitamina hidrossolúvel essencial para o organismo, com alto poder antioxidante e impacto positivo sobre o sistema imunológico. Além disso, protege o organismo contra infecções, estimulando a formação de anticorpos. Fontes: frutas cítricas (limão, laranja, abacaxi, acerola, etc.), goiaba, vegetais crus, pimentão, entre outros.

Saiba mais: Vitamina C vital para o organismo

– Ferro: Diversos estudos apontam que a deficiência de ferro interfere negativamente na imunidade, promovendo a redução da proliferação, diferenciação e do número de ‘células T’, bem como redução da produção de citocinas por essas células. Além disso, gera defeitos na chamada resposta inata, como a redução da capacidade fagocitária dos neutrófilos, com falhas na atividade das células ‘natural killer’, também conhecidas como células exterminadoras naturais. Sendo assim, alimentos fontes de ferro devem compor a rotina alimentar, tais como vegetais verdes escuros, leguminosas como feijão e carnes em geral, principalmente as vermelhas e vísceras (fígado, rim e coração).

Dica: para melhorar a absorção de Ferro, especialmente encontrado em alimentos de origem vegetal como feijão e vegetais verde escuros, consuma alguma fonte de vitamina C na mesma refeição (ex. espremer limão na salada ou consumir uma laranja de sobremesa)

Saiba mais: Ferro de suma importância para atletas

– Zinco: O zinco é essencial para diversos processos biológicos, especialmente para o bom funcionamento do sistema imune. Há relação direta entre o mineral e as células do sistema imunológico, incluindo atividade de ‘células T’ auxiliadoras, desenvolvimento de linfócitos T citotóxicos, hipersensibilidade retardada, proliferação de linfócitos T, entre outros. Fontes: cereais integrais, feijões, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc.), carnes em geral, aves e frutos do mar.

Saiba mais: Zinco indispensável à síntese de proteínas ao sistema imune

– Selênio: O selênio, encontrado em oleaginosas, especialmente na castanha do Brasil (conhecida popularmente como castanha do Pará), possui ação antioxidante e auxilia diretamente na proteção e fortalecimento da imunidade. Duas unidades de castanha do Brasil por dia é o suficiente para atingir a dosagem diária desse mineral.

Saiba mais: Selênio essencial para o corpo em pequenas quantidades

Probióticos e prebióticos

Os probióticos contribuem para a saúde intestinal, com efeito imunoestimulante, além de favorecem a absorção dos nutrientes. Estão presentes em iogurtes, bebidas lácteas fermentadas, kefir e kombucha. Em alguns casos, suplementos a base de probióticos, prebióticos ou simbióticos (em cápsula ou em pó) podem ser indicados por um profissional especializado, que deve supervisionar a indicação e uso.

A relação direta entre intestino e sistema imunológico há anos é confirmada pela ciência, sendo fundamental garantirmos a integridade da microbiota e prevenir ou tratar quadros de disbiose – quando há desequilíbrio entre as boas e más bactérias. Fique atento ao excesso de gases, irregularidade intestinal (constipação/diarreia) e presença de muco nas fezes. Uma microbiota intestinal saudável é necessária para alcançar a função imune. Desta forma, os prebióticos, como o amido resistente presente na biomassa de banana verde, a inulina do chuchu e outras fibras encontradas na chicória, alho, cebola, beneficiam a saúde intestinal, modulando várias propriedades do sistema imunológico.

Saiba mais: Probióticos o que são e seus benefícios

Suplementação alimentar com polivitamínicos

A suplementação de vitaminas e minerais deve ser orientada e supervisionada por um profissional médico ou nutricionista. Isso porque, uma análise prévia é necessária, considerando que tanto a falta como o excesso de nutrientes pode ser prejudicial à saúde. O importante é manter uma alimentação balanceada, com garantia de uma boa absorção de nutrientes via sistema gastrointestinal, evitando oscilações na eficiência do sistema imunológico.

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 1

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 2

Nutrize-se: 10 sinais de que seu corpo está com falta de vitamina D + Bônus, Direito ao cultivo individual ou aceita um hamburger?, O Mundo Vegetal e as constelações, Depressão e nutrição, veja estes 3 nutrientes contra a depressão, vidacell®, Nutrição verde

Abacaxi (Ananas comosus)

O abacaxi (Ananas comosus) possui diversos nutrientes que contribuem para evitar doenças e manter a saúde em dia. A fruta possui vitaminas A, C, B1, B2, B3, B5, B6, B9, manganês, magnésio e potássio, além de apresentar um composto ativo muito importante chamado bromelina. Samantha Cerquetani – UOL VivaBem

7 incríveis benefícios do abacaxi para a saúde

Seu alto valor nutritivo pela presença de sais minerais e vitaminas é um dos destaques da fruta. Por conter um alto valor nutritivo, o Abacaxi é capaz de proporcionar diversos benefícios para a saúde:

