Irmão do Jorel, animação 100% brazuka

Na década de oitenta consumíamos o refugo de desenhos da década anterior – para resumir tudo que foi feito pelos estúdios Hanna-Barbera – e claro os hoje clássicos He-Man, She-Rá, Caverna do Dragão e Thundercats. magalsama – sociedade do quadrinho24 de janeiro de 2016

Aos artistas de giz de cera, que viam horas de Zilion e Hong Kong Fu, a única coisa que ficava muito  clara era: não se faz desenhos no Brasil. E a Turma da Mônica? Agora sim.

Imagem: Abertura da série irmão do Jorel

A reformulação da chamada Lei da TV Paga, em que todo canal deve ter, pelo menos, três horas e trinta minutos de produções brasileiras – fico muito feliz em ver algumas produções nacionais ganhando espaço em canais como Cartoon Network, Boomerang e Nickelodeon. Dentre elas a minha favorita é O irmão do Jorel.

Criada pelo quadrinista e ex-VJ da MTV Juliano Enrico, O irmão do Jorel é a primeira série de animação original do Cartoon Network – também co-produtora juntamente com o Copa Studio –  feita no Brasil e na América Latina. A primeira temporada contou com 26 episódios de aproximadamente onze minutos cada.

Jorel, como diz a propaganda, o príncipe das marés, a série não é sobre seu irmão caçula que é chamado apenas de irmão do Jorel que vive na sombra de seu irmão popular e de seu outro irmão, Nico.

Ele é uma criança hiperativa e alegre, possui imaginação fértil, adora brincar com comida, brincar com sua raquete de tênis e assistir aos filmes de seu maior ídolo, Steve Magal, com sua avó materna Gigi. Wiki Irmão do Jorel

Quando eu comecei a compartilhar a minha história de ser irmão de alguém muito popular, eu percebi que muitas pessoas também falavam de histórias parecidas, se identificavam com essa situação de ser irmão de alguém, filho de alguém, de ser sobrinho de alguém e durante determinado tempo da vida essas pessoas não tiveram um nome…” Juliano Enrico disse.

Cartoon Network – Irmão do Jorel. Making of: Criação – 2014. Cartoon Network Brasil

De acordo com o criador da série, o desenho Irmão do Jorel começou a ser desenvolvido em 2002 como uma HQ, na época em que ele desenhava tirinhas para a “Revista Quase”, e em 2006 os quadrinhos ganharam uma coluna atualizada semanalmente no site da revista. De acordo com o “Making-of” exibido durante os comerciais no Cartoon Network, para criar os personagens, Enrico se inspirou em fotos e vídeos da sua própria família,  Em 2009, Enrico se inscreveu em um concurso do Cartoon Network para a produção de um piloto da série animada. O projeto faturou um prêmio de desenvolvimento no valor de US$ 20 mil, em 2012, durante o Fórum Brasil de Televisão. O primeiro piloto da série foi desenvolvido com a Copa Studio, alguns conteúdos do piloto foram apresentados no episódio da série O Pequeno Mestre do Gi Gitsu.

Em 11 de junho de 2012, a série Irmão do Jorel começou sua produção. A primeira promo da série foi exibida no Cartoon em 4 de agosto de 2014 e sua estreia oficial aconteceu em 22 de setembro de 2014.

Todos me chamam de Irmão do Jorel, mas meu verdadeiro nome é…

É capaz de criar e acreditar nas mais absurdas histórias. Ele também está sempre disposto a criar algo novo e mudar o mundo de alguma maneira, enfrentando os obstáculos da vida com seu otimismo.

No restante da América Latina, é dublado por Jesús Hernández.

Palavras Perdidas: Póstumo, Mandrágora, CONSTELAÇÕES INDÍGENAS, Golden Shower: Total Control (SD) (2001), Queda Livre!, BRANCA ALVES DE LIMA

Tiny Houses: minha doce casinha

Se você tivesse que se mudar amanhã para um espaço de 25 m² – algo como dois quartos de um apartamento pequeno somados – o que você levaria?

Viver com menos e em espaços reduzidos virou o sonho de muita gente – uma tendência que dá um chega pra lá no consumo excessivo e propõe um viva ao minimalismo. ELIANAELLE

A economia é um aspecto forte da novidade. Não é à toa que essas moradias, que mais parecem casas de boneca, mexem tanto com o imaginário e provocam um certo encantamento.

