Volkswagen ID.Buzz

Nove anos depois de sair de produção no Brasil – por causa da obrigatoriedade de air bags e freios ABS para os carros 0-km -, a Kombi está de volta. Porém, desta vez, a nova geração da clássica van da Volkswagen renasce totalmente elétrica e repleta de tecnologias. Da velha van que foi feita no Brasil até dezembro de 2013, fica só o saudosismo e alguma inspiração no visual. Até o nome mudou: o novo furgão se chama ID.Buzz. Vagner AquinoJornal do Carro. 09/03/2022

A sigla ID identifica os carros elétricos da marca alemã. Já o nome Buzz, este sim, remete ao modelo original lançado em 1950. Na Europa, a Kombi (conhecida dos brasileiros) era chamada de VW Bus e Transporter ou T1. O nome popular por aqui vem de “Kombinationsfahrzeug”, que, em alemão, significa “veículo combinado” ou “veículo multiuso”.

Nesse ponto, portanto, a VW ID.Buzz terá exatamente a mesma proposta da antecessora, entretanto, com os olhos no presente e no futuro, sem emissão de poluentes e com farto conteúdo tecnológico a bordo. Em outras palavras, a Kombi elétrica vem para quebrar padrões e revolucionar, tal como o modelo que estreou sete décadas atrás.

Alimentada por um pacote de baterias de íon de lítio de 82 kWh, que fica instalado sob o assoalho, a van elétrica da Volkswagen já está em produção na fábrica de Hannover (Alemanha). Ela chega ao mercado europeu entre julho e setembro com duas configurações disponíveis. A princípio, o modelo feito sobre a plataforma MEB disponibilizará tanto versões para transporte de passageiros quanto para uso comercial – no caso, o ID.Buzz Cargo.

Para se mover, a van/furgão contará com motor 100% elétrico de 201 cv instalado no eixo traseiro. O torque de 31,6 mkgf é, como em todo carro elétrico, entregue de forma quase instantânea. A velocidade máxima será limitada eletronicamente em 145 km/h. Já a autonomia não foi informada neste primeiro momento pela fabricante alemã.

Entretanto, de acordo com a Volkswagen, para recarregar entre 5% e 80% das baterias bastam 30 minutos plugada em estações de carregamento rápido. E tem mais: na Europa, o carregamento bidirecional (que será opcional no utilitário) permite que a ID.Buzz alimente residências com a eletricidade gerada pela bateria. Ou seja, funciona como gerador.

Com grandes chances de chegar ao Brasil até mesmo ainda neste ano, a nova Kombi elétrica tem base no conceito ID.Buzz – revelado em 2017. No visual, destaque para o clássico formato de pão de forma, mas com desenho similar aos outros elétricos da linha ID . Na frente, os faróis trazem assinatura de LEDs – um filete liga um farol ao outro, como no Taos.

As lanternas traseiras seguem o mesmo estilo e são conectadas por uma faixa de luz de LEDs. O para-choques frontal tem grade em colmeia e há portas corrediças nos dois lados da carroceria. As rodas têm 18″. No modelo Cargo, vão de 18″ a 21″. Nas dimensões, são 4,71 metros de comprimento, 1,99 m de largura, 1,94 m de altura e 2,99 m de entre-eixos.

Volkswagen ID.Buzz
Volkswagen/Divulgação

O conceito sustentável também está presente na confecção da nova Kombi. Os bancos, por exemplo, dispensam couro e são feitos em materiais sustentáveis, bem como os tapetes, painéis de portas e painel frontal, que utilizam bases recicláveis.

Conforme antecipado pelo Jornal do Carro, a cabine da ID.Buzz tem forte semelhança com a dos elétricos ID.3 e ID.4 – que estreiam no mercado brasileiro nos próximos meses. O painel é, portanto, praticamente igual ao dos irmãos. Assim como o hatch e o SUV, a nova Kombi tem quadro de instrumentos digital com tela de 10″ e, no centro do painel, outra tela com 10″. Opcionalmente, o equipamento pode ter 12″.

Volkswagen ID.Buzz
Volkswagen/Divulgação

Mas, ao contrário dos irmãos, a ID.Buzz tem alavancas de seta e limpador de para-brisa na cor preta (as hastes são brancas nos demais). Já os pedais do freio e do acelerador seguem o formato dos outros modelos da Linha ID, com os símbolos de “pausa” e “play”.

