150 demissões em um segundo

Você será demitido por um algoritmo. Parece uma profecia de mau agouro, mas esse é o destino que aguarda a maior parte das pessoas empregadas neste agitado primeiro terço do século XXI: ser contratadas e despedidas por máquinas, sem nenhuma intermediação humana. É possível que muitas delas passem por esse ciclo de destruição criativa em várias ocasiões ao longo de trajetórias de trabalho que prometem ser agitadas. É o fim do emprego para a vida toda, que era comum até o final do século XX. MIQUEL ECHARRIEl País

Animación despido

Em agosto, a Xsolla, filial russa de uma empresa de software e serviços interativos com sede em Los Angeles, fez uma reestruturação inovadora de sua equipe, atraindo a atenção de veículos de comunicação do mundo todo. Sem prévio aviso, ela decidiu demitir 150 dos 450 funcionários de seus escritórios em Perm e Moscou, seguindo apenas a recomendação de um algoritmo de eficiência no trabalho que os considerou “improdutivos” e “pouco comprometidos” com os objetivos da empresa.

Nem o impacto da pandemia nem as tão citadas “razões estruturais”. Desta vez, a causa alegada para justificar as demissões em massa foi o julgamento frio de um programa de inteligência artificial alimentado com big data. A medida foi tão drástica e incomum que o diretor-executivo e fundador da empresa, Alexander Agapitov, apressou-se em declarar à edição russa da Forbes que não concordava totalmente com o veredicto da máquina, mas era obrigado a acatá-lo devido aos protocolos internos pactuados com sua assembleia de acionistas. Ele até se ofereceu para ajudar os trabalhadores demitidos a encontrar novos empregos o mais rápido possível porque, em sua opinião, eles são, na maioria, “bons profissionais”.

O caso da Xsolla é um dos muitos exemplos de empresas modernas com vocação disruptiva que estão incorporando a inteligência artificial ao seu processo de tomada de decisões. O que é relativamente novo é que as funções que a máquina assumiu nesta ocasião são nada menos do que as da diretoria-geral de operações e das divisões de recursos humanos e gestão de talentos.

Em ‘Tempos Modernos’ (1936), Charles Chaplin já alertava para os perigos das máquinas no trabalho.GETTY IMAGES

O que não esperávamos era que as máquinas fossem se transformar em nossos chefes.

Stephen Normandin passou quase quatro anos em Phoenix, Arizona, entregando pacotes como motorista contratado para a Amazon.com . Então, um dia, ele recebeu um e-mail automático. Os algoritmos que o rastreavam decidiram que ele não estava fazendo seu trabalho corretamente. iG

Na Amazon , as máquinas costumam ser o chefe — contratando, avaliando e demitindo milhões de pessoas com pouca ou nenhuma supervisão humana.

Jeff Bezos, fundador da Amazon e da Blue Origin.JIM WATSON (AFP)

Durante anos, a empresa usou algoritmos para gerenciar os milhões de comerciantes terceirizados em seu mercado on-line, gerando reclamações de que os vendedores eram cancelados após serem falsamente acusados de vender produtos falsificados e aumentar os preços.

Em entrevista à CNBC, Jeff Bezos afirmou que as únicas decisões empresariais que é imprescindível deixar nas mãos de seres humanos são “as estratégicas”. As demais, as decisões “cotidianas”, por mais importantes que sejam, devem ser tomadas preferivelmente por algoritmos de inteligência artificial, porque eles agem “levando em conta todas as informações relevantes e sem interferências emocionais”.

Memedroid

Cada vez mais, a empresa está cedendo sua operação de recursos humanos também para máquinas, usando software não apenas para gerenciar funcionários em seus depósitos, mas para supervisionar motoristas contratados, empresas de entrega independentes e até mesmo o desempenho de seus funcionários de escritório.

Pessoas familiarizadas com a estratégia dizem que o fundador da Amazon, Jeff Bezos , acredita que as máquinas tomam decisões com mais rapidez e precisão do que as pessoas, reduzindo custos e dando à empresa uma vantagem competitiva.

A Amazon sabe que delegar trabalho a máquinas levaria a erros e a manchetes prejudiciais, disseram esses ex-gerentes, mas decidiu que era mais barato confiar nos algoritmos do que pagar pessoas para investigar decisões erradas, desde que os motoristas pudessem ser substituídos facilmente.

O que é claramente inaceitável, segundo Fabián Nevado, especialista em direito trabalhista e assessor do Sindicato dos Jornalistas da Catalunha, “é que nem os chefes de área nem os departamentos de recursos humanos assumam a responsabilidade por essa demissão, que se escondam atrás de algoritmos e outras inovações tecnológicas para fugir da responsabilidade e desumanizar ainda mais as relações trabalhistas”.

Memedroid

Os departamentos de recursos humanos desaparecerão a médio prazo caso se consolide a ideia de que a gestão de talentos (contratações, demissões, aumentos salariais, processos disciplinares, incentivos…) pode ser deixada completamente nas mãos das máquinas. “Muitos chefes de área também correrão perigo, principalmente aqueles cujo salário depende de sua capacidade para fiscalizar os trabalhadores sob sua responsabilidade.” Em um mundo de empresários inovadores, tecnologia de gestão de última geração e força de trabalho intercambiável, sobram os capatazes.

A União Geral dos Trabalhadores da Espanha aponta, em seu documento de trabalho Las Relaciones Algorítmicas en las Relaciones Laborales (“As Relações Algorítmicas nas Relações Trabalhistas”), que a barreira contra os algoritmos que demitem pessoas tem de ser uma regulamentação clara que exija, em primeiro lugar, a revelação dos critérios utilizados pela inteligência artificial. “É preciso aplicar o princípio da precaução”, diz o chefe de digitalização do sindicato, José Varela. Porque os algoritmos, como qualquer produto da inteligência humana, cometem erros. Além disso, não se preocupam se suas decisões terão um impacto negativo sobre “a segurança das pessoas ou seus direitos fundamentais”. Ou seja, se um algoritmo vai nos demitir, vamos exigir que ele nos demonstre, em primeiro lugar, que sabe o que está fazendo.