“Minimalismo”. O termo já foi amplamente usado para descrever movimentos artísticos, estilos de decoração, linguagem arquitetônicas e até mesmo uma teoria gramatical. Hoje, porém, retorna ao nosso vocabulário, e aos blogs, livros, documentários e redes sociais, com um significado bem mais amplo, que resume não só um modo de consumir ou de criar, mas um verdadeiro estilo de vida.

O minimalismo e a sustentabilidade também são pontos centrais no projeto de vida do casal Robson Lunardi e Isabel Albornoz (que aparecem na foto com o filho João Pedro), criadores do blog Pés Descalços, onde contam um pouco de suas trajetórias – de profissionais estressados, que enfrentaram a síndrome de burnout trabalhando 14 horas por dia anos a fio, a adeptos da yoga, da meditação, da alimentação saudável, pais de duas crianças e moradores de uma tiny house sobre rodas, de 27 m².

Robson fez um curso focado em técnicas de construção. E Bel, que ainda relutava em aceitar a ideia da mudança, mergulhou em aulas com mulheres que haviam feito suas próprias tiny houses, e voltou decidida.

“Aos poucos, entendemos que não era só uma casinha, mas um estilo de vida, um espaço compactado, multifuncional, mais sustentável e minimalista”

O quarto das crianças.

Hoje, dão consultoria sobre o tema e mantêm o projeto Colibri, que pretende erguer minicasas como moradia de baixo custo para pessoas em situação de vulnerabilidade. “O movimento tiny house não é sobre o espaço, mas sobre como você o utiliza. É um estilo de vida que estimula a maximização do convívio e a ética social.”, diz Robson, lembrando que nas casas tradicionais é muito comum que cada um fique isolado em um cômodo interagindo muito pouco – algo que não tem chance de acontecer no caso deles.

Os dois costumam dizer que tudo de fundamental, de cada um na família, deve caber em uma mochila. E são a prova de que viajar leve é libertação.

PLANEJAMENTO DE ROBSON E ISABEL

No caso do banheiro, um dos grandes tabus da Tiny Houses, as saídas são diversas. Robson, por exemplo, conta que nas casas em que visitou a solução mais prática era a chamada “privada seca”, que funcionam como uma espécie de composteira. Já o arquiteto Danilo Cobras, fundador da Contair Box, que desde 2009 projeta casas em containers, conta que é possível produzir modelos com caixa de detritos e caixa d’água, conforme a necessidade de cada cliente. Além é claro da possibilidade de conectar a Tiny House ao um sistema comum de água e esgoto.

O movimento começou no finzinho dos anos 1990 nos Estados Unidos e ganhou força com a crise econômica que chacoalhou o país a partir de 2008. Com o mercado imobiliário regido por uma legislação dura, que proíbe habitações improvisadas, hipotecas se transformando em dívidas altas e taxas exorbitantes, a construção de tiny houses surgiu como uma saída perfeita para os estadunidenses endividados. Uma solução que acabou se espalhando pelo planeta. “Construir uma casa e legalizá-la é um processo caríssimo, que pode envolver financiamentos de até 30 anos. As pessoas acabam de pagar quando chegam aos 60 anos. Na Austrália, as tiny houses seguem a legislação dos motorhomes e não precisam de aprovação das subprefeituras, um processo burocrático e custoso”, conta Thiago Marega Perrone, brasileiro que vive há quase 14 anos no país, onde comanda, junto com o sócio, a Aussie Tiny Houses, que fabrica casas com área entre 11,52 m e 20,16 m², em 12 modelos diferentes. 

A cozinha, onde se concentra a maior parte dos armários, deve ser um cômodo estratégico na casa.

Adoro Cinema

O assunto rendeu série (Movimento Tiny House, que já está na quarta temporada, duas delas disponíveis na Netflix), tem virado opção de hospedagem via Airbnb mundo afora.

A japonesa Muji criou a Mujihut, uma cabana de madeira de 9 m², feita de cedro e pinho, com técnicas tradicionais da construção naval japonesa. Cada unidade custa 3 milhões de ienes (cerca de 156 mil reais) e pode ser colocada em qualquer lugar à escolha do cliente. Uma grande porta de vidro corrediça amplia a iluminação e a ventilação naturais, enquanto o pé direito alto e a varanda garantem a sensação de um espaço maior, suficiente para quatro pessoas relaxarem.

