Shenlongwan, uma mão.

Os moradores de Shenlongwan, uma vila isolada na província de Shanxi – norte da China, insatisfeitos com a dificuldade de chegar à civilização, eles decidiram construir uma estrada com as próprias mãos, em 1985. A estrada, que passa entre as falésias e consumiu muito esforço da comunidade, não contou com a ajuda do governo.

Desde a inauguração, em 2000, a região tornou-se um um importante polo de turismo da província. Somente no ano passado, mais de 300 mil turistas sedentos por passar pela estrada mágica, viajaram para Shenlongwan, que há poucos anos era apenas uma vila remota e sem recursos do norte da China. Hoje, a vila saiu da pobreza graças à estrada, que já injetou mais de U$ 7 milhões na economia do local. Vivimetaliun


Enxergue mais: LIBERDADE DE EXPRESSÃO, COREIA DO NORTE, A PARANOIA, NAARA BEAUTY DRINK!!!, AMADOR PROFISSIONAL, AI WEIWEI: NEVER SORRY, O SENHOR DO LABIRINTO, Projeto em bambu Projeto, BANDEIRANTES MODERNOS, CONTROLE SOCIAL

COMO CRESCER E VENCER SENDO UMA GRANDE TARTARUGA .

COMO CRESCER E VENCER SENDO UMA GRANDE TARTARUGA . Devagar Mais Sempre em Frente.   Você é do tipo que não tem paciência de Esperar o elevador, balança a perna enquanto os outros falam e fica simplesmente furioso quando uma página na internet, por mais rápida que seja, demora um pouco para aparecer? Você, como […]

https://doutorzinho.wordpress.com/2015/12/10/como-crescer-e-vencer-sendo-uma-grande-tartaruga/

Fumaça Louca

Fumaça Louca – Ventania

oh oh oh oh oh oh oh oh oh… oh oh oh oh oh oh oh oh ohhhh

Quantas noites sem durmir olhando da minha janela
Luzes da cidade viajo o pensamento
Madrugada adentro enquanto muitos dormem
Quando os loucos atearam fogo aceleraram a mente
Viajaram na fumaça louca
Que passando a todos foi de boca em boca
No silêncio sinto esta fumaça me lavar o rosto
Maquinar meu cérebro fazendo louco
Me indagando a noite pela lucidez
Como posso eu parar na noite pra dar mais um trago
Se eu vivo esta lucidez tão louco
Só por mais um pouco eu vou pirar de vez
São os olhos de um poeta louco que contempla a noite
Na palavra certa de um pensamento
Só por um momento de inspiraçao
Quantas noites sem durmir olhando da minha janela
Luzes da cidade viajo o pensamento
Madrugada a dentro enquanto muitos dormem

oh oh oh oh oh oh oh oh oh… oh oh oh oh oh oh oh oh ohhhh

Quantas noites sem durmir olhando da minha janela
Luzes da cidade viajo o pensamento
Madrugada adentro enquanto muitos dormem
Quando os loucos atearam fogo aceleraram a mente
Viajaram na fumaça louca
Que passando a todos foi de boca em boca
No silêncio sinto esta fumaça me lavar o rosto
Maquinar meu cerebro fazendo louco
Me indagando a noite pela lucidez
Como posso eu parar na noite pra dar mais um trago
Se eu vivo esta lucidez tão louco
Só por mais um pouco eu vou pirar de vez
São os olhos de um poeta louco que contempla a noite
Na palavra certa de um pensamaneto
Só por um momento de inspiraçao
Quantas noites sem durmir olhando da minha janela
Luzes da cidade viajo o pensamento
Madrugada adentro enquanto muitos dormem….

oh oh oh oh oh oh oh oh oh… oh oh oh oh oh oh oh oh ohhhh
ventania

Veja também: FHC = THC, Só Pra Variar, Doenças degenerativas, Banana, A importância do Doutorado, Repo man, O Livro de Eli, A indústria farmacêutica está fora de controle?, DIA DA ÁRVORE, Ruas de Belém, Eu sou o meu Deus., Me lave por favor!, O dízimo da educação!