3 plantas comestíveis que quase toda calçada tem

Nas zonas urbanas é bem comum ver plantas nascendo espontaneamente em rachaduras de asfalto, canteiros esquecidos ou em frestas de calçadas. São plantas rústicas que resistem ao solo pobre, à ausência de terra e se adaptam ao clima extremo das cidades. O que muitos não sabem, é que muitas dessas plantas são PANC (Plantas Alimentícias Não Convencionais), ou seja, comestíveis. Ciclo Vivo

“Essas plantas se alastram porque têm sementes que são adoradas pelo polinizadores (insetos), ou porque têm mecanismos reprodutivos que são super eficientes. Existem centenas de plantas que são de baixo porte, plantas rasteiras, que são tão pequenininhas que acabamos pisando nelas por aí. Já outras não são tão pequenas, mas como estamos acostumados a caminhar sem prestar muita atenção, elas acabam passando despercebidas”, disse Beatriz Carvalho, do empreendimento social Mato no Prato.

MAJOR-GOMES (Talinum paniculatum e Talinum triangulare)

Major-Gomes, João-Gomes, Caruru, Beldroegão… É comestível, nutritiva, suculenta e deliciosa. Ela tem em média 23% de proteína em matéria seca, e tem características nutricionais parecidas com a Ora-pro-nobis. Pode ser consumida em saladas, como recheio de tortas, panquecas, omeletes e pães. E pode substituir a couve nos sucos verdes.

É da família das Portulacas, sendo a mais comum a Portulaca oleracea (flores amarelas) e a Portulaca umbraticola (folhas coloridas). É rica em ferro e cálcio. Suas folhas devem ser consumidas cozidas ou branqueadas, devido ao excesso de oxalato, que pode ser prejudicial à saúde. É importante que a gente observe se a folha é achatada, pois pode ser confundida com a Onze Horas (folha pontiagudas, cilíndricas) que não é comestível. Pode ser usada em sopas, refogados, molhos para massas e até mesmo em chás. Suas sementes podem substituir a chia e o gergelim. 

CARURU (Amaranthus SPP)

Também conhecida como Bredo. Existem dezenas de espécies de caruru, algumas delas são plantas rasteiras (Amaranthus deflexus) e outras atingem um pouco mais de altura (Amaranthus viridis). Algumas apresentam cores avermelhadas (Amaranthus cruentus) e outras são mais coloridas (Amaranthus hybridus). Existem espécies que apresentam espinhos (Amaranthus spinosus). Dê preferência para consumir as espécies sem espinhos, e sempre consuma a planta cozida ou branqueada. Dos talos há receitas de panquecas, tortas, bolos e pastéis, e as suas sementes são extremamente nutritivas e saborosas, podendo ser acrescentadas à massa de pão, arroz e vitaminas.

Calçaze-se: Plantas Alimentícias Não Convencionais, alternativaS?!?, Muda Mooca, A história do jardineiro de Oxalá, MORADOR DE RUA CUIDA DE 11 CÃES, Bolo de batata-doce com coco

Nutrição a favor da imunidade

Uma boa nutrição, além de um bom controle glicêmico, pode ser usada a favor da imunidade, auxiliando na proteção de diversas doenças, em tempos de pandemia. Saiba quais os alimentos que podem dar um ‘up’ no seu sistema imunológico. Nutriçâo e Prazer

Através da alimentação e outros cuidados associados ao estilo de vida, é possível fortalecer o sistema imunológico e assim, evitar doenças de menor e/ou maior magnitude.

Vitaminas e minerais

– Vitamina A: A vitamina auxilia na regulação do sistema imunológico, pois modula a resposta de células fagocitárias, estimulando a fagocitose – processo que auxilia no combate ao vírus, bactérias e invasores em geral. As principais fontes são os alimentos alaranjados como cenoura, mamão, abóbora, além de ovos, manga, couve, espinafre, pimentão vermelho, leite e derivados.