12 dicas importantes para quem pensa em morar em uma tiny house

  1. O primeiro passo é uma sessão hard core de desapego. Livre-se de tudo que não for essencial.
  2. Defina o que é prioridade para você: receber amigos, cozinhar, home office… As respostas vão definir a organização dos espaços.
  3. Cores claras e decoração clean ampliam a sensação de amplitude e conforto.
  4. Tudo tem um lugar definido. Por isso é importante pensar onde cada objeto vai ser guardado, seja uma guitarra ou um liquidificador.
  5. O mesmo cômodo tem várias funções: uma sala pode virar home theater, home office, espaço para as crianças brincarem ou quarto de hóspedes.
  6. A posição da cozinha é uma das mais importantes no projeto, já que ela vai abrigar a maior parte dos armários. Em geral, há apenas um fogão de duas bocas. Mas não se desespere. Quantas vezes na vida você usou quatro bocas ao mesmo tempo?
  7. Nada de espaços mortos. Cada cantinho deve ser otimizado com armários inteligentes, nichos, gavetas e organizadores articulados.
  8. Dobre o tamanho da casa com um deque do lado de fora. Isso cria outro ambiente. É como uma sala de estar externa.
  9. Acostume-se com a ideia de subir uma escadinha para acessar o quarto no mezanino. Diferentemente das escadas comuns, ela pode ser mais íngreme e com espaço menor entre os degraus.
  10. Janelas grandes, numerosas e bem localizadas maximizam a luminosidade e a ventilação naturais. Se a casa for sobre rodas, sempre se pode manobrá-la para conseguir uma insolação maior.
  11. Sustentabilidade faz parte do pacote. Considere o uso de uma composteira para o lixo orgânico, de um banheiro seco, que não gere esgoto, e de placas para captar energia solar. Se usar energia elétrica, basta conectar a casa em um quadro de luz ou até mesmo em uma tomada em um posto de gasolina.
  12. Para o abastecimento hidráulico, uma boa saída é o sistema off grid, que filtra água de um poço ou de um lago e, por meio de bombas, faz a distribuição pela casa.

Luz, água quente, internet, janelas amplas e até terraço também fazem parte do projeto de boa parte das Tiny Houses, que embora sejam muito usadas por quem escolhe um estilo de vida mais “nômade”, tem como princípio se parecer mais com uma casa confortável, na qual é possível viver para o resto da vida, do que, simplesmente, com um trailer ou uma morada temporária.

Para os adeptos dessa filosofia, a Tiny House não chega a ter defeitos – mas alguns desafios. Não há, por exemplo, portas que delimitem boa parte dos espaços, o que significa que, de uma forma ou de outra, tudo o que é feito na casa afeta todos os seus moradores.

Em geral, quem tem uma Tiny House alerta: ela não é uma casa barata de se fazer. No Brasil, a Container Box, por exemplo, estima que a construção de sua versão, dependendo dos acessórios escolhidos pelo cliente, deve  variar de 90 e 180 mil reais.

A grande vantagem, porém, vem na hora de morar. Com menos espaço, contas básicas, como água, luz e supermercado, diminuem. Em alguns lugares, soma-se a isso alguns descontos em impostos, já que a casa é pequena e muitas vezes não está fixa em um terreno.  Isso sem contar que, com pouco espaço para ocupar, você vai, naturalmente, comprar muito menos.

Vogue

No levantamento feito publicado pela Living Big in a Tiny House, foi apurado, por exemplo, que 55% das pessoas que vivem em uma Tiny House tem mais dinheiro guardado do que a média americana.

Tinyze-se: Jill Redwood, BRICKLAYING Mini House, Kombi House, COMO CONSTRUIR UM MOTORHOME, MOTORHOME, eBussy, os Carros Modulares chegaram!, Por que os jovens já não querem comprar carro nem casa própria?

Drauzio Dichava #1

Drauzio Dichava #1
O médico Drauzio Varella lançou Drauzio Dichava, uma série de vídeos em formato de documentário falando sobre o “uso recreativo e adulto da maconha” em seu canal no YouTube na última segunda-feira, 22. Isto é

“Olha, eu não fumo maconha, mas tenho uma vivência longa com a droga por causa desse trabalho que faço em cadeias. São 30 anos frequentando cadeias toda semana”.

