WhatsApp prepara opção de pausa para (longas) gravações de voz

Os fãs dos áudios gravados no app de mensagens devem contar em breve com uma útil novidade. Carsten Drees in: NextPit

Os colegas do site WABetaInfo descobriram que o Zap permitirá fazer uma pausa nas gravações das mensagens de voz. Com a ajuda de um botão de pausa, você pode interromper a gravação e continuá-la a qualquer momento, bastando tocar novamente no botão de gravação.

Para quem gosta de mandar áudios elaborados — ou simplesmente foi interrompido pelo caminhão do gás —, a novidade é uma mão na roda, já que acaba com a necessidade de gravar a mensagem em uma só tacada.

Ainda não se sabe quando o recurso será disponibilizado para todas as pessoas, mas a novidade foi descoberta na versão beta para iOS e já está em andamento para o Android.

A ferramenta garante acesso aos conteúdos das gravações sem precisar ouví-las. O site especializado explica que, além de nativa, a função não depende dos servidores do Facebook para funcionar. Ou seja, tudo é realizado diretamente no smartphone do usuário, com o auxílio do sistema de reconhecimento de fala do celular da Apple. tecnoblog

Há algumas semanas, informamos sobre a opção planejada para converter mensagens de voz em texto. Há alguns dias, WABetaInfo também informou que o WhatsApp finalmente quer tornar possível ouvir mensagens de voz enquanto você lê e digita mensagens em outras conversas no Zap ao mesmo tempo.

WhatsApp trabalha em ferramenta nativa para transcrição de áudios (Imagem: Reprodução/WABetaInfo)

O recurso funciona assim: depois que o usuário dá a permissão para o WhatsApp utilizar o reconhecimento de fala do iOS, será possível acessar um tela chamada “Transcrição” (em tradução livre), o conteúdo do áudio em forma de texto, ficará armazenado localmente para leituras futuras, separados em uma linha do tempo.

O WhatsApp ainda vai liberar outra novidade aos usuários em breve. Também nesta sexta-feira (10), o mensageiro anunciou os backups criptografados de ponta a ponta para incrementar a proteção das cópias de segurança que são guardadas na nuvem. A função chegará aos aplicativos de mensagens para Android e iPhone (iOS).

A ferramenta é opcional e oferece mais segurança aos arquivos que são enviados para o Google Drive (Android) e iCloud (iPhone). O mensageiro vai criptografar os backups com uma chave única e aleatória de 64 dígitos. Dessa forma, a cópia de segurança só poderá ser acessada com a credencial ou com uma senha criada pelo próprio usuário.

Voze-se: Alternativas Whatsapp, Whatsapp usando a força da mente, O chip do WhatsApp, Caiu Zuck, Busca no Google: truques e dicas., Contagem pública dos votos, Cartilha feita em parceria com o E-farsas ensina como reconhecer uma notícia falsa!

O salto de paraquedas mais alto da história

Um número sem precedentes de oito milhões de pessoas entrou no YouTube em 14 de outubro de 2012 para testemunhar o momento que mudou tudo, O pára-quedista austríaco Felix Baumgartner completou um salto de pára-quedas de 38.969,4 metros, batendo oito recordes mundiais e a barreira sonora no espaço de apenas três horas. Guinness World Records Limited 2021

Cinco anos de planejamento escrupuloso, o projeto Red Bull Stratos de US $ 20 milhões (12,45 milhões de dólares) fez história naquele dia, sinalizando um enorme avanço no conhecimento do mundo sobre a forma como o corpo lida com condições extremas perto do espaço.

Felix Baumgartner’s supersonic freefall from 128k’ – Mission Highlights. Red Bull

After flying to an altitude of 39,045 meters (128,100 feet) in a helium-filled balloon, Felix Baumgartner completed a record breaking jump for the ages from the edge of space, exactly 65 years after Chuck Yeager first broke the sound barrier flying in an experimental rocket-powered airplane. Felix reached a maximum of speed of 1,357.6 km/h or 843.6 mph(Mach 1.25) through the near vacuum of the stratosphere before being slowed by the atmosphere later during his 4:20 minute long freefall. The 43-year-old Austrian skydiving expert also broke two other world records (highest freefall, highest manned balloon flight), leaving the one for the longest freefall to project mentor Col. Joe Kittinger.

Felix buscou alturas ainda maiores e resolveu quebrar o recorde de 52 anos de Joseph Kittinger (EUA) para o maior salto de pára-quedas em queda livre. Com isso, o desafio final da Red Bull e da Baumgartner foi posto em movimento.

Space Jump-Col. (Ret.) Joe Kittinger. National Museum of the U.S. Air Force

As jets flew higher and faster in the 1950s, the Air Force became increasingly worried about the safety of crews who had to eject at high altitude. Joe Kittinger was the first man to test a newly designed suit that protected pilots upon ejection.