Saiba mais: Vitamina A, sua importância e sua toxicidade

– Vitaminas do complexo B: Cereais integrais como aveia, arroz integral, quinoa e amaranto, entre outros, são ricos em vitamina B6, cuja deficiência está ligada a problemas de defesa do sistema imune. A deficiência de B6 pode comprometer a produção de anticorpos e a atividade das células de defesa do organismo. Além disso, a vitamina B12, encontrada em ovos, carnes em geral, leite e derivados, trabalha em conjunto com o folato na síntese de DNA e das células vermelhas do sangue.

Saiba mais: Complexo B e seus benefícios

– Vitamina C: Também conhecida como ácido ascórbico, a vitamina C é uma vitamina hidrossolúvel essencial para o organismo, com alto poder antioxidante e impacto positivo sobre o sistema imunológico. Além disso, protege o organismo contra infecções, estimulando a formação de anticorpos. Fontes: frutas cítricas (limão, laranja, abacaxi, acerola, etc.), goiaba, vegetais crus, pimentão, entre outros.

Saiba mais: Vitamina C vital para o organismo

– Ferro: Diversos estudos apontam que a deficiência de ferro interfere negativamente na imunidade, promovendo a redução da proliferação, diferenciação e do número de ‘células T’, bem como redução da produção de citocinas por essas células. Além disso, gera defeitos na chamada resposta inata, como a redução da capacidade fagocitária dos neutrófilos, com falhas na atividade das células ‘natural killer’, também conhecidas como células exterminadoras naturais. Sendo assim, alimentos fontes de ferro devem compor a rotina alimentar, tais como vegetais verdes escuros, leguminosas como feijão e carnes em geral, principalmente as vermelhas e vísceras (fígado, rim e coração).

Dica: para melhorar a absorção de Ferro, especialmente encontrado em alimentos de origem vegetal como feijão e vegetais verde escuros, consuma alguma fonte de vitamina C na mesma refeição (ex. espremer limão na salada ou consumir uma laranja de sobremesa)

Saiba mais: Ferro de suma importância para atletas

– Zinco: O zinco é essencial para diversos processos biológicos, especialmente para o bom funcionamento do sistema imune. Há relação direta entre o mineral e as células do sistema imunológico, incluindo atividade de ‘células T’ auxiliadoras, desenvolvimento de linfócitos T citotóxicos, hipersensibilidade retardada, proliferação de linfócitos T, entre outros. Fontes: cereais integrais, feijões, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc.), carnes em geral, aves e frutos do mar.

Saiba mais: Zinco indispensável à síntese de proteínas ao sistema imune

– Selênio: O selênio, encontrado em oleaginosas, especialmente na castanha do Brasil (conhecida popularmente como castanha do Pará), possui ação antioxidante e auxilia diretamente na proteção e fortalecimento da imunidade. Duas unidades de castanha do Brasil por dia é o suficiente para atingir a dosagem diária desse mineral.

Saiba mais: Selênio essencial para o corpo em pequenas quantidades

Probióticos e prebióticos

Os probióticos contribuem para a saúde intestinal, com efeito imunoestimulante, além de favorecem a absorção dos nutrientes. Estão presentes em iogurtes, bebidas lácteas fermentadas, kefir e kombucha. Em alguns casos, suplementos a base de probióticos, prebióticos ou simbióticos (em cápsula ou em pó) podem ser indicados por um profissional especializado, que deve supervisionar a indicação e uso.

A relação direta entre intestino e sistema imunológico há anos é confirmada pela ciência, sendo fundamental garantirmos a integridade da microbiota e prevenir ou tratar quadros de disbiose – quando há desequilíbrio entre as boas e más bactérias. Fique atento ao excesso de gases, irregularidade intestinal (constipação/diarreia) e presença de muco nas fezes. Uma microbiota intestinal saudável é necessária para alcançar a função imune. Desta forma, os prebióticos, como o amido resistente presente na biomassa de banana verde, a inulina do chuchu e outras fibras encontradas na chicória, alho, cebola, beneficiam a saúde intestinal, modulando várias propriedades do sistema imunológico.

