TEORIA DO CAPITAL HUMANO – RESUMO

A teoria do capital humano inovou a concepção de sociedade dos políticos e empresários modernos. Enquanto o mundo todo buscava aumentar a linha de produção, intensificar o ritmo de trabalho e focar no maquinário, Theodore Schultz caminhou na direção contrária, focando a economia na alegria do homem de carne e osso. TÊTE-À-TÊTE

A Teoria do Capital Humano alega que investimentos em educação e saúde podem aprimorar as habilidades e a vontade de trabalhar dos indivíduos, aumentando sua satisfação e produtividade, o que melhoraria a sociedade como um todo.

Capital vem do latim, capitale, palavra latina originada da palavra caput, que significa “cabeça”. Isto é uma alusão à riqueza, que em outros tempos era maior de acordo com a quantidade de cabeças de gado possuídas. O termo também pode significar liderança e poder.

Em economia, capital é um bem destinado à produção de outros bens econômicos. Por exemplo, uma máquina que faz xícaras é um capital, porque produz outros bens econômicos.

O dinheiro é uma espécie de capital, porque com ele é possível adquirir outros bens ou comprar materiais necessários para alguma produção. O dinheiro, portanto, gera valor ou itens de valor. 

Por sua vez, os bens de consumo estão diretamente ligados à satisfação do homem. Antes de Schutz, grande parte dos intelectuais da economia não consideravam os bens de consumo como capital.

A teoria do capital humano de Schultz, em resumo, traz uma inovação na maneira de classificar o capital e no modo de hierarquizar os bens econômicos.

Muitos economistas encaravam os bens de consumo como algo não produtivo, focando no desenvolvimento do capital técnico, ou seja, equipamentos e geração de valor stricto sensu. Schultz vê a economia de modo diferente.

Para ele, quanto mais um funcionário estiver satisfeito na vida pessoal, maior será a possibilidade de que ele trabalhe mais e melhor.

Schultz vê nos bens intelectuais, nos bens de consumo e nos bens pessoais uma possibilidade de aumentar as produções de capital. Assim, os bens da vida particular, que estão fora do termo capital da economia, foram chamados de capital humano.

A teoria afirma que o auxílio no aperfeiçoamento da vida pessoal dos trabalhadores é um investimento que pode ser feito pelo governo e pelas empresas. Alguns exemplos são:

  • investimento do governo para aprimorar escolas, pensando na diversão dos alunos e no ensino da moral;
  • investimento das empresas na saúde dos trabalhadores, fornecendo médicos, dentistas e nutricionistas;
  • investimento no aprimoramento intelectual dos funcionários, com cursos de ética, psicologia, literatura e etc.;
  • realização de palestras sobre temas importantes para a vida particular e social;
  • investimento das empresas no aprimoramento dos funcionários em questões técnicas, que não sejam 100% relacionadas com o trabalho do funcionário;
  • incentivo à união dos funcionários através de confraternizações e prática de esportes coletivos e atividades de lazer.

A maneira como Theodore Schultz descobriu esses elementos influenciou grande parte dos postulados da teoria do capital humano, segundo sua teoria, quanto maior o desenvolvimento do capital humano, maior o desenvolvimento do capital.

Theodore Schultz, criador da teoria do capital humano
Theodore Schultz, criador da teoria do capital humano.

A teoria do capital humano surgiu em 1971, através das observações do economista da Universidade de Chicago, Theodore Schultz, ganhador do prêmio Nobel de economia. Schultz estava desenvolvendo a disciplina da Economia da Educação, até que chegou ao ápice dos seus estudos no lançamento do livro Investment in Human Capital: The Role of Education and of Research, em 1971.

O rápido reerguimento de alguns países após a II Guerra Mundial foi vital para a teoria do capital humano.

O Japão e a Alemanha reergueram suas economias rapidamente no pós-guerra. Em contrapartida, a Inglaterra fazia racionamento de alimentos anos depois do fim dos conflitos.

Estudando esse fenômeno, Schultz percebeu que os países que melhor se reconstruíram, passaram por uma intensa dedicação nas áreas da saúde e da educação de todos os seus cidadãos.

Sem os empecilhos de ter que correr atrás de sua sobrevivência e com um bom foco profissional, fornecido pela educação, os cidadãos japoneses e alemães podiam dedicar-se à vida acadêmica e de produção técnica com muita facilidade.