Memedroid

As máquinas hoje podem aprovar pedidos de empréstimo e até decidir se alguém merece liberdade condicional ou deve ficar atrás das grades.

Os legisladores estudaram o assunto, mas demoraram a promulgar regras para prevenir danos.

5 INVENÇÕES PERDIDAS DE NIKOLA TESLA QUE AMEAÇARAM A ELITE GLOBAL

A maioria das grandes invenções muda fundamentalmente a sociedade na qual elas estão inseridas. Uma vez que as pessoas no topo da estrutura social têm mais a ganhar reforçando o status quo, elas suprimem tecnologias revolucionárias, que podem ser favoráveis ao mundo, mas perigosas para sua existência.Engenheiro genial, Nikola Tesla não foi exceção. GOA

Raio da Morte

Nikola Tesla afirmou ter inventado um “feixe da morte”, que ele chamou Teleforce na década de 1930. O dispositivo era capaz de gerar um intenso feixe direcionado de energia “que poderia ser usado para descartar bombardeiros inimigos, exércitos estrangeiros ou qualquer outra coisa que você preferir que não existia”.

O chamado “Raio da Morte” nunca foi construído porque ele acreditava que seria muito fácil países destruirem uns aos outros. Tesla propôs que uma nação poderia “destruir qualquer coisa que se aproximasse dentro de 320 km (aproximadamente)… [e] fornecer um muro de poder” para “tornar qualquer país, grande ou pequeno, impenetrável contra exércitos, aviões e outros meios de ataque”. Ele disse que esforços foram feitos para roubar a invenção. Seu quarto foi invadido e seus papéis, revirados. Mas os ladrões, ou espiões, foram embora de mãos vazias.

Oscilador de Tesla

Em 1898, Tesla afirmou que tinha construído e implantado um pequeno dispositivo oscilante que, quando ligado ao seu escritório e em funcionamento, quase abalou o edifício e tudo ao seu redor. Em outras palavras, o dispositivo poderia supostamente simular terremotos. Percebendo os potenciais terrores que tal dispositivo poderia criar, “Tesla disse que deu marteladas no oscilador para desativá-lo, instruindo seus funcionários a alegar ignorância sobre a causa dos tremores, se perguntados”. Alguns teóricos acreditam que o governo continua a usar a pesquisa de Tesla em lugares como o HAARP no Alasca.

Uma vez Tesla decidiu fazer um experimento fora de seu laboratório e depois de localizar um prédio em construção no bairro de Wall Street, que ainda era um esqueleto de metal, ele colocou o oscilador em uma das vigas e o ativou. Em poucos minutos, toda a estrutura de dez andares do prédio começou a vibrar, assustando os trabalhadores e fazendo com que a polícia aparecesse.

Antes que alguém pudesse perceber o que estava acontecendo, Tesla desativou o dispositivo, colocou-o no bolso e continuou seu caminho. O inventor disse que em menos de uma hora poderia derrubar a ponte do Brooklyn e chegou a afirmar que, com uma máquina adequada e dinamite, seria capaz de dividir a Terra em duas.

Sistema de Eletricidade Gratuita

Com financiamento de JP Morgan, Tesla projetou e construiu o Wardenclyffe Tower, uma gigantesca estação de transmissão sem fio, em Nova York em 1901-1902. Morgan pensou que a Torre Wardenclyffe poderia fornecer comunicação sem fio em todo o mundo. No entanto, Tesla tinha outros planos.

Tesla pretendia transmitir mensagens, telefonia e até mesmo imagens por fax através do Atlântico para a Inglaterra e para navios no mar com base em suas teorias de usar a Terra para conduzir os sinais. Se o projeto funcionasse, qualquer um poderia ter eletricidade simplesmente furando um rode no chão. Infelizmente, a eletricidade livre não é rentável. E este sistema poderia ser incrivelmente perigoso para a elite global porque poderia mudar profundamente a indústria de energia.

Imagine como o mundo seria diferente se a sociedade não precisasse de petróleo e carvão para funcionar? Poderiam as grandes potências mundiais manter o controle? Morgan se recusou a financiar as mudanças. O projeto foi abandonado em 1906 e nunca tornou-se operacional.

Como explicado pelo próprio Tesla, a Terra é “… como uma bola de metal carregada movendo-se através do espaço”, o que cria as enormes e rápidas forças eletrostáticas que diminuem em intensidade com o quadrado da distância da Terra, assim como a gravidade. Como a direção da propagação irradia da terra, a chamada força da gravidade é em direção à Terra. Sora

Alguns acreditam que a famosa Torre Wardenclyffe de Tesla funcionava como um raio da morte. Que era uma super arma operacional e detinha o poder de criar grandes quantidades de destruição. Em 1908 na Sibéria, aconteceu uma das catástrofes mais alucinantes e misteriosas que já aconteceu na história humana.

O chamado ‘Evento de Tunguska’ foi a uma grande explosão que ocorreu em 30 de junho de 1908 na região de Tunguska na Sibéria, causando a destruição de mais de 2.000 km² de floresta de taiga, pressão e ondas sísmicas detectadas globalmente e luminescência brilhante nos céus noturnos da Europa e Ásia Central, combinado com outros fenômenos incomuns.

Disco Voador

Em 1911, Nikola Tesla disse ao The New York Herald que ele estava trabalhando em uma máquina anti-gravidade “voadora”.

