Parabéns Nestlé 2

Um canceriano sem lar.

african_activis wAter
Peter Brabeck-Letmathe, presidente mundial da Nestlé, uma das maiores empresas de gêneros alimentícios mundiais, afirma que a água é como qualquer outra commoditie agrícola, e deveria ser privatizada, explorada comercialmente e precificada, e acredita que “o acesso à água não é um direito público nem um direito humano.”.
Grandes empresas multinacionais de bebidas, como a Coca-Cola e Nestlé sugam milhões de litros de água de poços subterrâneos, deixando o público sofrer com tais faltas e geralmente recebem privilégios sobre a água (e até isenções fiscais) e sobre a sociedade porque criam postos de trabalho.
água5motivos

Veja também: Sucos caseiros cheios de saúde., Planeta dos Macacos, Individualidade fugaz, Piada sem sabor!, Juan dos Mortos, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, O Amaranto Inca Kiwicha invade plantações de soja transgênica da Monsanto nos Estados Unidos, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Um…

Ver o post original 28 mais palavras

X-Maus

x-maus

supervia_trem_rj

bandeirantesangue
tartarUGUINHAninja

Veja também: Cadê os Amarildos?, En+coleira+ar , Quem paga o Carnaval!, The Truman Show, A vida como ela é, Individualidade fugaz, Super Trunfo, Pica pau retardado!!!, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., A Escalada do Monte Improvável, de Richard Dawkins, Rorschach

Consumo colaborativo e sustentabilidade

TERRAMÉRICA – Consumo colaborativo e sustentabilidade.

Definido pela revista Time como uma das dez ideias capazes de mudar o mundo, o consumo colaborativo se impõe, seja como troca, aluguel ou venda, como uma nova ferramenta de desenvolvimento. Uma alternativa que surgia ao modelo de consumo excessivo na década passada nos Estados Unidos, esta prática de consumo se soma à atual demanda de ações sustentáveis com a tecnologia.

consumo colaborativo

Veja também: Fabiola Ortiz, Consumo colaborativo, A história das coisas, Arveres somos nozes, Estantes num instante, Tijolo, Inside Job, Instituto Alana, Carta da Terra, Omissão., Miniusina de energia, Amostras grátis, é possível., Repelente de insetos

Consumo colaborativo

O movimento que recebeu o nome de consumo colaborativo, consiste no intercâmbio e o compartilhamento de bens por meio de venda, troca ou aluguel. A ideia de consumo colaborativo consiste em estimular 5 (cinco) “Rs”: reduzir, reciclar, reutilizar, reformar e redistribuir, criando uma cadeia sustentável de comércio.

A motivação de alguém que compra artigos de segunda mão, na maioria dos casos, é economizar ou adquirir produtos que são feitos com materiais melhores e com design que não existe mais. A idéia é negociar artigos antigos em vez de jogá-los fora, diminuindo o desperdício e a demanda por novas mercadorias.

Por meio de escambo, é possível levar para casa produtos e serviços de todo tipo sem pagar nada, isso inclui bens intangíveis, como tempo e habilidades, compartilhar um mesmo bem com outra pessoa, como carros, bicicletas e escritórios, etc. .

Escaboo é um website desenvolvido para o consumo colaborativo e integrado às redes sociais onde as pessoas podem trocar seus bens, serviços e produtos já sem utilidade para uma pessoa, mas em bom estado, podem perfeitamente atender as necessidades de outra pessoa, e assim reciprocamente.

Reduz-se assim o impacto ambiental de toda a cadeia produtiva e logística desde a exploração das matérias primas até o produto final.

Desapego já!

SEBO LIVRE!

Veja também: Consumo colaborativo e sustentabilidade, Biblioteca Web, Empoderamento dos recursos, Licitações, A importância do Doutorado, FHC = THC, Miniusina de energia, Pare e pense