Peer to Peer – P2P, ou a economia compartilhada!?!

Também conhecido por Peer to Peer – P2P, o consumo na economia compartilhada se dá entre pessoas físicas, mas não exclusivamente, e não necessariamente há envolvimento de recursos financeiros. Essa forma de consumo explodiu com o uso e evolução da tecnologia oferecendo diversos formatos principalmente em forma de aplicativos e criação de inúmeras startups. CADE MEU TESOURO

Este consumo pode ser uma troca, compartilhamento ou aluguel de bens e serviços, enfim o uso coletivo de um produto ou serviço sem ter que comprar pelo mesmo.

Ou seja, usar ao invés de comprar. Usa-se apenas pelo tempo necessário. É uma excelente forma de otimização dos bens produzidos.

Dos mais conhecidos como os aplicativos de transporte, de delivery, aos aluguéis de quartos e casas por temporadas, passando por hospedagem de pets. Streaming de filmes, podcast e músicas, as áreas de coworking, moradias, doação de comida, hortas, compartilhamento de brinquedos, máquinas e ferramentas são alguns exemplos do poder desta economia e as diferentes maneiras que podem ser consumidas.

Existe um perfil específico do consumidor do futuro, que foi detectado pela Consultoria WGSN, que é chamado de Comunitário. São predominantemente equilibrados, solitários, conscientes e focados na carreira. São os que abandonaram os centros urbanos na busca de mais tranquilidade e equilíbrio em cidades menores e estão interessados na comunidade onde estão inseridos, querem fixar raízes, são localistas (o local onde vivem é mais importante do que a carreira) e ambientalistas.

Em uma só tacada, economia no bolso principalmente em tempos de crise financeira e inflação, nova fonte de renda em cenário de muito desemprego, diminuição do excesso de consumo aliviando a consciência e ajudando na postura mais minimalista onde o ser é mais importante do que o ter, praticidade em tempos do tudo para já, poupança dos recursos naturais cada vez mais escassos e ajuda nas comunidades cumprindo o seu papel social e cidadão.

Uma mudança no estilo de vida que traz impactos positivos para o orçamento, porque possuir bens além do dinheiro necessário para comprar traz consigo muitos gastos para mantê-los.

O consumidor está na busca de mais protagonismo, está saindo do papel passivo para o ativo. Ele entende que, enquanto consumidor, possui em suas decisões de compra o poder do futuro.

Compartilhize-se: Carta da Terra, Licitação Sustentável, Consumo alienígena, Consumo colaborativo e sustentabilidade, Consumo colaborativo, Reuso de água na Semana do Químico, A chocante monotonia das prateleiras de supermercados

A água oculta

Alimento /produto industrial – Água consumida na produção (litros)

01 kg de carne bovina              15.500
01 par de sapatos                       8.000
01 kg de arroz*                           2.500
01 Hamburger bovino               2.400
01 camiseta de algodão             2.000
01 kg de cereal**                       2.000
01 xícara de café                           140
01 taça de vinho                            120

Fontes: FAO/UNESCO; Water fotoprint Network; 2010. (in: Doutor Gourmet)
* Pegada hídrica; Lydia Cintra
** CONSCIÊNCIA SANITÁRIA; Gleiceani Nogueira

Do total de água do planeta 97,5% encontram-se nos oceanos e mares, apenas 2,5% estão disponíveis para o abastecimento humano

gallery-poster-halftop

A agricultura irrigada é a maior consumidora desses recursos hídricos, mundialmente estima-se que esse uso responda por 70% da água doce disponível. No Brasil, esse índice é de 61%, sendo o restante usado na indústria (18%) e no consumo doméstico (21%).

“A conclusão lógica que chegamos é a de que se come mais água do que se bebe água”, disse o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Jacques Diouf, durante depoimento na III Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, que aconteceu em julho de 2007, em Fortaleza (CE), referindo-se a quantidade de água utilizada na produção de alimentos. Articulação no Semi-Árido Brasileiro, in: CONSCIÊNCIA SANITÁRIA

Na média anual, os norte-americanos possuem uma pegada hídrica de 2.482 m3, a média global é de 1.243 m3 e a do Brasil é de 1.381 m3. Aqui, 5% vêm do consumo doméstico, em atividades cotidianas. A maior parte (95%) corresponde ao consumo de produtos industriais e agrícolas. Lydia Cintra

pegadahidrica

Enxergue mais: Aposentadoria da Água, Veteranas de guerra, Ho’oponopono, Carta da Terra, Biblioteca Web, Arveres somos nozes, De onde você vem?, Tatu bola, Águas de março, Clima louco?

