Quintais produtivos

Quintais produtivos é a nova tendência da horticultura

O quintal Produtivo Agroecológico é uma tecnologia de fácil replicação e possibilidade de ampliação conforme disponibilidade de espaço e recursos (modular), utilizamos espaçamento de 30mx30m, com grande diversidade de culturas agrícolas (utilizando mudas de Acerola, Pinha, Pitanga, Caju, Goiaba, Graviola, Banana, Abacaxi e Mamão; Manivas de Aipim; milho, variedade com mais de 10 tipos de hortaliças, abóbora, pimenta em sementes e ainda mudas de essências florestais e sementes de plantas medicinais), foi fornecido adubo orgânico (esterco) e orientado a produção de compostagem, defensivos e fertilizantes naturais. Associação de Apoio ao Desenvolvimento Social Sustentável – Mandacaru

Os Quintais Produtivos fazem parte da composição da paisagem de uma pequena
propriedade baseada na produção familiar. No quintal próximo a casa a família planta e
cultiva plantas alimentícias, frutíferas, ornamentais, leguminosas e medicinais.
Para a família agricultora é no quintal que está grande parte dos alimentos para o
consumo do dia-a-dia é nesse espaço que os membros da família desempenham suas
atividades destacando a importante presença e participação da mulher como a principal
colaboradora na composição da diversidade de plantas e espécies que compõem essa
paisagem.

Outro aspecto importante é a geração de trabalho para os integrantes da família, pois é
um espaço onde todos participam desde as mulheres, crianças e idosos existe uma correlação de responsabilidade e troca de saberes de forma constante. Os idosos compartilham sua sabedoria popular, as crianças e os adultos aprendem aplicar a sabedoria popular e os conhecimentos na prática do trabalho diário. A IMPORTÂNCIA DOS QUINTAIS PRODUTIVOS NA ECONOMIA FAMILIAR – Rosangela Aparecida Pedrosa

Dessa forma pode-se afirmar que os quintais produtivos geram qualidade de vida por
meio de uma produção de alimentos saudáveis que respeitam princípios agroecológicos em sua produção. É local de reprodução do conhecimento tradicional onde é feito a seleção e multiplicação de sementes de variedades crioulas que passam por gerações.


Em suma o quintal produtivo possibilita colheitas de várias espécies durante todos os
meses do ano devido à diversidade existente. Os alimentos colhidos tem certificado de
origem, pois quem planta e colhe sabe melhor que ninguém a procedência do alimento.

Quintais Produtivos

Quintaze-se: Waldschule für kränkliche Kinder, Plantas Alimentícias Não Convencionais, alternativaS?!?, 80 atividades para crianças: simples, divertidas, de baixo custo e todas dentro de casa, As MELHORES PLANTAS pra HORTA, São Paulo ganha escola de hortas para pessoas em situação de rua, Projeto oferece coleta de lixo orgânico por assinatura e devolve adubo ou hortaliças, Sua horta

Noel ou Jesus?!?

Imagem relacionada

Celebrar e ser feliz deve ser todo dia; reunir os amigos e a família, sempre. E, muitas vezes, escolhemos uma data para nos juntarmos com pessoas que às vezes nem mais convivem conosco ou que não temos afinidade. Sem ser hipócrita: clima natalino é diferente de clima comercial. DISCUTINDO CONTEMPORANEIDADES

doar brinquedos no natal

Papai Noel é só um personagem bem pequeno, e que os mais estudiosos sabem, foi criado pela Coca-Cola para campanhas de marketing no final do ano nos EUA há muito tempo atrás, essa data criou uma repercussão comercial e o verdadeiro significado do Natal está se apagando aos poucos. Karin Petermann

Nataze-se: Dicas de como fazer uma árvore de Natal diferente gastando pouco, Natal na pandemia: dicas e orientações para confraternização familiar, Feliz Natal by CVV, Cantada de Natal, Natal com a consciência tranquila!, 13º Salário

The Family: Democracia Ameaçada

A minissérie “The Family: Democracia Ameaçada”, Netflix, mostra questões que te farão pensar em uma teoria, considerada por muitos, “conspiratória”.

Você já pensou que pode existir um poder acima do poder? Que pode haver um grupo que toma decisões independentemente do governo que foi eleito?