  • Ajuda no emagrecimento: por conter bastante água, o abacaxi é um excelente diurético e, consequentemente, um bom aliado para o corpo, ajudando a diminuir a retenção de líquido. O consumo do abacaxi diminui a vontade de comer doces, por isso é muito indicado para quem deseja perder peso. “Se você procura emagrecer, recomenda-se consumir 2 fatias de abacaxi com canela em pó pela manhã”, recomenda o nutrólogo Fernando Cerqueira. Heloisa FreitasMinha Vida
  • Previne gripes, tosses e resfriados: Além das vitaminas A e C que aumentam a imunidade, a presença da bromelina é responsável por facilitar a expectoração. “A enzima tem ação mucolítica, que dissolve o muco ou catarro dos pulmões, favorecendo uma limpeza geral e facilitando a expectoração”, afirma a nutricionista Rucielli Frohlich. De acordo com a nutricionista, ele também é indicado para pacientes que têm sinusite ou tosses crônicas.
  • Auxilia na recuperação do corpo após a prática de exercícios: o potássio possui papel fundamental no equilíbrio de eletrólitos do organismo, na contração muscular e cardíaca, melhorando o desempenho e evitando a fadiga de esportistas. De acordo com o nutricionista Breno Lozi, em apenas 100 gramas da fruta (equivalente a uma fatia), 5% das quantidades diárias recomendadas são supridas. Já a bromelina, possui efeitos anti-inflamatórios que reduzem inchaços e dores musculares recorrentes após os treinos, otimizando o tempo de recuperação muscular.
  • Aliado das unhas, pele e cabelos: A bromelina suaviza a pele e tem sido usada para combater inflamações como a acne. O abacaxi é um poderoso antioxidante que combate os danos dos radicais livres melhorando assim cabelos, pele e unhas. “É um excelente remédio caseiro para pele com lesões e para reduzir manchas de idade já que contém enzimas que compõem a elasticidade da pele”, afirma o nutricionista Breno Lozi. Ele recomenda comer uma fatia (100 g) de três a quatro vezes por semana (sucos, porção da fruta, assado, gelatinas, bolos, compotas e iogurtes).
  • Ajuda a preservar a memória: “As substâncias presentes na fruta atuam diretamente nos nossos neurotransmissores, promovendo a melhora da renovação celular, preservando a memória e prevenindo doenças neuro-degenerativas como o ?Alzheimer”, explica o nutrólogo Fernando Cerqueira.
  • Pode ser consumido durante a gravidez: De acordo com Cerqueira, abacaxi também pode ser consumido por mulheres grávidas e oferece inúmeras vantagens para ela. Entretanto, é preciso consumi-lo com atenção para não agravar os quadros de acidez estomacal. A função adstringente da fruta é responsável por amenizar os inchaços, as dores, enjoos e a prisão de ventre.
  • Auxilia no controle do colesterol e triglicérides: A fruta é um ótimo remédio natural para diminuir os níveis de colesterol, pois ajuda a normalizar esta dislipidemia no sangue por ser rico em fibras solúveis que melhoram o trânsito intestinal e diminuem a captação do colesterol proveniente da alimentação. “Além disso, por possuir fibras solúveis que ajudam a diminuir a concentração de gordura na corrente sanguínea, contribui para baixar os valores de triglicerídeos no sangue”, explica o nutricionista Thiago Salla.
  • Melhora o sistema imunológico: Segundo Lozi, uma fatia 100 gramas de abacaxi fornece 80% das necessidades diárias de vitamina C. Essa vitamina é fundamental para o bom funcionamento do sistema imunológico, prevenindo contra gripes, resfriados, doenças cardíacas e auxiliando no funcionamento das células brancas do sangue, que são as principais células de defesa do nosso organismo. Além disso, a vitamina C é um potente antioxidante, que combate os radicais livres internos e externos ao organismo, doenças como aterosclerose e câncer.
  • Controla a coagulação sanguínea: O nutricionista Breno Lozi afirma que alguns estudos científicos demonstram que a bromelina possui efeitos na coagulação do sangue, auxiliando na sua redução. A bromelina possui alto peso molecular capaz de ser absorvida pelo trato gastrointestinal produzindo ações anti-inflamatórias e antiexsudativa, podendo apresentar efeitos anticoagulantes e inibição da agregação plaquetária. Alivia os sintomas de angina e, por isso, inibe a coagulação do sangue e construção e remove placas nas artérias, o que é útil para a trombose, tromboflebite, varizes e aterosclerose.
  • Previne o envelhecimento celular: Lozi explica que com boa quantidade de vitamina A, o abacaxi consegue auxiliar a combater os efeitos do envelhecimento devido sua ação antioxidante que combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento da pele e das células.

Já as vitaminas do complexo B são capazes de auxiliar nos movimentos funcionais para aqueles que possuem dificuldade em se locomover. ?Além disso, a vitamina C fortalece o sistema imunológico, auxilia na cicatrização dos tecidos e também na absorção de ferro e possuem ácido ferúlico, potente antioxidante que atua na prevenção do envelhecimento celular precoce?, complementa Breno.

  • Protege a visão: Devido aos altos índices de betacaroteno e vitamina A, o abacaxi é um ótimo amigo da saúde ocular. “Além disso, alguns estudos apontam que seu consumo impede a degeneração macular e reduz o risco de perda da visão na velhice”, afirma a nutricionista Rucielli.
  • Tem substâncias capazes de prevenir a asma: A nutricionista Rucielli explica que presença do betacaroteno, um dos compostos oxidantes presentes na fruta, é essencial para a prevenção da asma. “O consumo regular do abacaxi pode ajudar a retardar o desenvolvimento da doença”, complementa ela.
  • Melhora as condições do trato digestivo: Segundo Rucielli, a bromelina age no estômago desdobrando as proteínas alimentares, facilitando o melhor aproveitamento dos nutrientes, favorecendo e acelerando a digestão pesada. Devido ao alto teor de fibras, ajuda a prevenir a constipação e promove a regularidade intestinal.
  • Ótimo aliado da saúde bucal: Rucielli também explica que o abacaxi não é um clareador natural dos dentes como dizem por aí. Mas por outro lado, seu consumo previne as placas bacterianas, reduz o risco de doenças periodontais e também de gengivite. ?Isso porque, a vitamina C presente na fruta é essencial para a boa saúde dos dentes, gengivas e ossos?, complementa.
  • Contém iodo, que reduz câimbras e regula a tireóide: Ainda de acordo com Rucielli, um dos fatores agravantes da câimbra é a deficiência de iodo no organismo. ?Por conter bons níveis de iodo em sua composição, o consumo regular do abacaxi é recomendado para reduzir as câimbras?, ela afirma. Além disso, o iodo em conjunto com a bromelina, são indispensáveis para o equilíbrio da glândula tireóide.

