Ikigai

Ikigai-se: Trabalho e desigualdade social na contemporaneidade: reflexões sobre os agentes de limpeza pública, Ambiente tóxico no trabalho é contagioso feito vírus, aponta estudo, Roda de Conversa sobre Direitos Indígenas E Contexto Urbano E O Trabalho do Programa “Índios na Cidade”, Descubra como utilizar as suas habilidades para o trabalho voluntário

Ausonia Donato, entre outras.

Ausonia Favorido Donato – Escavador

A participação da Ausonia foi especialmente dirigida por Cacau Rhoden, pai de ex-aluno da escola. Acreditamos que esse material possa ser inspirador e motivador para muitos educadores que trabalham diariamente procurando formar pessoas justas e solidárias. Direção do Colégio Equipe

O pequeno burguês

Felicidade, passei no vestibular

Mas a faculdade é particular

Particular, ela é particular

Particular, ela é particular

Livros tão caros tantas taxas pra pagar

Meu dinheiro muito raro,

Alguém teve que emprestar

O meu dinheiro, alguém teve que emprestar

O meu dinheiro, alguém teve que emprestar

Morei no subúrbio, andei de trem atrasado

Do trabalho ia pra aula, sem

Jantar e bem cansado

Mas lá em casa à meia-noite tinha

Sempre a me esperar

Um punhado de problemas e criança pra criar

Para criar, só criança pra criar

Para criar, só criança pra criar

Mas felizmente eu consegui me formar

Mas da minha formatura, não cheguei a participar

Faltou dinheiro pra beca e também pro meu anel

Nem o diretor careca entregou o meu papel

O meu papel, meu canudo de papel

O meu papel, meu canudo de papel

E depois de tantos anos,

Só decepções, desenganos

Dizem que sou um burguês muito privilegiado

Mas burgueses são vocês

Eu não passo de um pobre-coitado

E quem quiser ser como eu,

Vai ter é que penar um bocado

Um bom bocado,

Vai penar um bom bocado. (Martinho da Vila, 1969)

A canção inicia com uma expressão que carrega em si um conjunto de sonhos e desejos, “felicidade!”, seguido daquilo que motivou esse sentimento: “passei no vestibular!”. Essa frase se transformou ao longo do tempo na expressão de uma conquista que estabelecia um limite muito claro entre dois grupos sociais, aqueles que teriam o reconhecimento expresso em aspectos simbólicos, traduzido pelo título de doutor, e aos que se negavam a possível continuidade dos estudos. Essa diferença, estruturante quando pensamos na constituição da sociedade brasileira, tem início em tempos em que ainda nem se cogitava compreender o Brasil como nação. O samba nos revela, em seus dois primeiros versos, um mecanismo que constitui um dos maiores impasses quando pensamos quais seriam as finalidades de um processo educacional. Afinal, a educação não deveria ser pensada como uma estratégia de emancipação de todos e de cada um? (Freire, 1987, p.30). Os preteridos e os preferidos: sinal dos tempos da educação. AUSONIA DONATO e MONIQUE BORBA CERQUEIRA. Instituto de Saúde, São Paulo, São Paulo, Brasil. In: Scielo


Assim, quando pequenos, vão com suas bicicletas de rodinhas e aos poucos vão aprendendo a se equilibrar, prescindindo delas e se tornando capazes de dar várias voltas na pista. É claro que alguns tombos e esfolados acontecem. Afinal, aprender nem sempre é fácil! Estadão
Veja também: O crime compensa, Deixa o menino brincar!, Todos querem ser felizes!, Sexo seguro!, FHC = THC, A onda, A Revolta dos Macacos, Não sou de postar coisas religiosas, mas as vezes, esse tipo de coisa é que me deixa com muita raiva da sociedade!, Criacionismo., Feliz dia do índio!!!, 3º opção, Paulo Freire, The Sustainability Treehouse, O dízimo da educação!

9 passos para se encontrar profissionalmente

1- Pegue uma folha de papel e faça três colunas. Em uma escreva tudo o que te da prazer nessa vida como: cozinhar, caminhar, tirar foto, decorar, organizar uma festa, escrever, matemática, animais, atuar, sessão de beleza, natureza, velhinhos etc.