Inspirada no livro “The Family: The Secret Fundamentalism at the Heart of American Power”, do autor Jeff Sharlet, a série, de apenas 5 episódios, coloca o espectador dentro de uma trama que mistura filmagens de reconstituição, depoimentos reais e outros registros históricos. Catraca Livre

Paenitet Amicus

Gratidão amigos e seguidores e parentes e família. One team All world

Mude conceitos, você pode e deve: Vitórias e Conquistas, Dia do Amigo e Internacional da Amizade, Luzes, Remédio caseiro para controle de pulgas, Saudação ao Sol, En+coleira+ar, Casa da árvore, Bandeirantes Modernos, Somos todos doadores, Coleta seletiva de lixo, Estresse no seu corpo, Veteranas de guerra, Em progresso, Dia da Amizade, A EVOLUÇÃO DOS ROBÔS.

Another Day In Paradise

INTRO: /

  • F#m7
  • E
  • Bm7

/ (4x)

  • VERSE
  • 1
  • F#m7
  • E
  • Bm7

She calls out to the man on the street

  • F#m7
  • E

‘Sir can you help me?

  • F#m7
  • E
  • Bm7

It’s cold and I’ve nowhere to sleep

  • F#m
  • E

Is there somewhere you can tell me?’

  • VERSE
  • 2
  • F#m7
  • E
  • Bm7

He walks on… doesn’t look back

  • F#m7
  • E

He pretends, he can’t hear her

  • F#m7
  • E
  • Bm7

Starts to whistle as he crosses the street

  • F#m
  • E

She’s embarrassed to be there…

F#m

  • Cm#7

Oh, think twice

  • Bm7
  • Cm#7

Cause it’s another day for you and me in Paradise

  • F#m
  • Cm#7

Oh, think twice

  • Bm7
  • E
  • Bm7
  • E
  • Bm7
  • Fm#7

Cause it’s another day for you… you and me in Pa – ra – dise

  • BRIDGE
  • 1

/ (

  • F#m7

)

  • E
  • Bm7

/ (2x)

{Just think about it}

/

  • F#m7
  • E
  • Bm7

/ (2x)

  • VERSE
  • 3
  • F#m7
  • E
  • Bm7

She calls out to the man on the street

  • F#m7
  • E

He can see shes been crying

  • F#m7
  • E
  • Bm7

She’s got blisters on the soles of her feet

  • F#m7
  • E

She can’t walk but she’s trying…

CHORUS
BRIDGE 1

  • BRIDGE
  • 2
  • E
  • F#m
  • E
  • A

Oh, Lord… is there nothing – more… anybody… can do?

  • E
  • F#
  • E
  • A

Oh-oh-oh, my Lord… there – must – be something… you can say

  • F#m
  • E
  • Bm7

You can tell from the lines on her face

  • F#m7
  • E

You can see that she’s been there

  • F#m7
  • E
  • Bm7

Probably been moved on from ev-e-ry-place

  • F#m7
  • E

Cause she didn’t fit in there…

CHORUS
BRIDGE 1

  • ENDING

(Repeat to end)
(

  • Bm7

)

  • F#m7
  • E
  • Bm7

It’s just another day for you and me

  • F#m7
  • E
  • Bm7

In paradise (it’s just a…)

Cifra

Extintion by Japan

Japão enfrenta uma crise demográfica sem precedentes. O país é um dos mais envelhecidos do planeta, graças a uma expectativa de vida altíssima e a uma taxa de natalidade sempre decrescente.
Japão entrou em curva descendente. Grande parte do problema deve-se ao desconhecimento das causas: há quem ache que se deve a um mercado trabalhista cada vez mais temporário e fragmentado, pouco apto para formar uma família; há quem atribua a uma tendência global -a fertilidade mundial passou de 4,99 em 1960 a 2,44 em 2016-. mdig
E há quem diretamente ache que a causa do problema pode ser rastreada à morte do amor. O governo introduziu medidas econômicas que procuram fomentar um renascimento demográfico.

Ludoemotion

http://wp.me/p6EpIP-1Cr

Ludo das Emoções: jogando aprendemos sobre nossas emoções.