“Minha máquina voadora não terá nem asas nem hélices. Você pode vê-lo no chão e você nunca pensaria se tratar de uma máquina voadora. No entanto, ele será capaz de se mover a vontade através do ar em qualquer direção com segurança perfeita, em velocidades mais altas do que as que já foram alcançadas, independentemente do tempo […]ou correntes descendentes. Ele vai subir em tais correntes, se desejado. Ele pode permanecer absolutamente estacionário no ar, mesmo no vento, para longo tempo. Seu poder de elevação não dependerá de dispositivos tão delicados, como pássaros têm que empregar, mas sim de uma ação mecânica positiva “. JONAS ESTEFANSKUniverso Alien

O disco voador de Tesla foi alimentado por um sistema de energia livre, numa época em que a aviação e a indústria automobilística dependiam do óleo e do petróleo. Sua invenção encontrou o mesmo destino que seu sistema de energia livre.

Aeronaves melhoradas

Tesla propôs que os dirigíveis eletricamente-energizados transportariam passageiros de New York a Londres em três horas, viajando 12,8 km acima da terra. Ele também imaginou que os dirigíveis poderiam extrair sua energia da própria atmosfera, sem precisar parar para reabastecimento. Aeronaves não tripuladas podem até ser usadas para transportar passageiros para um destino pré-selecionado[…]. Ele nunca recebeu crédito por sua invenção. No entanto, hoje, temos drones não tripulados realizando missões de combate, aviões supersônicos que voam a velocidades incríveis e a tecnologia do ônibus espacial que pode circundar a Terra na atmosfera superior.

Essas aeronaves não eram veículos comuns. Elas eram supostamente capazes de aproveitar a energia diretamente da atmosfera da Terra e não precisavam nunca parar e reabastecer. Mas por que ter aeronaves que usam energia de graça, se bilhões podem ser feitos com a venda de combustíveis fósseis, disseram os banqueiros.

Mais de cem anos atrás, Tesla inventou drones. Então, todo mundo que pensa que os drones são na verdade um produto de tecnologias recentes, você está errado. Era chamado de TELEAUTOMATON de Tesla. E o engraçado é que as agências de inteligência dos EUA e Alemanha nazista possuíam essa tecnologia há mais de cem anos. Isso porque espiões roubaram de Tesla.

Durante muito tempo se suspeitou que o FBI literalmente roubou todo o seu trabalho, pesquisa e invenções que ele tinha em sua posse quando ele morreu. Este boato já foi confirmado pelo recente e amplamente divulgado “Ato de Liberdade de Informação” liberados pelo FBI.

73 anos depois que o FBI apreendeu quase dois caminhões de papéis de Nikola Tesla, um dos inventores mais famosos do mundo, o Federal Bureau of Investigations divulgou os documentos ao público. O lote de documentos disponibilizados por meio da Lei de Liberdade de Informação também revela que Tesla não morreu em 7 de janeiro de 1943, como se acreditava anteriormente, mas um dia depois, em 8 de janeiro. Renato CunhaStylo Urbano

Confira os documentos desclassificados do FBI aqui.

Se você chegou até aqui, deve ter imaginado que Tesla ficou bilionário com suas invenções. Ele patenteou mais de 700 invenções mas morreu na pobreza. Como pode o maior gênio que o mundo já viu morrer pobre? Simples, suas invenções foram roubadas por agências de inteligência dos EUA e da Alemanha nazista. Após a morte de Tesla em 1943, seus documentos foram confiscados e classificados pelo FBI/CIA/NSA, permanecendo em segredo pelo governo dos Estados Unidos, para que pudessem utilizar essas tecnologias no Programa Espacial Secreto (SSP).

Como prêmio de consolação, ou em sua honra, seu nome foi adotado pelo Sistema Internacional de Medidas para a unidade de campo magnético ou indução magnética.

10 Fascinating, Extremely Rare Images of Nikola TeslaThe Curious Mind

Tesleze-se: Nikola Tesla, O QUE ELON MUSK DISSE SOBRE NIKOLA TESLA É REVOLTANTE!, Movida a água, NIKOLA TESLA e um SEGREDO!, Como Aprender Qualquer Assunto

Inteligência artificial conclui a “Décima” de Beethoven

Depois que computadores concluíram composições incompletas de Gustav Mahler e Franz Schubert, chegou a vez da sinfonia “inacabada” de Ludwig van Beethoven (1770-1827). Ao morrer, ele deixou esboços, em parte apenas breves fragmentos, não elaborados, de sua Sinfonia nº 10. Uma tentativa do musicólogo e compositor inglês Barry Cooper de concluir o primeiro movimento teve recepção pouco entusiástica ao ser estreada em 1988. Deutsche Welle

Em meados de 2019, a companhia de telecomunicações Telekom, sediada em Bonn, cidade natal do compositor, encarregou uma equipe de musicólogos, compositores e informáticos de analisar e assimilar o estilo beethoveniano, de modo a estar apta a terminar a “Inacabada” com apoio da inteligência artificial.

No decorrer do projeto, dispositivos de inteligência artificial foram alimentados com esboços e anotações do músico no limiar do classicismo para o romantismo, assim como com partituras de seus contemporâneos.

De modo análogo à rede neuronal do cérebro, o computador é capaz de criar novas conexões independentemente. Alimentado com sinfonias, sonatas para piano e quartetos de cordas de Beethoven, o sistema de IA foi progressivamente treinado para “pensar” como ele. Os resultados musicais que combinavam melhor entre si foram reintroduzidos no sistema, gerando mais música, e a composição foi crescendo.

