Candelária

“Mais fácil matar do que cuidar”, diz sobrevivente do Massacre da Candelária
Wagner Santos é pessimista em relação à violência nas periferias e alerta para as chacinas que continuam acontecendo no país. Candelária

Wagner Santos é o único sobrevivente de uma das maiores tragédias da história recente do Brasil, o Massacre da Candelária. Nesta terça-feira (23), quando o episódio completa 20 anos, ele enviou uma carta aos governantes brasileiros na qual pede que as autoridades pensem sobre a repetição de atos de violência policial no país. O documento foi escrito em Genebra, onde Santos vive desde 1996, após sofrer ameaças de morte no Brasil.
bus174

Nem a Chacina da Candelária nem o desaparecimento forçado de Amarildo começaram ou terminaram com essa política destinadas aos pobres e negros que finda na cadeia, no cemitério ou em alguma área empobrecida sitiada por militares. Justiça Global
onibus-174-2

Veja também: Cadê os Amarildos?, Oitavo Anjo, Liberdade de expressão, Makota Valdina, Coleira para crianças, absurdo?, Fair Play, Pica pau retardado!!!, The Truman Show, X-Maus, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., Consulta CPF, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Instituto Alana, Minha Alma (A Paz Que Eu Nao Quero), Um Monte de mentiras, Trator, Halloween Saci!, Bicicleta emprestada!, O que, de quem?, Candidato Caô Caô, Urna fraudetrônica, Casa da árvore, Individualidade fugaz, Desinfetante ecológico, Compartilhe, PARE ou DIMINUA?, Convite à Filosofia, 35 verdades ditas sobre o Brasil, pelos olhos de um Turista, Porquê eu quis?

Queda Livre!

O nosso curso funciona assim:

A parte teórica tem duração de 8 horas (um dia todo praticamente) e é nesta fase que você recebe informações detalhadas sobre o equipamento, saída do avião, posição do corpo durante a queda livre, abertura do paraquedas, navegação com o paraquedas aberto, pouso, procedimentos de emergência e todas as informações necessárias para você realizar o primeiro salto. A parte teórica é lecionada dia de quinta-feira ou sexta-feira para se dedicar exclusivamente aos saltos (parte prática) durante o fim de semana.

A parte prática é formada por 8 saltos, todos a 12.000 pés com queda livre de aproximadamente 50 segundos, sendo que nos 3 primeiros saltos o aluno salta acompanhado de 2 instrutores, que durante toda a queda-livre passam instruções para aperfeiçoar seus movimentos. Não temos como prever o tempo que o aluno levará para realizar os saltos, tem as condições climáticas e condições do atleta. Ventos fortes impossibilitam os saltos e o desempenho do atleta depende da sua resposta ao vento relativo e os objetivos que ele deverá alcançar em cada salto. Vimos alunos se formarem em 2 semanas e outros que levaram 1 mês. Portanto esse tempo é muito relativo.

A partir do 4º salto o aluno passa a saltar apenas com um instrutor que irá avaliar o seu desempenho.

E em todos os saltos após a abertura do paraquedas, um instrutor de solo passa orientações de vôo para o aluno através de um rádio, aqui na Queda Livre você terá a oportunidade de saltar com alguns dos paraquedistas mais experientes do Brasil, alem de muita experiência, exigimos que nossos instrutores façam parte do quadro de instrutores da CBPQ ( http://www.cbpq.org.br/profissionais.php?tipo=&uf=14 ), que freqüentem todos os simpósios de segurança e atualização direcionados à profissionais do esporte.

Fazemos uso de técnicas de instrução modernas, eficientes e equipamentos que dispõem de todos os dispositivos de segurança recomendados, que são de última geração e contamos com manutenção impecável da melhor oficina de paraquedas da America Latina ( SKYTEC).
Clique no link abaixo e assita o vídeo do curso AFF dos apresentadores Lucas e Deco da MTV Sports:

Para realizar o curso o aluno deverá trazer atestado médico para prática de esportes.

Veja também: De que lado você esta?, Bike or die!, RIQUEZA APÓS OS 40, Vida inteligente., Porquê eu quis?, Na contramão?, Eu sou o meu Deus., Território, A arte de ler., Olimpíadas, Eu sou o meu Deus., Algumas frases desses dias., Globo terrestre virtual, A chegada de Lampião no Inferno