Consumo da casca do abacaxi

A casca também pode, e deve, ser consumida. Além da polpa da fruta, a casca do abacaxi também pode ser consumida e possui muitos benefícios. O nutrólogo, Fernando Cerqueira, sugere que ela seja ingerida em forma de chá e afirma que possui grandes fontes de vitaminas importantes. Uma das principais é a vitamina C, já conhecida por prevenir a gripe, mas também por ajudar a manter os níveis de colesterol sob controle.

Contraindicações

O nutricionista Thiago Salla e o nutrólogo Fernando Cerqueira, apontam que há algumas contra indicações relacionadas ao consumo do abacaxi, que devemos ficar atentos. Os pacientes com Gota, artrite reumatóide e úlceras pépticas devem consultar o médico ou nutricionista antes de consumir a fruta para que sejam orientados em relação a quantidade que pode ser ingerida sem riscos à saúde. Além disso, pessoas que fazem uso de medicamentos anticoagulantes devem evitar o consumo em excesso e fazer acompanhamento médico.

Abacaze-se: DIETA DA FRUTA, 4 receitas de bebidas que ajudam você a perder peso, COMO FAZER UMA DIETA DETOX, OURO VERDE E PROTEÇÃO DO PLANETA, Suco pra Gripe (tosse), 19 ervas medicinais, O Mundo Vegetal e as constelações, Água aromatizada, Saúde no pé, Chás que Ajudam a Emagrecer

3 RECEITAS DE CONSERVAS DE FERMENTAÇÃO SELVAGEM

O Jardim do Mundo  trouxe 3 receitas de conservas probióticas utilizando o método de fermentação selvagem. Alimentos ricos em probióticos são essenciais para proteger nossa flora intestinal e nosso sistema imunológico, o processo é simples, mas alguns cuidados precisam ser tomados. Confira as receitas.

conserva de vegetais

Use sua criatividade, as possibilidades de criar nossas conservas são infinitas, muitas pessoas fazem conservas pensando nos efeitos dos próprios vegetais, como o efeito anti-inflamatório do alho ou se inspire com algumas ideias, separamos uma receita de um fermentado de acelga/couve chinesa, repolho, cebola e pimenta.

VEGETAIS FERMENTADOS MISTOS OU KIMCHI

INGREDIENTES

  • Pote de vidro com tampa e bem limpo (isso vale para as próximas receitas também);
  • Sal (evite sal refinado, prefira sal grosso, sal rosa, sal cinza ou outros de sua escolha);
  • Água filtrada ( ferva e deixe esfriar por uma hora para eliminar o cloro);
  • Meia cabeça de repolho;
  • 5 folhas de acelga;
  • 2 ou 3 pimentas de cheiro;
  • 4 dentes de alho;
  • Uma cebola.

Observação: a quantidade vai variar de acordo com o tamanho do vidro que vamos usar em nossas conservas.

receita kimchi

MODO DE PREPARO

Primeiro, comece ralando ou cortando em fatias bem finas seus vegetais, coloque-os no frasco de vidro e pressione -os no fundo até que comece a sair o líquido natural das folhas.

Adicione a salmora (mistura da água com o sal ) Não encha até a boca, deixe um espaço de 2 dedos mas tenha certeza que os vegetais estejam de fato cobertos pelo líquido, isso vai impedir que qualquer parte dos seus fermentados fique em contato com o ar, isso permite a aparição de bolor. Enquanto os vegetais estiverem submersos, as únicas bactérias que povoarão seu frasco serão os probióticos, o que estamos procurando.

Depois de preencher seu pote, feche e deixe fermentar de 3 a 5 dias em um lugar sem luz direta. Observe a mistura e não esqueçca de abrir a tampa 1x por dia para liberar o ar.

O tempo que você deve deixar fermentando varia, quanto mais tempo deixamos a mistura parada, mais ácida ela fica, então vai do seu gosto. Uma dica é ir cheirando, é um cheirinho ácido de vinagre.

CHUCRUTE OU SAUERKRAUT

Existem várias bactérias benignas na superfície do repolho, entre elas os conhecidos lactobacilos, probióticos excelentes para a imunidade e para a flora intestinal, além da função probiótica, dessa conserva essa receita é super barata e prática, precisaremos só de dois ingredientes e pouco tempo para preparar, vamos lá?

INGREDIENTES

  • Uma cabeça de repolho roxo ou branco;
  • Sal de sua escolha (evite o sal refinado);
  • Complete com água se necessário

receita chucrute caseiro

MODO DE PREPARO

Pique bem o repolho, ou rale, e se for lavar, lembre-se de secar bem. Depois coloque o repolho e o sal em um recipiente e amasse até sair bastante água do próprio repolho. Aí é só colocar esse repolho e a água que ele soltou num pote de vidro. Assim como a receita anterior, faça com que esse líquido cubra toda a camada de vegetais, para proteger sua conserva probiótica.

Deixe fermentar por cerca de uma semana fora da geladeira, longe da luz direta. Observe e abra o vidro 1 vez por dia. Passados 6 ou 7 dias, abra o vidro e prove a conserva, se estiver com o sabor e cheiro que te agradem, está pronto sua mistura feita com o método de fermentação selvagem.