Schultz também constatou que os EUA tinham uma vantagem que os favorecia economicamente: seus cidadãos investiam em aprimoramento pessoal. Os EUA eram a maior economia do mundo, e ao mesmo tempo eram um dos países que mais possuíam a cultura de desenvolvimento pessoal.

Schultz relacionou os dois fatores e descobriu que os investimentos pessoais eram uma das causas primárias do sucesso econômico dos Estados Unidos.

A teoria do capital humano passou a ver o investimento em bens particulares e bens de consumo como um dos principais potencializadores da economia, diferentemente do que propõe a tese marxista.

Os representantes da teoria econômica do capital humano, por sua vez, afirmam que a aplicação de seus métodos é benéfica tanto para os patrões quanto para os funcionários. Os trabalhadores receberiam o salário justo e investimentos que vão além do pagamento devido.

Os capitais humanos são todos os bens pessoais que geram satisfação à pessoa e que elevam as capacidades que não estão diretamente ligadas a função do trabalhador, exemplos de capitais humanos são:

  • Desenvolvimento cultural — conhecimentos humanos como filosofia, psicologia, literatura;
  • Desenvolvimento de conhecimentos técnicos, como informática, comunicação objetiva e conhecimento gramatical;
  • Conhecimento de bons valores através da ética, especialmente ética profissional;
  • Atividades de lazer.
Em que sentido a teoria do capital humano está presente nas políticas educacionais?

Um dos principais fatos sociológicos para a disseminação da teoria foi o apoio das instituições pertencentes ao acordo de Bretton Woods, que consistiu na resolução de grandes instituições financeiras para financiar iniciativas vocacionais e educacionais pelo mundo. As principais instituições que assinaram o pacto foram o Fundo Monetário Internacional – FMI e o Banco Mundial.

Um dos principais investimentos no Brasil é o BIRD, projeto que emprestou 250 milhões de dólares para a realização do projeto Novo Ensino Médio.

Gary Becker foi um dos responsáveis em disseminar a teoria do capital humano no meio acadêmico, fazendo com que o pensamento adquirisse importância intelectual em diversas faculdades.

Uma das influências de Schultz no Brasil pode ser vista no grande investimento do país em educação, que cresceu exponencialmente após a década de 80. Brasil, Pátria Educadora, era o principal lema do governo da presidente Dilma Rousseff, a partir de 2015.

Um estudo feito por Ricardo Paes de Barros demonstra que os investimentos financeiros na educação brasileira cresceram, mas a produtividade profissional ficou estagnada e demonstrou quedas em alguns períodos.

Gráfico à respeito da evolução da qualidade de ensino em certos países, incluindo o Brasil.

Em 2018 o Brasil participou do PISA, uma pesquisa de avaliação do ensino escolar internacional. Dos 79 países que participaram, o Brasil ficou na 60ª posição. Atrás dos Emirados Árabes Unidos, Vietnã e México. 

O percentual do PIB brasileiro que sai dos cofres públicos para financiar a educação chega a ser de quase 6%, totalizando mais de R$100 bilhões de reais. Esse número não está abaixo do padrão da OCDE; antes, pelo contrário, é 30% maior que a média.

O problema da educação brasileira não é de investimento. É necessário analisar como é usado esse investimento e qual é o método de ensino.

O Brasil utiliza o método educacional do socioconstrutivismo, na vertente do educador Paulo Freire, que vislumbra uma educação que liberta. Platão, Aristóteles e tantos outros falaram sobre o papel que a educação tem, incluindo o viés de libertação da alma.

O professor de história, Thomas Giulliano, autor do livro Desconstruindo Paulo Freire, explica que o patrono da educação tratava a história do Brasil como formada pela alienação, pelas desigualdades e pela opressão e, assim, sua pedagogia deveria ser o meio de libertação do aluno, tornando-o um agente transformador da sociedade.

O ensino de Paulo Freire é baseado na doutrina da luta de classes de Karl Marx, segundo o aluno deve ser educado para militar contra a lógica da economia de mercado e dos valores conservadores, instituições que Marx encarava como as causas dos males da sociedade.

Segundo o especialista em educação, professor Felipe Nery, o problema da educação no Brasil não é um problema de falta de recursos ou de pouco investimento, o Brasil aplica em seu sistema educacional um “valor” acima da média dos países desenvolvidos. O problema é ideológico e começou no período militar. 

