Receitas rápidas de verão

“qualquer um pode cozinhar” – Wikipédia, a enciclopédia livre.

O clima mais quente pede a necessidade de se alimentar de forma mais leve e balanceada para não correr o risco de ter complicações na saúde, como indisposição, sensação de peso ou até congestão. A aposta agora deve ser em pratos mais refrescantes e leves, como saladas e peixes grelhados, como estas receitas práticas e fáceis de fazer.

Salada de macarrão

Você pode cozinhar o macarrão e misturar milho, tomate, azeitona, presunto e queijo picadinhos, temperar com maionese e pronto – sirva frio e a qualquer hora! Você ainda pode usar frango, atum, outros legumes e tipos de macarrão (penne e parafuso, inclusive integral) são milhares de opções que você pode tentar, dependendo do seu gosto e do que tiver disponível na geladeira! Pitacos e Achados

Tabule

A salada de origem libanesa pode ser consumida fria é feita com trigo para quibe ao invés das tradicionais folhas verdes. O preparo é bem fácil e os ingredientes, simples: tomates e pepinos picadinhos, hortelã, salsinha e cebola. A parte mais demorada é deixar o trigo de molho, mas depois basta misturar todos os ingredientes e temperar com limão, azeite, noz moscada, sal e pimenta. Daí é só se deliciar!

Salada de grãos

A salada feita com grão de bico, para a receita deixar de molho e cozinhar o grão de bico na pressão. Depois misture com tomates, pimentão verde e cenoura picados, presunto cortado em cubinhos e tempere com páprica doce, azeite, sal e um pouquinho de molho de soja.

Ratatouille

O prato francês pode parecer algo fino e elaborado, mas de complicado o ratatouille só tem o nome, nutritivo e leve, cuja base é de legumes: berinjela, abobrinha, tomate, pimentão verde, cebola e alho. Prepare os legumes cortando-os em cubos ou rodelas/tiras e depois deixe a abobrinha e a berinjela de molho em água com sal. Refogue o alho, a cebola, os tomates e tempere com alecrim, manjericão, tomilho e pimenta do reino. Depois você pode prosseguir de duas formas, se estiver com muita pressa, coloque tudo na panela para cozinhar, se não, pegue um refratário e monte camadas intercaladas de legumes, começando com o refogado de tomates, depois a abobrinha, a berinjela e os pimentões, repetindo a ordem e levando ao forno para assar, pode ser servida tanto quente como fria.

Pudim de gelatina colorida – Bistro da Praça

Pudim de gelatina

Uma opção leve, deliciosa e com cara de verão é o pudim de gelatina, são só 2 ingredientes! Para dar uma incrementada na tradicional gelatina, escolha o sabor de sua preferência e hidrate o pó em ½ xícara de chá de água quente, depois é só misturar com uma lata de creme de leite, dividir em potinhos, decorar com frutas e levar para gelar! Se quiser uma versão mais light, utilize iogurte desnatado no lugar do creme de leite e bata no liquidificador.

Observe mais: MOUSSE DE VINHOYES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDESANDUÍCHES SEM PÃOLUMINESCE™COMO PLANEJAR UMA FESTARESERVE™COMIDA COLORIDA, NAARA BEAUTY DRINK!!!SANDUÍCHES SEM PÃOVOCÊ APRENDEU ERRADO NA ESCOLA, INSTANTLY AGELESS ™APPS QUE CUIDAM DO SEU PETMEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINEVIDACELL®FESTIVAL DE SOPAS CEAGESPARROZ BASMATI COM MILHO (VEGANA)GRAFITE SÃO ARTES PÚBLICAS

Manjericão

A palavra ocimum é derivada do grego e significa “para cheirar”, devido ao aroma pungente que parte das plantas desse gênero. Na medicina chinesa, o manjericão já era usado há muitos séculos. Ainda é tradicionalmente utilizado na Índia, onde é uma planta sagrada para Krishna e Vishnu, e citado como protetor espiritual para a família.
Por suas qualidades refrescantes e revitalizantes, é um excelente tônico para os nervos, fortalece a concentração e clareia a mente. Estimula os centros vitais.
Apresenta diversas variedades, mas a recomendada para aromaterapia é o manjericão-cheiroso, que tem flores cor de rosa pálido e um elevado percentual de linalol. Possui uma fragrância herbal agradável, doce, leve e refrescante.

FAMILIA BOTÂNICA: Lamiaceae (Labiatae)

PARTE UTILIZADA: florações e folhas

PROCESSO DE EXTRAÇÃO: destilação a vapor

PRINCIPAIS COMPONENTES QUÍMICOS: linalol, borneol, fenchol, cânfora, cineol, metilcavicol, eugenol, ocimeno, pineno, silvestreno, β-cariofileno.

PAÍS DE ORIGEM: natural da Ásia e da África, e hoje, amplamente cultivado na França, Itália, Bulgária, Egito, Hungria, Austrália e África do Sul.

COMBINA BEM COM: bergamota, pimenta do reino, sálvia-esclaréia, eucalipto, gerânio, Gengibre, Lavanda, Melissa, Néroli, Alecrim, Sândalo e Litsea Cubeba.

PROPRIEDADES: Analgésico, antidepressivo, antisséptico, antiespasmódico, carminativo, cefálico, digestivo, emenagogo, expectorante, antitérmico e nervino.

INDICAÇÕES: picadas de inseto, náusea, vômito, dispepsia, soluços, asma, bronquite, regras irregulares, cólicas menstruais, ansiedade, depressão, enxaqueca, dores de cabeça e tensão nervosa.

PRECAUÇÕES: Pode causar sensibilidade e irritação em pessoas com tendências alérgicas. Deve ser evitado em gestantes e crianças.

Fonte:
CORAZZA, S. Aromacologia – uma ciência de muitos cheiros. São Paulo: Editora Senac, 2004.
HOARE, Joanna. Guia completo de Aromaterapia. São Paulo: Pensamento, 2010.

Veja também: Inseticida Natural contra lesmas e lagartas, Sucos verdes, Câmarada, Plante uma árvore, Consumo colaborativo e sustentabilidade