Escola do Parlamento

Cidadania se conquista a partir do conhecimento. CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

A Escola do Parlamento desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão, gratuitas e abertas aos cidadãos e servidores públicos. As atividades de extensão incluem ciclos de debates, seminários, palestras e outros eventos. As ações de pesquisa resultam em publicações e cadernos de pesquisa, além de estudos históricos produzidos por professores e especialistas. Dentre as atividades de ensino, descritas a seguir, estão os cursos curtos e de média duração, além de uma Pós Graduação.

A Escola do Parlamento Paulistano foi instituída no âmbito da Câmara Municipal de São Paulo oferece cursos gratuitos à população. Via Cultural

Todos os cursos são presenciais e com transmissão pelo Auditórios On-line. Para assistir presencialmente e ter direito à certificação é necessário se inscrever na data e horário indicados na página do curso. A transmissão é ao vivo e as gravações podem ser acessadas na Galeria de Vídeos, e não é preciso inscrição.

A Escola tem sua estrutura, organização e objetivos previstos na Lei nº. 15.506/2011, o Regimento interno  dispõe sobre a organização da Escola, sua estrutura e funcionamento e o Ato nº 1.184/2012 traz as principais regras para o credenciamento e contratação de docentes. MISSÃO – CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

Escoaldoparlamentoimage_gallery

A Revista Parlamento e Sociedade é a continuação da Revista do Parlamento Paulistano e uma publicação da Escola do Parlamento da Câmara Municipal de São Paulo. Câmara Legislativa do Distrito Federal

Enxergue mais: MORADORES: 5 MIL REAIS X PREFEITURA RJ: 270 MILPROBLEMAS SOCIAISOFICINA TETO VERDE E ESTRUTURAS DE BAMBULUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMINSTANTLY AGELESS ™AUDIÊNCIA PÚBLICA: COMISSÃO DA VERDADE MUNICIPALPROJETO DE LEI 4.330VOTO ABERTOTÁXI VS UBERRENILDO PAULINO SILVA DOS SANTOSVERGONHA DE SER BRASILEIRO

Ensaio sobre a cegueira hídrica

crisehidricaprojeto

1. O abastecimento do precioso líquido será feito de modo a atender apenas às necessidades mais elementares, como a preparação de alimentos, tomar uma breve ducha e escovar os dentes. Para descarregar a privada, fazer a limpeza da casa e dar banho no cachorro, o jeito será contar com a água das chuvas.
2. Restaurantes serão obrigados a baixar as portas. Não haverá água para lavar tanta louça. Outros estabelecimentos podem vir a ser obrigados a restringir o uso de seus banheiros.
3. Empresas que dependem do uso intensivo de água começarão a se preparar para sair de São Paulo, já que não há previsão para o término da crise. Vão em busca de melhores condições hídricas.
4. Depois do colapso do Sistema Alto Tietê, que abastece a zona leste de São Paulo, a água potável passou a ser um bem raro e caro. Bandidos já fazem sequestros-relâmpagos de caminhões-pipa cheios, a fim de vender a carga em condomínios fechados. Uma carga de 15 mil litros de água pode facilmente ser repassada por R$ 2.500.
5. O tráfico de água campeia. Em Itu, durante o apogeu da falta d’água, em setembro de 2014, quadrilhas comercializavam a água que deveria ser distribuída gratuitamente à população. É previsível que o mesmo ocorra por aqui.
6. Todos os 50 mil poços em funcionamento na cidade de São Paulo serão “confiscados”, mesmo os localizados em terrenos privados. Só o Estado estará autorizado a explorá-los.
7. Moradores de casas humildes terão de ir trabalhar sem tomar banho e com a mesma roupa do dia anterior. Quando eles chegaram em casa, não havia água; quando saíram, a água ainda não havia voltado. E a caixa d´água nem chegou a encher por causa da redução da pressão.
8. Haverá creches que interromperão os serviços por falta de água, gerando um efeito cascata. Se as crianças não puderem ir para a creche, a mãe terá de faltar no emprego.
9. Começarão os pedidos de socorro por parte de idosos, acamados, e de gente com deficiência de mobilidade, que não conseguirão colocar uma lata enorme de água na cabeça e levá-la para casa.
10. Surgirão aqui e ali focos de desidratação, atingindo principalmente indivíduos de terceira idade e crianças até 4 anos, mais vulneráveis.
11. Já se esperam protestos. Em Itu, vizinho de São Paulo, até donas de casa colocaram fogo nas ruas. “Aqui em São Paulo, vai haver um escalonamento de manifestações e de violência porque a água mexe com a questão da dignidade. Quantos dias nós aguentamos sem poder dar descarga?”, pergunta Marussia Whately. A tropa de choque da PM dará show de truculência, como sempre. Conta D’Água

logoarsesp

LEI Nº 9.433, DE 8 DE JANEIRO DE 1997, institui a Política Nacional de Recursos Hídricos.

ana_ag_nac_agua

Veja também: Parabéns Nestlé, Empoderamento dos recursos, Fome, Um Monte de mentiras, Ana Primavesi, Engenheira agrônoma., Rios do céu!, Por que falta água?, DECLARAÇÃO IRPF 2012, Michael Moore, Fátima, Qual o volume ocupado por 1 trilhão de reais?, Air Purifier Bike, Santa Buceta, Feliz dia do índio!!!, Quem paga o Carnaval!, Mídia Ninja, Aniversário da revolução de 1964, No gás, Bolsa ruralista, quer que desenhe?