GoPro: Red Bull Stratos – The Full Story. GoPro

October 14, 2012, Felix Baumgartner ascended more than 24 miles above Earth’s surface to the edge of space in a stratospheric balloon. Millions across the globe watched as he opened the door of the capsule, stepped off the platform, and broke the speed of sound while free falling safely back to Earth. Felix set three world records that day—and inspired us all to reach beyond the limits of our own realities, and reimagine our potential to achieve the incredible.    GoPro was honored to be a part of this epic achievement, with seven HERO2 cameras documenting every moment. From the airless freeze of outer space, to the record-breaking free fall and momentous return to ground—see it all through Felix’s eyes as captured by GoPro, and experience this incredible mission like never before. No one gets you closer than this.

Em 24 de outubro de 2014, o executivo do Google, Alan Eustace (EUA) caiu para a Terra de 41.422 metros (135.898 ft), e quebrou o recorde de Felix para o maior salto de pára-quedas em queda livre.

O cientista da computação de 57 anos quebrou o recorde de Baumgartner, ao pular de um balão na estratosfera terrestre. Sem grande orçamento, ajuda tecnológica ou divulgação publicitária, Eustace bateu o recorde do austríaco por 2 quilômetros. Canaltech

Record-Breaking Near-Space Dive Leaps from 135,000 Feet | VideoVideoFromSpace

Alan Eustace dove from a high-altitude balloon soaring at approximately 135,000 feet. Felix Baumgartner held the record at 128,000 feet. FULL STORY: http://goo.gl/tF50aY

Inicialmente, o salto foi computado como a 41,43 quilômetros de altura, mas foi posteriormente corrigido pela Federação Mundial de Esportes Aéreos. O recorde do vice-presidente do Google foi reconhecido pela Associação de Paraquedismo dos Estados Unidos.

Salteze-se: Queda Livre!, Queenstown – Nova Zelândia, Oito filmes que retratam o suicídio, Na Natureza Selvagem (spoiler), CONSTELAÇÕES INDÍGENAS

Olho negro

Gabriela Orsini – Metropolitana Fm

Se você olhar para o céu em uma noite estrelada e encontrar a Constelação de Telescópio, vizinha da Constelação de Sagitário, estará olhando para o buraco negro mais próximo da Terra já encontrado – até agora. Ele está situado a apenas 1.000 anos-luz de distância, e sua descoberta foi anunciada nesta quarta-feira (6) em um estudo publicado na revista Astronomy & Astrophysics. Daniele CavalcanteCanaltech

Análise do “Olho de Horus” como representação de um Buraco Negro.
Lente GravitacionalIchi.Pro

Negroze-se: Olhos Azuis, Outros olhos, CONSTELAÇÕES INDÍGENAS, A Teoria de Tudo, Jesus Negão, Infinito paralelo, Via Láctea pelo navegador

130 mil itens são descartados por semana em depósito da Escócia

Olhar Digital – Facebook

Durante o ano de 2020, a Amazon destruiu mais de 2 milhões de produtos falsificados. De acordo com a empresa, apesar da facilidade de cadastro de produtos que ela oferece aos seus parceiros, os seus centros de distribuição buscam identificar produtos não originais e proteger o consumidor. Além disso, destruição do material também evita que ele volte a ser vendido. tudo celular

Mas ao que parece, a empresa mais valiosa do mundo também produz um desperdício de produtos chocante em escala semanal, mesmo em tempos de grande preocupação ambiental com o efeito estufa e consequente colapso dos oceanos.

Uma investigação da emissora de televisão britânica ITV revelou que um depósito da Amazon na cidade de Dunfermline, na Escócia, destrói mais de 130.000 itens não vendidos por semana.

Segundo um ex-funcionário da empresa, entre o material “descartado” estão produtos muito desejados como MacBooks, TVs, joias, fones de ouvido, livros e máscaras PFF2 para prevenção do coronavírus.

Os trabalhadores, de acordo com o colaborador não identificado, têm uma meta semanal de separar 130.000 itens para “descarte”. Pelo menos metade desses produtos são destruídos ainda embalados, enquanto a outra metade, embora constituída de itens devolvidos por clientes, ainda apresenta em boas condições de uso mesmo fora das caixas.

E essa não é uma exclusividade da unidade de Dunfermline. Em 2019, repórteres franceses descobriram que a Amazon destruiu mais de 3 milhões de produtos em apenas um ano em dos armazéns na França.