Mude conceitos, você pode e deve: ALZHEIMERINSTANTLY AGELESS ™NAARA BEAUTY DRINK!!!DIA DO VOLUNTARIADOSUA CARACASAS DE MEDIAÇÃOVIRTUDESAÚDE NOSSA DE CADA DIA!ADORO ESSA PARTE DA ANATOMIA FEMIMINA.PROJETO VIBRAR PARKINSONA MEDITAÇÃO E SEU CERÉBRO

Editado via celular

Comentar, deixe sua impressão e visite a sua Loja:

Jesusnesse World

Projeto Divas

projetodiva

Projeto Divas foi criado para contribuir com o bem estar e a autoestima de mulheres portadoras de câncer, onde as acolhemos em nosso espaço com muito amor para que em rodas de conversas elas possam compartilhar suas experiências, participar de diversas oficinas, terapias alternativas, orientação jurídica entre outras.

Rua Ricardo Franco,197 – São Paulo. Como chegar
 @projetodivasautoestima – Enviar mensagem agora
 Ligar para (11) 3213-0129
projetodivarose
Aqui no PROJETO DIVAS tudo vira uma grande festa! Porque receber estas guerreiras é algo que fazemos com muito amor no coração. Nossas meninas, nossas amigas, nossa família…. FAMÍLIA DIVAS!

EMV

headerlogo_en-us

Escritório Virtual

img_1000eb-b090e4-2bccd6-2788b0-32a5ea-d114a5

Sabor: Açaí, com Aroma de Guaraná e 14 frutas!

Ainda tem mais: Vitaminas B2, B3, B5, B6, B9 e B12.

As 14 frutas presentes no Emv são: amora, ameixa, banana, blueberry, cereja, cranberry, damasco, kiwi, lichia, maracujá, pera, pêssego, romã, e uva.

 

EMV é um energético rico em frutas antioxidantes. São, ao total, 14 frutas, incluindo açaí e guaraná que dão a ele um sabor delicioso e único no mercado. Possui uma fórmula saudável que melhora sua performance, resistência e concentração por aumentar o seu nível de energia de forma suave e natural, sem efeitos rebote. É um produto conveniente e saudável que pode ser consumido a qualquer hora do dia. Equipe Green Team

Benefícios

  • Sabor inigualável
  • Solução saudável para te manter com energia
  • Energia suave, sem picos ou efeitos colaterais
  • Ajuda e te manter concentrado e focado
img_656d49-3227b6-001a87-b0c213-0c3139-e7572e
Com suco concentrado de limão, laranja, maçã, stévia e extrato de guaraná.
0% AÇÚCARES
0% CALORIAS
0% CARBO

100% vitaminas B3, B5, B6 e 45% B12!

Sugestão de uso:

Beba até duas latas por dia, a qualquer hora do dia. Muito recomendado para se utilizar antes da prática de exercício físico.

emv

JOIN JEUNESSE GLOBAL APPLICATION

Nossa missão coletiva é mudar a vida das pessoas tornando a Jeunesse além de uma família, uma marca de renome mundial.

Enxergue mais: INSTANTLY AGELESS ™ABÓBORANAARA BEAUTY DRINK!!!, SUCOS CASEIROS CHEIOS DE SAÚDE.LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMPARABÉNS NESTLÉCHÁS QUE AJUDAM A EMAGRECERSORVETE DE CACHAÇA

COMO CRESCER E VENCER SENDO UMA GRANDE TARTARUGA .

COMO CRESCER E VENCER SENDO UMA GRANDE TARTARUGA . Devagar Mais Sempre em Frente.   Você é do tipo que não tem paciência de Esperar o elevador, balança a perna enquanto os outros falam e fica simplesmente furioso quando uma página na internet, por mais rápida que seja, demora um pouco para aparecer? Você, como […]

https://doutorzinho.wordpress.com/2015/12/10/como-crescer-e-vencer-sendo-uma-grande-tartaruga/

Conhecimento Ancestral

Letra: Gideon dos Lakotas
Voz e Violão: Lucas Avelar
Percussão: Dudu Sanábio

Eis que o 11 se cumpriu a rigor
Em DNA e espírito, o meu amor

O passado sai das sombras e revive
No DNA , todo conhecimento ancestral
teus ancestrais vivos em você
marcha coletiva e marcha individual
Viverá nas gerações que virão
São regras da evolução universal

Herdeiros de conhecimentos acumulados
Eco da experiência humana de gerações
Que orienta a humanidade em teus atos
Sabedoria e experiência, são suas lições
Ouçam a voz dos séculos, é o nosso legado
Ouvidos abertos as tuas recomendações

