Guia de compostagem e idéias de caixa de compostagem

Composting is a great way to recycle and build a beautiful lush garden. Composting is a natural process that recycles various organic materials (waste) and produces a rich black soil known as ‘humus’ or ‘black gold’. Digging In The Garden

Also, composting is a sustainable way to save money by reducing kitchen waste and landfills.

Composting is a scientific process, and several factors need your attention:

  • Temperature
  • Size of Materials
  • Oxygen
  • Heat
  • Moisture

Microorganisms are the primary role of the composting process. Aerobic bacteria are the most efficient compost-makers, excreting nitrogen, phosphorus, and magnesium. But anaerobic microorganisms let organic materials ferment and become stinky. No one wants food and garden debris rotting in a corner of their yard. Therefore composting encourages the addition of aerobic bacteria. That is why you have to turn the compost pile(it lets fresh air in).

Compost materials can be divided into two categories: carbon suppliers (Brown) and nitrogen suppliers (Green). The best ratio of carbon and nitrogen materials is 30:1. (This ratio is based on the dry weight and can only be approximated in practical applications.).

When you add too much carbon material, the composting process will slow down; Too little carbon, and the compost ferments, gets stinky, and loses its nutrient value.

Fast Method:
The best ratio C(30):N(1); 40-60% Moisture; Aeration(Turning the pile 1-2 times a week); Temperature(90-160°F, you can use a compost thermometer).

Slow Method:
Too much carbon and low temperature will slow down the composting process.

Conclusion:
In fact, it is difficult to achieve a ratio of 30: 1. According to the suppliers’ weight, you can add 2 to 3 pounds of Brown per pound of Green.

Carbon Suppliers (Brown): Hay, Straw, Fall leaves, Wood chips, Corn stalks
Nitrogen Suppliers (Green): Egg shells, Fruit scraps, Vegetable scraps, Fresh leaves, coffee grounds

First, choose an area in your garden or yard for your compost pile, then prepare a suitable container. You can repurpose an old bin or make a DIY compost container

Chop the materials into small pieces; the smaller the pieces, the faster the materials can be broken down. When adding materials, always bury kitchen scraps in the center of the pile to accelerate degradation and to block flies and other bugs.

Too dry materials will prevent compost from breaking down. At this time, you need to add water to the compost. If the compost is too wet, you can add sawdust, hay, and other materials to reach the appropriate consistency.

Ideally, you add new materials and turn the pile every 3-4 days. It provides fresh air for aerobic bacteria. The fork is a perfect tool to turn a compost pile.

Tips: Do not add cooked foods, oils, fats, meat, animal bones, pet waste, treated wood, or anything with insecticide exposure.

A too wet compost will reduce air flow inside the materials and cause a nasty smell. Because in low oxygen levels, the greens can ferment and become stinky due to the production of acids, hydrogen sulfide, and more. Therefore, during the rainy season, prepare a cover such as plastic cloth or a layer of hay to prevent the compost pile from getting too wet.

Insert a perforated PVC pipe in the center of the pile can greatly improve the flow of air.

 Composting in winter is not different than composting in the summer; it is just slower. In the coldest weather, the process simply stalls and the food scraps freeze. When temperatures rise above freezing, the process resumes. The cold temperatures will lower the pile’s overall temperature, so stop turning the pile during the winter months to lock in as much heat as possible.

When compost is ready for use, it looks, feels, and smells like good, earthy dirt. Then you can use compost to slowly feed your plants over a long period instead of expensive chemical fertilizers.

Compostze-se: GongolosVegetais fast to mesaBoas Idéias Que Todos Os Países Deveriam AdotarFavela OrgânicaMinhocário.Um anticorpo de Gaia para o vírus ser humanoMicro hidrelétrica e redemoinhosFlorest PoultLixo não existeNeste Chão Tudo Dá

Gongolos

Pesquisadores da Embrapa Agrobiologia, no Rio de Janeiro, descobriram que os gongolos, esses bichanos parecem com minhocas enroladinhas, também chamados de piolhos-de-cobra ou embuás. Vivimetaliun

A boa notícia é que eles são ótimos trituradores de alimentos e já estão sendo usados em Rondônia para fazer a “gongocompostagem“, os gongolos trituram a matéria orgânica e, assim, ela é mais facilmente decomposta pelos microorganismos presentes no solo, essa decomposição tem como resultado um adubo orgânico em um processo que pode levar entre 90 e 120 dias.

O adubo gerado pelos gongolos pode ser aplicado diretamente em mudas e hortas, além disso, os também chamados embuás são encontrados facilmente na natureza, o que torna o processo muito mais econômico.

Clarice Rocha - Gongocompostagem apresenta diversas vantagens para o produtor

A construção do gongolário é simples, pode ser montada com uma cerca de tábuas ou sombrite e lona embaixo, com caixas de madeira ou caixas d’água avariadas, materiais que o agricultor tem na propriedade. Uma vez por semana é preciso checar a umidade e, se estiver muito seco, é necessário molhar o composto, explica Mattioni. Não há necessidade de revirar a pilha.

Além da aplicação em hortas, vasos de plantas e para a produção de mudas, o adubo produzido por meio do húmus do gongolo pode ser também utilizado em áreas degradadas para reposição da matéria orgânica do solo. 

A tecnologia está disponível a visitação de produtores, técnicos, estudantes e demais interessados. Para conhecer a gongocompostagem, basta agendar sua visita a Embrapa Roraima pelo telefone (95) 4009-7135.