PICKLES FERMENTADO

Os picles são bem populares, podemos encontrá-lo facilmente nas prateleiras de supermercado, mas a forma que essas conservas são preparadas não permite que haja uma riqueza de probióticos na conserva, aqui vamos ensinar uma receita rica em micro-organismos bons para nosso corpo.

INGREDIENTES

  • Pote de vidro com tampa;
  • Sal (de preferência sem ser o sal refinado);
  • 2 Pepinos;
  • 2 Rabanetes (opcional)
  • 2 dentes de alho;
  • Pimenta de sua preferência;
  • Ervas da sua preferência;
  • Água filtrada (sem cloro)

conserva pepino picles

MODO DE PREPARO

Corte suas verduras em pequenas fatias, vai melhorar o processo se estiverem finas e assente-as no pote de vidro previamente limpo. Pode ser legal para nossas conservas se fizermos camadas das diferentes verduras.

Dilua o sal na água filtrada, a medida é de 300 ml por colher de chá e despeje essa mistura no pote. É importante que tudo esteja bem submerso na salmoura, as verduras não devem estar em contato com o ar, isso pode afetar a fermentação e a qualidade das nossas conservas.

Depois de aproximadamente 7 dias seu picles deve estar pronto, mas quanto mais tempo você deixar, mais ácida a conserva vai ficar, se você prefere um picles mais ácido, pode deixar fermentando por mais tempo. Quando quiser que a fermentação pare, coloque na geladeira.

SE VOCÊ É NOVATO EM FERMENTAR:

  • Ao preparar vegetais fermentados, é melhor usar produtos orgânicos sempre que possível para garantir que não haja pesticidas presentes que possam interferir no processo de fermentação. Se você não tem vegetais orgânicos, lembre-se de lavar bem todos os seus produtos.
  • Certifique-se de usar vidros limpos – esterilize – os em água fervente.
  • Se tiver muita dificuldade de manter os vegetais submersos na salmora, use um pesinho ou uma pedra esterelizada. Entre os vegetais e o peso ou a pedra pode colocar uma folha de couve ou repolho para não deixar o objeto em contato direto com os vegetais que estarão fermentando.
  • A quantidade de tempo que os seus vegetais levarão para fermentar dependerá de muitas coisas; a temperatura dentro de sua casa, a quantidade que você fez etc … Comece a checar após 2 ou 3 dias. Seus vegetais  estarão prontos quando você abrir o jarro e houver um cheiro azedo (pense em vinagre), e as bolhas começarem a subir pelo interior do copo quando batidas ou movidas. Neste ponto, transfira para a geladeira, onde depois de abertos duram até 3 semanas. Fechados até 3 meses.
  • Se você fechar o pote de vidro anaerobicamente, abra-o diariamente , se não fizermos isso, nossas conservas correm o risco de explodir, isso se deve ao gás carbônico que é liberado no processo de fermentação; Se colocar na geladeira depois de pronto não tem necesside de abrir pois com o frio da geladeira o processo de fermentação para, as bactérias hibernam.

conserva de vegetais

  • Uma dica é cobrir o frasco, inicialmente, com um elástico e tecido (como na imagem acima) para proteger de insetos e quando terminar de fermentar, colocar uma tampa e armazenar na geladeira; Assim não corremos riscos de o vidro explodir.

Fermenteze-ze: INTRODUÇÃO A FERMENTAÇÃO SELVAGEMEstudante de Uganda cria invenção para conservar alimentos e evitar desperdícioAprenda como fazer fermentado russo de beterrabaVamos plantar água? Substituto de agrotóxico: eucaliptoO colágenoSuco de limão e Bicarbonato20 ALIMENTOS FAZEM VOCÊ MAIS JOVEM!Gastronomia FuncionalSANDUÍCHES SEM PÃOTradições americanas by Rick and Morty

INTRODUÇÃO A FERMENTAÇÃO SELVAGEM

A fermentação selvagem transforma e preserva os alimentos através da ação de bactérias e começou a fermenta-los há milhares de anos, motivados pela necessidade de preservar os alimentos. O interesse de algumas pessoas em alimentos fermentados deve-se por causa da alquimia e sabores interessantes que são criados e outros pelos inúmeros benefícios. Jardim do Mundo

A fermentação selvagem está baseada em criar as condições para que organismos naturalmente prosperem e proliferem. Ela não necessita de alta tecnologia. Faz parte de rituais ancestrais que nós humanos temos realizado através das gerações. É uma conexão com a magia do mundo natural e com nossos antepassados, os quais através de suas práticas e observações nos permitem desfrutar ainda hoje os benefícios de todas essas transformações.fermentação selvagem

A regra é deixar que a natureza realize o processo em que as culturas de micro-organismos já presentes nas frutas e vegetais fermentem o alimento, com o mínimo de interferência externa possível.

Mais de 70% das células responsáveis pelo nosso sistema imunológico se encontram no intestino, por isso ingerir fermentados é uma das melhores formas de prevenir várias doenças. Além de aumentar a imunidade e equilibrar a microbiota intestinal, o consumo de alimentos fermentados oferece outros benefícios:

– Facilitam a digestão dos alimentos, pois os micro-organismos fermentadores degradam açúcares e proteínas em moléculas menores.

– Aumentam a biodisponibilidade de nutrientes, pois no processo de fermentação muitos fatores antinutricionais são degradados. Além disso, a fermentação pode aumentar a concentração de vitaminas e minerais.