Porta-copos retráteis abaixo das saídas de ar são uma exclusividade da nova Kombi, assim como a pintura em dois tons “saia e blusa” – que reforça a conexão com o modelo do passado. Tanto na carroceria quanto no estofamento, há opções de mescla de cores. A parte de cima, sempre branca. Na de baixo, amarela, azul, laranja ou verde. É um conceito moderno.

Volkswagen/Divulgação

Por falar em assentos, um ponto curioso vai para a capacidade de ocupantes. Embora seja uma van, que remete à ideia de espaço e capacidade de carga para famílias grandes, a Volkswagen optou pela configuração cinco lugares, com apenas duas fileiras de assentos. A segunda fileira tem rebatimento total e, nesse sentido, forma um piso plano.

Os assentos de trás, inclusive, deslizam e reclinam. E tem air bags nos encostos dos bancos traseiros e até no meio dos dois bancos da frente. A ideia é que uma versão de seis lugares seja adicionada. São, portanto, duas fileiras de três assentos cada. Outra variante, com entre-eixos estendido e sete lugares (2+3+2) também está prometida, mas só chegará em 2024.

Van movida a energia solar ou com banheiro?!?

Por anos Brett Belen idealizou veículos elétricos abastecidos coma luz do sol. Ou seja, nada de posto de gasolina, bastava estacionar o carro e esperar algumas horas para cair na estrada de novo. E para viabilizar suas viagens em família, ele transformou a icônica “pão-de-forma” da Volkswagen numa van elétrica alimentada a energia solar, altamente funcional.solarvan3

Aproveitou o modelo de 1973, espaçoso e com uma vasta área de tejadilho para aplicar um enorme painel fotovoltaico, que proporciona exposição solar máxima ao sol. Ele é composto por quatro paineis LG de 305 watts que, quando levantados, assumem a posição diagonal num ângulo máximo de 40º, e se encarregam de gerar mais combustível para a van.

Quando posicionada de forma correta para acompanhar o movimento do sol, ela pode ser carregada e aproveitar 6 horas de energia solar! Seu interior é equipado com mesas dobráveis as laterais feitas com tecido à prova de água, como o de uma tenda de campismo, garantido conforto para toda a família. Vivimetaliun

solarvan1

Todas as fotos © Brett

ID.3, quer ser o Fusca elétrico.

Em pré venda na Europa há alguns meses, com preço inicial abaixo dos 30.000 euros, o modelo é o primeiro de uma aguardada – e grande – família de carros elétricos da marca.

Não por acaso, também coube ao ID.3 a estreia da plataforma modular MEB, a equivalente elétrica da conhecida MQB. A Volkswagen o trata como seu carro elétrico para as massas. E é impossível não fazer um paralelo com o Fusca. Henrique Rodriguez, de Frankfurt (Alemanha)QuatroRodas

O menor conjunto, de 45 kWh, permite percorrer até 330 km por recarga, seguindo o ciclo WLTP. Já o maior, de 77 kWh, garante autonomia de até 550 km.
A propulsão elétrica fica por conta de um motor síncrono com ímã permanente que, assim como o inversor e a transmissão de uma marcha, estão integrados ao eixo traseiro.

A Volkswagen buscava entrar no mercado norte-americano de veículos a diesel.

As propagandas prometiam motores “diesel realmente limpos”. Depois descobriu-se que elas ludibriavam quem buscava durabilidade e eficiência nos Volkswagen, uma das poucas marcas com sedãs e peruas a diesel com preço acessível.

A fabricante alemã violou as leis de controle de poluentes ao instalar nos automóveis um software que mascarava os índices reais de emissão. QuatroRodas2

Com porte bastante próximo ao de um Golf, o ID.3 mede 4,26 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,55 m de altura e 2,76 m de entre-eixos. A marca diz que a ausência de túnel central e os balanços curtos fazem do elétrico uma referência em termos de espaço interno e habitabilidade. Batizado de Open Space, o conceito de espaço interno permite acomodar confortavelmente 5 pessoas e levar 385 litros de bagagem. Outros dados revelam peso inicial de 1.719 kg (pode variar de acordo com a versão), capacidade de carga de 416 kg a 541 kg, raio de giro de apenas 10,2 metros (ideal para manobras em espaços urbanos apertados) e coeficiente de arrasto (Cx) de 0,267. Dyogo Fagundesmotor1.com