A informação foi revelada por um ex-funcionário da gigante do e-commerce. Ele filmou um dos 24 centros de distribuição que operam no Reino Unido e capturou a chamada “zona de destruição”. Lá, a empresa descarta milhares de produtos nunca usados. Entre eles estão Smart TVs, notebooks, drones, secadores de cabelo, fones de ouvido de última geração, livros, milhares de máscaras seladas. tecmundo

“A nossa meta era destruir 130 mil itens por semana. Não há razão para o que é destruído: aspirador de pó, MacBooks e iPads; no outro dia, 20 mil máscaras [faciais] de Covid ainda fechadas foram destruídas”, conta.

De acordo com o ex-funcionário — que não quis se identificar na reportagem —, todos esses itens são separados em caixas com a marcação “destruir”.

Antes de saber da investigação, o diretor da Amazon no Reino Unido, John Boumphrey, contou à ITV News que a quantidade que a empresa destrói é “extremamente pequena”.

Após a reportagem, Boumphrey afirmou: “Estamos trabalhando para uma meta de descarte zero de produtos e nossa prioridade é revender, doar para organizações de caridade ou reciclar quaisquer produtos não vendidos. Nenhum item é enviado para aterro no “Reino Unido”. Como último recurso, enviaremos itens para recuperação de energia, mas estamos trabalhando muito para reduzir o número de vezes que isso acontece”.

Descarteze-se: Cataki, o “Tinder da reciclagem”, Caroço de abacate vira talher biodegradável no México, Organizando a casa, Lixo ou resíduos?

Nunca atrapalhou!?!

Com 253 atletas, o Brasil tem a maior delegação das Paralimpíadas de Tóquio 2021. A expectativa do País para esta edição dos Jogos Paralímpicos é expandir seu quadro de medalhas, composto de 301 no total, sendo 87 de ouro, 112 de prata e 102 de bronze. O Povo

A primeira medalha brasileira foi obtida em Toronto 1976. Os responsáveis foram Robson Sampaio de Almeida e Luiz Carlos da Costa, dupla que angariou a prata na modalidade lawn bowls, parecida com a bocha e praticada na grama. Quatro anos antes, o Brasil estreava nas Paralimpíadas, durante a edição de 1972, em Heidelberg, Alemanha.

A presença e o impacto do País nos Jogos Paralímpicos foram crescendo ao longo do tempo. Na edição de Atlanta, em 1996, o País logrou 21 medalhas, um crescimento de 200% em relação às sete medalhas conquistadas na edição anterior, Barcelona 1992.

As Paralimpíadas de Tóquio 2021 dão oportunidade para diversos tipos de pessoas se destacarem esportivamente, de acordo com suas habilidades e aptidões físicas. Em Tóquio, serão disputadas 22 modalidades, que por sua vez se dividem em provas específicas, delimitadas por gênero, peso, distância, dentre outros requisitos. O Povo

Veja as modalidades das Paralimpíadas de Tóquio

  1. Atletismo
  2. Badminton
  3. Basquetebol (em cadeira de rodas)
  4. Bocha
  5. Canoagem
  6. Ciclismo (estrada e pista)
  7. Esgrima (em cadeira de rodas)
  8. Futebol de 5
  9. Goalball
  10. Hipismo
  11. Judô
  12. Levantamento de peso
  13. Natação
  14. Remo
  15. Rugby (em cadeira de rodas)
  16. Taekwondo
  17. Tênis de mesa
  18. Tênis (em cadeira de rodas)
  19. Tiro esportivo
  20. Tiro com arco
  21. Triatlo
  22. Vôlei sentado

Os Jogos Paralímpicos, no formato como conhecemos hoje, acontecem desde 1960, ano em que o evento foi sediado em Roma, na Itália. Porém, a origem das Paralimpíadas teve início em 1939, quando o neurologista alemão de origem judia Ludwig Guttmann organizou um conjunto de competições esportivas para homens com deficiências resultantes do tempo de combate na Segunda Guerra Mundial. O Povo

Este evento aconteceu em 28 de julho, mesmo dia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres, a 56 quilômetros de Stoke Mandeville, onde Guttmann atuava. A partir de então, as competições entre pessoas com deficiências passaram a ocorrer anualmente e se tornaram internacionais em 1952, quando atletas dos Países Baixos participaram.

O tênis de mesa é um dos poucos que está desde a primeira edição dos Jogos Paralímpicos, em Roma-1960. Na Itália, foram disputadas apenas os torneios de simples e de duplas, tanto no feminino quanto no masculino. Isso mudou em 1972, quando começaram as competições por equipes. Surto Olímpico

Paraze-se: Os sem medalha, CDB e Olímpiadas, as Cannalimpíadas!, Google Street View Olímpiadas Japan e others app, Semana da Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, Brasil termina Parapan em 1º lugar e faz a melhor campanha da história

Tupi-Guarani, a Criação do Mundo

Tupi-Guarani, a Criação do MundoConhecimentos da Humanidade

Tupi-Guarani, os GêmeosConhecimentos da Humanidade

Nessa continuação do mito Guarani, conheça os gêmeos Guaracy e Jacy.

