Ebenezer Cobb Morley: Doodle

Feliz Aniversário, Sr. Morley!  Aqui está o que a Wikipedia sabe sobre ele: “Ebenezer Cobb Morley (16 de agosto de 1831 – 20 de novembro de 1924) foi um esportista inglês e é considerado o pai da Associação de Futebol e do futebol moderno. Ebenezer Cobb Morley Google Doodle

futebol foi por muito tempo um esporte violento e caótico. A versão que conhecemos hoje surgiu apenas em 1863, quando o advogado inglês Ebenezer Cobb Morley estabeleceu suas primeiras regras.

Aos 27 anos, Morley se mudou para Londres, onde fundou, em 1862, o Barnes Football Club. Como capitão do time, ele logo percebeu como as partidas podiam ser violentas. Foi então que resolveu escrever uma carta ao jornal britânico Bell’s Life, sugerindo criar algumas regras.

103034583_original_laws_of_the_game_1863

O texto acabou dando origem a um encontro histórico, liderado por Morley, na Freeman’s Tavern, em que ele reuniu membros de clubes de futebol de toda a Inglaterra, em 26 de outubro de 1863. BBC

O inglês também escreveu, em 1863, a primeira versão das regras do jogo, contidas em um livro chamado Football Association 1863 Minute Book. O conjunto de 13 “leis” foi modificado posteriormente, mas marcou a separação do futebol e do rugby, que até então eram muito próximos. As regras foram adotadas pela FIFA assim que a associação foi fundada, em 1904.

20180816102547_660_420

O patrono do futebol moderno faleceu em 20 de novembro de 1924, aos 93 anos. Olhar Digital

Veja também: Quem é o povo?2014, Ano do Pão e CircoBode expiatórioManifestantes ou vândalos?Sal e vinagrePolícia 24 horasSaramagoNão Foi AcidenteOs cinco princípios de bem viverPorquê eu quis?Qual o volume ocupado por 1 trilhão de reais?FIFA World Cup 2014 – THE REAL BRAZILPRESÍDIOS NO REGIME MILITARBBB por Antonio BarretoUM MEDICO DE BELZONTEVoto NuloBolsa famíliaFeliz dia do índio!!!

Chico Mendes

Francisco Alves Mendes Filho nasceu no dia 12 de dezembro de de 1944 em Xapuri, no Acre, mesma cidade onde foi assassinado.

chicomendesdoodle
Ambientalista, sindicalista e ativista brasileiro ganha um Doodle para lembrar seu legado. El País

chicomendes

Chico Mendes was a Brazilian rubber tapper, trade union leader andenvironmentalist. He fought to preserve the Amazon rainforest, and advocated for the human rights of Brazilian peasants and indigenous peoples. PLANTATIONS

Chico se transformou numa figura lendária, um herói do povo brasileiro, mas o tratamento midiático de sua história tende a ocultar a radicalidade social e política de seu combate. A CASA DE VIDRO.COM

23ua35c

“Amazônia – De Galvez a Chico Mendes”, minissérie de Glória Perez que apresenta a história do Acre, mostrando como o estado tornou-se território brasileiro. Baseada nos romances “O Seringal”, de Miguel Ferrante e “Terra Caída”, de José Potyguara, a minissérie narra a história do Acre, a última região a ser anexada ao território brasileiro. vcfaz.tv

Chico Mendes saiu da floresta brasileira para mobilizar o mundo. Acreano, Francisco Alves Mendes Filho nasceu em 15 de dezembro de 1944, no seringal Porto, em Xapuri. Desde criança trabalhava com o pai no seringal. Sua história de líder sindical é simples, como foi sua vida, mas forte e grande como uma Amazônia.

1973 – Participou dos conflitos de terra na fazenda Santa Fé.

1975 – Cria o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brasiléia, quando é indicado a secretário geral.

1976 – Inicia uma luta sem tréguas a favor dos seringueiros para impedir desmatamentos e organiza várias ações em defesa da posse da terra.

