31 Brutally Honest Illustrations By Gerhard Haderer Show What’s Wrong With Today’s Society

satirical-illustrations-gerhard-haderer-1


Art isn’t created just to please our eyes; it also transfers ideas and provokes thought on social problems. Austrian cartoonist Gerhard Haderer has been producing satirical illustrations and cartoons for adults for decades now, highlighting the awful problems with society. Greta JaruševičiūtėBoredPanda

Satirical Illustrations
Did you know that a couple of years ago, there were more selfie related deaths than shark related deaths?

Gerhard Haderer had even faced the court for one of his brutally honest books, The Life of Jesus. It triggered violent reactions, because of the society problems discussed in it, in Europe, especially from the Catholic Church. The story culminated in 2005 when Haderer was convicted in Greece for insulting the religious community and was given a six-month suspended sentence in absentia. A few months later, however, this verdict was corrected on appeal, and Gerhard Haderer was acquitted.

Satirical Illustrations
this happens so much at live concerts, just put the damn phone down and enjoy the experience!

The artist developed his realistic style when working as a graphic designer and illustrator for advertising agencies early in his career. It wasn’t until a cancer operation in 1985 when Gerhard abandoned his commercial dreams and became a freelance caricaturist and satirical illustrator, mainly focusing on social issues.

Satirical Illustrations
Actually even a put-on smile can lift your mood, say neuro-scientists.
Satirical Illustrations
Children missing childhoods.
Satirical Illustrations
This I do not understand. I like reading books in paper but there is nothing wrong with electronic editions. If anything, they are more eco friendly. It is still the same activity just different medium.
Satirical Illustrations
Well, at least it looks like they’re all getting along.
Satirical Illustrations
I’ve heard it said, how ironic it is that often times today, family time is getting everyone to put down their small screens and all look at the same big screen for a while.
Satirical Illustrations
same with our used clothes which we graciously “donate”
Satirical Illustrations
I’m not seeing this as a “fast food/obesity” thing, more like a CEO or corporate leader just greedily eating funds. Fat in wealth kind of thing
Satirical Illustrations
you can roll a piece of shit in glitter, it’s still a piece of shit.
Satirical Illustrations
Our governments today
Satirical Illustrations
“I thought that there would be more fish.”
Satirical Illustrations
Tinder date wile you go on tinder
Satirical Illustrations
tis the season
Satirical Illustrations
He can’t escape his reality, even in his day-dreams…
Satirical Illustrations
I immediately thought that the commando in the middle thinks in black and white, and reality is all sorts of colors.
Satirical Illustrations
Hose it down. Drone freak.
Satirical Illustrations
could someone translate?
Satirical Illustrations
Oh god I’m reading this on the toilet at work
Satirical Illustrations
Might be the smartest move?
Satirical Illustrations
George Orwell – Animal Farm: ”Twelve voices were shouting in anger, and they were all alike. No question, now, what had happened to the faces of the pigs. The creatures outside looked from pig to man, and from man to pig, and from pig to man again; but already it was impossible to say which was which.”
Satirical Illustrations
Context, variation on Albrecht Dürer’s Praying Hands.
Satirical Illustrations
Cannot unsee!
Satirical Illustrations
VEGAN?
Satirical Illustrations
Enough money you can do anything.
Satirical Illustrations
Not sure how many people knew this, but there is a forth monkey in this series. See no evil, hear no evil, speak no evil and do no evil.
Satirical Illustrations
No!!! How will you get the ball back now!
Satirical Illustrations
As the crisis of 29
Satirical Illustrations
this would be even better with teachers.
Satirical Illustrations
Holidays…so many people leaves at same time…so they get stuck on the road..,and they spend half of their vac waiting on the car…sad…reality

Hadererze-se: OS CARTUNS DA CONSCIÊNCIA, 20 comics para quem entende a loucura do mundo de hoje, Os índios nos gibis., TURMA DA MÔNICA TOY, ESQUENTA PARA AS OLIMPÍADAS DO JAPÃO, Cats In Different Art Style, Ficha Limpa!!!

Patrono do esporte brasileiro

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (24) o Projeto de Lei 2793/19, do deputado Filipe Barros (PSL-PR), que declara o piloto Ayrton Senna da Silva, morto em 1994, como patrono do esporte brasileiro.
Filipe Barros lembra que Senna morreu de maneira trágica, recebendo tratamento de herói nacional, em 1º de maio de 1994, aos 34 anos, após acidente no Grande Prêmio de San Marino, em Ímola.