Memória dos Campos

Em 1945, Alfred Hitchcock ficou em choque. O “mestre do suspense” ficou tão horrorizado ao ver as imagens da chegada das tropas aliadas aos campos de concentração, no fim da Segunda Guerra Mundial, que ficou uma semana sem conseguir voltar aos estúdios. Em seguida, empenhou-se na produção do filme, que editaria as imagens chocantes para mostrar aos alemães a dimensão dos horrores do Holocausto. Folha Social

Veja também: No gás, Mídia Ninja, Processo licitatório?, Mídia estão de luto, Atrás de mim!, Scoring drugs, Sua segurança?, Via Láctea pelo navegador, Terceira Onda, O mundo dos espertos, Brasileiro Reclama De Quê?, Homem e o diabo, Carta da Terra, Indivíduos perigosos, FORDISMO??, Vergonha alheia!!!, Individualidade fugaz, Cabo Jardim

A verdade pode estar no ovo

Mauricio Nunes

Nunca entendi a veneração pela cruz. Seria como ao invés de venerar Gandhi, venerar a bala que o matou ou venerar a forca que tirou a vida de Tiradentes. Eu sempre achei a cruz algo negativo, pois nela foi pregado o maior homem que o mundo já conheceu. Eu venero a sua palavra, o seu amor e acima de tudo a sua filosofia de vida que infelizmente, muitos que veneram a cruz e se dizem seguidores de Cristo, não agem nem perto disto. Jesus não acumulou riquezas, não teve preconceitos, não julgou e nem condenou ninguém, porém o homem de sua época de nada difere do de hoje, pois a busca desenfreada pela riqueza continua, o preconceito é latente e julgamento e condenação continuam a existir na boca da população como um todo. Quantos outros “Jesuses”, Deus pode ter encaminhado nestes mais de dois mil anos e nós também os matamos?

Gandhi, Che, Chico Mendes, e tantos outros que lutaram contra um governo ou uma ordem em prol dos menos afortunados e foram o que? Exterminados! E a população lembra disto?

Jesus foi condenado pelo povo que escolheu soltar Barrabás, um criminoso, e condenar este nobre homem que cometeu um pecado mortal até hoje: ser subversivo. Por pregar o bem e propor uma nova filosofia de vida foi invejado por muitos e odiado pela maioria que o achavam excêntrico, louco, chato e que depois da morte, ressurreição e revelação se tornou o que é. Mas será que esta era mesmo a intenção de Deus?

Creio que não e que a decepção Dele foi maior. É como disfarçar um astro de mendigo e depois que ele é humilhado e escorraçado, se revelar quem de fato é e as pessoas o cultuarem. Qual o sentido disto?

Nenhum, a não ser a triste descoberta de que o homem é fútil, ganancioso e interesseiro, nada mais. O que Jesus Homem tentou provar era exatamente o contrário e parece que não conseguiu. As tentações do diabo que ele sucumbiu no deserto são as mesmas que hoje quem sequer tenta sucumbir é chamado de louco, de boçal e até idiota. Quem recusa uma noite de sexo com uma mulher linda, mas casada, é considerado gay; quem não bebe e vive sóbrio, é careta; quem discursa sobre injustiças e indiferenças é chato; quem não aceita se vender em troca de dinheiro, é estúpido; e por aí afora, mas claro, todos leem a bíblia e fazem o sinal da cruz frente a uma igreja, então todos são bons de alma e coração. Praticamente uma nação repleta de “Jesuses”.

Que nesta sexta feira ao invés de você se preocupar em não comer carne vermelha, que mesmo perante a crueldade que os animais são expostos, você come o ano inteiro e se delicia com tal sofrimento, você reflita sim é o rumo que sua vida tem tomado e se de fato és um seguidor de Jesus e tem agido como tal. Olhe no olho do seu filho na hora do almoço em família e perceba o quanto você é importante a ele e o exemplo que tem dado. Seria você digno de um abraço sincero de Jesus Homem ou um aperto de mão de Pilatos? Perante seus amigos, colegas de trabalho, esposa, família, quantas vezes você agiu como um Judas que tanto é criticado e até espancado a cada ano nesta data? Quantas vezes mentiu, difamou, entregou alguém aos leões em troca de nada ou de 30 moedas?

Esta na hora de uma reflexão solitária, distante de pastores, líderes, livros, seitas, etc…Refletir a real importância que Jesus teve e do porque de fato ele foi morto e não o “por quem”. Deus é um grande otimista e tenho quase certeza de que ele não mandou apenas um filho para ser protagonista de uma novela trágica, onde a verdadeira mensagem é apagada pelas cenas de intriga, violência e efeitos especiais. Deus mandou e mandará vários para ver quando de fato nós vamos compreender a Sua palavra, a Sua verdade e nos tornarmos dignos de ser filho de quem somos. Neste jogo de xadrez entre Deus e o diabo, por mais vezes que Ele tenha ficado em xeque ainda tem a inteligência suprema e a sagacidade para dar um xeque mate no seu oponente, mas isto, só depende de nós, peças mágicas deste tabuleiro chamado Humanidade.

Veja também: Jesus era Peripatético., Pet é tudo de bom, O Livro de Eli, Comida de gente, Nutrição verde, PÁTRIA MADRASTA VIL, Pedala Mundo!, Via Láctea pelo navegador, BBB por Antonio Barreto, Eu, não, meu senhor, Oitavo Anjo