Nutrição a favor da imunidade

Uma boa nutrição, além de um bom controle glicêmico, pode ser usada a favor da imunidade, auxiliando na proteção de diversas doenças, em tempos de pandemia. Saiba quais os alimentos que podem dar um ‘up’ no seu sistema imunológico. Nutriçâo e Prazer

Através da alimentação e outros cuidados associados ao estilo de vida, é possível fortalecer o sistema imunológico e assim, evitar doenças de menor e/ou maior magnitude.

Vitaminas e minerais

– Vitamina A: A vitamina auxilia na regulação do sistema imunológico, pois modula a resposta de células fagocitárias, estimulando a fagocitose – processo que auxilia no combate ao vírus, bactérias e invasores em geral. As principais fontes são os alimentos alaranjados como cenoura, mamão, abóbora, além de ovos, manga, couve, espinafre, pimentão vermelho, leite e derivados.

Saiba mais: Vitamina A, sua importância e sua toxicidade

– Vitaminas do complexo B: Cereais integrais como aveia, arroz integral, quinoa e amaranto, entre outros, são ricos em vitamina B6, cuja deficiência está ligada a problemas de defesa do sistema imune. A deficiência de B6 pode comprometer a produção de anticorpos e a atividade das células de defesa do organismo. Além disso, a vitamina B12, encontrada em ovos, carnes em geral, leite e derivados, trabalha em conjunto com o folato na síntese de DNA e das células vermelhas do sangue.

Saiba mais: Complexo B e seus benefícios

– Vitamina C: Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é uma vitamina hidrossolúvel essencial para o organismo, com alto poder antioxidante e impacto positivo sobre o sistema imunológico. Além disso, protege o organismo contra infecções, estimulando a formação de anticorpos. Fontes: frutas cítricas (limão, laranja, abacaxi, acerola, etc.), goiaba, vegetais crus, pimentão, entre outros.

Saiba mais: Vitamina C vital para o organismo

– Ferro: Diversos estudos apontam que a deficiência de ferro interfere negativamente na imunidade, promovendo a redução da proliferação, diferenciação e do número de ‘células T’, bem como redução da produção de citocinas por essas células. Além disso, gera defeitos na chamada resposta inata, como a redução da capacidade fagocitária dos neutrófilos, com falhas na atividade das células ‘natural killer’, também conhecidas como células exterminadoras naturais. Sendo assim, alimentos fontes de ferro devem compor a rotina alimentar, tais como vegetais verdes escuros, leguminosas como feijão e carnes em geral, principalmente as vermelhas e vísceras (fígado, rim e coração).

Dica: para melhorar a absorção de Ferro, especialmente encontrado em alimentos de origem vegetal como feijão e vegetais verde escuros, consuma alguma fonte de vitamina C na mesma refeição (ex. espremer limão na salada ou consumir uma laranja de sobremesa)

Saiba mais: Ferro de suma importância para atletas

– Zinco: O zinco é essencial para diversos processos biológicos, especialmente para o bom funcionamento do sistema imune. Há relação direta entre o mineral e as células do sistema imunológico, incluindo atividade de ‘células T’ auxiliadoras, desenvolvimento de linfócitos T citotóxicos, hipersensibilidade retardada, proliferação de linfócitos T, entre outros. Fontes: cereais integrais, feijões, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc.), carnes em geral, aves e frutos do mar.

Saiba mais: Zinco indispensável à síntese de proteínas ao sistema imune

– Selênio: O selênio, encontrado em oleaginosas, especialmente na castanha do Brasil (conhecida popularmente como castanha do Pará), possui ação antioxidante e auxilia diretamente na proteção e fortalecimento da imunidade. Duas unidades de castanha do Brasil por dia é o suficiente para atingir a dosagem diária desse mineral.

Saiba mais: Selênio essencial para o corpo em pequenas quantidades

Probióticos e prebióticos

Os probióticos contribuem para a saúde intestinal, com efeito imunoestimulante, além de favorecem a absorção dos nutrientes. Estão presentes em iogurtes, bebidas lácteas fermentadas, kefir e kombucha. Em alguns casos, suplementos a base de probióticos, prebióticos ou simbióticos (em cápsula ou em pó) podem ser indicados por um profissional especializado, que deve supervisionar a indicação e uso.

A relação direta entre intestino e sistema imunológico há anos é confirmada pela ciência, sendo fundamental garantirmos a integridade da microbiota e prevenir ou tratar quadros de disbiose – quando há desequilíbrio entre as boas e más bactérias. Fique atento ao excesso de gases, irregularidade intestinal (constipação/diarreia) e presença de muco nas fezes. Uma microbiota intestinal saudável é necessária para alcançar a função imune. Desta forma, os prebióticos, como o amido resistente presente na biomassa de banana verde, a inulina do chuchu e outras fibras encontradas na chicória, alho, cebola, beneficiam a saúde intestinal, modulando várias propriedades do sistema imunológico.

