A culpa das velhas plásticas

Na fila do supermercado, o caixa diz a uma senhora idosa:
– A senhora deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que sacos de plástico não são amigáveis com o ambiente.

A senhora pediu desculpas e disse:
– Não havia essa onda verde no meu tempo.
O empregado respondeu:
– Esse é exatamente o nosso problema hoje, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com o nosso meio ambiente.

– Você está certo – respondeu a senhora. Nossa geração não se preocupou adequadamente com o meio ambiente. Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.
Realmente, não nos preocupamos com o ambiente no nosso tempo.
Até as fraldas de bebês eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. A secagem era feita por nós mesmos, não nestas máquinas secadoras elétricas. A energia solar e eólica é que realmente secavam nossas roupas.
Mas é verdade: não havia preocupação com o ambiente, naqueles dias. Naquela época tínhamos somente uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto. E a TV tinha uma tela de 14 polegadas, não um telão do tamanho de um estádio; que depois será descartado, como não sei.
Na cozinha, tínhamos que bater tudo com as mãos porque não havia batedeiras elétricas, que fazem tudo por nós. Quando enviávamos algo frágil pelo correio, usávamos jornal velho como proteção, e não plástico bolha ou pellets de plástico que duram cinco séculos para começar a degradar.
Naqueles tempos não se usava motor a gasolina para cortar a grama, era utilizado um cortador de grama que exigia músculos. O exercício era extraordinário, e não precisava ir a uma academia e usar esteiras que também funcionam à eletricidade.
Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o meio ambiente. Bebíamos água diretamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos plásticos e garrafas pet que agora lotam os oceanos.
Na verdade, não tivemos uma onda verde naquela época. Naquele tempo, as pessoas tomavam o bonde ou ônibus coletivos e os meninos iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar os pais como serviço de táxi 24 horas.
Então, não é incrível que a atual geração fale tanto em “meio ambiente”, mas não queira abrir mão de nada e não pense em viver um pouco como na minha época!

Uma aula gratuita ministrada por uma idosa considerada ultrapassada.

Autor desconhecido. (WhatsApp)

www.desistirnunca.com.br
Entenda mais: A ILHA DE LIXO, CUCO, O MAR DE ARAL VIROU AREIA., BE MY EYES APP, PEIXE-BOI MARINHO, Plástico Pena, XEQUE MONTE, O AMARANTO INCA KIWICHA INVADE PLANTAÇÕES DE SOJA TRANSGÊNICA DA MONSANTO NOS ESTADOS UNIDOS, CARTA DA TERRA, ÁGUAS DE MARÇO, THE MARTIAN, PLANETARIO, PELADOS EM SANTOS

Patinhos, versão combustível!

A Caça dos Patinhos navegantes expôs as preocupações sobre o acúmulo de lixo nos oceanos. Em janeiro de 1992, um carregamento com 28 mil bichinhos de brinquedo acabou derramado no meio do Oceano Pacífico.

Por serem projetados para flutuar, eles foram guiados pela correnteza e se esparramaram em áreas diversas dos mares. Alguns deles chegaram a percorrer um trajeto de mais de 3 mil quilômetros, chegando por exemplo na costa do Alasca. Outros patinhos foram encontrados na Austrália e Escócia. Vivimetaliun

Desde 2000, a empresa canadense Enerkem se dedica a estudar e implementar maneiras de transformar lixo orgânico em biocombustível, o projeto da companhia consiste em uma parceria com a The Ocean Legacy Foundation, que faz limpeza na costa do país, para aplicar a mesma tecnologia usada em detritos urbanos ao lixo que a organização retirar dos mares canadenses. Vivimetaliun

Com apenas 18 anos, o estudante holandês Boyan Slat impressionou o mundo ao criar um sistema de limpeza dos oceanos, a ferramenta funciona como um filtro que recolhe o lixo flutuante e o leva até um sistema em terra, onde pode ser reciclado. Durante o transporte, o lixo permanece em contato com a água, o que evitaria a morte de animais que fossem arrastados por engano pelo equipamento.