Acompanhe nossa página no Facebook: facebook.com/conhecimentosdahumanidade

Roteiro e Edição: Bruno Lanaro

Apresentação: Bruno Lanaro e Léo Lousada

Para quem quiser aprofundar:

– Aporte a la Etnografía de los guaraní del Amambái, Alto Ypan.

– León Cadogan – Cosmovisión Tevyterã

– Friedl Paz Grünberg – Kuarahy e Jasy em busca da origem

– Spensy Kmitta Pimentel

– Índios do Brasil

– Julio Cezar Melatti

– Literatura Guarani del Paraguay

– Rubén Bareiro Saguier

– Terra Madura: Fundamento da Palavra Guarani

– Graciela Chamorro

– Teología Guaraní

– Graciela Chamorro

– Portal Povos Indígenas no Brasil

– pib.socioambiental.org

– Povos Guarani na Fronteira Argentina, Brasil e Paraguai

– Marta Azevedo, Antonio Brand, Egon Heck, Levi Marques Pereira, Bartomeu Melià

– Palestra: O Céu Tupi-Guarani de Tamires Cristina de Souza

– Cosmovisão Tupi-Guarani e Antroposofia

– Heloisa Oliveira

CVV nas mídias sociais

Gostaríamos de convidar todos a visitar, seguir e compartilhar as páginas do CVV nas mídias sociais. Divulgar é uma forma de mantermos as pessoas informadas sobre seus serviços, além de cientes de que NÃO ESTÃO SOZINHAS e de que o CVV está pronto para acolhê-las de coração aberto.
Facebook
https://www.facebook.com/cvvoficial/
Instagram
https://www.instagram.com/cvvoficial/?hl=pt-br
Twitter
https://twitter.com/cvvoficial
YouTube
https://www.youtube.com/c/cvvoficial
Site
https://www.cvv.org.br/

CVVze-se: CVV, 57 anos!!!, CVV, Psiquiatra, Conemo, Um Homem Chamado Ove, 10 palavras positivas para todos os dias, Oito filmes que retratam o suicídio, Jardim da Empatia

Glândula pineal, e a calcificação da pinha.

Carol Capel – Facebook

Anatomia Radiológica: Pineal e assoalho do terceiro ventrículoJezreel

Cisto da pineal e calcificação da pineal: causas e tratamentosJulio Pereira – Neurocirurgião

O que é a Glândula Pineal?Sérgio Felipe de Oliveira

#GLÂNDULA#PINEAL – COMO EVITAR SUA #CALCIFICAÇÃO. Goldene Füsschen Gleide Neubaner – Suiça

Pinhaze-se: Glândula Pineal, Flúor reduz o QI?, 10x + y, Uma Mente Brilhante, Mapa 3D do cérebro humano, Como exercitar o cérebro no dia a dia, Beterraba, O que é colágeno?!?, Alimentos e saúde mental, vidacell®

Mandrágora

Los poderes de la Mandrágora – Criaturas Legendarias. Canal HISTORIA

Cultive sua Mandrágora de verdade!- DIY HARRY POTTER

Nome científico: Mandragora officinarum; Família: Solanaceae (batata).

O uso da raiz da mandrágora é muito antigo. Na Bíblia, em textos do antigo testamento (no livro do Gênesis e no Cântico dos Cânticos), é citado em Genesis 30:14 e Cantares 7:13. Sandra Rivetti – Jardim Cor

Desde tempos remotos usa-se a mandrágora para os mais diversos fins; dizem que ela possui qualidades de natureza medicinal e, tanto médicos como curandeiros, a recomendavam principalmente como analgésico e narcótico. Mas seu uso ia muito mais além, pois acreditava-se que ela era afrodisíaca e alucinógena. Vale do Mago

Era muito utilizada pelos antigos romanos como anestésico em suas cirurgias, mas em tempos medievais poucos a utilizavam por ser considerada uma planta de mau agouro.

Na Idade Média, acreditava-se que devia ser colhida somente em noite de lua cheia e arrancada da terra por um cão preto, pois se outro animal ou pessoa o fizesse, a raiz gritaria tão alto, que provocaria a morte.

As mandrágoras fazem parte do currículo de Herbologia do segundo ano da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. No ano letivo 1992-1993, o crescimento das mandrágoras da escola serviu para fazer uma poção restaurativa para reviver as vítimas de petrificação após a re-abertura da Câmara Secreta. Harry Potter Wiki

Durante a Batalha de Hogwarts, a Professora SproutNeville Longbottom e outros estudantes lançaram mandrágoras sobre as ameias do Castelo para atacar os Comensais da Morte.