Eis que o 11 se cumpriu a rigor
Em DNA e espírito, o meu amor

O animal já nasce com os instintos dos pais
Encontra o alimento sem ninguém ensinar
Já com roupagem que lhe dá proteção
Mas o neném humano apenas sabe chorar
Sente fome e não sabe onde procurar
Nasceu nu e precisou alguém lhe amparar
Mas crescendo ganha força e memória
A experiência ancestral fortalecendo a razão
Mas não permita as travas do passado
Travas tradição, preconceito, trava supertição .
Sobrecargas de um passado morto
Teus conceitos atualizados , boa remodulação

Eis que o 11 se cumpriu a rigor
Em DNA e espírito, o meu amor

Quanto vale tua vida, na tristeza e na alegria ?
Amar a vida nos momentos de satisfação
E não existir nos momentos de tristeza ?
A vida não é a culpada da sua desilusão
Nem pela tua alegria, fartura ou pobreza
Veja ancestralidade com bom senso e razão

A vida esta acima da dor e da alegria
Na vida , rosa e chicote experimentado
Precisa amar a vida, ela é tua companheira
Momentos vitorioso e momentos derrotado
Dominar a própria dor, eis a vitória certeira
Tristeza e sofrimento pela vontade suplantado

Eis que o 11 se cumpriu a rigor
Em DNA e espírito, o meu amor

O poder da vontade é a firmeza universal
Esta em toda a parte, poderosa eminência
Quem deseja desenvolver a vontade
Decisão de não temer a resistência
Ser integro e justo na adversidade
Manter-se amável na sua convivência

Influências contrária e conflitos no coração
Aproveite a batalha, exercite a tua vontade
Aprender apaziguar e acalmar tua emoção
A luz da vontade acaba com a tempestade
O frio do cérebro passivo será em vão
Alcançará uma fonte que jorra felicidade

A verdadeira vitória é saber se relacionar
Olhar homens e ver bons companheiros
Ser parte da grande família humana
Na vontade com bom senso, será um luzeiro
Mas no amor de Mitakue Oasin
É força ancestral na luz do teu candeeiro

Eis que o 11 se cumpriu a rigor
Em DNA e espírito, o meu amor.

Veja também: Só Por Hoje, Amor do pai, Batman – O Livro dos mortos, Individualidade fugaz, O Livro de Eli, Licitações, Efeito Borboleta, A Escalada do Monte Improvável, de Richard Dawkins, Olá, mundo!, Via Láctea pelo navegador

Coleira para crianças, absurdo?

GABRIELA SALES

Uma ideia infeliz de uma avó em Divinópolis, região Centro-Oeste de Minas, resultou em polêmica e tumulto em um supermercado da cidade na tarde desta quinta-feira (23).

A dona de casa, Neuza Ângela de Almeida, de 56 anos, utilizou a alça da bolsa de couro, desafivelou um lado da corda e passou pela cintura da menina, mantendo o outro lado preso. A cena teria causado revolta entre os clientes do estabelecimento que chamaram a polícia. “Os populares chegaram a informar que a menina estava gritando e sendo arrastada pela avó nos corredores do comércio”, contou o sargento Oliveira da Polícia Militar da cidade.

“A senhora informou ao policiais que tinha apenas tentado conter a agitação da menina que corria de um lado para o outro no supermercado e para que não a perdesse, resolveu amarrá-la à bolsa”, contou o investigador Edivar, da Polícia Civil.

Na delegacia, a avó da criança informou tomar conta da menina enquanto a filha trabalha e que estaria acostumada a agir desta maneira. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso.

Outro lado

Segundo o delegado de plantão, Danilo Ferraz, a avó da criança teria apenas resguardado a neta. “É uma senhora de idade e com limitações de locomoção. Durante os depoimentos constatei apenas o zelo da senhora. Isso não caracteriza crime”, disse.

Nenhum cliente se apresentou na delegacia para denunciar o suposto mal trato. “Nenhuma pessoa que ligou para Polícia Militar veio a delegacia. Nada ficou provado que a avó maltratou a criança. Acho que as pessoas deveriam ficar alarmadas é com crianças dormindo na rua, desaparecidas, pessoas passando fome e não com o zelo de uma avó”, completou.