Saiba mais: Probióticos o que são e seus benefícios

Suplementação alimentar com polivitamínicos

A suplementação de vitaminas e minerais deve ser orientada e supervisionada por um profissional médico ou nutricionista. Isso porque, uma análise prévia é necessária, considerando que tanto a falta como o excesso de nutrientes pode ser prejudicial à saúde. O importante é manter uma alimentação balanceada, com garantia de uma boa absorção de nutrientes via sistema gastrointestinal, evitando oscilações na eficiência do sistema imunológico.

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 1

Saiba mais: Tudo que você precisa saber sobre suplementos alimentares – parte 2

Nutrize-se: 10 sinais de que seu corpo está com falta de vitamina D + Bônus, Direito ao cultivo individual ou aceita um hamburger?, O Mundo Vegetal e as constelações, Depressão e nutrição, veja estes 3 nutrientes contra a depressão, vidacell®, Nutrição verde

Prefeitura e Segurança alimentar

O objetivo da prefeitura de Victória, no Canadá, é garantir a segurança alimentar das pessoas em um período de dificuldades econômicas e instabilidade. CicloVivo

Victória é uma cidade canadense famosa por seus jardins de flores. O clima favorece o cultivo de diferentes tipos de flores e a cidade é conhecida como a capital florida do Canadá, ou a “cidade jardim”. Natasha Olsen

Esta é a primeira vez, desde a II Guerra Mundial, que a prefeitura foca seu trabalho em ajudar os cidadãos a produzirem sua própria comida. O objetivo é garantir a segurança alimentar na cidade em um momento em que muitas pessoas estão com problemas econômicos, o valor dos alimentos está subindo nos mercados e alguns estoques de comida estão baixos.

De acordo com o site da prefeitura, a prioridade será dada a quem perdeu o emprego recentemente, população indígena, pessoas com imunidade baixa ou grupos de risco, famílias em situação de vulnerabilidade social e casos especiais que serão avaliados pela administração municipal.

Até o momento, a equipe de jardinagem municipal já disponibilizou 75 mil mudas para doação, num total de 17 espécies de vegetais: brócolis, alface, tomate, pepino, abobrinha, abóbora-menina, repolho, folhas de mostarda, acelga, couve, manjericão e salsa.

Durante a ação, os estudantes que trabalham com voluntários estão fazendo cursos de agricultura e aprendendo sobre as políticas de crédito agrário do país. A agricultura urbana e familiar é muito valorizada e uma série de medidas e protocolos da prefeitura estimula a população a produzir sua própria comida.

A cidade permite, por exemplo, a criação de galinhas e abelhas nos quintais, estimula a criação de hortas comunitárias, pomares, jardins em telhados verdes e tem um programa especial que patrocina o plantio de árvores frutíferas e de castanhas em espaços públicos. A venda de produtos cultivados em casa também é permitida e estimulada como uma ferramenta de melhorar a economia doméstica.

Couve amigo

Os principais elementos presentes ma composição da couve responsáveis pela proteção do corpo, podemos citar a vitamina A, vitaminas do complexo B (como é o caso da B1, B2, B3 e B5), vitamina C, vitamina K, além de fibras, proteínas, carboidratos, cloro, cálcio, ferro, enxofre, silício, magnésio, fósforo e sódio (este pouca quantidade).

A couve é um vegetal herdado da cultura de Portugal, originário do Mediterrâneo e da Ásia Menor, que acabou ganhando o mundo pelas suas propriedades medicinais e terapêuticas. editor master

Sucos verdes

Um canceriano sem lar.

“O abacate é uma fruta que age no sistema nervoso central fazendo a manutenção dos hormônios. É rica em vitamina B3 e beta-sistosterol que bloqueia as taxas de cortisol, hormônios do estresse, além de melhorar o humor”.