“É uma convivência enorme com maconha, com cocaína, especialmente, já tive uma enorme vivência com o crack.”

Drauze-se: Milton Friedman, Eduardo Vilas-Bôas!!!, Canabidiol, o CBD, Hemp Church, Luto, maconha mata!!!, Cursos de saúde da UFPB: Uso medicinal da maconha, A maconha como porta de entrada, A VERDADE por trás da proibição da MACONHA, K2, Spice ou Maconha Sintética?, Coisa do cão!?!

For The Throne

Para aquecer as expectativas pela oitava e última temporada de Game of Thrones, que teve a estreia em 14 de abril, a HBO espalhou seis tronos de ferro pelo mundo. Os fãs da série foram convocados a uma verdadeira caçada destas relíquias em uma ação que ganhou o nome de #ForTheThrone.

Foram divulgadas imagens de cinco dos seis tronos, veja as fotos e a localização das réplicas reveladas – e tente adivinhar onde está o derradeiro trono antes do prazo, que termina em cinco dias. Vivimetalun

Trono da Floresta – floresta de Puzzlewood (Inglaterra)

Trono do Norte – montanha de Björkliden (Suécia)

Trono de Valyria – Praia das Fontes, em Beberibe, Ceará

Trono de Joy – Castelo de Atienza (Espanha)

Trono do Gelo – Tumbler Ridge (Canadá)

Último trono – desconhecido

O último enigma deve ser publicado em breve pela empresa, que costuma divulgar três vídeos em 360º, com sessenta minutos de duração cada, mostrando os arredores de onde o trono está escondido. Cada produção mostra uma faixa horária diferente: no crepúsculo, durante o dia e ao amanhecer.

Será que você consegue adivinhar onde ele estará? Fique de olho no canal do Youtube da HBO para ser informado de todas as novidades.

Fotos: Reprodução/fonte:via

Poetize-se: 13 Reasons Why: trilha sonora da série, Rick & Morty & Você, um personagem da 4ª temporada?!?, Dinâmicos, Gregory House M. D., Músic of Cold Case, Emmy Awards 2018

4ª temporada de “Rick e Morty”

“Os títulos dos episódios realmente não dizem muito”, proclama a conta de Rick and Morty no Twitter. RapMais

#rickandmorty – Instagram

Espere que “Edge Of Tomorty: Rick Die Repeat”, “The Old Man And The Seat”, “One Crew Over The Crewcoo’s Morty”, “Claw And Hoarder: Special Victim’s Morty” e “Rattlestar Ricklactica” cheguem com a nova temporada, que estréia em 10 de novembro.

Rick And Morty estão planejando enfrentar Hemingway e um clássico de Jack Nicholson de 1975, estamos prontos para isso? Vinícius Voustinas

O trailer da 4ª temporada de Rick and Morty foi divulgada pela Adult Swim. Com as participações dos atores Sam Neil, Paul Giamatti, Kathleen Turner e o diretor de Thor: Ragnarok, Taika Waititi.

Pelo o que o trailer mostra, a série será dividida em duas partes de cinco episódios. O narrador no vídeo diz: “Metade da temporada que você merece, e toda a temporada que nós conseguimos fazer”. Rolling Stones

Poetize-se: Rick and Morty, EJU ORENDIVE, VIDACELL®,ARTE FORA DO MUSEU, O BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENAS, 9 PASSOS PARA SE ENCONTRAR PROFISSIONALMENTE, PEIXE-BOI MARINHO, GOVERNO ABERTO, AI WEIWEI: NEVER SORRY, Rick & Morty & Você, um personagem da 4ª temporada?!?, , COMO A SUÉCIA CONSEGUE RECICLAR 99% DO LIXO QUE PRODUZ?, LICITAÇÃO SUSTENTÁVEL, RECEITA PARA CONSTRUIR SUA CASA COM SUAS PRÓPRIAS MÃOS,

13 Reasons Why: trilha sonora da série

13 Reasons Why, série adaptada do livro de Jay Asher de mesmo nome (aqui no Brasil, o título virou “Os 13 Porquês”). O que chama a atenção para os amantes de música é a trilha sonora da série, com bastante apelo pop.