Para transformar a ideia em realidade, Boyan criou a empresa The Ocean Cleanup, segundo as estimativas do jovem, as correntes dos oceanos poderiam ser usadas para acelerar a limpeza das águas e retirar metade de todo o plástico da Ilha de Lixo do Pacífico em apenas cinco anos. Vivimetaliun

Plástico Pena

Um estudo relatado na reunião da American Chemical Society nos EUA sugere que penas poderiam levar a plásticos mais leves e mais ecológicos. BBC
A nova pesquisa leva essa ideia adiante, propondo que a fibra das penas de galinha seja usada como o ingrediente principal do plástico, compondo 50% de sua massa. Eu Quero Biologia

O plástico é um produto muito usado e sua receita química atual exige muitos materiais derivados do petróleo, um novo estudo sugere que as milhões de toneladas de penas de galinha que são descartadas por ano poderiam ser usadas para fazer plástico.
Penas, assim como cabelo e unhas, são constituídas principalmente de queratina, uma proteína resistente e quimicamente estável, que pode dar força e ao mesmo tempo reduzir o peso nas misturas de produtos químicos do plástico, conhecidos como compósitos.

Os pesquisadores utilizaram penas de galinha e adicionaram uma substância química conhecida como acrilato de metilo, o que as transformou em um plástico, do qual fizeram filmes finos.
Somente a produção em larga escala do composto poderia mostrar se ele compensa os custos de produção e energia. Daí sim o grau de desempenho em termos de economia, impacto no meio ambiente, etc, poderiam ser medidos. hypescience

Denominado Karma 2020, um projeto europeu cisca no mesmo terreiro avícola, mas de forma mais sustentável. Cacifado por Horizon 2020, um programa de inovação arquitetado pela União Europeia (EU), o projeto trombeteado para a imprensa internacional reune 16 membros de países empenhados em extrair das penas de galinhas de granjas o insumo queratina para possível uso em bioplásticos para embalagens de alimentos como aves de criadouros.
Projeções da EU, estimam em mais de três milhões de t/a o volume de penas descartado no abate europeu de galinhas, refugo cujo fim de linha é a incineração ou aterro sanitário, segundo a entidade espanhola Amplas. A queratina obtida das penas constitui rígida e fibrosa proteína estrutural, aproveitável na produção de itens que vão de bioplásticos a fertilizantes e revestimentos têxteis. plasticos em revista

Veja também: Comida de tubarão, Comida de gente, Cadeia plástica, Vegeta, Compartilhe, A casa dos outros, Na estrada havia uma pedra, Pet é tudo de bom, Inseticida Natural contra lesmas e lagartas, China e 11 milhões de plásticos, Garrafas plásticas, Plástico temperado

Edited by cell

A ilha de lixo

Descoberta no Pacífico, em 1997, tem uma dimensão descomunal. O tempo para a decomposição desse material no mar é diferente da terra. Sacola Prática

LIXÃO FLUTUANTE tem 4 milhões de toneladas de plástico, sendo a origem: 80% vêm dos continentes; 20% são jogados por navios. Lorena Verli – Planeta Sustentável

ilha-de-lixo-Abre

A descrição pode parecer sinopse de filme de ficção científica, mas a ilha de lixo, ou 7º continente, como também é chamada, confunde os animais e algumas espécies sofreram mutações ao crescer em volta de pedaços de plástico. Pensamento Verde

ilha-de-lixo-tataruga

São produzidos anualmente cerca de 100 milhões de toneladas de plástico e cerca de 10% deste total acabam nos oceanos, sendo que 80% desta fração vem de terra firme. Projeto Ouro Azul

Entenda mais: A ILHA DE LIXOCUCOO MAR DE ARAL VIROU AREIA.BE MY EYES APPPEIXE-BOI MARINHOFLORENCE NIGHTINGALEXEQUE MONTEO AMARANTO INCA KIWICHA INVADE PLANTAÇÕES DE SOJA TRANSGÊNICA DA MONSANTO NOS ESTADOS UNIDOSCARTA DA TERRAÁGUAS DE MARÇOTHE MARTIANPLANETARIOPELADOS EM SANTOS

Sorvete de cachaça

SORVETE DE CAIPIRINHA
Ingredientes:

½ xícaras (chá) de açúcar;
½ xícaras (chá) de água;
600 g de cobertura de chocolate branco picada;
2 colheres (sopa) de aguardente;
200 ml de suco de limão;
6 gemas;
4 xícaras (chá) de creme de leite fresco.
Modo de preparo:

Ferva o açúcar com a água até obter uma calda grossa;
Bata as gemas e, sem parar de bater, acrescente a calda aos poucos, até formar picos firmes (cerca de 15 minutos);
Junte o chocolate branco, 2 xícaras do creme de leite e suco de limão, e derreta no micro-ondas, em potência média, por cerca de 4 minutos, pare na metade do tempo para mexer;
Acrescente em seguida as gemas batidas e a aguardente;
Bata o restante do creme de leite em ponto de chantilly misture tudo delicadamente;
Coloque em um refratário coberto com papel filme e leve ao freezer até que fique firme, aproximadamente 4 horas.

