Peixinho!!!

Após séculos de pesca em águas superficiais o esgotamento dos recursos conduziu a indústria a águas profundas, podendo atingir até 2.000 metros e embarcar até 14.000 toneladas de pescado
Com suas redes e placas metálicas é possível pescar em 20 minutos até 60 toneladas de peixes.
pescapredatoria
Os cientistas estão alarmados, porque após cerca de 20 anos de pesca em águas profundas, os recursos caíram drasticamente.
Os ambientalistas comparam a pesca profunda com a mineração
Os navios capturam tudo, sem exceção, deixando um rastro de destruição no ecosistema
Veja o vídeo explicativo: http://zip.net/bhkVcW
O navio da foto tem 9.500 toneladas e 143 metros de comprimento é um dos maiores pesqueiros do mundo. No passado foi acusado pela Greenpeace de sobre-explorar os recursos pesqueiros na costa Oeste de África. “Onde este navio foi destruiu os estoques de peixes e o meio de subsistência dos pescadores”, disse Nathaniel Pelle, da campanha Oceanos do Greenpeace.
Juntos fazemos a diferença!
Vamos que vamos!
Por um mundo mais consciente, inteligente e responsável

Veja também: De que lado você esta?, Alunos de contabilidade fazem plantão de dúvidas gratuito sobre imposto de renda, É Natal!, Desenho de criança, Cama, mesa e banho!, Garfield e fast food., O que te importa?

Simulador Solar

energiasolarsimulador-pv2
O Simulador Solar foi criado em uma parceria entre o Instituto Ideal e a Cooperação Alemã para o desenvolvimento, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH e Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW). O objetivo é facilitar a tomada de decisão da população brasileira sobre a instalação de um sistema solar fotovoltaico. América do Sol
painel_solar_ribeirao_preto_cpfl_renovavel
“O custo do projeto é proporcional ao perfil de consumo mensal, e este investimento tem um retorno interessante, considerando a queda expressiva no valor da conta de luz – que, sozinha, já pagará o sistema em sete anos – além da valorização do imóvel e a elevada vida útil do sistema”, explica Pedro Pintão, engenheiro e sócio-diretor da Neosolar Energia.

Veja também: LEVITATION, Miniusina de energia, Licitações, Efeito Borboleta, A história das coisas, Catastrofe natural?, Coleta seletiva de lixo, Funcional Obsoleto, O papel da lareira, Feliz dia do índio!!!, Individualidade fugaz, Ferramentas de destruição em massa., Empoderamento dos recursos, Experimento científico?

O mar de Aral virou areia.

O Mar de Aral, localizado na Ásia Central, já foi o quarto maior lago de sal, com sua riqueza de flora e fauna, hoje se encontra em avançado processo de desertificação. O aumento do teor de sal fez com que muitas espécies de peixes simplesmente morressem, onde anteriormente abrigou uma indústria pesqueira que empregava cerca de 40 mil pessoas e produzia 1/6 de todo o pescado da União Soviética.

Há duas vertentes que pretendem explicar o processo de desertificação:
Fenômeno Natural: o Mar de Aral estaria morrendo naturalmente devido a fatores climáticos e geológicos (vertente defendida oficialmente pelo governo soviético no início do fenômeno);
Fenômeno Antropogênico: o desvio das águas dos rios que desembocam no Mar de Aral estaria causando o problema (vertente consensual defendida atualmente). (Wikipedia)

Veja também: Falando sobre eco4planet, 10 lugares destruidos y abandonados por el hombre., Meio o quê?, Veneno ecológico para matar ratos., Idade do cão, Comida de tubarão, Ferramentas de destruição em massa., Feliz dia do índio!!!, Catastrofe natural?, A Melhor plástica de todas!!!