Sempre que desenterrada, a raiz grita. O grito de uma mandrágora madura matará qualquer pessoa que o ouça, mas os gritos de uma mandrágora jovem normalmente só farão a pessoa desmaiar por algumas horas. Para estudá-las em Herbologia, a professora Pomona Sprout pede a seus alunos que usem abafadores para proteger seus ouvidos dos gritos. O grito de uma mandrágora é muito parecido com (se não o mesmo que) um grito de banshee, que também é fatal.

Entre as páginas do livro “Harry Potter e a Câmara dos Segredos”, de J.K.Rowling e de obras como “Romeu e Julieta” de William Shakespeare ou até em imagens de filmes como “Labirinto de Fauno”, de Guillermo Del Toro, a mandrágora está presente e desperta curiosidade em quem a vê.  Renata SilvaCiência 2.0

“A mandrágora é uma planta perene e que tem uma grande raiz principal, bifurcada e muito ramificada e que por vezes adquire a forma humana. As folhas têm 30 centímetros e são verde-escuras, ovadas, basais e as flores são de cor amarela ou púrpura”, explicou Carla Lixa, professora de Biologia. Os frutos por ela originados são carnosos e de cor amarela, sendo aromáticos e tóxicos. Foram apelidados pelos árabes como “as maçãs do diabo”, por terem propriedades consideradas afrodisíacas.

A mandrágora, planta que tem várias espécies e não apenas a referida, pertence à família botânica Solanaceae, é conhecida na história de várias civilizações por diversos nomes. A sua nomeclatura foi evoluindo ao longo dos anos, até que o nome científico que conhecemos hoje – Mandragora officinarum L. – foi dado pelo botânico sueco Carl von Linné (em Português, Carlos Lineu), criador da chamada nomenclatura binomial.

Há dois gêneros de plantas de nome “mandrágora” que são bem distintas e de famílias diferentes. Uma é parente do tomate e é considerada a verdadeiraTrata-se da Mandragora officinalis ; possui flores roxas e suas folhas se assemelham às da tançagem. A outra (Bryonia dioica) é parente da abóbora e possui as folhas em forma de palma; tem flores brancas e pequenos frutos vermelhos; é também conhecida como “Nabo-do-diabo”.

O nome mais abrangente desta planta, de acordo com o trabalho de Carla Lixa, provém do inglês, “mandrake”, ou seja, por um lado homem, devido à raiz que parece ter uma forma humana, por outro o “drake”, derivado de dragão, que faz alusão aos poderes mágicos.

Acreditava-se que a mandrágora tinha poderes mágicos, tendo sido associada muitas vezes a rituais de bruxaria, e que servia como tratamento, por exemplo, para a infertilidade. Ao longo de vários séculos, autores clássicos, como Sócrates, Demóstenes, Macróbio e Teodoreto, escreveram sobre as propriedades soníferas e anestésicas desta planta.

Mandrágora

De acordo com Rubim Almeida, docente de Biologia da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, consultado pelo Ciência 2.0, todas as mandrágoras “contêm alcaloídes (atropina, escopolamina, etc) que provocam delírios e outros efeitos hipnóticos e depressivos que podem causar muitos outros sintomas como bradicardia, delírios, vómitos e morte”.

No jardim de plantas mágicas e medicinais da Europa medieval do Cloisters, a filial do Museu Metropolitan à beira do Rio Hudson, no extremo norte de Nova York, reluzia a estrela em questão: a mandrágora. Marcelo Marthe – veja

Devido às dificuldades em encontrar mandrágoras em países fora da Europa, quando se trata de fins mágicos, utiliza-se, ao invés delas, o gengibre ou o ginseng. Ambas raízes também têm aspectos que se assemelham a um ser humano (antropomorfismo), com a vantagem de não serem venenosas.

Talvez, na Idade Média, onde as matas europeias eram mais densas, fosse mais fácil encontra-las na natureza. Hoje é realmente algo raro de se ver.

Teofrasto, filósofo grego que escreveu o primeiro tratado sobre plantas, contou, no livro “Enquiry Into Plants II” a história da lenda das mandrágoras que passamos a citar: “O herborista só o poderia fazer à noite. Primeiro, teria de se inclinar em direção do sol poente e homenagear as divindades infernais, isto é, as forças telúricas. O produtor deveria desenhar três círculos ao redor da planta com a sua espada de ferro virgem. Então, de frente para o oeste para evitar feitiços, ele deveria cortar porções das raízes secundárias. Em seguida, não deveria proceder pessoalmente à colheita pois, no momento em que era arrancada, a planta lançava um grito que matava ou enlouquecia aquele que o ouvisse. Por isso, depois de ter cuidadosamente tapado os ouvidos com cera, o herborista amarrava um cão à planta e atirava-lhe um pedaço de carne um pouco além do seu alcance. O cão corria e caía morto. Mas a mandrágora estava arrancada. Uma colheita tão perigosa merecia uma grande retribuição. Mas que importância tinha, já que a mandrágora reembolsava largamente seu comprador. Bastava fechá-la num cofre para que ela dobrasse o número de moedas que ele continha”.

