Índios

 https://youtu.be/nM_gEzvhsM0

Índios – Legião Urbana

Cifra: Principal – Tom: G

 

Intro Primeira Parte 3x: G  D

Intro Segunda Parte: Am7  D11  Bm  Em  Am  D7  Bm  Em7

Primeira Parte:

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
        D11
Ter de volta todo o ouro

Que entreguei a quem
      Bm7
Conseguiu me convencer 

Que era prova de amizade
      Em
Se alguém levasse embora

Até o que eu não tinha

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
      D11
Esquecer que acreditei 

Que era por brincadeira
     Bm7
Que se cortava sempre um pano de chão
    Em
De linho nobre e pura seda

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
      D11
Explicar o que ninguém 

Consegue entender
            Bm7
Que o que aconteceu ainda está por vir
       Em
E o futuro não é mais 

Como era antigamente

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
    D11
Provar que quem tem mais 

Do que precisa ter
       Bm7
Quase sempre se convence 

Que não tem o bastante
 Em
Fala demais por não ter nada a dizer

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
            D11
Que o mais simples fosse visto

Como o mais importante
Bm7
    Mas nos deram espelhos 
   Em
E vimos um mundo doente

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
      D11
Entender como um só Deus 

Ao mesmo tempo é três
        Bm7
E esse mesmo Deus foi morto por vocês
        Em
Sua maldade, então

Deixaram Deus tão triste

Segunda Parte:

C  G7M/B        Am7
   Eu quis o perigo
           D/F#          G
E até sangrei sozinho entenda
   D/F#                    Em
Assim pude trazer você de volta pra mim
        C
Quando descobri que é sempre só você
          D11       G        D/F#
Que me entende do início ao fim

Em
   E é só você que tem 
   C
A cura pro meu vício de insistir
          D11
Nessa saudade que eu sinto
                F11+      G
De tudo que eu ainda não vi

(repete segunda parte da intro)

Terceira Parte:

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
       D11
Acreditar por um instante 

Em tudo que existe
     Bm7
E acreditar que o mundo é perfeito
       Em
E que todas as pessoas são felizes

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
   D11
Fazer com que o mundo 

Saiba que seu nome
   Bm7
Está em tudo e mesmo assim
    Em
Ninguém lhe diz ao menos obrigado

Am7
    Quem me dera ao menos uma vez
D11
    Como a mais bela tribo
Bm7
    Dos mais belos índios
     Em
Não ser atacado por ser inocente

Segunda Parte:

C  G7M/B        Am7
   Eu quis o perigo
           D/F#          G
E até sangrei sozinho entenda
   D/F#                    Em
Assim pude trazer você de volta pra mim
        C
Quando descobri que é sempre só você
          D11       G        D/F#
Que me entende do início ao fim

Em
   E é só você que tem 
   C
A cura pro meu vício de insistir
          D11
Nessa saudade que eu sinto
                F11+      G
De tudo que eu ainda não vi

Final:

C
  Nos deram espelhos 
                   F11+  G
E vimos um mundo doente
                             (final)
Tentei chorar e não consegui

Intro Primeira Parte:

Parte 1

     G
E|-3---3--------5-x-7-----------------------|
B|-0-0-------0----x-------------------------|
G|-0-0-----0-0--5-x-7-----------------------|
D|-5-----0--------x-5-----------------------|
A|--------------3-x-------------------------|
E|------------------------------------------|
     ↓       ↓

Parte 2

     D            D11
E|-2---2-----0------------------------------|
B|---3----------3---3-----------------------|
G|-2-2-----2-0----0-------0-----------------|
D|-0------------4-4-----4-4-----------------|
A|-------0------5-----0---------------------|
E|------------------------------------------|
     ↓            ↓       ↓

Intro Segunda Parte:

Parte 1   

     Am7
E|---3-2-3----3-2-3----3-2-3----3-2-3-------|
B|-----1--------1--------1--------1---------|
G|-----0--------0--------0--------0---------|
D|------------------------------------------|
A|-0--------2--------3----------------------|
E|----------------------------3-------------|
       ↓        ↓        ↓        ↓

Parte 2

    D11
E|---5-3-5----5-3-5----5-3-5----5-3-5-------|
B|-----3--------3--------3--------3---------|
G|-----0--------0--------0--------0---------|
D|-----4--------4--------4--------4---------|
A|-5--------0--------5--------0-------------|
E|------------------------------------------|
       ↓        ↓        ↓        ↓

Parte 3

     Bm
E|---7-5-7----7-5-7----7-5-7----7-5-7-------|
B|-----0--------0--------0--------0---------|
G|-----7--------7--------7--------7---------|
D|------------------------------------------|
A|------------------------------------------|
E|-7--------7--------7--------7-------------|
       ↓        ↓        ↓        ↓

Parte 4

     Em
E|---7-5-7----7-5-7----7-5-7----7-5-7-------|
B|-----5--------5--------5--------5---------|
G|-----0--------0--------0--------0---------|
D|------------------------------------------|
A|------------------------------------------|
E|-0--------7--------0--------7-------------|
       ↓        ↓        ↓        ↓