2- Escreva na outra suas prioridades quanto ao seu emprego ideal, como: dinheiro, poder viajar, trabalhar de casa, fazer coisas variadas, etc.

3- Escreva na outra as profissões que mais se encaixam com o que citou no item 1, se quiser, invente profissões: chefe de cozinha, atleta, design, escritora, veterinária, blogueira, apreciadora da natureza…

4- Analise quais dessas profissões se encaixam com as suas prioridades citadas no item 2 e vá eliminando as outras.

5- Pesquisa mais sobre as escolhidas, pra sobressair as suas necessidades. O que se pode fazer na área, para onde ir, se é flexível, como é o salário, o que precisa para ter essa profissão.

6- Se tiver dúvidas faça testes vocacionais, visite cursos, faculdades, faça uma pesquisa e se arrisque. Se não gostar do que viu, parta para outra opção, ou tente juntar as duas.

7- Corra atrás! Comece a fazer tudo o que precisa para se tornar quem você quer ser. Guarde dinheiro, arrume seu currículo, faça um curso, aprenda outra língua etc.

8- Tenha contatos. Faça contatos com pessoas da área, conhecido de conhecidas, apareça para o mundo. Se sua profissão não existe ainda, pesquise e estude como abrir o seu próprio negócio.

9- Não desista. Se por acaso não deu certo, tente fazer de outro jeito e saiba que tem outras milhões de coisas que você gosta e sabe a respeito que te daria bons frutos.

Acho que o importante é fazer o que gosta. Quando fazemos o que amamos, não é mais trabalho, é divertimento e você ainda ganha por isso. MEL – Santas e Loucas!

PS: Fiz esse post com base no que vejo no Nômades Digitais. Esse site é perfeito para você se encontrar na vida e decidir que rumo tomar, e principalmente te dar aquela força para você criar a sua própria profissão. Vale a pena olhar!🙂

JOIN JEUNESSE GLOBAL APPLICATION

Nossa missão coletiva é mudar a vida das pessoas tornando a Jeunesse além de uma família, uma marca de renome mundial.

Enxergue mais: JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?INSTANTLY AGELESS ™CERVEJA NO TRABALHO PODE?NAARA BEAUTY DRINK!!!, SUCOS CASEIROS CHEIOS DE SAÚDE.LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMTRAMPODIGMA4 SINAIS DE QUE VOCÊ E SUA CARREIRA SÃO IDIOTASHUMANSAGRICULTURA FAMILIAREMPREGO APOIADONESTE CHÃO TUDO DÁVOLUNTÁRIO

Cospe logo!

Três amigos discutiam quem tinha a profissão mais antiga.
– Não que eu queira contar vantagem – disse o marceneiro – Mas os meus
antepassados construíram a Arca de Noé!
– Isso não é nada! – contra-atacou o jardineiro – Foram os meus antepassados
que plantaram o Jardim do Éden!
– Tudo bem! – disse o eletricista, tranqüilo – Mas quando Deus disse “Haja
luz”, quem vocês acham que tinha puxado a fiação?

Em uma entrevista de emprego, o candidato diz:
– Eu preencho todos os requisitos necessários, mas só tem um detalhe: Sou
surdo.
– Ótimo! Você vai para a seção de reclamações!

O professor chamou a aluna mais gostosa da classe e perguntou:
– Rosana, me diga, qual é o elemento tem a fórmula química H2SO4?
A garota colocou um dedinho na boca, pensou, pensou e disse:
– Ai professor… tá na ponta da língua!
E o mestre:
– Então, cospe logo que é ácido sulfúrico!

Veja também: A importância do Doutorado, Universidades do mundo, Vida respeitável, A importância do cafezinho, Eu sou o meu Deus., UM “DEVOGADO” E… DUS BÃO!, DECLARAÇÃO IRPF 2012, Saúde nossa de cada dia!, Vitórias e Conquistas, Eu sou o meu Deus.