Clarice Rocha (MTb 4733/PE)
Embrapa Roraima

Contatos para a imprensa
roraima.imprensa@embrapa.br
Telefone: (95) 4009-7114

Os gôngolos ou gongolos ou gongolôs ou piolhos de cobra ou vacas pretas ou embuás ou Marias-café ou bichos de vaca ou congolotes. Eta bicho danado para ter nomes regionais, aqui e em Portugal! Higiene Atual

Como combatê-los dentro de casa? Combater dentro da casa? Que bobagem! Basta removê-los com pá e vassoura. Ali eles estão erraticamente. Não têm nada a fazer dentro de uma casa. Erraram o caminho, por certo; se perderam, talvez. A verdade verdadeira é que os gongolos não fazem mal nenhum e não deveriam ser eliminados, posto que até tëm um papel de certa utilidade ao se alimentarem de plantas e insetos mortos. Mas, “Vox populi, vox Dei” (a voz do povo é a voz de Deus) e lá vamos nós para atender os pressurosos chamados contra a invasão de piolhos de cobra. Coitados!

Como combatê-los dentro de casa? Combater dentro da casa? Que bobagem! Basta removê-los com pá e vassoura. Ali eles estão erraticamente. Não têm nada a fazer dentro de uma casa. Erraram o caminho, por certo; se perderam, talvez. A verdade verdadeira é que os gongolos não fazem mal nenhum e não deveriam ser eliminados, posto que até tëm um papel de certa utilidade ao se alimentarem de plantas e insetos mortos. Mas, “Vox populi, vox Dei” (a voz do povo é a voz de Deus) e lá vam,os nós para atender os pressurosos chamados contra a invasão de piolhos de cobra. Coitados!

como fazer uma loja virtual

Gongoloze-se: Repelente de insetos, Abelha, o ser humano mais importante do planeta, Piscina biológica sem cloro, Florest Poult, Substituto de agrotóxico: eucalipto, Conheça 13 maneiras de reaproveitar sobras e cascas de frutas e vegetais, Remédio caseiro para controle de pulgas

A ilha de lixo

Descoberta no Pacífico, em 1997, tem uma dimensão descomunal. O tempo para a decomposição desse material no mar é diferente da terra. Sacola Prática

LIXÃO FLUTUANTE tem 4 milhões de toneladas de plástico, sendo a origem: 80% vêm dos continentes; 20% são jogados por navios. Lorena Verli – Planeta Sustentável

ilha-de-lixo-Abre

A descrição pode parecer sinopse de filme de ficção científica, mas a ilha de lixo, ou 7º continente, como também é chamada, confunde os animais e algumas espécies sofreram mutações ao crescer em volta de pedaços de plástico. Pensamento Verde

ilha-de-lixo-tataruga

São produzidos anualmente cerca de 100 milhões de toneladas de plástico e cerca de 10% deste total acabam nos oceanos, sendo que 80% desta fração vem de terra firme. Projeto Ouro Azul

Entenda mais: A ILHA DE LIXOCUCOO MAR DE ARAL VIROU AREIA.BE MY EYES APPPEIXE-BOI MARINHOFLORENCE NIGHTINGALEXEQUE MONTEO AMARANTO INCA KIWICHA INVADE PLANTAÇÕES DE SOJA TRANSGÊNICA DA MONSANTO NOS ESTADOS UNIDOSCARTA DA TERRAÁGUAS DE MARÇOTHE MARTIANPLANETARIOPELADOS EM SANTOS

Exame com uma gota de sangue

ff_holmes_f-838x952
virusatualizado
doencasaudeverde

Veja também: A indústria farmacêutica está fora de controle?, Repo man, Urna fraudetrônica, The X-Files, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Sexo seguro!, Somos todos doadores, Problemas sociais, Cospe logo!, Ministério da Saúde, Coleira para crianças, absurdo?, Mosquitos vinho na foto, De que lado você esta?, O Coxinha – uma análise sociológica, Só Pra Variar, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Parabéns Néstle, Instituto Pindorama, voluntariado., Ignorância e sucesso?, Juan dos Mortos

Minhocário.

Dados do Ministério da Agricultura revelam que, diariamente, o Brasil produz cerca de 144 mil toneladas de lixo orgânico, o que corresponde a 60% do lixo urbano. Planeta Sustentável

Primeiramente, compre ou encontre recipientes que possam se encaixar um no outro, (caixas de plástico, baldes, embalagem de sorvete);
Depois faça as marcações dos furos, não precisam ser muitos;
Depois use uma furadeira COM uma broca de 1/4″para fazer os furos em apenas dois dos recipientes, pois um recipiente que irá por baixo será um coletor de umidade que estiver em excesso e o local onde fica o “biofertilizante;
Depois forre com papel picado e folhas;
Por fim, coloque um pouco de terra com minhocas, faça furos e coloque restos de frutas (exceto as cítricas), folhas, galhos, nunca coloque carne ou resto de alimentos gordurosos. Mantenha a terra sempre úmida (úmida, não encharcada) e coloque a caixa em um local fresco sem a incidência de sol direto.
A criação de minhocas, é uma excelente prática que diminui o volume do lixo, você pode usar as minhocas para alimentar peixes ou isca para pesca, o húmus pode ser usado para plantas ou aquários plantados se forem esterilizados e tratados. (Natureza)

Veja também: Manual de agricultura urbana, Carta da Terra, Anestesia mental., Dia Mundial do Meio Ambiente., Opção de escolha?, Chora Darwin., Legalize Já, Porquê eu quis?, Brasileiro Reclama De Quê?, Hora do Código, Mãe Gaia