Parte 5

     Am
E|---8-7-8----8-7-8----8-7-8----8-7-8-------|
B|-----8--------8--------8--------8---------|
G|-----0--------0--------0----0---0---------|
D|------------------------------------------|
A|-0----------------------------------------|
E|----------7--------8----------------------|
       ↓        ↓        ↓        ↓

Parte 6

     D7
E|---8-7-8----8-7-8----8-7-8----8-7-8-------|
B|-----7--------7--------7--------7---------|
G|-----7--------7--------7--------7---------|
D|-0-----------------0----------------------|
A|----------0-----------------0-------------|
E|------------------------------------------|
       ↓        ↓        ↓        ↓

Parte 7

     Bm
E|--10-8-10---10-8-10---10-8-10---10-8-10---|
B|-----7---------7---------7---------7------|
G|-----7---------7---------7---------7------|
D|------------------------------------------|
A|----------9-------------------9-----------|
E|-7------------------7---------------------|
       ↓         ↓         ↓         ↓

Parte 8

     Em7
E|--10-8-10---10-8-10---10-8-10---10-8-10---|
B|-----8---------8---------8---------8------|
G|-----7---------7---------7---------7------|
D|------------------------------------------|
A|-7------------------7---------------------|
E|----------7-------------------7-----------|
       ↓         ↓         ↓         ↓

Primeira Parte:

Parte 1

     Am7
E|---0---3----5--x--3---3-------------------|
B|---1-----------x--1---1-------------------|
G|---0--------5--x------0-------------------|
D|---2-----------x--------------------------|
A|-0---2---x--3--x--------------------------|
E|---------x-----x----3---------------------|
     ↓                  ↓

Parte 2

     D11
E|------------------------------------------|
B|---3---3-3-3----3---3-3-3-----------------|
G|---0---0-0-0----0---0-0-0-----------------|
D|---4---4-4-4----4---4-4-4-----------------|
A|-5---0--------5---0-----------------------|
E|------------------------------------------|
     ↓   ↑ ↓ ↑    ↓   ↑ ↓ ↑

Parte 3

     Bm7
E|------------------------------------------|
B|---3---3-3-3----3---3-3-3-----------------|
G|---0---0-0-0----0---0-0-0-----------------|
D|---4---4-4-4----4---4-4-4-----------------|
A|-2------------2---------------------------|
E|-----2------------2-----------------------|
     ↓   ↑ ↓ ↑    ↓   ↑ ↓ ↑

Parte 4

     Em
E|---0---0-0-0----0---0-0-0-----------------|
B|---0---0-0-0----0---0-0-0-----------------|
G|---0---0-0-0----0---0-0-0-----------------|
D|---2---2-2-2----2---2-2-2-----------------|
A|-----2------------2-----------------------|
E|-0------------0---------------------------|
     ↓   ↑ ↓ ↑    ↓   ↑ ↓ ↑

Final:

Parte 1 (2x)

E|-3-------2---0--------------------------------------|
B|-0-0-0---------0-0---3---1-------0------------------|
G|---0-0---2---0-0-0---------0-0-------2---0----------|
D|---0-0---------0-0---4---2-0-0---0---0---0----------|
A|-----------x-----------x-----------x---x---x--------|
E|-3-----3---x-3-----3---x-3-----3---x-0-x-3-x--------|
     ↑ ↓         ↑ ↓         ↑ ↓       

Parte 2

E|-3-------2---0---------------------------3----------|
B|-0-0-0---------0-0---3---1-------0-------3----------|
G|---0-0---2---0-0-0---------0-0-------2---0----------|
D|---0-0---------0-0---4---2-0-0---0---0---0----------|
A|-----------x-----------x-----------x---x-2----------|
E|-3-----3---x-3-----3---x-3-----3---x-0-x-3----------|
     ↑ ↓         ↑ ↓         ↑ ↓

Observe mais: FÁTIMA, SÓ POR HOJEYES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDEFalando sobre Pato FuRESERVE™Tarde VaziaNAARA BEAUTY DRINK!!! Sexo seguro!VIDACELL®O Estado Laico, CADÊ OS ÍNDIOS QUE ESTAVAM AQUI?CARNAVAL É PERFEIÇÃO!INSTANTLY AGELESS ™Que País É Esse?

A Noite

A Noite – Tiê

Palavras não bastam, não dá pra entender
E esse medo que cresce e não para
É uma história que se complicou
E eu sei bem o porquê

Qual é o peso da culpa que eu carrego nos braços
Me entorta as costas e dá um cansaço
A maldade do tempo fez eu me afastar de você

E quando chega a noite e eu não consigo dormir
Meu coração acelera e eu sozinha aqui
Eu mudo o lado da cama, eu ligo a televisão
Olhos nos olhos, no espelho e o telefone na mão

Pro tanto que eu te queria, o perto nunca bastava
E essa proximidade não dava
Me perdi no que era real e no que eu inventei
Reescrevi as memórias, deixei o cabelo crescer
E te dedico uma linda estória confessa
Nem a maldade do tempo, consegue me afastar de você