Por ocasião dos 250 anos do nascimento do gênio musical alemão – devido à pandemia de covid-19, um pouco atrasado –, a obra híbrida foi estreada no sábado (09/10), dentro da programação do Beethovenfest de Bonn.

A prova dos nove foi a estreia da nova Décima de Beethoven pela Orquestra Beethoven de Bonn, regida pelo diretor musical geral da cidade, Dirk Kaftan, no sábado, no Telekom Forum, sob o título Beethoven X – The AI Project.

Beethoven X: The AI Project: Full Audio (Played By The Beethoven Orchestra Of Bonn)Sam

Para a pesquisa, tais cooperações são muito estimulantes, fornecendo dados sobre como as máquinas podem assistir os seres humanos – ou mesmo imitá-los em atividades criativas.

“Queríamos entender melhor qual é o estado da tecnologia na geração de música”, relata Ahmed Elgammal, diretor do laboratório Art & AI da Universidade Rutgers University de Nova York e programador do sistema de inteligência artificial Beethoven-KI. E, usando módulos de processamento da linguagem natural, “procuramos testar os limites”.

Só após a morte de Beethoven, em 1827, a posteridade ficou sabendo que a criação musical não era para ele uma tarefa simples. Relatos de contemporâneos que o vivenciaram no ato de compor influenciaram a imagem do maestro enredado na luta implacável e incondicional pela obra perfeita. Como neste quadro de Carl Schlösser, feito por volta de 1890.

Olhar sério, expressão ligeiramente severa, juba de leão: poucos compositores ostentam uma imagem tão popular como a do alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827). No entanto, foram sobretudo os retratos do fim de vida que fixaram essa imagem de artista revolucionário, combativo e difícil.

Beethoven: Symphony No. 9 | Daniel Barenboim & the West-Eastern Divan Orchestra (complete symphony)DW Classical Music

The West-Eastern Divan Orchestra conducted by Daniel Barenboim performs Beethoven’s Ninth Symphony at the Berlin Philharmonic. It’s supported by singers Angela Denoke, Waltraud Meier, Burkhard Fritz and René Pape. The West-Eastern Divan Orchestra is a very special ensemble: It is made up of young Israeli and Arab musicians and is campaigning for a peaceful solution to the Middle East conflict. The West-Eastern Divan Orchestra, which was founded in 1999, gives concerts all over the world. Proceeds from the concert in Berlin went to the Barenboim-Said Academy, which supports musical education programs.

The 9th Symphony in D minor op. 125 is the last finished symphony by the composer Ludwig van Beethoven. The work was premiered in Vienna on May 7, 1824 in the presence of Beethoven, who was already completely deaf and was a complete success. The fourth movement is also known as “Ode to Joy” and is one of the most popular songs in the world. Since 1985, the main theme of the last movement has been the official European anthem.

Beethozen-se: 11 músicas que falam de saudade, Capitão Fantástico, Bidu Sayão, De Jobim a Hermeto, O Dia Em Que a Terra Parou

Outubro Rosa

Embora, o outubro concentra a maior parte das ações, o INCA e o Ministério da Saúde recomendam que as atividades sejam continuadas ao longo do ano e que as mulheres estejam atentas aos sinais e sintomas do câncer de mama todos os meses, para que possam buscar assistência médica.

O Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama. A data, celebrada anualmente, tem o objetivo compartilhar informações e promover a conscientização e prevenção do câncer de mama; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade. Cebds

A campanha do Outubro Rosa no Brasil, começou em São Paulo, em 2 de outubro de 2002, quando um grupo de mulheres simpatizantes com a causa do câncer de mama, junto com o apoio de empresas iluminaram de rosa o o Mausoléu do Soldado Constitucionalista – Obelisco do Ibirapuera em São Paulo. A ação chamou atenção da mídia e deu início a campanha no Brasil.

Depois disso, o evento seguiu morno ano após ano. Somente em 2008 que a movimentação ganhou força em várias cidades brasileiras que abraçaram o Outubro Rosa, fazendo companhas, promovendo corridas e, assim como no resto do mundo, iluminando os principais monumentos com a cor rosa durante a noite. Santa Casa de Maringá

O Outubro Rosa só começou na década de 90, nos Estados Unidos, com apenas alguns estados americanos fazendo campanhas isoladas sobre o tema.

Só depois que a campanha foi aprovada pelo Congresso Americano que o mês de outubro foi reconhecido nacionalmente como o mês da prevenção contra o câncer de mama. Foi depois disso, inclusive, que os laços cor de rosa, símbolo do Outubro Rosa, começaram a aparecer.

O símbolo foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, durante a primeira Corrida pela Cura, realizada em 1990, na cidade de Nova York.

Na época, os corredores receberam o laço rosa para usarem durante a corrida e, depois disso, ele passou a ser distribuído em locais públicos, desfiles de moda e em outros eventos.

Roze-se: Outubro Rosa, Your Cannabis Grow, em outubro tem colheita., Gilberto Orivaldo Chierice, Projeto Divas, Polêmica de homem nu, Adoro essa parte da anatomia femimina.

Mandrágora

Los poderes de la Mandrágora – Criaturas Legendarias. Canal HISTORIA

Cultive sua Mandrágora de verdade!- DIY HARRY POTTER

Nome científico: Mandragora officinarum; Família: Solanaceae (batata).

O uso da raiz da mandrágora é muito antigo. Na Bíblia, em textos do antigo testamento (no livro do Gênesis e no Cântico dos Cânticos), é citado em Genesis 30:14 e Cantares 7:13. Sandra Rivetti – Jardim Cor

Desde tempos remotos usa-se a mandrágora para os mais diversos fins; dizem que ela possui qualidades de natureza medicinal e, tanto médicos como curandeiros, a recomendavam principalmente como analgésico e narcótico. Mas seu uso ia muito mais além, pois acreditava-se que ela era afrodisíaca e alucinógena. Vale do Mago

Era muito utilizada pelos antigos romanos como anestésico em suas cirurgias, mas em tempos medievais poucos a utilizavam por ser considerada uma planta de mau agouro.