SORVETE DE VINHO
Ingredientes:

3/4 de xícara (chá) de suco de limão;
2 xícaras (chá) de água;
2/3 de xícara (chá) de açúcar;
3/4 de xícara (chá) de vinho tinto ou do Porto.
Modo de preparo:

Em uma tigela, misture o suco de limão, a água, o açúcar e o vinho até o açúcar se dissolver;
Despeje numa forma, cubra e leve ao freezer até o dia seguinte;
Bata a massa no liquidificador até obter um creme claro;
Volte à forma e cubra com filme plástico.
Deixe no freezer até ficar firme;

SORVETE COM AMARULA E UÍSQUE
Ingredientes:

1 Xícara(s) de Amarula;
5 Colher(es) de sopa de Chocolate em raspa para decorar;
2 Colher(es) de sopa de uísque;
3 Bola(s) de Sorvete de creme;
Modo de preparo:

Leve a Amarula ao fogo por 3 minutos, ou até ferver;
Tire do fogo e leve ao liquidificador junto com o sorvete e o uísque;
Bata por 30 segundos, divida em taças , decore com as raspas do chocolate e sirva em seguida.

SORVETE DE CHAMPAGNE E LICOR
Ingredientes:

2/3 xícara (chá) de açúcar de confeiteiro peneirado;
2 garrafas de champagne;
4 colheres (sopa) de suco de limão;
Licor de Mandarinetto ou Mandarino;
Folhas de hortelã e tirinhas de laranja para decorar.
Modo de preparo:

Peneire o açúcar de confeiteiro sobre uma forma não muito funda;
Acrescente o champagne e o suco de limão;
Leve ao congelador até ficar firme;
Assim que começar a endurecer nas bordas, retire do congelador e mexa com uma colher para misturar a parte já congelada com a parte ainda líquida;
Leve de novo ao congelador até quase firmar e repita esta operação várias vezes, até a massa apresentar cristais grandes, isto é, começar a solidificar;
Não mexa demais;
Para servir, raspe o sorvete com uma colher;
Coloque em taças previamente geladas;
Regue com o licor Mandarinetto;
Enfeite com as folhinhas de hortelã e as tirinhas de casca de laranja.

Veja também: Por que Pinga?, Vinho, Quase imortal!!!, Chás que Ajudam a Emagrecer, PLANKTON INVASION, Águas de março

Reciclável e/ou não!

O que fazer com todo lixo de nossa casa?

Reciclagem

O frasco de xampu, o potinho de iogurte, a latinha de suco, as revistas e jornais já lidos, aquele monte de embalagens que trazemos do supermercado?

Na sua casa você só precisa de duas lixeiras: em uma será colocado todo o lixo orgânico e na outra tudo o que for reciclável. O caminhão que recolhe o lixo reciclável mistura todos os materiais, é na cooperativa ou usina de reciclagem que ele é separado! Embalagens muito sujas precisam ser  limpas com água (porque economizar energia com a reciclagem, e desperdiçar na água!!!).

Cempre (Compromisso empresarial para a reciclagem), para localizar as cooperativas e entidades que retiram o lixo reciclável em todo o Brasil.

Não fique só na idéia……………..participe desta ação!

Atente para o que pode e o que não pode ser reciclado:

Pode ser recicado

Metal, Plástico, Vidro, Papel;
Pregos, canos, tampas, panelas, marmitex, enlatados, latas, ferragens e materiais descartáveis;
Copos, sacos, garrafas, frascos, produtos de limpeza biodegradáveis, tampas e embalagens;
Cacos, frascos de remédios garrafas, potes e embalagens;
Embalagens longa vida, jornais, revistas, lista telefônica, papelão, impressos em geral.

Não Pode

Clips, grampos, baterias, pilhas, aerossóis, latas de tintas e inseticidas;
Fraldas descartáveis, isopor, adesivos, cabos de panela, espumas e tomadas;
Portas de vidro, box temperado, espelhos, lâmpadas e pirex;
Cigarros, guardanapos sujos, fitas crepe, papel metalizado, plastificados ou fotos.

Consuma menos, reutilize, repense a sua responsabilidade e recicle!

Maria Cecília de Medeiros Prado

Minhocário

Veja também: Minhocário., Palets, Dia Mundial do Meio Ambiente., Veneno ecológico para matar ratos., Sem saída?, Pare e pense