A história do Transporter começou com um esboço de um tipo de veículo que não existia naquele tempo em nenhum lugar do mundo.
Dada intenções da Volkswagen para entrar na nova década com uma série de veículos elétricos, não será uma surpresa se o novo modelo acabar sendo alimentado por um sistema 100% elétrico. Baseado na plataforma MEB, poderia ter as baterias localizadas sob o assoalho, economizando espaço interno e baixando o centro de gravidade do veículo. De acordo com alguns rumores, o Buzz será capaz de viajar até 300 quilômetros com uma única recarga. Anthony Karrmotor1.com

Enxergue mais: NIKOLA TESLA, QUEM MATOU O CARRO ELÉTRICO?, Telhas fotovoltaicas, 900.000 km de elétrico, MOVIDA A ÁGUA, Lamborghini faz parceria com MIT para supercarro elétrico, TURBINA EÓLICA CASEIRA, FUSCA HÍBRIDO, VIABILIDADE???, Tesla surf, FUSCA ELÉTRICO – RESGATE DE CARROS CLÁSSICOS, 8 palestras do TED com imigrantes que criaram empresas incríveis

Rolê De Natal Volks Club Mooca

14063712_1729593467305216_5686668258705004821_n

15439912_1782152555382640_2954906661200435166_n

Rolê De Natal Volks Club Mooca

15590067_1785029688428260_109337748872664347_n

VolksClub Mooca

11080911_1552741651657066_915102778921730180_n1
15318015_1778383352426227_2215960029589530243_n

Grupo de amigos da Mooca e Proprietários de veículos antigos do estado de São Paulo. VolksClub Mooca

15390913_1778247949106434_1683086071290588243_n

Observe mais: FUSCA ELÉTRICO – RESGATE DE CARROS CLÁSSICOSBIBLIOTECA WEBCAMARÁ BLUES – UM ENSAIO AUDIOVISUAL DANIEL CHOMABUMBLEBEE ERA UM FUSCA???NAARA BEAUTY DRINK!!!MONTE SEU FUSCAFUSCA HÍBRIDOLUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMTUMBLER VW BUG CONCEPTPROJETO EM BAMBU PROJETOINSTANTLY AGELESS ™MEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINEDAD VWVIDACELL®FERRO VELHO DE MINIATURASAMOSTRA DE TINTASMUTANT VWRESERVE™MOTORHOMEMY FAVOURITE GAMELEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIAETERNIDADE.

Mutant VW

Enxergue mais: PIN-UPMONTE SEU FUSCA, EMVWELLCOME BOXERVILLE (ADULTO)EVOLUSEXKOMBI HOUSEVIDACELL®TUMBLER VW BUG CONCEPT, O BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENAS, INSTANTLY AGELESS ™TURA SATANAKUMSCARAPE MEDIA DO FUSCA.NAARA BEAUTY DRINK!!!OUTROS OLHOSCALVIN WARSJEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?SANTA BUCETALUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMSINTOMAS CÂNCER DE MAMA

Kombi House

Viagem é algo que nos encanta, o desejo do dia (que não é só do dia, mas de uma vida) é ter uma Kombi Home e sair viajando por aí, muitos querem seguir pela estrada, poucos realizam, porque é um plano que precisa de muita organização e força de vontade.

kombi4

Kombi Home seria ideal, nada mais é do que uma Kombi (categoria B na CNH para dirigir) adaptada pra suprir as necessidades primordiais dos viajantes, mega equipada ou apenas ter um espaço simpático para descansar, carregar alguns suprimentos e material para acampar, se for necessário. Existem lugares especializados em transformar as Kombis no veículo ideal para a sua viagem: eles modificam todo o interior e fazem o espaço se tornar incrível (tem até uma empresa aqui de SC que faz isso).

I visited a Volkswagen camper van meet in Halifax and met with lots of people to gain an insight into the camper van world. I took lots of pictures for inspiration to help me with the designs for the different vans. Problem Solving

Observe mais: MOTORHOMELUMINESCE™COMO CONSTRUIR UM MOTORHOMENAARA BEAUTY DRINK!!!NÃO É CARRO X BICICLETA.SP CIDADE LIMPAVIDACELL®CALVIN WARS, INSTANTLY AGELESS ™, HEMP CARMOVIDA A ÁGUARESERVE™QUEM MATOU O CARRO ELÉTRICO?ESTRADA A FORAEMVFILMES E SEUS CARROS