Nesse período, o primário passou a ser voltado à formação intelectual do aluno e o secundário à preparação de trabalhadores para o mercado.

Paulo Freire tornou-se secretário da educação de São Paulo, criou a medida da aprovação automática e sua doutrina educacional, que envolve a alfabetização e a educação militante, tornou-se regra nos currículos universitários brasileiros, estabelecendo esses fundamentos na sua maior obra, intitulada Pedagogia do Oprimido.

Ou seja, há um problema na cultura educacional: ela instrumentaliza politicamente os alunos ao mesmo tempo que compacta seus conhecimentos e técnicas para o mercado de trabalho. brasilparalelo

Humanize-se: E se Karl Marx vivesse hoje em dia? Socialismo vs ou = Capitalismo, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, BRANCA ALVES DE LIMA, Paulo Freire plagiou professor americano e destruiu a educação brasileira, Gatos x cachorros x escravos

Mineirinho

Mas há alguma coisa que, se me faz ouvir o primeiro e o segundo tiro com um alívio de segurança, no terceiro me deixa alerta, no quarto desassossegada, o quinto e o sexto me cobrem de vergonha, o sétimo e o oitavo eu ouço com o coração batendo de horror, no nono e no décimo minha boca está trêmula, no décimo primeiro digo em espanto o nome de Deus, no décimo segundo chamo meu irmão. O décimo terceiro tiro me assassina — porque eu sou o outro. Porque eu quero ser o outro.

Sua morte foi amplamente noticiada pelos jornais e revistas da época, dentre elas a Senhor, na qual Clarice Lispector cronicava desde 1958. O texto Um grama de radium – Mineirinho foi encomendado pelo conselho editorial e publicado no mês seguinte ao fato. IMS

clarice linspector

Mineirinho, que inspirou o conto de Clarice Lispector, foi mais um desses chamados “bandidos”, transformados pela imprensa marrom no inimigo público número um. Para os moradores do morro, Mineirinho era uma versão carioca de Robin Hood. Geledes

clispector assinatura

O que eu quero é muito mais áspero e mais difícil: quero o terreno.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é clarice.png

Gravação de “Mineirinho” conto de Clarice Lispector, por Klaus Novais – audio Ricardo Calixto, realizada para o projeto socioeducativo “Ouvindo Livro” (2010). mundinhos

Eles eram muitos cavalos

Uma cidade rasgada pela diversidade humana, mosaico composto por gente de todos os lados do Brasil e de todas as classes sociais existentes e inexistentes. Gente perdida num anonimato interminável como exige o viver em São Paulo. Um olho mágico bastante revelador do grande rebanho anônimo que vive desgarrada e desesperadamente em São Paulo. Do qual ninguém mais sabe nome, pelagem ou origem. Boitempo Editorial

O primeiro romance do autor brasileiro Luiz Ruffato, Eles Eram Muitos Cavalos., publicado originalmente em 2001, autor premiado com o Prémio Machado de Assis, revelou Ruffatto ao Brasil e ao mundo, com uma obra dita pós-moderna e experimental, conjugação de várias vozes e de várias histórias, um mosaico da cidade de São Paulo em pinceladas autónomas que compõem as 69 partes deste livro. Comunidade Cultura e Arte

Mude conceitos, você pode e deve: LUIZ RUFFATOVida respeitável, Amostras grátis, é possível., Inside Job, A Melhor plástica de todas!!!, Convite à Filosofia, PÁTRIA MADRASTA VIL, A história das coisas, Cospe logo!, Empoderamento dos recursos, Saramago, Ouro de tolo, DECLARAÇÃO IRPF 2012, Aniversário da revolução de 1964, Só um minuto!

Ascese, de Nikos Kazantzákis

“Vimos o círculo superior das forças turbilhonantes. A esse círculo denominamos Deus. Podíamos dar qualquer outro nome que quiséssemos: Abismo, Mistério, Escuridão Absoluta, Luz Absoluta, Matéria, Espírito, Última Esperança, Última Desesperança, Silêncio.