– Melhoram a imunidade, pois alimentos fermentados são ricos em bactérias probióticas, essenciais para o bom funcionamento do sistema imunológico da mucosa do sistema digestório, ajudando na produção de anticorpos que combatem agentes patogênicos.

– Favorecem o processo de detoxificação, pois os alimentos fermentados são excelentes quelantes de toxinas e metais pesados, facilitando sua eliminação pelo organismo.

– Auxiliam a modular o humor, podendo prevenir ou tratar depressão e ansiedade.

– Contribuem para a reposição da microbiota intestinal após o uso de antibióticos.

A fermentação básica de vegetais envolve apenas dois ingredientes: vegetais e sal. Especiarias adicionam variedade. Use vegetais e especiarias orgânicas para evitar produtos químicos que possam interferir no processo de fermentação. E use sais minimamente processados ​​e livres de aditivos. O sal marinho (não refinado) contém cerca de 84 elementos/minerais importantes na saúde humana, que são eliminados ou extraídos para a comercialização durante o processo na produção do “sal” refinado.

O sal de mesa comum, por exemplo, NÃO é uma boa escolha. Provavelmente contém iodo e agentes antiaglomerantes que podem inibir o processo de fermentação. Os sais colhidos naturalmente que não são submetidos aos processos comerciais comuns oferecem os melhores resultados.

Recomendamos sais marinhos ou sal rosa do Himalaia que são extraídos com métodos naturais e ecológicos. Dado pouco ou nenhum processamento adicional, eles retêm minerais e outros componentes naturais benéficos para nossa alquimia.

Água limpa também é essencial para uma fermentação bem-sucedida. Água diretamente da torneira NÃO é uma boa escolha. O cloro ou cloramina que as estações municipais de tratamento de água adicionam ao suprimento de água para matar bactérias nocivas também mata as bactérias benéficas da fermentação. Infelizmente, muitas águas engarrafadas, apesar de serem rotuladas como “água de nascente”, podem conter o mesmo cloro e cloraminas que inibem o processo que estão na água da torneira. A água boa e testada do poço funcionará – desde que não contenha minerais como enxofre e ferro que podem afetar o sabor dos alimentos fermentados.

A melhor opção aqui é ferver a água de deixar descansar em um recipiente destampado por 1 hora.

fermentados

No passado as técnicas de fermentação eram amplamente utilizadas para estocar vegetais e frutas para o inverno, para tornar a comida mais digerível, para tirar as toxinas, para melhorar seu sabor ou para produzir álcool.

A fermentação é um processo lento e artesanal, não é de se estranhar que produtos fermentados naturalmente tenham sumido nas últimas décadas. A indústria foi muito eficiente em convencer as pessoas de que esses alimentos significariam comida estragada. Com isso, fomos desaprendendo a preparar e apreciar uma infinidade de itens que fazem parte de culturas alimentares e, de quebra, trazem enormes ganhos para a saúde.

Vegetais fast to mesa

Alguns vegetais necessitam o calor do verão e outros necessitam de um tempo longo para poder chegar a um ponto ótimo para poder desfrutá-los. Mas existem um punhado deles que é só semear na terra que brotam e em poucas semanas já estão super aptos para serem saboreados. ASSIM QUE FAZ

1-   Alface  – 30 dias 

alface

A alface é fácil de crescer, tornando-se uma ótima opção para ter no nosso jardim. Um mix delas é simplesmente genial para sempre ter saladas frescas e preparar sanduiches.

Além de  fornecer diferentes tipos de nutrientes, cada tipo de alface, estas folhas verdes são excelente como entrada para qualquer refeição, fornecendo vitaminas A, C, K e ácido fólico

Alface gosta de tempo fresco portanto é melhor plantar na primavera e no outono, semeando a cada poucas semanas para uma colheita contínua. Algumas, como a alface Romana, pode ser colhidas com até 30 dias após o plantio.

2 – Nabos  – 40 dias 

nabo1

Nabos crescem muito rápido. Plantar em solos ricos e soltos com muita matéria orgânica e compostagem.  Esse é um típico “plantar um e colher dois”

Quando você planta a semente de um nabo, enquanto o bulbo  está crescendo, podemos ir colhendo algumas folhas frescas para comer. O ideal é ir plantando a cada poucas semanas  para ter um fornecimento contínuo deste bulbo na nossa mesa. Dias para a colheita de 40 a 60.

3 – Rabanetes – 21 dias 

rabanete

Estes pequenos bulbos crocantes e picantes são repletos de sabor e são muito mais versáteis do que você possa imaginar. Pode ser adicionado em saladas ou se quiser moderar o picor é só cozinha-los com seu salteado vegetal favorito. Um rabanete tem apenas 1 caloria!

Rabanetes precisam crescer rapidamente porque se não vão ficar duros e amargos. Mas para isso deve dar-lhes condições que estimule o crescimento.

Semear a cada poucas semanas para desfrutar de uma colheita contínua é uma ótima ideia para ter sempre frescos na sua mesa e desfrutar junto com a salada. Dias para colheita: 20 a 30

4 – Ervilha – 50 dias

ervilha 1

Ervilhas são leguminosas, resistentes e podem germinar até em solos com temperaturas baixas de 5ºC mas não gostam muito de clima quente e seco. Se o tempo é fresco com alguma chuva podemos ter ervilhas em um período de 50 dias.

Este vegetal é uma escolha super saudável. Uma porção supre com 1/3 das suas necessidades diárias de vitamina C e 3 gramas de fibra. Exatamente como os feijões .