1977 – Em pleno período militar, Chico Mendes funda o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xapuri e é eleito vereador, pelo MDB, à Câmara Municipal local.

1978 – Começam as ameaças de morte por parte dos fazendeiros, e as divergências partidárias porque o MDB não era solidário às lutas dos trabalhadores rurais.

1979 – Chico Mendes leva para a Câmara Municipal debates entre lideranças sindicais, populares e religiosas. É acusado de subversão por denunciar as arbitrariedades dos torturadores contra ele e outros presos políticos.

1980 – Surge o Partido dos Trabalhadores – PT. Chico, um dos fundadores no Acre, passa à direção do partido naquele estado, participando de comícios na região juntamente com Lula. Chico Mendes é enquadrado na Lei de Segurança Nacional, a pedido dos fazendeiros da região, que procuravam envolvê-lo no assassinato de um capataz de fazenda que poderia estar envolvido no assassinato de Wilson Pinheiro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Brasiléia.

1981 – Chico Mendes assume a direção do Sindicato de Xapuri, do qual foi presidente até o momento de sua morte.

1985 – Lidera o 1º Encontro Nacional dos Seringueiros, durante o qual é criado o Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), com Chico na liderança.

1986 – A luta dos seringueiros ganha repercussão nacional e internacional, surge, então a proposta de “União dos Povos da Floresta”, que busca unir os interesses de índios e seringueiros em defesa da floresta amazônica, propondo ainda a criação de reservas extrativistas nas áreas indígenas, na própria floresta, ao mesmo tempo em que garantem a reforma agrária desejada pelos seringueiros.

1987 – Representantes da ONU visitam Chico Mendes, em Xapuri, onde puderam ver de perto a devastação da floresta e a expulsão dos seringueiros provocadas por projetos financiados por bancos internacionais, inclusive o Banco Mundial. Chico Mendes levava estas denúncias ao Senado norte-americano e à reunião do BID. Logo os financiamentos aos projetos devastadores são suspensos e Chico é acusado por fazendeiros e políticos de prejudicar o “progresso” do Acre.

1988 – Chico Mendes é homenageado e ganha vários prêmios, entre eles o “Global 500”, oferecido pela própria ONU. Surge a União Democrática Ruralista – UDR, no Acre, criada por proprietários de terras que não se conformam com a possibilidade de uma reforma agrária e criação de reservas ecológicas. Chico Mendes percorre várias regiões do Brasil, participando de seminários, palestras e congressos, com o objetivo de denunciar a ação predatória contra a floresta e as ações violentas dos fazendeiros da região contra os trabalhadores de Xapuri. Participa da implantação das primeiras reservas extrativistas criadas no Acre e consegue a desapropriação do Seringal Cachoeira, de Darly Alves da Silva, em Xapuri.

1989 – Chico assume a presidência do CNS em março, no 2º Encontro Nacional dos Seringueiros. Em 17 de novembro, Chico Mendes denunciou ao juiz da Comarca, ao secretário de Segurança Pública, ao Governo Estadual e ao Superintendente da Polícia Federal que Darli e Alvarino estavam tramando seu assassinato. No mesmo mês e com o mesmo teor, ele escreveu carta ao secretário de Segurança Pública, ao Governo Estadual e ao Superintendente da Polícia Federal. Ainda em novembro, o Sindicato de Brasiléia, Conselho Nacional dos Seringueiros e o Centro de Trabalhadores da Amazônia remeteram telex ao governador Flaviano Melo, ao diretor geral da Polícia Federal, Romeu Tuma e ao Secretário da Segurança Publica, denunciando ameaças de assassinato de trabalhadores rurais em Xapuri e Brasiléia. Não obteve resposta.