Mas o denominamos Deus, porque apenas esse nome, por razões imemoriais, abala profundamente o nosso âmago. E esse abalo é indispensável para tocarmos corpo a corpo, além da razão, a terrível essência.” Plano Crítico

Mude conceitos, você pode e deve: Cospe logo!, Estrito cumprimento do dever, Não Foi Acidente, Comida de gente, Michael Moore, Eu sou o meu Deus., Não Foi Acidente, Ser ou não ser., Jesus Negão, Somos todos doadores, Santa Buceta, A verdade pode estar no ovo, A tua mente, Amor do pai

100 Black Beauty Girls

100 livros infantis com meninas negras, é um projeto do blog A mãe preta que busca trazer visibilidade para as meninas negras na literatura in fantil.100meninasnegras

Enxergue mais: INSTANTLY AGELESS ™, NAARA BEAUTY DRINK!!!, LIVROS PARA COLORIR, INSTALANDO LIVROS, MC SOFFIA, PCD LEGAL: ACESSÍVEL PARA TODOS, O ESCARAVELHO DO DIABO, PLANETARIO, AUDIOTECA SAL E LUZ, A LEI DA ÁGUA, ÍNDIO EDUCA, PROGRAMAÇÃO EM JAVA, PAULO FREIRE, CÂMARADA

E-BOOKs GRATUITOS

e-books completos para download. Apreciem sem moderação! Portal Cultural & Livraria Virtual.

A iniciativa de disponibilizar este prodigioso banquete cultural é do Arquivo Kronos. Deixamos aqui manifesta nossa gratidão por este serviço público que estão prestando aos estudiosos das mais variadas vertentes das ciências humanas ao reunir e disponibilizar este excelente arsenal. COLEÇÃO A CASA DE VIDRO NO FACEBOOK

Observe mais: LE LIVROSBIBLIOTECA WEBCAMARÁ BLUES – UM ENSAIO AUDIOVISUAL DANIEL CHOMAO LIVRO DE ELIPHILIP K. DICKNAARA BEAUTY DRINK!!!A RAINHA DE MAIOTORNE-SE UM MENDIGO.LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUM10 LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETAPROJETO EM BAMBU PROJETOINSTANTLY AGELESS ™MEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINETHE JOLLY BOYSVIDACELL®PROJETO DIVASLIVROS PARA COLORIR MARCO REGULATÓRIO DAS ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL (MROSC)RESERVE™7 LIVROS DE FICÇÃO CIENTÍFICA QUE TODO HOMEM DEVERIA LEREMOCIONARIOLEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Somos Toscos Iguais

belmont_33x33

bar3_30x30

Aqui em São Luis do Maranhão, como em todo o estado, quando um reggae é bom, chamam a música de pedra, por isso o meu pai, um regueiro de primeira linha, colocou o nome do bar de bar da pedra. Você que mora fora do Maranhão deve tá se perguntando:”então, aí no Maranhão quando um usuário de crack usa uma pedra boa ele chama ela de reggae?” Somos Toscos Iguais

bardogomes_50x31

Enxergue mais: O SENHOR DO LABIRINTOBEER, WHAT’S?A RAINHA DE MAIOVIDACELL®EVOLUIMOS?OUTROS VIAJANTES DO TEMPONAARA BEAUTY DRINK!!!HOJIS É SEXTISLIBERDADE DE EXPRESSÃOJEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?COMO PLANEJAR UMA FESTAO DIA EM QUE A TERRA PAROULUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMCANTAR

Emocionario

El Emocionario describe, con sencillez, cuarenta y dos estados emocionales para aprender a identificarlos y, así, poder decir lo que realmente sentimos. Palabras Aladas

Es un regalo perfecto para niños a partir de 6 años, pero en realidad es un maravilloso regalo para toda la familia, los padres aprenderán tanto como los hijos. Es un itinerario diseñado para explorar la dimensión emocional del niño en particular y de cualquier persona en general. Regalador.com

Enxergue mais: 10 LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETAINSTANTLY AGELESS ™LIVROS PARA COLORIRNAARA BEAUTY DRINK!!!MANTRAJEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?LE LIVROS, LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMINSTALANDO LIVROSNAVE TIERRAFlash na Biblioteca, 50 filmes que são melhores do que o livro, Universidades do mundo, Biblioteca Web

O Escaravelho do Diabo

image

Com certeza você já leu em algum momento do colégio o clássico da literatura brasileira, “O Escaravelho do Diabo”, de Lúcia Machado de Almeida, certo? Pois que, mais de 40 anos depois de seu lançamento, a obra deu origem a um longa dirigido por Carlo Milani, que já tinha uma grande bagagem como diretor de novelas, mini-séries e teatro, mas nunca havia se aventurado no universo do cinema.