Saiba mais: Probióticos o que são e seus benefícios

Suplementação alimentar com polivitamínicos

A suplementação de vitaminas e minerais deve ser orientada e supervisionada por um profissional médico ou nutricionista. Isso porque, uma análise prévia é necessária, considerando que tanto a falta como o excesso de nutrientes pode ser prejudicial à saúde. O importante é manter uma alimentação balanceada, com garantia de uma boa absorção de nutrientes via sistema gastrointestinal, evitando oscilações na eficiência do sistema imunológico.

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 1

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 2

Nutrize-se: 10 sinais de que seu corpo está com falta de vitamina D + Bônus, Direito ao cultivo individual ou aceita um hamburger?, O Mundo Vegetal e as constelações, Depressão e nutrição, veja estes 3 nutrientes contra a depressão, vidacell®, Nutrição verde

Milk blood

Um homem de 39 anos na Alemanha foi até um hospital sentindo náuseas, vômitos, dores de cabeça e muita agonia. Logo os médicos perceberam que o problema era mais grave do que aparentava: o paciente tinha no lugar do sangue uma substância branca e espessa como o leite. Na verdade, o homem tinha muita gordura em seu sangue, uma condição que poderia tê-lo matado se os médicos não tivessem recorrido a um tratamento há muito tempo abandonado, iniciado e utilizado por curandeiros milhares de anos atrás.


🖤Crystxl Hearts🔮 Blood and Milk. Red White Blood Milk

Como não era possível realizar a plasmaférese, os médicos do Hospital Universitário de Colônia se voltaram para uma opção muito mais antiga e agora desacreditada, um tratamento praticamente esquecido que em grande parte não é praticado na medicina tradicional desde os séculos 18 e 19: a famosa sangria.

Essa antiga técnica, que intencionalmente retira o volume sanguíneo do corpo, pode ser rastreada até o antigo Egito há cerca de 3.000 anos, e já foi uma das formas mais comuns de operação “médica”. Naqueles tempos, entretanto, a medicina em si era um conceito completamente diferente do que é hoje, e atualmente a sangria é vista principalmente como uma forma anacrônica de pseudociência que causava muito mais mal do que bem aos pacientes.

A condição com a qual o paciente se apresentou ao hospital é conhecida como hipertrigliceridemia extrema: uma doença marcada por altos níveis de moléculas de triglicerídeos gordurosos no sangue.

Os pesquisadores pediu uma abordagem diferente para de alguma forma sugar o nível extremo e perigoso de gordura do sangue do homem – um nível normal de triglicerídeos no sangue de uma pessoa seria inferior a 150 miligramas por decilitro (mg / dl), enquanto uma leitura alta seria entre 200 a 499 mg / dl e 500 mg / dl seria considerado “muito alto”. Nesse caso, porém, o sangue do paciente estava completamente congestionado, com sua contagem de triglicerídeos chegando a 36 vezes mais alta do que a muito alta, a cerca de 18.000 mg / dL.

Os sintomas com os quais o paciente se apresentou no hospital são típicos de uma condição conhecida como síndrome de hiperviscosidade, que acontece quando o sangue anormalmente espesso pode, em casos graves, desencadear convulsões e coma.

O homem desenvolveu essa condição rara e bizarra provavelmente a vários fatores relacionados à obesidade, dieta, resistência à insulina e uma possível predisposição genética – sem mencionar o fato de que, enquanto estava sob medicação para diabetes, ele admitiu que nem sempre tomava.

Os médicos supõem que a “cascata de eventos” do paciente poderia ter sido inicialmente desencadeada pela cetoacidose, uma condição grave derivada da diabetes, quando o corpo começa a produzir perigosos ácidos sanguíneos.

Na unidade de terapia intensiva, os médicos acabaram retirando dois litros de sangue do homem, substituindo-o por um suprimento de concentrados de hemácias, plasma fresco congelado e uma solução fisiológica salina, a técnica funcionou, diminuindo com sucesso os níveis de triglicerídeos do paciente. No quinto dia após o início do tratamento, ele estava livre de sintomas neurológicos residuais. via [Live Science, Science Alert]
Poetize-se: Scientists Claims RH Negative Blood Type Peoples Not Belong From Earth, Repo man, Exame com uma gota de sangue, The X-Files, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Setembro Vermelho, Somos todos doadores, Cospe logo!, Ministério da Saúde, Coleira para crianças, absurdo?, Sangue dourado ou rh nulo, Dia Mundial do Doador de Sangue, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Tratamento caseiro para Baixar o Colesterol, Olhos Azuis, O colágeno, Juan dos Mortos