O projeto tramitou em caráter conclusivo e seguirá para a análise do Senado, a menos que haja recurso para votação pelo Plenário da Câmara. Câmara dos Deputados – Pierre Triboli

Para o deputado é importante destacar que a relevância do piloto é reconhecida mundialmente, mesmo após 25 anos da sua morte. “Anos após sua morte, em 2009, Ayrton Senna foi eleito, numa consulta a 217 pilotos da Fórmula 1 pela revista inglesa Autosport, o melhor piloto de Fórmula 1 de todos os tempos”.

Diversos documentários foram feitos para contar a história de Senna. Em 2017 foi lançado um vídeo com depoimentos de diversos pilotos e integrantes do universo da F1 sobre o piloto brasileiro. Diário do Poder

Ayrton Senna da Silva, ou simplesmente Senna, foi um piloto de Fórmula 1 das décadas de 80 e 90 e maior ídolo brasileiro do automobilismo. Nasceu em São Paulo, no dia 21 de março de 1960, e morreu de maneira trágica em 1º de maio de 1994, após colidir com uma mureta de proteção no Grande Prêmio de San Marino, em Ímola. Seu velório foi um dos mais marcantes da história do Brasil, durou cerca de 22 horas e foi acompanhado por aproximadamente 240 mil pessoas.

A carreira de Senna no automobilismo começou como a da maioria dos pilotos: no kart. Aos quatro anos, Ayrton ganhou o seu primeiro kart, construído pelo seu pai. O motor foi tirado de um cortador de grama, mas chegava aos 60 km/h. O kart foi montado pelo pai foi o principal “brinquedo” de Ayrton na infância.

A partir dos sete anos de idade, Ayrton passou a dirigir um kart profissional, mas sem participar de competições. A primeira volta de Senna em um circuito de kart foi aos 11 anos, na chuva. Um ano depois, desmontou seu próprio kart para descobrir a função de cada peça e entender como poderia ser mais rápido. BrasilEscola

Terry Fullerton era, pra mim, um piloto completo. Tenho boas lembranças disso. Era competição pura, automobilismo puro. Sem política nem dinheiro envolvido.” (Ayrton Senna).


Apesar dos bons resultados nos testes pela Williams e McLaren, era arriscado para as grandes equipes contratarem um jovem como piloto titular. Senna conversou com a Lotus, equipe mediana da época, mas a única proposta oficial veio da pequena equipe Toleman. “Era melhor assinar com a Toleman do que me aposentar no automobilismo”, afirmou Senna.
As vitórias e ações de Senna o fizeram se tornar um herói nacional. No final da década de 80, o Brasil havia recém-saído da Ditadura Militar e passava por um momento econômico difícil. A renda per capita declinou e o percentual de brasileiros na linha da pobreza havia aumentado. O brasileiro não tinha muito do que se orgulhar, mas Senna fazia questão de afirmar sua nacionalidade e desfilava com a bandeira nacional em suas vitórias. Esses gestos e a exploração da imagem de Senna pela TV contribuíram para a construção de um arquétipo de herói nacional.

Silve-se: Ayrton Senna dSilva, Centro de Esportes Radicais,

Isso é normal?

ceara4

Você entraria num avião pilotado por uma mulher que já abortou? Se o aborto for legalizado, isso será normal. WandNews

gentediferenciada

parque-augusta

pqAugustaAberto

Veja também: Makota Valdina, Ana Primavesi, Engenheira agrônoma., Relatório Figueiredo, Scoring drugs, Violentamente pacífico, Ditadura da propaganda, A culpa é sua!, Candelária, COISAS QUE NINGUÉM DIZ PARA UMA MENINA GORDINHA, I Have a Dream, Robin Hulk, Jesus Negão, Na trave!, O Coxinha – uma análise sociológica, A verdade pode estar no ovo, En+coleira+ar

Neil Armstrong

Neil Alden Armstrong (Wapakoneta, 5 de agosto de 1930 — Cincinnati, 25 de agosto de 2012) foi um astronauta dos Estados Unidos, piloto de testes e aviador naval que escreveu seu nome na história do século XX e da humanidade ao ser o primeiro homem a pisar na Lua, como comandante da missão Apollo 11, em 20 de julho de 1969. Wikipédia

Veja também: John Titor , o VIAJANTE-ZERO, Vida inteligente., Bandeirantes Modernos, A importância do Doutorado, Vida Simples, Monte seu Fusca