O longa, que traz ainda Marcos Caruso como o Inspetor Pimentel, tem previsão de estreia para 14 de Abril!

O-Escaravelho-do-Diabo-Lucia-Machado-de-Almeida

O Escaravelho do Diabo – Lúcia Machado de Almeida. LE LIVROS. Baixar, Livro, eBook, PDF, ePub, mobi, Ler Online.

Entenda mais: UM GOLPE EDUCADO!RANKING POLÍTICOSLE LIVROSLIVROS DE HISTÓRIAS INFANTIS GRÁTIS.LIVROS PARA COLORIR7 LIVROS DE FICÇÃO CIENTÍFICA QUE TODO HOMEM DEVERIA LERBBB POR ANTONIO BARRETOA ARTE DE LER.CONTRA TODOS OS MALES

Amador Profissional

aspas-23

Eu não sou uma profissional, eu só escrevo quando eu quero. Eu sou uma amadora e faço questão de continuar a ser amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo de escrever, ou então com relação ao outro. Eu faço questão de não ser uma profissional para manter a minha liberdade. Clarice Lispector – amador profissional.

Entenda mais: Nada se cria, tudo se copia!, A onda, Quarto poder, Mutação, Mãe Gaia, 10 razões para legalizar as drogas, Quem matou o carro elétrico?, Somos um Só, Liberdade de expressão

Coletores de sementes

A não aplicabilidade do novo Código Florestal, a anistia aos desmatadores, somado a ausência de um plano de execução para o novo Código, estão sendo fortemente criticados pelas entidades da sociedade civil, por outro lado, aumentou e acelerou as discussões sobre o mercado de sementes e mudas nativas, o que influencia o trabalho da Rede de Sementes do Xingu. Axa

As principais características de um bom “mateiro”, são curiosidade inata para conhecer árvores nativas e suas espécies, disposição para acordar antes de o sol nascer, entrar na mata e ficar o dia todo colhendo e identificando sementes. O coletor primeiramente tem que gostar muito do que faz, pois terá de enfrentar a mata, de se sujar e, se expor a alguns riscos, a atividade envolve também muita pesquisa e busca de informações, isso será recorrente nos primeiros dois ou três anos de profissão, pois a variedade da flora brasileira é imensa. Leandro Costa
rede-sementes-fluxograma

Veja também: Experimento científico?, Veteranas de guerra, Território, Robin Hulk, Vamos acabar com o domínio da Monsanto, Não é Pirâmide!, Inseticida Natural contra lesmas e lagartas, Galhos e bugalhos, Por que Pinga?

Biblioteca Web

Consulte enciclopédias e bibliotecas virtuais de todo o mundo

Portal Domínio Público – Lançado em novembro de 2004, propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral.

Bibliotheca Alexandrina – A Biblioteca de Alexandria está em processo de digitalização de seu conteúdo. A maior parte do material disponível está em árabe.

Encyclopaedia Britannica – Restrita ao ambiente virtual desde março de 2012, a enciclopédia oferece consultas ao conteúdo gratuitamente e também por meio de um serviço pago.

Biblioteca Nacional Digital de Portugal – O endereço virtual disponibiliza para consulta cerca de 24 mil obras em português e outras línguas.

Biblioteca Nacional Digital – A Bliblioteca Nacional tem um catálogo com mais de 25 mil itens digitalizados disponíveis para consulta.

Biblioteca Digital Mundial – Iniciativa da Unesco e da Biblioteca do Congresso dos EUA, o endereço virtual tem como propósito reunir conteúdo histórico de todas as regiões do mundo.

Projeto Gutenberg – Tem mais de 100 mil livros digitais que podem ser baixados e lidos em diferentes plataformas eletrônicas.

Biblioteca do Congresso dos EUA –A biblioteca digitaliza seu conteúdo desde 1994. No endereço estão disponíveis fotografias, manuscritos, mapas, filmes e gravações de áudio.

Wikipedia – Enciclopédia virtual mais famosa entre todas as listadas, reúne milhões de artigos em idiomas em inglês, francês e alemão e português.