Consulta CPF

Comprovante de Situação Cadastral no CPF

A Secretaria da Receita Federal do Brasil é um órgão específico, singular, subordinado ao Ministério da Fazenda, exercendo funções essenciais para que o Estado possa cumprir seus objetivos. É responsável pela administração dos tributos de competência da União, inclusive os previdenciários, e aqueles incidentes sobre o comércio exterior, abrangendo parte significativa das contribuições sociais do País. Também subsidia o Poder Executivo Federal na formulação da política tributária brasileira, previne e combate a sonegação fiscal, o contrabando, o descaminho, a pirataria, a fraude comercial, o tráfico de drogas e de animais em extinção e outros atos ilícitos relacionados ao comércio internacional.

A consulta de débitos no seu CPF é gratuita e permite que você visualize as pendências financeiras registradas na base da Boa Vista Serviços, administradora do SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).
CPFpelaInternet
A Boa Vista, sabe que o nome é o maior patrimônio do consumidor e quem cuida do próprio nome torna-se um Consumidor Positivo.

STJ confirma prazo de 5 dias para exclusão de nome de devedor do SPC, SERASA que paga a dívida

O credor deve requerer em cinco dias, contados da data do efetivo pagamento, a exclusão do nome do devedor dos serviços de proteção ao crédito, sob o risco de responder por dano moral. A decisão é da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar recurso no qual um ex-devedor do Rio Grande do Sul reclamava pela não retirada do seu nome, em tempo breve, da lista de inadimplentes.

Veja também: Trator, Sonegômetro, Cadê os Amarildos?, Mídia Ninja, Um Monte de mentiras, Dia Internacional do Direito a Saber, Portal da Transparência, Semana do Consumidor, DECLARAÇÃO IRPF 2012, Cabeças de bagre, Licitações, Procon divulga listas de empresas, Miniusina de energia, Sua cara

Baleia ou sereia.

A academia Runner criou um outdoor que perguntava o seguinte: “Neste verão, você quer ser sereia ou baleia?”

Uma mulher enviou a sua resposta, distribuindo o seguinte e-mail por aí:
“ Ontem, vi um outdoor da Runner, com a foto de uma moça escultural de biquíni e a frase: “Neste verão, qual você quer ser?”
Sereia ou Baleia?
Respondo:
Baleias estão sempre cercadas de amigos.
Baleias têm vida sexual ativa, engravidam e têm filhotinhos fofos. Baleias amamentam.
Baleias nadam por aí, cortando os mares e conhecendo lugares legais como as banquisas de gelo da Antártida e os recifes de coral da Polinésia.
Baleias têm amigos golfinhos. Baleias comem camarão à beça.
Baleias esguicham água e brincam muito.
Baleias cantam muito bem e têm até CDs gravados. Baleias são enormes e quase não têm predadores naturais.
Baleias são bem resolvidas, lindas e amadas.
Sereias não existem. Se existissem viveriam em crise existencial: “Sou um peixe ou um ser humano?”
Sereias não têm filhos, pois matam os homens que se encantam com sua beleza. São lindas, porém tristes e sempre solitárias…
Runner, querida, prefiro ser baleia!

Representação nº 279/04
Autor: Conar, a partir de queixa de consumidor
Anunciante: Parque Colina São Francisco (Runner)
Relatora: Claudia Wagner
Decisão: Sustação
Fundamento: Artigos 1º, 3º, 6º, 19, 20 e 50, letra c do Código

Por unanimidade, atendendo a sugestão da relatora, as 5ª e 6ª Câmaras, reunidas em sessão conjunta, recomendaram a sustação de outdoor da Runner que mostrava jovem de biquíni e a frase: “Neste verão o que você quer ser: sereia ou baleia?”

O outdoor foi considerado discriminatório e grosseiro por consumidor de São Paulo. Não houve defesa por parte da Runner.

Em seu voto, a relatora escreveu: “Seria cômico se não fosse discriminatório, agressivo e provocante”. Para ela, o outdoor é exemplo “medíocre de uma atualidade materialista e insistente em limitar-se a valores que se guardam em frascos de vidro, como os botox e outros elixires de eternos e idênticos padrões de beleza”.

Veja também: O de Otário, Makota Valdina, A onda, Cospe logo!, Refrigerante, PÁTRIA MADRASTA VIL, Adoro essa parte da anatomia femimina., CRASSEFICADOS‏, Individualidade fugaz, Remédio caseiro para controle de pulgas