Santa Buceta

Boceta de Pandora
Marcuse, em Eros e a Civilização, ao analisar do ponto de vista da filosofia os escritos de Freud, elabora reflexões muito profundas sobre a pulsão de Eros (criação) e o prazer: para evoluir o homem teve que abrir mão de seus desejos imediatos e sublima-los, domestica-los, molda-los as necessidades da civilização rumo ao progresso, mas hoje no atual processo de coisificação que vivemos, a dessublimação desses instintos acontece no sexo puramente.
santa formato buceta

boceta
bo.ce.ta
(ê) sf (lat buxide, via ant fr) 1 Pequena caixa de madeira ou papelão, oval, ou oblonga, para guardar objetos de valor. 2 Caixa de rapé. 3 Bolsa de borracha para guardar tabaco. 4 Caixa de que usa o gravador. 5 Aparelho de pesca. 6 ch V vulva. B. anatômica: depressão na base do primeiro osso metacarpiano, formada pelos tendões do extensor longo e do extensor curto do polegar; tabaqueira anatômica. B. de Pandora: origem de todos os males. Michaelis

Veja também: Dicionário inFormal, O Estado Laico, Criacionismo., Text Me Something Dirty, Diferença lógica entre Religião e Espiritualidade, Saramago, Sintomas Câncer de Mama, Adoro essa parte da anatomia femimina., Instituto Alana, O de Otário

Mousse de vinho

Receita de Receita Mousse de Vinho Magnifico

Ingredientes
1 lata de leite condensado.
1 lata de creme de leite.
vinho tinto seco de mesa. (a mesma medida da lata de creme de leite)
2 pacotes de gelatina de uva.
1 xícaras de água.
Modo de Preparo
Dissolva os 2 pacotes de gelatina de uva nas 2 xícaras e meia de água quente, deixe esfriar e reserve. Em um liquidificador, coloque o leite condensado, o creme de leite e o vinho tinto e bata até se tornarem uma mistura homogênea. Depois, adicione ainda no liquidificador a gelatina e misture novamente até que fique tudo misturado de maneira uniforme. Enforme e leve a geladeira pro aproximadamente 3 horas e sirva.

Dica: Se quiser, em uma panela coloque 1 xícara de chá de vinho tinto e 10 colheres de açúcar e ferva em fogo baixo até encontrar uma consistência de calda, sirva a parte, também gelada ou coloque por sobre a Mousse como na foto. O sabor do doce ficará ampliado e muito mais atrativo.
(Sonho de ser mãe)

Veja também: Sucos caseiros cheios de saúde., Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Manjericão

Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos.

Ayurveda é um sistema tradicional de cura, completo e holístico, praticado na Índia há mais de cinco mil anos, ensina a manter a saúde, equilibrando as energias vitais através da alimentação e de hábitos diários saudáveis, este milenar sistema de saúde encara o indivíduo como um todo – corpo, mente e alma – e considera indispensável analisar a relação do homem com o seu meio.

Orientações para um detox ayurvédico com duração de uma semana. Além de desintoxicar, melhora a energia vital, a digestão, a concentração e fortalece o sistema imunológico.

http://corpo-saude.wmnett.com.br/sucos-naturais-terapia.html

Elimine a ingestão de: produtos industrializados, processados ou enlatados; carnes, leite, ovos, queijos, óleos, manteiga, farinhas refinadas, açúcar.

Tenha todos os sabores nas refeições: doce, salgado, picante, azedo, amargo e adstringente (priorizando os três últimos). Alguns exemplos: doce – arroz (de preferência integral ou basmati) com amêndoas; adstringente e picante – lentilha verde temperada com cúrcuma, cominho e gengibre; doce e adstringente – abóbora refogada com ghee e alho poró; amargo – creme de espinafre; ácido e picante – salada de tomate com rúcula; sobremesa ácida – abacaxi.

Prepare as refeições no máximo quatro horas antes de ingeri-las e não utilize microondas.

Cozinhe os legumes frescos orgânicos com especiarias, grãos integrais e em sopas.

Consuma:

Frutas frescas como maçã, mamão, pêra, romã, toranja, laranja lima, limão, ameixa, pêssegos. Evite banana, abacate, caqui;

Grãos integrais como macarrão e arroz. Lentilha vermelha, lentilha verde, ervilha partida, feijão moyashi também são excelentes.

Brotos, folhas como rúcula, alface, agrião (temperadas com sal e limão).

Legumes cozidos como abobrinha, abóbora, chuchu, inhame, beterraba, cenoura, espinafre, bertalha.

Use especiarias para estimular o Agni como gengibre, cúrcuma, hortelã, coentro, cominho, cravo, canela.

Beba chás mornos.

Não ingira nada gelado.

Coma a cada 3 horas.

Para orientações mais específicas para cada pessoa e condição de saúde, procure um terapeuta ayurvédico experiente.

Veja também: Todos querem ser felizes!, Suco de limão e Bicarbonato, Sucos caseiros cheios de saúde., Chás que Ajudam a Emagrecer, Ingenue, Suco de limão e Bicarbonato