Na Idade Média, acreditava-se que devia ser colhida somente em noite de lua cheia e arrancada da terra por um cão preto, pois se outro animal ou pessoa o fizesse, a raiz gritaria tão alto, que provocaria a morte.

As mandrágoras fazem parte do currículo de Herbologia do segundo ano da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. No ano letivo 1992-1993, o crescimento das mandrágoras da escola serviu para fazer uma poção restaurativa para reviver as vítimas de petrificação após a re-abertura da Câmara Secreta. Harry Potter Wiki

Durante a Batalha de Hogwarts, a Professora SproutNeville Longbottom e outros estudantes lançaram mandrágoras sobre as ameias do Castelo para atacar os Comensais da Morte.

Sempre que desenterrada, a raiz grita. O grito de uma mandrágora madura matará qualquer pessoa que o ouça, mas os gritos de uma mandrágora jovem normalmente só farão a pessoa desmaiar por algumas horas. Para estudá-las em Herbologia, a professora Pomona Sprout pede a seus alunos que usem abafadores para proteger seus ouvidos dos gritos. O grito de uma mandrágora é muito parecido com (se não o mesmo que) um grito de banshee, que também é fatal.

Entre as páginas do livro “Harry Potter e a Câmara dos Segredos”, de J.K.Rowling e de obras como “Romeu e Julieta” de William Shakespeare ou até em imagens de filmes como “Labirinto de Fauno”, de Guillermo Del Toro, a mandrágora está presente e desperta curiosidade em quem a vê.  Renata SilvaCiência 2.0

“A mandrágora é uma planta perene e que tem uma grande raiz principal, bifurcada e muito ramificada e que por vezes adquire a forma humana. As folhas têm 30 centímetros e são verde-escuras, ovadas, basais e as flores são de cor amarela ou púrpura”, explicou Carla Lixa, professora de Biologia. Os frutos por ela originados são carnosos e de cor amarela, sendo aromáticos e tóxicos. Foram apelidados pelos árabes como “as maçãs do diabo”, por terem propriedades consideradas afrodisíacas.

A mandrágora, planta que tem várias espécies e não apenas a referida, pertence à família botânica Solanaceae, é conhecida na história de várias civilizações por diversos nomes. A sua nomeclatura foi evoluindo ao longo dos anos, até que o nome científico que conhecemos hoje – Mandragora officinarum L. – foi dado pelo botânico sueco Carl von Linné (em Português, Carlos Lineu), criador da chamada nomenclatura binomial.

Há dois gêneros de plantas de nome “mandrágora” que são bem distintas e de famílias diferentes. Uma é parente do tomate e é considerada a verdadeiraTrata-se da Mandragora officinalis ; possui flores roxas e suas folhas se assemelham às da tançagem. A outra (Bryonia dioica) é parente da abóbora e possui as folhas em forma de palma; tem flores brancas e pequenos frutos vermelhos; é também conhecida como “Nabo-do-diabo”.

O nome mais abrangente desta planta, de acordo com o trabalho de Carla Lixa, provém do inglês, “mandrake”, ou seja, por um lado homem, devido à raiz que parece ter uma forma humana, por outro o “drake”, derivado de dragão, que faz alusão aos poderes mágicos.

Acreditava-se que a mandrágora tinha poderes mágicos, tendo sido associada muitas vezes a rituais de bruxaria, e que servia como tratamento, por exemplo, para a infertilidade. Ao longo de vários séculos, autores clássicos, como Sócrates, Demóstenes, Macróbio e Teodoreto, escreveram sobre as propriedades soníferas e anestésicas desta planta.

Mandrágora

De acordo com Rubim Almeida, docente de Biologia da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, consultado pelo Ciência 2.0, todas as mandrágoras “contêm alcaloídes (atropina, escopolamina, etc) que provocam delírios e outros efeitos hipnóticos e depressivos que podem causar muitos outros sintomas como bradicardia, delírios, vómitos e morte”.

No jardim de plantas mágicas e medicinais da Europa medieval do Cloisters, a filial do Museu Metropolitan à beira do Rio Hudson, no extremo norte de Nova York, reluzia a estrela em questão: a mandrágora. Marcelo Marthe – veja

Devido às dificuldades em encontrar mandrágoras em países fora da Europa, quando se trata de fins mágicos, utiliza-se, ao invés delas, o gengibre ou o ginseng. Ambas raízes também têm aspectos que se assemelham a um ser humano (antropomorfismo), com a vantagem de não serem venenosas.

Talvez, na Idade Média, onde as matas europeias eram mais densas, fosse mais fácil encontra-las na natureza. Hoje é realmente algo raro de se ver.

Teofrasto, filósofo grego que escreveu o primeiro tratado sobre plantas, contou, no livro “Enquiry Into Plants II” a história da lenda das mandrágoras que passamos a citar: “O herborista só o poderia fazer à noite. Primeiro, teria de se inclinar em direção do sol poente e homenagear as divindades infernais, isto é, as forças telúricas. O produtor deveria desenhar três círculos ao redor da planta com a sua espada de ferro virgem. Então, de frente para o oeste para evitar feitiços, ele deveria cortar porções das raízes secundárias. Em seguida, não deveria proceder pessoalmente à colheita pois, no momento em que era arrancada, a planta lançava um grito que matava ou enlouquecia aquele que o ouvisse. Por isso, depois de ter cuidadosamente tapado os ouvidos com cera, o herborista amarrava um cão à planta e atirava-lhe um pedaço de carne um pouco além do seu alcance. O cão corria e caía morto. Mas a mandrágora estava arrancada. Uma colheita tão perigosa merecia uma grande retribuição. Mas que importância tinha, já que a mandrágora reembolsava largamente seu comprador. Bastava fechá-la num cofre para que ela dobrasse o número de moedas que ele continha”.

