Conheça o EFEITO CANTILLON

O QUE CAUSA A POBREZA E A DESIGUALDADE SOCIAL? Conheça o EFEITO CANTILLON

Você já parou pra pensar o que causa a desigualdade social e a pobreza no mundo? E por quê os governos acabam criando programas sociais? A desigualdade social é um problema sistêmico e urgente onde a principal causa da pobreza é a forma como o dinheiro é criado e distribuído na economia.

Assiste esse vídeo que vai te ajudar a entender um pouco sobre como o mundo funciona e porque alguns problemas sociais tem causas que ainda são ignoradas. Nesse vídeo te contamos também o que programas sociais, como o renda cidadã, tem a ver com o Bitcoin.

Richard Cantillon foi um economista franco-irlandês, banqueiro e filósofo do século 18, conhecido pelo Efeito Cantillon e por ser autor da grande obra, Essai sur la Nature du Commerce en Général (Ensaio sobre a Natureza do Comércio em Geral), sua obra teve grande influência sobre nomes fundamentais para o desenvolvimento do pensamento econômico, entre esses eles estão: Adam Smith e os principais nomes da escola Fisiocrata, Anne Turgot François Quesnay. Gabriel Almeida BragaEconotime

O efeito diz que ao contrário do que muitos acreditam, os preços não sobem automaticamente após o aumento da oferta de moeda, e muito menos de forma igual. O que acontece na verdade, é que as pessoas que recebem o dinheiro novo primeiro, terão um aumento temporário do poder de compra, às custas de quem receber por último.

“A inflação, portanto, não gera nenhum benefício social; ao contrário, ela redistribui a riqueza para aqueles que obtiveram primeiramente o dinheiro recém-criado, e tudo à custa daqueles que o recebem por último. A inflação é, efetivamente, uma disputa – uma disputa para ver quem obtém antes dos outros a maior fatia do dinheiro recém-criado.”(Murray Rothbard: O Que o Governo Fez com Nosso Dinheiro. 2013, p.48 & 49)

“Analisando essa cadeia hereditária, quero me livrar dessa situação precária. Onde o rico cada vez fica mais rico , e o pobre cada vez fica mais pobre. E o motivo todo mundo já conhece, é que o de cima sobe e o de baixo desce!” Meninas: Xibom Bombom

Você já deve ter escutado falar de Karl Marx, e ter uma noção geral da visão comunista de mundo. Algo como “os meios de produção não podem ser de uma só pessoa (burguês) e sim de todos os trabalhadores, assim o lucro é repartido por igual” em uma hipersimplificação, nele, existe uma luta de classes entre o “trabalhador” e o “capitalista burguês” e seus interesses sempre serão conflitantes. PudimExplicaBitcoin

O ponto de vista liberal (também chamado de liberalismo clássico, bem diferente do “liberalismo” tabajara que existe no Brasil) difere do ponto de vista marxista.

Sua teoria básica é que quem se beneficia mais da impressão de dinheiro é quem está mais próximo deste dinheiro. Ou, de uma maneira mais formal: a emissão de nova moeda tem efeito localizado na inflação e quanto mais próximo o indivíduo/empresa estiver da emissão, menos efeito será sentido. E o resultado desta distribuição assimétrica é uma inflação assimétrica também.

Mas o dinheiro mudou em 1971, quando o presidente americano Richard Nixon fez com que o dólar deixasse de ser lastreado em ouro. Um site que ilustra com diversos gráficos toda a magnitude que esta quebra de lastro trouxe para sociedade  é o WTF Happened in 1971, mas para os fins deste texto podemos dizer que quando o dinheiro deixou de estar vinculado à realidade o jogo mudou.

Três notas de 10 dólares de anos diferentes. Note que a nota de cima é conversível por ouro (“Ten Dollars in gold coin payable to the bearer on demand” significa que essa nota de 10 dólares podia ser convertida em moeda de ouro) e que as outras duas não. 

Hipersimplificando novamente: basicamente o dinheiro começou a nascer em árvore, ou seja, os EUA passaram a imprimir dinheiro sem lastro para comprar petróleo da Arabia Saudita, criando o sistema petro-dólar. Após Bretton Woods o lastro do dinheiro se tornou subjetivo, baseado na força da economia interna dos EUA.

A impressão causaria sim inflação generalizada, seja na forma de inflação de consumo (representada pelo IPCA) ou na inflação de ativos, como estamos vendo no contexto macroeconômico atual (maio/2021). 

Meme satirizando as políticas do FED de expansão da base monetária

Hoje em dia estamos vendo uma impressão de dinheiro generalizada, processo carinhosamente apelidado pelos bitcoinheiros de “money printer go brrr” (algo como “a impressora tá on”). Este processo também é conhecido como expansão da base monetária e está diretamente relacionado com a inflação. 

