O DIA QUE EU CAI DE BICICLETA

AFONSO PADILHA – O DIA QUE EU CAI DE BICICLETA – STAND UP COMEDY

Afonso Padilha

Trecho do stand up comedy sobre o dia que eu cai de bicicleta.

Caize-se: Dinâmicos, Jeguatá: Caderno de Viagem, Pirituba, SOBRE MACONHA, O BRASIL SEGUNDO OS ALEMÃES, Tempestade / Love Vigilantes, 10 fatos sobre inteligência artificial, Batata Frita, o Ladrão de Bicicleta, Andando de bike por ai!!!, A culpa das velhas plásticas

A Escalada do Monte Improvável, de Richard Dawkins

Fantástico Cenário

Por Jacques

Este livro de Richard Dawkins, da Editora Companhia das Letras, é uma defesa consciente e sincera da Teoria da Evolução e a Seleção Natural, dois triunfos do pensamento humano.

A teoria da seleção natural, também conhecida como “a sobrevivência do mais apto” ou “corrida silenciosa pela sobrevivência” foi enunciada por Charles Darwin em seu livro definitivo “A Origem das Espécies” e serviu para retirar a espécie humana do pedestal onde ela havia se colocado e classificá-la como apenas mais uma espécie animal.

 

Ver o post original 550 mais palavras

Ouro de tolo

Ouro de Tolo – Raul Seixas

Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros
Por mês…

Eu devia agradecer ao Senhor
Por ter tido sucesso
Na vida como artista
Eu devia estar feliz
Porque consegui comprar
Um Corcel 73…

Eu devia estar alegre
E satisfeito
Por morar em Ipanema
Depois de ter passado
Fome por dois anos
Aqui na Cidade Maravilhosa…

Ah!
Eu devia estar sorrindo
E orgulhoso
Por ter finalmente vencido na vida
Mas eu acho isso uma grande piada
E um tanto quanto perigosa…

Eu devia estar contente
Por ter conseguido
Tudo o que eu quis
Mas confesso abestalhado
Que eu estou decepcionado…

Porque foi tão fácil conseguir
E agora eu me pergunto “e daí?”
Eu tenho uma porção
De coisas grandes prá conquistar
E eu não posso ficar aí parado…

Eu devia estar feliz pelo Senhor
Ter me concedido o domingo
Prá ir com a família
No Jardim Zoológico
Dar pipoca aos macacos…

Ah!
Mas que sujeito chato sou eu
Que não acha nada engraçado
Macaco, praia, carro
Jornal, tobogã
Eu acho tudo isso um saco…

É você olhar no espelho
Se sentir
Um grandessíssimo idiota
Saber que é humano
Ridículo, limitado
Que só usa dez por cento
De sua cabeça animal…

E você ainda acredita
Que é um doutor
Padre ou policial
Que está contribuindo
Com sua parte
Para o nosso belo
Quadro social…

Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar…

Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador…

Ah!
Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar…

Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador…

Veja também: Carnaval é Perfeição!, RAUL SEIXAS OFICIAL FÃ-CLUBE, Clarice Lispector do Samba, Clara Nunes.Homem e o diabo, Quem é o povo?, Anestesia mental., De Quem é a Culpa?

A verdade pode estar no ovo

Mauricio Nunes

Nunca entendi a veneração pela cruz. Seria como ao invés de venerar Gandhi, venerar a bala que o matou ou venerar a forca que tirou a vida de Tiradentes. Eu sempre achei a cruz algo negativo, pois nela foi pregado o maior homem que o mundo já conheceu. Eu venero a sua palavra, o seu amor e acima de tudo a sua filosofia de vida que infelizmente, muitos que veneram a cruz e se dizem seguidores de Cristo, não agem nem perto disto. Jesus não acumulou riquezas, não teve preconceitos, não julgou e nem condenou ninguém, porém o homem de sua época de nada difere do de hoje, pois a busca desenfreada pela riqueza continua, o preconceito é latente e julgamento e condenação continuam a existir na boca da população como um todo. Quantos outros “Jesuses”, Deus pode ter encaminhado nestes mais de dois mil anos e nós também os matamos?

Gandhi, Che, Chico Mendes, e tantos outros que lutaram contra um governo ou uma ordem em prol dos menos afortunados e foram o que? Exterminados! E a população lembra disto?

Jesus foi condenado pelo povo que escolheu soltar Barrabás, um criminoso, e condenar este nobre homem que cometeu um pecado mortal até hoje: ser subversivo. Por pregar o bem e propor uma nova filosofia de vida foi invejado por muitos e odiado pela maioria que o achavam excêntrico, louco, chato e que depois da morte, ressurreição e revelação se tornou o que é. Mas será que esta era mesmo a intenção de Deus?

Creio que não e que a decepção Dele foi maior. É como disfarçar um astro de mendigo e depois que ele é humilhado e escorraçado, se revelar quem de fato é e as pessoas o cultuarem. Qual o sentido disto?

Nenhum, a não ser a triste descoberta de que o homem é fútil, ganancioso e interesseiro, nada mais. O que Jesus Homem tentou provar era exatamente o contrário e parece que não conseguiu. As tentações do diabo que ele sucumbiu no deserto são as mesmas que hoje quem sequer tenta sucumbir é chamado de louco, de boçal e até idiota. Quem recusa uma noite de sexo com uma mulher linda, mas casada, é considerado gay; quem não bebe e vive sóbrio, é careta; quem discursa sobre injustiças e indiferenças é chato; quem não aceita se vender em troca de dinheiro, é estúpido; e por aí afora, mas claro, todos leem a bíblia e fazem o sinal da cruz frente a uma igreja, então todos são bons de alma e coração. Praticamente uma nação repleta de “Jesuses”.

Que nesta sexta feira ao invés de você se preocupar em não comer carne vermelha, que mesmo perante a crueldade que os animais são expostos, você come o ano inteiro e se delicia com tal sofrimento, você reflita sim é o rumo que sua vida tem tomado e se de fato és um seguidor de Jesus e tem agido como tal. Olhe no olho do seu filho na hora do almoço em família e perceba o quanto você é importante a ele e o exemplo que tem dado. Seria você digno de um abraço sincero de Jesus Homem ou um aperto de mão de Pilatos? Perante seus amigos, colegas de trabalho, esposa, família, quantas vezes você agiu como um Judas que tanto é criticado e até espancado a cada ano nesta data? Quantas vezes mentiu, difamou, entregou alguém aos leões em troca de nada ou de 30 moedas?

Esta na hora de uma reflexão solitária, distante de pastores, líderes, livros, seitas, etc…Refletir a real importância que Jesus teve e do porque de fato ele foi morto e não o “por quem”. Deus é um grande otimista e tenho quase certeza de que ele não mandou apenas um filho para ser protagonista de uma novela trágica, onde a verdadeira mensagem é apagada pelas cenas de intriga, violência e efeitos especiais. Deus mandou e mandará vários para ver quando de fato nós vamos compreender a Sua palavra, a Sua verdade e nos tornarmos dignos de ser filho de quem somos. Neste jogo de xadrez entre Deus e o diabo, por mais vezes que Ele tenha ficado em xeque ainda tem a inteligência suprema e a sagacidade para dar um xeque mate no seu oponente, mas isto, só depende de nós, peças mágicas deste tabuleiro chamado Humanidade.

Veja também: Jesus era Peripatético., Pet é tudo de bom, O Livro de Eli, Comida de gente, Nutrição verde, PÁTRIA MADRASTA VIL, Pedala Mundo!, Via Láctea pelo navegador, BBB por Antonio Barreto, Eu, não, meu senhor, Oitavo Anjo