 Jesse e Katherine Oldfield resolveram fazer um ensaio newborn do filho Theodore baseado em Harry Potter e a Câmara Secreta 

Jesse e Katherine Oldfield são moradores de Oregon, nos Estados Unidos, e grandes fãs de Harry Potter. Quando o primeiro filho do casal nasceu, Sebastian, ele teve um ensaio de fotos em que aparecia como o bruxo em um cemitério e foi um sucesso absoluto. NATHALIA SALVADOvírgula

Por isso, quando Theodore nasceu, eles decidiram fazer exatamente a mesma coisa. Inspirado na cena de Harry Potter e a Câmara Secreta, o bebê recém-nascido aparece como uma mandrágora chorosa, enquanto é observado por seu irmão mais velho.

Mandragoze-se: O colírio de Bald, poção de bruxa!, 4 receitas de bebidas que ajudam você a perder peso, Beterraba, Farmácia nunca mais, Ervas, chás e sucos para limpeza natural dos rins, 19 ervas medicinais, O Mundo Vegetal e as constelações, FAKE X DISCERNIMENTO e CARTA 7 de Platão, DENTE DE LEÃO, Cerveja Amanteigada de “Harry Potter “

10 fatos sobre inteligência artificial

O conceito de IA se refere à criação de máquinas – não necessariamente com corpo físico – com a habilidade de pensar e agir como humanos. Softwares que conseguem abstrair, criar, deduzir e aprender ideias. O objetivo geralmente está em facilitar tarefas do dia a dia, avançar pesquisas científicas e modernizar indústrias. Veja, a seguir, dez fatos que o TechTudo reuniu sobre o passado, o presente e o futuro da inteligência artificial. Isabela Cabral

1. A história da inteligência artificial tem pelo menos 62 anos

 Já na Antiguidade, seres artificiais e homens mecânicos apareciam em mitos gregos e romanos. Filósofos e matemáticos de várias eras exploraram a possibilidade de mecanização do pensamento. No início do século passado, a ideia começa a surgir nas obras de ficção científica, como na peça teatral Rossum’s Universal Robots (1920), que introduziu a palavra “robô”, e no celebrado filme Metropolis (1927).

A Segunda Guerra reuniu cientistas de diversas áreas, incluindo neurociência, engenharia, matemática e computação. Alguns discutiam já nas décadas de 1940 e 1950 a criação de um cérebro artificial. Entre eles estava Alan Turing, conhecido como “o pai da informática”. Em 1956, nasceu oficialmente um campo de estudo voltado para a inteligência artificial. A Conferência Dartmouth formalizou o termo, determinou a missão da IA e seus pesquisadores precursores. Marvin Minsky, John McCarthy, Allen Newell e Herbert A. Simon foram alguns dos nomes fundamentais no processo.

2. Ela já está presente na sua vida

Assistentes virtuais como a Siri, a Cortana e o Google Assistant são bons exemplos de inteligência artificial em contato direto com os usuários. Mas os smartphones, computadores e outros gadgets do cotidiano também operam com IA de muitas outras maneiras, a começar pelo Google.

O app Fotos reconhece o conteúdo de suas imagens e permite que você faça uma busca digitando o nome de um objeto ou ação. O YouTube pode transcrever áudio e gerar legendas para os vídeos em 10 idiomas. O Gmail oferece respostas automáticas inteligentes para seus e-mails. O Google Tradutor traduz textos de placas, rótulos e cardápios com a câmera do celular. E vem mais por aí: a empresa anunciou que IA é um dos temas centrais das apresentações do Google I/O 2018, conferência anual que traz as novidades da companhia.

Spotify e a Netflix usam inteligência artificial para entender as preferências dos usuários e recomendar, respectivamente, músicas e filmes. A Amazon faz algo parecido ao oferecer a seus clientes novos produtos a partir de machine learning. O software ajuda a decidir até qual é o melhor momento para fazer as ofertas.

Carros autônomos também já são realidade e devem chegar ao mercado em poucos anos. Empresas como Google, UberSamsung e Volkswagen estão desenvolvendo e testando veículos que dirigem sozinhos. No cinema, a inteligência artificial cria multidões de pessoas para cenas de filmes. Na medicina, está ajudando a avançar estudos sobre o câncer.

3. Inteligência artificial não é o mesmo que machine learning

O “aprendizado de máquina” é uma aplicação de IA muito utilizada hoje, em que um programa acessa um grande volume de dados e aprende com eles automaticamente, sem intervenção humana. É o que acontece no caso das recomendações da Netflix e do Spotify e no reconhecimento facial em fotos do Facebook, por exemplo.