198922 de dezembro – Apesar das denúncias, dos pedidos de proteção por parte de entidades ambientalistas, personalidades políticas e dirigentes sindicais, do governador ter colocado dois PMs como segurança, Chico Mendes foi assassinado no quintal de sua casa com um tiro de escopeta. Silvestre Gorgulho

“Se descesse um enviado dos céus e me garantisse que minha morte iria fortalecer nossa luta até que valeria a pena. Mas a experiência nos ensina o contrário. Então eu quero viver. Ato público e enterro numeroso não salvarão a Amazônia. Quero viver.” Chico Mendes 

Observe mais: Comida de genteTráfico de águas, DIA MUNDIAL SEM CARROSANDUÍCHES SEM PÃOPHILIP K. DICKNAARA BEAUTY DRINK!!!COMO A SUÉCIA RECICLA 99% DO LIXO QUE PRODUZ?, Bandeirantes ModernosEMVA verdade pode estar no ovo, Controle SocialQUEM MATOU O CARRO ELÉTRICO?INSTANTLY AGELESS ™TUMBLER VW BUG CONCEPTÍNDIO EDUCAVIDACELL®Eu, não, meu senhor, Pedala Mundo!RESERVE™A HISTÓRIA DO JARDINEIRO DE OXALÁRELIGIÃO MENTALSUPERNATURAL

“Ta, ta, ta”: Rubén Aguirre

O Google decidiu criar um novo Doodle para homenagear os 45 anos da estreia de “El Chavo del 8”. A série mexicana que é sucesso absoluto no Brasil há mais de 30 anos com o nome de Chaves. Geek Publicitário

El “maistro longaniza” como lo llamaba El “Chavo” hizo todo lo posible por enseñar a leer y escribir a él, a‘Kiko’, ‘la Chilindrina’, ‘Ñoño’, ‘Popis’ y a ‘Godines’ en la escuelita. LA PRENSA

É meio surreal conseguir mostrar seu trabalho pra uma personalidade que tu cresceu assistindo e ter uma resposta positiva! Bruno Comotti Artes

Nascido em 15 de junho de 1934, na cidade de Saltillo, no México, Rubén Aguirre Fuentes era formado em engenharia agrônoma e começou a carreira artística como locutor e apresentador de rádio e TV, também trabalhou como toureiro e piloto. Revista Jurídica JusRO

Professor Girafales visita a vila e traz consigo os desenhos da turma. Chapolin TV

Enxergue mais: LUMINESCE™CELLULAR REJUVENATION SERUMEL CHAVO DEL OCHONAARA BEAUTY DRINK!!!BICICLETA EMPRESTADA!HALLOWEEN SACI!EU TE DISSE, EU TE DISSE.SEVEN AGES OF ROCKEUSTÁCIO BAGGENATAL COM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA!Desenho de criança

Wilbur Lincoln Scoville

O químico norte-americano Wilbur L. Scoville (1865-1942, Estados Unidos) idealizou a técnica que consiste em diluir a pimenta em água com açúcar até parar de arder; quanto mais diluição for necessária, mais potente é a pimenta.

wilburscoville
Wilbur Lincoln Scoville. EL PAÍS

Scoville ganhou o prêmio Ebert da American Pharmaceutical Association, a medalha de honra Remington e  foi nomeado doutor honorário em Ciências pela Universidade de Colúmbia.

wilburvideo-to-gif
Homenagem em Doodle do Google com ‘escala quente’

A escala de Scoville é chamada em inglês de SHU (Scoville Heat Units, ou Unidades de Calor de Scoville).

Entenda mais: Manjericão, GARÇONETE PAGA A CONTA, Ver dura?, Conheça 13 maneiras de reaproveitar sobras e cascas de frutas e vegetais, QUINUA, CONTRA TODOS OS MALES, MUNDO CANIBAL, AMOSTRAS GRÁTIS, É POSSÍVEL., BEER, WHAT’S?, ANA PRIMAVESI, ENGENHEIRA AGRÔNOMA., CLARICE LISPECTOR DO SAMBA, CLARA NUNES., NARCISO DE ÉBANO, THE MARTIAN