 Jesse e Katherine Oldfield resolveram fazer um ensaio newborn do filho Theodore baseado em Harry Potter e a Câmara Secreta 

Jesse e Katherine Oldfield são moradores de Oregon, nos Estados Unidos, e grandes fãs de Harry Potter. Quando o primeiro filho do casal nasceu, Sebastian, ele teve um ensaio de fotos em que aparecia como o bruxo em um cemitério e foi um sucesso absoluto. NATHALIA SALVADOvírgula

Por isso, quando Theodore nasceu, eles decidiram fazer exatamente a mesma coisa. Inspirado na cena de Harry Potter e a Câmara Secreta, o bebê recém-nascido aparece como uma mandrágora chorosa, enquanto é observado por seu irmão mais velho.

Mandragoze-se: O colírio de Bald, poção de bruxa!, 4 receitas de bebidas que ajudam você a perder peso, Beterraba, Farmácia nunca mais, Ervas, chás e sucos para limpeza natural dos rins, 19 ervas medicinais, O Mundo Vegetal e as constelações, FAKE X DISCERNIMENTO e CARTA 7 de Platão, DENTE DE LEÃO, Cerveja Amanteigada de “Harry Potter “

Dia Internacional da Mulher

A origem do Dia Internacional da Mulher está repleta de controvérsias. Alguns associam o surgimento da data com a greve das mulheres que trabalhavam em Nova York na Triangle Shirtwaist Company e, consequentemente, ao incêndio que ocorreu em 1911. Juliana Bezerra

Já outros, indicam que ela surgiu na Revolução Russa de 1917, a qual esteve marcada por diversas manifestações e reivindicações por parte das mulheres operárias.

No dia 08 de março de 1917 cerca de 90 mil operárias russas percorreram as ruas reivindicando melhores condições de trabalho e de vida, ao mesmo tempo que se manifestavam contra as ações do Czar Nicolau II.

Esse evento, que deu origem à data, ficou conhecido como “Pão e Paz”. Isso porque as manifestantes também lutavam contra a fome e a primeira guerra mundial (1914-1918).

Além disso, em decorrência de um mal entendido feito por jornais alemães e franceses, foi criado um mito em torno do dia 8 de março de 1857, quando supostamente teria acontecido uma greve, que na verdade não ocorreu.

Anterior ao movimento das operárias russas, em 1908 houve uma greve das mulheres que trabalhavam na fábrica de confecção de camisas chamada de “Triangle Shirtwaist Company“, localizada em Nova York.

Em 28 fevereiro de 1909 aconteceu a primeira celebração das mulheres nos Estados Unidos. Esse evento surgiu inspirado na greve das operárias da fábrica de tecidos que ocorrera no ano anterior.

Um ano antes desse evento, em 1910, realizou-se na Dinamarca a “II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas“. Na ocasião, Clara Zetkin, do Partido Comunista Alemão, propôs a criação de um dia dedicado às mulheres.

Entretanto, a data foi definitivamente instituída pela ONU no ano de 1975, em homenagem à luta e às conquistas das mulheres. A escolha do dia 8 de março, por sua vez, está relacionada com a greve das operárias russas de 1917.

Curiosidades sobre o Dia da Mulher

  • 05 de setembro é comemorado o “Dia Internacional da Mulher Indígena” instituído em 1983. A data é uma homenagem à mulher quéchua Bartolina Sisa, esquartejada durante a rebelião anticolonial de Túpac Katari, no Alto Peru (atual Bolívia).
  • 25 de Novembro é comemorado o “Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher” instituído em 1981, no “Primeiro Encontro Feminista da latino-americano e do Caribe”, e oficialmente adotado pela ONU em 1999. A data marca o assassinato das revolucionárias dominicanas “Irmãs Mirabal”.
  • 25 de julho é comemorado o “Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra”. A data, instituída em 2014, é uma homenagem à líder quilombola que viveu no Brasil no século XVIII.
  • Em 1908, em Nova York, cerca de 15 mil mulheres marcharam reivindicando, dentre outros direitos, o do voto. Elas desfilaram segurando pães e rosas, uma vez que o pão representava a estabilidade econômica, enquanto as rosas significavam melhor qualidade de vida. Por isso, esse movimento ficou conhecido como “Pão e Rosas”.
  • A Marcha Mundial das Mulheres (MMM) é um movimento feminista internacional que surgiu em diversos países no dia 8 de março de 2000, Dia Internacional da Mulher .
  • Em 2010 no Brasil, a Marcha Mundial das Mulheres (MMM) foi representada pela ação de 3.000 mulheres que caminharam, durante 10 dias 120 km, de São Paulo a Campinas.

Paze e Roze-se: Dia Internacional da Mulher, Cidade Invisível, Comedia dell’arte, DIA DO HOMEM, Tag das séries by PARAÍSO NUBLADO, Receita de Spa em casa

Oito filmes que retratam o suicídio

A educadora e psicopedagoga Adriana Foz é taxativa em seu artigo É preciso falar com alunos e professores sobre o suicídio: “silenciar sobre o suicídio não ajuda a combater o problema. Informar, debater, ouvir e ser ouvido é o antídoto à ideia de que falar do assunto pode inspirar ondas de casos por imitação”. Para apoiar na condução do debate esses filmes que abordam o suicídio e podem servir de disparadores para a reflexão. CartaCapital

1. Um homem chamado Ove (2017)

Ove é um senhor amargurado, aposentado e viúvo. Aos 59 anos, alimenta a monótona rotina de visitar o túmulo de sua falecida esposa e descontar o mal-humor nas pessoas ao seu redor. Quando, enfim, decide interromper sua própria vida e vê seu plano dar errado, tem a chance de conseguir uma nova amizade.

