Projeto Horta Educativa

Nas hortas educativas, os alunos cultivam alface, rabanete, rúcula, chicória, couve, salsa, abobrinha, abóbora, beterraba, cenoura e cebolinha. Além de fazer a colheita, realizam atividades com as turmas para o preparo de receitas com os alimentos. Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo

O Projeto Horta Educativa do Fundo de Apoio à Comunidade (FAC), em parceria com a Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio (Sidagro), vai realizar a primeira colheita de rabanetes na horta escola instalada na Incubadora Municipal Norman Edward Hanson. a crítica

Após alguns meses de estudo com a equipe técnica de ambas as secretarias, o projeto tem como foco atender os agricultores urbanos da cidade. Na incubadora será realizada a capacitação dos produtores, tanto na parte da gestão da horta quanto na parte técnica, fechando um ciclo da cadeia produtiva das hortaliças.

Serão ministradas aulas e ensinamentos técnicos em geral para que os agricultores possam colocar em prática, nas respectivas hortas, todo aprendizado recebido, desde o plantio até a comercialização do produto. Conforme destacou o Secretário da Sidagro, Rodrigo Terra, o projeto faz parte do Programa Hortas Urbanas, estabelecidas pela Lei da Agricultura Urbana de Campo Grande. “A Prefeitura estuda a implantação de outras três hortas, nas incubadoras dos bairros Mário Covas, Zé Pereira e Estrela Dalva. Todo o projeto acontece em parceria com o FAC, responsável por dar destino aos alimentos produzidos, entregando as famílias atendidas por entidades assistenciais”.

De acordo com a primeira dama de Campo Grande e gestora do FAC, Tatiana Trad, que também preside a Comissão Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, é mais um projeto que vem para incentivar o micro empreendedorismo.

O FAC, também em parceria com a Sidagro irá apresentar aos produtores a ideia do centro de triagem de apoio à agricultura urbana, que tem como objetivo incentivar a atividade a pessoas em situação de risco e que se encontram em vulnerabilidade social.

Agricultores da Região Lagoa de Campo Grande que tiverem interesse no projeto podem entrar em contato com o FAC pelo telefone 2020-1361 e com a Sidagro, no 4042-0497.

Feira de Artesanato 2016

A Feira de Artesanato Brasil Original acontecerá na cidade de São Paulo, de 20 a 23 de outubro de 2016, das 10h às 20h, no Centro de Exposições Anhembi – Pavilhão Oeste, em uma área de 18.000 metros quadrados. Entrada Gratuita

Somente será permitida a entrada do menores de 14 anos acompanhados dos pais ou responsáveis.

A feira é uma grande vitrine de exposição e venda de produtos artesanais que objetiva ampliar a visibilidade e reposicionar o artesanato brasileiro perante o mercado paulista. O visitante terá acesso ao artesanato de todo Brasil e conhecerá diferentes técnicas empregadas em uma grande variedade de matérias primas.

PROGRAMAÇÃO

Conheça abaixo os espaços e atrações da Feira:

Espaço de Atendimento;

Estande Brasil Original;

Exposição de Artesanato;

Loja SUTACO;

Unidade Móvel SUTACO;

Área do Conhecimento – Palestras;

Oficinas Técnicas;

Praça do Artesão;

Praça de Alimentação.

Além dos expositores, a feira contará com um circuito de oficinas e palestras – gratuitas e também com um espaço onde o Sebrae atenderá os Potenciais Empresários, bem como os Micros e Pequenos Empresários. Neste Espaço serão disponibilizados 23 especialistas em gestão de pequenos negócios para dar orientação aos empreendedores nas áreas de Finanças, Marketing, Jurídico, Associativismo e Administração, além do espaço Super MEI (Microempreendedor Individual) onde haverá a divulgação do novo programa do Sebrae. Carina Camargo – Moda Works

A equipe técnica do MEI estará disponível para fazer a abertura e regularização de empresa, formalização, alteração de dados cadastrais, impressão da Inscrição Estadual e Cadastro Municipal (CCM), Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI), CNPJ, Documento de Arrecadação Simplificada (DAS), Inscrição Estadual (IE), Nota Fiscal de Prestador de Serviços, Cadastro da Vigilância em Saúde do Município de São Paulo, Declaração de Rendimento Anual (DASN-SIMEI), cancelamento e orientação sobre Nota Fiscal de Comércio e Indústria. Damaris Rodrigues – SDTE

Enxergue mais: RECICLÁVEL E/OU NÃO!LIXO OU ARTE?CURUPIRAEJU ORENDIVEVIDACELL®ARTE FORA DO MUSEU, O BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENAS9 PASSOS PARA SE ENCONTRAR PROFISSIONALMENTEPEIXE-BOI MARINHOGOVERNO ABERTOAI WEIWEI: NEVER SORRYNAARA BEAUTY DRINK!!!OUTROS OLHOSCARTA DA TERRA, JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?OFICINA TETO VERDE E ESTRUTURAS DE BAMBULUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUM1ª FEIRA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA E AGRICULTURA FAMILIARCOMO A SUÉCIA CONSEGUE RECICLAR 99% DO LIXO QUE PRODUZ?LICITAÇÃO SUSTENTÁVELRECEITA PARA CONSTRUIR SUA CASA COM SUAS PRÓPRIAS MÃOS