Mãe Terra

O lugar mais seguro do mundo é o colo de mãe. É nele que o bebê para de chorar, que a criança se abastece de afago. É no colo de mãe que o adolescente ameniza a frustração, e o adulto, em qualquer momento, ganha proteção. Ficar perto da mãe é ficar perto da nossa essência. A Mãe Terra acolhe a todos, sem distinção, mas clama por reconexão. Made in Vacaria

Os povos originários sabiamente chamam a Terra de Mãe. Foram eles os pioneiros a observar e compreender que a Terra é viva, fecunda, geradora de vida.

O conceito de Mãe Terra é abrangente e reconhecido pela ciência, pois demonstra a relação de interdependência de todos os seres que na Terra habitam. A Grande Mãe, também chamada de Gaia ou Pacha Mama, pulsa, assim como nossas mães biológicas, e tem como filhos os animais, as plantas, os minerais, os micro-organismos, que já habitavam o planeta muito antes de nós, hoje 7,5 bilhões de pessoas.

Mãeze-se: Dia Internacional da Mulher, Mikey Chanel, Macunaíma, “A MÃE DO BRASIL É INDÍGENA”, Bolo da retenção, Medical Hemp, Brincadeiras ao ar livre, Um anticorpo de Gaia para o vírus ser humano, Petúnias de galáxias, 20 ALIMENTOS FAZEM VOCÊ MAIS JOVEM!

Um anticorpo de Gaia para o vírus ser humano

“Enquanto estivermos um olhando pro outro com olhar de competição, de colocar a culpa no outro, e a gente não entender que é uma coisa só, o organismo Gaia, que esteve em febre com o aquecimento global. Gaia estava em febre e agora está de cama! E lembrando que Gaia tem bilhões de anos e nós humanos temos alguns milhares de anos. Ou seja, Gaia não está apegada a nós. O planeta vive muito bem sem nós. Até então nós somos só um vírus que corrói o planeta.

Na visão da Terra, a gente apareceu há uns 2 dias. (…)Talvez a gente seja o grande vírus que está atrapalhando a saúde de Gaia, (…) o sistema imunológico de Gaia operando, assim como nosso corpo começa a produzir os anticorpos quando está sentindo alguma coisa.” (Murilo Gun) Isaias CostaA Soma de Todos os Afetos

Gaia é um ser vivo. Só a proporção de água na Terra e no nosso corpo já deveria ser o suficiente para todos nós compreendermos isso. Ambos tem aproximadamente 70% de água em sua constituição. Toda agressão que causamos à Terra é a nós mesmos que causamos.

dia-da-terra-enfermeiras-e-um-planeta-doente-88681508

Os grandes mestres sempre ensinam que o que está em cima é como o que está em baixo, o que está dentro é como o que está fora (…) . Muitos estudiosos estão escrevendo artigos e desenvolvendo pesquisas dizendo que poderá haver um êxodo urbano a partir dessa pandemia, a questão da densidade demográfica gera muito desequilíbrio no planeta.

As palavras sábias do cacique Seattle, 1856: “De uma coisa sabemos: a Terra não pertence ao homem. É o homem que pertence à Terra. Todas as coisas estão interligadas como o sangue que une uma família; tudo está relacionado entre si. O que fere a Terra fere também os filhos e filhas da Terra. Não foi o homem que teceu a trama da vida: ele é meramente um fio da mesma. Tudo o que fizer à trama, a si mesmo fará”. Unisinos

“O legado é a percepção de que, na perspectiva das naves espaciais, a Terra e a Humanidade formam uma única entidade (Isaac Asimov, New York Times, 9 de outubro de 1982). Nós somos TerraHomem vem de húmus, terra fértil, ou o Adam bíblico significa o filho e a filha da Terra fecunda.

Terra suplica uma atitude diferente face a ela, de respeito a seus ritmos e limites, de cuidado por sua sustentabilidade e de sentirmo-nos mais que filhos e filhas da Mãe Terra, mas a própria Terra que sente, pensa, ama, venera e cuida. Assim como nos cuidamos, devemos cuidar dela.

Gaiaze-se: Fukushima Daiichi, Experimento científico?, Akai Kōdan Zillion, Mãe Gaia, Planeta Terra é um ser vivo !, Favela Orgânica, Nenhuma gota a mais!!!, Resistência Guarani, 10 livros que ensinam as criancas cuidar do planeta, Hino Nacional em dialeto ticuna, A LEI DA ÁGUA, Minhocário.

​MANIFESTO MUNDURUKU

O povo Munduruku não fala à toa. As palavras pronunciadas por nossos pajés, velhos e velhas, caciques, cacicas, guereiros, guerreiras e lideranças realmente acontecem. Nossos cantos há muitos séculos contam que somos um povo guerreiro e não perdemos nenhuma batalha. 

Essas são palavras verdadeiras, por isso continuamos cantando e fazendo nossos rituais. Já a palavra dos pariwat é cheia de dapxi. É por isso que eles escrevem tudo, para ver se a palavra fica mais forte e esconde atrás do papel que assinam as coisas ruins que sempre fazem.

Para ensinar aos pariwat (brancos) o que significa “ogu~kirik oceweju” (compromisso firmado com o povo Munduruku), nós fizemos a audiência e recebemos o Ministério Público Federal com a ajuda de cada aldeia. Mostramos que aqui na Mundurukânia não é o dinheiro que manda. Temos terra para plantar, temos peixe, caça e o rio para navegar. Se não temos combustível, nós vamos remando e chegaremos sempre no lugar que queremos.

Nós já explicamos antes, mas parece que os pariwat ainda não entenderam. Nossos pajés estão ouvindo os lamentos dos espíritos depois da destruição de Karobixexe e Dekuka’a. Por isso nós somos obrigados a visitá-los e acalmá-los. 

Então, nós estamos avisando mais uma vez que vamos até o rio Teles Pires para cumprir nossa palavra verdadeira e visitaremos as urnas que nós descobrimos estamos resgatando, de acordo com o que dizem nossos pajés e sábios.  Não é a CHTP que faz o “resgate”, como ela diz no seu ofício. Ela mexeu no nosso lugar sagrado e retirou as urnas de lá em silêncio, escondida, mentindo mais uma vez. Mas nós descobrimos e vamos cobrar da empresa essa obrigação de nos levar até lá, porque são elas as culpadas pela tristeza dos nossos espíritos ancestrais.  

O Ministério Público Federal está levando nosso recado na carta da audiência. Mas vocês já viram que não somos “povo de papel”. Se preciso voltaremos ao canteiro de obras de São Manoel para cobrar das empresas e do Governo tudo o que eles roubaram da gente.  

Sawé!

Aldeia Missão Cururu – 01.10.2017

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=435831580146584&id=434227830306959

Editado via celular.