Ferraz ainda fez duras críticas a atuação do conselho tutelar. “Fiquei espantado em ver que nenhum representante do conselho compareceu a delegacia para acompanhar o caso. Isso deveria ter sido feito já que a abordagem em tirar a menina da avó foi bastante traumática para a criança”.

Agora, o caso ficará a cargo da Delegacia de Proteção à Família de Divinópolis. Após ser ouvida pela polícia, Neusa foi liberada. O Tempo

coleiracrianças

Veja também: Homem e o diabo, Coleira para crianças inspira olhares críticos e reflexões, R7 MG, Brasil de bandidos, En+coleira+ar, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., A casa dos outros, Omissão., Advogados, Estatuto da Criança e do Adolescente

Brasil de bandidos

O juiz Ronaldo Tovani, 31 anos, substituto da comarca de Varginha, ex-promotor de justiça, concedeu liberdade provisória a um sujeito preso em flagrante por ter furtado duas galinhas e ter perguntado ao delegado: ‘desde quando furto é crime neste Brasil de bandidos?’ O magistrado lavrou então sua sentença em versos:

*No dia cinco de outubro*
*Do ano ainda fluente*
*Em Carmo da Cachoeira*
*Terra de boa gente*
*Ocorreu um fato inédito*
*Que me deixou descontente.*

*O jovem Alceu da Costa*
*Conhecido por ‘Rolinha’*
*Aproveitando a madrugada*
*Resolveu sair da linha*
*Subtraindo de outrem*
*Duas saborosas galinhas.*

*Apanhando um saco plástico*
*Que ali mesmo encontrou*
*O agente muito esperto*
*Escondeu o que furtou*
*Deixando o local do crime*
*Da maneira como entrou.*

*O senhor Gabriel Osório*
*Homem de muito tato*
*Notando que havia sido*
*A vítima do grave ato*
*Procurou a autoridade*
*Para relatar-lhe o fato.*

*Ante a notícia do crime*
*A polícia diligente*
*Tomou as dores de Osório*
*E formou seu contingente*
*Um cabo e dois soldados*
*E quem sabe até um tenente.*

*Assim é que o aparato*
*Da Polícia Militar*
*Atendendo a ordem expressa*
*Do Delegado titular*
*Não pensou em outra coisa*
*Senão em capturar.*

*E depois de algum trabalho*
*O larápio foi encontrado*
*Num bar foi capturado*
*Não esboçou reação*
*Sendo conduzido então*
*À frente do Delegado.*
*Perguntado pelo furto*
*Que havia cometido*
*Respondeu Alceu da Costa*
*Bastante extrovertido*
*Desde quando furto é crime*
*Neste Brasil de bandidos?*

*Ante tão forte argumento*
*Calou-se o delegado*
*Mas por dever do seu cargo*
*O flagrante foi lavrado*
*Recolhendo à cadeia*
*Aquele pobre coitado.**
*
*E hoje passado um mês*
*De ocorrida a prisão*
*Chega-me às mãos o inquérito*
*Que me parte o coração*
*Solto ou deixo preso*
*Esse mísero ladrão?*

*Soltá-lo é decisão*
*Que a nossa lei refuta*
*Pois todos sabem que a lei*
*É prá pobre, preto e puta…*
*Por isso peço a Deus*
*Que norteie minha conduta.*

*É muito justa a lição*
*Do pai destas Alterosas.*
*Não deve ficar na prisão*
*Quem furtou duas penosas,*
*Se lá também não estão presos*
*Pessoas bem mais charmosas.*

*Afinal não é tão grave*
*Aquilo que Alceu fez*
*Pois nunca foi do governo*
*Nem seqüestrou o Martinez*
*E muito menos do gás*
*Participou alguma vez.*

*Desta forma é que concedo*
*A esse homem da simplória*
*Com base no CPP*
*Liberdade provisória*
*Para que volte para casa*
*E passe a viver na glória.*

*Se virar homem honesto*
*E sair dessa sua trilha*
*Permaneça em Cachoeira*
*Ao lado de sua família*
*Devendo, se ao contrário,*
*Mudar-se para Brasília.*

Um juiz arretado!

