Borba Gato, em chamas.

O monumento, inaugurado em 1963, exalta o bandeirante acusado de homicídios e estupro de indígenas. Yahoo Notícias

No dia em que são realizadas manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), um grupo de 15 pessoas ateou fogo em uma estátua em homenagem ao bandeirante Borba Gato na avenida Santo Amaro, zona sul de São Paulo. Jovem Pan

“Manuel de Borba Gato fez fama e fortuna na segunda metade do século 18 percorrendo os sertões brasileiros à caça de indígenas para escravizar. Era também um fugitivo da lei e contrabandista de ouro”, conta o historiador Laurentino Gomes.

“Era também fugitivo da Lei e contrabandista de ouro, acusado de matar dom Rodrigo de Castelo, fidalgo português administrador-geral das Minas”, diz o jornalista, autor da trilogias 1808, 1822 e 1889.

Borba Gato foi um dos mais importantes representantes das bandeiras expedições custeadas pela Coroa portuguesa para ocupar e explorar territórios no interior do Brasil.

“Em 28 de agosto de 1682, Borba Gato tinha se acobertado com seu bando na região do Rio das Velhas, em Minas Gerais. Em troca da localização das minas, o rei de Portugal não apenas anistiou o bandeirante como lhe cumulou cargos e honrarias. Num piscar de olhos, Borba Gato deixou de ser um criminoso fugido da lei e foi imediatamente promovido a fidalgo e guarda-mor das Minas de Caetés”, explicou o escritor em uma publicação feita no ano passado no Twitter.

O monumento aparenta não ter sofrido grande dano. Uma bandeira com os dizeres “Revolução Periférica” também foi estendida no local. Ontem (23),  o coletivo  divulgou um vídeo perguntando: “Você sabe quem foi Borba Gato?” em seu instagram.

Obra do escultor Júlio Guerra, que nasceu no bairro, a estátua faz homenagem ao bandeirante Borba Gato e foi inaugurada em 1963. São 10 metros de altura em concreto, com peso de 20 toneladas. Correio 24 horas

Assinada pelo artista plástico Júlio Guerra (1912-2001), a escultura com 13 metros de altura (incluindo o pedestal) levou seis anos para ficar pronta. 

Este não foi o primeiro ato contra o monumento. Em 2016, a estátua de Borba Gato foi atacada com um banho de tinta.

Grupo incendeia estátua de Borba Gato, na zona sul de São Paulo

Os bombeiros chegaram ao local por volta das 14h e deram início ao combate às chamas. “O fogo foi controlado em poucos minutos, mas a estátua ficou chamuscada e com algumas rachaduras na perna”, disse a fotojornalista Thais Haliski, que estava no local no momento do início das chamas. Brasil de Fato

Ze-se: Direito dos bandeirantes e para que servem as leis., Cãolho math, Ausonia Donato, entre outras., Um Caranguejo Elétrico, Bandeirantes Modernos, Cavalo louco, I AMazonia, Joaquim, O Brasil visto do Céu, O último Tanaru, Nenhuma gota a mais!!!

Museu x AmBev

99% dos cariocas nunca pisou no museu! Mais de 80% dos brasileiros nunca foi em museu nenhum! Uma comoção danada! Todo mundo de repente ficou cultural. Agora imagina a AmBev pegando fogo. WhatsApp
Incêndio no Museu Nacional destruiu cerca de 20 milhões de peças históricas, meteoritos resistiram ao incêndio. Poder360
Foram recuperados, por exemplo, pedaços de cerâmica, meteoritos, um quadro do Marechal Cândido Rondon [idealizador do Parque Nacional do Xingu], além de ossos como um crânio humano que, por ter sido encontrado dentro do Laboratório de Antropologia Biológica, pode pertencer a Luzia – o fóssil humano mais antigo (aproximadamente 11 mil anos) encontrado no continente. Localizado na Quinta da Boa Vista, o museu que completou 200 anos em 2018, foi destruído por um incêndio. Interlusófona
O Museu de História Natural de Paris é um dos maiores do mundo, junto com o de Londres, com um acervo de 68 milhões de espécimes de coleções que mostram a diversidade da natureza.

