Eles Vivem

Eles Vivem (1988)

John Carpenter, escolheu símbolos que, ao mesmo tempo, martelam o patriotismo e o controle estatal exercido pela América daquele período – para contextualização: o filme foi lançado na era Reagan, quando o autoritarismo de seu governo e de sua guerra às drogas resultaram em inúmeros eventos de violência policial –, como também evoca elementos da construção mitológica da nação  e de ícones da cultura do país que servem como ferramenta de alienação. Matheus FiorePLANO ABERTO

Baseado no conto de Ray Nelson, Eight O´Clock in the Morning, Eles Vivem conta a história de um trabalhador que encontra um óculos muito diferente. Ele faz com que se possa enxergar a real aparência de seres que estão manipulando os humanos. Carol Suiter – ScifiBrasil

filme Eles Vivem dublado 1988Tairo Pedralli

Realizado dez anos antes de Matrix, o filme de Carpenter aborda de maneira mais adulta, áspera e consistente a ideia de uma manipulação coletiva das consciências e percepções. José Geraldo CoutoOUTRAS PALAVRAS

Mas é aí que reside uma inversão desconcertante. Se os filmes B dos anos 1950 sobre invasores (O dia em que a terra parouA guerra dos mundosVampiros de almasA bolha assassina) refletiam e exorcizavam o medo do comunismo na época da Guerra Fria, os vilões alienígenas de Eles vivem são representantes do capitalismo mais voraz e sem limites. “São empreendedores”, diz um líder da resistência clandestina. “A Terra, para eles, é só mais um planeta em desenvolvimento. O Terceiro Mundo deles.”

Sob a capa de diversão popular e ligeira (o que não deixa de ser), esse filme cujos heróis são dois operários é um estudo da alienação, isto é, da ideologia que passa por normalidade.

Viveze-se: A Odisseia dos Tontos, La Science des rêves, SÓ É ÍNDIO QUEM OPTA POR SER!, O dízimo da educação!, Capital Cultural, Preconceitos, padrões, estigmas e outras anomalias, O POVO BRASILEIRO, Um sonho, Cabeza borradora – Eraserhead, Parenti Serpenti, Ready Player One

Estupidez sem monopólio

estupidez3

estupidezpiramide

estupidezvotocorrupção

estupidezImage0005

estupidezheinze (1)

estupizcomunicacao3

estupidezglobo

Observe mais: GRAFITE SÃO ARTES PÚBLICASLUMINESCE™ BOLSA RURALISTA, QUER QUE DESENHE?YES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDEVOTO NULORESERVE™BRASILEIRO RECLAMA DE QUÊ?UM DEPUTADO NO CÉUNAARA BEAUTY DRINK!!!CONTROLE SOCIALBURGUESIA (VERSION ME)ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETAVIDACELL®O INGÊNUO ECONOMISTAERA PRA COPA? NÃO VAI SAIR, PARECE.CONSCIÊNCIA ESCOLARHO’OPONOPONO

Turismo sexual

riogirls
Simpsons no BR

[Flashback] The Simpsons – 13×15: Blame It on Lisa

turismosexualcultura
turista sexual

Blog-do-Ministério-do-Turismo
Blog Destino Brasil

Veja também: Indivíduos perigosos, Cinquenta Tons de Cinza, Repo man, Seven, Polícia, Hein? hã?, Umbrella Corporation, Maldito homem!, Cidadão, Vergonha de ser brasileiro, Halloween Saci!, Porque sim!, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Outros olhos, CRASSEFICADOS‏, Faça uma Evolução, Catastrofe natural?, Lixo! Eu?, X-Maus

Vergonha de ser brasileiro

vergonha de ser brasileiro
Acredite. Serra já quis contratar “médicos cubanos” no passado. BLOG DO MARCONE


Little-Rock-2

Veja também: Bolsa família, Omissão., A indústria farmacêutica está fora de controle?, Vergonha na lama, Maldito homem!, Brasileiro Reclama De Quê?, Xeque Monte, O Coxinha – uma análise sociológica, Individualidade fugaz, Reputação ilibada e notável saber jurídico., Água mata?, Carta da Terra, Jesus era Peripatético., Ministério da Saúde, Na trave!

Vinte centavos

Pra quem não entendeu ainda: os vinte centavos, um por um:

00,01 – a corrupção
00,02 – a impunidade
00,03 – a violência urbana
00,04 – a ameaça da volta da inflação
00,05 – a quantidade de impostos que pagamos sem ter nada em troca
00,06 – o baixo salário dos professores e médicos do estado
00,07 – o alto salário dos políticos
00,08 – a falta de uma oposição ao governo
00,09 – a falta de vergonha na cara dos governantes
00,10 – as nossas escolas e a falta de educação
00,11 – os nossos hospitais e a falta de um sistema de saúde digno
00,12 – as nossas estradas e a ineficiência do transporte público
00,13 – a prática da troca de votos por cargos públicos nos centros de poder que causa distorções
00,14 – a troca de votos da população menos esclarecida por pequenas melhorias públicas (pagas com dinheiro público) que coloca sempre os mesmos nomes no poder
00,15 – políticos condenados pela justiça ainda na ativa
00,16 – os mensaleiros terem sido julgados, condenados e ainda estarem livres
00,17 – partidos que parecem quadrilhas
00,18 – o preço dos estádios para a copa do mundo, o superfaturamento e a má qualidade das obras públicas
00,19 – a mídia tendenciosa e vendida
00,20 – a percepção que não somos representados pelos nossos governantes

Se precisarem tenho outros vinte centavos aqui, é só pedir.

Veja também: Comida de gente, Individualidade fugaz, Mosquitos vinho na foto, Ai meu Deus!, Não Foi Acidente, Casas de Mediação, Inside Job, Pra quem não entendeu ainda os vinte centavos, Jô Soares explica um por um