Domínio Público – No ar desde 2004, reúne mais de 200 mil obras em português entre textos, imagens, vídeos e arquivos em áudio que – como o nome sugere – caíram em domínio público.

Perseus Digital Library – O projeto é especializado em material das culturas greco-romanas, mas também possui conteúdo de outros períodos históricos.

Open Library – Projeto que ambiciona criar uma página na internet para cada livro já publicado no mundo, já tem um acervo com 20 milhões de itens.

Internet Archive – Integrante da Open Library, é um projeto que tem como proposta armazenar todos os sites do mundo desde 1996.

Veja também: Consumo colaborativo, Livro suspenso, Curupira, Flash na Biblioteca, Hoje., Art.sy, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Em progresso, Casas de Mediação, Ministério da Saúde, Princípio do ou não, 3º opção

Clarice Lispector do Samba, Clara Nunes.

Morena de Angola, Clara Francisca Nunes Gonçalves Pinheiro, nasceu em Cedro Cachoeira, berço têxtil de Minas Gerais, então distrito de Paraopeba, com a emancipação política, em 1954, o distrito virou Caetanópolis, em 12 de agosto de 1943, e morreu no Rio de Janeiro, em 2 de abril de 1983, vítima de um choque anafilático durante uma cirurgia corriqueira de varizes. Adelzon Alves, produtor dos primeiros discos: “Clara tornou-se um mito nacional e referência para a cultura afro-brasileira. Ao morrer foi levada pela Portela que a retirou da clínica São Vicente para ser velada na quadra da escola. Daí prá frente ela não pertencia mais a família, e sim ao povo que a consagrou”.

No ano de 1960, foi a vencedora do concurso “A voz de ouro ABC” na fase mineira, com a música de Vinicius de Moraes “Serenata do adeus”. Obteve o 3º lugar na final realizada em São Paulo, com a música “Só adeus”, de Jair Amorim e Evaldo Gouveia, sendo contratada pela Rádio Inconfidência de Belo Horizonte. A primeira cantora brasileira a vender mais de 100 mil cópias de discos, entre fins dos anos 1970 e começo da década de 1980, vendia mais de 1 milhão de cópias de cada novo disco.
“Não sou uma cantora de sambas. Sou uma cantora de música popular brasileira”.

Sílvia Brügger vê na obra da cantora a união de uma proposta política de valorização do canto genuíno do povo brasileiro com uma espécie de missão religiosa que se dá em um momento de afirmação das religiões afro-brasileiras. “Clara Nunes se transformou na voz de um grupo de sambistas dos morros do Rio de Janeiro que não tinha representação nas rádios. Durante a ditadura militar, os setores da esquerda buscaram a música popular como forma de contestação ao regime, e a Clara se encaixava nesse contexto, por se posicionar sempre em defesa da música de raízes brasileiras, propondo inclusive um antagonismo com a música estrangeira, em especial o rock”.

“Quando ela chegava com aquela força que ela possuía, era uma luz tão forte, que alegrava todo o ambiente. Não dá prá lembrar dela com tristeza. Saúde sim, tristeza não”. (Monarco-Portela)

O compositor Paulo César Pinheiro, viúvo da cantora estuda uma proposta da cineasta Cristiana Grumbach, diretora do longa metragem que focará a trajetória e a vida artística da artista, para 2011. Blog Oficial Clara Nunes

Veja também: Perto do Fogo, Clara Nunes, Cantar, Carnaval é Perfeição!, Editora Rocco, Amostra de tintas

Livros de histórias infantis grátis.

A Fundação Itaú SOCIAL (programa Itaú criança) está distribuindo gratuitamente 1 kit composto de 4 livros de histórias infantis, visando o incentivo da leitura para crianças de até 6 anos. 

Não precisa ter conta no banco, apenas entrar no site e fazer o pedido…mas não pode demorar, pois a distribuição será feita enquanto durarem os estoques… Inicio da distribuição a partir de 11/10/10.

Basta acessar:
www.itau.com.br/lerfazcrescer

Veja também: Vida respeitável, Amostras grátis, é possível., Inside Job, A Melhor plástica de todas!!!, Convite à Filosofia, PÁTRIA MADRASTA VIL, A história das coisas, Cospe logo!, Empoderamento dos recursos, Saramago, Ouro de tolo, DECLARAÇÃO IRPF 2012, Aniversário da revolução de 1964, Só um minuto!