2. Geração Prozac (2001)

Baseado no best-seller americano de Elizabeth Wurtzel, “Prozac Nation” retrata a vida de uma estudante de jornalismo ao ingressar em Harvard. A situação familiar frágil e as pressões das relações pessoais levam a jovem a desenvolver depressão e, com isso, pensamentos suicidas. As questões psicológicas levam a jovem a ser medicalizada com a droga Prozac.

3. Últimos dias (2005)

Em Last Days, filme inspirado nos últimos momentos de vida do cantor Kurt Cobain, o suicídio é trazido de maneira intimista. Cobain demonstra sentimentos de melancolia, vazio e procura de algo inatingível. No longa, a morte mostra-se como a única solução para tal agonia.

4. Garota Interrompida (1999)

A jovem Susanna Kaysen é encaminhada para um hospital psiquiátrico após ser diagnosticada como vítima de “Ordem Incerta de Personalidade” – uma aflição com sintomas tão ambíguos que qualquer garota adolescente pode ser enquadrada. No local, Susanna se depara com um mundo de garotas transtornadas com o aprisionamento.

5. Elena (2012)

Elena vai a Nova York para perseguir o sonho de se tornar atriz e deixa no Brasil uma infância vivida na clandestinidade, devido ao período da ditadura militar, e também a irmã mais nova, Petra, de sete anos. Duas década depois, Petra decide ir atrás da irmã. Ela segue as pistas que tem para encontrá-la, como cartas, diários e encontra em um lugar inesperado.

6. Gente como a gente (1980)

Conrad Jarrett tenta recuperar sua vida social após meses de internação em um hospital, fruto de uma tentativa de suicídio. No entanto a relação com os pais segue fria provocando conflitos ao longo do filme, que se centra na falta de comunicação familiar .

7. Uma razão para recomeçar (2017)

O amor de infância de Benjamin Morton por Ava é representado de maneira realista no filme, entre altos e baixos. Eles trafegam por tempos bons e ruins, até uma tragédia colocar em perigo o destino dos dois.

8. Uma vida com propósito (2016)

O filme narra a história da adolescente religiosa Rachel Jay Scott, que foi morta por dois adolescentes no colégio Columbine. O episódio, que vitimou um total de 13 pessoas, em 1999, e ficou conhecido como Massacre de Columbine, acendeu debates acerca do Bullying, das gangues do Ensino Médio e das leis de controle de armas. 

Viva: 188, gratuito para o suicídio, Algumas coisas podem esperar!, SUICÍDIO, por que ENTENDER?!?, Efeito Werther, Suicídio indígena, Love vigilantes, Depressão em idosos, CVV, Effortless Meditation ou Meditação Sem Esforço, spa day by home

Adriane Galisteu

#GalisteuSemFiltro – Falo o que não devo – Adriane Galisteu

GALISTEU NA PORTELA #GalisteuSemFiltro – Adriane Galisteu

PELAS RUAS DE NOVA YORK #GalisteuSemFiltro

Observe mais: Oil, which one to choose healthwise?INSTANTLY AGELESS ™A INVASÃO DO BRASILNAARA BEAUTY DRINK!!!CIDADES DEMOCRÁTICASLUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMlTORNE-SE UM MENDIGO.VIDACELL®Ouvidoria Municipal de Direitos HumanosREMÉDIO CASEIRO PARA CONTROLE DE PULGASRESERVE™URSOS-D’ÁGUAALECRIMGRAVIOLA, JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?MEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINE

Segurança da informação

seguranca_protecao_hacker_virus_0

Os profissionais de segurança precisam aprender a trabalhar com tendências tecnológicas se quiserem definir, alcançar e manter programas eficazes de proteção que ofereçam, de forma simultânea, oportunidades de negócios digitais com a gestão de riscos. Dez prioridades de segurança da informação, segundo o Gartner – Security Information News. In: CURIOSIDADES NA INTERNET .COM

seguranca206

Um computador quântico é muito mais rápido que um comum. É capaz de decifrar todas as formas de codificação, inclusive as mais seguras, que são utilizadas para proteger segredos de Estado, transações financeiras, e informação médica e de negócios. NSA trabalha em computador quântico que poderia decifrar qualquer senha

bug

Pesquisadores da Universidade de Nova York e do MIT desenvolveram uma técnica experimental que usa bugs para, acredite, reduzir a quantidade de falhas dos softwares. A ideia consiste em inserir uma quantidade conhecida de vulnerabilidades no código para entender quantos deles são descobertos por ferramentas que buscam brechas, criaram a técnica de baixo custo de adição de vulnerabilidades automatizadas em larga escala (Lava, na sigla em inglês). Security Information News

“Mesmo aqueles que descobrem que foram atacados, dificilmente admitem o fato, com receio de prejudicarem sua reputação. Na Inglaterra, por exemplo, as empresas já podem ostentar um certificado de que exercitam boas práticas de mercado no que diz respeito à segurança da informação, que rapidamente está se tornando um diferencial competitivo para as empresas que souberem administrá-lo.” (SALDANHA, 2002 citado por POPPER; BRIGNOLI, 2003, p. 2). Cássio Bastos Alves – MONOGRAFIAS

Enxergue mais: INSTANTLY AGELESS ™LIBERDADE PRIVATIZADA,  NAARA BEAUTY DRINK!!!, VIA LÁCTEA PELO NAVEGADORLUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUM1ª ARENA DE INOVAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULOPCD LEGAL: ACESSÍVEL PARA TODOSO TESTE DE TURINGOS CÃES, 1984!COMPUTER HISTORY MUSEUMBITCOIN