O Museu Nacional do Rio não tem a importância internacional dos de Paris, Londres ou Washington com acervos do mesmo tipo, mas “é um grande museu da América do Sul”, que estaria, na sua avaliação, entre os 15 maiores do mundo, avalia Bruno David, presidente do Museu de História Natural de Paris.

Mude conceitos, você pode e deve: Inclusão, Lucy, Biblioteca Web, Flash na Biblioteca, Instituto Alana, Computer History Museum, Universidades do mundo, Território, Sal e vinagre, Morreu de que?, Museu Virtual

Extintor Cola

É bom saber! Os bombeiros recomendam ter uma coca na geladeira. Esse truque pode salvar vidas. A sua garrafa de Coca Cola pode tirar você das situações mais complicadas? De fato, no caso de um incêndio em casa, não é fácil ter um extintor de incêndio à mão. Para remediar isso, você pode reagir quase imediatamente para evitar que o fogo se espalhe rapidamente pela casa. Em vez de perder tempo procurando água e acendendo chamas repetidamente, é possível usar uma garrafa de Coca-Cola. O truque é simples: basta remover a tampa e agitar a garrafa de refrigerante, cobrindo a abertura com o polegar. Em seguida, direcione sua garrafa para as chamas e, em alguns segundos, o fogo será controlado rapidamente. No vídeo abaixo, um bombeiro faz uma pequena demonstração …

Brigada 49

O que leva um homem a entrar num prédio em chamas quando todos estão saindo? Cinepop

brigada49

Ladder 49 (Brigada 49). Um drama sobre os eventos e o resgate do bombeiro Jack Morrison. O filme é uma homenagem à profissão de bombeiro e a quantidade de vidas salvas graças a eles. Wikipédia

Direção: Jay Russell
Produção: Casey Silver
Roteiro: Lewis Colick
Elenco original: Joaquin Phoenix, John Travolta, Jacinda Barrett, Morris Chestnut, Robert Patrick

Veja também: Reign Over Me, Estrito cumprimento do dever, Sua segurança?, Youtube, Marvel, Não Foi Acidente, AdoroCinema, Incêndio, apenas 4° andar é salvo., Brasil de bandidos

Incêndio, apenas 4° andar é salvo.

Em algum lugar neste país, um prédio de 4 andares foi totalmente destruído pelo fogo, um incêndio terrível. Todas as pessoas das 10 famílias de Sem-teto, que haviam invadido o 1º andar, faleceram no incêndio.

No 2º andar, todos os componentes das 12 famílias de retirantes, que viviam dos proventos da “Bolsa Família”, também não escaparam.

O 3º andar era ocupado por 4 famílias de ex-guerrilheiros, todos beneficiários de ações bem sucedidas contra o Governo, filiados a um Partido político influente, com altos cargos em estatais e empresas governamentais, que também faleceram.

No 4º andar viviam engenheiros, professores, empresários, bancários, vendedores, trabalhadores com suas famílias. Todos escaparam.

Imediatamente o “Presidente da Nação” e toda a sua assessoria mandou instalar um inquérito para que o “Chefe do Corpo de Bombeiros” explicasse a morte somente dos cumpanheiros e porque somente os moradores do 4º andar haviam escapado. Após uma extensa investigação, o Chefe dos Bombeiros respondeu:

– “Eles não estavam em casa. Estavam trabalhando ou na escola …”

Ademir P. Silva

Veja também: Ouro de tolo, Problemas sociais, Empoderamento dos recursos, Universidades do mundo, En+coleira+ar, Juan dos Mortos, O tempo chegará, Virtude, O Coxinha – uma análise sociológica, O mar de Aral virou areia., Economia de mercado