Se são plantas baixas podem crescer muito mais rápido, porque não tem que gastar energia com a  haste subindo. Independente da variedade que vai plantar você pode colher antecipadamente alguns brotos de ervilha.

   5 –  Cebolinha – 21 dias

cebolinha

O bulbo da cebola pode demorar ate 6 meses  para amadurecer completamente, mas você pode começar a colher os talos verde a partir de um mês que a planta vai continuar a formar mais e mais. Dias para a colheita 20 – 30.

6 – Vagem – 50 dias

vagem

Você vai ter que esperar que o solo esteja um pouco aquecido para poder plantar suas sementes de vagem, dependendo da região, isso é no final da primavera.

Escolher solos bem drenados, onde eles vão receber pleno sol. As vagens estão cheias de nutrientes como vitaminas A, C e K, manganês (Mn) , potássio, ácido fólico e ferro, e fibra.

Semear a cada poucas semanas para desfrutar de uma colheita contínua durante o verão. Dias para a colheita  50 – 70.

7- Mini cenouras – 50 dias

mini cenoura

As cenouras são planta perene, deliciosas cruas ou cozidas e podem ser preparadas de diversas maneiras.

O pigmento que deixa a cenoura laranja – o beta caroteno –  é o mesmo composto que o organismo converte em vitamina A. Uma vitamina essencial para a visão, uma pele saudável e o sistema imunológico.

Elas crescem em terreno arenoso e argiloso e podem ser colhidas após cerca de 30 dias. Outras variedades de cenoura (as grandes)  pode demorar entre 50 e 80 dias para amadurecer.

8 – Espinafre – 30 dias 

espinafre

Espinafre é outra ótima opção para o tempo fresco, primavera ou no outono. Tal como acontece com outras verduras, espinafre pode ser colhido folha-a-folha.

Plantando, estará pronto para ser colhido em menos de 4 a 6 semanas após o plantio e é uma das planta que cresce  rápido.

Agora já não tem mais a desculpa que não tem paciência para esperar. Você pode ter sua própria horta em casa com estes vegetais super rápidos e assim seu corpo e alma vão agradecer o alimento orgânico, saudável e com certeza muito mais saboroso.

9 Vegetais que Crescem em Menos de 2 Meses – YouTube

Vegetaze-se: Vegeta, Vazio, 20 ALIMENTOS FAZEM VOCÊ MAIS JOVEM!, Gastronomia Funcional, Muvuca, Couve amigo, Sal Verde, Abóbora, Contra todos os males

Timo

timo

No meio do peito, debaixo do esterno, em cima do coração. Do grego, thymos, significa energia vital e a glândula timo está diretamente relacionada com o chacra cardíaco. Greenme

glandula-timo

A glândula faz as conexões do nosso organismo com o meio externo e o inverso também,  reage imediatamente quando estamos sob ataque de micróbios ou toxinas e é sensível a imagens, cores, luzes, odores, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos e até sentimentos como amor e ódio.

image

O timo situa-se na porção superior do mediastino anterior, plenamente desenvolvido, é de formato piramidal, encapsulado e formado por dois lobos fundidos. Por ocasião do nascimento pesa de 10 a 35g e continua crescendo de tamanho até a puberdade, 15 anos, quando alcança um peso máximo de 20 a 50g. Daí por diante sofre atrofia progressiva e passa a pesar pouco mais de 5 a 15g no idoso, o timo continua a exercer sua função protetora, com a produção complementar de anticorpos, mesmo que nesse período seu desempenho já não seja vital, pois há uma compensação pela proteção imunológica conferida pelo baço e nodos linfáticos, ainda imaturos nos recém-nascidos.

slide_29

A timo é “um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligada aos sentidos, à consciência e à linguagem”.

Algumas das ervas que ajudam na manutenção da glândula timo são o gengibre e o alecrim.

image

Alguns exercícios para manutenção da glândula timo

Na parte da manhã ao levantar ou à noite antes de dormir:

a) Em pé, joelhos levemente dobrados (a distância entre os pés deve ser o mesmo ombro). Coloque o seu peso em toda sola do seu pé mas sobre os dedos e não sobre o calcanhar e mantenha todos os músculos muito relaxados.

b) Feche qualquer uma das mãos e começar a tocar continuamente com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo, assim uma forte e duas fracas. Siga fazendo isso de 3 a 5 minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração em toda a região torácica.

c) O primeiro exercício, básico e fundamental, é massagear a glândula timo. Você consegue fazer essa massagem ao dar batidinhas leves, com as pontas dos dedos, sobre o esterno, no meio do peito, respirando suavemente, em situação de relaxamento. Você também se ajudará se, ao fazer o exercício, mentalizar uma imagem luminosa agradável, em rosa e verde, que são as cores de alimentação do chacra cardíaco.

d) Os movimentos de alongamento dos membros superiores, do pescoço, da nuca, dos ombros, também ajudam muito na saúde da glândula timo, mais uma razão para praticá-los rotineiramente. Blog do Dirceu Rabelo

image

Estes exercícios estimulam a timo, a tireóide, a paratireóide, os chacras cardíaco e laríngeo e também o músculo cardíaco, ou seja o coração físico.

1º Exercício: feche a mão totalmente e role as juntas (as falanges proximais e médias) por sobre o Timo, na região central do peito, entre os mamilos e em sua direção, com certa pressão para ativar este centro energético e sua glândula. Esses movimentos ativam a timo e liberam a estagnação do coração.

2º Exercício: a pronúncia da vogal “A” muito lentamente e aberta, com consciência, trabalha a amorosidade no ser e faz vibrar a glândula e a região ao redor, como o chakra laríngeo, transformando todas as estagnações que neles houver. É o cardíaco sendo acionado e elevando-se ao seu chakra superior, o chakra do verbo.