4. O aumento na coleta de dados em massa impulsionou a IA

Big Data, conjunto massivo de dados que serve de base para o aprendizado dos mais diversos softwares, como o machine learning, com mais informação disponível, os pesquisadores e as empresas ganharam mais motivação para buscar maneiras inteligentes e automatizadas de processar, analisar e usar os dados.

5. Google, IBM, Microsoft, Facebook, Amazon e outras empresas formaram um grupo de pesquisa e defesa da IA

Em 2016, grandes corporações do mundo da tecnologia, incluindo Google, IBMMicrosoft, Facebook e Amazon, se uniram para criar a “Parceria em IA para beneficiar pessoas e a sociedade”. O grupo afirma que quer avançar pesquisas e defender implementações éticas da inteligência artificial.

6. A inteligência artificial vai substituir humanos em muitos empregos

De acordo com a empresa de consultoria e auditoria PricewaterhouseCoopers (PwC), até 2030 robôs substituirão 38% das vagas de trabalho nos Estados Unidos, 30% no Reino Unido e 21% no Japão. Os setores de transporte, armazenamento, manufatura e varejo serão os mais afetados.

7. Especialistas acreditam que a inteligência artificial vai alcançar a capacidade humana em menos de 25 anos

Uma pesquisa realizada em 2013 fez a seguinte pergunta para centenas de especialistas em IA: quando o nível de inteligência artificial será 50% da inteligência humana? A resposta média foi 2040. Enquanto isso, outro estudo recente mostrou que 42% de um grupo de cientistas acreditam que a singularidade será atingida antes de 2030.

8. Ela já é melhor que seres humanos em algumas tarefas

Não há previsões de quando a inteligência artificial chegará ao patamar humano, mas já existem robôs que são melhores do que nós em tarefas específicas. Por exemplo, em 2011 o IBM Watson venceu os humanos no Jeopardy!, famoso programa americano de perguntas e respostas. Depois disso, a IA continuou em desenvolvimento e hoje já consegue fazer diagnósticos de câncer com maior precisão que os médicos. Sua taxa de acerto é de 90%, em comparação a 50% no caso dos seres humanos.

9. Grandes nomes da tecnologia estão preocupados com as consequências desse avanço

Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, já falou publicamente várias vezes que acredita que a inteligência artificial pode um dia se tornar uma ameaça para as pessoas e até pôr fim à humanidade. O empresário é entusiasta das mais avançadas tecnologias, mas ressalta a necessidade de regulamentação na área da IA e gostaria que armas autônomas fossem banidas. Armamentos operados por softwares inteligentes já são realidade em alguns governos.

O físico Stephen Hawking, que morreu em março, expressava sua preocupação também com o poder destrutivo de armas independentes e temia a substituição da força de trabalho humana, sem a criação suficiente de novas vagas. Bill Gates, fundador da Microsoft, concorda com Musk e Hawking e disse que não entende como algumas pessoas não estão preocupadas.

10. O basilisco de Roko é uma hipótese terrível sobre a IA

Existe um experimento mental assustador conhecido como Basilisco de Roko. A ideia é que, no futuro, uma poderosa inteligência artificial possa torturar todos que não a ajudaram de alguma forma a ser criada. Apenas o fato de saber sobre o basilisco, como você está fazendo ao ler estas palavras, colocaria alguém em perigo, já que a IA passaria a incluir tal pessoa em suas simulações.

O experimento está fundamentado em teorias complexas, mas que remetem a uma noção de que uma IA não teria limites por tentar tornar o mundo cada vez melhor. Com as ambiguidades da tarefa e sem a moral humana, ela faria de tudo que considerasse necessário, inclusive machucar pessoas. Assim, os que não facilitaram sua existência e desenvolvimento estariam sob ameaça.

O Basilisco de Roko foi proposto em um fórum de discussão do LessWrong, uma plataforma criada pelo pesquisador Eliezer Yudkowsky, que está a frente do Instituto de Pesquisa de Inteligência de Máquina (MIRI). O próprio Yudkowsky já deixou claro que acredita nos riscos da ideia.

