Insensatez

Fernanda TakaiInsensatezDeckdisc

A insensatez que você fez
Coração mais sem cuidado
Fez chorar de dor
O seu amor
Um amor tão delicado
Ah, porque você foi fraco assim
Assim tão desalmado
Ah, meu coração que nunca amou
Não merece ser amado

Vai meu coração ouve a razão
Usa só sinceridade
Quem semeia vento, diz a razão
Colhe sempre tempestade
Vai, meu coração pede perdão
Perdão apaixonado
Vai porque quem não
Pede perdão
Não é nunca perdoado

Combien d’entre eux, laissent un tel plaisir à écouter , presque 50 ans après ????. Le talent, la bonne musique est éternelle !!!!. Peace, everybody, everywhere !!!.

FRANK SINATRA & ANTONIO CARLOS JOBIM Medley bossa nova 1967 – oliounidizlove

Observe mais: PERTO DO FOGOLUMINESCE™CLARICE LISPECTOR DO SAMBA, CLARA NUNES.MAKOTA VALDINARESERVE™FALANDO SOBRE PATO FU, NAARA BEAUTY DRINK!!!AELITA ANDRECAPITÃO GANCHO, INSTANTLY AGELESS ™MONÓLOGO AO PÉ DO OUVIDO / BANDITISMO POR UMA QUESTÃO DE CLASSEPOR QUE PINGA?VIDACELL®WELLCOME BOXERVILLE (ADULTO)HO’OPONOPONOEMVOITAVO ANDARMONTE SEU FUSCA

Juan dos Mortos

O diretor Alejandro Brugués se perguntou o que aconteceria se uma epidemia zumbi afetasse a socialista Cuba.

O protagonista, Juan (Alexis Díaz de Villegas), é o malandro cubano. Ele não trabalha, prefere rum a alimentos, é divorciado, tem uma relação conturbada com a filha e gosta de se divertir com a mulher do vizinho. Quando é convidado pelo amigo Lazaro (Jorge Molina) a fugir para Miami, ele responde com sinceridade: “Mas lá eu ia ter que trabalhar”.

Uma epidemia misteriosa transforma os cidadãos em mortos-vivos. Pela televisão, a imprensa logo anuncia que a epidemia é obra de dissidentes cubanos financiados pelo governo norte-americano. Mariane Zendron – Do UOL, em São Paulo
poster_juan

Veja também: A indústria farmacêutica está fora de controle?, De quem é o poder?, Candidato Caô Caô, Incêndio, apenas 4° andar é salvo., Inside Job, Somos todos doadores, O Coxinha – uma análise sociológica, Casas de Mediação, Justiça em trânsito, Empoderamento dos recursos, Hortas e temperos, Legalize Já