A alface é outro alimento benéfico que combate a irritação e um ótimo calmante, produzido pela substância lactucina. Veja 5 receitas de sucos verdes:

SUCO A BASE DE COUVE
Rico em vitaminas, o suco de couve ajuda a combater as seguintes doenças: depressão, úlceras e até elimina as substâncias cancerígenas. Auxilia no bom funcionamento do intestino. Além disso, a couve é anti-inflamatória e cicatrizante.
Receita
Calorias: 40 calorias por copo.
2 folhas de couve lisa
2 folhas de couve-de-bruxelas
1 rama de couve-flor
1 rama de brócolis
4 cenouras
1 maçã pequena (pode ser feito com outras frutas)
1 copo de suco de laranja
Bata no liquidificador e adoce com mel.

SUCO DE…

Ver o post original 286 mais palavras

Sucos verdes

“O abacate é uma fruta que age no sistema nervoso central fazendo a manutenção dos hormônios. É rica em vitamina B3 e beta-sistosterol que bloqueia as taxas de cortisol, hormônios do estresse, além de melhorar o humor”.

A alface é outro alimento benéfico que combate a irritação e um ótimo calmante, produzido pela substância lactucina. Veja 5 receitas de sucos verdes:

SUCO A BASE DE COUVE
Rico em vitaminas, o suco de couve ajuda a combater as seguintes doenças: depressão, úlceras e até elimina as substâncias cancerígenas. Auxilia no bom funcionamento do intestino. Além disso, a couve é anti-inflamatória e cicatrizante.
Receita
Calorias: 40 calorias por copo.
2 folhas de couve lisa
2 folhas de couve-de-bruxelas
1 rama de couve-flor
1 rama de brócolis
4 cenouras
1 maçã pequena (pode ser feito com outras frutas)
1 copo de suco de laranja
Bata no liquidificador e adoce com mel.

SUCO DE ESPINAFRE COM GENGIBRE
Aumenta o metabolismo facilitando na perda de peso.
Receita
Calorias: 25 cal por copo.
2 xícaras (chá) de espinafre
2 copos de pepinos cortados
1 cabeça de aipo
1 colher (chá) de gengibre
1 porção de salsa
2 maçãs cortadas
Suco de limão
Bata no liquidificador e adoce com mel.

SUCO DE SALSINHA, CENOURA E FRUTAS
Possui efeito diurético e desintoxicante. O ideal é consumi-lo no período da manhã: dá energia e limpa o organismo.
Calorias: 60 cal por copo.
2 fatias grossas de melancia
1 maço pequeno de salsinha
2 maçãs
2 talos de salsão com as folhas
3 talos de erva-doce (ou funcho)
1 cenoura
2 laranjas
2 folhas de couve
1 pepino inteiro
1 pêra
1 punhado de brotos de alfafa
Bata no liquidificador e adoce com mel.

SUCO REGULADOR
Ideal para mulheres grávidas ou que já estejam amamentando. Ajuda na produção de leite.
Receita
Calorias: 45 cal por copo.
1 cenoura
1 maçã descascada
2 talos de salsão
ramos de hortelã
suco de 1 limão
½ copo de água mineral.
Bata no liquidificador e adoce com mel.

SUCO REJUVENESCEDOR
É antioxidante. Promove o rejuvenescimento, garantindo uma pele mais saudável.
Receita
Calorias: 50 cal por copo.
½ xícara de manga cortada em cubos (pode ser mamão ou caqui também)
1 cenoura cortada em rodelas
½ maço de hortelã
suco de 1 limão médio
Bata no liquidificador e adoce com mel.

Todos os sucos são batidos no liquidificador. Também podem ser coados ou consumidos naturalmente com os gomos, peles e sementes.

Com informações da assessoria de imprensa da nutróloga Liliane Oppermann.

Veja também: Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Sucos caseiros cheios de saúde., Sintomas Câncer de Mama