AIze-se: iDvogados, Google Doodle Jogos, 20 Startups Super Quentes para Observarmos em 2020, Neon, IA – Indígena é Ateu? E os emojis com isso?, Inteligência digital plus Inteligência emocional, Arte mecaniza vida?, Simulação de Estupro?!?, deepfake

O verdadeiro esquema pirâmide

Derrubando o cupinzeiroFábio Rabin

72 dias na selva e construindo casa escondida – Vídeo completoJavier Aldavero

Construção PrimitivaMarcelo Adnet

Como construir a corrediça de água da piscina em torno da casa subterrânea secretaJavier Aldavero

Cupinze-se: Casa sustentável tem conta de luz de R$ 7,50 por ano, Receita para construir sua casa com suas próprias mãos, Casa sustentável, Casa da árvore, Giorggio Abrantes, Filtro de água “improvisável”!, 3 RECEITAS DE CONSERVAS DE FERMENTAÇÃO SELVAGEM, 2 mil livros sobre permacultura e bioconstrução, A Crise Ambiental e Civilizacional e a Alternativa da Permacultura

Michael”s Desserts” Platt

O jovem americano Michael Platt, 13 anos, tem duas grandes paixões. Uma delas é cozinhar e criar receitas de doces. A outra, ajudar pessoas e combater problemas como a fome.

doces. A outra, ajudar pessoas e combater problemas como a fome.

Com apenas 11 anos e contando com o apoio dos pais, ele deu início ao negócio. A cozinha funciona em sua própria casa, localizada na cidade de Bowie, no estado de Maryland.

A “Michaels Desserts” é uma padaria que, a cada doce vendido, doa outro para uma pessoa desabrigada.

A ideia surgiu há três anos, quando ele ganhou um par de sapatos da TOMS. A marca adota um modelo de doação desse tipo e inspirou vários projetos semelhantes por todo o mundo. A cada mês, Michael homenageia, com receitas especiais, diferentes figuras ligadas a causas sociais.

Cupcakes, cookies e até bolos de casamento estão entre os seus produtos, ele também recebe encomendas para eventos, como aniversários ou casamentos. A maioria dos pedidos é feita pelo Facebook.

, ele também recebe encomendas para eventos, como aniversários ou casamentos. A maioria dos pedidos é feita pelo Facebook.

Outra forma de caridade que ele encontrou foi ministrar cursos e destinar a renda obtida a organizações. “Eu sempre quis ter um propósito para o que eu faço”, diz ele. Pequenas Empresas Grandes Negócios

Pequenas Empresas Grandes Negócios

Most customers place their orders via Facebook. (Michael recently set up a website for the business.) He sells roughly 75 cupcakes a month, four for $15, along with a dozen cookies and a dozen “chef’s choice” items — which, of course, means he must also make more than 100 treats to give away. CHAR ADAMSThe Washington Post

website for the business.) He sells roughly 75 cupcakes a month, four for $15, along with a dozen cookies and a dozen “chef’s choice” items — which, of course, means he must also make more than 100 treats to give away. CHAR ADAMSThe Washington Post

Dinas Miguel

Dinas Miguel é o idealizador e organizador do projeto social Cultura e Conceito, Arte-Educador em sua obra utiliza-se do lúdico e da realidade, onde se apropria de técnicas, materiais e suportes diferenciados. Dinas Miguel


Realiza também curadoria de exposições, work shops e intervenções ao vivo, tendo realizado manifestos artísticos em diferentes cidades brasileiras, além de outros trabalhos internacionais, podendo assim propagar e socializar sua poética artística que vem se plasmando e interagindo na construção artística e pessoal da sociedade. SP CULTURA

migueldinas. Facebook

A Câmara Municipal de São Paulo recebeu a 4ª edição do Prêmio Sabotage, que reverência a importância do hip hop no processo de inclusão social e cultural.
Observe mais: ARTE FORA DO MUSEU, LUMINESCE™, FREENET, EJU ORENDIVE, RESERVE™, HORRIBLE HISTORIES, NAARA BEAUTY DRINK!!!, ENTRE A MERDA E A REPRESSÃO, INSTANTLY AGELESS ™, ANIVERSÁRIO DA REVOLUÇÃO DE 1964, VIDACELL®, A HORA DO SUFOCO, FOME DE BOLA, LIVROS PARA COLORIR, RECEITA PARA CONSTRUIR SUA CASA COM SUAS PRÓPRIAS MÃOS, YES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDE, SUA SEGURANÇA?, CADTEC E LEI DE ZONEAMENTO

Pai atende o telefone

Em um grupo do Facebook denominado  ‘Direitos Humanos Brasil’, uma jovem negra e homossexual – filha de uma mulher negra com um homem branco – resolveu tripudiar sobre todos os ‘homens brancos’ de maneira generalizadas. Jornal da Cidade online

Mude conceitos, você pode e deve:  MANUAL PLANTAS AMAZÔNICASLUMINESCE™LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETA, A RAINHA DE MAIONAARA BEAUTY DRINK!!!A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA ESTÁ FORA DE CONTROLE?NEVOBATMÓVEL – INFOGRÁFICOMUTAÇÃOINSTANTLY AGELESS ™A QUARTA PAREDE!BESOURINHAVIDACELL®Three Little PigsRESERVE™TÁXI VS UBERDENTE DE LEÃO