Veja também: Brasileiro Reclama De Quê?, Justiça em trânsito, Estrito cumprimento do dever, Saramago, Quem é o povo?, De Quem é a Culpa?, Água mata?, O de Otário, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, PÁTRIA MADRASTA VIL, Orçamento doméstico

Meu nome é Jonas

Título (Original): And Your Name Is Jonah (1979) – Drama
País: USA
Diretor: Richard Michaels
Atores: Sally Struthers; James Woods; Jeffrey Bravin
Notes: A deaf child is also regarded as having learning difficulties but his parents work hard to disprove this. Eventually he is taught sign language and is able to escape from his isolation.

O filme retrata a história de uma criança de nome Jonas e sua volta ao seio familiar, portador de deficiência auditiva de nascimento, é diagnosticado como deficiente mental e tratado como tanto em uma instituição para portadores de Síndrome de Down, até que um médico descobre que ele apenas não escuta, ou seja, é surdo.

Diante dos fatos, os pais os levam para casa e tentam iniciar uma rotina cotidiana com a inserção de Jonas no contexto em que vivem, porém a vivência é tumultuada devido à impossibilidade de comunicação e também das informações errôneas que um Instituto apresenta como uma alternativa para a cura de Jonas, a oralização.

O total desconhecimento e a profunda dor causada a família causa diversos transtornos e transformações na vida da família, a mãe busca modos de conhecer e interagir com o filho, com muita dificuldade ela consegue entender o mundo de Jonas e com a ajuda de outros surdos entende que seu filho tem outra forma de se comunicar, uma língua da qual seu mundo tem sentido.

O Decreto nº 3.298/99, categoriza a deficiência auditiva:
Níveis de perda Decibéis (dB)
– Surdez leve 25 a 40 dB
– Surdez moderada 41 a 55 dB
– Surdez acentuada 56 a 70 dB
– Surdez severa 71 a 90 dB
– Surdez profunda acima de 91dB

LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL DE 2002.

DECRETO Nº 5.626, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005.

Veja também: Exercícios de Alongamento para as Mãos, Alzheimer, Adoro essa parte da anatomia femimina., FORDISMO??, Reign Over Me, Somos todos doadores, REVENGE!, Coleta seletiva de lixo, Hoje., Darwin cadê você?,

Ouro de tolo

Ouro de Tolo – Raul Seixas

Eu devia estar contente
Porque eu tenho um emprego
Sou um dito cidadão respeitável
E ganho quatro mil cruzeiros
Por mês…

Eu devia agradecer ao Senhor
Por ter tido sucesso
Na vida como artista
Eu devia estar feliz
Porque consegui comprar
Um Corcel 73…

Eu devia estar alegre
E satisfeito
Por morar em Ipanema
Depois de ter passado
Fome por dois anos
Aqui na Cidade Maravilhosa…

Ah!
Eu devia estar sorrindo
E orgulhoso
Por ter finalmente vencido na vida
Mas eu acho isso uma grande piada
E um tanto quanto perigosa…

Eu devia estar contente
Por ter conseguido
Tudo o que eu quis
Mas confesso abestalhado
Que eu estou decepcionado…

Porque foi tão fácil conseguir
E agora eu me pergunto “e daí?”
Eu tenho uma porção
De coisas grandes prá conquistar
E eu não posso ficar aí parado…

Eu devia estar feliz pelo Senhor
Ter me concedido o domingo
Prá ir com a família
No Jardim Zoológico
Dar pipoca aos macacos…

Ah!
Mas que sujeito chato sou eu
Que não acha nada engraçado
Macaco, praia, carro
Jornal, tobogã
Eu acho tudo isso um saco…

É você olhar no espelho
Se sentir
Um grandessíssimo idiota
Saber que é humano
Ridículo, limitado
Que só usa dez por cento
De sua cabeça animal…

E você ainda acredita
Que é um doutor
Padre ou policial
Que está contribuindo
Com sua parte
Para o nosso belo
Quadro social…

Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar…

Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador…

Ah!
Eu que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar…

Porque longe das cercas
Embandeiradas
Que separam quintais
No cume calmo
Do meu olho que vê
Assenta a sombra sonora
De um disco voador…

Veja também: Carnaval é Perfeição!, RAUL SEIXAS OFICIAL FÃ-CLUBE, Clarice Lispector do Samba, Clara Nunes.Homem e o diabo, Quem é o povo?, Anestesia mental., De Quem é a Culpa?