Milton Friedman

A tirinha do australiano Stuart McMillen conta a história de Milton Friedman, economista estadunidense (e ex-assessor da campanha de Nixon) que defendeu  a legalização da maconha nos EUA se baseando no desastre que foi a ‘Lei Seca’ aplicada por lá nos anos 20, obrigando os americanos à comprarem do mercado negro, ao invés de ajudarem a girar um capital legítimo.  Smoke Buddies

A venda voltou a ser liberada, sendo, para Friedman, um exemplo perfeito do quão burra essa guerra anti drogas é, conheca mais sobre essa história, dá uma conferida na tirinha completa:

 Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para você Ainda não entendeu o problema da Guerra às Drogas? Relaxa, desenharam para vocêguerra-as-drogas-quadrinhos-10guerra-as-drogas-quadrinhos-11guerra-as-drogas-quadrinhos-12guerra-as-drogas-quadrinhos-13guerra-as-drogas-quadrinhos-14guerra-as-drogas-quadrinhos-15guerra-as-drogas-quadrinhos-16guerra-as-drogas-quadrinhos-17guerra-as-drogas-quadrinhos-18guerra-as-drogas-quadrinhos-19guerra-as-drogas-quadrinhos-20guerra-as-drogas-quadrinhos-21guerra-as-drogas-quadrinhos-22guerra-as-drogas-quadrinhos-23guerra-as-drogas-quadrinhos-24guerra-as-drogas-quadrinhos-25guerra-as-drogas-quadrinhos-26

Mude conceitos, você pode e deveTRAFICANTES DE POLÍTICASluminesce™15 MIND OPENING LSD QUOTES#LAS TÉCNICAS #’MINDFULNESS’ AYUDAN AL #ENFERMO MENTAL A SER CONSCIENTE DE SUS #EMOCIONES Y A ESCUCHAR SUS NECESIDADESnaara beauty drink™ROCKEFELLERnevo™FHC LEGALIZERELATÓRIO FIGUEIREDOinstantly ageless™TIMOTHY LEARYMACONHA NO SENADOvidacell®RICARDO LSD BOECHAT DOIDÃOreserve™SISTEMA NACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOBRE DROGASJÁ NÃO ME SINTO EM CASA NESSE MUNDO

PIB???

o-GRFICO-PIB-2014-570

O PIB é um indicador para medir a atividade econômica do País, é a soma as riquezas geradas pelos mais diversos setores (industrial, financeiro e serviços), mede a diferença entre o custo de se produzir e o que se obtém como fruto dessa produção, o chamado valor agregado e é composto por itens como consumo das famílias, despesas do governo, produção dos setores (o que se produz, o que estamos consumindo, investindo e vendendo). BRASIL POST

ibgelogo

Veja também: Índice de Desenvolvimento Humano, VERGONHA INTERNACIONAL (France Football), Turismo sexual, Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas, Ministério da Saúde, Robin Hulk, Consulta CPF, Sonegômetro, Nota 10!, O bom moço do Brasil, Vinte centavos

Índice de Desenvolvimento Humano

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de “desenvolvimento humano” e para ajudar a classificar os países como desenvolvidos, em desenvolvimento e subdesenvolvidos. A estatística é composta a partir de dados de expectativa de vida ao nascer, educação e PIB (PPC) per capita (como um indicador do padrão de vida) recolhidos a nível nacional.
O IDH surge no Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e no Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH), criados e lançados pelo economista paquistanês Mahbub ul Haq em 1990 com a colaboração de Paul Streeten, Frances Stewart, Gustav Ranis, Keith Griffin, Sudhir Anand, Meghnad Desai e Amartya Sen, teve como objetivo explícito:
“Desviar o foco do desenvolvimento da economia e da contabilidade de renda nacional para políticas centradas em pessoas.” Wikipédia, a enciclopédia livre.
O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida resumida do progresso a longo prazo em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde, apesar de ampliar a perspectiva sobre o desenvolvimento humano, não abrange nem esgota todos os aspectos de desenvolvimento, não é uma representação da “felicidade” das pessoas, nem indica “o melhor lugar no mundo para se viver”. Democracia, participação, equidade, sustentabilidade são outros dos muitos aspectos do desenvolvimento humano que não são contemplados no IDH. PNUD
idh_lute

Veja também: Fundação Instituto de Direitos Humanos, Super Trunfo, Instituto Alana, Santa Buceta, A tua mente, Inicie um abaixo-assinado, Saramago, Ficha Limpa!!!, PÁTRIA MADRASTA VIL, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