Enxergue mais: A MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO, EXAME COM UMA GOTA DE SANGUECONTRA TODOS OS MALESEMV, SENSIBILIDADE, EUSTÁCIO BAGGE, INSTANTLY AGELESS ™ÍNDIO EDUCA, SUA CARA, DOENÇAS DEGENERATIVASVIDACELL®TIMOTHY LEARY, , RESERVE™EMOCIONARIO

vidacell®

vidacell ® é um blend exclusivo de farinha de arroz feito a partir de grânulos finos de arroz (arroz marrom, arroz aromatizado, arroz de grão curto). Estas espécies nativas de grãos de arroz são colhidas e especificamente selecionadas no início de sua fase de crescimento, quando sua concentração de nutrientes está no seu mais alto nível.

vidacell ® é um suplemento alimentar natural, repleto de glicoproteínas extraídas de 3 espécies de arroz, que fornece ao seu organismo nutrientes essenciais e traz diversos benefícios para uma boa saúde.

A origem do Vidacell vem do Vale do Sião, na Tailândia, que é uma região muito conhecida por ser e ter os melhores solos, os mais férteis e inalterados em todo o mundo, tendo os maiores índices de minerais orgânicos naturais. Blogueira Shame

 

Grande parte dos seus 67,5 milhões de habitantes vivem nas planícies, onde se cultivam arroz, mandioca e milho no sistema de agricultura de jardinagem. 

BenefíciosVidacell| Jeunesse Brasil | Produto Antioxidante

• Um estudo mostra a manutenção de colesterol saudável, HDL (colesterol bom) e LDL (mau colesterol) níveis após três meses de tomar Vidacell®
• apoiar a sua capacidade de otimizar sua saúde
• Fornece nutrientes essenciais para as células
• Promove celular desintoxicação
• Melhora o sistema imunológico
• promove a produção de antioxidante
• Melhora a clareza mental e concentrar
• Suporta a regeneração celular saudável
• Promove oxigênio no sangue
• Melhora o sistema digestivo
• Ajuda na luta contra os danos dos radicais livres
• Promove bem-estar geral e vitalidade
• é um conveniente fonte de baixas calorias de nutrição para toda a família

Contato: Edson Novaes

Como utilizar

A melhor maneira de consumir VIDACELL® é misturando e agitando de uma a três porções do produto com 120 a 180 ml de líquido (melhor dissolvidas em líquidos quentes) ou espalhando-o na comida.
vidacell ® pode ser consumido a qualquer hora do dia ou da noite. No entanto, muitas pessoas descobriram que a sua digestão melhora quando VIDACELL® é ingerido 15 minutos antes de uma refeição. KADÚ PIMENTEL – RUBY DIRECTOR JEUNESSE

Adultos que têm distúrbios digestivos ou problemas de fadiga deve tomar 3 porções por dia por algumas semanas ou até que os sintomas indesejáveis tenham desaparecido. As crianças devem tomar a metade das doses para adultos sugeridas. Idosos devem tomar 1-2 porções diárias. Distribuidor Independente Jeunesse | Supervisionado pela EuBlack

Nossa missão coletiva é mudar a vida das pessoas tornando a Jeunesse além de uma família, uma marca de renome mundial.

JOIN JEUNESSE GLOBAL APPLICATION

Enxergue mais: instantly ageless ™naara beaty drink!!!SUCOS VERDESJEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?ARROZ BASMATI COM MILHO (VEGANA)luminesce ™,  A ÁGUA OCULTAMINHA DIETA PRÁTICA E SAUDÁVELPesticidas caseiros ecológicos para plantasPARATUDO DO LAR

Quinua

quinua

A quinua real age na prevenção de enfermidades crônicas, como osteoporose, câncer de mama, doenças do coração e outras alterações femininas decorrentes da carência de estrógenos na menopausa, ajuda a combater anemias, problemas urinários, tuberculose e doenças do fígado, atua também na redução de danos gastrointestinais, na integridade do sistema imunológico, na regulação das funções cardiovasculares, nos processos de cicatrização e como normalizador da próstata e órgãos reprodutores masculinos. PONTO NATURAL

quinoa-vermelha

Veja também: SEMENTE DE CHIA (Salvia hispanica), Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Graviola, Vegano na marra, Neste Chão Tudo Dá, Eu te disse, eu te disse., O Amaranto Inca Kiwicha invade plantações de soja transgênica da Monsanto nos Estados Unidos

A indústria farmacêutica está fora de controle?

Um canceriano sem lar.

Construímos um sistema médico em que o ato de enganar não é apenas tolerado, mas recompensado, a afirmação é de Carl Elliot, professor de Bioética e Filosofia na Universidade de Minnesota e autor do livro White Coat, Black Hat – Adventures on the Dark Side of Medicine em português: Jaleco branco, chapéu preto: aventuras no lado negro da medicina.

O livro de Elliot se junta a uma série de obras que, nos últimos cinco anos, vem revelando que a indústria farmacêutica escapou de todo o controle e que tem influência sobre a formação, a pesquisa e os médicos.