Te contei tantos segredos que já não eram só meus
Rimas de um velho diário, que nunca me pertenceu
Entre palavras não ditas, tantas palavras de amor
Essa paixão é antiga e o tempo nunca passou

E quando chega a noite, e eu não consigo dormir
Meu coração acelera e eu sozinha aqui
Eu mudo o lado da cama, eu ligo a televisão
Olhos nos olhos, no espelho e o telefone na mão

Veja também: SOZINHO NÃO!, HAPPY TOGETHER, INEZITA BARROSO400 NUDESDIGA A ELANICK CAVE

Perfeição

Perfeição – Legião Urbana

Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos covardes
Estupradores e ladrões

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta de hospitais

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E sequestros

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
E comemorar a nossa solidão

Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta de bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão

Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!

Veja também: Carnaval é Perfeição!, Advogados, Impostômetro, Mapa da indecência, Só um minuto!, Oitavo Anjo, Justiça de mierda, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, Candelária, Liberdade de expressão, Desordem, FILHOS DA PROSTITUTA

Oitavo Anjo

Oitavo Anjo – 509-e

Acharam, que eu estava derrotado,
Quem achou estava errado,
Eu voltei, to aqui, se liga só, escuta aí:
Ao contrário do que você queria, to firmão, to na correria,
Sou guerreiro e não pago pra vacilar,
Sou vaso ruim de quebrar, oitavo anjo, do apocalipse, tenebroso,
como um eclipse. É, seu pesadelo tá de volta, no puro ódio, cheio de revolta, vou te apresentar o que você não conhece, anote tudo, vê se não esquece, você verá que não deixei me envolver, pra sobreviver por aqui tem que ser, mesmo no inferno é bom saber com quem se anda, se não embaça, vira, desanda. Vejo, vários irmãos tomando baque, o barato é feio, bem pior que o craque.
Quiaca todo dia Cabo branco na mão, encontrar a morte é um, dois, ladrão.
Mas um pilantra foi sentenciado, sua pena, morrer esfaqueado.
Aqui é foda, não tem comédia, o clima é de tensão maldade, inveja, a destruição, mora nesse lugar, e mesmo assim não deixei me levar,
soube chegar na humildade pá, faça o contrário, caro pode te custar.
Obrigado Deus, por me guiar, só em ti eu tenho forças para lutar.
(Descobri que além de ser um anjo, eu tenho cinco inimigos)
Irmãos de atitude, moram comigo, é, manos de estilo, Zé carnero doidera até os ossos, patrão de renome, vários sócios.
Facínoras contaminados pelo ódio, rejeição, abandono, é óbvio . Estar em cana é embaçado, quem nunca esteve, não tá ligado.
Uns querem te ajudar, outros te afundar, jogue o dado em quem confiar.
Quem é quem, difícil saber, só mesmo Deus, pra te proteger, fulano entra aqui, pede licença até pro boi, chega de vagar se vacilar, já foi.
Maluquinho primário, é cruel, sem tirar o gosto amargo do fél.
As grades, te fazem chorar, a saudade na direta, vem ti visitar.
É difícil ter a mente sã, detenção, pior que o vetinã, um cristão me ligou para me dar uma idéia, disse pra mim que jesus ta a minha espera, disse também, pra eu mudar de vida, ae mano, eu não me escondo atrás da bíblia.
Sou quem sou, assim sigo em frente, Deus está comigo, não preciso virar crente, nada contra quem é na fé, mas tem canalha que se esconde né?
Muitas coisas aprendi, várias fitas erradas, na prisão eu vi.
Injustiças aqui, humilhação ali, cadáveres sangrando, perto de mim, obrigado meu Deus por me guiar, só em ti eu tenho forças para lutar.
(Descobri que além de ser um anjo, eu tenho cinco inimigo).
Cadeia, um cômodo do inferno, seja no outono, no inverno.
Sem anistia, todo dia é foda, cadeia, ae maluco, to fora.
Continuar no crime, não to afim, não quero mais essa vida pra mim.
Num pássaro voando enxerguei minha verdade, compreendi o valor da liberdade. Na paz, sigo sempre mais, pena que esta idéia pra você tanto faz.
Escutar ou não, qual a diferença?
Representei, não tive recompensa.
Se conselho fosse bom, não se dava, luz pra cego, que piada.
Ae mano, pelos ouvidos, não seja você mesmo seu próprio inimigo. Termino por aqui, espero que me entenda, pra que depois não se arrependa.
É tudo no seu nome, decide aí, escolha seu caminho, o exemplo tá aqui.
Obrigado meu Deus,por me guiar, só em ti eu tenho forças pra lutar.
(Descobri que além de ser um anjo, eu tenho cinco inimigo,preciso de uma casa para minha velhice, porém preciso de dinheiro para fazer investimentos).

Veja também: Atrás de mim!, The wall, Fátima, Procon divulga listas de empresas, Reputação ilibada e notável saber jurídico., Justiça de mierda, Advogados, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Ta foda ser brazileiro!!!, PÁTRIA MADRASTA VIL