Saudosa Maloca

Saudosa Maloca – Adoniran Barbosa

Se o senhor não tá lembrado
Dá licença de contá
Que aqui onde agora está
Esse edifício “arto”
Era uma casa véia
Um palacete assombradado

Foi aqui seu moço
Que eu, Mato Grosso e o Joca
Construímos nossa maloca
Mas um dia, nóis nem pode se alembrá
Veio os homi c’as ferramentas
O dono mandô derrubá

Peguemos todas nossas coisas
E fumos pro meio da rua
Aprecia a demolição
Que tristeza que nóis sentia
Cada táuba que caía
Duía no coração

Mato Grosso quis gritá
Mas em cima eu falei:
Os homis tá cá razão
Nós arranja outro lugar
Só se conformemo quando o Joca falou:
“Deus dá o frio conforme o cobertor”

E hoje nóis pega a páia nas grama do jardim
E prá esquecê, nóis cantemos assim:
Saudosa maloca, maloca querida
Dim dim donde nóis passemos os dias feliz de nossas vidas
Saudosa maloca, maloca querida
Dim dim donde nóis passemo os dias feliz de nossas vidas

Veja também: Clarice Lispector do Samba, Clara Nunes., Nelson Ned d’Ávila Pinto, Batata Frita, o Ladrão de Bicicleta, BBB por Antonio Barreto, Foi o Dr. Delegado Que Disse, Feliz Natal (A Guerra Acabou), Universidades do mundo, Conhecimento Ancestral, Aluga-se, Vambora, Caso Sério, A corrida de Motos mais insana que você já viu

Qual o volume ocupado por 1 trilhão de reais?

Arrecadação de impostos, dívida pública, pacotes de estímulos, copa do mundo, desvio de verbas, enfim, nos jornais e revistas é muito comum aparecer valores da ordem dos bilhões ou mesmo trilhões de reais!

Mas o que será que isto significa? (visualmente falando)

O tamanho
Vamos começar com uma nota de R$100 reais (de 7cm de altura e 15,6cm de comprimento). Que pode ser guardada em qualquer carteira ou até mesmo dentro de um livro.

Um pacote contendo 100 (cem) notas de R$100 reais possui cerca de 1cm de espessura e contém R$ 10.000 reais. Cabe no seu bolso com facilidade e, de acordo com o DIEESE, este valor seria suficiente para sustentar cerca de 4 famílias (cada uma composta por 2 adultos e 2 crianças) durante 1 mês.

Você poderia colocar R$ 1 milhão de reais (ou 100 pacotes de R$ 10.000) em um saco de supermercado e passear com ele.

R$ 100,8 milhões ocupa um palete (bloco ou pallet – em inglês) de 1 metro de largura por 1 metro de comprimento e uma altura de aproximadamente de 96 centímetros.

10 Bilhões de reais (R$10.000.000.000) poderia formar uma pista de corrida e seria possível percorrer 100 metros sobre uma pilha de dinheiro de 1 metro largura e quase 96 centímetros de profundidade.

– E aí? Está curioso para ver o que seria 1 trilhão de reais!

Lembrando que 1 trilhão (R$1.000.000.000.000) é um milhão de milhões, ou mil bilhões, ou ainda 1 (um) seguido de 12 zeros.

Se fosse colocado um palete em cima do outro, daria uma altura de 9600 metros, o que seria maior do que o monte Everest ou 22 vezes o edifício Empire States.

Everest1trilhao

E lembre-se … essas são notas de R$100 reais! Se fossem notas de R$50, multiplique tudo por 2.

Então, da próxima vez que você ouvir esses números… tenha estas imagens em mente.

Curiosidade
Em 2012, o governo arrecadou em impostos cerca de 2 vezes este montante! Ou seja, aproximadamente 1,7 trilhões de reais!

Para mais informações sobre os cálculos realizados, confira o site original (em inglês), basta clicar aqui.

Veja também: Robin Hulk, Impostômetro, Fair Play, Ficha Limpa!!!, Orçamento doméstico, Michael Moore, Cidadão, Miniusina de energia, Empoderamento dos recursos, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Palets, Comida

Cidadão

Cidadão – Zé Ramalho

Tá vendo aquele edifício moço
Ajudei a levantar
Foi um tempo de aflição
Eram quatro condução
Duas prá ir, duas prá voltar
Hoje depois dele pronto
Olho prá cima e fico tonto
Mas me vem um cidadão
E me diz desconfiado
“Tu tá aí admirado?
Ou tá querendo roubar?”
Meu domingo tá perdido
Vou prá casa entristecido
Dá vontade de beber
E prá aumentar meu tédio
Eu nem posso olhar pro prédio
Que eu ajudei a fazer…

Tá vendo aquele colégio moço
Eu também trabalhei lá
Lá eu quase me arrebento
Fiz a massa, pus cimento
Ajudei a rebocar
Minha filha inocente
Vem prá mim toda contente
“Pai vou me matricular”
Mas me diz um cidadão:
“Criança de pé no chão
Aqui não pode estudar”
Essa dor doeu mais forte
Por que é que eu deixei o norte
Eu me pus a me dizer
Lá a seca castigava
Mas o pouco que eu plantava
Tinha direito a comer…

Tá vendo aquela igreja moço
Onde o padre diz amém
Pus o sino e o badalo
Enchi minha mão de calo
Lá eu trabalhei também
Lá foi que valeu a pena
Tem quermesse, tem novena
E o padre me deixa entrar
Foi lá que Cristo me disse:
“Rapaz deixe de tolice
Não se deixe amedrontar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio, fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asa
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio, fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asas
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar”

Hié! Hié! Hié! Hié!
Hié! Oh! Oh! Oh!

Veja também: Na trave!, Carta de um policial nos protestos de São Paulo, Batman – O Livro dos mortos, Mão Santa, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., Brasileiro Reclama De Quê?, Candidato Caô Caô, Miniusina de energia, Omissão.