The Disgusting Food Museum

A ideia é oferecer uma experiência divertida e, ao mesmo tempo, educacional, reunindo pontos verdadeiramente peculiares das mais diversas culturas do mundo. “O que é mais nojento? Comer um porquinho da índia ou um porco comum – há alguma diferença?”, pergunta West. “O museu visa mudar nossa visão do que é nojento e do que não é. Esperamos que isso nos leve para um futuro de comidas mais sustentáveis no futuro”.

O pesquisador e psicólogo Samuel West reuniu tais alimentos “nojentos” em seu The Disgusting Food Museum, literalmente O Museu das Comidas Nojentas, dedicado às comidas mais “exóticas” do mundo. Vivimetaliun

O mais curioso é que o Museu da Comida Nojenta foi aberto em Malmö, a capital gastronômica da Suécia. Para o curador da exposição, Samuel West, e o diretor do museu, Andreas Ahrens, “a comida é muito mais do que apenas alimentação. Comida inusitada de culturas exóticas sempre nos fascinaram”, afirmam em nota enviada para a Redação do Viagem em Pauta.


Típico da Groenlândia, o kiviak consiste em colocar centenas de aves migratórias da região (auks) dentro de uma foca para cozimento natural por cerca de seis meses (foto: Anja Barte Telin/Divulgação)
Veja também: Okja, Meio o quê?, Piada sem sabor!, De onde você vem?, O Amaranto Inca Kiwicha invade plantações de soja transgênica da Monsanto nos Estados Unidos, Sua cara, O papel da lareira, Reclame Aqui, Leite de aveia, Processo licitatório?, LEVITATION, Coletores de sementes, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Parabéns Néstle, A chegada de Lampião no Inferno, Enciclopédia do Surf, Repo man, Instituto Pindorama, voluntariado.

Minha dieta prática e saudável: sucos, sopas e refeições

image.jpeg.

Como dica boa é para ser compartilhada, vamos a minha nova alimentação: vou explicar para que serve cada item e como tenho tomado/comido. Manuelapeixinho

Na realidade, somos precisamente o que comemos, visto que os alimentos que diariamente consumimos têm influências diretas no funcionamento do nosso organismo, cérebro, pele, olhos, estado de espírito e na forma como vivemos o dia-a-dia. aminhadieta.com
“O mais importante é perceber que nenhum alimento é proibido.O famoso “prato colorido” é sem dúvida o mais saudável”. FERNANDO MENEZES – Minha Vida
O consumo diário ideal desta “bebida milagrosa” é de 1,5 a 2 litros e para que não lhe custe a engolir este hábito, pode beber chá (sem açúcar!) ou adicionar algumas gotas de limão, folhas de hortelã ou menta à sua água para um sabor refrescante e apetecível. aminhadieta.com