Confira o que o médico e escritor disse em uma entrevista recente e responda você mesmo a pergunta do título! (Homeopatia Ação Pelo Semelhante)

umbrella

“A Máfia Médica” é o título do livro lançado em 2010 que custou à doutora Ghislaine Lanctot a sua expulsão do colégio de médicos e a…

Ver o post original 88 mais palavras

WASABI

wasabi-misaki

A planta do wasabi foi mencionada pela primeira vez em um antigo dicionário médico no Japão, que citava o uso de suas folhas. Mas foi antes do ano de 1600, também no Japão, que o uso da planta na culinária foi citado em um livro de receitas. O wasabi fresco foi introduzido como ingrediente em um molho à base de soja para mergulhar o peixe cru. De 1603 a 1867, o wasabi foi usado como um condimento para soba, um tipo de macarrão. No entanto, apenas recentemente começou a ser utilizado em Niguiri, que é o sushi moldado à mão. Entre os anos de 1804 e 1818, foi usado pela primeira vez para disfarçar o odor do peixe cavala. Por fim, foi em 1970 que a Indústria S&B desenvolveu o primeiro wasabi em tubo – o primeiro produto de seu tipo a ser lançado no mercado japonês. Equipe Personare

Veja também: Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Mosquitos vinhos na foto, Garfield e fast food., Inseticida Natural contra lesmas e lagartas, Suco de limão e Bicarbonato, Café com Dengue., Sucos verdes

11 ingredientes que ajudam perder peso

Comece a cozinhar com esses alimentos que vão destruir a gordura sem esforço. Gazeta Online

sementecanhamo

canela

ervadoce

Veja também: Leite de aveia, Chás que Ajudam a Emagrecer, Comidinhas de Maconha, Conheça 13 maneiras de reaproveitar sobras e cascas de frutas e vegetais, Ervas medicinais, Comida de tubarão, Sexta-feira nada Santa, BEBER MENOS, Experimento científico?, Ode a carne, Estupidez, Comida para o espírito, Comida colorida, Mousse de vinho, Hortas e temperos, Plástico temperado

Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos.

Ayurveda é um sistema tradicional de cura, completo e holístico, praticado na Índia há mais de cinco mil anos, ensina a manter a saúde, equilibrando as energias vitais através da alimentação e de hábitos diários saudáveis, este milenar sistema de saúde encara o indivíduo como um todo – corpo, mente e alma – e considera indispensável analisar a relação do homem com o seu meio.

Orientações para um detox ayurvédico com duração de uma semana. Além de desintoxicar, melhora a energia vital, a digestão, a concentração e fortalece o sistema imunológico.

http://corpo-saude.wmnett.com.br/sucos-naturais-terapia.html

Elimine a ingestão de: produtos industrializados, processados ou enlatados; carnes, leite, ovos, queijos, óleos, manteiga, farinhas refinadas, açúcar.

Tenha todos os sabores nas refeições: doce, salgado, picante, azedo, amargo e adstringente (priorizando os três últimos). Alguns exemplos: doce – arroz (de preferência integral ou basmati) com amêndoas; adstringente e picante – lentilha verde temperada com cúrcuma, cominho e gengibre; doce e adstringente – abóbora refogada com ghee e alho poró; amargo – creme de espinafre; ácido e picante – salada de tomate com rúcula; sobremesa ácida – abacaxi.

Prepare as refeições no máximo quatro horas antes de ingeri-las e não utilize microondas.

Cozinhe os legumes frescos orgânicos com especiarias, grãos integrais e em sopas.

Consuma:

Frutas frescas como maçã, mamão, pêra, romã, toranja, laranja lima, limão, ameixa, pêssegos. Evite banana, abacate, caqui;

Grãos integrais como macarrão e arroz. Lentilha vermelha, lentilha verde, ervilha partida, feijão moyashi também são excelentes.

Brotos, folhas como rúcula, alface, agrião (temperadas com sal e limão).

Legumes cozidos como abobrinha, abóbora, chuchu, inhame, beterraba, cenoura, espinafre, bertalha.

Use especiarias para estimular o Agni como gengibre, cúrcuma, hortelã, coentro, cominho, cravo, canela.

Beba chás mornos.

Não ingira nada gelado.

Coma a cada 3 horas.

Para orientações mais específicas para cada pessoa e condição de saúde, procure um terapeuta ayurvédico experiente.

Veja também: Todos querem ser felizes!, Suco de limão e Bicarbonato, Sucos caseiros cheios de saúde., Chás que Ajudam a Emagrecer, Ingenue, Suco de limão e Bicarbonato

A indústria farmacêutica está fora de controle?

Construímos um sistema médico em que o ato de enganar não é apenas tolerado, mas recompensado, a afirmação é de Carl Elliot, professor de Bioética e Filosofia na Universidade de Minnesota e autor do livro White Coat, Black Hat – Adventures on the Dark Side of Medicine em português: Jaleco branco, chapéu preto: aventuras no lado negro da medicina.

O livro de Elliot se junta a uma série de obras que, nos últimos cinco anos, vem revelando que a indústria farmacêutica escapou de todo o controle e que tem influência sobre a formação, a pesquisa e os médicos.

Confira o que o médico e escritor disse em uma entrevista recente e responda você mesmo a pergunta do título! (Homeopatia Ação Pelo Semelhante)

umbrella

“A Máfia Médica” é o título do livro lançado em 2010 que custou à doutora Ghislaine Lanctot a sua expulsão do colégio de médicos e a retirada da sua licença para exercer medicina. Trata-se provavelmente da denúncia publicada mais completa, integral, explícita e clara do papel que forma, a nível mundial, o complô formado pelo Sistema Sanitário e pela Indústria Farmacêutica. Notícias Naturais

mafia-medica

Veja também: Repo man, Monsanto, Comer faz bem, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, Arena, Ecomedicina, Aquela Paz, Cheirando Cola, Casulo, Saramago, Vamos acabar com o domínio da Monsanto, Remédio caseiro para controle de pulgas, Juan dos Mortos