Habitat III

A Habitat III, conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) dedicada às cidades, vai explorar as possibilidades da agricultura urbana como solução para garantir a segurança alimentar, acontecerá de 17 a 20 de outubro, em Quito, capital do Equador. Aruna Dutt, da IPS/Envolverde. In: Outras Palavras

Enxergue mais: SP CIDADE LIMPALUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMINSTANTLY AGELESS ™23ª FEIRA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO (FEICOOP)DIA INTERNACIONAL DO YOGALICITAÇÃO SUSTENTÁVELPRIVATIZAÇÃO DE PARQUES!?!HINO NACIONAL EM DIALETO TICUNAQUEENSTOWN – NOVA ZELÂNDIA

Global Citizen Festival

À partir das 23h30, a TV Cultura se prepara para receber 2016 com o show inédito Global Citizen Festival, lançamento das metas globais das Nações Unidas, gravado em 26 de setembro, no Central Park, em Nova York. Entre os destaques do festival estão apresentações de Coldplay, Beyoncé, Pearl Jam e Ed Sheeran, e participações como a do ator Leonardo DiCaprio, mensageiro de paz das Nações Unidas da Ação Climática, e líderes como a feminista Malala Yousafzai e a primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. A atração vai ao ar nesta quinta-feira (31).

Picture Shows: Beyoncé
Picture Shows: Beyoncé

Entenda mais: AELITA ANDREFELIZ NATAL (A GUERRA ACABOU)SEVEN AGES OF ROCKTHE JOLLY BOYSMICHAEL MOOREFALANDO SOBRE PATO FU

Nada se cria, tudo se copia!

Cinco casos de fraude científica – incluindo plágio e fabricação de dados – foram divulgados nesta terça pela Fapesp, fundação pública que financia a pesquisa científica no Estado de São Paulo. Desde o lançamento do Código de Boas Práticas Científicas, em 2011, é a primeira vez que a instituição expõe conclusões de investigações. A medida é inédita no Brasil. Estadão

cienciadenisealves

“É importante que os recursos para pesquisa não caiam em mãos erradas. A divulgação dos nomes ajudará a coibir as violações de boas práticas”. (Sérgio Pena, um dos autores do guia Rigor e Integridade na
Condução da Pesquisa Científica, da Academia Brasileira de Ciências – ABC)

thebeagles

O Brasil apareceu no mapa da fraude cientifica mundial pela primeira vez com o caso de Denis de Jesus Lima Guerrater por ter forjado onze artigos anulados pela Elsevier, maior editora científica do mundo, conforme publicou a revista Piauí, de 2011. (olhar direto)

arardilla

CalvinAndHobbespalgio

“Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma”, Lei de Lavoisier. Sobrevivendo na Ciência

ratos-de-laboratorio

Veja também: Umbrella Corporation, Mão Santa, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, A máscara e algumas verdades, Turbina eólica caseira, Demãos dadas, A Ultima Ceia, Fusca híbrido, Free Energy, Veneno ecológico para matar ratos., Quem matou o carro elétrico?, Recadastramento Eleitoral Biométrico, Pegadinhas do Marco Civil da Internet, Sheherazade e a Secom, Ranking Mundial de Liberdade de Imprensa

Pessoas criativas são mais propensas à depressão e dependência química

Para o professor Michel Reynaud, chefe do departamento de psiquiatria e dependência no hotel Paul Brousse em Villejuif, Paris, existe uma ligação entre talento criativo, depressão e dependência.

“Os artistas são muitas vezes pessoas mais sensíveis, sentem mais intensamente as emoções. Isso acontece geralmente com escritores, poetas, músicos, atores, de muita qualidade, mas por trás de seres muitas vezes ansiosos, deprimidos, bipolares”, observa.

Além disso, produtos com o álcool e as drogas, geralmente disponíveis em seu ambiente – “meio de divertimento, festivo, de dinheiro” – são vistos como facilitadores da expressão artística. Megacurioso

Veja também: Quase imortal!!!, Comida para o espírito, Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas, Rebeldia, O teste de Turing, Coletores de sementes, A tua mente, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, Violentamente pacífico, Lâmpadas fritas

Repo man

repo-men-movie-poster-1-405x600

”Se você não paga as parcelas do carro, o banco vem e pega o carro de volta… Se você não paga a hipoteca da casa, o banco vem e toma a casa de você”. Este é o meu trabalho… “Se você não paga as prestações dos seus órgãos, nós o pegamos de volta”. Cinema BH

Repo-Men-O-Resgate-de-Orgãos02

Veja também: Empoderamento dos recursos, Não Foi Acidente, Umbrella Corporation, Robin Hulk, Ministério da Saúde, Vamos acabar com o domínio da Monsanto,2014, Ano do Pão e Circo, Parabéns Néstle, A Bela Adormecida, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Economia de mercado, De que lado você esta?, Somos todos doadores, En+coleira+ar

Multa não, ciclovia!


Casey Neistat resolveu fazer uma vídeo, após receber uma multa da polícia de Nova York por pedalar fora da ciclovia, para mostrar como seria a vida do ciclista caso não saísse em hipótese alguma da faixa reservada para as bicicletas.
bikeseguranca
bikepedalar

Veja também: Pedal sinalizado, Brasileiro Reclama De Quê?, Simulador Solar, Índice de Desenvolvimento Humano, Catador de ministros, Indivíduos perigosos, Pica pau retardado!!!, Mídia estão de luto, Coleira para crianças, absurdo?, No gás, Na trave!, Omissão., A tua mente, Rio 40 Graus