Resumindo, o Efeito Cantillon é mais um dos fatores que causa a estratificação das sociedades humanas ao causar inflação relativa entre todos os membros dela.

CANTILLONze-se: Peer to Peer – P2P, ou a economia compartilhada!?!, A árvore que dava dinheiro – AUDIOBOOK (AUDIOLIVRO), 13º Salário, Vinte centavos, Sua segurança?

Dólar e juros em queda?!?

Dólar e juros em queda

https://www.linkedin.com/pulse/d%C3%B3lar-e-juros-em-queda-olivia-bulla-%E7%99%BD%E7%BB%B4%E4%BA%9A-

Ajude mais: INSTANTLY AGELESS ™SUCOS VERDESVIA LÁCTEA PELO NAVEGADORLUMINESCE™, INSTITUTO ALANAVIDACELL®Jeunesse, Verdade Ou Mentira?4 SINAIS DE QUE VOCÊ E SUA CARREIRA SÃO IDIOTASNAARA BEAUTY DRINK!!!DENTE DE LEÃODOUTOR ESTRANHORESERVE™REPO MANAPPS QUE CUIDAM DO SEU PET
Editado via celular.

Super Trunfo

Supercrise
Super Trunfo
Super Trunfo é um jogo de cartas colecionáveis distribuído no Brasil pela Grow, que consiste em tomar todas as cartas em jogo dos outros participantes por meio de escolhas de características de cada carta, ex velocidade, altura, longevidade). O jogo comporta de dois a oito participantes e tem classificação livre, podendo ser disputado por qualquer pessoa alfabetizada. (Wikipédia, a enciclopédia livre.)

beercards

Veja também: Quase imortal!!!, Mosquitos vinho na foto, Casas de Mediação, Comida esperta, Desinfetante ecológico, Ai meu Deus!, Cospe logo!, Somos todos doadores, Lixo! Eu?, Brô Mc´s, Em progresso, Na trave!, Ministério da Saúde, Coleira para crianças, absurdo?, Curupira, Ouro de tolo, Inside Job, Homem e o diabo, BEBER MENOS, 32 Princípios para Lidar com seu Dinheiro

Vinte centavos

Pra quem não entendeu ainda: os vinte centavos, um por um:

00,01 – a corrupção
00,02 – a impunidade
00,03 – a violência urbana
00,04 – a ameaça da volta da inflação
00,05 – a quantidade de impostos que pagamos sem ter nada em troca
00,06 – o baixo salário dos professores e médicos do estado
00,07 – o alto salário dos políticos
00,08 – a falta de uma oposição ao governo
00,09 – a falta de vergonha na cara dos governantes
00,10 – as nossas escolas e a falta de educação
00,11 – os nossos hospitais e a falta de um sistema de saúde digno
00,12 – as nossas estradas e a ineficiência do transporte público
00,13 – a prática da troca de votos por cargos públicos nos centros de poder que causa distorções
00,14 – a troca de votos da população menos esclarecida por pequenas melhorias públicas (pagas com dinheiro público) que coloca sempre os mesmos nomes no poder
00,15 – políticos condenados pela justiça ainda na ativa
00,16 – os mensaleiros terem sido julgados, condenados e ainda estarem livres
00,17 – partidos que parecem quadrilhas
00,18 – o preço dos estádios para a copa do mundo, o superfaturamento e a má qualidade das obras públicas
00,19 – a mídia tendenciosa e vendida
00,20 – a percepção que não somos representados pelos nossos governantes

Se precisarem tenho outros vinte centavos aqui, é só pedir.

Veja também: Comida de gente, Individualidade fugaz, Mosquitos vinho na foto, Ai meu Deus!, Não Foi Acidente, Casas de Mediação, Inside Job, Pra quem não entendeu ainda os vinte centavos, Jô Soares explica um por um

Alunos de contabilidade fazem plantão de dúvidas gratuito sobre imposto de renda

Os alunos do curso Técnico em Contabilidade do Senac Itaquera fazem plantão gratuito, no mês de abril, para tirar dúvidas da população sobre a declaração do Imposto de Renda de 2011.

viaAlunos de contabilidade fazem plantão de dúvidas gratuito sobre imposto de renda.

educarbmefbovespa

Programa Educar Senac & BM&FBOVESPA
Com o objetivo de ressaltar a importância do orçamento pessoal, a parceria entre o Senac São Paulo e a BM&FBOVESPA oferece, mais uma vez, o Programa Educar Master. A ação, que é gratuita, será realizada em 23 unidades da rede, oito na capital e 15 do interior, de 10 de fevereiro a 16 de abril.

Veja também: Inside Job, Instituto Alana, Repo man, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., Consumo colaborativo, 3º opção, Biblioteca Web, Maldito homem!, A história das coisas, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Abóbora, Bolsa ruralista, quer que desenhe?,