Selena Gomez é uma das produtoras da série e criou duas músicas para a trilha sonora: a sua versão inédita de “Only You” (cover do Yazoo) e uma versão lentinha e acústica para o hit “Kill ‘Em With Kindness”. Damy Coelhocifraclubnews

Selena Gomez – Only You

The Cure – Fascination Street

Joy Division – Love Will Tell Us Apart

Chromatics – Into The Black

Billie Elish – Bored

Selena Gomez – Kill Them With Kindness

Todas as músicas dão a impressão que foram escolhidas a dedo, pois as letras fazem muito sentido em conjunto com o roteiro. Bastidores

  • “THE NIGHT WE MET”, LORD HURON

  • “A 1000 TIMES”, HAMILTON LEITHAUSER + ROSTAM

  • “HIGH”, SIR SLY

  • “COOL BLUE”, THE JAPANESE HOUSE

  • “THE KILLING MOON”, ECHO & THE BUNNYMEN

as músicas da segunda temporada de 13 Reasons Why. todateen

Crni Rizot

A cidade de Dubrovnik, na Croácia, conhecida por ser uns dos cenários da série Game of Thrones (King’s Landing), é uma cidade litorânea, cercada pelo “Adriatic Sea”é uma cidade litorânea, cercada pelo “Adriatic Sea”.

Crni Rizot ou Black Risotto, é um prato preparado com a tintura da lula. Portal Sabores

Ingredients

Cuttlefish – 150 g
Rice (arborio) – 200 g
Onion – 1
Tomato concentrate – 2 tablespoons
White wine – 100 ml
Parmesan cheese – 100 g
Sugar – pinch
Garlic
Parsley
Olive oil
Cuttlefish ink
Water
Salt
Pepper

Instructions

1. Clean and cut up the cuttlefish.

2. In a heated pan with olive oil fry the diced onions, add a pinch of sugar and then add the cuttlefish to soften. Fry together and then add garlic, salt and tomato concentrate. Mix well.

3. When the cuttlefish has softened add the rice, white wine, salt, and pepper. Cook on a low-med heat and keep stirring, adding water as required as the liquid gets absorbed.

5. Add the cuttlefish ink just before the rice is cooked (as much as you prefer), and olive oil and parsley and cook till thickens and the rice is ready.

6. At the end add a knob of butter, season with salt and pepper and serve with parmesan cheese.

Dobar Tek!

Entenda mais: VIDACELL®, ARROZ BASMATI COM MILHO (VEGANA), NAARA BEAUTY DRINK!!!, SUCOS VERDES, JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?, LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUM, ARROZ COM FEIJÃO, SAL VERDE, ABÓBORA, 10 LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETA

“Ta, ta, ta”: Rubén Aguirre

O Google decidiu criar um novo Doodle para homenagear os 45 anos da estreia de “El Chavo del 8”. A série mexicana que é sucesso absoluto no Brasil há mais de 30 anos com o nome de Chaves. Geek Publicitário

El “maistro longaniza” como lo llamaba El “Chavo” hizo todo lo posible por enseñar a leer y escribir a él, a‘Kiko’, ‘la Chilindrina’, ‘Ñoño’, ‘Popis’ y a ‘Godines’ en la escuelita. LA PRENSA

É meio surreal conseguir mostrar seu trabalho pra uma personalidade que tu cresceu assistindo e ter uma resposta positiva! Bruno Comotti Artes

Nascido em 15 de junho de 1934, na cidade de Saltillo, no México, Rubén Aguirre Fuentes era formado em engenharia agrônoma e começou a carreira artística como locutor e apresentador de rádio e TV, também trabalhou como toureiro e piloto. Revista Jurídica JusRO

Professor Girafales visita a vila e traz consigo os desenhos da turma. Chapolin TV

Enxergue mais: LUMINESCE™CELLULAR REJUVENATION SERUMEL CHAVO DEL OCHONAARA BEAUTY DRINK!!!BICICLETA EMPRESTADA!HALLOWEEN SACI!EU TE DISSE, EU TE DISSE.SEVEN AGES OF ROCKEUSTÁCIO BAGGENATAL COM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA!Desenho de criança